You are on page 1of 8

Informe Comercial 1

Informe
Sexta-feira, Comercial
11 de março de 2011
11 de Março de 2011 • Edição 221
Foto Maiquel Rosauro

Páginas 3 e 7

Receita Crônica Entrevista Pinhal Grande


Faça Pão doce Um sonho do As primeiras Veja a programação
de coco século passado ações do Condesus de aniversário
Página 3 Página 2 Página 6 Contracapa

○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○
2 Informe Comercial
Sexta-feira, 11 de março de 2011
Da Redação

O futuro está na Um sonho retomado


agricultura familiar Maria Lorena Morgental Cervi, Artista Plástica

V
oltar ao passado e recordar minha ga, do jogo da Mora. Já nos encontros
No final do passado, recebi uma pauta sobre as estufas que foram construídas infância é também retomar um entre famílias - o saudoso filó - reno-
através de um projeto do Condesus. Leigo no assunto, acreditava se tratar de sonho que nasceu lá pelos anos vavam-se as energias e retomavam-se
uma simples matéria sobre agricultura familiar. Para minha surpresa, no decor- 36, 37 do século passado. Eu morava os laços de amizade, sempre acompa-
rer das entrevistas, abriu-se um leque de situações que envolve a sonhada em Vale Veronês, pequena e saudosa lo- nhados por um bom vinho e gostosos
rotatividade de culturas, uma cooperativa que só existe no papel, legalização das calidade, incrustada entre morros, na- quitutes como os grôstolis.
agroindústrias e a problemática Casa da Quarta Colônia. quela época, na divisa entre Santa Ma-
Por várias semanas mergulhei em um tema que me fez olhar a Quarta Colô- Neste clima nasceu meu sonho.
ria e Cachoeira do Sul, hoje entre Silveira
nia por um novo ângulo e acreditar que o desenvolvimento econômico da região Meus irmãos maiores, como era co-
Martins e Faxinal do Soturno.
só terá crescimento após serem resolvidos os desafios da agricultura familiar. mum a todos os homens da comuni-
Para tratar sobre o assunto, reservei as páginas 3 e 7. Boa leitura! Como em todo lugar pequeno, a dade, iam cedo para a lavoura. Mi-
Maiquel Rosauro, jornalista vida era pacata e a comunidade se de- nha mãe preparava o café da manhã -
senvolvia ao redor da igreja e da esco- o colacion - que era levado por mim e
la. Já no advento da luz elétrica, do por minha irmã, Juliva, as duas me-
rádio, do telefone e do carro a motor, nores da família. E foi assim, no can-
nossas conduções ainda eram o cavalo, saço de carregar marmita com a pri-
a carreta de bois e a charmosa aranha, meira refeição da manhã, que nos
Pão doce de coco uma espécie de carruagem de duas ro-
das, que era muito utilizada como ve-
meus sete a oito anos passei a ideali-
zar um sonho. Eu me imaginava diri-
Foto Divulgação ículo de transporte para as noivas. As gindo um carrinho um pouco maior
Ingredientes pessoas da comunidade dividiam seu que eu, que andasse sem ser puxado
Massa tempo entre trabalho, oração e lazer. por cavalo, que subisse a estrada co-
6 colheres (sopa) de açúcar Assim, passava-se a semana na roça e, migo, evitando que eu me cansasse.
2 tabletes de fermento para pão (30g)
aos domingos, depois da ida à Capela Tamanha era a sensação de posse, que
1/2 xícara (chá) de leite morno
4 xícaras (chá) de farinha de trigo, aproxi- da Nossa Senhora do Monte Bérico - tenho ainda hoje a nítida imagem do
madamente hoje elevada a Santuário pelo saudoso carrinho, rodando pela estrada da
1 ovo D. Ivo, e reestilizada pela mão com- roça. Hoje percebo que meu sonho,
1 lata de creme de leite petente de Juan Amoretti - os homens no desabrochar da minha infância vi-
100g de manteiga derretida a massa até desgrudar das mãos e deixe-a se reuniam na casa de comércio dos tios çosa, renova-se em outras formas, pois
Manteiga para untar crescer até dobrar de volume. Zamberlam, para jogos de bocha, fu- agora ele me ajuda a vencer as distân-
Farinha de trigo para polvilhar Recheio tebol, carteado e a inconfundível gri- cias, os cansaços, e os limites que o
Recheio Misture bem o coco e o leite taria, que muitas vezes até parecia bri- declínio da vida oferece. •
2 pacotes de coco seco ralado (200g) condensado e reserve.
1 lata de leite condensado Montagem
3 colheres (sopa) de manteiga derretida Em uma superfície enfarinhada e com Envie uma crônica sobre a Quarta Colônia você também. Os textos devem ter entre 20 e
para pincelar auxílio de um rolo, abra a massa no formato 25 linhas. Junto ao texto, mande seu nome completo, número de identidade e telefone para
Cobertura de um retângulo, espalhe o recheio e pincele contato. As crônicas devem ser enviadas para o e-mail 4colonia@gmail.com.
2 ovos batidos para pincelar com a manteiga derretida. Enrole como
1 xícara (chá) de açúcar cristal para polvilhar rocambole. Corte pedaços de 5 cm de es-
pessura, disponha-os, virados para cima, em Expediente
Modo de preparo assadeiras grandes untadas e enfarinhadas,
Massa com certa distância entre os rolinhos. Deixe Este informe comercial circula encartado nos tamento comercial dos jornais Diário de San-
Em uma travessa grande, coloque a fa- crescer por 20 minutos. Pincele com o ovo jornais Diário de Santa Maria e Zero Hora ta Maria e Zero Hora
em 37 cidades do Centro de Distribuição de Planejamento e marketing: Angélica Pereira
rinha de trigo e abra uma cavidade. Despe- batido, polvilhe o açúcar cristal e leve para
Santa Maria e Centro de Porto Alegre. Contato comercial: (55) 3220-1824
je ao fermento com o leite morno, misture. assar em forno médio (180ºC), pré aqueci- Escritório RBS Jornais Santa Maria
Acrescente o ovo, o creme de leite e a man- do, por cerca de 30 minutos. Jornalista responsável: Maiquel Rosauro (MTb/
Avenida Maurício Sirotsky Sobrinho, 25, Bair- RS 13334). Contato pelo fone (55) 96811384
teiga. Misture os ingredientes, incorporan- Esta receita foi enviada pela leitora ro Patronato. Telefone (55) 3220-1844. Santa
do a farinha de trigo aos poucos. Trabalhe Cristina Dalmolin, de Pinhal Grande. Maria-RS ou pelo e-mail 4colonia@gmail.com
Gerente comercial: Ronaldo Carvalho - e- Projeto gráfico/diagramação/arte final:
mail: ronaldo.carvalho@diariosm.com.br André Machado Fortes
Participe você também. Envie sua receita para o e-mail “4colonia@gmail.com”. Produção: Plano Comunicação Ltda e depar- Foto da Capa: Maiquel Rosauro

