Sie sind auf Seite 1von 249

JOHREI – ARTE DA VIDA

COMUNIDADE MESSIÂNICA UNIVERSAL


Johrei – Arte da Vida

Ensinamentos de Meishu Sama


Johrei A Arte da Vida
Comunidade Messiânica Universal
Distribuição Interna Destinado ao estudo dos ministrantes
Comunidade Messiânica Universal
Rua Guian, 457 Vila Campestre - São Paulo - Brasil
Tel.: (11) 5562-4881

2
Johrei – Arte da Vida

ÍNDICE
............................................................................................................................................. ....1
JOHREI – ARTE DA VIDA.................................................................................................. .........1
ÍNDICE........................................................................................................................ .................3
APRESENTAÇÃO........................................................................................................................ 8
PREFÁCIO......................................................................................................................... ........10
JOHREI — O PRIMEIRO MUNDO................................................................. ...........................13
A GRANDE TRANSIÇÃO DO MUNDO................................................................ .....................16
TRANSIÇÃO DA NOITE PARA O DIA............................................................ ..........................18
JOHREI (PRÁTICA).............................................................................................................. .....23
A CIÊNCIA DO JOHREI.......................................................................................................... ...25
A CRENÇA E O JOHREI....................................................................................... ....................26
A MUDANÇA DO JOHREI................................................................................................ .........27
A UNIÃO DA CIÊNCIA E DA RELIGIÃO (JOHREI)......................................... .........................28
1 - ESPÍRITO E MATÉRIA UNIDOS................................................................................................. ......28
2 - O VERDADEIRO CORPO DO SER HUMANO.................................................................................... ....28
3 – AS NUVENS DO ESPÍRITO....................................................................................................... ....28
4 - PURIFICAÇÃO — AÇÃO PURIFICADORA....................................................................... ..................29
5 - NUVENS....................................................................................................................... .........29
5.1 - As nuvens e as toxinas medicinais...............................................................................................29
5.2 - O tempo e a purificação..............................................................................................................30
IMPORTÂNCIA DO CONHECIMENTO DA MEDICINA DIVINA..................................... ...........32
1 - MISSÃO DO FIEL (HOMEM VERDADEIRO)................................................................................ .........32
2 - NECESSIDADE DE COMPREENSÃO CORRETA DOS ENSINARNENTOS............................... .........................33
3 - DIFUSÃO DOS ENSINAMENTOS......................................................................... ...........................34
4 - O PLANO DE DEUS........................................................................................... ......................34
5 - QUALIFICAÇÃO ESPIRITUAL................................................................................... ......................35
6 - A TRÍADE DOS ÓRGÃOS INTERNOS E O JOHREI.............................................................................. ...36
OHIKARI (SINAL SAGRADO)........................................................................................ ...........41
1 - SOBRE A CONVERSÃO À FÉ........................................................................................................ 41
2 - SOBRE O OHIKARI..................................................................................................... ..............41
3 - O ESTUDO E O OHIKARI................................................................................................. ...........42
4 - SOBRE A IDÉIA.................................................................................................................. ......42
5 - PERGAMINHO....................................................................................................................... ...42
6 - SOBRE PURIFICAÇÃO........................................................................................ ........................43
7 - A FORÇA DO OHIKARI.............................................................................................. .................43
8 - JOHREI E OHIKARI................................................................................................... ................43
9 - JOHREI E O ESPÍRITO..................................................................................................... ...........44
10 - OHIKARI E A MÃO.......................................................................................... ........................45
11 - O CORDÃO DO OHIKARI.......................................................................................................... .45
URGÊNCIA NA FORMAÇÃO DE EFICIENTES MINISTRANTES DE JOHREI........................46
PRINCÍPIO DO JOHREI.................................................................................... ........................48
PRIMEIRA PARTE.................................................................................................................. .........48
SEGUNDA PARTE......................................................................................................................... ..50
TERCEIRA PARTE.................................................................................................. ........................53
QUARTA PARTE................................................................................................. ...........................53
COMPREENSÃO EM RELAÇÃO AO JOHREI E SUA PRÁTICA....................................... ......56
1 - LEI DO JOHREI........................................................................................................................ 56

3
Johrei – Arte da Vida

2 - A FORÇA ESPIRITUAL DO JOHREI........................................................................................... .......57


3 - JOHREI E ORDEM....................................................................................................... .............59
4 - NO SENTIDO DE QUERER AJUDAR O PRÓXIMO........................................................................ ..........62
5 - MINISTRAR JOHREI COM CONFIANÇA E DESPREOCUPAÇÃO........................................... .......................62
6 - NÃO SE DEVE APEGAR NOS RESULTADOS............................................................. ..........................63
7 - QUEM CURA É DEUS...................................................................................................... ..........63
8 - NÃO FORÇAR O RECEBIMENTO DO JOHREI................................................................................ ......63
9 - PEDIR PARA RECEBER JOHREI.................................................................................................. ...64
10 - OS DOENTES COM SINTOMAS LEVES DEVEM RECEBER JOHREI DA FAMÍLIA.............................................65
11 - JOHREI E FORÇA HUMANA ........................................................................................................ 66
11.1 - Efeito contrário.........................................................................................................................66
11.2 - Retirar a força do corpo............................................................................................................66
11.3 - A Luz deve atravessar o corpo do paciente...............................................................................67
11.4 - Interrupção da Luz....................................................................................................................68
11.4.1 - Eficácia do Johrei............................................................................................................. .................68
11.4.2 - Como tirar a força do braço e irradiar a Luz diretamente para o local da enfermidade......................69
12 - MINISTRAÇÃO DE JOHREI EM PESSOAS COM INSUFICIÊNCIA DE SONO OU EMBRIAGUEZ..............................69
13 - DURAÇÃO DO JOHREI............................................................................................. ................70
14 - DISTÂNCIA........................................................................................................... ................71
15 - POSIÇÃO DO BRAÇO............................................................................................... ................71
16 - PALMA DA MÃO PARADA E RELAXADA................................................................ ..........................72
17 - POSIÇÃO DOS DEDOS DA MÃO......................................................................................... ..........72
18 - MINISTRAÇÃO DO JOHREI EM PESSOA DEITADA.............................................................. ................72
19 - PEQUENAS TOXINAS........................................................................................ .......................73
20 - CALOR NA PALMA DA MÃO AO MINISTRAR JOHREI........................................................ ...................74
21 - MÃO DE MAIOR POTÊNCIA PARA IRRADIAÇÃO DA LUZ............................................................... ........74
22 - UM SÓ MINISTRANTE............................................................................................................ ...75
23 - MANEIRA CORRETA DE RECEBER JOHREI..................................................................................... .75
24 - PREDISPOSIÇÃO PARA A DOENÇA......................................................................... ......................75
25 - INFLUÊNCIA DA HEREDITARIEDADE.......................................................................................... .....76
26 - NÃO SE ESQUECER DE QUE O JOHREI É UMA COISA QUE DEUS FAZ.............................................. ......77
27 - A CAUTELA NA OCASIÃO DE SE AUTOMINISTRAR O JOHREI........................................................... ......77
28 - JOHREI NOS HOSPITAIS.................................................................................................... ........78
29 - INFORMAÇÕES SOBRE TRATAMENTOS ANTERIORMENTE FEITOS............................................ ................82
30 - SENSAÇÃO DAS MÁCULAS DO OUTRO.................................................................. ........................83
31 - BOCEJOS................................................................................................. ...........................84
32 - AMATSU NORITO E JOHREI........................................................................... ...........................85
33 - ORAÇÃO E JOHREI AO MESMO TEMPO............................................................................... ..........85
34 - MANIFESTAÇÃO DE ESPÍRITOS............................................................................. ......................86
35 - TOQUE EM CADÁVERES.................................................................................. .........................86
36 - INVOCAÇÃO A KAKURIYONO OOKAMI........................................................................................ ...87
37 - JOHREI EM ANIMAIS................................................................................................. ...............87
ORDEM NA MINISTRAÇÃO DO JOHREI................................................................ .................88
SABEDORIA E PONTO FOCAL............................................................................................ ....90
1 - TIESHOKAKU (SABEDORIA)................................................................................................... ......90
2 - PONTO FOCAL......................................................................................................................... 91
3 - OBSERVAÇÃO DAS CIRCUNSTÂNCIAS.............................................................................................. 93
4 - COMO ENCONTRAR O PONTO FOCAL..................................................................... ........................95
5 - PONTO FOCAL NA MINISTRAÇÃO DO JOHREI (SINTONIAS).............................................. .....................97
5.1 - Abcessos e edemas......................................................................................................................97
5.2 - Acidez no estômago.....................................................................................................................97
5.3 - Apendicite....................................................................................................................................98
5.4 - Asma............................................................................................................................................99
5.4.1 - Asma bronquial.............................................................................................................. .....................99
5.4.2. Asma cardíaca.................................................................................................................................. .....99
5.5 - Cálculos na bexiga....................................................................................................................100
5.6 - Cálculos renais..........................................................................................................................101
5.7 - Cálculos vesiculares..................................................................................................................102
5.8 - Câncer no estômago..................................................................................................................102

4
Johrei – Arte da Vida

5.9 - Câncer pulmonar.......................................................................................................................103


5.10 - Cancro na língua.....................................................................................................................103
5.11 - Cegueira e surdez....................................................................................................................103
5.12 - Difteria....................................................................................................................................104
5.13. Disenteria infantil.....................................................................................................................104
5.14 - Encefalite.................................................................................................................................104
5.15 - Enurese (incontinência urinária)............................................................................................105
5.16 -Escarlatina...............................................................................................................................106
5.17 - Estômago (problemas estomacais)..........................................................................................106
5.18 - Febre.......................................................................................................................................106
5.19 - Gagueira (tartamudez)............................................................................................................107
5.20 - Gravidez..................................................................................................................................107
5.21 - Hemorróidas............................................................................................................................107
5.21.1 - Com papilomas........................................................................................................................... .....108
5.21.2 – Fístula anal.................................................................................................................................... ..108
5.21.3 - Hemorragias hemorroidais.............................................................................................................. .108
5.21.4. Prolapso do reto................................................................................................................... .............109
5.22. - Icterícia..................................................................................................................................109
5.23 - Inflamação do ouvido médio (otite).........................................................................................110
5.24 - Inflamação do útero.................................................................................................................110
5.25 - Irritação na mucosa bucal.......................................................................................................111
5.26 - Miopia......................................................................................................................................111
5.27 - Necrose pulmonar....................................................................................................................111
5.28 - Nefrite......................................................................................................................................112
5.29 - Neurastenia..............................................................................................................................112
5.30 - Nevralgia.................................................................................................................................112
5.31 - Paralisia infantil......................................................................................................................113
5.32 - Peritonite.................................................................................................................................114
5.32.1 - Peritonite com líquido..................................................................................................................... .114
5.32.2 - Peritonite com pus........................................................................................................... ................114
5.33 - Piorréia alveolar.....................................................................................................................115
5.34 - Pleurite....................................................................................................................................115
5.34.1 - Pleurite com pus............................................................................................................. .................115
5.34.2 - Pleurite seca................................................................................................................................. ....116
5.34.3 - Pleurite úmida............................................................................................................................... ...116
5.35 - Pressão alta.............................................................................................................................117
5.36 - Prisão de ventre.......................................................................................................................117
5.37 - Prurido no ânus.......................................................................................................................118
5.38 - Reumatismo.............................................................................................................................118
5.39 - Sarampo...................................................................................................................................118
5.40 - Sarna........................................................................................................................................119
5.41 - Sífilis........................................................................................................................................119
5.42 - Sinusite....................................................................................................................................120
5.43 - Tosse comprida (Coqueluche).................................................................................................120
5.44 - Tracoma...................................................................................................................................121
5.45 - Tuberculose.............................................................................................................................121
5.46 - Tuberculose da laringe............................................................................................................122
5.47 - Tuberculose mesentérica.........................................................................................................122
5.48 - Tuberculose miliar...................................................................................................................122
5.49 - Tumor......................................................................................................................................123
5.50 - Úlcera......................................................................................................................................123
5.51 - Varíola.....................................................................................................................................124
TOXINAS....................................................................................................... ..........................125
1 - TIPOS DE TOXINAS............................................................................................. ....................125
2 - IMPORTÂNCIA DOS OMBROS................................................................................ ......................125
2.1 - Os ombros são os pontos vitais das doenças............................................................................126
2.2. - Sobre os ombros.......................................................................................................................126
2.3 -Problemas de tuberculose, coração, pulmão e estômago..........................................................127
2.4 - Toxinas que provocam distúrbios no fígado, pâncreas e intestino............................................128
2.5 - Os ombros e os braços e pernas................................................................................................128

5
Johrei – Arte da Vida

3 - TOXINAS NA REGIÃO DA CABEÇA E PESCOÇO ......................................................................... .......129


3.1 - Febre na parte frontal da cabeça..............................................................................................129
3.2 - Problemas com a cabeça...........................................................................................................131
3.3 - A dor no centro da cabeça.........................................................................................................131
3.4 - Sobre a têmpora (partes laterais).............................................................................................132
3.5 - Sobre a parte occipital da cabeça (medula espinhal)...............................................................132
3.6 - Sobre a queda de cabelos..........................................................................................................133
3.7 - Sobre os gânglios linfáticos (pescoço)......................................................................................134
3.8 - A cabeça como ponto central....................................................................................................135
3.9 - Sintomas de cabeça pesada.......................................................................................................135
4 - Conservar o apetite......................................................................................................................137
5 - Nuca e costas................................................................................................................................137
5.1 - Cuidados com a nuca e as costas......................................................................................... .................137
5.2 - O aumento da encefalite entre os japoneses..................................................................................... .....137
6 - Quadris e pernas .........................................................................................................................138
6.1 - Causas da falta de ar................................................................................................................... ..........138
6.2 - Agilidade................................................................................................................................. .............138
6.3 - Lentidão........................................................................................................................... ....................139
TOXINAS E SEU PROCESSO DE ELIMINAÇÃO....................................................... ............141
1 - ELIMINAÇÃO DE TOXINAS....................................................................................................... ...141
2 - EXCREÇÃO — TOXINAS MEDICINAIS.................................................................................. ..........143
2.1 - Toxinas localizadas nos quadris e pernas.................................................................................143
A VERDADEIRA CAUSA DA DOENÇA ESTÁ NO ESPÍRITO.................................... ............146
MEDICINA.............................................................................................................................. ..149
INTRODUÇÃO.................................................................................................. ...........................149
SUPERSTIÇÃO DOS MEDICAMENTOS...................................................... ..........................156
1 - O FUTURO DA MEDICINA SOB O PONTO DE VISTA DE DEUS CRIADOR.............................................. .....156
2 - MINHA EXPERIÊNCIA NA RELIGIÃO OMOTO......................................................................... ...........157
3 - PERDA DO EFEITO DOS REMÉDIOS................................................................................... ...........157
4 - AUMENTO DAS DOENÇAS PERNICIOSAS....................................................................................... ..158
5 - O FUTURO DO MÉDICO E DOS REMÉDIOS................................................................................ ......159
6 - REAÇÃO CONTRÁRIA...................................................................................................... .........161
7 - O VÍCIO DO REMÉDIO...................................................................................................... ........162
8 - DURAÇÃO DO EFEITO DOS REMÉDIOS....................................................................... ...................164
MEDICINA ATUAL É CIÊNCIA?.................................................................................... ..........167
1 - REMÉDIO CONSIDERADO COMO ALIMENTO.............................................................................. .......167
2 – A AÇÃO DO REMÉDIO ASSEMELHA-SE À DA DROGA................................................... ......................167
3 - VARIEDADE DE REMÉDIOS................................................................................... .....................169
4 - CONTAMINAÇÃO POR TOXINAS................................................................................. ..................170
5 - MICRÓBIOS............................................................................................................ ..............171
6 - DIMINUIÇÃO DA VITALIDADE HUMANA................................................................. ..........................172
7 - VIDA DO MICRÓBIO.......................................................................................................... .......175
8 - FALTA LÓGICA NAS AVALIAÇÕES MÉDICAS............................................................................... .......176
9 - A POUCA EFICÁCIA DOS REMÉDIOS........................................................................................... ...177
10 - BCG NÃO CONSEGUE SOLIDIFICAR................................................................. .........................179
11 - BCG PODE CAUSAR PURIFICAÇÃO DA TUBERCULOSE..................................................................... 179
MICRÓBIOS E NUVENS ESPIRITUAIS...................................................................... ............181
1 - SURGIMENTO DOS MICRÓBIOS................................................................................ ...................181
2 - COMO SURGEM AS DOENÇAS................................................................................. ...................184
3 - COMO EXTINGUIR AS NUVENS ESPIRITUAIS.......................................................................... ..........186
KAMPOO - O PERIGO DAS ERVAS MEDICINAIS........................................................ .........188
1 - CONCEITO E ORIGEM DA PALAVRA....................................................................... .......................188
2 - EFEITOS PERNICIOSOS DO KAMPOO......................................................................................... ...188
3 - O VÍCIO DO CHÁ GUENNOSHOKO................................................................................ ...............189

