Sie sind auf Seite 1von 19

Racionalização de Métodos

A empresa industrial reúne um conjunto de fatores de produção para produzir seus produtos e com isso, atender as necessidades do mercado, auferindo lucros nestas atividades.

Os fatores de produção são:

- materiais em geral;

- mão-de-obra;

- máquinas, equipamentos e ferramentas;

- tecnologias;

- edifícios e instalações.

- Os fatores de produção representam aplicações de capital e a utilização destes fatores acarreta os custos de produção.

- Se esta utilização for irracional, os custos de produção serão elevados com desvantagens para todos (consumidores e empresa).

- A complexidade da produção industrial provoca diferentes graus de irracionalidade na utilização dos fatores de produção:

As Irracionalidades são:

- desperdícios de materiais;

- produtos refugados;

- paralisações de produção;

- baixa produtividade;

- quebras ou avarias de máquinas e equipamentos por uso errado;

- perdas de tempo de produção por outros motivos.

A Racionalização de Métodos deve estar presente, em todos os setores da empresa, quer como esforço administrativo, técnicas a serem usadas, mas principalmente como atitude face aos problemas diários.

Em síntese, a grande importância da Racionalização de Métodos é de:

- propiciar o uso racional dos fatores de produção;

- conduzir a produção elevada e de boa qualidade;

- reduzir os problemas diários de produção;

- aumentar a produtividade;

- baixar os custos de produção;

- reduzir a fadiga excessiva do trabalhador;

- tratar as questões de trabalho com objetividade e inteligência.

Objetivo Geral da Racionalização de Métodos

É tornar o trabalho “racional”, isto é, executado com “inteligência”. O trabalho racionalizado conduz à alta produtividade que é a meta de todos, trabalhadores, empresas e nação.

Objetivos Específicos são:

- eliminar ou reduzir a perda de materiais;

- reduzir os tempos das operações produtivas;

- melhorar a utilização de máquinas, equipamentos e instalações;

- melhorar a qualidade dos produtos;

- aumentar a segurança no trabalho;

- substituir mão-de-obra especializada por mão-de-obra treinada;

- reduzir a fadiga do trabalhador;

- eliminar os “pontos de estrangulamento” de produção;

- eliminar as perdas de energia;

- padronizar os métodos de trabalho.

Eliminar ou Reduzir a Perda de Materiais

Na maioria das situações, a perda de materiais resulta do método de trabalho utilizado e também do formato do material utilizado. Neste caso, deve-se escolher a maneira de utilizar o material para evitar as “sobras” ou restos, procurando- se uma aplicação para os mesmos. Há casos em que a “perda de materiais” ocorre por quebra de peça em fabricação, decorrente do método de execução. Pode-se ainda, considerar “perda de materiais” os produtos refugados por estarem fora das especificações, decorrentes de forma de trabalhar.

Redução dos Tempos das Operações Produtivas

Toda operação produtiva é um conjunto de movimentos do operário, envolvendo materiais e ferramentas, numa determinada seqüência, em um certo posto de trabalho, consumindo um certo tempo. Quando o método de trabalho não é racionalizado, pode-se esperar que haja um certo número de movimentos desnecessários, mas que consomem tempo. A racionalização dos métodos de tais operações produzirá redução do tempo pela eliminação dos movimentos inúteis. As operações produtivas passíveis de grande redução de tempo são aquelas em que a participação humana é grande em relação à participação mecânica.

Melhorar a Utilização de Máquinas, Equipamentos e Instalações Nas operações envolvendo homens e máquinas, é muito freqüente o baixo “índice de utilização da máquina”, quando o método não esta racionalizado. O “índice de utilização da máquina” pode ser definido como percentual de trabalho mecânico em relação ao tempo total da operação. Por exemplo: em uma operação de 60 segundos, a máquina efetivamente trabalha de 15 a 25 segundos e fica aguardando de 35 a 45 segundos a colocação de material pelo homem. Neste caso, o “IUM” é de 25 a 42%. O objetivo de melhorar o “IUM” deve ser prioritário quando, no processo produtivo houver máquinas de alto valor.

Melhorar a Qualidade dos Produtos

Este objetivo é prioritário quando a qualidade do produto depende essencialmente do método do trabalho. Oportunidades maiores ocorrem nas operações de acabamento e de embalagem. Sempre que a operação for totalmente manual, é possível melhorar a qualidade do produto pela racionalização do método de trabalho.

Aumentar a Segurança no Trabalho Os acidentes decorrem devido a existência de “Condições Inseguras e Atos Inseguros”. As “Condições Inseguras” e os “Atos Inseguros” refletem métodos irracionais de trabalho. As “Condições Inseguras” refere-se ao local de trabalho, isto é, bancadas, ferramentas, máquinas, etc. e os “atos Inseguros” referem-se aos movimentos e ações do trabalhador para executar a operação. A racionalização dos métodos de trabalho deve eliminar as condições inseguras e permitir que a operação seja executada sem “atos inseguros”.

Substituir Mão-de-obra Especializada por Mão-de-obra Treinada

Um operário é especializado quando possui conhecimentos técnicos relativos ao ramo em que trabalha. Um operário não qualificado pode ser treinado para realizar certas operações, desde que seus métodos estejam padronizados. Na grande maioria das operações industriais, é possível identificar partes complexas e partes simples. Desta forma racionalizando-se os métodos de trabalhos “dividindo-se a operação em seus componentes complexos e simples” nos aspectos complexos e a mão-de-obra especializada, como o “preparador de trabalho” nos aspectos complexos e a mão de obra treinada “ajudante” nos aspectos simples.

Reduzir a Fadiga do Trabalhador

A fadiga é um fenômeno fisiológico inerente ao trabalho e se manifesta com maior ou menor intensidade em função de:

- esforço despendido pelo trabalhador;

- condições do ambiente de trabalho como ruídos, temperatura, umidade e luminosidade;

- duração da jornada de trabalho;

- características do trabalho.

Os métodos de trabalho e as condições do ambiente inadequadas acarretam em excesso de fadiga, além dos limites toleráveis, redundante em baixo rendimento dos operários.

Métodos de trabalho bem elaborados evitam movimentos inúteis e utilizando os “princípios da economia de movimentos” reduzem a intensidade da fadiga.

Eliminar os Pontos de Estrangulamento de Produção

• Em qualquer setor de produção ocorrem os

“pontos de estrangulamento” ou “gargalos” de produção.

• São postos de trabalho que impedem o fluxo normal

de materiais em processamento, provocando atrasos na

produção.

• A reorganização destes postos de trabalho como

bancadas e máquinas, adequando o método das operações são objetivos da RM.

• Como resultado da RM, neste caso, obtem-se um “balanceamento de operações”, eliminando-se os “tempos de espera” entre operações.

Eliminar as Perdas de Energia

A energia de qualquer tipo. seja elétrica, vapor, combustíveis, etc., representa uma parcela importante do custo industrial.

Nos trabalhos em que o consumo de energia for alto, há sempre a possibilidade de redução no consumo, relacionando-se o método de trabalho.

Padronizar os Métodos de Trabalho Este objetivo da RM é fundamental porque:

- facilitam o treinamento de novos operários;

- permite uma descrição de cargos mais completa;

- facilita a administração salarial;

- Permitem a determinação dos “Tempos

Padrões”;

- facilitam a programação e controle da produção.