○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○
Notícias Informe Comercial 3
Sexta-feira, 11 de março de 2011

Programa de Produção de Hortaliças


revoluciona as pequenas propriedades
Fotos Maiquel Rosauro
> Maiquel Rosauro 7 metros de largura e 16 metros de ex-
tensão. Como contrapartida, os benefi-

A
produção de alimentos de 31 pe- ciados irão pagar 20% do valor investi-
quenos agricultores da Quarta do na estufa (R$ 1,6 mil). Os produto-
Colônia teve uma revolução no res garantem que valeu a pena partici-
ano passado. Os produtores ingressaram par do programa.
no Programa de Produção de Hortali- Em Nova Palma, a agricultora Clarice
ças, que levou até eles novas tecnologias Simonetti Rossato, ficou impressionada
para empregar nas propriedades. Os re- com a evolução que a alface e o repolho
sultados alcançados foram satisfatórios, atingem na estrutura montada pelo
promovendo uma mudança na rotina Condesus. Ela afirma que não vai mais
produtiva dos participantes. construir estufas em formato de capela
O programa consistiu na aquisição de em sua propriedade.
estufas por parte do Consórcio de De- - A estufa de arco é melhor. Ela retém
senvolvimento Sustentável da Quarta mais o calor do que nas outras estrutu-
Colônia (Condesus). O governo do Es- ras que temos. Desta forma, os produ-
tado investiu R$ 250 mil e os municí- tos crescem mais rápido - observa Clarice.
pios R$ 62.505,00. Em cada um dos O agricultor Orozimbo Rodrigues,
nove municípios, pelo menos dois pro- de Restinga Sêca também está satisfei-
dutores foram contemplados. to. Ele indica o uso da estrutura, sobre-
Os agricultores também receberam tudo, durante o inverno, época em que
treinamento de técnicos do Sebrae, que é difícil desenvolver alface, principal pro-
fizeram um diagnóstico das proprieda- duto que comercializa.
des e indicaram as variedades mais ade- - Penso em aumentar a estufa, estou Projeto do Condesus beneficiou 27 propriedades com estufas para a produção de hortaliças
quadas a serem cultivadas. Para esta conseguindo vender tudo o que produ-
capacitação o Condesus investiu R$ 40,5 zo - garante Rodrigues.
mil e o Sebrae R$ 10,5 mil. Quem também planeja uma expan-
O projeto foi desenvolvido entre agos-
to e dezembro do ano passado. Cada es-
são da estufa é o professor de
agroecologia, Volnei Chelotti, de Faxinal
O que dizem os produtores
tufa tem o valor de R$ 8 mil e possuem do Soturno. Ele utiliza apenas produtos “Dá bastante serviço, mas quando tem toda a infraestrutura da estufa
orgânicos no cultivo de pimentão, alfa- pronta é ótimo.”
ce, tomate e feijão-de-vagem. Orozimbo Rodrigues, Restinga Sêca
- Não tenho um carro chefe na pro-
dução, a estufa comporta diferentes va- “Vale a pena investir nestas estufas porque elas produzem mais hortaliças
riedades e só exige dedicação dos pro- e aqui o terreno tem muitas inclinações, é mais difícil plantar soja e fumo.”
dutores - relata Chelotti. Clarice Simonetti Rossato, Nova Palma
A expectativa dos produtores é pela con-
tinuidade do projeto em 2011. Mas para “Minha ideia é expandir a estufa, pois ela protege a produção e permite
A agricultora Clarice S. Rossato se surpre- isso, será necessário que os agricultores, se- que a gente controle a quantidade de água.”
endeu com o conhecimento que adquiriu cretários de agricultura, Sebrae e Condesus Volnei Chelotti, Faxinal do Soturno
se engajem em um novo projeto. •