6
Johrei – Arte da Vida

4 - KAMPOO E LONGEVIDADE................................................................................................. ........189


5 - DANOS FUTUROS......................................................................................................... ..........191
6 - A VERDADEIRA SAÚDE............................................................................................. ................192
7 - ATITUDE CORRETA..................................................................................... ............................192
8 - GRANDE PERIGO DO USO DO KAMPOO.......................................................................... ..............193
INTOXICAÇÃO POR COSMÉTICOS..................................................................................... ..194
1 - EFEITO DOS COSMÉTICOS.................................................................................. ......................195
2 - O PERIGO DOS PRODUTOS PARA CABELO............................................................. ........................197
3 - MAQUIAGEM, UMA SUPERSTIÇÃO.......................................................................................... ......198
4 - O TEMPO PERDIDO COM MAQUIAGEM É UM TIPO DE APEGO.............................................. .................199
5 - A BELEZA FEMININA NA NOVA ERA................................................................................. ............200
6 - JOHREI COMO MEIO DE EMBELEZAMENTO DO SER HUMANO......................................................... .......200
DOENÇAS DE MULHERES........................................................................... .........................202
1 - CÓLICA MENSTRUAL........................................................................................ .......................202
2 - FLUXO MENSTRUAL IRREGULAR.............................................................................................. ....202
3 - OS MALES NA GRAVIDEZ........................................................................................... ...............203
4 - ENJÔO MATINAL.................................................................................................................... .204
5 – EDEMAS................................................................................................................ .............205
6 - JOHREI E PARTO SEGURO...................................................................................................... ...205
7 - ENDOMETRITE E METRITE..................................................................................................... ....206
8 - ÚTERO ANTEFLEXO, ÚTERO RETROFLEXO.................................................................. ...................206
9 - O CÂNCER DO ÚTERO............................................................................................... ..............207
10 - MIOMA E QUISTO NO OVÁRIO............................................................................. .....................207
11 - LEUCORRÉIA............................................................................................................... ........209
12 - ESTERILIDADE E FRIGIDEZ.................................................................................... ..................209
13 - DOENÇAS ANAIS, ESPASMOS VAGINAIS, PRURIDOS, INFLAMAÇÃO DA MUCOSA, PROBLEMAS DA URETRA, ECZEMA.
......................................................................................................................................... .....210
ANEMIA CEREBRAL E OUTRAS DOENÇAS............................................... .........................211
1 - INSÔNIA.................................................................................................. ............................212
2 - ZUMBIDO NOS OUVIDOS............................................................................................... ............212
3 - AMIGDALITE E CIRURGIA.......................................................................................................... .213
4 - OUTRAS DOENÇAS................................................................................................ .................214
DOENÇAS MENTAIS............................................................................................................. ..215
1 - A CAUSA DAS DOENÇAS MENTAIS............................................................................................. ...215
1.1 - O choque como um fator agravante..........................................................................................217
1.2 - A doença mental nos Estados Unidos.......................................................................................218
2 - DOENÇAS MENTAIS E JOHREI.......................................................................................... ..........218
3 - HEMORRAGIA CEREBRAL E PARALISIA..................................................................... .....................223
4 - QUANDO A MORTE OCORRE NÃO DEVIDO À DOENÇA, MAS SIM À "CURA".................................. .............224
5 - MÉTODO DE DEPLEÇÃO........................................................................................... ................225
6 - TOXINAS NAS GLÂNDULAS............................................................................... .........................226
DOENÇAS DO RIM E DOENÇAS CORRELATAS.................................................... ..............227
DOENÇAS CAUSADAS PELO ACÚMULO DE TOXINAS ÚRICAS NA CABEÇA E OMBROS
............................................................................................................................ .....................228
1 - MENINGITE................................................................................................. .........................228
2 - ENCEFALITE E ENCEFALOMIELITE.................................................................................. ..............230
3 - ANEMIA OCULAR..................................................................................................... ...............231
4 - ASTIGMATISMO, AMAUROSE, CATARATA E GLAUCOMA.................................................................... ....232
5 - TOXINA ÚRICA E AS DOENÇAS OCULARES E OTORRINOLARINGOLÓGICAS, TRACOMA, PÓLIPO E TIMPANITE........233
6 - TUBERCULOSE, PNEUMONIA, PIORRÉIA, PLEURISIA, PERITONITE, ARTRITE REUMÁTICA, NEVRALGIA, DOENÇAS
GINECOLÓGICAS, CÁRIES, DOENÇAS HEPÁTICAS, ICTERÍCIA, DIABETES, CÁLCULOS RENAIS E VESICULARES, ASMA,
PARALISIA INFANTIL E DOENÇAS MENTAIS.................................................................................... ........234

CISCO NOS OLHOS................................................................................................................ 237


DOR DE DENTE................................................................................................. .....................238

7
Johrei – Arte da Vida

CONCLUSÃO...................................................................................................... ....................239
APÊNDICE....................................................................................................................... ........241

APRESENTAÇÃO

Mesmo nos tempos remotos, os fundadores de religiões


foram conhecidos por terem recebido as revelações de Deus.
Eles seguiram certos rituais, meditaram e esperaram que lhes
fossem dadas as profecias. Ao receberem as mesmas,
transmitirarn-nas a seus seguidores de modo solene e
impressionante — e as pessoas acreditaram cegamente nessas
profecias.

Não recebo as revelações de Deus dessa forma. Chegam-


me à mente em um relâmpago e transmito-as a meus
seguidores, amiúde e resumidamente, de maneira simples e
informal.

Alguns não se impressionam e ouvem minhas palavras


superficialmente, dando-lhes pouca atenção. Inicialmente não
compreendem sua importância, e muitas vezes seguem de modo
errado o que lhes ensinei, até encontrarem uma dificuldade.
Descobrem, então, a verdade dos Meus Ensinamentos; às vezes,
porém, tarde demais.

Não preciso fazer coisa alguma para receber as


mensagens de Deus. A Bola de Luz Divina que está no meu ser
liga-se diretamente a Deus por um fio espiritual invisível. Esta é a
Luz que estava sendo guardada durante a longa Era da Noite e
vai sendo liberada pela primeira vez desde a Criação. Em 1950,
o mais alto dos Espíritos Divinos entrou nesta Bola e me tornou
instrumento perfeito de Deus. O Supremo Deus está me usando
conforme Seu Desejo. O que eu falo ou faço é Sua Vontade. A
ligação é direta. Não tenho me pronunciado muito a respeito, pois
não queria dar a impressão de que estou me vangloriando. Digo-
lhes isso agora, por ter observado que alguns têm recebido

8
Johrei – Arte da Vida

minhas palavras levianamente. Desviando-se do verdadeiro


caminho, a conseqüência é o sofrimento.

9
Johrei – Arte da Vida

PREFÁCIO

Qual será o maior e o último objetivo do homem?

Resumindo numa só palavra, é a felicidade.

Não há, certamente, quem possa negá-lo. Todavia, tanto


as pessoas que buscam a felicidade como aquelas que sentem já
tê-la alcançado e desejam mantê-la, não conseguem desligar-se
de um problema: a questão referente à saúde.

Com razão Jesus de Nazaré disse que de nada adianta o


homem ganhar o mundo inteiro e perder a vida.

Eu consegui salvar o homem do sofrimento causado pela


doença formando pessoas sadias e, como resultado, obtive
sucesso quanto à possibilidade de prolongar a vida humana.
Concretizou-se, assim, o grande ideal que a humanidade
perseguia e ansiava há milhares de anos.

Quanto ao "prolongamento de vida", todos, sem exceção,


acreditavam não passar de um sonho de gente tola. Nesse
sentido, estou certo de não existir, na história da humanidade,
absolutamente nada que possa ser comparado a tão grandiosa
descoberta. Por isso acredito que, quando o Johrei chegar ao
conhecimento de todos os homens, motivará uma grande
revolução no mundo.

Entretanto, leitores, não há motivo para temor, pois ela


difere fundamentalmente das revoluções sangrentas e cheias de
ódio que ocorreram no passado: é uma revolução repleta de
alegria, Luz e glória. Assim, serão consolidados pela eternidade
os alicerces da paz.

Minhas palavras talvez pareçam audazes demais.


Contudo, creio que, se lerem compenetradamente este livro,

10
Johrei – Arte da Vida

examinando a fundo seu conteúdo e pondo-o em prática,


reconhecerão que não há nenhuma mentira em minhas
afirmações.

O que significa progresso da Cultura?

Obviamente, significa aumento progressivo do bem-estar


de cada ser humano.

Mas qual a base desse progresso?

Principalmente a saúde e o prolongamento da vida do


homem. É sabido que a humanidade, acreditando poder alcançar
tal objetivo apenas pelo progresso da medicina, sempre fez todo
empenho para atingi-lo.

A Medicina, sem ficar à margem de outras ciências,


mantém pomposa aparência, como salas de cirurgias em
grandes hospitais, inúmeros medicamentos, potentes
microscópios, aparelhos de radiografia, equipamentos de
irradiações diversos, etc. Faz profundas pesquisas científicas,
atenta aos mínimos detalhes, e as pessoas ficam maravilhadas
com a ocorrência freqüente de novas descobertas e a divulgação
de novas teorias.

Não é, pois, de se admirar que as pessoas acreditem que,


um dia, praticamente todas as doenças serão debeladas. Tal
objetivo, entretanto, está demasiadamente longe de ser
alcançado e não se tem idéia de quando o será.

Não pretendo criticar a Medicina. Quero apenas alertar


que ela está caminhando no sentido totalmente oposto ao do seu
verdadeiro objetivo.

11
Johrei – Arte da Vida

Teve, porém, seu mérito: a explicação minuciosa do


funcionamento do organismo, obtida graças à análise e
dissecção, pela qual, inclusive, merece o nosso agradecimento.

Mas por que será que a humanidade durante tanto tempo


não percebeu os erros da Medicina?

É realmente um grande mistério do mundo.

O Johrei, criado por mim, abre agora as portas desse


mistério, que estiveram cerradas durante milênios. Acredito que
Deus me confiou a execução da grandiosa tarefa de fazer o
homem retornar ao seu estado original de saúde.

5 de fevereiro de 1947

12
Johrei – Arte da Vida

JOHREI — O PRIMEIRO MUNDO

Ao analisarmos a civilização atual, percebemos que a


base de sua estrutura é a ciência da matéria. Escreverei sobre
isso a seguir, mas, em primeiro lugar, explicarei a constituição do
Universo.

Serão dispensados os detalhes que não se relacionam


diretamente com o homem, abordando-se apenas os pontos mais
importantes.

O Universo é constituído de três elementos fundamentais:


Sol, Lua e Terra. Esses elementos são formados respectivamente
pelas essências do Fogo, da Água e da Terra, que constituem o
Mundo Espiritual, o Mundo Atmosférico e o Mundo Material, os
quais se fundem e se harmonizam perfeitamente.

Até agora, no entanto, só eram conhecidos o Mundo


Atmosférico e o Mundo Material. Desconhecia-se a existência de
mais um mundo, isto é, o Espiritual, que a ciência da matéria não
conseguiu detectar.

A cultura atual formou-se com o progresso obtido naqueles


dois mundos, razão pela qual ela abrange apenas dois terços. Na
realidade, porém, o Mundo Espiritual, justamente o terço
considerado inexistente, é mais importante que os outros dois
juntos, constituindo a fonte da força fundamental. Ignorando a
sua existência, jamais surgirá a civilização perfeita.

O fato do homem, apesar do considerável avanço da


cultura baseada no Mundo Material e no Mundo Atmosférico, não
conseguir realizar o seu maior desejo — a felicidade — comprova
muito bem o que estou afirmando.

Examinando-se atentamente a origem dessa contradição,


descobrimos que há uma profunda razão para ela. Se a

13
Johrei – Arte da Vida

humanidade desde o começo conhecesse a existência do


Primeiro Mundo, ou seja, o Mundo Espiritual, a civilização
material não teria alcançado o maravilhoso progresso que vemos
hoje. Isso porque do desconhecimento do Mundo Espiritual é que
nasceu o pensamento ateísta, que deu origem ao Mal.

Atormentada pelo sofrimento decorrente da luta entre o


Mal e o Bem, a humanidade só teve um recurso: desenvolver a
cultura material.

Portanto, pensando bem, o que representa isso senão o


profundo Plano de Deus?

Há um perigo, contudo: ocorrer um colapso da cultura


material se ela progredir além de certo limite. A invenção da
bomba atômica é uma das facetas desse progresso, mas,
atingido esse nível, é chegado o tempo determinado pelos Céus
de haver uma grande mudança no desenvolvimento da cultura.
Como primeiro passo, está sendo revelada a toda a humanidade
a existência do Mundo Espiritual, do qual não se tinha
conhecimento. Tratando-se, porém, de uma existência sutil,
logicamente não se poderá comprová-la por métodos científicos.
Daí a manifestação de uma a grandiosa força jamais
experimentada pela humanidade, isto é, o Poder de Deus.

Como o homem contemporâneo, há longo tempo, está


obstinado na concepção materialista, é muito difícil convencê-lo.
Entretanto, em nossa Igreja existe o único método para se
conseguir isso: o milagre do Johrei. Por mais ateísta que seja o
indivíduo, não poderá deixar de aceitar e de se submeter.

Assim, à medida que o Johrei se tornar conhecido por toda


a humanidade, haverá inevitavelmente uma mudança de cento e
oitenta graus no rumo da cultura, surgindo, então, a Verdadeira
Civilização, comum ao mundo todo.

14
Johrei – Arte da Vida

Resta, no entanto, um problema: como a cultura atual foi


erigida ao longo de milhares de anos, não se sabe quanto mal foi
praticado até agora. Por "mal" refiro-me obviamente ao pecado e,
conseqüentemente, às máculas espirituais, cujo grande acúmulo
constituirá um obstáculo para a construção do novo mundo.

É como se durante a construção de uma casa houvesse


sujeira espalhada por todo lado, como pedaços de madeira,
tijolos quebrados, etc., tornando-se indispensável uma ação de
limpeza.

Deve ser isto o Juízo Final, profetizado por Cristo.

Os maravilhosos e incontáveis milagres manifestados pela


nossa Igreja não poderão ser senão o Plano de Deus para
mostrar a existência do Primeiro Mundo.

E Deus me encarregou desta grandiosa missão.

4 de julho de 1951

15
Johrei – Arte da Vida

A GRANDE TRANSIÇÃO DO MUNDO

Vou explicar detalhadamente como nasceu o Johrei criado


por mim e a razão pela qual ainda não se descobriu a causa das
doenças e os erros de quase todos os tratamentos.

