Sie sind auf Seite 1von 5

Escola Secundária de Paços de Ferreira Data da 25-Mai-

Ano Observação: 10
Lectivo 2009/2010 Turma: 7C
Duração da Aula: 90 min Disciplina: Ciências Físico
13:35h ás 15:05h Químicas
Professora: Fernanda
Aula n.º 57 e 58
Veríssimo
3º Departamento Matemática e Ciências
Avaliador:
Experimentais

Plano de Aula

Tema da aula

III - Energia - Fontes e Formas de Energia.

Sumário

Manifestações de Energia.
Formas fundamentais de energia.
Energia cinética e potencial.

Objectivos/ Competências a desenvolver

 Referir a importância da energia no dia-a-dia;


 Identificar diferentes manifestações de energia;
 Reconhecer que a energia é uma propriedade de todos os sistemas;
 Referir as duas formas básicas de energia;
 Indicar algumas fontes de energia;
 Saber de que variáveis dependem a energia cinética e a energia potencial;
 Descrever as transformações de energia cinética e energia potencial na queda
e subida dos corpos.
 Resolução de exercícios

Pré-requesitos / Competências adquiridas

Página 1 de 5
 Domínio da língua materna
 Domínio da linguagem científica
 Conhecimento de diferentes formas de energia
 Representação de vectores
 Conhecimento sobre quedas dos corpos

Métodos de Avaliação

 Participação e argumentação dos alunos na discussão do problema.


 Atitude e comportamento na sala de aula
 Grelhas de observação directa do trabalho nas aulas
 Apreciação das tarefas propostas
 Questionários orais e escritos
 Apreciação dos exercícios realizados
 Matriz de auto – avaliação.

Recursos

Diapositivos em Power Point


Computador e projector
Manual
 Material diverso ( carrinho de mola, lanterna, candeeiro, isqueiro, maquina de
calcular solar, relógio a pilhas ponteiros, relógio de corda, bola, io-io, balão,
molas, berço de Newton, etc)
Quadro e marcadores

Página 2 de 5
Desenvolvimento da aula

CONTEÚDO ESTRATÉGIAS
S
INTRODUÇÃO

1. Escrita do sumário
2. Verificar se todos os alunos estão presentes.

1. Começar a aula por distribuir os vários objectos pelos alunos.


 carrinho de mola;
 lanterna pilhas;
 candeeiro;
 isqueiro;
 relógio de ponteiros a corda;
 iô-iô;
Diferentes
 massajador;
manifestaç
ões de  lanterna solar;
energia  lanterna de dínamo;
 telemóvel;
DESENVOLVIMENTO

 carregador de pilhas;
 secador;
 laser ;
 rádio:

2. Introduzir as questões motivadoras:


“Como se poderá manifestar a energia?”
“Haverá energias diferentes?”

3. Para a ajudar os alunos a responderem as questões solicito a que cada


um refira a fonte de energia do objecto, e qual o efeito que a utilização
dessa energia manifesta e a partir dai indicar as diferentes
Evolução
histórica do transformações de energia.
conceito de
oxidação 4. Discutir as ideias dos alunos de modo que consigam explicar e
redução
identificar, através da demonstração, as diferentes formas de energia
(Energia Elástica; Energia Mecânica; Energia Luminosa; Energia
Térmica ou Calorífica; Energia Química; Energia Solar; Energia
Página 3 de 5
Eléctrica; Energia Sonora; Energia Radiante, etc) e que a energia se
manifesta de diferentes modos dependendo dos efeitos que provoca.

5. Apresentação dos Power Point sobre Fontes de Energia.

6. Informar que devem tirar notas para o caderno, principalmente as


definições que são indicadas nos diapositivos.

7. Explicar os conteúdos com a ajuda dos diapositivos durante a qual os


alunos serão solicitados a participar na aula.

8. Através da exibição do Power Point os alunos devem:


Formas
fundamenta  Compreender que a energia é uma propriedade de todos os corpos,
is de manifesta-se de diferentes modos. E detecta-se pelos efeitos que
energia provoca.
Energia
Cinética e  Identificar as várias manifestações de energias: Energia Eléctrica;
Energia Energia Térmica; Energia Sonora; Energia Mecânica; Energia
Potencial Química; Energia Radiante; Energia Solar; Energia Hídrica; Energia
Eólica; Energia Geotérmica; Energia da Biomassa; Energia das
Marés; Energia Nuclear.
 Associar que os vários tipos de energia só pode assumir duas
formas – Energia Cinética e Energia Potencial.
 Compreender que a Energia Cinética é uma forma de energia
associada ao movimento, e depende da velocidade com que o
corpo se desloca, bem como da sua massa.
 Analisar imagens para que os alunos interpretarem as variáveis de
que depende a Energia Cinética.
 Compreender que a Energia Potencial Gravítica é uma energia
armazenada nos sistemas, e resulta da interacção dos corpos com
a Terra; depende da massa do corpo e da altura a que ele se
Transforma
ções de encontra da Terra.
energia  Analisar imagens para que os alunos interpretarem as variáveis de
cinética e
que depende a Energia Potencial Gravítica.
potencial
 Sintetizar a matéria dada.
 Através da observação de figuras, de queda livre e de subida, os
alunos podem identificar que a Energia Cinética pode transforma-
se em Energia Potencial Gravítica e vise versa, para isso
analisamos com varia a velocidade e a altura.
Página 4 de 5
9. Visualização da simulação “ O trapezista” com o intuito de observar
transformação de energia cinética em energia potencial e vice-versa,
através da analise da simulação os alunos podem verificar a relação
entre as energias, massa, altura e velocidade.

10. Representar um esquema no quadro de forma a compreender a


transformação de energia cinética em energia potencial e vice-versa.

11. Questionar sobre que tipo de energia têm o objecto em diferentes


posições, e como se processou a transferência de energias, durante a
subida e durante a descida.

12. Questionar sobre eventuais dúvidas.

13. Propor a resolução de uma ficha exercícios de forma a aplicar os


conhecimentos adquiridos.
CONCLUSÃO

Resumo da 1. Fazer uma síntese oral da aula.


aula
2. Esclarecimento de dúvidas que eventualmente surjam.
3. Resolução de exercícios sobre a matéria dada – Ficha de
trabalho – Formas de Energia.

A docente: Fernanda Veríssimo

Página 5 de 5