Sie sind auf Seite 1von 26

TEORIA CLÁSSICA DA

ADMINISTRAÇÃO
FAYOLISMO

PREVER
ORGANIZAR
COMANDAR
COORDENAR
CONTROLAR

HENRY FAYOL (1841-1925)


“NOS MOMENTOS
DE CRISE SÓ A
IMAGINAÇÃO É MAIS
IMPORTANTE QUE O
CONHECIMENTO”
Albert Einstein
OBJECTIVOS
 APRESENTAR OS FUNDAMENTOS DA
TC
 MOSTRAR A ÊNFASE NA ESTRUTURA
DA ORGANIZAÇÃO COM VISTA À
EFICIÊNCIA
 DEFINIR OS ELEMENTOS E PRINCÍPIOS
DA DMINISTRAÇÃO COMO BASES DO
PROCESSO ADMINISTRATIVO
 IDENTIFICAR AS LIMITAÇÕES E
RESTRIÇÕES DA TC
A TEORIA DA AC E A TEORIA CLÁSSICA TINHAM
O MESMO OBJECTIVO:
A BUSCA DA EFICIÊNCIA DAS ORGANIZAÇÕES.
TAYLOR FAYOL

AC TC

ÊNFASE ÊNFASE
TAREFAS ESTRUTURA

+ EFICIÊNCIA POR MEIO


+ EFICIÊNCIA POR MEIO
DA FORMA E DISPOSIÇÃO
DO AUMENTO
DOS ORGÃO COMPONENTES
DE EFICIÊNCIA
DA ORGANIZAÇÃO
A NÍVEL
E DAS SUAS INTER-RELAÇÕES
OPERACIONAL
ESTRUTURAIS
BIOGRAFIA DE HENRY
FAYOL

1841 - 1925
 Henri Fayol (1841-1925):
 Funções básicas de uma empresa:
 Técnicas: Produção de bens e serviços da
empresa;
 Comerciais: Compra, venda e permutação
dos produtos e serviços;
 Financeiras: Procura e gerência de capitais;
 Segurança: Proteção e preservação dos bens e
das pessoas;
 Contábeis: Inventários, registos, balanços, custos,
etc;
 Administrativas: Integração da cúpula com as
outras cinco funções (coordenação).
Prever
Organizar
Comandar
Coordenar
Funções
Controlar
Administrativas

Funções Funções Funções Funções Funções


Técnicas Comerciais Financeiras Segurança Contábeis

• Area de administração geral

• Area de produção, manufactura, operações


• Area de vendas e marketing
• Area de segurança
• Area financeira
• Area de Recursos Humanos (gestão de pessoas)
• Gestão por equipas (e não por departamentos)
A PROPORCIONALIDADE DA FUNÇÃO
ADMINISTRATIVA

Níveis Hierárquicos
Mais altos
Funções Administrativas
•Prever
•Organizar
•Comandar
•Coordenar
•Controlar

Outras funções não


administrativas
Mais baixos
 PREVER – visualizar o futuro e traçar o
programa.
 ORGANIZAR – constituir o duplo
organismo da empresa, material e social.
 COMANDAR – dirigir e orientar o pessoal
 COORDENAR – ligar, unir, harmonizar
todos os actos e todos os esforços
colectivos.
 CONTROLAR – verificar que tudo corre
de acordo com as regras estabelecidas e
as ordens dadas.
PRINCÍPIOS GERAIS DA
ADMINISTRAÇÃO SEGUNDO FAYOL
 DIVISÃO DO TRABALHO
Consiste na especialização das tarefas e das
pessoas para aumentar a eficiência.

 AUTORIDADE E RESPONSABILIDADE
Autoridade é o direito de dar ordens e o poder de
esperar obediência; a responsabilidade é uma
consequência natural da autoridade. Ambas devem
estar equilibradas entre si.

 DISCIPLINA
Depende da obediência, aplicação, energia,
comportamento e respeito aos acordos
estabelecidos.
 UNIDADE DE COMANDO
Cada empregado deve receber ordens de
apenas um superior. É o princípio da
autoridade única.
 UNIDADE DE DIRECÇÃO
Uma cabeça e um plano para cada grupo de
actividades que tenham o mesmo objectivo.
 SUBORDINAÇÃO DOS INTERESSES
INDIVIDUAIS AOS INTERESSES
GERAIS
Os interesses gerais devem sobrepor-se aos
interesses particulares
 REMUNERAÇÃO DO PESSOAL
Deve haver justa e garantida satisfação para
os empregados e para a organização em
termos de retribuição
 CENTRALIZAÇÃO
Refere-se à concentração da autoridade no
topo da hierarquia da organização.
 CADEIA ESCALAR
É a linha de autoridade que vai do escalão
mais alto ao mais baixo. É o princípio do
comando.
 ORDEM
Um lugar para cada coisa e cada coisa em
seu lugar. É a ordem material e humana.
 EQUIDADE
Amabilidade e justiça para alcançar lealdade do
pessoal

 ESTABILIDADE E DURAÇÃO (NUM CARGO) DO


PESSOAL
A rotação tem um impacto negativo sobre a eficiência
da organização. Quanto mais tempo uma pessoa
permanecer num cargo, tanto melhor.