No Grande Universo, a começar do espaço, que se


estende infinitamente, até as mais minúsculas existências,
impossíveis de serem detectadas mesmo com uso de
microscópios, todas as matérias, sejam elas grandes, médias ou
pequenas, cada qual obedecendo à Lei da Concordância,
nascem, crescem, unem-se e separam-se, aglomeram-se e
espalham-se, destroem-se e constróem-se, numa seqüência
infinita na cadeia da evolução. Além disso, existe o positivo e o
negativo em tudo, a diferença entre o frio e o calor durante o ano,
entre o dia e a noite no espaço de um dia e num período de dez,
cem, mil, dez mil anos, e assim por diante.

Por essa razão, em vários milhares ou milhões de anos


também há, naturalmente, períodos de Transição da Noite para o
Dia. Atualmente está se aproximando esse tempo. Encontramo-
nos no momento correspondente ao alvorecer.

É provável que, fixados na idéia da existência do dia e da


noite no espaço de um só dia, muitos leitores estranhem o que
estou dizendo. Dessa forma a explicação torna-se muito difícil,
mas creio que ela poderá ser compreendida por qualquer
pessoa.

O mundo em que vivemos, como já expliquei


minuciosamente, é constituído de três planos: o Mundo Espiritual,
o Mundo Atmosférico e o Mundo Material. Poderíamos também
separá-lo em dois planos, pois o elemento água, do ar, e o
elemento terra, do globo terrestre, são materiais, ao passo que o
espírito, ou seja, o elemento fogo, é totalmente imaterial. Se

16
Johrei – Arte da Vida

distinguirmos o espírito da matéria, teremos o Mundo Espiritual e


o Mundo Material.

Para mostrar a relação entre o Mundo Espiritual e o Mundo


Material, é importante entenderem que todo acontecimento
ocorre primeiramente no Mundo Espiritual e depois se reflete no
Mundo Material. Fazendo uma comparação, é como se aquele
fosse o filme, e este, a tela de projeção. Essa é a absoluta Lei do
Céu e da Terra.

Quando o homem movimenta os braços ou as pernas, por


exemplo, a vontade, invisível aos olhos, é que age primeiro e,
pelo seu comando, os membros se movimentam. Analogamente,
o Mundo Espiritual representa a vontade, e o Mundo Material, os
membros.

A Transição da Noite para o Dia, que, segundo dissemos,


advém de vários milhares ou milhões de anos, é um fenômeno
ocorrido no Mundo Espiritual. Assim, o mundo até hoje encontra-
se num longo período noturno, mas agora é iminente a Transição
para o Mundo do Dia. Isso está simbolizado na abertura da Porta
da Rocha do Céu, que consta no Kojiki (coletânea de histórias
antigas do Japão). O aparecimento do Amaterassu Ookami
também constitui uma grande profecia do advento desse mundo.

Acredito que a expressão "Luz do Oriente", usada no


Ocidente desde a Antigüidade, refere-à mesma profecia.

23 de outubro de 1943

17
Johrei – Arte da Vida

TRANSIÇÃO DA NOITE PARA O DIA

Conforme dissemos no capítulo anterior, explicando a


relação entre o Mundo Espiritual e o Mundo Material, tudo o que
acontece no Mundo Material é reflexo do Mundo Espiritual. Neste
último, está ocorrendo atualmente uma grande transição.
Conhecendo esse fato, tudo se torna claro aos nossos olhos.

Todas as coisas existentes no Universo nascem e


crescem, são criadas e destruídas, numa evolução infinita, pela
ação dos dois mundos. Se observarmos com visão ampla,
veremos que o Universo, ao mesmo tempo que é macroinfínito,
também é o Mundo Material, um corpo constituído de
microinfinito. Por sua contínua transformação, há uma
ininterrupta evolução da cultura.

Meditando sobre isso, não podemos deixar de sentir a


"Vontade" do Universo, isto é, o objetivo e os planos de Deus.
Em tudo há positivos e negativos, claro e escuro; assim, também
há diferença entre noite e dia. Quando observamos a mudança
das quatro estações do ano, o progresso e declínio de todas as
coisas, notamos que isso se encaixa perfeitamente à vida
humana. Existe diferença entre o grande, o médio e o pequeno
em tudo. Com relação ao tempo, temos o contraste entre o dia e
a noite não só no espaço de um dia, mas também em intervalos
de um, dez,mil milhares ou milhões de anos. É um feito que
ocorre no Mundo Espiritual; no Mundo Material, entretanto, só
notamos essa diferença no espaço de vinte e quatro horas.

No Mundo Espiritual, é chegada a hora da Transição que


se processa em intervalos de mil ou milhões de anos. Trata-se de
um fato extremamente importante, cujo conhecimento, além de
nos permitir entender o princípio do Johrei, torna possível a
previsão do futuro do mundo e dá paz e tranqüilidade.

18
Johrei – Arte da Vida

Explicarei, a seguir, como essa mudança está se refletindo


no Mundo Material. Até agora era Noite no Mundo Espiritual.
Nele, da mesma forma que no Mundo Material, a noite é escura,
e só periodicamente há luar. Como conseqüência, predomina o
elemento água. Quando a Lua se esconde, resta apenas a luz
das estrelas; se estas forem encobertas pelas nuvens, a
escuridão será completa.

Observando-se os fatos do Mundo Material, que são a


projeção do que ocorre no Mundo Espiritual, isso se torna muito
claro.

Pelas marcas deixadas até os nossos dias, os períodos de


guerra e paz, de ascensão e queda das nações, podem ser
comparados às fases crescentes ou minguantes da Lua.

É chegada, portanto, a hora de se iniciar mais um ciclo, ou


seja, encontramo-nos na iminência da mudança para o Dia.
Estamos justamente na fase do seu alvorecer.

A Transição da Noite para o Dia no Mundo Espiritual


ocasionará uma experiência inédita para a humanidade. Uma
grande, espantosa, temível e ao mesmo tempo feliz mudança
está para ocorrer, e seus sinais já estão aparecendo.

Vejamos. O dia, no Mundo Espiritual, é como no Mundo


Material: primeiro aparecem pinceladas de luz do Sol no
horizonte, a leste.

Atentem, por exemplo, para a grande transformação


ocorrida no Japão, o País do Sol Nascente. Nele já se iniciou o
colapso da cultura da Noite, ou seja, da cultura já formada.
Observem, também, o desmoronamento das grandes metrópoles
da cultura, a situação calamitosa da economia industrial, a queda
dos superpoderes, das classes privilegiadas, etc. Tudo isso é
conseqüência da mudança a que nos referimos. Logo virá a

19
Johrei – Arte da Vida

construção da cultura do Dia, que também já está raiando,


representada, no Japão, pelo desarmamento total, seguido da
ascensão da democracia. Esses dois fatos, absolutamente
imprevisíveis desde a instituição do país como nação, há dois mil
e seiscentos anos, será o primeiro passo para o estabelecimento
da eterna paz mundial.

O Mundo da Noite é um mundo de trevas, caracterizado


pelas lutas, pela fome e pelas doenças. Em contraposição, o
Mundo do Dia é um Mundo de Luz, caracterizado pela paz, pela
abundância e pela saúde.

O Japão atual expressa bem a fase de transição entre


esses dois mundos. O Sol que desce no leste deverá atingir o
zênite.

E o que significa isso?

Significa o colapso total da cultura da Noite; ao mesmo


tempo, ouvir-se-á o brado do nascimento da cultura do Dia.

Pode-se mais ou menos ter uma idéia disso pelos fatos


ocorridos no Japão, os quais, em plena escala, já mostram um
modelo da nova cultura.

Assim, aproxima-se o momento decisivo para toda a


humanidade e ninguém poderá escapar. Resta ao homem
apenas esforçar-se para tornar os efeitos dessa ocorrência os
mais brandos possíveis. Para isso, ele só tem um meio: conhecer
o princípio do Johrei e unir-se ao trabalho de construção da
cultura do dia. Há um trecho na Bíblia que diz que seria pregado
o Evangelho do Paraíso ao mundo inteiro e depois viria o fim.

O que quer dizer isso?

20
Johrei – Arte da Vida

Acredito firmemente que essa missão será cumprida pelos


meus Ensinamentos.

Para explicar o princípio do Johrei, eu tive de avançar até


o destino do mundo. Todavia, era sumamente importante que o
fizesse, pois tanto a descoberta dos erros da Medicina como o
princípio do Johrei apóiam-se fundamentalmente neste ponto: a
Transição da Noite para o Dia.

Se a causa das doenças, como já expliquei, são as


máculas do espírito, e se a única maneira de acabá-las é a
eliminação dessas máculas, resta uma grande dúvida: por que
não se descobriu isso antes da descoberta do Johrei?

O princípio do Johrei está baseado na misteriosa luz


invisível emanada do corpo humano.

E qual é a natureza dessa luz?

Ela é uma espécie de energia espiritual, peculiar ao corpo


humano, e seu componente principal é o elemento fogo.
Portanto, na ministração do Johrei, necessita-se de grande
quantidade desse elemento: à medida, porém, que se aproxima o
Mundo do Dia, ele aumenta gradativamente, pois sua fonte de
irradiação é o Sol. Assim, além de ser eficiente na eliminação das
doenças, o elemento fogo possui mais um fator de importância
decisiva: seu incremento no Mundo Espiritual acelera o processo
de purificação do corpo material, porque a transformação
ocorrida naquele mundo causa influência direta no corpo
espiritual. O aumento do elemento fogo tem a função de auxiliar
a intensificação da energia purificadora das máculas espirituais.

Por isso, ao mesmo tempo que se torna mais fácil


surgirem doenças, o tratamento solidificador empregado pela
medicina atual terá efeitos cada vez menores, acabando por se
tornar impraticável.

21
Johrei – Arte da Vida

No Mundo da Noite, era preciso que transcorressem vários


anos para haver uma nova eliminação das toxinas anteriormente
solidificada, mas esse período irá diminuindo para um, meio ano,
três meses, um mês, até ser impossível a solidificação.

Pelo exposto, os leitores poderão entender quee pouco a


pouco está se processando a Transição da Noite para o Dia. No
Mundo da Noite, para o tratamento das doenças, era mais
vantajoso solidificar as toxinas do que derretê-las, pois não havia
quantidade suficiente do elemento fogo para promover sua
liquefação. Assim, era inevitável adotar-se provisoriamente o
método de solidificação.

Eis, portanto, o grave erro que se tornou a causa dos


sofrimentos da humanidade, como as guerras, a fome, as
doenças, a abreviação da vida, etc.

5 de fevereiro de 1947

22
Johrei – Arte da Vida

JOHREI (PRÁTICA)

Elemento Elemento
Fogo Água
Junção de três energias: Fogo-
Água-Terra

É o ato de transmitir a Divina Luz ao espírito através da


palma da mão da pessoa que o ministra.

Johrei é uma palavra japonesa, criada por Meishu-Sama,


composta de dois ideogramas: Joh (purificar), e Rei (espírito),
isto é, limpeza do espírito.

Em síntese, significa "Batismo pelo Fogo"; é o ato de


purificar o espírito do homem pela energia do fogo, predominante
na Luz do Supremo Deus.

O Johrei é um ato possível somente pela comunhão de


Deus com o homem.

O Johrei é o verdadeiro método de curar e, como forma de


ajuda ao homem em sua procura pela salvação, é uma
expressão da Graça e Amor de Deus.

A meta básica do nosso trabalho é explicar e demonstrar a


verdade sobre a Nova Era (Era do Dia). Não se limita nem ao
vertical e nem ao horizontal. A verdade é flexível, ora
expressando o princípio horizontal, ora expressando o vertical,
em outras palavras, a verdade é o equilíbrio, ou Izunomê.

23
Johrei – Arte da Vida

A nossa meta é despertar as pessoas para a existência do


Espírito Divino e, ao mesmo tempo, dar atenção ao progresso da
civilização material. Uma manifestação deste princípio é o Johrei,
no qual a Energia Espiritual Divina é canalizada através da palma
da mão. É o emprego das energias combinadas do espírito e do
corpo.

24
Johrei – Arte da Vida

A CIÊNCIA DO JOHREI

O Johrei pode ser ministrado por qualquer pessoa, após


aprender como ministrá-lo.

Não é necessário nenhum treinamento específico além do


nosso Curso de Iniciação. Todos que completarem este curso e
receberem o Ponto Focal Sagrado (Ohikari), podem ministrar
Johrei com êxito.

Uma pessoa que não tenha recebido Johrei antes pode


duvidar da eficácia da Luz Divina ou mesmo negar
completamente a existência de Deus; no entanto, o Johrei opera
milagres. Mesmo que a pessoa encare tudo com ceticismo, nem
por isso o Johrei é menos eficaz.

10 de fevereiro de 1954

25
Johrei – Arte da Vida

A CRENÇA E O JOHREI

Enquanto o doente não tiver compreensão de Deus, pode


ser contra, duvidar ou querer receber Johrei por curiosidade e ser
perdoado por Deus. Isso é perfeitamente lógico. Algumas
pessoas, entretanto, ouvem palestras, lêem os Ensinamentos,
ingressam na Fé e continuam recebendo Johrei com pensamento
em desacordo com essa compreensão.

Nesses casos, a cura torna-se mais demorada, não


acontece como se espera, e existem motivos racionais para que
isso ocorra. Assim, há casos de cura rápida por parte de quem
duvida, e cura demorada por parte de quem tem razoável fé. O
motivo é o que expus acima.

Aquele que desconhece tudo, tem razão para duvidar e é


perdoado, o que se enquadra perfeitamente na lógica, porém
aqueles que, mesmo ouvindo muitos esclarecimentos, continuam
duvidando, não obtêm resultados desejados. Analisando tudo
isso, está de acordo com a razão. Tieshokaku é descobrir e
saber rapidamente desse ajuste à razão.

26
Johrei – Arte da Vida

A MUDANÇA DO JOHREI

O fato de dizer que a purificação fortalece pouco a pouco e


a cura se processa gradualmente significa que o Johrei produzirá
pouco a pouco um efeito mais forte, ao passo que o método de
suprimir a doença solidificando-a torna-se cada vez mais difícil.
Isso significa também que aquilo que não compreendiam até
agora, mesmo que fossem repetidos dez ou vinte vezes, agora
compreenderão falando apenas cinco ou seis vezes.

Porém as coisas de Deus não são rapidamente detectadas


pelos nossos olhos, e sim vão avançando pouco a pouco, como
se fosse este ano, depois o ano que vem e assim se passando
dois anos. E a cada ano se torna mais rápido, bem como mais
nítido.

27
Johrei – Arte da Vida

A UNIÃO DA CIÊNCIA E DA RELIGIÃO (JOHREI)

Originalmente a doença é um fenômeno que aparece no


corpo físico. Isto é o efeito, pois a raiz está naturalmente no
espírito. A nuvem surge a princípio numa das partes do espírito e
depois em inúmeras outras partes e isto se reflete no corpo
físico, tornando-se doença. Por isso, basta queimar essas
nuvens, que é curada a doença. E isto está muito claro.

1 - Espírito e matéria unidos

Este mundo em que vivemos é formado pelo Mundo


Espiritual e Mundo Material. Da mesma maneira, o ser humano é
formado de espírito e corpo, e ambos, numa relação íntima e
inseparável, constituem o princípio básico. Sendo assim, quando
as nuvens do espírito se refletem no corpo, o sangue se turva;
reciprocamente, quando isso se reflete no espírito, torna-se
nuvens.

2 - O verdadeiro corpo do ser humano

Afinal, no que consiste o espírito humano? Cientificamente


falando, é algo extremamente rarefeito, excedendo
excessivamente uma molécula a ponto de não podermos ver
nem mesmo com auxílio do mais moderno microscópio
eletrônico. Tal como mencionei acima, ele é o primieiro corpo do
ser humano, é algo absoluamente inimaginável e profundamente
misterioso.

3 – As nuvens do espírito

As impurezas, ou seja, as nuvens acumuladas no espírito


humano, que é transparente, são opacidades surgidas em alguns
pontos. Há dois tipos de nuvens:

— as que se originam no próprio espírito, e

28
Johrei – Arte da Vida

— as que são reflexo do corpo.

