Sie sind auf Seite 1von 16

1

TRIBUNA POPULAR 30 de novembro de 2006

Diretor Responsável: José Ambrósio dos Santos

www.jornaltribunapopular.com |

R$ 1,00

TRIBUNARIBUNA POPULAROPULAR

CABO DE SANTO AGOSTINHO (PE)

T RIBUNA RIBUNA P OPULAR OPULAR CABO DE SANTO AGOSTINHO (PE)

CCCCCabOabOabOabOabO

ANO 1 | N° 01 - EDIÇÃO DE LANÇAMENTO

JORNAL SEMANAL - 30 DE NOVEMBRO DE 2006

DE LANÇAMENTO JORNAL SEMANAL - 30 DE NOVEMBRO DE 2006 Feira de negócios movimenta empresários do

Feira de negócios movimenta empresários do Cabo e da região

A partir desta quinta-feira, 30, e até domingo, 3, mais de 30 mil pessoas estarão circulando pelos 100 estandes organizados no Espaço Asa Branca. A expectativa da Associação Comercial e Empresarial do Cabo (Acec) é de que mais de um R$ 1 milhão sejam negociados. P. 13

ESPORTE “R“R“R“R“Reieieieiei dddddooooo LiLiLiLiLixxxxxo”o”o”o”o” iiiiimpermpermpermpermperaaaaa
ESPORTE
“R“R“R“R“Reieieieiei dddddooooo LiLiLiLiLixxxxxo”o”o”o”o”
iiiiimpermpermpermpermperaaaaa ememememem
fffffestiestiestiestiestivvvvvalalalalal
nacionalnacionalnacionalnacionalnacional dedededede
ttttteeeeeaaaaatrtrtrtrtrooooo
Sesi sedia
Jogos da
Juventude
Cabense de
volta à 1
divisão
Depois de nove anos na
série A-2, time retorna
à elite do Campeonato
Pernambuco de Futebol.
O primeiro jogo será
contra o Sport, na Ilha
do Retiro, dia 13 de
janeiro, às 16h. P. 15
A Trupe Cara e Coragem faz bonito no 7° Festival Nacional de Teatro, realizado em Guaçuí, Espírito Santo, e traz vários prêmios. Pág. 14
EMPREENDIMENTO
Suape dinamiza
crescimento
Oposição sobe o tom da crítica a Lula Cabral
Cabo e Ipojuca capacitam
trabalhadores para os
novos investimentos P. 11
O diretório do novo PMD (ex-PPS) acusa o governo de ser opressor e de desmantelar as entidades sociais. Pág. 4
MARCELO FERREIRA / DIVULGAÇÃO

2

TRIBUNA POPULAR 30 de novembro de 2006

Opinião&Cartas

Editor: José Ambrósio ambrosiosantos@jornaltribunapopular.com (81) 3522-1863

ambrosiosantos@jornaltribunapopular.com (81) 3522-1863 U M NOVO ESPAÇO PARA A COMUNICAÇÃO O acesso à

UM NOVO ESPAÇO PARA A COMUNICAÇÃO

O acesso à informação, além de ser um direito básico do homem, é uma impor- tante conquista da democracia. É de-

dustrial de Pernambuco, concentrado no Com- plexo Industrial e Portuário de Suape. E onde

o comércio tambémé significativo, o turismo

se expande e o setor de serviços registra fran- co crescimento.

ver dos meios de comunicação social informar comisenção, seriedade e abrangência, ofere- cendo à sociedade os meios para que ela for- mule adequadamente sua opinião sobre os fatos. É pautado em princípios como esses que iremos trabalhar, de maneira que o jornal Tribuna Popular acredita que estará con- tribuindo para a valorização do homem e para o avanço da consciência cidadã, ingredientes fundamentais para o controle social, notada- mente das instituições públicas. Uma rápida olhada pelos jornais de âmbi- to estadual deixa claro que apenas os casos de maior repercussão são abordados em rela- ção aos acontecimentos dos 23 municípios que compõem a Mata Sul, área de abrangência inicial do jornal Tribuna Popular, aí in- cluídos o Cabo de Santo Agostinho e Ipojuca. Quase nada se vê sobre os fatos políticos, econômicos, culturais, sociais e do cotidiano. As publicações que circulam nessas cidades, de um modo geral, não têm a abrangência ne- cessária para deixar a população bem infor-

Os bastidores da política local, a movimen- tação dos prefeitos, dos vereadores, dos parti- dos e dos líderes políticos. Aação dos poderes públicos, os acertos e as deficiências dos ser- viços oferecidos, a reação da sociedade civil organizada na defesa de seus direitos, serão pautaspermanentes. Da mesma forma, as ações de responsabi- lidade sócio-ambiental das empresas e enti- dades, os direitos do trabalhador, o trabalho das entidades sociais, dos sindicatos, a eco- nomia, a geração de emprego e renda, a ofer- ta de trabalho, a qualificação profissional e o turismo serão sempre destacados nas pági- nas do jornal Tribuna Popular. Ojornal Tribunal Popular será encon- trado nas bancas todos os sábados pela ma- nhã, inicialmente no Cabo de Santo Agosti- nho, Ipojuca, Escada, Ribeirão e Palmares. Em pouco tempo chegará a todo o Litoral Sul

e no curto prazo a toda a Mata Sul. Seu formato, tablóide, segue a tendência

inovadora dos grandes periódicos da Europa

e dos EUA. O Jornal Tribuna Popular é também uma boa oportunidade para os empresários

de todos os tamanhos e de todos os segmentos

divulgaremseusprodutoseserviçoscommais

mada. Assim, são muitos os acontecimentos que não chegam ao conhecimento com o detalhamento necessário à maioria dos habi- tantes. O jornal Tribuna Popular vai oferecer um noticiário com informação precisa, abran- gênciaeprofissionalismo.Ofocoprincipalserá para os acontecimentos dos municípios de Cabo de Santo Agostinho e Ipojuca, que reú- nem o maior e mais diversificado parque in-

regularidade.

Boa leitura e bons negócios.

ARTIGO

Textos a serem publicados devem ter no máximo 3030303030 linhas,linhas,linhas,linhas,linhas, fontefontefontefontefonte Arial,Arial,Arial,Arial,Arial, tamanhotamanhotamanhotamanhotamanho 121212.1212 O conteúdo é de responsabilidade de seus autores.

tamanhotamanhotamanhotamanhotamanho 121212.1212 O conteúdo é de responsabilidade de seus autores.

A partir das edições seguintes este espaço abaixo do Editorial estará reservado para a sessão ArtigosArtigosArtigosArtigosArtigos. A cada semana iremos publicar textos de todos aqueles que desejarem compartilhar suas idéias, seus pensamentos. Para isso, desde já, nossa equipe de redação estará recepcionando os textos que seguirem a seguinte formatação:

máximo de 30 linhas, fonte arial. Enfatizamos que o conteúdo publicado é de inteira responsabilidade de seus autores e não corresponde necessariamente à opinião desta TTTTTrrrrriiiiibbbbbuuuuunnnnnaaaaa PPPPPooooopulpulpulpulpulararar.arar Os artigos devem ser enviados via email para o endereço:

jorjorjorjorjornnnnnalisalisalisalisalismo@jormo@jormo@jormo@jormo@jornnnnnaltaltaltaltaltrrrrriiiiibbbbb uuuuunnnnnapoapoapoapoapopulpulpulpulpulaaaaarrrrr

cccccooooo mmm,mm

com nome completo e breve descrição do autor.

PAINEL

DO LEITOR

O "Painel do Leitor" da TribunaTribunaTribunaTribunaTribuna PopularPopularPopularPopularPopular recebe colaborações por email (leitor@jornaltribunapopular.com.br), fax (0/xx/81/3524-1938) e correio (Rua Prefeito José Alberto de Lima, 173-A - Vila Roca - Cabo de Santo Agostinho - PE, CEP 54.515-395). As mensagens devem ser concisas e conter nome completo, endereço e telefone. Por motivos de espaço a redação da TribunaTribunaTribunaTribunaTribuna PopularPopularPopularPopularPopular se reserva o direito de publicar trechos das mensagens enviadas.

o direito de publicar trechos das mensagens enviadas . Nova mídia para a região Tribuna Popular,

Nova mídia para a região

Tribuna Popular, jornal que já surge feito para o povo e com jornalismo responsável na apuração das noticias. Não tenho dúvida que a ini- ciativa dos jornalistas: José Ambrósio, Wilson Firmo, Daniel Meirinho e Jorge Le- mos (estudante de jornalismo) será exitosa. O jornal Tribu- na Popular ocupa uma lacu- na e inovará em realizar a cobertura jornalista com se- riedade no Litoral e na Zona da Mata Sul de Pernambuco, abrangendo os municípios do Cabo de Santo Agostinho Ipojuca, Barreiros, Escada, Palmares, Ribeirão, Rio For- moso, Sirinhaém, Taman- daré e São José da Coroa Grande . Cleonildo Cruz, historia-

dor, analista político e docu- mentarista (produziu vídeo “Replicar dos sinos: a expulsão do Pe. Vito Miracapillo”)

Do Cabo apra o mundo

O Cabo de Santo Agosti- nho é um pólo econômico e cultural de Pernambuco. Esse valor passa a ser reconheci- do através desse novo veícu- lo de comunicação que vem ajudar ao desenvolvimento local. O Jornal Tribuna Po- pular tem a responsabilida- de de levar os fatos e aconte- cimentos do Cabo para o mun- do. Hainer Bezerra de Farias Jornalista e Coordenador do Projeto Jovens Comu- nicadores

