Sie sind auf Seite 1von 2

Sinais de Uma Vida Agradável a Deus

Autor: Richard Baxter

***

O lado positivo do ensino de Baxter sobre o pecado.


Um tratado prático e espiritual extraído do seu livro “Ética Cristã”

Veja então se você vive buscando principalmente agradar a Deus ...: você pode descobrir
através destes sinais.

1. Vocês terão mais interesse em entender as Escrituras e em saber tanto o que agrada,
quanto o que desagrada a Deus.

2. Vocês terão mais interesse na realização de todos os seus deveres, com o propósito de
agradar a Deus e não aos homens.

3. Vocês olharão para seus corações e não só para suas ações; para seus fins e pensamentos;
para o seu homem interior e seu nível de espiritualidade.

4. Vocês atentarão para seus deveres secretos, tanto quanto para os públicos e, para aqueles
que não são vistos pelos homens, tanto quanto para os que são.

5. Vocês respeitarão suas consciências e não as desprezarão; quando elas lhe mostrarem o
desagrado de Deus, isto os inquietará; quando elas lhe mostrarem Sua aprovação, isto os
confortará.

6. Suas companhias serão pessoas caridosas e piedosas, que buscam agradar a Deus, e não
orgulhosas e ambiciosas, que buscam honra própria, nem ímpias, que desagradam a Deus.

7. Se os homens são agradados ou desagradados, ou a forma com que o julgam, ou como


eles o chamam, parecerá um assunto pequeno para você, como o próprio interesse deles, em
comparação ao julgamento de Deus. Você não vive para eles. Você pode suportar seus
desagrados , censuras, e reprovações, se tão somente agradar a Deus. Estas serão suas
evidências.

As Dez Marcas do Homem Carnal

por Richard Baxter

Os sinais de um homem carnal são estes:


1. Quando um homem em seu desejo de agradar seu apetite, não faz isto visando um
objetivo mais elevado, ou seja, a sua preparação para o serviço de Deus, mas somente para
seu próprio prazer (claro que ninguém faz tudo conscientemente visando o serviço de Deus.
Entretanto, uma vida gasta no serviço de Deus é ausente do prazer carnal, de maneira
geral).

2. Quando ele procura mais ansiosa e diligentemente a prosperidade do seu corpo do que de
sua alma.

3.Quando ele não se abstêm de seus prazeres, mesmo quando Deus os proíbe ou quando
ferem sua alma, ou quando as necessidades de sua alma clamam que os deixe. Mas ele tem
que ter seu prazer, não importa o que lhe custe; e é tão persistente nisto, que não o pode
negar.

4. Quando os prazeres da carne excedem os deleites em Deus, Sua Santa Palavra e


caminhos, e as expectativas de prazer infinito. E isto não só na paixão, mas na estima,
escolha e ação. Quando ele prefere estar em um jogo, ou festa, ou outro entretenimento, ou
adquirindo boas pechinchas ou lucros do mundo, do que viver na vida de fé e amor, que
seria um modo santo e divino de viver.

5. Quando os homens fixam suas mentes em planejar e estudar para fazer provisão para os
prazeres da carne e isto ocupa o primeiro lugar em seus pensamentos e lhe é prazeroso.

6. Quando eles conversam, ou ouvem, ou lêem mais coisas agradáveis à carne do que
àquelas que deleitam o espírito.

7. Quando eles amam a companhia de pessoas carnais, mais do que a comunhão dos santos,
nos quais eles poderiam ser exercitados no louvor ao Seu Criador.

8. Quando eles consideram que o melhor lugar para viver e trabalhar é onde eles podem
satisfazer sua carne. Eles preferem estar onde têm coisas fáceis e onde nada falta para o
corpo, do que em lugares onde têm muito melhor ajuda e provisão para a alma, apesar da
carne ser atormentada por isso.

9. Quando ele está mais disposto a gastar dinheiro para agradar sua carne, do que para
agradar a Deus.

10. Quando ele não acredita ou gosta de nenhuma doutrina exceto a “crença-fácil” (isto é, a
fé que não requer obediência aos ensinos bíblicos) e odeia a mortificação, que classifica
como “legalismo” muito rígido. Por estes sinais e outros semelhantes, podemos facilmente
conhecer o homem carnal.

Tradução: Tânia Gueiros

Revisão: Rev. Joás Gueiros