Rotatividade de culturas ainda é uma meta a ser alcançada


Além de fornecer as estufas por um cultor produzisse uma variedade para venda fora do município de origem. A artesãos dos nove municípios também
preço vantajoso aos produtores e estabe- que desta forma a Quarta Colônia tives- maioria tem apenas o Serviço de Inspe- não deverão ter problemas, já que o ar-
lecer novas técnicas de produção, o pro- se capacidade de abastecer as grandes ção Municipal (SIM) e não possui, por tesanato não precisa de certificação.
jeto tinha por objetivo estabelecer uma redes de supermercados, sobretudo de exemplo, os certificados da Coorde- A assistente técnica do Sebrae, Simo-
rotação de culturas entre as proprieda- Santa Maria, durante todo o ano. A pro- nadoria de Inspeção de Produtos de ne Jaeger, que acompanhou toda a im-
des. A meta era fazer com que cada agri- posta que não é uma novidade, mais uma Origem Animal (Cispoa), do Serviço de plantação do Programa de Produção de
Foto Divulgação
vez não vingou. Inspeção Federal (SIF) na área da carne Hortaliças crê que o primeiro passo para
Há dois anos, foi formada a Coopera- e da Agência Nacional de Vigilância Sa- essa mudança de comportamento dos
tiva de Produtores Artesanais e nitária (Anvisa). produtores já foi dado. Resta agora con-
Agroindustriais da Quarta Colônia Devido ao problema com a tinuar o trabalho que já vem sendo feito.
(Coopaagro). A entidade possui estatu- Coopaagro, o Condesus transferiu a ad- - Os produtores saíram da proprie-
to e diretores, porém só existe no papel. ministração da Casa da Quarta Colônia dade e foram para uma sala de treina-
A Coopaagro visava estabelecer a para a prefeitura de Restinga Sêca. Por mento. Esta é uma mudança compor-
rotatividade de culturas e organizar os sua vez, o Executivo lançou um edital tamental muito grande. O primeiro pas-
pequenos agricultores para que eles ven- para buscar empresas interessadas em so eles já deram e isso tem que continu-
dessem seus produtos, na Casa da Quar- alugar a estrutura e vender no local pro- ar. Vai depender muito da mobilização
ta Colônia, na RSC-287, em Restinga dutos coloniais da região. Os maiores dos secretários de agricultura, o mo-
Sêca. Porém, questões legais travaram a beneficiados devem ser os agricultores mento é de definir prioridades - ana-
Casa da Quarta Colônia abre oportunida- iniciativa. restinguenses, uma vez que deverão en- lisa Simone.
des, mas é preciso se regularizar O principal empecilho foi a falta de contrar menos questões burocráticas
regularização das agroindústrias para a para colocar seus produtos na Casa. Os >>> Continua na página 7
○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○
4 Informe Comercial
Sexta-feira, 11 de março de 2011
Em Foco