Jornalista e Coordenador do Projeto Jovens Comu- nicadores T RIBUNA RIBUNA P OPULAR OPULAR CABO DE
Jornalista e Coordenador do Projeto Jovens Comu- nicadores T RIBUNA RIBUNA P OPULAR OPULAR CABO DE

TRIBUNARIBUNA POPULAROPULAR

CABO DE SANTO AGOSTINHO (PE)

Fundado em 30 de novembro de 2006 por José Ambrósio dos Santos e Wilson Firmo

Direção Geral: José Ambrósio dos Santos (DRT/PE 1.433) Editor-chefe: Wilson Firmo (DRT/PE 3.214) Chefe de Reportagem: Daniel Meirinho Coordenador de Marketing: Ricardo Rocha Site: www.jornaltribunapopular.com Email: jornalismo@jornaltribunapopular.com Telefones: (81) 8756-0598 - Redação (81) 9129-5436 - Dept° Comercial Endereço: Rua Prefeito José Alberto de Lima, 173-A, Vila Santo Inácio - Cabo de Santo Agostinho (PE) - cep 54.515-395 Periodicidade:Periodicidade:Periodicidade:Periodicidade:Periodicidade: Semanal Tiragem:Tiragem:Tiragem:Tiragem:Tiragem: 3 mil exemplares Gráfica:Gráfica:Gráfica:Gráfica:Gráfica: Jornal do Commercio

DIVULGAÇÃO

DIVULGAÇÃO

TRIBUNA POPULAR 30 de novembro de 2006

3

Política

 

Editor: José Ambrósio ambrosiosantos@jornaltribunapopular.com (81) 8837-9203

 

CONTINUIDADE Pela 5 a vez, José Múcio renova mandato na Câmara Federal

Região Mata Sul elege cinco deputados

Na Assembléia Legislativa, o Cabo será representado por Everaldo Cabral, irmão do prefeito Lula Cabral

acirradas disputas políticas envolvendo alguns dos elei- tos, principalmente João Fernando Coutinho e Clodo- aldo Magalhães. Disputa que surgiu no município de Água Preta, no início da década de 90, entre os pais dos parlamentares, os ex-prefeitos Eduardo Couti- nho e Eudo Magalhães e vem sendo mantida de forma reenhida pelos grupos políti- cos rivais. PROJETOS EM COMUM - Líder do PTB na Câmara Federal e com a experiência de quem vai para a quinta legislatura, com bom trânsito junto ao presidente Lula, o deputado José Múcio Monteiro pode tentar unir os deputados es- taduais em torno de projetos comuns, mas enfrentará mui- tas dificuldades. Além da incompatibilidade entre Coutinho e Magalhães, seu correligionário Everaldo Cabral vai cumprir o seu

primeiro mandato. De manei- ra que dificilmente poderá contar com o representante do Cabo de Santo Agostinho como interlocutor do grupo. Além disso, o quarto depu- tado, o ex-prefeito de Ipojuca Carlos Santana, milita em partido adversário do líder petebista nos planos estadu- al e nacional. Outra dificuldade para o entendimento está no fato de as urnas terem confirmado, na prática, o chamado voto distrital. O que faz com que os deputados dediquem mai- or atenção às suas principais bases. Até o dia 31 de janeiro de 2007 a região será represen- tada por José Múcio Monteiro, na Câmara Federal, e por João Fernando Coutinho e Betinho Gomes (PMD), que não conseguiu a renovação do mandato para a Assembléia Legislativa.

○○○○○○○○○○○

○○○○○

JOSÉ AMBRÓSIO ambrosiosantos@jornaltribunapopular.com

A região de abrangência do jornal Tribuna Popular ele- geu uma representativa ban- cada estadual e renovou o mandato de seu representan- te na Câmara Federal, o de- putado José Múcio Monteiro (PTB). Para a Assembléia Legis- lativa reconduziu o deputa- do João Fernando Coutinho (PSB) e assegurou cadeiras para Everaldo Cabral (PTB), Carlos Santana (PSDB) e Clodoaldo Magalhães (PSC). Mas essa aparente força pode não representar muito para a região, em razão de

  WILSON FIRMO EVERALDOEVERALDOEVERALDOEVERALDOEVERALDO CABRALCABRALCABRALCABRALCABRAL foi vereador e presidente da
 

WILSON FIRMO

WILSON FIRMO EVERALDOEVERALDOEVERALDOEVERALDOEVERALDO CABRALCABRALCABRALCABRALCABRAL foi vereador e presidente da Câmara

EVERALDOEVERALDOEVERALDOEVERALDOEVERALDO CABRALCABRALCABRALCABRALCABRAL foi vereador e presidente da Câmara Municipal do Cabo de Santo Agostinho. É irmão do prefeito do Cabo de Santo Agostinho, Lula Cabral.

JOSÉJOSÉJOSÉJOSÉJOSÉ MÚCIOMÚCIOMÚCIOMÚCIOMÚCIO

MONTEIROMONTEIROMONTEIROMONTEIROMONTEIRO vai

DIVULGAÇÃODIVULGAÇÃO

DIVULGAÇÃODIVULGAÇÃO JOÃOJOÃOJOÃOJOÃOJOÃO FERNANDOFERNANDOFERNANDOFERNANDOFERNANDO
DIVULGAÇÃODIVULGAÇÃO JOÃOJOÃOJOÃOJOÃOJOÃO FERNANDOFERNANDOFERNANDOFERNANDOFERNANDO

JOÃOJOÃOJOÃOJOÃOJOÃO FERNANDOFERNANDOFERNANDOFERNANDOFERNANDO COUTINHOCOUTINHOCOUTINHOCOUTINHOCOUTINHO foi reeleito para o segundo mandato na Assembléia Legislativa

CARLOSCARLOSCARLOSCARLOSCARLOS SANTANASANTANASANTANASANTANASANTANA foi três vezes prefeito de Ipojuca.

cumprir o

quinto mandato

consecutivo na

Câmara Federal

CLODOALDOCLODOALDOCLODOALDOCLODOALDOCLODOALDO MAGALHÃESMAGALHÃESMAGALHÃESMAGALHÃESMAGALHÃES é médico. É filho do

CLODOALDOCLODOALDOCLODOALDOCLODOALDOCLODOALDO MAGALHÃESMAGALHÃESMAGALHÃESMAGALHÃESMAGALHÃES é médico. É filho do prefeito de Joaquim Nabuco, Eudo Magalhães. É também sobrinho do prefeito de Palmares e ex-deputado estadual Enoelino Magalhães.

DINÂMICA DA POLÍTICA José Ambrósio - ambrosiosantos@jornaltribunapopular.com MEU GAROTO. Articulando-se para compor
DINÂMICA
DA POLÍTICA
José Ambrósio - ambrosiosantos@jornaltribunapopular.com
MEU GAROTO. Articulando-se para compor a chapa
com o prefeito Lula Cabral (PTB) nas eleições
municipais de 2008, o presidente da Câmara, Gessé
Valério (PSDC) já estimula os comentários de que
vai disputar a Prefeitura. Rhaony Valério, seu fi-
lho, seria o seu candidato a vereador.
RUÍDOS
SUPLENTE
Liderado pelo ex-prefeito
Elias Gomes, o Partido da
Mobilização Democrática
(PMD) — fusão entre o
PPS, PHS e o PMN — re-
aliza seminário neste sá-
Mesmo obtendo uma ex-
pressiva votação em seu
principal reduto eleitoral,
Cabo de Santo Agostinho,
o
ex-prefeito e ex-secretá-
bado (02/12) para avaliar
rio estadual de Justiça e
Direitos Humanos Elias
o
resultado das urnas, que
não lhe foi favorável. Nas
reuniões preliminares com
Gomes (PMD) não conse-
guiu a eleição para a Câ-
mara Federal. Ele somou
a
militância são muitas as
queixas, principalmente
quanto ao comportamento
de integrantes da coorde-
nação da campanha.
53 mil votos, dos quais 23
mil de eleitores cabenses,
ficou na quarta suplên-
cia.
e
EM TERRAS DE CABRAL
SEM CHANCE
A Prefeitura do Cabo de
Santo Agostinho ficou sem
ter o seu representante
máximo entre os últimos
dias 22 e 26. O prefeito
Lula Cabral viajou para
Portugal em companhia do
presidente da Câmara,
Gesse Valério, e não pas-
sou o cargo para o vice-
prefeito Ivaldo Gomes.
A
Lei Orgânica do Município
permite ao prefeito ausentar-
se da cidade por até 15 dias
semternecessariamenteque
transmitir o cargo ao vice-pre-
feito ou ao presidente da Câ-
mara. Significa que dificil-
mente o vice Ivaldo Gomes
(desafeto de Cabral) experi-
mentará o gostinho de sen-
tar na cadeira de prefeito.
NOVOS TEMPOS (1) Discretamente, o secretário executivo
de Educação, José de Arimatéia (PSB), articula apoios para ser o
candidato do partido à Prefeitura, em 2008. O PT, que também
compõe o primeiro escalão do governo municipal, é outro
partido que ensaia candidaturas como, aliás, é de sua tradição.
De maneira que a aparente harmonia hoje existente nas hostes
do prefeito Lula Cabral pode não durar muito tempo.
NOVOS TEMPOS (2) Esse cenário vem ganhando nitidez
com as repetitivas manifestações de quadros desses partidos que
discordam do alinhamento com o governo municipal. Conside-
ram uma grande contradição o apoio a um prefeito que recla-
mam ter acabado com o orçamento participativo e tutelado os
conselhos municipais.
NO AGUARDO. O deputado estadual Betinho Go-
mes (PMD) vai aguardar esperançoso as eleições
de 2008. Há reais possibilidades de deputados elei-
tos em sua coligação disputarem as prefeituras de
seus municípios, com chances de vitória. Entre eles,
Carlos Santana (Ipojuca) e Emanuel Bringel
(Araripina). Com a saída de dois deputados, Go-
mes poderá retornar à Casa de Joaquim Nabuco.

