Sie sind auf Seite 1von 5

Organização e Arquitetura de Computadores.

Conteúdo Programático

 
   

2

Apresentação em diagrama de blocos de circuitos lógicos combinacionais.

1

04

1

Representação em diagrama de blocos de decodificador, MUX, DEMUX. Descrição da operação desses blocos lógicos.

Bibliografia Básica

 

MONTEIRO, Mário A

Introdução à Organização de Computadores. Rio de Janeiro: LTC, 2001.

STALLINGS, William. Arquitetura e Organização de Computadores: Projeto para o Desempenho. São Paulo: Pearson Education do Brasil, 2005.

Um computador digital é uma máquinha projetada para armazenar e manipular informações representadas apenas por algarismos ou dígitos e que só podem assumir dois valores distintos, 0 e 1, razão por que é chamado computador digital, sistema digital ou simplesmente máquina digital binária. A informação binária (valores 0 e 1) é representada em um sistema digital por quantidades físicas, sinais elétricos, os quais são gerados e mantidos internamente ou recebidos de elementos externos, em dois níveis de intensidade, cada um correspondente a um valor binário (há outras formas de armazenamento de bits internamente em um computador, como campo magnético e sinais óticos).

em um computador, como campo magnético e sinais óticos). Circuitos digitais são formados por elementos que

Circuitos digitais são formados por elementos que são conhecidos como portas (gates) lógicas, por permitirem ou não a passagem desses sinais, e os circuitos que contêm as portas lógicas são conhecidos como circuitos lógicos.

Uma porta (gate) é um circuito eletrônico quie recebe um ou mais sinais de entrada e produz um sinal de saída, cujo o valor é dependente do tipo de regra lógica estabelecida para a construção do referido circuito.

Resumidamente, um computador digital é contruído, então, contendo uma infinidade de circuitos lógicos ou portas, convenientemente distribuídos e organizados, de modo que alguns servirão para armazenamento de valores, outros permitirão e controlarão o fluxo de sinais entre os componentes e outros, ainda, serão utilizados para realizar operações matemáticas.

PORTA AND (E)

A porta AND combina dois ou mais sinais de entrada de forma equivalente a um circuito

em série, para produzir um único sinal de saída, ou seja, ela produz uma saída 1, se todos os sinais de entrada forem ; caso qualquer um dos sinais de entrada for 0, a porta AND produzirá um sinal de saída igual a zero.

0, a porta AND produzirá um sinal de saída igual a zero. PORTA OR (OU) A
0, a porta AND produzirá um sinal de saída igual a zero. PORTA OR (OU) A

PORTA OR (OU)

A porta OR combina dois ou mais sinais de entrada de forma equivalente a um circuito

em paralelo, para produzir um único sinal de saída, ou seja, ela produz uma saída 1, se qualquer um dos sinais de entrada for igual a 1; a porta OR produzirá um sinal de saída igual a zero apenas se todos os sinais de entrada forem 0.

igual a zero apenas se todos os sinais de entrada forem 0. PORTA NAND (NÃO E)

PORTA NAND (NÃO E)

A porta NAND equivale a uma porta AND seguida por uma porta NOT, isto é, ela produz

uma saída que é o inverso da saída produzida pela porta AND.

saída que é o inverso da saída produzida pela porta AND. PORTA NOR (NÃO OU) A

PORTA NOR (NÃO OU)

A porta NOR equivale a uma porta OR seguida por uma porta NOT, isto é, ela produz

uma saída que é o inverso da saída produzida pela porta OR.

porta OR seguida por uma porta NOT, isto é, ela produz uma saída que é o

PORTA XOR (OU EXCLUSIVO) A porta XOR compara os bits; ela produz saída 0 quando todos os bits de entrada são iguais e saída 1 quando pelo menos um dos bits de entrada é diferente dos demais.

pelo menos um dos bits de entrada é diferente dos demais. Exemplo de circuitos ut ilizando

Exemplo de circuitos utilizando portas lógicas:

A) Uma campainha que toca (saída) se o motorista der a partida no motor do carro (entrada) sem estar com o cinto de segurança afivelado (entrada).

Se a ignição for ACIONADA (1) e o cinto estiver DESAFIVELADO (1), a campainha é ACIONADA (1). Caso contrário, a campainha não toca.

Tabela Verdade:

Ignição

Cinto

Campainha

0

0

0

0

1

0

1

0

0

1

1

1

Basta incluir uma porta AND.

B) Detector de incêndio com vários sensores (entradas) e uma campainha para alarme (saída).

Se QUALQUER UM dos sensores for acionado (significando que um dos sensores detectou sinal de incêndio), a campainha é ACIONADA.

Tabela verdade:

Sensor

Sensor

 

1

2

Campainha

0

0

0

0

1

1

1

0

1

1

1

1

Basta incluir uma porta OR.

Multiplexador

Um multiplexador (MUX), também conhecido como seletor de dados, é um circuito lógico combinacional contendo 2 n entradas, e um única saída. Sendo “n” a quantidade de entradas de controle.

saída. Sendo “n” a quantidade de entradas de controle. Demultiplexador O demultiplexador (DEMUX), é um circuito

Demultiplexador

O demultiplexador (DEMUX), é um circuito lógico combinacional contendo 2 n saídas, e uma única entrada, sendo “n” a quantidade de entradas de controle.

entrada, sendo “n” a quantidade de entradas de controle. X é a entrada, Y k as

X é a entrada, Y k as saídas e S n as entradas de controle.

Decodificador

Um decodificador “4-para-16” é mostrado na figura a seguir. Ele tem 4 entradas A, B, C e D, um controle E (sinal “Enable” ou habilitado) e 16 saídas de 0 a 15. A “bolinha” na entrada do sinal de E significa que o sinal Enable ou habilitado é contrário ao usual (isto é, ao invés de 1 para habilitado e 0 para inibido, usamos 0 para habilitado e 1 para inibido).

Assim, se E = 1, o circuito está inibido, e todas as saídas 0 a 15 valem 1. Se E = 0, o circuito está habilitado, então a entrada de 4 bits ABCD determina qual das saídas valerá 0, enquanto que as demais saídas permanecem 1. Por exemplo, se E = 0 e ABCD = 0100, então a saída 4 será igual a 0 e todas as outras saídas são iguais a 1. O sinal E portanto habilita (E=0) ou inibe (E=1) o funcionamento do decodificador.

as outras saídas são iguais a 1. O sinal E portanto habilita (E=0) ou inibe (E=1)
as outras saídas são iguais a 1. O sinal E portanto habilita (E=0) ou inibe (E=1)