Sie sind auf Seite 1von 10

As IPSS

As IPSS Curso de Educação Social 2010/2011 Direito e Legislação Social Elaborado pela docente Ana Correia

Curso de Educação Social 2010/2011 Direito e Legislação Social Elaborado pela docente Ana Correia de Barros

AS IPSS

As organizações que funcionam como empresas mas sem terem em vista o lucro (cooperativas) As organizações que funcionam como instituições de administração privada e que são financiadas por donativos, quotizações, trabalho voluntário e apoios estatais (IPSS)

AS

IPSS

SÃO INSTITUIÇÕES

CONSTITUÍDAS SEM FINALIDADE LUCRATIVA, POR INICIATIVA DE PARTICULARES, COM O PROPÓSITO DE DAR EXPRESSÃO ORGANIZADA AO DEVER MORAL DE SOLIDARIEDADE E DE JUSTIÇA ENTRE OS INDIVÍDUOS.

PROSSEGUEM, MEDIANTE A CONCESSÃO DE BENS E A PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS, NO ÂMBITO DA PROTECÇÃO NA SAÚDE, DA EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL E DA PROMOÇÃO DA HABITAÇÃO E SEGURANÇA SOCIAL:

apoio a crianças e jovens;

apoio às famílias;

protecção dos cidadãos na velhice e invalidez e em todas as situações de falta ou diminuição de meios de subsistência ou de capacidade para o trabalho;

promover e proteger na saúde, nomeadamente através da prestação de cuidados de medicina preventiva, curativa e de reabilitação;

promover a educação e a formação profissional dos cidadãos;

contribuir para a resolução dos problemas habitacionais das populações.

AS IPSS E A RELAÇÃO COM O ESTADO

- acordos ou protocolos de cooperação

institucional, prestativa, financeira e técnica

- podem ser diferenciadas positivamente

nos apoios a conceder

- o Estado exerce poderes de fiscalização e inspecção

INSTITUIÇÕES PARTICULARES DE SOLIDARIEDADE SOCIAL

Associações de Solidariedade Social

Associações Mutualistas Fundações de Solidariedade Social

Centros Sociais e Paroquiais

Outras Organizações Religiosas

Santas Casas da Misericórdia

REGISTO DAS IPSS

Abrange os actos jurídicos de constituição ou de fundação das instituições, os respectivos estatutos e suas alterações e demais actos constantes do artigo 5.º do Regulamento do Registo das Instituições Particulares de Solidariedade Social do âmbito da Segurança Social, aprovado pela Portaria n.º 778/83, de 23 de Julho.

O Registo das IPSS tem como objectivo:

- Comprovar os fins das instituições;

- Reconhecer a utilidade pública das

instituições;

- Comprovar os factos jurídicos respeitantes

às instituições especificados no Regulamento do Registo;

- Permitir a realização de formas de apoio e cooperação previstas na lei.

REQUISITOS COMUNS

Os estatutos das instituições devem respeitar as disposições do Estatuto das IPSS, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 119/83, de 25 de Fevereiro, contendo obrigatoriamente as matérias referidas no n.º 2 do artigo 10.º:

- a denominação;

- a sede e o âmbito de acção;

- os fins e as actividades da instituição;

- a denominação, a composição e a competência dos corpos gerentes;

- a forma de designar os respectivos membros;

- o regime financeiro.

FONTES DE FINANCIAMENTO DAS IPSS

QUOTAS DOS SÓCIOS

MENSALIDADES DOS UTENTES

COMPARTICIPAÇÕES DA SEGURANÇA SOCIAL

RENTABILIZAÇÃO DO PATRIMÓNIO

PRESTAÇÃO DE OUTROS SERVIÇOS

REALIZAÇÃO DE OUTRAS ACTIVIDADES LUCRATIVAS

DONATIVOS