Silveira Martins
Fotos Maiquel Rosauro
Agenda
O Clube Agrícola e Recreativo de Silveira Martins realizou um Restinga Sêca
filó italiano na sede da entidade, em 18 de fevereiro. Dezenas de Baile da 3ª Idade
famílias compareceram e levaram um prato para ser compartilhado Quando: Domingo (13 de março)
entre todos os presentes. Onde: CTG Estância do Mirim
Horário: 13h30min
Promoção: Grupo Céu de Estrela
Informações: (55) 3261.4226, com Inês
> Regina Nunes
Schaurich,
Cátia Ferret e Dona Francisca
Davi Ferret Torneio Inter Seleções de Veteranos
Zottele Quando: Domingo (13 de março)
Onde: Estádio Municipal Colosso do Jacuí
Horário: 9h
Promoção: Esporte Clube Franciscano

Faxinal do Soturno
Congresso da Juventude
Quando: Sábado e domingo (12 e 13 de
março)
Programação: Sábado, às 20h, na Igreja
Evangélica Assembleia de Deus Universal
> Galileu Pigatto e Almeci Gai Domingo, às 14h, na Vila Jardim
Promoção: Igreja Evangélica Assembleia
de Deus Universal

Nova Palma
Torneio de Futsal Masculino e Feminino
Quando: Sábado (12 de março)
Onde: Gramado - Horário: 13h
Promoção: Sociedade Esportivo
Informações: (55) 9977-0786
Torneio Juvenil e Feminino de Bocha
> Carlos Brandão e Alcides Pérsigo Quando: Sábado (12 de março)
Horário: 8h
Onde: Camnpal
Promoção: Liga Novapalmense de
Bocha
Informações: (55) 9623-2570
> Nelsis Tolfo e Rozimar Bolzan Festa da 3ª Idade
Quando: Domingo (13 de março)
Onde: Salete - Horário: 13h30min
Promoção: Conselho da capela
Informações: (55) 9631.7526
Festa de Ação de Graças
Quando: Domingo (13 de março)
Onde: Caemborá
Horário: 9h30min
Promoção: Comunidade Evangélica
Luterana
Informações: (55) 9623.3073
> Clemor Balen e Rafael Egidio Ruviaro Festa de São José
> Lisandra Quando: Domingo (13 de março)
Cantarelli e Onde: Linha Cinco
Fabrícia > Franchesco Horário: 10h - missa; Meio-dia - almoço
Cantarelli Bolson Pontelli Promoção: Conselho e catequistas
Piozentin Informações: (55) 9925-0309

Agudo
Celebração Centenário Nascimento
Pastor Brauer
Quando: Domingo (13 de março)
Onde: ICBAA
Promoção: ICBAA e IECLBI
Festa Grupo Trabalhadoras Rurais
Três de Maio
Quando: Domingo (13 de março)
Onde: Pavilhão da Escola Três de Mario
Horário: 13h30min

Ivorá
Festa Nossa Senhora Medianeira
Quando: Domingo (13 de março)
Envie sua foto! Onde: Colônia Pereira de Souza
Se você mora na Quarta Colônia, envie também
Horário: 10h - missa; Meio-dia - almoço
uma foto para a coluna Em Foco através do e-mail ••••••••••••••••••
“4colonia@gmail.com”. Não deixe de citar o nome A programação é fornecida pelas prefeituras
e sobrenome das pessoas que aparecem na foto- municipais e instituições promotoras.
grafia. Envie também seu nome completo, número Qualquer alteração não é de responsabilida-
de identidade e telefone de contato. de do Caderno Quarta Colônia.
○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○

Envie sua foto!


Especial Carnaval Informe Comercial 5
Sexta-feira, 11 de março de 2011

Vale Vêneto
Fotos Maiquel Rosauro Veja mais fotos em www.sitezoom.net

○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○
Sérgio Abelin e
Mari Missau

○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○
Daniele Abelin e Urian Grant

○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○

Diego Missau e
Daiane Gallera
○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○

Juliano Missau e Gicele Herbstrith

Cineclube
○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ Cineclube Orion
Anilto e Filme: Carrego Comigo
Janir Missau Quando: Quinta-feira (17 de março)
Onde: Avenida Júlio de Castilhos, 676, sala 2, em Restinga Sêca
Horário: 19h
A entrada no cineclube é gratuita.

