Sie sind auf Seite 1von 5

Avaliação bimestral

ENSINO: FUNDAMENTAL SÉRIE:9º/9 ETAPA 1ª


ESCOLA ESTADUAL
PANDIÁ CALÓGERAS LÍNGUA PORTUGUESA
PROFESSORES:Rita, Vitória e Virgínia VALOR:10 pts
ALUNO:
Nº: TURMA: TURNO: MANHÃ DATA: / / NOTA:
Faça a prova com atenção e cuidado. Use caneta preta ou azul. Provas a lápis não terão direito à revisão.
Boa Prova!

Nossa, um filhote nascendo. Podemos dizer bem-vindo? Nem tanto. Responda agora quem é o “filhote” ?
Quais informações sobre ele podem ser retiradas do texto?

Que frase, hein? Bom pensar sobre ela. Bem,


enquanto você não pensa, responda a esta questão:
a locução conjuntiva mas também inicia uma
oração.
Pode-se afirmar sobre ela:
a) que tem valor adversativo.
b) que inicia oração subordinada.
c) que tem valor da conjunção subordinativa e.
d) que pode ser substituída pela conjunção
coordenativa e.
Você já leu “As Minas do Rei Salomão”? É um
excelente livro e uma boa dica de leitura. Assim
como o livro “Ela” do mesmo autor. Vale a pena
ler estes livros.
Mas, por enquanto, qual o sujeito do verbo
existiram?

UNDER THE BRIDGE ( Red Hot Chili Peppers) DEBAIXO DA PONTE

Sometimes I feel like I don't have a partner Às vezes eu sinto


Sometimes I feel like my only friend Que não tenho um companheiro
Is the city I live in, the city of angels Às vezes eu sinto
Lonely as I am, together we cry Como se fosse meu único amigo
Será a cidade em que vivo
I drive on her streets 'cause she's my A cidade dos anjos?
companion Sozinho sim, eu estou
I walk through her hills 'cause she knows who Juntos nós choramos
I am
She sees my good deeds and she kisses me Eu dirijo em suas ruas
windy Pois ela é minha companhia
I never worry, now that is a lie. Eu ando pelas suas colinas
Pois ela sabe quem eu sou
Well, I don't ever want to feel like I did Ela vê meus feitos bons
that day E ela me beija com o vento
Take me to the place I love, take me all the Eu nunca me preocupo
way Agora que é uma mentira
I don't ever want to feel like I did that day
Take me to the place I love, take me all the Eu não quero nunca me sentir
way, yeah, yeah, yeah (...) Como me senti naquele dia
Me leve ao lugar que amo
Me leve embora (...)

Esta música do álbum Blood Sugar Sex Magic ( 1991) é muito boa. Bem, eu gosto. Mas não vá cantar em sala,
heim! Releia os quatro primeiros versos da tradução e diga qual a função sintática das orações subordinadas
substantivas que não tenho um companheiro e como se fosse meu único amigo.
a) sujeito do verbo sentir b) objeto direto do verbo sentir
c) adjunto adverbial d) complemento nominal
Prá que amor ( Marcelo D2) Quem tá de guerra da tregua sem medo não amarela carrega
amor insiste e agora volta pro pit.
A-M-O-R... AMOOOOR! Eu disse A-M-O-R... AMOOOOR Tipo amor antigo de uns tempão atrás
AMOOOOR! O Rap tá na industria e ele a gente não trai.

Sem luz segura o flash eu tenho uma pergunta. Foco no trabalho. Mantendo a conduta.
Aí, ve se não esquece, aonde há amor há luta. Então vem, vai, responde a pergunta.
Amor pelo rap, luta pelo povo.
Busco nos antigos sem medo do novo. Pra que amor? Pra na trilha sonora, tomar um vinho ouvir um
som do Cartola.
Pensa bem, o que eu faço reflete o que eu sou, Pra que amor? Pra memo com nota de cem, ter amor supremo
Só você sabe mesmo o que se passou. com John Contrem.
Pra que amor? E pra aonde que eu vou.
Então vem, vai, responde a pergunta. Se você tem amor e luta pelo lado do bem ou só acredita que
há amor em nota de cem.
Pra que amor? Pra criar os meus filhos com dignidade que é Vai arregar pra esses filha da (hum), então vai, vem responde
pra dormir tranqüilo. a pergunta.
Pra que amor? Pra seguir meu caminho,com a cabeça erguida Pra que amor? Se não veio de dentro então... Pra que valor?
e olha eu não tô sozinho. (Diz pra eles Marrom) Você Jurou!

Se você tem amor e luta pelo lado do bem ou só acredita que Quem é que precisa de amor também?
há amor em nota de cem. O Rico! O Pobre! O Preto! O Branco!
Vai arregar pra esses filha da (hum), então vem, vai responde Quem é que sofre com ódio também?
a pergunta. O Rico! O Pobre! O Preto! O Branco!
Pra que amor? (Diz pra eles Marrom) Se não veio de dentro
então... Pra que valor? Você Jurou! Pra que amor? Pra que amooooor? ôôôôuuu... uba uba uba

Na base ou capela, no asfalto ou na favela, alvorada não é PRA QUE AMOOOR? PRA QUE AMOR!
triste é a melhor coisa que existe.
Uma coisa assim...

Falando em música boa, vocês gostam de Marcelo D2, não? Esta música é uma exaltação ao amor ou afirma
que não precisamos dele? Justifique sua resposta baseando-se na música.

Sobre os substantivos compostos e a nova ortografia, leia o que escreve o ilustre Professor de Língua
Portuguesa Luiz Antônio Sacconi:

“E qual foi o critério para a retirada dos hifens em pé de atleta, pé de boi, pé de chinelo, pé de
galinha, pé de moleque, pé de pato, e não em pé-de-meia? Por que não também pé de meia, sem
hifens? Por que pé-de-meia é uma exceção? E, retirados os hifens, todas aquelas palavras, antes
escritas com hifens, não viraram locuções? Então, como entender que sejam classificadas como
meros substantivos, se agora se tornaram locuções?

Ou essa gente está perdida, tão perdida quão cego em cerrado tiroteio, ou é mesmo
extremamente incompetente. E saber que estamos todos obrigados a seguir o que essa gente
decide! Sabem como me sinto? Eu me sinto como aquele recruta que, disciplinado, segue
O plural dessas palavras? Ainda estamos esperando definição. Porém, você ainda pode fazer o plural dessas
palavras:
Couve-flor, beija-flor, pombo-correio e bem-te-vi. Então, faça-os.
Nas quatro frases acima, pode-se afirmar que:
I – O primeiro período é composto por coordenação.
II – O segundo período ( não parece mas é ) é composto por coordenação.
III – O terceiro período é composto por subordinação.
IV – O quarto período é composto por coordenação e subordinação.
Pode-se afirmar que:
a) Todas as afirmativas são verdadeiras.
b) Apenas uma é verdadeira.
c) Duas são verdadeiras.
d) Todas são falsas.

Quais são as informações sobre Alexandre, o Grande, que exaltam suas qualidades?
Encontre, no texto, um exemplo de predicado verbal, reescrevendo-o;
circule um objeto direto;
sublinhe um verbo transitivo indireto e
classifique o sujeito do verbo acreditavam.