4

TRIBUNA POPULAR 30 de novembro de 2006

Política

CRÍTICAS O presidente do novo PMD diz que saúde está desmantelada

Oposição vai elevar o tom das críticas a Lula Cabral

Chico Amorim acusa o atual governo de des- mantelar as entidas sociais e de ser perse- guidor e opressor.

○○○○○○○○○○○○

JOSÉ AMBRÓSIO ambrosiosantos@jornaltribunapopular.com

○○○○

Ainda avaliando os adver- sos resultados das urnas e recém-saído de uma fusão tumultuada, o Partido da Mobilização Democrática (PMD), resultado do ajunta- mento do PPS, PHS e PMN, promete articular a oposição no Cabo de Santo Agostinho. “Nesses primeiros dois anos fizemos uma oposição

light. Agora vamos elevar a voz”, sinaliza o presidente do Diretório Municipal do PMD,

o professor Chico Amorim. Esse novo tempo no endu- recimento na fiscalização das ações do prefeito Lula Cabral (PTB) começa internamente para o PMD, mas o partido costura um entendimento com as demais agremiações. Um calendário está sendo elaborado e em breve Amorim espera poder discutir a polí- tica municipal com o PSB, PC do B e o PT, mesmo sabendo que integram a administra- ção do município. PERGUNTA BÁSICA - “Vamos perguntar a esses partidos se

é isso que eles querem, ou

seja, apoiar um governo de opressão, de perseguição, que desmantelou as entidades so- ciais e praticamente extin- guiu a rede de proteção soci-

al”, dispara Amorim. “Esses partidos, prossegue ele, assim como o povo, estão anestesiados com as obras em áreas centrais da cidade. Não estão vendo que as periferias e a área rural estão completa- mente esquecidas”, analisa. CAOS - O dirigente partidá- rio diz que também a saúde está sendo desmantelada. Ressalta que dos 34 postos médicos, oito não têm médi- co. Em três deles, a falta des- se profissional já passa de um ano. É o caso do posto médico de Mercês, do da Rua 27 da

Charneca e de outro em Pon- te dos Carvalhos. Segundo Amorim, o desca-

so atinge até mesmo as urgên-

cias e emergências da Policlí-

nica de Ponte dos Carvalhos,

da Maternidade Padre Geral- do e até do Hospital Mendo Sampaio. Ele assegura que nesses locais não há médico de plantão regularmente. Amorim diz saber das difi- culdades a serem enfrentadas para reagrupar essas forças,

a partir do distanciamento

ocorrido nos últimos dois anos, notadamente no episó-

Secretário admite ausência de médicos, mas nega sucateamento da saúde

O secretário de Saúde da Prefeitura do Cabo de San- to Agostinho, Antonio Carlos Borba, admite a au- sência de médicos em algu- mas unidades de saúde, até mesmo nas emergências e urgências, mas disse espe- rar solucionar o problema a partir do concurso públi- co programado para o pró- ximo dia 17 de dezembro. Explicou que os profissio- nais não exercem cargos efe- tivos e deixam o trabalho a qualquer aceno de maior re- muneração.

De acordo com o secretário, há quatro meses a prefeitura convida médicos através dos jornais de grande circulação do estado, sem sucesso.

Para diminuir a ausência desses profissionais, ele vem recorrendo até mesmo à ofer- ta de plantões extras entre os que estão trabalhando. REBATE - Antonio Carlos rebate a acusação do presi- dente do Partido da Mobilização Democrática (PMD), Chico Amorim, de que a rede de saúde esteja sendo desmantelada. “Estamos investindo em diversas unidades de saúde”, assegurou ele. Cita, entre outras ações, a reforma das unidades de saúde de Gaibu, de Sacramento, em Ponte- zinha, da maternidade Pa- dre Geraldo, em Ponte dos Carvalhos, e do Hospital Mendo Sampaio. (JA)

dio eleitoral. O então PPS op- tou por apoiar a reeleição de Mendonça Filho (PFL), en- quanto as demais siglas agru- param-se em torno do gover- nador eleito

Eduardo Cam- pos (PSB), no segundo turno. RETROCESSO - Chico Amorim, lembra, por outro lado, que esses partidos

também aderi- ram à adminis- tração de Lula Cabral ou amenizaram o discurso, o que afirma ser um retrocesso. Ex- plica que uns justificam que Lula Cabral apoiou seu can- didato a governador e outros que o prefeito ficou com seu postulante ao Senado.

“Importante – destaca – é que pelo menos um terço dos eleitores disse nas urnas que

discorda da forma como o mu- nicípio vem sendo governado, e assim, vamos buscar o en-

tendimento com essas forças e construir um projeto que con- sidere a inclu-

sãosocial,apar-

ticipação popu- lar, que olhe e atenda as áreas periféricas”, conclama.

Interna-

mente, o PMD

vai focar mais a atuação dos vereadores nas críticas à administração. Vai também dedicar mais atenção às ba- ses. De acordo com a asses- soria de imprensa da pre- feitura do Cabo, a área po- lítica do governo municipal preferiu somente se pro- nunciar sobre as acusações após a publicação da repor- tagem.

“““““AlgAlgAlgAlgAlguuuuunnnnnsssss PPPPPararararartttttidididididooooosssss eeeee ooooo povopovopovopovopovo estãoestãoestãoestãoestão anestesiadosanestesiadosanestesiadosanestesiadosanestesiados comcomcomcomcom asasasasas obrasobrasobrasobrasobras ememememem áreasáreasáreasáreasáreas centraiscentraiscentraiscentraiscentrais dadadadada cidade”cidade”cidade”cidade”cidade”

CHICO AMORIM, presidente do PMD cabense

PSB aguarda composição do futuro governo de Eduardo Campos

Esperando. É assim que o PSB do Cabo de Santo Agos- tinho está se comportando em relação ao desenho geopolítico do futuro governo Eduardo Campos (PSB). As costuras já foram iniciadas, mas seguem em baixa velocidade, o que de certa forma ainda deixa as bases com relativa tranqüili- dade quanto à participação de seus quadros na máquina administrativa. “Estamos certos de que o município do Cabo de Santo Agostinho será beneficiado na administração de Eduardo Campos. O seu programa de governo indica isso”, diz o secretário-geral do PSB mu- nicipal, Inaldo Campelo, sina- lizando não estar preocupa- do com a composição adminis- trativa do futuro governo.

Principal interlocutor do PSB cabense junto ao gover- nador eleito e à direção esta- dual do partido, Campelo res- salta, por outro lado, que o município deu a Campos o terceiro maior índice de vo- tação na Região Metropolita- na: 69%. E lembra que o ali- ado conhece bem a cidade e seus líderes políticos. Além do PSB, Eduardo Campos teve no Cabo o apoio do PTB do prefeito Lula Cabral, do PT e do PC do B, entre outros. Na última se- mana, Cabral conversou demoradamente com Campos, em Lisboa. Eles viajaram a Portugal para apresentar o Projeto Hoteleiro Praia do Paiva, no Salão Imobiliário de Lisboa.

em Lisboa. Eles viajaram a Portugal para apresentar o Projeto Hoteleiro Praia do Paiva, no Salão

TRIBUNA POPULAR 30 de novembro de 2006

5

 
CIEE INSTALA UNIDADE NO CABO Com o objetivo de descentralizar os serviços e diminuir o
CIEE INSTALA UNIDADE NO CABO Com o objetivo de descentralizar os serviços e diminuir o

CIEE INSTALA UNIDADE NO CABO

Com o objetivo de descentralizar os serviços e diminuir o tempo de espera, o Centro de Integração Empresa Escola de Pernambuco (CIEE) acaba de instalar um posto avançado no Cabo de Santo Agostinho, que passa a oferecer todos os serviços do processo de estágio:

Dia-a-Dia

Editor: Daniel Meirinho danielmeirinho@jornaltribunapopular.com (81) 3524-1938

encaminhamento de estudantes, contratação de estagiário, entrega de relatórios e de ficha de avaliação, além de declaração de estágio. A unidade funciona na Agência do Trabalho do Cabo (Rua Antônio de Souza Leão s/n - Centro), de segunda à sexta-feira, das 8h às 12h e 13h às 17h.

ATÉ QUANDO? Já são 289 assassinadas só em 2006

DA REDAÇÃO

cife. Com faixas e cartazes as mulheres protestaram contra

Violência contra a mulher faz uma vítima a cada 28 horas

Foi no Cabo de Santo Agostinho que ocorreu a primeira prisão a partir da Lei Maria da Penha, desde que foi implantada em 22 de setembro

a

alarmante estatística que

Enquanto se preparavam para a última vigília de mu- lheres de 2006, para protes- tar contra a violência e os assassinatos de que são víti- mas, anteontem pela manhã, representantes de diversas entidades eram surpreendi- das com mais um crime de gênero. Tatiane Silva San- tos, 20 anos, foi morta a tiros naquela manhã, na comuni- dade Guararapes, bairro de Prazeres, Jaboatão dos Guararapes e elevou para 289 o número de mulheres assassinadas este ano. A última vigília do ano ocupou ruas centrais do Re-

registra um assassinato de mulher a cada 28 horas. Os crimes têm, na sua

maioria, motivo passional, mas

a

Delegacia da Mulher regis-

tra um aumento no número de mortes relacionadas com o trá- fico de drogas. A taxa é de 13,34% dos assassinatos.