○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○
6 Informe Comercial
Sexta-feira, 11 de março de 2011
Condesus

“O Condesus é uma escola de gestão


pública que não existe no Estado”
Foto Maiquel Rosauro
Caderno Quarta Colônia ou o governo teria que devolver tudo

O retoma nesta edição a sé-


rie de entrevistas que mar-
caram o surgimento do
Consórcio de Desenvolvi-
mento Sustentável da Quarta Colônia
com juros. Sarney Filho, que era Minis-
tro do Meio Ambiente e da Amazônia
Legal na época criou o Projeto de Exe-
cução Descentralizada (PED) do Minis-
tério do Meio Ambiente. No Rio Gran-
(Condesus) há 15 anos. O entrevistado de do Sul, começa então uma discussão
de hoje é o secretário executivo da enti- sobre as áreas aonde iriam se desenvol-
dade, José Itaqui, 55 anos. ver o projeto. Nós fomos indicados como
Em meados dos anos 90, Itaqui de- uma das áreas prioritárias da Reserva da
sempenhava o cargo de secretário de Biosfera da Mata Atlântica.
Cultura e Turismo em Silveira Martins.
Neste período, ele formulou o Projeto QC - E como foi formulado o projeto?
de Desenvolvimento Sustentável da Itaqui - O Estado abriu um edital e
Quarta Colônia (Prodesus) que pouco tínhamos que apresentar uma carta con-
tempo depois viria a se transformar no sulta. Eu formei uma equipe de traba-
Condesus. lho que estava composta por mim, pelo
Cláudio Fioreze, agrônomo da Emater
Caderno Quarta Colônia - Como sur- de Silveira Martins, o Valcenir Giovelli,
giu o Prodesus? engenheiro florestal e secretário da Agri-
José Itaqui - O Prodesus tem um fato cultura de Nova Palma e o prefeito de
desencadeador. Em 1988, é criado o Con- Faxinal do Soturno Célio Chelotti indi-
sórcio Mata Atlântica e em 1989 o Rio cou o Jorge Zacarias, agrônomo da
Grande do Sul passa a integrá-lo através Emater de Faxinal. O nosso projeto foi
da Fepan. Em 1992, o governo do Esta- totalmente endógeno, arcamos com a
do faz o tombamento legal da Reserva da responsabilidade de formatar o projeto
Biosfera Mata Atlântica e Ecossistemas e defendê-lo. O primeiro desenho foi Para desenvolver este objetivo se concer- oportunizou a manifestação de um sen-
Associados, onde a Quarta Colônia faz orçado em US$ 1.770.000,00, mas aca- tou um programa de qualificação dos timento de regionalidade. De ser da
parte. Eu participei de uma discussão na bou, devido a uma redistribuição polí- técnicos dos Escritórios Municipais da Quarta Colônia. E isto é impagável e
UFSM envolvendo a Fepan, o governo do tica de última hora, pelo MMA, em US$ Emater e das prefeituras participantes. básico para seguir a caminhando. Ele
Estado e o curso de Engenharia Flores- 1 milhão. As unidades didáticas (de produção de não estava nas metas previstas, mas emer-
tal. Eles já conheciam nosso trabalho de hortaliças, frutas, essências medicinais e giu delas. Impactos não previstos.
educação patrimonial e da oficina de con- QC - Como funcionava esse processo aromáticas, recuperação de áreas degra-
servação de encostas que tínhamos pro- de liberação do dinheiro? das, agroindústrias, roteiros turísticos...) QC - Como o Prodesus se transfor-
movido em Silveira Martins. Eu acabo Itaqui - Cada atividade era demanda- distribuídas nos nove municípios eram mou no Condesus?
tendo contato com o presidente da Re- da com antecedência, aprovada e licita- os espaços para discutir fazendo, trocar Itaqui - Ninguém deu bola para o
serva da Biosfera da Mata Atlântica, José da. Cumprido este processo, se e qualificar saberes e práti- Condesus. Era um instrumento legal, de
Pedro de Oliveira da Costa. Ele propôs enviava uma cópia ao go- cas entre técnicos e pro- articulação dos municípios. O Prodesus
que Silveira Martins fosse a área prioritária verno Federal, sendo dutores. Para tal, foram foi um projeto que teve começo, meio e
da Reserva da Mata Atlântica. Eu disse aprovado eram deposi- investidos recursos na fim. Começou em novembro de 1996 e
para ele esperar um pouco e convidei to- tados os recursos na con- aquisição de se encerrou em 1998. O Condesus nas-
dos os municípios da região para discutir ta. Era bem burocrático, insumos, de mudas, ceu em 5 de agosto de 1996, mas o seu
o assunto em 1994. mas o pessoal da Prefeitura de máquinas e equipa- fim, de acordo o estatuto, é indefinido.
de Faxinal do Soturno, exe- mentos, construção de Concluído o Prodesus, o Condesus se-
QC - Quais os benefícios que os mu- cutora, respondia com agroindústrias, de açu- guiu cumprindo com o seu objetivo que
nicípios poderiam receber ao fazer parte muita eficácia. Funciona- des... Tudo isto teve o é o desenvolvimento regional. Para tal,
da Reserva da Mata Atlântica? va como um relógio. acompanhamento e o desenvolveu e desenvolve os seguintes
Itaqui - Havia a possibilidade de re- suporte técnico da programas e projetos: Programa de Re-
cebermos recursos do Banco Mundial, QC - Quem ajudou o senhor na mon- Emater municipal e regional. florestamento Ambiental da Quarta Co-
através de um projeto que estava sendo tagem do projeto? lônia, Projeto de Fruticultura da Quarta
construído pelo Programa Nacional do Itaqui - Eu tinha a ideia conceitual do QC - Quais as principais ações reali- Colônia, Rota Paleontológica Centro, Casa
Ministério do Meio Ambiente. Soube projeto e do público-alvo: agricultores de zadas pelo Prodesus? Quarta Colônia, Programa de Turismo
disto pelo José Pedro Oliveira da Costa encostas das regiões com mata nativa. O Itaqui - Todas foram importantes. Por Integrados da Quarta Colônia, Sinaliza-
e que a Quarta Colônia seria uma das Fioreze, Zacarias e o Giovelli conhecem exemplo, adquirimos 580 mil alevinos ção Turística da Quarta Colônia, Parques
áreas prioritárias. Em reunião, expus a esta realidade nos seus múltiplos aspec- de Jundiá que foram desenvolvidos nos Paleontológicos Integrados da Quarta
ideia e aos prefeitos, hoje membros do tos. Não se tinha muito que inventar, açudes construídos pelo projeto e os pro- Colônia, Geoparque Quarta Colônia, Pla-
Condesus, que aceitaram em participar contrariar as práticas sim, inventar não. dutores beneficiados devolveram 5% dos nejamento Ambiental da Quarta Colô-
do projeto. peixes vivos, com um ano de idade, para nia... Todos esses projetos são do
QC - Quais eram as bases do Prodesus? os rios Jacuí e Soturno. O fascinante foi Condesus e executados em parceria com
QC - Quando o projeto começou a Itaqui - O projeto tinha como objeto à mobilização, as questões ambientais as prefeituras membros e/ou através de
virar realidade? a preservação dos recursos naturais, para estavam na pauta do dia, atravessavam entidades contratadas. O Condesus é
Itaqui - Em 1995 estoura a coisa. tal era necessário, construir, com os agri- as práticas cotidianas. Mas entre todos antes de tudo uma escola de gestão pú-
Havia US$ 30 milhões, recursos do Ban- cultores, práticas agrícolas compatíveis os objetivos propostos e mensuráveis, blica onde os prefeitos são os gestores de
co Mundial, que era necessário ser gasto com a preservação dos recursos naturais. para mim, foi que o Condesus seus municípios e da Quarta Colônia.
○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○
Notícias Informe Comercial 7
Sexta-feira, 11 de março de 2011
> Continuação da página 3