4 - Purificação — Ação Purificadora

Explicando do ponto de vista espiritual, se o ser humano


pratica más ações, esse pecado gera nuvens no espírito; quando
o acúmulo das nuvens atinge determinado nível, sobrevém a
ação purificadora, na forma de doenças, acidentes ou
penalidades legais. A parte que não foi atingida pela lei dos
homens é punida espiritualmente pela Lei de Deus.

Entretanto, como Deus é absoluto, se a pessoa escapar


habilmente a essas penalidades, o castigo se refletirá na matéria
através de sofrimentos maiores. Evidentemente, as doenças
sobrevindas nesses casos são malignas e, na sua maioria,
colocam em risco a vida da pessoa. Quanto mais cedo ocorrerem
as penalidades, mais brandas serão, podendo-se compará-las a
empréstimos ou dívidas, que, quanto mais se demora a saldá-las,
mais aumentam, devido aos juros.

De fato, se um malfeitor conseguir escapar em vida aos


julgamentos de Deus e do homem, quando morrer e o seu
espírito passar para o Mundo Espiritual, irá cair no fundo do
inferno devido ao peso dos pecados, onde, independente de
querer ou não, terá a resolução.

5 - Nuvens

5.1 - As nuvens e as toxinas medicinais

Por que os remédios são venenos? Falando de maneira


geral, Deus criou o ser humano e ao mesmo tempo preparou
para manutenção de sua vida algo que fosse introduzido pela
boca. Estes são os alimentos, que também estão divididos em
aqueles que o ser humano pode comer e os que este não deve
comer. Em tudo aquilo que se pode comer está incluído o sabor,

29
Johrei – Arte da Vida

e como foi conferido o sentido do paladar ao ser humano, basta


ele comer com satisfação aquilo que desejar, para estar nutrido.
Só de atentar para esse aspecto, perceberemos a perfeição do
Criador.

Conforme acabamos de dizer, a função orgânica do


homem está disposta de tal forma que consegue assimilar com
perfeição as substâncias estranhas que não se caracterizam
como alimentos. Desde que o remédio é uma substância
estranha, restará no organismo como toxina medicinal. O mais
agravante, no entanto, é que toxinas se concentram em vários
pontos do organismo e, com o passar do tempo, acabam se
solidificando.

Portanto, assim que algo se torna impuro, torna-se


necessária uma limpeza, para retirada dessa sujeira; essa é a
razão da ação purificadora. É sobre isso que costumamos dizer
que os remédios não farão mais efeito, por não conseguirem
mais solidificar as toxinas. Isto porque, no Mundo Espiritual, a
energia do elemento fogo aumentará pouco a pouco,
aumentando a força dissolvente. Assim, gradualmente aumentará
em muito as doenças, além das toxinas medicinais irem se
tornando evidentes.

5.2 - O tempo e a purificação

Diante dos pecados que a humanidade acumulou ao longo


de milhares de anos, é natural que ocorra essa grande ação
purificadora. Explicarei agora em detalhes sobre isso. As pessoas
que tiverem a felicidade de ler isso, significa terem a corda da
salvação diante dos seus olhos e poderão agarrá-la sem
qualquer hesitação. De antemão, transmito isso a toda a
humanidade, como um substituto de Deus e aconselho-a a se
arrepender e se corrigir. O que vem a ser isso, senão o grande
Amor de Deus?

30
Johrei – Arte da Vida

Por conseguinte, desde que tomem conhecimento disso,


deverão passar pela preparação da alma (kokoro), renovando a
cabeça (mente) desde o princípio e o quanto antes. Quando
chegar ao final do julgamento, como será decisivo, os indivíduos
com pecados profundos serão arruinados e aqueles com
pecados menos profundos serão salvos. Principalmente aqueles
que nisso acreditarem, além de obterem a vida eterna, restarão
como habitantes do futuro Mundo da Grande Luz.

De acordo com o que mencionei, tornou-se uma


explicação muito misteriosa, porém, isso não tem nada de
misterioso, na verdade é a ciência pura. Por conseguinte, se
acharem misterioso ao lerem isso, é porque o nível da atual
ciência é baixo. Futuramente avançarão bastante, muito mais do
que o clarear do dia, podendo naturalmente compreender
facilmente. Quando chegar nesta fase, pela primeira vez acharão
o ponto de união da ciência com a religião e nascerá a
verdadeira civilização.

31
Johrei – Arte da Vida

IMPORTÂNCIA DO CONHECIMENTO DA MEDICINA DIVINA

1 - Missão do fiel (homem verdadeiro)

Há tempo, estou alertando para a chegada de um período


de terror.

Agora sinto que está próximo.

O povo, contudo, ainda não percebeu as mudanças que


começam a ocorrer.

Estou certo que, daqui a alguns anos, aumentará, de


maneira assustadora, o número de doentes.

Muitas pessoas começarão a morrer repentinamente, sem


que os médicos tenham condições de diagnosticar a causa.

Ao mesmo tempo, surgirão, em todas as partes do mundo,


doenças cada vez mais estranhas, para as quais não haverá
tratamento eficiente.

Como conseqüência dessa situação, ocorrerá um


agravamento do estado da saúde da população em geral.

Daí que, a partir dessa época, as pessoas começarão a


duvidar da eficiência da medicina convencional.

Por outro lado, os Ensinamentos sobre a Medicina Divina


passarão a ganhar importância e a serem entendidos e aceitos
em larga escala e também em profundidade. Será o momento em
que uma grande quantidade de doentes buscará o Johrei como o
único meio de salvação e os fiéis vão estar extremamente
atarefados devido ao extenso número de horas durante as quais
precisarão dedicar, ministrando Johrei.

32
Johrei – Arte da Vida

Posso afirmar, por isso, que, nesse instante, terá início a


verdadeira cena do nosso trabalho.

Até agora, Deus só tem preparado os atores (os


instrumentos) que, na verdade, são cada um de vocês.

Quando, porém, chegar a época da grande purificação,


haverá tanto trabalho a ser executado (explicações dos meus
Ensinamentos e a ministração do Johrei) que, com certeza,
faltará gente preparada para tão imensa tarefa.

Em muitos casos, vai acontecer de o próprio médico


desistir de tratar determinadas enfermidades, quando, por
exemplo, aplicar uma injeção e esta causar a morte repentina do
paciente.

Ao mesmo tempo, essa situação servirá de incentivo para


as pessoas começarem a se lembrar daquilo que viemos
divulgando sobre Johrei e doença e, dessa forma, procurarem a
Luz de Deus como a única corda de salvação.

Por isso, é preciso que haja muitos fiéis aptos a atender


àqueles que solicitarem ajuda.

2 - Necessidade de compreensão correta dos Ensinarnentos

Dias atrás, fui entrevistado por um jornalista e expliquei-lhe


sobre a concretização de um mundo isento de doenças, misérias
e conflitos.

Ao ouvir-me, disse-me que esse mundo profetizado por


mim só poderia surgir num futuro muito distante.

Repliquei, afirmando que era exatamenie o contrário, pois,


enquanto estivesse vivo, iria contruir o estabelecimento, pelo
menos, das bases desse mundo ideal. Continuando a questionar-

33
Johrei – Arte da Vida

me e com enorme espanto, o jornalista perguntou-me quem iria


fazer o Ohikari depois que eu passasse para o outro mundo.

Respondi-lhe que não haveria problema algum, porque,


estando em outro plano, eu manifestaria uma força ainda maior.

Entretanto, parece que ele não conseguiu entender-me.

3 - Difusão dos Ensinamentos

Pouco a pouco, os Ensinamentos da Doutrina Messiânica


estão sendo difundidos devido ao conseqüente aumento do
interesse das pessoas em geral.

De outra parte, existe certa dificuldade em convencer


quem acredita em princípios tão diferentes daqueles que servem
de base para os Ensinamentos que divulgo.

Quando, porém, as pessoas começam a entendê-los, tudo


fica mais fácil. Normalmente, na cabeça dos seres humanos
estão solidificados muitos conceitos incorretos e, por isso, torna-
se difícil dissolvê-los.

Uma vez esclarecidos, porém, a verdade passa a ser


perfeitamente entendida e aceita com muita facilidade.

4 - O Plano de Deus

Faz parte do Plano de Deus que antes de acontecer a


grande transformação, muitas pessoas se dediquem à divulgação
da Verdade sobre doença, Johrei e Agricultura da Grande
Natureza (Pura).

Por isso, alerto: todos os fiéis são chamados para esta


missão.

34
Johrei – Arte da Vida

É interessante também observar que hoje são encontradas


muitas pessoas já prontas a aceitar os Ensinamentos e a entrar
em sintonia com o Johrei.

De outra parte, alguns daqueles que recebem o Johrei têm


ainda dificuldade em aceitar totalmente a Verdade. Tal postura
está relacioda à afinidade do espírito de cada pessoa com os
Ensinamentos que lhe são propostos.

Em outras palavras, essa identificação com os pricípios da


Doutrina Messiânica corresponde a uma espécie de linha (ou
raça) espiritual, cuja origem está na alma da própria pessoa
(mais tarde darei outras explicações sobre esse assunto.)

5 - Qualificação espiritual

Para sabermos se temos ou não qualificação espiritual,


basta observarmos se os acontecimentos da nossa vida estão
ocorrendo conforme os nossos desejos.

Se, porém, as coisas não ocorrem como a gente quer, é


sinal de que ainda não estamos qualificados espiritualmente.

Quando o nosso espírito estiver qualificado, aí sim, todos


os nossos desejos começam a ser realizados naturalmente. Foi
assim que Deus criou o mundo.

Então, o fato de não conseguirmos concretizar aquilo que


almejamos significa que ainda temos muitas nuvens no corpo
espiritual.

Portanto, nosso objetivo essencial deve ser a eliminação


dessas nuvens, não necessariamente através do sofrimento,
mas, ao contrário, com muita alegria.

35
Johrei – Arte da Vida

Por isso, é preciso devotarmos muito esforço para


salvarmos o maior número possível de pessoas. Com essa
atitude, todos nós receberemos sempre muita luz e nossa alma
será purificada pelo sentimento de gratidão emanado por aqueles
a quem prestamos auxílio espiritual.

Então, a nossa alma será purificada, não pela prática do


ascestismo, mas em conseqüência de estarmos promovendo a
felicidade dos nossos semelhantes.

Para podermos realizar plenamente um eficiente trabalho


de salvação, de ajuda aos outros, precisamos, antes de tudo,
aprender a explicar os Ensinamentos e também a ministrar Johrei
corretamente.

Torna-se, pois, indispensável ler várias vezes os Escritos


Sagrados, procurando entender a verdade sobre todas as coisas
(pensamentos, ações, acontecimentos, atitudes, etc.). Agindo
assim, ou seja, estando sempre disponíveis a aceitarmos o
princípio certo, segundo o qual devemos pautar nossas vidas,
estaremos constantemente purificando nossas almas e, ao
mesmo tempo, ganhando força para podermos realizar, com
dignidade, o trabalho de salvação e de ajuda a todos que nos
solicitarem.

Nossa alma será, pois, elevada à medida que estivermos


proporcionando alegria e bem-estar aos outros, empenhados na
salvação da humanidade.

6 - A tríade dos órgãos internos e o Johrei

Os órgãos internos mais importantes para a vida do


homem são certamente o coração, os pulmões e o estômago.
Como sempre venho expondo, isso decorre da ação de três
elementos fundamentais: o fogo, a água e a terra.

36
Johrei – Arte da Vida

Em síntese, o coração, os pulmões e o estômago


correspondem, respectivamente, a esses três elementos, pois o
coração tem a função de absorver o elemento fogo; os pulmões,
a função de absorver o elemento água; o estômago, a função de
absorver o elemento terra.

Mas a explicação dada pela Medicina, até agora, sobre os


órgãos em questão, era bastante superficial. No que se refere a
purificação do sangue sujo, dizem que ela é decorrente do
oxigênio absorvido pelos pulmões, mas é óbvio que apenas isso
não atinge o cerne do fenômeno. Vou dar uma explicação
baseada na revelação de Deus e para isso devo partir da
verdade relativa ao Mundo Espiritual.

A existência desse mundo está fora do alcance dos


sentidos do homem e corresponde praticamente ao nada, mas na
realidade ele é a fonte de onde tudo se origina. Sem conhecer
isso, é impossível aprender a Verdade. Já me referi ao princípio
do fogo arder pela água e da água se mover pelo fogo. Esse
princípio constitui justamente a chave para a solução de tudo.

Para explicar o Mundo Espiritual, que é invisível,


começarei falando do Mundo Atmosférico. O que a Ciência
chama de oxigênio é a essência do fogo, o hidrogênio é a
essência da água e o nitrogênio é a essência da terra. Essas três
essências formam uma tríade, constituindo a natureza de tudo
que existe no Universo. Se tanto o calor intenso, como o frio
exagerado e a temperatura amena estão apropriados à
manutenção da vida, deve-se à força vital desses três elementos
extremamente misteriosos. Se por acaso, conseguíssemos
eliminar o elemento água da Terra, ocorreria uma explosão
imediata, se eliminássemos o elemento fogo, tudo se congelaria
num instante, se eliminássemos o elemento terra, tudo
desmoronaria e se tornaria zero. Essa é a verdade.

37
Johrei – Arte da Vida

Raciocinando nesses termos, poderão compreender o


sentido básico do coração, dos pulmões e do estômago. O
coração absorve o elemento fogo do Mundo Espiritual através da
pulsação. Da mesma forma, os pulmões absorvem o elemento
água através da respiração. O estômago absorve o elemento
terra pela digestão dos alimentos.

Mas vamos aprofundar ainda mais esse princípio. Para


dissolver as toxinas solidificadas, que são a origem de todas as
doenças, necessita-se de calor. Esta é a primeira atividade do
processo de purificação. Se esse processo constitui os sintomas
das doenças, a febre alta em tal oportunidade é necessária para
a dissolução das toxinas. Ao mesmo tempo, a pulsação torna-se
acelerada, para absorver o calor. Quanto ao frio que se sente, é
geado pela concentração do calor no local enfermo e pela
diminuição temporária da temperatura em outras partes. Da
mesma maneira, a respiração se acelera para estimular a
atividade do coração, e, para evitar o ressecamento, os pulmões
absorvem o elemento água em grande quantidade.

A origem do elemento fogo é a energia emitida pelo Sol, a


do elemento água é a energia emitida pela Lua, a do elemento
terra é a energia emitida pela Terra. É claro que dos três órgãos
que citamos o mais importante é o coração, pois ele movimenta
os pulmões, que, por sua vez, movimentam o estômago. De
acordo com este raciocínio, não há perigo imediato de vida
mesmo que falte alimento ao estômago; entretanto, os pulmões
só mantêm a vida por poucos minutos e para o coração é
impossível mantê-la durante mais de alguns segundos. Isso se
evidencia por ocasião da morte, que a Medicina atribui,
invariavelmente, à parada cardíaca, nada falando sobre pulmões
ou estômago. Nesse momento caracterizado primeiramente pela
cessacão da atividade do coração, o espírito, isto é, o elemento
fogo, que ocupava todo o corpo, abandona-o, e o corpo fica sem
calor. Logicamente, isso ocorre porque o espírito retorna ao
Mundo Espiritual. Com a parada dos pulmões, o elemento água

38
Johrei – Arte da Vida

existente no interior do corpo retorna ao Mundo Atmosférico e o


corpo começa a secar. Com a parada do estômago, a ingestão
de alimentos torna-se impossível, e começa o processo de
endurecimento do corpo.

