Sie sind auf Seite 1von 6

1.0

- OBJETIVO: Estabelecer procedimentos seguros para montagem, desmontagem e utilização de andaimes, em serviços de manutenção nas áreas da fábrica.

2.0

- APLICAÇÃO:

Este procedimento se aplica à montagem, desmontagem e utilização de andaimes pelos funcionários da fábrica ou de firmas empreiteiras, que estejam realizando serviços de manutenção em qualquer área da fábrica.

3.0

- CONCEITO:

3.1

- Andaimes simplesmente apoiados: São aqueles cuja montagem é efetuada com travessas metálicas de encaixe ou com tubos e braçadeiras, utilizando pranchas de madeira apoiadas sobre a estrutura do andaime, no nível onde será executado o trabalho.

4.0

- UTILIZAÇÃO DE PRANCHAS:

4.1

- As pranchas de madeira devem possuir encaixe para prevenir o deslizamento das mesmas sobre

a estrutura do andaime, devendo ainda ser amarradas, como medida de prevenção de acidentes.

4.2

- Fica estabelecido que a espessura mínima das pranchas de madeira será de 30mm (trinta

milímetros).

4.3

- Devem ser colocadas no nível de trabalho quantas pranchas forem necessárias para preencher

toda área livre, não permitindo que represente riscos de acidentes para as pessoas que trabalham

no local.

4.4

- Toda a área em volta do andaime deve ser isolada, observando-se um raio seguro, de forma a

proteger as pessoas que passam nas proximidades, de queda acidental de peças, parafusos,

ferramentas, etc.

Obs: As pranchas deverão ser confeccionadas em madeira de boa qualidade, sem rachaduras,

não devendo ser pintadas.

5.0

- PROTEÇÃO LATERAL:

5.1

- A proteção lateral para o funcionário no nível do trabalho é obrigatória e deve ser prevista para todos os andaimes montados.

5.2

- A proteção lateral poderá ser excluída na face do andaime voltada para o local de trabalho, desde que a condição permita.

5.3

- Para os andaimes cujo nível de trabalho esteja até 1 metro do solo, a proteção lateral poderá ser feita com cordas.

5.4

- Para os andaimes cujo nível do trabalho esteja acima de 1 metro do solo, a proteção lateral deve ser metálica, utilizando-se as próprias peças do andaime (travessas de encaixe ou tubos com braçadeiras).

6.0

- ACESSO AO NÍVEL DE TRABALHO:

6.1

- É permitido o acesso utilizando a própria estrutura do andaime, quando o nível de trabalho esteja até 1,50m (hum metro e meio) do solo.

6.2

- Para andaimes com nível de trabalho acima de 1,50m (hum metro e meio) do solo, o acesso deverá ser feito utilizando escada montada no próprio andaime, com tubos e braçadeiras.

7.0

- ESTAIAMENTO DOS ANDAIMES:

7.1

- Será necessário o estaiamento do andaime, quando o mesmo vier a ser utilizado como apoio de cargas pesadas, que necessitam de utilização de equipamento de carga. Neste caso, o andaime deve ser estaiado em quatro pontos, a 90° (noventa graus).

8.0

- APOIO NO SOLO:

8.1

- Não será necessário o uso de sapatas para os andaimes montados sobre pisos pavimentados e destinados apenas para o uso de pessoas ou cargas leves. (ferramentas, peças de pequeno porte, etc.).

8.2

- Para andaimes montados sobre pisos sem pavimentação, devem ser colocadas sapatas metálicas adequadas.

8.3

- Caso o andaime venha a ser utilizado para apoio de cargas pesadas que necessitam da utilização de equipamento de carga para movimentação, as pranchas e as sapatas devem ser dimensionadas em função do peso a suportar e a resistência do solo.

9.0

- DISPOSIÇÕES GERAIS:

9.1

- Os andaimes não devem possuir inclinação em relação ao piso.

9.2

- Para efeito de nivelamento dos andaimes, deverão ser utilizadas sapatas ajustáveis.

9.3

- Os serviços específicos ou montagens, que necessitem a utilização de recursos técnicos

especializados, quanto a andaimes de grandes alturas ou apoio de cargas pesadas, devem ser

acompanhadas de um planejamento e cálculo estrutural adequados.

9.4

- A montagem de andaimes e o acesso aos mesmos devem ser permitidos apenas a funcionários

que tenham conhecimento e estejam habituados a este tipo de trabalho.

9.5

- A amarração dos andaimes em estruturas próximas ao local de montagem dos mesmos é

obrigatória em todos os casos.

9.6

- Este procedimento passa a fazer parte integrante dos contratos de prestação de serviços das

empresas que atuem na área da fábrica.

PROCEDIMENTOSPROCEDIMENTOSPROCEDIMENTOSPROCEDIMENTOS

MODULADO:MODULADO:MODULADO:MODULADO:

SEGUROSSEGUROSSEGUROSSEGUROS

PARAPARAPARAPARA

MONTAGEMMONTAGEMMONTAGEMMONTAGEM

EEEE

TRABALHOSTRABALHOSTRABALHOSTRABALHOS

EMEMEMEM

ANDAIMEANDAIMEANDAIMEANDAIME

TUBULARTUBULARTUBULARTUBULAR

ITEM

CUIDADOS A SEREM SEGUIDOS:

Piso

Feito com madeira sem rachaduras e sem nós. Com travas para impedir que a madeira escorregue. Não deve haver vão entre as tábuas. Deve ser montada 1.20 metros abaixo do topo da torre.