“Por que me regularizar se eu


vendo tudo o que produzo?”
Fotos Maiquel Rosauro
> Maiquel Rosauro rotatividade das culturas. Porém, o Sebrae ob-
serva problemas para colocar em prática uma ges-

A
questão acima é feita por vários agriculto- tão coletiva na região.
res da Quarta Colônia aos técnicos do - Nós identificamos que eles não têm capaci-
Sebrae. Há várias gerações os imigrantes dade de gestão. Quando um produz cebola, to-
trabalham com praticamente o mesmo sistema dos produzem. O mercado não absorve, derruba
de produção e comercializam com facilidade to- o preço e os produtores reclamam. Com a
dos os seus produtos coloniais. Porém, o gerente rotatividade as culturas andam dentro das pro-
regional do Sebrae, Jaques Jaeger, afirma que o priedades e todos faturam o ano todo. É o que o
lucro dos agricultores poderia ser muito maior. mercado quer, mandioca o ano inteiro, pepino o
- Eles vendem a balaio, ao menor preço pos- ano inteiro - explica Jaeger.
sível de mercado. Outra coisa é você colocar o Colocar a rotatividade de culturas em prática
produto numa bandeja de um supermercado e regularizar as agroindústrias se torna crucial
com a sua marca. O produto é o mesmo, mas quando se observam os altos custos para manter
o preço dele é triplicado porque se agrega va- uma lavoura de arroz. A orizicultura ainda é uma
lor na entrega. Hoje, administrativamente eles das principais fontes de renda dos pequenos pro-
não vendem para ninguém, são comprados - dutores da Quarta Colônia, que possuem lavou-
explica Jaeger. ras de dez hectares em média. A modernização
O processo de industrialização dos produtos da produção, o êxodo rural e a defasagem no va- O gerente regional do Sebrae, Jaques Jaeger, defende a regularização das
com a marca da Quarta Colônia era um dos pro- lor pago pelo grão contribuem para a busca por agroindústrias para o desenvolvimento econômico da Quarta Colônia
pósitos da Coopaagro após ser estabelecida a novas fontes de renda. •