E foi no Cabo de Santo Agostinho que aconteceu a primeira prisão pela Lei Ma- ria da Penha, que entrou em vigor no dia 22 de setembro. Um homem agrediu a mu- lher durante 18 anos, até que ela prestou queixa contra o companheiro. O marido foi preso em flagrante.

contra o companheiro. O marido foi preso em flagrante. B REVES FESTA DO CARMO De 1°

BREVES

FESTA DO CARMO

De 1° a 10 de dezembro a comunidade católica da Destilaria celebra a festa de sua padroeira Nossa Senhora do Carmo. Este ano a temática geral que vai nortear as reflexões dos tradicionais noiteiros é “Maria, inspiradora dos missionários e missionárias”. Nesse período, haverá uma

extensa programação religiosa e, na praça, folguedos populares, parque de diversão e muita alegria.

haverá uma extensa programação religiosa e, na praça, folguedos populares, parque de diversão e muita alegria.
haverá uma extensa programação religiosa e, na praça, folguedos populares, parque de diversão e muita alegria.

6

TRIBUNA POPULAR

Dia-a-Dia

30 de novembro

de 2006

TRIBUNA POPULAR As entidades em destaque DanielMeirinho AO APAGAR DAS LUZES Os alunos do turno
TRIBUNA
POPULAR
As entidades em destaque
DanielMeirinho
AO APAGAR DAS LUZES
Os alunos do turno da tarde da Escola Conde da Boa
Vista, em Pontezinha, estão “matando “aula para saírem
mais cedo do horário escolar. O fato deve-se à falta de ilu-
minação pública na área onde está sendo construída a Pra-
ça da Paz, próximo a igreja Matriz, em Pontezinha.
Em decorrência dos diversos assaltos ocorridos na loca-
lidade os alunos estão saindo mais cedo das salas de aula.
SUGESTÃO DE NOTAS
Entidades, organizações e associações que desejam
ter divulgadas suas ações e eventos nesta coluna Tribu-
na do Povo, deve encaminhar as informações para
jornalismo@jornaltribunapopular.com

Oficial de justiça impede demolição em Suape

Fiscais da Secretaria Exe- cutiva de Meio Ambiente da prefeitura do Cabo de Santo Agostinho tiveram que inter- romper a demolição de uma coberta na parte da frente de um bar, na praia de Suape, na última segunda-feira, atendendo à intervenção da oficial de Justiça Conceição Lacerda. Ela interveio ale- gando que os fiscais não ti- nham autorização judicial para fazer a demolição e eles paralisaram a derrubada. “Eles entraram sem pedir licença. A prefeitura não ti- nha autorização judicial para fazer a ação”, disse o proprie- tário do bar, Eduardo José da Silva. O estabelecimento fica na Rua da Primavera, núme- ro 21, na Praia de Suape. O secretário executivo de Meio Ambiente, Raimundo Souza, explicou que a prefei- tura não precisa de autoriza- ção para exercer o controle urbanístico. “Ele – o proprie- tário - construiu na área pú- blica. Agora, se fosse uma residência e tivesse alguém

morando eu teria que pedir autorização da justiça”, afir- mou Sousa. Ele acrescentou que o pro- prietário havia sido notifica- do há um mês e anunciou ter dado entrada na justiça a uma ação de demolição. Ele ainda criticou a ação da ofi- cial de justiça dizendo que por encontrar-se de férias ela não poderia ter intervido na ação.

CALÚNIA - Além de interce- der em favor do estabeleci- mento de Eduardo José da Silva, a oficial de justiça ain- da acusou o secretário de Pla- nejamento, Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico, Wilson Campos Júnior, de ter ocupado uma área de preser- vação para construir a marina Porto Verde, no Rio Massagana. Wilson Campos Júnior disse que vai entrar justiça com uma ação de ca- lúnia contra a oficial de jus- tiça. “O local a que ela se re- fere é uma área adquirida”, disse Campos.

que ela se re- fere é uma área adquirida”, disse Campos. PREVENÇÃO Seminário deve reunir cerca

PREVENÇÃO Seminário deve reunir cerca de 200 jovens e adolescentes

Plan e Prefeitura se unem na luta contra a AIDS

De 1983 até o ano de 2006 foram notificados 318 casos de AIDS no município do Cabo de Santo Agostinho.

○○○○○○○○○○○

DANIELLE FREIRE danielle@jornaltribunapopular.com

○○○○○

O Dia Mundial de Luta Contra AIDS, 1° de dezembro, será marcado pela realização do Seminário Juventude, Se- xualidade e AIDS direcionado

a aproximadamente 200 jo-

vens e adolescentes atendidos pela Plan. O evento conta com a parceria da Secretaria Municipal de Saúde, e conta- rá com a presença do secre- tário da pasta, Antônio Cabral, e apresentação de uma peça do Grupo GTP+,a partir das 8h, no Centro Cul- tural Mestre Dié, em Ponte dos Carvalhos. Além de informar, aconse- lhar e esclarecer as dúvidas sobre a doença, o seminário tem como objetivo combater

o preconceito e a discrimina-

ção contras as pessoas porta-

doras do vírus. PRECONCEITO - Segundo a co- ordenadora Municipal de DST, Daniela Medeiros, o

preconceito é uma das prin- cipais barreiras no combate

à doença, e é desencadeado

pela falta de informação e o medo que o tema desperta. “Estamos prevenindo, re- duzindo e tentando eliminar

o preconceito através das pa-

lestras e seminários com os

jovens e adolescentes do mu- nicípio”, ressalta Daniela. IDOSOS - De acordo com o Programa Nacional de DST

e Aids do Ministério da Saú-

de o que preocupa os especia- listas é o aumento da Aids en- tre idosos, principalmente os homens entre 50 e 59 anos. Pensando nisto, a Seresta do Idoso que acontece sempre na última sexta-feira de cada mês será antecipada para a noite desta quinta, 30, no Mercadão.

PLAN INTERNATIONAL
PLAN INTERNATIONAL

“Vamos aproveitar o mo- mento para informar direta- mente estas pessoas. Vai ter música, peça de teatro, dis- tribuição de panfletos e mui- ta festa”, afirma a coordena- dora Municipal de DST,

Cristina Buarque. Todos os dias o Centro Herbert de Souza realiza aconselhamentos, exames de HIV e distribuição de preservativos gratuita- mente.

CamiCamiCamiCamiCaminhnhnhnhnhadadadadadaaaaa vvvvvaiaiaiaiai pedpedpedpedpediiiiirrrrr ooooo

fffffiiiiimmmmm dddddaaaaa vvvvviolênciiolênciiolênciiolênciiolênciaaaaa

As ruas do Cabo de Santo

Agostinho serão ocupadas pe- los moradores em uma cami- nhada pelo fim da violência na construção de uma cultu-

ra de paz. Em sua segunda ver-

são, o evento irá reunir integran- tes de entidades,

estudantes, em-

presários, co- merciantes, lide- ranças comuni- tárias, agentes públicos e di- versos credos religiosos.

A passeata está programa- da para o dia 08 de dezem- bro, a partir das 14h. Os ma- nifestantes se concentrarão em frente à Escola Marivaldo Burégio de Lima, na Aveni- da Historiador Pereira da Costa. No início será apre- sentado um painel sobre o tema do evento confecciona- do pelos alunos da rede de

ensino. O secretário executivo de Mobilização Social, Welling-

ton Stevens, disse que Pernambuco é um Estado vi- olento onde a maioria dos as- sassinados é

PernambucoPernambucoPernambucoPernambucoPernambuco ééééé umumumumum

EstadoEstadoEstadoEstadoEstado violentoviolentoviolentoviolentoviolento eeeee aaaaa maioriamaioriamaioriamaioriamaioria dadadadada vítimasvítimasvítimasvítimasvítimas ééééé formadaformadaformadaformadaformada porporporporpor jo-jo-jo-jo-jo-

vensvensvensvensvens

de jovens.

Durante o

trajeto gru-

pos culturais

vão garantir

a animação. Estão progra- madas paradas de reflexão so- bre o tema na Praça do Jaca- ré, Escola Municipal Madre Ivã, na Charnequinha, Pra- ça do bairro de São Francis- co, Igreja católica da Cohab e no trevo da Rua 55. No final será realizado um culto ecumênico celebrado pe- los lideres religiosos do mu- nicípio. Logo depois, show de encerramento com as bandas convidadas.

Dia-a-Dia

TRIBUNA POPULAR 30 de novembro de 2006

7

 

QUEMPEDIU?

NOS ÚLTIMOS ANOS TEM AUMENTA- DO o número de queixas de consumidores que reclamam do envio de Cartões de Crédi- to para suas residências sem que tenham sido solicitados, o que pode a vir causar sé- rios prejuízos para esses consumidores, uma vez que a simples emissão de cartão de cré- dito cria o risco de seu uso indevido por ter-

ceiros e deixa o consumidor à mercê de co-

 

SEUS

DIREITOS

qualquer serviço. Esse dispositivo, claramente, exige o con- sentimento do consumidor como autêntica condição para validade do contrato: ele deve voluntariamente solicitar o envio ou entre- ga de qualquer produto ou o fornecimento de quaisquer serviços. Trata-se de regra de fundamental impor- tância por impedir o fornecimento de servi- ços não desejados pelo consumidor. A pres- tação de serviço fica assim vinculada à soli- citação expressa do consumidor. Caso você, consumidor, tenha sido pre- judicado pela prática abusiva acima descri- ta, exerça seu direito, e com a ajuda de um advogado de sua confiança, busque a repa- ração do dano que lhe foi causado.