Todos esses fenômenos constituem evidências que


atestam a veracidade do que foi exposto. Portanto, como o corpo
humano é formado pela tríade fogo - água - terra, o método
lógico para a erradicação das doenças deve basear-se nessa
tríade. Isso constitui o princípio do Johrei da nossa Igreja, o qual
está baseado no Poder Kannon. Esse poder é a Luz transmitida
por Kanzeon Bossatsu, uma Luz Espiritual, invisível aos olhos
humanos. A luz visível, como a do Sol, a das lâmpadas, a do
fogo, etc., é o "corpo" da luz.

A natureza da luz é resultante da união do fogo e da água,


ou seja, é formada pelos elementos fogo e água. E será mais
forte quanto maior for a quantidade do elemento fogo. Acontece
que a força proveniente da luz constituída apenas por esses
elementos ainda é insuficiente, tornando-se necessária a
essência da terra.

A manifestação da força perfeita da tríade fogo-água-terra


torna-se uma extraordinária força de purificação. As ondas dessa
Luz atravessam o corpo, extinguindo as máculas do espírito, o
que se reflete no físico, como erradicação da doença. O meio
concreto para se obter o que foi exposto é uma folha de papel
dobrada, com a palavra Hikari, ou seja, Luz, escrita em letra
grande, a qual se usa no peito, pendurada ao pescoço. Nessa
palavra está impregnada, de forma concentrada, a energia das
ondas de Luz transmitidas através do meu braço para o pincel, e
deste para as letras. Assim, a palavra Hikari está unida, por fios
espirituais, à fonte da Luz, situada dentro do meu corpo, a qual
transmite ondas incessantemente.

39
Johrei – Arte da Vida

É claro que a atividade do fio espiritual que me liga a


Kanzeon Bossatsu ocorre de maneira idêntica, e d'Ele me são
transmitidas, ilimitadamente, as ondas de Luz para a salvação da
humanidade.

Sendo o corpo formado pela tríade fogo-água-terra,


conforme expusemos, poder-se-á dizer que o método purificador
das máculas baseado na força dessa tríade constitui a própria
Verdade. É evidente, portanto, que se consegue obter uma força
de purificação jamais vista.

Apesar da explicação deste princípio ser extremamente


difícil, acredito que os leitores tenham conseguido entender até
certo ponto como isso se processa.

6 de agosto de 1949

40
Johrei – Arte da Vida

OHIKARI (SINAL SAGRADO)

1 - Sobre a conversão à Fé

Pergunta: O fato de receber o Ohikari significa converter-


se à Fé? E como é essa conversão para a Fé?

Resposta: Converter-se para a Fé fazendo o Curso de


Iniciação significa aprender o método de extinguir as impurezas.
Entretanto, apenas fazer o Curso de Iniciação não é suficiente
para resgatar verdadeiramente os pecados, apesar de ser melhor
do que não fazê-lo.

Para resgatar os pecados é preciso trabalhar no sentido de


fazer as pessoas felizes, uma que seja, ou acumular ações
virtuosas. Se não fizer essas boas coisas, não terá outro meio a
não ser sofrer e arruinar-se. Esse lado do sofrimento, além de ser
muito trabalhoso, traz pouco efeito. Agora, o lado que faz boas
coisas, alegra os outros e impõe respeito, é onde apaga
rapidamente os pecados. Isto que é crença.

2 - Sobre o Ohikari

Pergunta: O fato de curar doenças é porque Deus


concedeu a Meishu Sama a Força. Todos os seguidores também
podem curar doenças?

Resposta: É Deus, Ele é quem cura. Se a pessoa diz que


está com dor de cabeça e eu ministro Johrei nessa região, ela é
curada. Por isso concedo o Ohikari ao discípulo, que pendura o
Ohikari (papel impregnado de Luz) no pescoço. Através de um fio
espiritual (invisível), que faz a ligação da Luz entre o meu corpo e
o Ohikari, sai a Luz a partir do corpo do discípulo, daí ocorrendo
a cura da doença. Existem muitas pessoas que vêem a Luz.

41
Johrei – Arte da Vida

3 - O estudo e o Ohikari

Pergunta: Qual o estudo que devemos fazer para receber


o Ohikari e assim poder ministrar Johrei nas pessoas?

Resposta: Não é preciso estudo aprofundado. Basta que


participe do Curso de Iniciação que usualmente tem a duração de
mais ou menos três a cinco dias (dia todo). Concluindo o Curso,
recebe-se o Ohikari e poderá ministrar o Johrei.

4 - Sobre a idéia

Pergunta: Será que todos serão beneficiados do mesmo


modo, assim que recebem o Ohikari?

Resposta: Quanto às questões das idéias, se fixar o


pensamento assim, torna-se incômodo. Portanto, basta aquele
sentimento que brotou de si mesmo. Assim, existem momentos
em que a pessoa não está pensando nada, outros momentos em
que se sente grato, mas tão grato que não consegue se conter. E
está ótimo assim; porém, a origem é sempre a gratidão.

É uma verdade que recebendo o Ohikari a idéia é


purificada, assim como é uma verdade que também recebem
mais e mais graças conforme a magnificência da idéia. São
coisas que não se pode decidir apenas por um lado. De qualquer
maneira a Luz vai se tornando mais forte à medida que vai se
purificando e subindo o Yukon.

5 - Pergaminho

Pergunta: A Luz do Johrei vem da letra do Ohikari através


de Meishu Sama, será que isto tem influência na nossa alma?

Resposta: Sim, só que ao invés de alma é no corpo


espritual ligado por fio espiritual.

42
Johrei – Arte da Vida

6 - Sobre purificação

Pergunta: Ao mesmo tempo que se aproxima do fim o


processo de purificação, a força que cura poderá, por exemplo,
impulsionar a dor de cabeça?

Resposta: Não, não poderá, pois esta força é sempre o


bem. O que faz doer é o mal, é sofrimento. Mas, para tirar a dor,
há ocasião em que momentaneamente dói (acelera a dor).

7 - A força do Ohikari

Pergunta: No caso de Meishu Sama partir para o Mundo


Espiritual, como ficará o Ohikari?

De posse do Ohikari cura-se a doença, mas se Meishu


Sama for para o outro mundo, como não tem outra pessoa que
faça o Ohikari, não haverá outro recurso, não é?

Resposta: Porém, respondo dizendo que irradiarei do


Mundo Espiritual essa Força tanto quanto for necessária e que
isso não será problema. Como a irradiarei do Mundo Espiritual,
será a mesma coisa, ou melhor dizendo, será melhor, pois o
corpo físico torna-se um obstáculo.

8 - Johrei e Ohikari

Existe uma espantosa diferença de força no Ohikari,


conforme a pessoa que ministra o Johrei. Primeiramente
dependerá de qualquer maneira da força espiritual, pois a pessoa
que ministra o Johrei há muito tempo e em maior número de
pessoas é mais forte. Portanto, é lógico que haja diferença.

Em seguida, depende do amor dessa pessoa. Aquela que,


depois de ingressar na fé, pensa em salvar o maior número
possível de pessoas, achando que este é realmente o melhor

43
Johrei – Arte da Vida

caminho para ajudar os que sofrem no inferno deste mundo, tem


facilidade para curar os outros. Mas aquela que só pensa em
receber graças para levar uma vida tranqüila, não possui grande
poder de curar.

Temos, ainda, a pessoa "teimosa", mas isso não tem


solução por ser de nascença, apesar de ter facilidade de curar. É
uma pessoa teimosa, mas que de qualquer maneira tem muito
makoto.

A pessoa que não suporta ver outros sofrerem se penaliza


do fundo do coração, canalizando uma maior força curadora. Mas
aquela que ministra Johrei com o pensamento de ganhar
dinheiro, ser bem sucedida na vida ou se tornar in, não obtém
bons resultados ao canalizar, embora este, inicialmente, pareça
fazer efeito.

A pessoa que está harmonizada com a Vontade de Deus,


recebe muita proteção e emite um poderoso. Mas em se tratando
de Luz Divina, o seu efeito, ao atravessar o corpo humano, difere
de pessoa para pessoa, dependendo do sentimento de quem a
canaliza. A água pura fica suja ao percorrer um canal sujo, mas
permanece límpida ao atravessar um canal limpo.

O Ohikari é um fio espiritual intermediário de ligação; é


como se fosse uma lâmpada elétrica. Dependendo da ação da
pessoa, poderá ter a capacidade de uma luz de 100 Watts, assim
como poderá ter até mesmo 10 Watts.

9 - Johrei e o espírito

Pergunta: Na ocasião da própria pessoa ministrar o Johrei


em si, o sangue, que é o espírito materializado, está circulando e,
havendo algum distúrbio em algum lugar, o sangue contaminado
de toxina estará circulando no corpo e inclusive no braço utilizado
para ministrar o Johrei. Neste caso, o fato da própria pessoa

44
Johrei – Arte da Vida

ministrar Johrei em si, significa que está ministrando o Johrei


com o sangue contaminado de toxina que está circulando. Como
fica a correlação entre o Ohikari e o Johrei?

Resposta: A Luz sai de mim passando livremente pelo


Ohikari. É algo agraciado por Deus e completamente separado,
saindo mais forte pela palma da mão.

10 - Ohikari e a mão

Pergunta: Disse-nos que a Luz sai mais forte pela palma


da mão. Será que não sai por outra parte além da mão?

Resposta: O ser humano foi feito assim. Quando


ministramos Johrei a Luz passa pelo Ohikari, pelo braço e sai. A
formação está feita assim, Deus fez desta maneira.

11 - O cordão do Ohikari

Pergunta: Será que o Johrei sai pela palma da mão is


penetrado no corpo e passado pelo cordão a partir do Ohikari?

Resposta: Não é assim. A Luz passa pelo fio espiritual da


própria matéria (Ohikari), penetra no corpo e pela mão. O cordão
do Ohikari pode ser até mesmo de metal, pois o significado está
antes no pendurar no pescoço.

Durante a guerra era pendurado no pescoço do soldado,


mas era retirado quando ficava nu e colocado dentro de uma
faixa na altura do abdômen. Isso era uma circunstância
inevitável; sem que haja tal circunstância, a pessoa não deverá
fazê-lo assim.

45
Johrei – Arte da Vida

URGÊNCIA NA FORMAÇÃO DE EFICIENTES MINISTRANTES


DE JOHREI

O primeiro passo para a formação de eficientes


ministrantes de Johrei é o esclarecimento sobre o que é a
doença.

Como a base fundamental para o estabelecimento do


Mundo de Miroku é a eliminação das doenças da humanidade
inteira, o trabalho inicial deve ter como finalidade a busca do
entendimento profundo das causas das doenças.

É notório que, a cada dia, aparecem novos medicamentos


e novos métodos de cura, bem como modernas técnicas
cirúrgicas.

Essas descobertas continuam iludindo pesquisadores,


médicos e também, o próprio povo. É uma superstição que
precisa ser destruída por completo.

Entretanto, a eliminação total desse erro só vai ser


concretizada quando, pelo aumento da intensidade do elemento
fogo, esse engano ficar evidente.

Hoje, já se percebe que a força da purificação está


aumentando e, como conseqüência, subitamente surgem várias
e diferentes doenças.

Por isso, estou alertando com antecedência, para que não


haja tantas vítimas.

O que está atualmente acontecendo no mundo já é


assustador, mas nada poderá ser comparado às ocorrências
futuras que serão extremamente alarmantes, algo além da nossa
imaginação. Devemos, pois, estar preparados para tais

46
Johrei – Arte da Vida

finalidades a fim de que possamos socorrer o maior número


possível de pessoas.

Todos os fiéis de hoje são, na verdade, as pessoas que


Deus chamou e as está preparando internamente para torná-las
verdadeiros profissionais do Johrei.

É esse então, no momento, o trabalho mais importante a


que cada um de vocês deve dedicar-se com afinco. Vocês
precisam tornar-se pessoas qualificadas.

Devem atingir um nível tão alto de compreensão dos


Ensinamentos, de tal modo que posam ser considerados como
bacharéis e doutores. Procurem, pois, estudar para conquistar
esse nível.

47
Johrei – Arte da Vida

PRINCÍPIO DO JOHREI

Primeira parte

O princípio do Johrei é um assunto por demais difícil para


a compreensão das pessoas da atualidade, dado o seu nível de
instrução. Isso é inevitável, já que a educação está totalmente
baseada no materialismo. Por outro lado, através de documentos
escritos e da tradição oral, constatamos que invariavelmente os
fundadores de diversas religiões realizaram milagres. O fato é
mais evidente nas grandes religiões. No entanto, pelo nível
cultural daquela época, era possível convencer o povo apenas
pela concessão de benefícios e pela realização de milagres, pois
ele não buscava esclarecimentos sobre a teoria ou o conteúdo
das religiões.

O lamentável é que, se não tivesse havido a redenção,


Cristo, quem mais milagres realizou, talvez conseguisse, durante
a sua vida, salvar uma grande parte da humanidade e ampliar
muito mais a sua doutrina. Seu período de atuação foi bastante
curto, sem dúvida por causa da foça de Satanás que, na época,
era inegavelmente mais forte em virtude da prematuridade do
tempo no Mundo Espiritual. Entretanto, finalmente o tempo
amadureceu e adveio a grande Transição naquele mundo.

Através da nossa percepção espiritual, podemos ver


claramente que a força de Satanás está enfraquecendo dia-a-dia.
Por Revelação de Deus, foi-me esclarecida a causa de vários
fatos hoje considerados mistérios do mundo. Assim, me é
possível distinguir o justo e o satânico, de determinar a raiz do
Bem e do Mal, corrigir o erro de todas as coisas.

Em face do desequilíbrio do mundo contemporâneo,


decorrente do progresso unilateral da Cultura, ou seja, o
progresso apenas da cultura material, vou incrementar
extraordinariamente a cultura espiritual e, com o desenvolvimento

48
Johrei – Arte da Vida

paralelo de ambas, fazer surgir o mundo perfeito: O Paraíso


Terrestre.

Como eu disse anteriormente, diferindo dos homens


primitivos e dos homens de épocas de baixo nível cultural, o
homem da atualidade não consegue confiar apenas em milagres,
mesmo que estes sejam manifestados concretamente. Ele não
se convence sem uma explicação teórica dos fatos. Uma das
causas da decadência das religiões tradicionais é justamente
elas negarem a cultura material e não conseguirem proporcionar
benefícios concretos aos fiéis.

Vou explicar agora o princípio do Johrei, um dos métodos


pelos quais os fiéis da nossa Igreja vêm obtendo magníficos
resultados, expressos sob a forma de surpreendentes milagres.
Quando se estende a mão em direção à pessoa enferma, as
doenças mais difíceis e os enfermos mais graves começam a
melhorar. Mesmo as dores mais fortes são aliviadas ou extintas
em curto espaço de tempo. Portanto, só podemos dizer que se
trata de "milagre".

A medicina atual é o resultado de milhares de anos de


estudo e prática constante realizada por renomados estudiosos
de vários países, e suas terapias minuciosas e refinadas são
dignas de elogio. Entretanto, um indivíduo comum obtém
resultados notáveis ministrando Johrei em doentes que não
conseguiram se restabelecer com o trabalho das autoridades
médicas, formadas à custa de elevadas despesas com estudos e
pesquisas durante dezenas de anos. É realmente um fato que
está além da razão.

Não seria, pois, exagero definir o Johrei como a maravilha


do século. Todavia, pelo simples conhecimento dos seus
resultados reais através de notícias, as pessoas não o aceitam
facilmente. Mais do que isso: vêem-no pela ótica da superstição
ou da anormalidade psíquica, o que talvez seja uma reação

49
Johrei – Arte da Vida

natural. O aparecimento do Johrei é um grande acontecimento,


inédito na história.

A afirmação feita pela nossa Igreja, de que irá construir um


"mundo livre de doença, pobreza e conflito", não seria possível
de se realizar se ela não estivesse absolutamente convicta do
que está dizendo. Se não tivesse competência para isso, ela
estaria enganando o mundo e cometendo um erro imperdoável.
Para nós, no entanto, como eu disse anteriormente, milagres
como os que citamos não são milagres. Eles possuem uma base
totalmente fundamentada na explicação científica e ocorrem
porque devem ocorrer.