Rodapé

O piso do andaime deverá estar cercado por rodapé com altura de 20 cm para evitar quedas de ferramentas e materiais quando necessário o uso sobre o andaime.

Travamento

Todos andaimes deverão ter barras de travamento transversais para dar equilíbrio ao

   

andaime.

Amarração

Todos andaimes com altura acima de 5 metros, deverão estar amarrado em algo fixo para evitar o seu tombamento, inclusive nas fases de montagem e desmontagem.

Cinto de segurança

Todos os trabalhadores devem usar cinto de segurança, tipo pára-quedista, acima de 2,0 (dois) metros.

Apoio do andaime

Os andaimes dever estar apoiados sobre sapatas. Quando houver desnível no piso, usar bases ajustáveis.

Andaime móvel

É

rigorosamente proibido mover o andaime com pessoas ou materiais encima do

mesmo, não usar rodas em torres acima de 6 metros. Travar as rodas antes de subir no andaime.

Quedas

Não é permitido lançar ou jogar materiais ou ferramenta sobre o andaime e sim pela corda.

Sujeira

Não montar andaimes sujos de óleo, graxa e outros materiais, bem como acúmulos de

materiais no piso do mesmo, que possam causar acidentes.

ITEM

 

CUIDADOS A SEREM SEGUIDOS:

Isolamento

Procurar isolar o locar a ser montado o andaime.

Rede elétrica

Não montar andaimes próximo de rede elétrica

Escada

O

acesso deverá ser feito através de escadas, que poderão ser móveis, porém fixadas

aos degraus do andaime, de maneira que não soltem quando usadas.

Cuidados Adicionais

Proibido o acesso à pessoas que tenham medo de altura e que não gozem de perfeita

 

saúde.

proibido sobre o piso de trabalho, uso de escadas, ou outros meios para se atingir lugares mais altos. Os parafuso ou borboletas das peças de encaixe dever sem apertado para dar

É

segurança ao andaime.

Características técnicas

Este andaime está projetado para carga de 300 kg. Podendo ser montado a uma altura de 10 metros, quando ultrapassar, montar a torre dupla, com braços de ligação e amarração.

Antes de utilizar o andaime fazer uma revisão geral, isto garantirá a condição segura para o seu trabalho.

Verificar sempre:

Tábuas soltas e trincadas; Falta de guarda-corpo; Falta de travamento; Se o andaime está amarrado;

Se à falta de uso dos E.P.I.s.

⇒ Se à falta de uso dos E.P.I.s. Com dois painéis e uma diagonal, inicia-se a

Com dois painéis e uma diagonal,

inicia-se a montagem.

Com dois painéis e uma diagonal, inicia-se a montagem. Nesta ordem continua-se a montagem até a

Nesta ordem continua-se a montagem até a altura desejada

Efetuada a primeira montagem,

colocado o terceiro e quarto painel.

a primeira montagem, colocado o terceiro e quarto painel. Para um procedimento seguro, recomenda-se a colocação

Para um procedimento seguro, recomenda-se a colocação de uma diagonal a cada 3 m. lembrando que sua colocação deverá ser em sentido oposto a de baixo, formando um “X” visto de cima, a fim de dar mais rigidez ao conjunto.

01- Sapatas Fixas Guarda Corpo Rodapé Piso de Trabalho Travamento Diagonal 5
01- Sapatas Fixas Guarda Corpo Rodapé Piso de Trabalho Travamento Diagonal 5

01- Sapatas Fixas

Guarda Corpo

01- Sapatas Fixas Guarda Corpo Rodapé Piso de Trabalho Travamento Diagonal 5

Rodapé

Piso de Trabalho

01- Sapatas Fixas Guarda Corpo Rodapé Piso de Trabalho Travamento Diagonal 5

Travamento Diagonal

01- Sapatas Fixas Guarda Corpo Rodapé Piso de Trabalho Travamento Diagonal 5
01- Sapatas Fixas Guarda Corpo Rodapé Piso de Trabalho Travamento Diagonal 5

02 - Rodízio com Trava

02 - Rodízio com Trava   CINTO DE SEGURANÇA CARACTERÍSTICA UTILIZAÇÃO CONSERVAÇÃO Equipamento
 

CINTO DE SEGURANÇA

CARACTERÍSTICA

UTILIZAÇÃO

CONSERVAÇÃO

Equipamento que se destina à proteção de funcionários contra quedas de altura. É fabricado com cadarço de náilon, com 50 mm de largura, argolas e

mosquetões de aço forjado com travas, ilhoses de materiais não- ferrosos e fivela de aço forjado ou material de uma resistência e

Deverá ser utilizado em trabalhos desenvolvidos a

Guardar adequadamente, evitar dobras e contatos com produtos químicos (ácidos), materiais cortantes ou abrasivos.

mais de 2,00 m de altura, onde existirem riscos de quedas de pessoas. É obrigatório utilização de cintos de segurança tipo alpinista, com 2 (dois) talabartes. Eventualmente

durabilidade equivalentes, com

é utilizado travá-quedas

 

cabo de espia de nálion de 3/8”

adicional.

de diâmetro, e 1,50 a 1,80 m de

comprimento.

  cabo de espia de nálion de 3/8” adicional. de diâmetro, e 1,50 a 1,80 m