Mande sua questão (dúvida ou esclarecimento) para a Rua

Mande sua questão (dúvida ou esclarecimento) para a Rua

Prefeito José Alberto de Lima, 173-A, Vila Roca, Cabo de Santo Agostinho

-

cep 54.515-395 ou para o email

seudireito@jornaltribunapopular.com.

branças indevidas. O Código de Defesa do Consumidor - CDC reconhece que a vontade do consumidor deve estar presente nas contratações. O artigo 39, inciso III, prevê que é veda- do ao fornecedor de produtos ou serviços en- viar ou entregar ao consumidor, sem solici- tação prévia, qualquer produto, ou fornecer

O

advogado JúlioJúlioJúlioJúlioJúlio CésarCésarCésarCésarCésar estará

 

respondendo sua carta.

MEIO AMBIENTE Dez pessoas ligadas a ONGs, associações e secretarias municipiais representam o Cabo

Cabo sedia Programa Nacional de Capacitação de Gestores Ambientais

Participantes discutem qual o papel das entida- des e órgãos ligados ao tema e são estimulados a diagnosticar proble- mas da Região no sentido de combater impactos ambientais

○○○○○○○○○○○

WILSON FIRMO wilson@jornaltribunapopular.com

○○○○○

Até amanhã, sexta-feira,

1° de dezembro, o Cabo de

Santo Agostinho é um dos

municípios-sede de capacita-

ção do Programa Nacional de

Gestores Ambientais. O even- to, que começou na segunda, 27, é promovido pelo Minis- tério do Meio Ambiente (MMA), e acontece no Centro

Cultural Mestre Dié, em Pon-

te dos Carvalhos, com repre-

sentantes locais, de Ipojuca, Escada e Jaboatão dos Gua- rarapes. Durante o curso, os par- ticipantes estão discutindo o papel de entidades e órgãos ligados ao tema e serve para estimular a diagnosticar os principais problemas da re-

gião no sentido de se estabe- lecer medidas de combate aos impactos ambientais

Dez pessoas integrantes de

associações, ONGs e das Se- cretarias de Meio Ambiente, Articulação Política e Educa- ção do município representam o Cabo de Santo Agostinho nesta capacitação, que visa

também o repasse de conhe- cimentos entre os integran- tes do curso. “A colaboração de repre- sentantes locais vai propor- cionar o maior contato desses agentes com a legislação e instrumentos da gestão ambiental, como a fiscaliza- ção”, enfatiou o coordenador de Controle Ambiental do município, João Domingos. KITDIDÁTICO Para auxiliar o entendi-

mento do Programa, os futu-

ros gestores recebem um kit didático composto por seis ca- dernos, cd-rom e um encarte voltado especificamente para as questões ambientais no Es- tado.

O material oferece infor-

mações sobre a importância da gestão do meio ambiente; a estrutura do Sistema Na- cional do Meio Ambiente (Sisnama) em âmbitos fede-

ral, municipal e estadual; le- gislação ambiental; fiscaliza- ção, licenciamento e educação na área; entre outros dados.

O Programa será executa-

do por etapas em todas as re-

giõespernambucanasaté2007.

CRÉDITO DA FOTO

TRIBUNARIBUNA POPULAROPULAR

CABO DE SANTO AGOSTINHO (PE)

O SEU TRIBUNA POPULAR ESTARÁ NAS BANCAS A PARTIR DO SÁBADO, DIA 9 DE DEZEMBRO

Telas de 20 alunos cabenses serão expostas em São Paulo

Programa de inclusão social "Museu de Arte Jovem" forma jovens talentos no Cabo que concorrerão a uma viagem a Nova Iorque

○○○○○○○○○○○

DA REDAÇÃO

○○○○○

Aos 13 anos de idade,

o estudante Glebson Albuquerque da Silva

vive uma expectativa que não mexe apenas com ele, mas com toda a sua famí- lia, colegas de escola e amigos. Ele pode receber passagens para Nova Iorque pela segunda vez em dois anos, caso volte

a vencer o concurso na-

cional Museu de Arte Jo- vem, organizado pela Corn Products.

O menino foi classifica- do ao lado de outros 19

alunos de escolas públi- cas do Cabo de Santo Agostinho e participa da segunda etapa, progra- mada para o dia 19 de de- zembro, em São Paulo. Nessa fase, concorrem es- tudantes de várias cida-

des e estados onde a em- presa tem unidades de produção. Os alunos participan- tes trabalharam com o tema "Lendas, mitos e

contos populares". A se- leção das telas que se- guem para São Paulo foi feita no último sábado, às 14h, no Mercado das Ar- tes, antigo Mercado de Farinha. Participaram 96 meninas e meninos. O arte-educador Ho- lembeg Gervásio capaci- ta os jovens há três anos. "Gosto do que faço, é um desafio prender os jovens até o final, mas tenho

conseguido. É visível a mudança de comporta- mento e a inclusão no meio educacional", feste- ja. Para a gerente de En- sino da Secretaria Execu- tiva de Educação, Zélia Freitas, o programa tem ajudado muito no desen- volvendo dos alunos.

(com informações da Asses- soria de Imprensa da Pre- feitura do Cabo de Santo Agostinho)

8

TRIBUNA POPULAR 30 de novembro de 2006

Especial

EMPREGO Uma série de investimentos estão aportando no Cabo de Santo Agostinho, como o estaleiro e a refinaria

FENOC

Organizadores esperam receber visita de cerca de 30 mil pessoas no período de 30 de no- vembro a 3 de dezem- bro e fechar negócios da ordem de até R$ 1 milhão de reais

○○○○○○○○○○○○

WILSON FIRMO wilson@jornaltribunapopular.com

○○○○

ciações comerciais do Estado de Pernambuco (Facep), Pre- feitura do Cabo de Santo Agostinho, Sebrae, Banco do Brasil, Tim e Caixa Econômi- ca. A programação da Fenoc conta com uma série de ati- vidades, entre shows, atra- ções culturais e palestras com conceituados profissionais de consultoria empresarial, qua- lidade de vida e formação pro- fissional.

Outro atrativo da Fenoc são as várias associações de artesãos do município, mos- trando a arte de seus bone- cos, jarros e flores de cerâmi- ca. O Trade Turístico se en- carregará de mostrar todo o potencial das praias e belezas naturais do litoral sul. Donos de hotéis e pousadas da re- gião vão orientar os visitan- tes sobre os pontos turísticos, hospedagem, além de dar di- cas de preservação da na- tureza. Outro destaque da Feira será a participação da Vi- gilância Sanitária e do Procon-Cabo, ofe- recendo seus serviços para tirar as dúvidas e orientar os visitantes sobre seus direitos.

Premiação - Duran- te a feira acontecerá a en- trega do prêmio Armínio Guilherme dos Santos que premiará as empresas que destacaram – se em Aten- dimento e Qualidade se- gundo a opinião dos con- sumidores.

SERVIÇO:

I Feira Empresarial de negócios e Oportunidades do Cabo de Santo Agostinho De 30 de novembro a 3 de dezembro, no Espaço Asa Branca, BR 101, Cabo de San- to Agostinho, Em frente ao Banco do Brasil e ao termi- nal e ônibus do Cabo.Vai fun- cionar das 16h às 22h (quin- ta a sábado) e das 16h às 20h (domingo). Os shows come- çam às 22h. Valor: R$ 2,00 (evento)

A

Associação Comercial

às 22h. Valor: R$ 2,00 (evento) A Associação Comercial Destaques - Uma das en- tidades que

Destaques - Uma das en- tidades que vai marcar pre- sença é o Complexo Portuá- rio de Suape, onde na ocasião, serão apresentados os novos investimentos que serão fei- tos no local. A Faculdade de Ciências Humanas e Sociais Aplicadas do Cabo de Santo Agostinho (Fachuca) e a Faculdade da

Escada (Faesc), também vão participar mostrando o poten- cial educacional dos municí- pios, com seus cursos de gra- duação e pós-graduação.

Empresarial do Cabo de

Santo Agostinho (ACEC) promove, de 30 de novembro e 3 de dezembro, no es- paço Asa Branca, no

centro da cidade, a 1ª Feira Empresarial de Negócios e Oportunida- des do município (FENOC).

A

idéia é estimular as

oportunidades de negócios e mostrar o potencial econô- mico do Cabo de Santo Agos- tinho. Pelo menos 100 peque-

nos e grandes empresários da cidade e de localidades vizi- nhas vão expor seus produ- tos e serviços, durante os quatros dias da Feira. Segundo o coordenador do evento, Bartolomeu Manso, a feira será uma oportunidade para os empresários conhece- rem outros segmentos, geran- do novas idéias e parcerias de negócios. “Estamos vivendo um mo- mento de investimento e de crescimento de nosso muni- cípio”, disse ele.