 INICIATIVA
A capacidade de visualizar um plano e assegurar seu
sucesso.

 ESPÍRITO DE EQUIPA
Harmonia e união entre as pessoas são grandes forças
para a organização.
A Teoria Clássica caracterizou-se
basicamente pelo seu enfoque
prescritivo e normativo: prescreve os
elementos da administração (funções
do administrador) e os princípios
gerais que o administrador deve
adoptar em sua actividade. Esse
enfoque prescritivo e normativo sobre
como o administrador deve proceder
no trabalho constitui o filão da TC.
É a velha receita do bolo…
PRINCÍPIOS GERAIS DE
ADMINISTRAÇÃO PARA FAYOL

Como toda a ciência, a


ADMINISTRAÇÂO deve
basear-se em leis ou em
princípios. Fayol definiu os
“princípios gerais” de
administração sistematizando-
os sem muita originalidade,
porque os recolheu de
diversos autores de sua
época. Os princípios são
universais e maleáveis e
adaptam-se a qualquer
época.
PRINCÍPIOS COMUNS A QUALQUER ORGANIZAÇÃO

1. Divisão de trabalho 8. Centralização


2. Autoridade
9. Hierarquia
3. Disciplina
4. União de comando 10. Ordem

5. Unidade de 11. Equidade


direcção
6. Subordinação ao 12. Estabilidade
geral
13. Iniciativa
7. Remuneração
14. União de
pessoal
Teoria da organização
Em termos de Teoria de Organização, a TC
pouco avançou. Neste aspecto, a TC não se
desligou do passado.

Para a TC, a estrutura organizacional


é analisada de cima para baixo (da
direcção para a execução) e do todo
para as partes (da síntese para a
análise) ao contrário da abordagem da
Administração Científica.
Supervisor
Chefe
Director Gerente PRESIDENTE
DIRECTOR

Execução GERENTE
CHEFE

Presidente SUPERVISOR
EXECUÇÃO
ELEMENTOS DE ADMINISTRAÇÃO PARA GULICK

PLANNING
ORGANIZING
STAFFING
POSDCORB DIRECTING
COORDINATING
REPORTING
BUDGETING
APRECIAÇÃO DA TC

As críticas são numerosas. Todas as


teorias posteriores se preocupam em
apontar falhas, distorções e omissões
nessa abordagem que representou
durante várias décadas o figurino que
serviu de modelo para as
organizações.
AS PRINICPAIS CRÍTICAS À TC SÃO:
 ۩ ABORDAGEM SIMPLIFICADA DA
ORGANIZAÇÃO FORMAL
 ۩ AUSÊNCIA DE TRABALHOS
EXPERIMENTAIS
 ۩ EXTREMO RACIONALISMO NA
CONCEPÇÃO DA ADMINISTRAÇÃO
 ۩ TEORIA DA MÁQUINA
 ۩ ABORDAGEM INCOMPLETA DA
ORGANIZAÇÃO
 ۩ ABORDAGEM DE SISTEMA
FECHADO
Em conclusão, apesar das críticas, a TC
é ainda a abordagem mais utilizada
pelos iniciantes em Administração,
pois permite uma visão simples, clara
e ordenada.

Tem também a sua utilidade no mundo


de hoje, como veremos mais adiante.
Ela é indispensável na compreensão
das bases da moderna Administração.
RESUMO
 O PIONEIRO DA TC, HENRY FAYOL, É
CONSIDERADO – JUNTAMENTE COM
TAYLOR – UM DOS FUNDADORES DA
MODERNA ADMINISTRAÇÃO.

 DEFINIU AS FUNÇÕES BÁSICAS DA


ORGANIZAÇÃO OU EMPRESA, O CONCEITO
DE ADMINISTRAÇÃO (PREVER, ORGANIZAR,
COMANDAR E CONTROLAR), BEM COMO OS
CHAMADOS PRINCÍPIOS GERAIS DE
ADMINISTRAÇÃO COMO PROCEDIMENTOS
UNIVERSAIS A SEREM APLICADOS A
QUALQUER TIPO DE ORGANIZAÇÃO OU
EMPRESA.
 A TC FORMULA UMA TEORIA DA
ORGANIZAÇÃO, TENDO POR BASE A
ADMINISTRAÇÃO COMO CIÊNCIA.

 ESSA TEORIA DA ORGANIZAÇÃO RESTRINGE-


SE APENAS À ORGANIZAÇÃO FORMAL

 PARA CONCEITUAR A ADMINISTRAÇÃO, OS


AUTORES CLÁSSICOS UTILIZAM O CONCEITO
DE ELEMENTOS DA ADMINISTRAÇÃO (OU
FUNÇÕES DO ADMINISTRADOR), QUE FORMAM
O PROCESSO ADMINISTRATIVO.

 AS VÁRIAS CRÍTICAS À TC NÃO INVALIDAM O


FACTO DE QUE A ELA DEVEMOS AS BASES DA
MODERNA TEORIA ADMINISTRATIVA.
TEORIA CLÁSSICA DA
ADMINISTRAÇÃO
FAYOLISMO

HENRY FAYOL (1841-1925) Prof. Bento

Verwandte Interessen