Vou, a seguir, explicá-los mais profundamente.

Segunda parte

Para explicar o princípio do Johrei, torna-se indispensável


o conhecimento de um fato: todas coisas existentes no Universo
são constituídas não apenas da parte material, mas também de
uma parte espiritual, invisível aos nossos olhos.

O homem, logicamente, também está constituído de


matéria e espírito. Numa classificação sumária, o espírito é a
essência do Sol; o corpo físico, a essência da Lua e da Terra. Em
termos mais compreensíveis, o espírito é fogo, positivo,
masculino, anverso, vertical e dia; o corpo, por sua vez, é água,
negativo, feminino, reverso, horizontal e noite.

Entretanto, a Ciência não admite a existência do espírito,


objetivando somente a matéria. Ora, se o homem fosse
desprovido de espírito, não passaria de um simples objeto. Seria
uma materia como o pau e a pedra, sem vida e sem atividade
mental. Não compreender essa teoria tão simples constitui o erro
fundamental da Ciência até hoje.

50
Johrei – Arte da Vida

Para os cientistas, no espaço só existe o ar, nada mais.


Mas a verdade é que, além do ar, existe um número incalculável
de elementos invisíveis; lamentavelmente a Ciência ainda não
progrediu a ponto de detectá-los. Por felicidade Eu descobri a
natureza desses elementos, tendo dado aos conhecimentos
obtidos o nome de Ciência Espiritual. Com essa descoberta,
evidentemente, chegou a eliminação das doenças, o maior
sofrimento da humanidade.

A seguir, vou mostrar a causa do aparecimento das


doenças. Conforme Eu já disse, o homem é constituído de duas
partes — a material e a espiritual. O fato dele estar vivo e se
movimentar acha-se relacionado à estreita união entre o espírito
e a matéria, ou seja, esta é movida pelo espírito.

O espírito possui a mesma forma do corpo físico, e dentro


dele localiza-se a consciência, no centro da qual, por sua vez,
está a alma. A atividade dessa tríade manifesta-se como
vontade-pensamento, a qual é invisível. Essa vontade-
pensamento é que governa o corpo, portanto, o espírito é o
principal, e a matéria o secundário, isto é, o espírito precede a
matéria.

Quando uma pessoa movimenta os braços e pernas, eles


não se movem livremente, por si próprios, mas sim obedecendo
à vontade da pessoa. Todas as partes do corpo, sem exceção,
inclusive a boca, o nariz, os olhos, etc., movimentam-se dessa
forma.

Até a doença obedece ao mesmo princípio. Para que


possam entender bem, vou exemplificar com o furúnculo, do qual
todo mundo tem experiência. O furúnculo surge como uma
pequena protuberância e vai inchando gradualmente, tomando
uma cor avermelhada. Normalmente vem acompanhado de
febre, e a pessoa começa sentir dores e coceiras no local. Esse
fenômeno constitui uma atividade de eliminação das toxinas do

51
Johrei – Arte da Vida

corpo físico, por ação fisiológica natural. As toxinas acumuladas


em determinada parte do corpo são dissolvidas pela febre e
liquefeitas, para que sua eliminação seja mais fácil. É a atuação
da força de recuperação natural. Para formar um orifício de
saída, a pele fica muito fina e flácida. Portanto, a coloração
avermelhada é o sangue impuro, visível através da pele, que se
tornou fina e transparente. Depois, abrindo-se um pequeno
orifício, o sangue purulento começa a sair imediatamente. Com
essa eliminação de pus, termina a purificação.

A explicação acima diz respeito ao corpo. Mas em que


condições se encontra o espírito nessa ocasião?

Ele apresenta uma espécie de nebulosidade igual ao


furúnculo, em outras palavras, máculas. Quanto mais grave a
doença, mais densas são as máculas. E por que motivo elas
ficam concentradas numa parte do espírito?

É pela ação purificadora constante. Depois que as


máculas espalhadas por todo o espírito se reúnem em
determinado local, surge a ação eliminatória. Isso constitui a
doença.

Existe, pois, uma relação inseparável entre o espírito e o


corpo. Falei há pouco sobre o princípio do Espírito Precede a
Matéria, mas ele não se aplica apenas ao ser humano, todas as
coisas do Universo, sem exceção, obedecem a esse princípio.
Por conseguinte, o objetivo do Johrei é eliminar as máculas
espirituais. Através dele, as máculas ficam no estado de morte.
Em outras palavras, o Johrei tira-lhes a vida. Mortas, obviamente
elas perdem toda a sua força e deixam de pressionar os nervos.
Esta é a razão do desaparecimento das dores.

52
Johrei – Arte da Vida

Terceira parte

O método do Johrei que tenho empregado atualmente


consiste em outorgar às pessoas um papel onde está escrito a
palavra Hikari, ou seja, Luz.

Os efeitos se manisfestam quando esse papeI é usado no


peito, pendurado no pescoço. Isso acontece porque da palavra
Hikari se irradiam poderosas ondas de Luz, as quais são
transmitidas através do corpo, do braço e da palma da mão do
fiel que ministra o Johrei.

E por que motivo se irradiam ondas de Luz da palavra


Hikari?

Essas ondas são emitidas do meu corpo e, peIo fio


espiritual, transmitem-se instantaneamente à palavra em
questão. É muito semelhante às ondas de rádio. Todavia, se as
ondas de Luz são emitidas do meu corpo e transmitidas através
do fio espiritual, surge a seguinte pergunta: que segredo existe
no meu espírito?

Quando compreenderem isto, a dúvida desaparecerá.

No meu ventre há uma Bola de Luz que normalmente


mede uns seis centímetros de diâmetro. Ela já foi vista por
algumas pessoas. Dela, as ondas de Luz irradiam-se
infinitamente. A fonte dessa Bola está no Nyoi-no-Tama de
Kanzeon Bossatsu, no Mundo Espiritual; daí me é fornecida uma
Luz infinita. Esse é o Poder Kannon, também conhecido como
Poder Incognoscível ou Poder da Inteligência Superior. A Bola
que Nyoirin Kannon traz consigo é igual à de Kanzeon Bossatsu.

Quarta parte

Convém falar aqui a respeito de Kanzeon Bossatsu.

53
Johrei – Arte da Vida

Dentre muitos budas, Ele era considerado o mais oculto.


Há nisso um profundo mistério, mas não posso divulgá-lo
totalmente, pois ainda não chegou o tempo certo. Pretendo fazê-
lo tão logo Deus Me permita. Sendo assim escreverei apenas
sobre o mistério relacionado com o Johrei.

A atuação de Kanzeon Bossatsu vem desde o advento do


Budismo, mas daquela época até pouco tempo atrás Ele
promovia tão somente a salvação do espírito. Evidentemente,
através da oração, conseguiam-se graças, mas estas eram
extremamente limitadas. A razão disso está no fato de que a luz
era formada pela união do elemento fogo e do elemento água,
mas faltava o elemento terra. Como havia apenas dois
elementos, a força era insuficiente.

Entretanto chegou a hora de uma grande mudança no


Mundo Espiritual; é o Final dos Tempos, o Juízo Final citado na
Bíblia. Tornou-se necessária, portanto, uma força poderosa e
absoluta que salvasse toda a humanidade. Essa é a força
constituída pela união do fogo, da água e da terra; a força da
terra é o elemento da matéria e corresponde ao corpo humano.
Ao passar pelo corpo, a Luz é acrescida do elemento terra; aí
nasce a força da tríade, ou seja, o Poder Kannon.

Explicando de maneira mais acessível, a Luz transmitida


pelo Nyoi-no-Tama de Kanzeon Bossatsu, passando pelo meu
corpo, manifesta-se como Poder Kannon, o qual, através do
corpo do messiânico, torna-se a força purificadora. Exemplificarei
o que acabo de dizer. É sabido, desde a Antigüidade, que orar
diante da imagem de Kanzeon Bossatsu traz como benefício a
solução das doenças e dos infortúnios, mas os fiéis da nossa
Igreja têm obtido resultados várias vezes mais poderosos com o
Johrei. Isso porque as ondas de Luz emitidas pelas imagens ou
estátuas de Kanzeon Bossatsu são constituídas dos elementos
fogo e água; nelas não está incluída a importante força do corpo.
Outra razão é a grande Transição a que eu já tenho me referido

54
Johrei – Arte da Vida

várias vezes, ocorrida no Mundo Espiritual. Ela teve início em


meados de junho de 1931. Até essa data havia muito elemento
água e pouco elemento fogo no Mundo Espiritual, mas a partir
daí a quantidade deste último começou a aumentar
gradativamente.

É verdade que a grande Transição já havia se iniciado


dezenas de anos antes dessa data, mas o elemento fogo ainda
estava bastante rarefeito. Se a Luz é forte, significa que há maior
quantidade de elemento fogo.

Da mesma forma, no caso das lâmpadas elétricas, quanto


mais intensa é a luz, maior é a quantidade de calor emitido. Outro
exemplo é a existência de uma massa de elemento fogo em meu
ventre. As pessoas falam que minha temperatura é bem mais alta
que a das pessoas comuns. Praticamente todas as noites fazem-
me massagens nos ombros, e todos dizem que de mim emana
muito calor. No inverno, sempre acabo tirando um ou dois
agasalhos. Se permaneço num cômodo durante algum tempo, as
pessoas acham que ele ficou aquecido, e muitas vezes brinco
dizendo que substituo o aquecedor. Mesmo em dias de frio
costumo ficar uma ou duas horas de pijama, após o banho. Além
disso, gosto especialmente de banhos mornos.

Isso obedece ao princípio do aumento de calor quando se


joga água no fogo, e do frio mais intenso nos dias ensolarados de
inverno.

30 de maio de 1949

55
Johrei – Arte da Vida

COMPREENSÃO EM RELAÇÃO AO JOHREI E SUA PRÁTICA

A cada dia, o elemento fogo está aumentando no Mundo


Espiritual.

Na prática, o ministrante deve ficar atento a tamanha


evolução e procurar acompanhá-la. Para isso, é preciso não
forçar a canalização do Johrei. Precisa, então, manter-se
vigilante para não atrapalhar a expansão da Luz.

Também é necessário não esquecer que, com o aumento


do elemento fogo, as purificações se aceleram. Em
conseqüência, haverá necessidade de intensificar a irradiação da
Luz, o que só se torna possível sem o emprego de força física.

Uma atitude que ajuda na prática do Johrei é ministrá-lo


mantendo um sentimento bastante agradável e descontraído,
como se estivesse cantarolando. Também não se deve esquecer
de que o ministrante está apenas sendo um instrumento. Na
verdade, quem emite a Luz e promove a cura é Deus.

É, por isso, que continuo insistindo: não adianta esforço


físico. Por mínima que seja a força empregada, já diminui a
intensidade da Luz. Até eu, quando ministro Johrei forçando o
braço, sinto que o resultado não é bom.

Então, vejam: é uma maneira de agir diferente da que


assumimos ao pedir a Deus graças especiais. Mesmo quando o
fazemos com toda a insistência e dedicação, nada impede de
sermos atendidos. Mas, no caso do Johrei, é exatamente o
contrário: quanto menor o esforço, maior será o resultado.

1 - Lei do Johrei

O Plano torna-se maior pouco a pouco. Para isto, a


primeira arma é o Johrei, já que o princípio é a cura das doenças.

56
Johrei – Arte da Vida

É preciso, aos poucos, ir adquirindo com essa intenção o


conhecimento sobre as doenças. Porém, não o conhecimento
nos termos medicinais, e sim, a sabedoria em relação às
doenças vista por Deus. É isto que precisa ser feito de modo
talentoso, como tenho falado sempre, pois para descobrir o ponto
focal é sempre necessária a sabedoria.

Por isso, penso ser excelente promover centros de


estudos e centros de palestras relacionadas às doenças. É
preciso fazer com que seja uma nova medicina, uma verdadeira
medicina espiritual, uma medicina diferente da medicina
tradicional, e não é preciso saber tanto de análises científicas.
Naturalmente, não poderá ser uma coisa apenas espiritual, e isto
não é porque não cura, porém levará mais tempo para se curar
quando é apenas no sentido espiritual. Como, por exemplo, a
ministração do Johrei pode ser a mesma, porém se conseguir
mirar exatamente o ponto focal, a cura se processará mais
rapidamente, mas se estiver ministrando o Johrei distante desse
alvo, será demasiadamente demorada a cura.

Portanto, deve-se conhecer ambas as partes: espiritual e


física. De vez em quando, ocorre de pessoas fazerem perguntas,
e algumas são coisas que já estão publicadas em diversos
Ensinamentos. Deste modo, podemos saber o quanto as
cabeças das pessoas estão carentes de sabedoria em relação às
doenças. Assim, para saber o ponto focal, penso que é preciso
fazer todo possível para polir a sabedoria em relação às
doenças.

2 - A força espiritual do Johrei

A cura de uma doença depende do poder espiritual do


Johrei da pessoa que o ministra.

Contudo, quanto menos forçado, mais forte ele será. É,


pois, muito importante a atitude de quem o está canalizando. Se

57
Johrei – Arte da Vida

verdadeiramente o ministrante conseguir não usar a sua própria


força, deixando a mão bem relaxada para que a Luz flua com
naturalidade, estará prestando uma valiosa ajuda.

Há outro ponto fundamental a ser ressaltado: o poder do


Johrei depende também da elevação espiritual daquele que o
ministra. Para conseguí-la, os fiéis devem dedicar-se, com
perseverança, à leitura dos Ensinamentos.

Dessa forma, irão, pouco a pouco, aprofundando a sua


sabedoria e adquirindo mais confiança e fé no Johrei que,
conseqüentemente, se tornará mais poderoso.

É preciso, porém, ficarem atentos para não se deixarem


dominar pela vaidade porque essa atitude diminui sensivelmente
a força do Johrei. Eis a razão porque um fiel novo, que ainda
canaliza a Luz de Deus com um pouco de receio, sem confiar
muito na própria capacidade, consegue curar relativamente
melhor.

Por outro lado, quando alguém fica convencido de que já


sabe ministrar bem o Johrei, dificilmente alcança bons
resultados.

Não quero, contudo, dizer que seja melhor canalizar Johrei


com insegurança ou medo. É preciso somente que o fiel tenha
humildade para reconhecer que está servindo, apenas, como
instrumento de Deus.

Além disso, todos os doentes ou quaisquer pessoas que


busquem ajuda devem ser tratados sem ansiedade. Neste
aspecto, a melhor maneira é agir sem nenhum tipo de
envolvimento emocional, ou seja, de pensamentos advindos quer
de sentimentos de estima, amor, admiração, quer de
considerações relativas à posição social, econômica ou cultural
da pessoa a quem se está prestando ajuda.

58
Johrei – Arte da Vida

Se os fiéis não mantiverem uma atitude de completa


imparcialidade, terão, com certeza, o poder do seu Johrei
diminuído.

Embora a energia espiritual outorgada aos messiânicos


seja incomparavelmente maior do que a de outras religiões, tal
fato não deve, nunca, ser motivo de vaidade para os fiéis.

Muito pelo contrário. É preciso que todos reconheçam, a


cada instante, o privilégio de terem sido agraciados com tamanha
deferência, conservando o coração humilde e agradecido.

1º de julho de 1953

3 - Johrei e Ordem

Este é um ponto ao qual todos devem permanecer muito


atentos na hora em que vão se dedicar ao Johrei.

Há alguns dias, ficou bastante clara para mim a


importância da ordem, quando estava ministrando Johrei na
minha empregada e me lembrei que precisava canalizá-lo
também para a minha esposa.

Logo em seguida, chamei-a. Nesse momento, veio-me à


cabeça a idéia de que estaria errado ministrando Johrei em
primeiro lugar para a empregada e depois para a minha esposa.

Apesar disso, achei que, por já ser um final de tarde, não


poderia estar tão equivocado.