A feira conta com impor-

tantes parceiros, a exemplo da Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco (Fiepe), Federação das Asso-

Uma vitrine do popopopopotttttencienciencienciencialalalalal econômico do Cabo de Santo Agostinho

PROGRAMAÇÃOPROGRAMAÇÃOPROGRAMAÇÃOPROGRAMAÇÃOPROGRAMAÇÃO

DiaDiaDiaDiaDia 30/1130/1130/1130/1130/11 18h - Paletra Qualidade de Vida - Dr.Péricles Oliveira (Diretor da FITNESS Condicionamento Fisco Ltda.) - Sala de palestra

19h - Palestra Cenários Atuais e Tendências nas Organizações - Dr. Laércio Lins (Diretor LEON HEIMER) - Sala de palestra

20h - Atrações Culturais - Palco do evento

DiaDiaDiaDiaDia 1°/121°/121°/121°/121°/12 19h - Palestra Refinaria, Suas Conseqüências Econômicas e Sociais - Dr. Matheus Antunes (Presidente do Complexo Indus- trial Portuário de SUAPE) - Sala de palestra

20h - Atrações Culturais - Palco do evento

DiaDiaDiaDiaDia 02/1202/1202/1202/1202/12 18h - Financiamento para Micro e Pequena Empresa - CAIXA ECONOMICA FEDERAL - Sala de palestra

19h - Investimentos Estruturadores da Nova Economia de Pernambuco - Valeria Augusta (SEBRAE) - Sala de palestra

20h - Atrações Culturais - Palco do evento

DiaDiaDiaDiaDia 03/1203/1203/1203/1203/12 17h - Formação do Curso Técnico em Nível Médio em Admi- nistração e Gestão - Prof. Almir Mendes (CEMA) - Sala de palestra

18h - Empreendedorismo - SEBRAE - Sala de palestra

20h - Atrações Culturais - Palco do evento

TRIBUNA POPULAR 30 de novembro de 2006

9

TRIBUNA POPULAR 30 de novembro de 2006 9

10

TRIBUNA POPULAR 30 de novembro de 2006

Regional

Editor: Wilson Firmo wilson@jornaltribunapopular.com (81) 3524-1938

NEGÓCIOS O ramo cemiterial privado possui 600 empreendimentos e movimenta cerca de R$ 7 bi

NEGÓCIOS O ramo cemiterial privado possui 600 empreendimentos e movimenta cerca de R$ 7 bi anuais

Donos de cemitérios e crematórios se reúnem em Porto de Galinhas

Cerca de 180 empresá- rios de todo o país participam da 10 a edição que acontece de 29 de novembro a 2 de dezembro

Donos de cemitérios e cre- matórios de todo o País par- ticipam, na Praia de Porto de Galinhas, litoral sul de Pernambuco, de encontro nacional que começou nesta quarta (29) e segue até o pró- ximo sábado (2). Cerca de 180 empresários do setor participam do even- to, que está na sua 10 a edi- ção. O ramo cemiterial pri- vado possui 600 empreendi- mentos e movimenta uma média de R$ 7 bilhões anu- ais. Os empresários estão reu- nidos para trocar idéias e ex- periências sobre a gestão e

DIVULGAÇÃO

idéias e ex- periências sobre a gestão e DIVULGAÇÃO MORADMORADMORADMORADMORADAAAAA DDDDDAAAAA PPPPPAZAZAZAZAZ

MORADMORADMORADMORADMORADAAAAA DDDDDAAAAA PPPPPAZAZAZAZAZ

Único cemitério particular de Pernambuco

administração de seus negó- cios. Sucessão e profissiona- lização na empresa familiar, o planejamento estratégico no mercado de cemitérios e crematórios e o panorama po- lítico e econômico pós-eleições 2006 são alguns dos temas a serem discutidos. Durante o encontro, os

empresários farão também uma visita técnica ao Cemi- tério Morada da Paz, no mu- nicípio de Paulista, para co- nhecer a estrutura do local, o único cemitério particular de Pernambuco. MERCADO EM EXPANSÃO - De acordo com o presidente do Sindicato dos Cemitérios e

Crematórios Particulares (Sincep) e Associação dos Ce- mitérios e Crematórios (Acempra), Jayme José Adissi, o setor ainda não é visto como um ramo de negó- cios. "Em 7 anos, o número de crematórios do País pas- sou de apenas um para 25. Ainda temos um mercado muito grande a se conquis- tar". A dificuldade de conseguir vagas nos cemitérios públicos é um dos fatores que colabo- raram com a expansão dos particulares. A ausência do poder público é uma das cau- sas da expansão dos negóci- os, conforme acredita, Jayme. "Mas não é só isso, oferece- mos melhores serviços e com custos mais baixos do que a maioria dos cemitérios públi- cos", afirma.

(Com informações do JC Online)

PUBLICIDADE - 19,4 X 7,7 CM

AS CIDADES VIZINHAS DO CABO DE SANTO AGOSTINHO E REGIÃO TAMBÉM VÃO GARANTIR SEU ESPAÇO.

T RIBUNA RIBUNA P OPULAR OPULAR
T RIBUNA RIBUNA P OPULAR OPULAR

TRIBUNARIBUNA POPULAROPULAR

T RIBUNA RIBUNA P OPULAR OPULAR CABO DE SANTO AGOSTINHO (PE)

CABO DE SANTO AGOSTINHO (PE)

T RIBUNA RIBUNA P OPULAR OPULAR CABO DE SANTO AGOSTINHO (PE)

TRIBUNA POPULAR: Uma nova opção de se informar, aparecer e fazer bons negócios

(81) 3524-1938

informar, aparecer e fazer bons negócios (81) 3524-1938 B REVES PALMARES CendhecCendhecCendhecCendhecCendhec

BREVES

PALMARES

CendhecCendhecCendhecCendhecCendhec realizarealizarealizarealizarealiza

oficinasoficinasoficinasoficinasoficinas

As oficinas para qualificação dos Atores do Sistema de Garantia de Direitos da Criança e do Adolescente da Zona da Mata Sul continuam em Palmares. Nesta quinta (30) e sexta (1°/12), a programação da oficina discute temas relacionados a história da infância, como o Estatuto da Criança e do Adolescente, Sistema de Garantia de Direitos, Violência Sexual contra crianças e adolescentes, Política Nacional de Assis- tência Social, Sistema Único de Assistência Social (SUAS) e articulação em rede.

BARREIROS

EstudantesEstudantesEstudantesEstudantesEstudantes têmtêmtêmtêmtêm

atendimentoatendimentoatendimentoatendimentoatendimento

especialespecialespecialespecialespecial

O município de Barreiros, no Litoral Sul, ganhou a primeira sala de atendi- mento educacional especi- alizado, que começou a funcionar na terça-feira (27) na Escola Estadual Hélio Santiago Ramos. Dos seus 1.061 alunos, 94 são pessoas com deficiência, todos incluídos no ensino regular.

EM RESUMO:

SÓ FALTA SUA MARCA AQUI.

TRIBUNARIBUNA POPULAROPULAR

CABO DE SANTO AGOSTINHO (PE)

TRIBUNA POPULAR:

Uma nova opção de se informar, aparecer e fazer bons negócios

(81)3524-1938

TRIBUNA POPULAR 30 de novembro de 2006

11

Economia

Editor: Wilson Firmo wilson@jornaltribunapopular.com (81) 3521-1009

Wilson Firmo wilson@jornaltribunapopular.com (81) 3521-1009 CAPACITAÇÃO As prefeituras do Cabo de Santo Agostinho e

CAPACITAÇÃO As prefeituras do Cabo de Santo Agostinho e Ipojuca estão criando escolas para reforço nos cursos profissionalizantes

Cabo e Ipojuca impulsionam desenvolvimento de Pernambuco a partir do porto de Suape

Área de Suape recebe três grandes investi- mentos que vão mudar o perfil econômico do Estado

○○○○○○○○○○○○○○○○

LÉIA CAMPOS Especial para o TribunaTribunaTribunaTribunaTribuna PopularPopularPopularPopularPopular

Depois de 28 anos de ativi- dades, o Complexo Industrial

e Portuário de Suape modifi-

ca radicalmente o cenário eco-

nômico de Pernambuco. Com

a possibilidade da implanta-

ção de um Pólo Petroquímico por conta da refinaria de pe-

tróleo e do Pólo Têxtil, pode- rá representar para o Estado

o que hoje Camaçari signifi-

ca para a Bahia. A cada dia cresce o número de investido-

res que procuram o complexo como melhor opção pela sua localização e estrutura. Suape recebe simultanea- mente três grandes investi-

mentos estruturadores que transformarão o perfil econô- mico de Pernambuco a par- tir dos municípios de Ipojuca, Cabo de Santo Agostinho e Escada, que já vivem um momento de maior aqueci- mento econômico.

Para

se

ter

idéia

crescimento

dos investi-

mentos na

região, so-

mente

instalação da refina- ria, do Pólo de poliéster e do estaleiro serão aplicados re- cursos da ordem de R$ 9,1

bilhões. Esses empreendi- mentos poderão gerar até cin- co mil empregos diretos e 25 mil indiretos. A previsão é que em junho de 2007 o primeiro navio do que será o maior estaleiro do Hemisfério Sul esteja nave-

uma

do

na

gando em águas pernambu- canas. Nesse tempo, a refina- ria de petróleo Abreu e Lima deverá estar sendo iniciada. Ela ocupará uma área de 630

hectares e processará 200 mil barris/dia. O Complexo Industrial e Portuário de

Suape conta com 72 unida- des industri- ais, de logísti- ca e de servi- ços que geram 5,9 mil em-

pregos dire- tos. O grande salto qualitati- vo e quantitativo do pólo aconteceu a partir de 1999. Até 1998, o pólo contava com 33 empresas instaladas que representavam investimentos de US$ 476 milhões e gera- vam 2,4 mil empregos dire- tos. Hoje, o número de empre- sas mais que duplicou. Os

R$R$R$R$R$ 9,19,19,19,19,1 bilhõesbilhõesbilhõesbilhõesbilhões

é o valor dos recursos a serem aplicados na instalaçaõ da refinaria, do pólo de poliester e do estaleiro

DIVULGAÇÃO
DIVULGAÇÃO

VISTAVISTAVISTAVISTAVISTA AÉREAAÉREAAÉREAAÉREAAÉREA DEDEDEDEDE SUAPESUAPESUAPESUAPESUAPE logística e de serviços

O Complexo Industrial e Portuário de Suape conta com 72 unidades industriais, de

investimentos cresceram

257%.