Solução pode estar na juventude A avaliação de


Modernizar as agroindústrias é encarado como na modernização da produção. A lei determina a
um problema cultural pelo secretário de Agri- utilização de, no mínimo, 30% dos recursos re-
quem se regularizou
cultura e Meio Ambiente de Faxinal do Sotur- passados pelo Fundo Nacional de Desenvolvimen- As cucas e pães coloniais da Padaria Bisognin, em Faxinal do
no, Selvio João Dotto. No seu to da Educação (FNDE) para a Soturno, chegam a vários municípios da região desde que o pro-
entendimento, é muito difícil alimentação escolar na compra de prietário do estabelecimento, Gladimir Bisognin, regularizou sua
modificar um sistema de traba- produtos de agricultores familia- produção. Ele tem permissão inclusive para comercializar seus
lho de um produtor com mais res e de empreendedores familia- produtos fora do Estado.
de 40 anos de idade. Para resol- res rurais. - Depois que me legalizei várias portas se abriram. Eles (a
ver o problema, ele afirma que é Soma-se a isso o fato da Quarta fiscalização) vêm me orien-
preciso fazer um trabalho espe- Colônia estar próxima a Santa tar sobre o que posso e o
cial com os mais jovens. Maria, um grande centro que im- que eu não posso fazer para
- A população cada vez mais porta de seus vizinhos a maioria melhorar cada vez mais
exige qualidade nos produtos e dos produtos que consome. Dotto meu negócio - esclarece
os pequenos agricultores terão Mudar a cultura dos jovens pro- relata ainda que a continuidade do Bisognin.
que se adequar às normas de hi- dutores rurais é o objetivo se- Programa de Produção de Horta- Ele relata que os produ-
giene e boas práticas para ter qua- cretário de Agricultura de Faxinal liças foi uma grande ajuda para au- tores não se regularizam para
lidade. Para isso, precisamos tra- do Soturno, Selvio João Dotto mentar o cultivo de alimentos. manter a margem de lucro.
balhar com os mais jovens, pois - Nós vamos nos reunir nova- Bisognin conta que é caro e
é difícil mudar os hábitos de quem produz a vida mente e ver como podemos implementar o pro- trabalhoso se manter regu-
inteira de determinada maneira - projeta Dotto. jeto. Eu gostaria que ele continuasse, pois trouxe larizado, mas afirma que o Gladimir Bisognin aumentou seus
O secretário também ressalta que a Lei da Ali- muitos benefícios, é uma boa ideia que não pode retorno financeiro a longo negócios após se regularizar
mentação Escolar (11.947/09) será outra aliada parar - salienta o secretário. • prazo é vantajoso. •

○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○
8 Informe Comercial
Sexta-feira, 11 de março de 2011
Notícias