Entretanto, durante o Johrei, minha esposa não se portou


como uma pessoa normal. Falava coisas estranhas que me
ofendiam tanto, a ponto de eu lhe chamar a atenção.

59
Johrei – Arte da Vida

Mais tarde, após ter terminado de ministrar Johrei em


minha esposa, refleti um pouco sobre o seu comportamento e
percebi que o motivo da irritação era a ordem que estava
incorreta.

Então pude entender que toda vez que uma ação


praticada não levar em conta esse princípio, algo desagradável
acontece.

Deve-se, pois, mesmo no Templo, saber antecipadamente


qual seqüência a seguir no atendimento aos que vêm receber
Johrei. Assim, por exemplo, quando chegam muitas pessoas
doentes, é preciso dar atenção primeiro aos casos mais graves
ou a quem está apresentando um sofrimento maior.

Nas outras situações, segue-se ao atendimento por ordem


de idade. Agindo assim, os ministrantes estarão dentro da lógica.
As crianças, contudo, estão fora dessa ordem. Como em geral
choram e atrapalham os outros, é melhor atendê-las em primeiro
lugar, para que sejam evitadas perturbações maiores. Também
está de acordo com a lógica atender antes as pessoas com
muitos afazeres, que são sempre bastante ocupadas, ou aquelas
que empenham funções importantes e não têm muito tempo
disponível.

Na maioria das vezes, entretanto, é muito difícil seguir


corretamente essas prescrições. Recomendo, então, agirem de
acordo com o bom senso, atendendo pela ordem de chegada.

Mesmo assim, se houver alguém sofrendo muito, precisa


ser socorrido em primeiro lugar; nesse caso, deve-se antes pedir
permissão aos que estão esperando e ministrar Johrei naquele
mais necessitado.

Em síntese, a ordem correta para ser seguida, ao ministrar


Johrei, é a seguinte:

60
Johrei – Arte da Vida

a) primeiro lugar: pessoas com as doenças mais graves.

b) segundo: ordem de chegada.

c) terceiro: idade.

d) quarto: demais casos com bom senso.

Seguindo essa seqüência, não são criadas desordens no


plano espiritual.

Também as curas ocorrem com maior facilidade e o Johrei


se torna mais eficiente.

Voltando ao que eu disse no começo, toda aquela


agressão a mim dirigida se originou do fato de eu ter ministrado
Johrei primeiro na empregada, agindo fora da ordem certa,
colocando-a espiritualmente acima da minha esposa.

Foi mais ou menos isto que ouvi dela por duas ou três
vezes; momentaneamente estava sendo colocada num plano de
inferioridade em relação à serviçal.

Muitas vezes em nossas vidas ocorrem situações


parecidas. É freqüente percebermos que determinados
posicionamentos nos soam estranhos. Basta, porém, que os
analisemos sob o ângulo da Lei da Ordem para que
encontremos, de imediato, a razão do nosso espanto.

É bom ainda ficarmos conscientes de que compreender e


aceitar a lógica espiritual dá um pouco de trabalho.

Quando, porém, conseguimos entendê-la e seguí-la, todos


os problemas são resolvidos sem dificuldades e as desordens se
corrigem quase que inconscientemente.
17 de março de 1953

61
Johrei – Arte da Vida

4 - No sentido de querer ajudar o próximo

Pergunta: No momento em que estamos ministrando


Johrei, sentimos vontade de rogar a Deus que o doente possa
ser curado o quanto antes. Pode ser assim?

Resposta: A verdadeira sensação é orar e rogar a Deus.


Em ocasiões de emergência, basta dizer "Meishu Sama, eu Vos
rogo graças".

5 - Ministrar Johrei com confiança e despreocupação

Pergunta: Ao ministrar Johrei, como devo proceder para


pedir ajuda a Meishu Sama?

Resposta:O mais importante na cura de uma doença é


acertar o ponto focal. Não está errado pedir ajuda a Meishu
Sama, mas se houver demasiada insistência no pedido,
transforma-se em emprego de força pessoal e atrapalha.

Em síntese, vocês devem sempre ministrar Johrei com o


pensamento de estar servindo como instrumento de Deus, sem
nunca inclinar-se nem para o lado espiritual, nem para o material.
É preciso, sim, saber que a condição essencial para a cura das
doenças em geral é fazer a Luz penetrar profundamente no corpo
de quem a está recebendo. Por exemplo, se vocês estiverem
ministrando Johrei no peito, pensem nas costas e procurem fazer
a Luz atingir também esse ponto.

É preciso, inclusive, aproveitar a força curadora do próprio


doente.

Só que, no caso do Johrei, não somos nós que curamos, e


sim rogamos para que Deus o cure; e, como somos esses
instrumentos, basta que façamos com essa intenção. Nessas
ocasiões, por pouco que seja a penetração da força humana, a

62
Johrei – Arte da Vida

cura não será satisfatória. O melhor é ministrar o Johrei com a


sensação de suposta negligência. Por mais extremo que seja o
esforço, é bom rogar a Deus com essa sensação descontraída e
alegre.

6 - Não se deve apegar nos resultados

Pergunta: Existem ocasiões em que ministramos Johrei,


mas dificilmente as coisas são esclarecidas. Como devemos
proceder nessas horas?

Resposta: Por mais que se queira salvar, não poderá


salvar todos. Dentre dez pessoas, sempre surgem duas ou três
que não se salvam, e a falta não está na maneira de fazer as
coisas. Portanto, mesmo que se queira salvar todos, não é
possível, a não ser que a própria pessoa se torne espírito para se
salvar. Com isso quero dizer que o corpo não se salva (o corpo é
salvo quando é salvo o espírito).

7 - Quem cura é Deus

Pergunta: Estou purificando e penso em receber Johrei do


meu pai, porque sinto que terá um efeito maio por ele se
encontrar muito feliz, alegre e disposto. O que acha disso?

Resposta: Isso é um erro terrível, pois significa que você


pensa que é seu pai quem vai curá-lo, já que disse que ele está
alegremente disposto. Você está totalmente esquecido de Deus,
portanto, como está enganado, é inútil. Não haverá qualquer
problema se, em tudo que fizer, estiver centralizado em Deus.
Não sei porque pensam assim, humanamente.

8 - Não forçar o recebimento do Johrei

Pergunta: Por mais que avancemos, a pessoa não


manifesta vontade de receber Johrei. Porém, desejamos

63
Johrei – Arte da Vida

ministrar de qualquer maneira. Será que podemos ministrar


Johrei à distância?

Resposta: Não há necessidade de ministrar Johrei à


distância. Se a própria pessoa não deseja receber, ministrar
Johrei nela é um desrespeito a Deus. É bom deixar de lado essas
coisas e ler os livros ou jornais de Deus. Seria bom se a própria
pessoa lesse, mas se isso não ocorre, poderia pedir para que
alguém em sua volta leia.

9 - Pedir para receber Johrei

O Johrei não pode ser ministrado de qualquer jeito, pois


assim não terá eficácia. Por isso, eu não ministro Johrei
absolutamente, enquanto a outra parte não me pedir, mesmo
sendo a esposa ou outra pessoa da família que esteja sofrendo
terrivelmente.

Se disser que gostaria de receber Johrei porque


determinada região está dolorida ou que está sofrendo, é bom.
Mas o ser humano é tão esquisito que usa de ambigüidade,
dizendo: "Olha, estou me sentindo mal" ou "Estou com dor aqui",
e não diz que quer receber Johrei. Eu faço de conta que não ouvi
e permaneço indiferente; enquanto a outra parte não pedir com
uma postura correta, não ministro o Johrei. Isto não significa
teimosia, e sim, se não agir dessa forma, o resultado não será
satisfatório.

Entretanto, impor o Johrei a alguém é um procedimento


ainda pior. Muitas pessoas oferecem-no inoportunamente, mas
essa atitude não é correta. No caso de uma criança é diferente,
mas tratando-se de uma pessoa que tem discernimento, é ela
quem deve pedir para receber; caso contrário, não haverá
resultado. Precisamos ter isso sempre em mente.

64
Johrei – Arte da Vida

É o mesmo que recorrer à Igreja e pedir para as


Divindades proteção para algo. Assim receberá a graça. Mas,
embora desejando recebê-la, se a pessoa não expressar o seu
desejo, as Divndades também não saberão o que fazer. Não
devemos, portanto, esquecer a diferença de hierarquia que existe
entre Deus e o homem.

Por ser o Johrei um trabalho Divino passado livremente às


pessoas, estas se esquecem da entrega total à Força de Deus e
Meishu Sama, e facilmente são tomadas por maneiras de pensar
errôneas. Gostaria que no Johrei fosse observado atentamente a
etiqueta de ordem nos casos de casais, pais e filhos. Por
exemplo, se pensar que "ministrar Johrei na família, entre casal,
pais e filhos é muito fácil, não custa nada, é baratíssimo", está
assim cometendo uma falta terrível, além de ser um desrespeito.
Gostaria que tomassem bastante cuidado a esse respeito,
esforçando-se ao máximo em ministrar o Johrei na família.

10 - Os doentes com sintomas leves devem receber Johrei


da família

É preciso o ajustar à razão. Portanto, não é que não pode,


mas deve-se receber Johrei dos atuais ministros quando estão se
sentindo mal ou com dores. E também, quando não sabem qual
é a doença, é bom perguntar ao ministro e receber Johrei.

Não sendo estes casos, seria bom que a própria pessoa


se autoministrasse, pois seria errado tomar o tempo do ministro,
já que é algo que ela pode fazer. Agora, dependendo da doença,
já que existem várias, mesmo no caso de uma gripe a pessoa se
recupera deixando de lado ou se o pai ou a mãe ministrar o
Johrei.

Se, ao invés disso, pedir antecipadamente ao ministro, a


recuperação será demorada. Isto porque o ministro está
empenhado na salvação de um maior número de pessoas, assim

65
Johrei – Arte da Vida

como deve estar pensando sobre as coisas relacionadas com a


expansão da Obra Divina. Por estarem desligados deste
pensamento, as coisas não correm bem e terão que se esforçar
bastante.

Os adeptos devem receber Johrei constantemente e


esforçarem-se para que as coisas não se tornem sérias. É
importante a conversão de toda a família para a fé, como
também é importante a troca de Johrei diariamente no lar. Por
ocasião da purificação, é também importante ir comunicar
imediatamente ao Templo ou à Difusão, fazendo sempre com que
possa receber orientação e confiança em Deus.

11 - Johrei e força humana

11.1 - Efeito contrário

Se alguém está sofrendo muito ou tem alguma doença


grave, não adianta tentar uma cura rápida nem um alívio
imediato, empregando grande empenho e dedicação. Essa
atitude produz efeito contrário. Então, se a cura de um doente for
intensamente desejada, o Johrei deve ser ministrado sem
insistência alguma. É preciso estarmos atentos a este princípio:
as coisas de Deus nem sempre correspondem à nossa maneira
de pensar. Muitas vezes, são o oposto daquilo que julgamos ser
o melhor.

Portanto, ao canalizar a Luz, devemos agir como se nem


conhecêssemos a pessoa, não lhe dando, por isso, muita
atenção.

11.2 - Retirar a força do corpo

Um dos pontos mais importantes a serem observados para


se conseguir o aperfeiçoamento na prática do Johrei é não usar a
força física.

66
Johrei – Arte da Vida

Recentemente tenho recebido muitos telegramas com


pedidos de graças. Dentre estes, há muitos casos bastante
graves; outros, porém, nem tanto, embora quem está ministrando
Johrei julgue tratar-se de uma situação de emergência.

Tais estados de gravidade, ou não, podem ser facilmente


percebidos pelos sintomas e sofrimentos apresentados pelo
doente.

Assim é que, entre os telegramas com pedido de ajuda,


muitos são casos fáceis de serem resolvidos.

Acontece, porém, de o Johrei estar sendo ministrado de


maneira errada. Por não saber direito, quem canaliza a Luz está
usando a força do corpo. Basta, pois, corrigir essa atitude, não
empregando esforço físico na prática do Johrei, que a cura se
processa com facilidade.

Portanto, a razão de, às vezes, não serem obtidos


resultados imediatos, não é a gravidade de uma doença, mas a
maneira incorreta de se ministrar Johrei.

Então, de fato, o primeiro aperfeiçoamento na arte de


ministrar Johrei está relacionado ao não-emprego de força física.

15 de maio de 1952

11.3 - A Luz deve atravessar o corpo do paciente.

Este ponto, aparentemente, é fácil na prática, porém, na


verdade é difícil.

Resulta da eliminação da força física. Basta, pois, retirar o


esforço corporal que a Luz flui rapidamente e atravessa o corpo
do paciente com relativa facilidade.

67
Johrei – Arte da Vida

Quem consegue, na prática, ministrar Johrei de acordo


com este preceito, obtém resultados altamente satisfatórios,
alcançando curas rápidas.

Nos casos em que não estiver ocorrendo um efeito positivo


como resultado da prática do Johrei, é preciso verificar
cuidadosamente se não está sendo empregada a força física na
canalização da Luz. Eu mesmo sempre presto muita atenção a
esse ponto.

Quando o problema não se resolve com relativa facilidade,


acho estranho. Verificando a causa, descubro que estava
colocando esforço físico.

Portanto, cura-se muito bem e com rapidez, quando o


Johrei for canalizado sem apego, sem o uso da força, com o
ministrante num estado de plena concentração, permanecendo
apenas como instrumento da Vontade de Deus.

15 de maio de 1952

11.4 - Interrupção da Luz

A Luz Divina é transmitida pela palma da mão, passando


antes pelo Ohikari. Ela será, porém, imediatamente interrompida
no momento em que o ministrante forçar o braço.

11.4.1 - Eficácia do Johrei

Volto a insistir: para ministar um Johrei eficaz, é de suma


importância manter a palma da mão e o braço bem relaxados e
também não forçar na parte do pensamento. Mantendo essa
atitude, a Luz atravessa o corpo do receptor e atinge uma longa
distância.

68
Johrei – Arte da Vida

Por essa razão, quando ministro Johrei para alguém,


penso apenas que, ao levantar a mão, estou querendo eliminar
máculas daquela pessoa infeliz. Vejo-a apenas como um coitado
que precisa de ajuda. Não sinto pena. Parece até falta de
seriedade, mas, de fato, é a melhor maneira de os problemas
serem resolvidos mais facilmente e a forma pela qual posso
demonstrar amor e respeito verdadeiros pelo meu semelhante.

11.4.2 - Como tirar a força do braço e irradiar a Luz


diretamente para o local da enfermidade

Pergunta: O Senhor ensinou que se deve evitar, o mais


possível, forçar o braço ao ministrar Johrei e, ao mesmo tempo,
direcionar a Luz fazendo-a penetrar na parte doente do corpo.
Como temos certeza de que não estamos agindo de acordo com
nsso desejo? Podemos, por exemplo, olhar ao redor ou pensar
em outras coisas? Se a Luz flui reto, precisa acertar a mira com a
palma da mão?

Resposta: O mais importante é tirar, ao máximo, a força


da mão e fazer a Luz penetrar fundo na parte enferma.

É óbvio que não se deve desviar a atenção durante a


canalização do Johrei. Pelo contrário, ficar bem concentrado no
que se estiver fazendo. Essas duas atitudes parecem
contraditórias. Exigem, por isso, muita habilidade do ministrante.

A Luz espiritual vai sempre em linha reta, mas precisa ser


direcionada pela mão para o ponto focal.

12 - Ministração de Johrei em pessoas com insuficiência de


sono ou embriaguez

Pergunta: Será que surtirá efeito ministrar Johrei em


pessoas com a vitalidade declinada por falta de sono ou mesmo

69
Johrei – Arte da Vida

por ter ingerido bebida alcoólica? E ainda, será que não é um


desrespeito para com Deus ministrar Johrei?