“O bom se deve à intensi- ficação de investimentos pú- blicos de peso na infra-estru- tura do Complexo, à política

de incentivos do Programa de Desenvolvimento de Pernam- buco e à grande visibilidade obtida pelo complexo", enfa- tiza o presidente de Suape, Matheus Antunes.

Prefeitos se mobilizam para capacitar trabalhadores

Atentos a esse crescimento e às novas oportuni- dades de empre- go, o Governo de Pernambuco e as prefeituras municipais estão investindo em qualificação pro- fissional. Vários convênios estão sendo firmados com as prefeitu-

ras de Ipojuca e Cabo de Santo Agostinho para a criação de escolas e reforço nos cursos profissionalizantes. Os prefeitos dessas duas duas cidades, Pedro Serafim e Lula Cabral, respectiva- mente, em recente reunião, apresentaram propostas que visam implantar um Campo Avançado da Universidade de Pernambuco (UPE) e um ane- xo do Centro Federal de Edu- cação Tecnológica de Per- nambuco (Cefet-PE) de Ipojuca. “Não adianta empresas multinacionais serem insta- ladas aqui se nosso povo não está preparado para usufruir

ladas aqui se nosso povo não está preparado para usufruir PROPOSTASPROPOSTASPROPOSTASPROPOSTASPROPOSTAS Diálogo visa

PROPOSTASPROPOSTASPROPOSTASPROPOSTASPROPOSTAS Diálogo visa melhor qualificação

dessas oportunidades”, consi- dera Cabral. Também as universidades começam a preparar melhor seus alunos para o amplo mer- cado de trabalho que se abre em Suape. Além dos cursos de graduação serão oferecidos cursos de pós-graduação e pesquisa, focados nas novas tecnologias em implantação no complexo industrial e por- tuário. Participam desse esforço a UFPE, a UFRPE, a Univer- sidade Católica de Pernambu- co, a Poli, a UPE, e mais as CEFETS, o SENAI, o SENAC e SEBRAE.

TRIBUNA POPULAR 12 Economia 30 de novembro de 2006 ESTRUTURA Projeto Praia do Paiva terá
TRIBUNA POPULAR
12
Economia
30 de novembro
de 2006
ESTRUTURA Projeto Praia do Paiva terá seis hotéis e até campo de golfe
Cabo é destaque no Salão
Imobiliário de Lisboa
Prefeito Lula Cabral e
o governador eleito
Eduardo Campos apre-
sentaram projeto Praia
do Paiva a portugueses
investimentos para o Turis-
O condomínio Praia do
Paiva possui cerca de 600
hectares, onde será imple-
mentada a primeira Parceria
○○○○○○○○○○○
○○○○○
DA REDAÇÃO
O Cabo de Santo Agosti-
nho participou, de 22 a 26 de
novembro, do Salão Imobiliá-
rio de Lisboa, divulgando o
projeto turístico Praia do
Paiva, em meio às belezas
naturais e culturais de
Pernambuco. A Prefeitura do
Cabo de Santo Agostinho, a
empresa Odebrecht e o gover-
nador eleito, Eduardo Cam-
pos, foram parceiros no stand
que apresentou ao mundo os
potenciais do Estado, com a
perspectiva de captar novos
mo.
Painéis com fotos e exibi-
ção de vídeo, contendo ima-
gens dos principais pontos tu-
rísticos do Cabo, e novas ro-
tas a serem exploradas pelo
setor turístico, encantaram o
mundo na exposição, que ter-
minou domingo (26) na capi-
tal portuguesa.
O prefeito do
Público-Privada (PPP) do Es-
tado, com a participação tam-
bém do Grupo Brennand. A
Odebrecht Engenharia e
Construção é responsável
pela execução do projeto.
Para viabi-
lizar o empre-
Cabo, Lula
Cabral, e o go-
vernador elei-
to, Eduardo
Campos, apro-
600600600600600
hectareshectareshectareshectareshectares ééééé totaltotaltotaltotaltotal dadadadada
áreaáreaáreaáreaárea dododododo condomíniocondomíniocondomíniocondomíniocondomínio
PPPPPrrrrraiaiaiaiaiaaaaa dddddooooo PPPPPaiaiaiaiaivvvvvaaaaa
endimento, já
está sendo
construída
uma ponte de
300 metros,
veitaram a
oportunidade
do evento e estreitaram os
propósitos em torno do arro-
jado empreendimento, com-
posto de seis hotéis e quatro
condo-hotéis, conjuntos de
casas e apartamentos de alto
padrão, além de um campo de
golfe de 18 buracos, academia
de tênis, academia de futebol,
marina, vila hípica e centro
de esportes de natureza e
aventura.
que interligará
o município vi-
zinho de Jaboatão dos
Guararapes ao Cabo de San-
to Agostinho, reduzindo as
distâncias entre a capital
pernambucana e o litoral
cabense, através de um novo
sistema viário de 6,2 km de
extensão.
(Com informações da As-
sessoria de Imprensa da Pre-
feitura do Cabo de Santo
Agostinho).
VENHA INAUGURAR ESTE ESPAÇO.
ELE JÁ ESTÁ RESERVADO PARA
DIVULGAR MARCA E SEU NEGÓCIO.
TRIBUNARIBUNA POPULAROPULAR
CABO DE SANTO AGOSTINHO (PE)
TRIBUNA POPULAR: Uma nova opção de se
informar, aparecer e fazer bons negócios
(81) 3524-1938

TRIBUNA POPULAR 30 de novembro de 2006

13

Turismo Editor: Wilson Firmo wilson@jornaltribunapopular.com (81) 3524-1938 LITORAL DO CABO O paraíso é aqui
Turismo
Editor: Wilson Firmo
wilson@jornaltribunapopular.com
(81) 3524-1938
LITORAL
DO CABO
O paraíso é aqui

A 37km do aeroporto, o Cabo de Santo Agosti- nho conserva uma beleza natural nos seus 24km de litoral

Com uma posição geográ- fica privilegiada em Pernambuco, o Cabo de San- to Agostinho contém atrati- vos turísticos que vão desde praias paradisíacas a enge- nhos históricos, tendo a na- tureza para recepcionar os visitantes. É no litoral cabense que encontra-se aquela que é con- siderada uma das praias mais belas do mundo, a praia de Calheta (foto em destaque), visitada por artistas de toda parte. O clima tropical somado à brisa suave e envolvente, é a moldura perfeita para o tu- rista que vem para o descan- so, nas convenções, eventos e para a aventura nas nove praias do município distribu- ídas em 24 km de costa. Localizado no litoral sul de Pernambuco, a 37 km do Ae- roporto Internacional Gilber- to Freire, em Recife, o muni-

cípio guarda os indícios da própria formação da história de Pernambuco, pois já re- presentou o poderio econômi- co da província na época em que a cana-de-açucar era for- ça de crescimento do país, devido a ocupação local por engenhos. Suas manifestações popu- lares possuem no coco de roda, patrimônio imaterial do município, um das maiores frentes de resistência da arte que surge no litoral, o que vem se aproximando cada vez mais do turista em busca de conhecer as riquezas cultu- rais do Estado. Na Praia do Paiva, com seu denso coqueiral, é reali- zada uma das maiores festas culturais do Nordeste, a Fes- ta da Lavadeira, que reúne grupos da Cultura Popular de vários estados no evento já reconhecido pela Empetur. Para os amantes do surf, a praia de Itapuama surge como destino ideal. Grandes e boas ondas compõem a pai- sagem, repleta de areia bran- ca contrastantes, em alguns pontos, com as pedras pretas ocorrentes no lugarejo de Xaréu.

sagem, repleta de areia bran- ca contrastantes, em alguns pontos, com as pedras pretas ocorrentes no
sagem, repleta de areia bran- ca contrastantes, em alguns pontos, com as pedras pretas ocorrentes no
sagem, repleta de areia bran- ca contrastantes, em alguns pontos, com as pedras pretas ocorrentes no
sagem, repleta de areia bran- ca contrastantes, em alguns pontos, com as pedras pretas ocorrentes no
sagem, repleta de areia bran- ca contrastantes, em alguns pontos, com as pedras pretas ocorrentes no
sagem, repleta de areia bran- ca contrastantes, em alguns pontos, com as pedras pretas ocorrentes no
sagem, repleta de areia bran- ca contrastantes, em alguns pontos, com as pedras pretas ocorrentes no
sagem, repleta de areia bran- ca contrastantes, em alguns pontos, com as pedras pretas ocorrentes no
sagem, repleta de areia bran- ca contrastantes, em alguns pontos, com as pedras pretas ocorrentes no
sagem, repleta de areia bran- ca contrastantes, em alguns pontos, com as pedras pretas ocorrentes no
sagem, repleta de areia bran- ca contrastantes, em alguns pontos, com as pedras pretas ocorrentes no
sagem, repleta de areia bran- ca contrastantes, em alguns pontos, com as pedras pretas ocorrentes no
sagem, repleta de areia bran- ca contrastantes, em alguns pontos, com as pedras pretas ocorrentes no
sagem, repleta de areia bran- ca contrastantes, em alguns pontos, com as pedras pretas ocorrentes no
sagem, repleta de areia bran- ca contrastantes, em alguns pontos, com as pedras pretas ocorrentes no

FOTOS: JORGE LUIZ / DIVULGAÇÃO

14

TRIBUNA POPULAR 30 de novembro de 2006

14 TRIBUNA POPULAR 30 de novembro de 2006

Chique é aparecer na Tribuna Popular. Anuncie aqui!

