You are on page 1of 5

MEC/SETEC

CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MATO GROSSO


DIRETORIA DE EDUCAÇÃO
DEPARTAMENTO DA ÁREA DE CONSTRUÇÃO CIVIL

PLANO DE ENSINO

1. IDENTIFICAÇÃO

Disciplina: Desenho de Instalações Elétricas

Professor Responsável: Luís Anselmo da Silva

Carga Horária/Aulas: 67h/ 80a

Período Letivo: 2009/1

2. OBJETIVOS

-Conhecer as aplicações e as maneiras como são instalados os materiais usados em instalações elétricas
prediais.

- Interpretar os projetos de instalações elétricas, entendendo como são desenvolvidos:

. o quadro auxiliar, onde são determinados os pontos e a potência de pontos de iluminação, tomadas de uso
geral e específica;

. o quadro de cargas, onde são apresentados os dimensionamentos de elementos constitutivos do projeto;

. o diagrama unifilar, que representa o quadro de cargas;

. a planta de localização e o padrão de energia elétrica.

- Interpretar o desenho técnico do projeto de instalações elétricas.


3. EMENTA

Eletricidade básica. Apresentação de materiais usados em instalações elétricas prediais.


Apresentação de uma planta baixa de uma residência de dois pavimentos para levantamento das
características construtivas - área, perímetro, localização de vigas e pilares, etc. Desenvolvimento do
quadro auxiliar.Elaboração da divisão das cargas em circuitos. Desenvolvimento do quadro de
cargas. Desenvolvimento do diagrama esquemático. Elaboração do diagrama unifilar. Elaboração da
planta de localização. Normas da REDE CEMAT para o padrão adequado para o projeto.

4. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

1. Eletricidade básica: potencial; diferença de potencial; tensão elétrica; corrente elétrica; fonte de
MEC/SETEC
CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MATO GROSSO
DIRETORIA DE EDUCAÇÃO
DEPARTAMENTO DA ÁREA DE CONSTRUÇÃO CIVIL

tensão; potência elétrica; carga; carga resistiva; resistividade; resistência elétrica; materiais
condutores e isolantes; corrente alternada e corrente contínua; leis de Ohm; lei de Joule; circuitos
elétricos; instrumentos de medida - voltímetro e amperímetro; potência elétrica aparente, ativa e
reativa; fator de potência, apresentação de unidades de medida;

2. Apresentação dos materiais usados em instalações elétricas residenciais/prediais: condutores elétricos;


eletrodutos; caixas de passagem; interrruptores; tomadas de corrente; lâmpadas; luminárias;
dispositivos de proteção; quadros de distribuição; padrões de energia (definição, tipos, aspectos
construtivos, aplicação, características comerciais, etc.);

3. Definição de projeto e características do projeto elétrico; fases de um projeto elétrico (estudo


preliminar, anteprojeto e projeto);

4. Apresentação das normas da ABNT (NBR 5410) e da concessionária (REDE CEMAT);

5. Apresentação da planta baixa da residência que terá seu projeto desenvolvido - dois pavimentos, para
exercitar prumada;

6. Desenvolvimento do quadro auxiliar: levantamento de dimensões, área e perímetro da planta;

7. Determinação do número e potência de cargas de iluminação, tomadas de uso geral e tomadas de uso
específico;

8. Cálculo da carga instalada e definição do tipo de consumidor de acordo com a concessionária;

9. Divisão das cargas em circuitos, de acordo com a NBR 5410;

10. Desenvolvimento da primeira etapa do quadro de cargas (circuitos; potência aparente; potência ativa;
tensão e corrente de cada circuito)

11. Apresentação da simbologia elétrica usual atualizada, para elaboração do desenho dos circuitos
elétricos;

12. Apresentação da planta baixa e início do desenvolvimento do diagrama esquemático, com a


representação gráfica dos pontos de luz (iluminação e tomadas / interruptores);

13. Apresentação dos circuitos básicos de iluminação (luminárias acionadas por interruptores de uma e
duas seções) e tomadas de corrente (TUG e TUE);

14. Desenvolvimento do diagrama esquemático - representação gráfica dos circuitos elétricos sobre a
planta baixa;

15. Desenvolvimento da segunda parte do quadro de cargas - determinação dos fatores de agrupamento
de circuitos em eletrodutos e temperatura; cálculo da corrente corrigida; dimensionamento de
condutores e dispositivos de proteção;

16. Desenvolvimento do diagrama unifilar - representação gráfica do quadro de distribuição de luz;

17. Cálculo de demanda provável;


MEC/SETEC
CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MATO GROSSO
DIRETORIA DE EDUCAÇÃO
DEPARTAMENTO DA ÁREA DE CONSTRUÇÃO CIVIL

18. Dimensionamento dos circuitos de distribuição - alimentadores dos quadros de distribuição de luz;

19. Reconhecimento das estruturas dos circuitos das redes de distribuição de energia elétrica de baixa e
alta tensão;

20. Desenvolvimento da planta e localização;

21. Consulta às normas da concessionária para escolha do padrão de energia adequado ao projeto;

22. Orientações para quantificação e especificação dos materiais usados no projeto;

23. Finalização do projeto de instalações elétricas.

5. PROCEDIMENTOS DE ENSINO

- Aulas expositivas
- Práticas em laboratório de instalações elétricas
- Projeto elétrico, desenvolvido em cada etapa, em sala de desenho

6. RECURSOS

- Data show
- Laboratório de desenho
- Quadro negro e branco
- papel croqui e lápis

7. BIBLIOGRAFIA BÁSICA

COTRIM, A. A.M.B. Instalações Elétricas. 4ª Edição; São Paulo; Editora Prentice Hall; 2003; 678 páginas.

CRÉDER, H. Instalações Elétricas; 14ª Edição; LCT Editora; Rio de Janeiro; 2004; 479 páginas.

NISKYER, J.; MACINTYRE, A.J. Instalações Elétricas; 4ª Edição; LCT Editora; Rio de Janeiro; 2000; 550
páginas.

NBR 5410 - Instalações Elétricas em Baixa Tensão - PROCEDIMENTOS, Associação Brasileira de Normas
Técnicas, 2004.

NTE 013 - Fornecimento de Energia Elétrica em Tensão Secundária, 220-127V, REDE CEMAT, 2006.
MEC/SETEC
CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MATO GROSSO
DIRETORIA DE EDUCAÇÃO
DEPARTAMENTO DA ÁREA DE CONSTRUÇÃO CIVIL

8. AVALIAÇÃO

- Avaliação objetiva (questões teóricas e exercícios de cálculo)

- Após o início do desenvolvimento do projeto, cada etapa é avaliada separadamente e o aluno recebe uma
nota pelo desenvolvimento do detalhe o parte dele;

- Quando o diagrama esquemático está concluído, ele é recolhido para avaliação e, como resposta, o aluno
recebe do professor a relação de pontos do projeto que não estão adequados, para serem corrigidos;

- Ao final do curso, o projeto é recolhido para avaliação final.

Cuiabá, _____/ ______ /_________

____________________________________________

Assinatura do (s) Professor (s) responsável (s)

Aprovação: _________________________________________________________________
MEC/SETEC
CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MATO GROSSO
DIRETORIA DE EDUCAÇÃO
DEPARTAMENTO DA ÁREA DE CONSTRUÇÃO CIVIL