Município prepara
semana de festividades
P
inhal Grande completa 19 anos de emancipa-
ção político-administrativa em 20 de março. Programação
Para comemorar a data, a Prefeitura, a Câmara
de Vereadores e entidades sociais do município prepa- • 15 de março • 19 de março • 23 de março
ram uma série de atividades entre os dias 15 e 27 de Solenidade de Abertura da Interseleções de Futsal Feminino - 7º Encontro Municipal das Mulheres
Semana do Município 8º Edição Onde: Salão da Capela São João Maria
março. Eventos culturais, artísticos, gastronômicos e Onde: Praça da Igreja São João Maria Onde: Ginásio Municipal de Esportes Vianei
esportivos estão na programação. Vianei - Horário: 9h30min Horário: 14h Horário: 14h30min
Entre os destaques da semana de aniversário estão Atrações: Hasteamento das bandeiras, Missa em Ação de Graças Palestrante: Assessora técnica da Fetag
os cursos de salgados e doces que serão ministrados pronunciamento das autoridades, apre- Onde: Igreja Matriz São José Tema: A mulher na Atualidade
sentação dos alunos da Casa da Cultura e Horário: 19h
por extensionistas da Emater. Também deverá atrair apresentação da Banda da 3ª Divisão do Coquetel de apresentação das • 24 de março
um bom público o baile que elegerá a Rainha da Exército candidatas da Rainha da Curso de Doces
10ª Olimpíada Rural e o 7º Encontro Municipal Olimpíada Rural Onde: Salão da Capela São João Maria
das Mulheres. A programação será encerrada com os • De 15 a 25 de março Onde: Câmara Municipal de Vereadores Vianei
jogos rurais na Comunidade Assentamento Fazenda Exposição Itinerante do Painel: Horário: 22h Horário: 9h
“Pinhal Grande: Passado e Presente” Instrutoras: Bruna Mezzomo Neubauer e
do Sobrado. Local: Hall da Prefeitura Municipal de Pi- Baile com escolha da Rainha e Marisete Rockenbach (extensionistas da
O município possui 474,80 km² de área, localizado nhal Grande Princesas da 10ª Olimpíada Rural Emater-Ascar/RS)
na região do Planalto Médio. Pinhal Grande possui Onde: Salão Paroquial do Bairro São José
4.471 habitantes, sendo 1.895 (42,38%) na área ur- • De 15 a 25 de março Horário: 23h30min 25 de março
Concurso de Produção Animação: Banda Barbarella Saúde na Praça com a Equipe da
bana e 2.576 (57,62%) na área rural. • Textual e Desenho Secretaria de Saúde e ESF, verificação
Foto Maiquel Rosauro Tema: “Assim é Pinhal Grande” 20 de março de Pressão Arterial, HGT (Teste de
Modalidades: Desenho (pré-escola ao 3º Feriado - Aniversário do Município Glicose) e orientações de Saúde
ano) e texto (4ª a 8ª série) Onde: Praça da Capela São João Maria
Local: Escolas Municipais • 21 de março Vianei
Inauguração das obras de recupera- Horário: 8h
• 16 de março ção dos prejuízos das enxurradas
Abertura dos Trabalhos com os em 2009 e 2010 • 26 de março
Grupos da 3ª Idade do município Onde: Avenida Integração - Trevo Bairro Inauguração da ampliação das obras
de Pinhal Grande São José da Casa de Saúde São José
Onde: Salão da Capela São João Maria Horário: 9h Onde: Casa de Saúde São José
Vianei - Horário: 14h30min Horário: 16h
Palestrante: Gicélia Flores - SESC - Santa • 22 de março
Maria Teatro: As Aventuras de Fortúnio • 27 de março
Onde: Salão da Capela São João Maria 10ª Olimpíada Rural
• 17 de março Vianei Onde: Comunidade Assentamento Fazen-
Curso de Salgados Horário: 10h30min da do Sobrado
Onde: Salão da Capela São João Maria Teatro: O Mundo dos Brinquedos Horário: 8h - Abertura Oficial das com-
Vianei - Horário: 9h Onde: Salão da Capela São João Maria petições; 8h30min - Início das competi-
Capela de Santo André Avelino, na comunidade Instrutoras: Bruna Mezzomo Neubauer e Vianei ções; Meio-dia - almoço; 13h - Apresen-
de Encruzilhada, é um dos pontos Marisete Rockenbach (extensionistas da Horário: 14h tações artísticas; 18h - Encerramento
Emater-Ascar/RS)
turísticos de Pinhal Grande Fonte: Secretaria de Cultura e Turismo de Pinhal Grande

Pronto para enterrar os ossos? Foto Maiquel Rosauro

Quem participa todos os anos do Car-


naval na Quarta Colônia sabe que o
Ingressos
melhor ainda está por vir. Hoje e ama- Blocos da Avajaces - R$ 10,00 por pessoa;
Blocos visitantes o ingresso -R$ 15,00 por pessoa;
nhã você tem mais duas oportunidades Avulso (para quem não participa de nenhum bloco) -
para participar do maior Carnaval de R$ 20,00.
salão do interior do Estado. Observação: Blocos visitantes devem ter ao menos
Nesta sexta-feira, pela primeira vez o de 20 integrantes e todos os participantes devem estar
Carnaval da Associação Vale do Jacuí vestidos com a mesma camiseta.
Centro de Entidades Sociais (Avajaces) Agenda
chega até Agudo. O baile irá ocorrer no • Hoje
Clube Centenário e promete ter um dos Pré-Enterro dos Ossos em Agudo
maiores públicos desta edição. Local: Clube Centenário - Atrações: Banda Novo Rumo
Amanhã, ocorre o tradicional Enter- e Conteiner Sonorizações - Dois Ambientes
ro dos Ossos em Faxinal do Soturno. O • Amanhã
Clube Cruzeiro reserva três ambientes Enterro dos Ossos em Faxinal do Soturno
para uma noite que promete muito. Não Local: Clube Cruzeiro - Atrações: Banda Charm’s e
deixe de participar, é a sua última chance Rack Som Show / Motivasom - Três ambientes Carnaval da Avajaces termina neste final de semana
Fonte: Avajaces
de pular Carnaval em 2011. •
○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○

Related Interests