T RIBUNA RIBUNA P OPULAR OPULAR
T RIBUNA RIBUNA P OPULAR OPULAR

TRIBUNARIBUNA POPULAROPULAR

T RIBUNA RIBUNA P OPULAR OPULAR CABO DE SANTO AGOSTINHO (PE)

CABO DE SANTO AGOSTINHO (PE)

T RIBUNA RIBUNA P OPULAR OPULAR CABO DE SANTO AGOSTINHO (PE)

TRIBUNA POPULAR: Uma nova opção de se informar, aparecer e fazer bons negócios

(81) 3524-1938

Cultura&Social

Editor: Wilson Firmo wilson@jornaltribunapopular.com (81) 3524-1938

TALENTOS Entre as seis premiações, a Trupe ganhou a de melhor espetáculo e de melhor diretor

Rei do Lixo recebe premiação nacional DIVULGAÇÃO/CBN
Rei do
Lixo
recebe
premiação
nacional
DIVULGAÇÃO/CBN
VALORIZAÇÃOVALORIZAÇÃOVALORIZAÇÃOVALORIZAÇÃOVALORIZAÇÃO Jovens cabenses no dia da formatura em cursos promovidos
pelo Governo do Estado com parceria da prefeitura
MARCELO FERRIRA/DIVULGAÇÃO

“Fomos reconhecidos e agora é hora de comemorar”, diz o ator cabense Luiz Navarro (à esquerda), que ganhou o prêmio de Melhor diretor.

Rei do Lixo recebe premiação nacional

Espetáculo infantil trabalha a importância da reciclagem do lixo para sustentabilidade do meio ambiente de forma lúdica

○○○○○○○○○○○○

JORGE LEMOS jorgelemos@jornaltribunapopular.com

○○○○

COM APENAS TRÊS EM

ATIVIDADE,aTrupeCaraeCo-

ragem dá demonstrações de que veio para ficar. Com a apresentação da peça infan- til o Rei do Lixo, o grupo cabense trouxe para o muni- cípio vários prêmios conquis-

tados no 7º Festival Nacional de Teatro realizado em Guaçuí, no Espírito Santo, entre os últimos dias 14 e 19 de novembro. E as premiações foram bastante expressivas: Me- lhor espetáculo; melhor tex- to para infância e juventu- de; melhor direção (Luiz Navarro); melhor atriz co- adjuvante (Priscila Almeida); melhor ator coad- juvante (Luiz Navarro). E mais o prêmio especial do júri, por trabalhar o tema reciclagem. A exibição da Trupe Cara e

Coragem ainda recebeu as se- guintes indicações: melhor ator (Osvaldo Castanha); melhor atriz (Flávia Lucena); melhor música (Os- valdo Costa); melhor ilumi- nação (Horácio Falcão); me- lhor cenário (Luiz Navarro); melhor maquiagem e melhor figurino, este para todo o grupo. “Mostramos os valores da nossa terra. Fomos reconhe- cidos e o momento agora é de comemorar”, festeja, o diretor da peça, Luiz Navarro. O espetáculo infantil o Rei do Lixo trabalha a importân-

cia da reciclagem do lixo para sustentabilidade do meio ambiente de forma lúdica, através de palhaços, para que a mensagem che- gue de forma accessível a todos os que assistem à apre- sentação. ATrupeCaraeCoragemvem trabalhando junto à crianças e adolescentes temas como Tráfico de Seres Humanos, Exploração Sexual, Saúde Bucal, Educação Fiscal, en- tre outros. Um convênio entre a pre- feitura do Cabo e a Trupe Cara e Coragem possibilita que os alunos da área rural tenham acesso ao espetáculo. A peça já percorreu as es- colas Padre Henrique Vieira, do Engenho Trapiche, e Pro- fessor José Joaquim de Oli- veira, do Engenho Novo. Além das duas escolas, outras unidades assistirão à peça.

BREVES

B REVES FESTIVAL DE COCO. Uma das maiores manifestações da Cultura Popular do Nordeste, a dança

FESTIVAL DE COCO. Uma

das maiores manifestações da Cultura Popular do Nordeste, a dança do coco pôde ser revivida durante três dias de festa no município do Cabo de Santo Agostinho. O 8º Encontro Pernambucano de Coco foi realizado em Pontezinha, nos dias 9, 10, 11 de novembro, e trouxe nomes como Aurinha do Coco, Selma do Coco e Lia de Itamaracá, além de grupos consagra- dos no estado a exemplo de Coco Raízes de Arcoverde, Coco de Umbigada e As Filhas de Baracho.

de Arcoverde, Coco de Umbigada e As Filhas de Baracho. TEATRO BARRETO JR. É REINAUGURADO. Máscaras

TEATRO BARRETO JR. É REINAUGURADO.

Máscaras decoravam a nova entrada do Teatro Barreto Júnior na sua reabertura, no último dia 05 de novembro. O espaço havia ficado quatro anos fechado, impedindo apresentações culturais na cidade.

TRIBUNA POPULAR 30 de novembro de 2006

15

Esportes

Editor: Jorge Lemos jorgelemos@jornaltribunapopular.com (81) 3524-1938

Lemos jorgelemos@jornaltribunapopular.com (81) 3524-1938 CAMPANHA Direção da Cabense fará ampla campanha de

CAMPANHA Direção da Cabense fará ampla campanha de marketing para empresários investirem no time do Cabo de Santo Agostinho

Cabense volta à elite do futebol pernambucano

A primeira partida será com o Sport, na Ilha do Retiro, dia 13 de janei- ro, às 16h.

○○○○○○○○○○○

JORGE LEMOS jorgelemos@jornaltribunapopular.com

○○○○○

O mais tradicional clube

do litoral pernambucano, a

Cabense, está de volta à elite do futebol do estado. Depois de amargar o vexame de cair para a série A-2 há nove anos, os alviazulinos retor- nam com o objetivo de resga- tar os tempos de glória no futebol.

O azulão já esteve na pri-

meira divisão do estadual en- tre 1992 e 1995, período em que disputou o campeonato como Destilaria, e entre 1996

e 1998, como Cabense.

O retorno ao seleto clube

dos maiores do futebol

pernambucano não foi fácil.

A Cabense chegou a perder a

metade dos 20 jogos disputa- dos. Mesmo assim, foi vice- campeão da série A-2, com cinco vitórias e cinco empa-

tes. O Azulão vai abrir o cam- peonato Pernambucano jo- gando contra o Sport na Ilha do Retiro, no dia 13 de janei- ro de 2007, às 16h. Três jogadores se destaca- ram no campeonato deste ano,

o meia Gaibu, o volante Mar- celo Cavalo e o atacacante Kanu.

O presidente da Cabense,

Demerval Florêncio, já está formando o elenco que dispu- tará o estadual do próximo ano. Já estão confirmados o atacante Alemão, o lateral esquerdo Edvaldo, o zaguei- ro Marivaldo, o lateral es- querdo Júnior Sertânia,o go- leiro Bel e o volante Nau. Demerval antecipa a imi-

nente contratação de um jo- gador de peso que vem do Rio Grande do Sul, mas cujo nome ainda não pode ser di- vulgado porque há outros clubes interessados no atle- ta. Ainda não foi definida a renovação do empréstimo do goleiro Carlos Rodolpho e do meia Jailton, ambos do

Náutico. Os dois irão se apresentar ao técnico Hélio dos Anjos na próxima sema- na. TÉCNICO CONFIRMADO - A di-

retoria da Cabense confir-

ma a permanência do téc- nico Rinaldo da Costa, que comandou o time na cam-

panha da Série A2. Costa também é secretário de Cultura e Esporte do mu- nicípio do Cabo de Santo Agostinho. “Vamos conti- nuar com Rinaldo, que tem todas as condições de diri- gir o elenco. Ele é formado em educação física e é uma prata da casa que luta com muita garra”, elogia Demerval.

Segundo Florêncio, a di- retoria da cabense está ela- borando uma grande cam-

panha de marketing para

está ela- borando uma grande cam- panha de marketing para

COMEMORAÇÃOCOMEMORAÇÃOCOMEMORAÇÃOCOMEMORAÇÃOCOMEMORAÇÃO

tempo; à direita, o “mão-santa”, goleiro Beu salva o time numa

fantástica defesa de pênalti no segundo tempo

Eduardo (11) faz o gol da vitória aos 44 minutos do 1°

que os empresários invis- tam no clube. A folha para o próximo ano é de R$ 60 mil. Depois de um merecido

descanso de 30 dias, agora é hora de trabalhar. Os jo- gadores retornam ao tra- balho nesta segunda feira, 04 de dezembro.

Time que disputou o campeonato em 2006

Beu, Bruno, Nunes, Junior Sertânia, Welligton, Roxo, Nau, Maguila, Roberto Cavalho, Cebolinha, Gaibu, Kanu, Evandro, Lau, Carlos Rodolfo, Polô e Jailton Técnico: Rinaldo da Costa

Roberto Cavalho, Cebolinha, Gaibu, Kanu, Evandro, Lau, Carlos Rodolfo, Polô e Jailton Técnico: Rinaldo da Costa

16

TRIBUNA POPULAR 30 de novembro de 2006

TRIBUNARIBUNA POPULAROPULAR

CABO DE SANTO AGOSTINHO (PE)

A partir de agora você pode associar a imagem da sua empresa a um veículo de comunicação que prima pela qualidade da informação e respeita o leitor e o cliente.

TRIBUNA POPULAR Nas bancas todos os sábados. (81) 3524-1938 | www.jornaltribunapopular.com