Sie sind auf Seite 1von 2

A Teoria de Motivação de

Maslow
Publicado em 03/04/2007 por Luiz de Paiva em Motivação, Recursos Humanos

Entre as diversas atividades realizadas pelo Gerente de Projetos, a motivação da


equipe é uma que nem sempre recebe a atenção devida. Gerentes menos
experientes se voltam excessivamente para as atividades mais técnicas para obter
resultados rápidos, e se esquecem que as tarefas são (normalmente) executadas por
pessoas, que podem ter seus próprios critérios e prioridades.
Existem várias teorias para a motivação, e uma das mais aplicadas é a de Maslow.
Abraham Maslow (1908-1970) foi um psicólogo americano, considerando o pai do
humanismo na psicologia.
De acordo com esta teoria, o ser humano possui diversas necessidades que podem
ser separadas em categorias hierarquizadas. Para motivar uma pessoa, você deve
identificar qual é a categoria mais baixa na qual ela tem uma necessidade, e suprir
esta necessidades antes de pensar em outras em categorias mais altas.
Estas categorias são normalmente apresentadas na forma de uma pirâmide:

Necessidades Fisiológicas: São relacionadas às necessidades do organismo, e


são a principal prioridade do ser humano. Entre elas estão respirar e se alimentar.
Sem estas necessidades supridas, as pessoas sentirão dor e desconforto e ficarão
doentes.

Necessidades de Segurança: Envolve a estabilidade básica que o ser humano


deseja ter. Por exemplo, segurança física (contra a violência), segurança de
recursos financeiros, segurança da família e de saúde.

Necessidades Sociais: Com as duas primeiras categorias supridas, passa-se a ter


necessidades relacionadas à atividade social, como amizades, aceitação social,
suporte familiar e amor.
Necessidades de Status e Estima: Todos gostam de ser respeitados e bem
vistos. Este é o passo seguinte na hierarquia de necessidades: ser reconhecido como
uma pessoa competente e respeitada. Em alguns casos leva a exageros como
arrogância e complexo de superioridade.
Necessidade de Auto Realização: É uma necessidade instintiva do ser
humano. Todos gostam de sentir que estão fazendo o melhor com suas habilidades
e superando desafios. As pessoas neste nível de necessidades gostam de resolver
problemas, possuem um senso de moralidade e gostam de ajudar aos outros. Suprir
esta necessidade equivale a atingir o mais alto potencial da pessoa.
O líder que conhece bem sua equipe saberá identificar quais são as necessidades de
cada um e poderá aplicar os meios de motivação adequados. Por exemplo, se uma
pessoa está passando por grandes dificuldades financeiras e a estabilidade de sua
família está em risco, não adianta tentar motivá-lo dizendo que seu caso de sucesso
será publicado no jornal da empresa.
Da mesma forma, um profissional que está no auge de sua carreira e em alta
evidência na organização não se entusiasmará muito com a idéia de uma pequena
mudança em seu plano de saúde que envolva alguns benefícios adicionais.
O gerente de projeto tem a responsabilidade de fazer um planejamento adequado
dos recursos humanos no projeto. Isto envolve desde identificar os que podem
trazer os melhores resultados para o projeto, conhecer a realidade de cada um e
encontrar as formas corretas de motivá-los para a obtenção de resultados.