Resposta: É dito na medicina que a insuficiência de sono


é falta de higiene mental, mas já expliquei por diversas vezes que
isso é um engano. Do nosso ponto de vista, não temos nada
contra a insuficiência de sono, pois quando se dorme demais
parece piorar a atividade da cabeça. Por conseguinte, na
verdade, a maior parte depende da ação dos nervos, e a falta de
higiene mental também, é algo que não deve ser absoluto, e sim,
conforme as circunstâncias.

Como adepto, é naturalmente ruim estar perturbado pelo


efeito de bebidas alcoólicas ao ponto de trocar os passos. Este
estado demonstra que a pessoa não tem uma fé verdadeira, e
sendo assim, o Johrei se torna ineficiente, surtindo pouco efeito.
Se for um descrente, não há objeção quanto à ministração do
Johrei, mesmo estando embriagado.

13 - Duração do Johrei

Alguns relatórios mais antigos dão conta de que, para se


obter uma cura, eram ministradas de duas a três horas de Johrei
cada vez.

Essa atitude não é correta.

A duração de cada Johrei não deve ultrapassar trinta


minutos.

Se o ministrante achar que não está conseguindo um


resultado eficaz, com certeza, estará colocando muita força física
na canalização do Johrei.

Precisa, pois, dedicar mais atenção a esse ponto.

70
Johrei – Arte da Vida

15 de maio de 1952

14 - Distância

Pergunta: Qual a melhor distância para se obter maior


força espiritual ao ministrar Johrei?

Resposta: Mesmo existindo certa distância, a força


espiritual do Johrei é forte. Pode haver um distanciamento de até
quatro ou seis metros. Se for, porém muito longo, fica mais fácil
de se perder o ponto focal. Por isso, o melhor mesmo seria uma
distância de 40 a 60 centímetros. Assim os locais seriam
atingidos com facilidade e os resultados, mais eficazes. Se não
houver nenhuma força física, esse espaço pode ser reduzido
para três centímetros. De uma maneira geral, na verdade, não há
muita restrição.

Pergunta: Então, não é necessário se preocupar com a


distância, ao ministrar Johrei?

Resposta: Não há necessidade de tanta preocupação. Se


você, por exemplo, vai ministrar Johrei para alguém que está
imobilizado numa cama, pode até colocar a mão nas costas
dessa pessoa e ministrar Johrei no local.

Entretanto, é bom saber que encostar a mão no corpo do


enfermo não é uma atitude muito religiosa. O efeito do Johrei
será bem maior quando for ministrado com a mão afastada,
mantendo uma certa distância de quem o está recebendo.

15 - Posição do braço

Pergunta: Ao ministrar Johrei, é melhor esticar o braço?

71
Johrei – Arte da Vida

Resposta: Se o estender muito, emprega-se força. É


melhor deixá-lo um pouco dobrado. Do mesmo modo, a mão não
deve ficar muito esticada, mas levemente encurvada.

16 - Palma da mão parada e relaxada

Antigamente, quando se ministrava Johrei, sacudia-se a


palma da mão. Hoje, não se usa mais esse processo, porque
supõe o emprego da força.

Agora a palma da mão deve ficar parada e relaxada, um


pouco encurvada, nunca forçada e nem totalmente esticada.

23 de setembro de 1951

17 - Posição dos dedos da mão

Pergunta: Ao ministrar Johrei, como devem ficar os


dedos? Posso deixá-los abertos?

Resposta: É melhor mantê-los unidos. Com essa postura,


o Johrei surte mais efeito, porque a Luz fica mais concentrada.
Quando abertos, cria-se um espaço de dispersão. Mas o mais
importante é ficar atento para não empregar força ao juntar os
dedos.

Pondo a mão por baixo e anulando a força humana, não


causará nenhum problema.

18 - Ministração do Johrei em pessoa deitada

Pergunta: Não faz mal ministrar Johrei no doente deitado?

Resposta: Não, não faz mal. Conforme a doença, é


melhor ministrar Johrei com a pessoa deitada. E, na ocasião da

72
Johrei – Arte da Vida

ministração, é bom manter a mão numa distância de 15 a 20


centímetros.

Pergunta: Ao ministrarmos Johrei na pessoa deitada e


que permanece sem se virar, não podemos ministrar
principalmente na região superior: ombros, pescoço, pulmões,
dos lados, e também nas regiões renais e virilhas.

Resposta: Poderá ministrar Johrei na região dos pulmões,


colocando a mão por baixo. E mesmo que permaneça com a
mão junto ao corpo sem nenhuma distância, basta apenas que
retire a força da mão. Assim será eficaz, caso contrário, não
surtirá efeito. Como a ministração do Johrei na região dos
pulmões é introduzir o espírito, colocando a mão por baixo e
anulando a força humana, não causará nenhum problema.

19 - Pequenas toxinas

Pergunta: Como e quando ministrar Johrei nas pequenas


toxinas?

Resposta: Ao encontrar pequenas solidificações,


devemos autoministrar Johrei com o dedo médio, mas sem tocar
o local. Deve-se, contudo, apoiar nos demais dedos e concentrar
toda a Luz no dedo médio. A Luz emitida pelo dedo médio é forte,
por isso as pequenas solidificações de toxinas se dissolvem mais
rapidamente. O mais importante é acertar o ponto focal.

Pergunta: Neste caso, a Luz é emitida da ponta do dedo


ou dos arredores da impressão digital?

Resposta: A Luz é emitida do local da impressão digital.

73
Johrei – Arte da Vida

20 - Calor na palma da mão ao ministrar Johrei

Pergunta: Ao ministrar Johrei, sinto que, de vez em


quando, a palma da minha mão esquenta. Por quê? É uma
maneira pela qual o ministrante percebe onde está o mal no
corpo de quem está recebendo Luz?

Resposta: É muito natural que vocês sintam esse calor


porque, na palma da mão, fica concentrado o elemento fogo
(kasso). Por isso, quanto mais esquentar, melhor.

Eu também sinto muito esse calor. É comum também


ouvir, de quem está recebendo Johrei, comentários de que está
tendo a sensação de algo muito quente.

Quanto a perceber o mal do outro, não existe muita


ligação. Geralmente esse é um atributo de pessoas com
agudíssima sensibilidade e um sexto sentido altamente
desenvolvido.

Todos, porém, podem desenvolver essa habilidade,


através do aprimoramento. Para tanto, precisariam dedicar-se ao
Johrei durante mais tempo. Não se preocupem, contudo, muito
com esse aspecto. Eu também não me ligo tanto a essa questão.
Não perceber nada diferente é muito normal.

21 - Mão de maior potência para irradiação da Luz

Pergunta: Quando ministro Johrei com a mão direita, sinto


que a Luz se move e é irradiada mais intensamente. Não tenho a
mesma sensação com a mão esquerda. Há maior potência na
Luz canalizada pela mão direita que pela esquerda?

Resposta: Não está certo você sentir essa diferença. A


Luz se expande na mesma intensidade de ambos os lados.

74
Johrei – Arte da Vida

Procure ministrar Johrei sem forçar, como sempre ensino, que


não vai ter essas sensações.

22 - Um só ministrante

Pergunta: Antigamente recebi do Senhor a orientação de


que uma pessoa por vez deveria ministrar o Johrei. Mas, se
alguém estiver passando por uma purificação severa, é permitido
que várias pessoas, ao mesmo tempo, canalizem Johrei para
esse paciente?

Resposta: No início era assim: somente uma pessoa por


vez; mas o tempo está avançando para a Era do Dia e, por isso,
a canalização do Johrei tem de ser ajustada à época atual. Não é
preciso definir normas; contudo a maneira de agir pode ser
alterada de acordo com as necessidades do momento.

23 - Maneira correta de receber Johrei

Pergunta: O Senhor nos orientou que basta receber


Johrei quando se tem purificação. E para acelerá-la, pode-se
também recebê-lo?

Resposta: Com essa intenção, não é necessário, pois


sempre demora muito para ocorrer uma purificação, quando
provocada. Em vez de forçar uma reação, procure acumular
virtudes. Assim, pela fé, sua alma vai sendo purificada e, como
conseqüência, ocorrerá naturalmente um processo de limpeza.
Essa postura corresponde à prática da fé verdadeira.

24 - Predisposição para a doença

Pergunta: Existe predisposição para pegar doença?

Resposta: Não existe. Todos os seres humanos têm a


mesma natureza. São iguais quanto à origem divina e, por isso, o

75
Johrei – Arte da Vida

meio de curar é o mesmo em qualquer circunstância. Caso


contrário, o Johrei curaria uns e outros não. O que difere de
pessoa para pessoa é a quantidade e a qualidade dos remédios
ingeridos. Daí algumas curas serem mais rápidas e outras mais
demoradas.

25 - Influência da hereditariedade

Pergunta: Existe predisposição forte ou fraca para


doenças hereditárias?

Resposta: Existe uma predisposição física. A pessoa que


tem muitas toxinas apresenta forte predisposição hereditária para
as doenças. Quem tem menos, já é fisicamente mais forte.
Portanto a solução deste problema consiste na eliminação das
impurezas.

O mesmo se pode dizer do encosto espiritual. Também é


resolvido da mesma maneira: tirando do corpo as toxinas.

Em muitos relatórios de testemunhos dos fiéis, fica


evidente a idéia de que as doenças estão sendo atribuídas às
causas espirituais. Naturalmente que existem algumas
enfermidades cuja origem se encontra no espírito, mas são muito
raros esses casos. Na verdade, a maioria é causada por toxinas.

Muitas vezes, quando não são obtidas curas, as pessoas


perguntam que tipo de espírito está encostado no enfermo.
Entretanto não é nada disso; a doença está, de fato, sendo
provocada por remédios, embora em algumas situações haja
também uma causa que vai além da matéria.

Em síntese: um corpo espiritual nublado e um físico cheio


de toxinas proporciona condições ao encosto de entidades
negativas.

76
Johrei – Arte da Vida

26 - Não se esquecer de que o Johrei é uma coisa que Deus


faz

Pergunta: Dizem que o efeito do Johrei ministrado em si


mesmo não é igual, existe isso?

Resposta: Não existem coisas assim. O fato de achar que


faz menos efeito o Johrei autoministrado do que quando
ministrado em outras pessoas, é simplesmente porque acreditam
que o espírito de si já se encontra mais belo e imagina que o
efeito é fraco. No caso de outras pessoas, como o espírito está
sujo, pensa que o efeito foi extraordinário. Quem está sujo
sempre observa um efeito acentuado em relação àquele que está
mais purificado.

Mesmo sendo o Johrei autoministrado, é lógico que a


atuação de Meishu Sama é a mesma, Ele não iria permitir a
diferença porque é autoministrado. É muito bom ter no coração.
profunda gratidão a Deus e Meishu Sama; se desleixar nos
modos e no caminho de testemunhar a sua gratidão, ministrando
e recebendo o Johrei que realmente proporciona graças.

Devem observar o seguinte: manter a palma da mão


levemente afastada do corpo.

27 - A cautela na ocasião de se autoministrar o Johrei

Quando estão sofrendo dos rins, é bom autoministrar


Johrei levando a mão para trás na direção dos rins. Se está difícil
de urinar, é devido à pressão causada pela debilidade das
funções renais, então basta ministrar Johrei nos rins e assim é
curado facilmente.

Pergunta: Quando a pessoa ministra Johrei nos seus


próprios rins, poderá apoiar a mão?

77
Johrei – Arte da Vida

Resposta: Não, ministre com a mão afastada (levando a


mão para trás, na altura dos rins). Eu estou sempre ministrando
nos meus rins. Se por acaso for apoiar, utilize os dedos indicador
e anular, e ministre o Johrei com a ponta do dedo médio.

Pergunta: No caso da ministração do Johrei nos olhos,


pode-se utilizar este método?

Resposta: Não, no caso de uma doença nos olhos não


basta ministrar apenas nos olhos, pois será inútil, é preciso
ministrar bastante na cabeça. O método que ensinei agora é
somente no caso de dor forte localizada ou feridas.

Pergunta: Será que uma pessoa que sofre dos rins pode
se alimentar normalmente?

Resposta: Sim, pode se alimentar como de costume.


Dizem que as pessoas que sofrem de problemas renais não
podem se alimentar de alimentos salgados, mas isto não existe.
E desde que não esteja dolorido é bom trabalhar o tanto que
puder. Assim a cura é mais rápida.

No caso de ministrar o Johrei em si mesmo, é importante


ministrar sempre mais de vinte minutos. Quando nos
autoministramos, não tomando o cuidado suficiente, podemos
estar esquecidos da Força de Deus e de Meishu Sama, e ido
com os modos adequados.

28 - Johrei nos hospitais

Pergunta: Recentemente tenho recebido muitas


solicitações de Johrei em hospital. Penso que não seria tão
eficaz, mas como devo proceder?

Resposta: Realmente, o efeito não é tão alentador;


entretanto, dependendo das circunstâncias, pode ser ministrado.

78
Johrei – Arte da Vida

Pergunta: Uma moça de 17 anos, estudante de balé, de


repente ficou com os músculos do corpo inteiro endurecidos.
Apresentava uma solidificação muito forte na parte do ombro até
a altura da nuca.

Na faculdade de medicina de Nagoya, o problema foi


diagnosticado como coréia (doença que ataca o sistema
nervoso).

Na casa dessa paciente está entronizada a Imagem de


Deus. Ela e a mãe são fiéis da Igreja, o pai ainda não.

Pela vontade dos familiares ela foi internada.

Mesmo assim, a mãe está pedindo que lhe seja ministrado


Johrei no hospital.

Resposta: Está totalmente errado.

Eu acho também muito estranho vocês fazerem essa


pergunta, demonstrando que até agora ainda não se sabe a
maneira certa de agir.

É errado ir ao hospital e ministrar Johrei, pois o doente já


foi entregue ao médico. Se, contudo, por alguma circunstância o
paciente foi internado pelos familiares, mas não está querendo
submeter-se ao tratamento hospitalar, você pode ir ministrar-lhe
Johrei, desde que a família não se oponha.

Se houver, mesmo que seja apenas um dos parentes


contra, é melhor desistir.

No caso dessa moça, se o pai demonstrar arrependimento


pelo erro cometido e lhe pedir que ministre Johrei a ela no
hospital, você pode ir. Caso contrário, em absoluto, não é

79
Johrei – Arte da Vida

permitido, pois as coisas de Deus têm de ser realizadas dentro


da lógica.

Mesmo no Mundo Material, o comportamento do homem


deve ter uma razão de ser. Nada pode, portanto, ocorrer fora
desse preceito. Especialmente as coisas de Deus, precisam
obedecer à Lei.

Com relação ao caso dessa moça, quando observado sob


todos os ângulos, dá para perceber que não está de acordo com
a lógica e o principal responsável por essa situação é o pai dela,
que simplesmente a entregou ao médico, agindo fora da razão.

1º de julho de 1953

Pergunta: Uma pessoa tem câncer localizado entre a


cárdia (abertura superior do estômago) e o esôfago.

Pela garganta só passam 200 cc de leite.

Foi-lhe colocada também uma sonda na barriga por onde


recebe alimentos líquidos.

Quando é ministrado Johrei nessa pessoa, ocorre uma


reação tal, que impede a passagem de qualquer líquido pela
garganta.

Como devo agir nesse caso?

Resposta: É melhor não ministrar mais Johrei.

Como já foram tomadas muitas decisões erradas, a


salvação é impossível.

80
Johrei – Arte da Vida

De nada adianta tentar, neste caso, um tratamento com


Johrei. Você sofrerá um grande desgaste e não obterá efeito
satisfatório algum.

Várias vezes também escrevi que está determinado quem


será ou não salvo pelo Johrei.

Muitas pessoas já se encontram do lado da destruição,


não há, por isso, mais jeito, mesmo que se tente uma ajuda.

Se esse paciente, por exemplo, estivesse fadado a ser


salvo, antes da operação teria conhecido o Johrei e ingressado
na religião.

Portanto não tem como salvar pessoas que se encontram


nessas condições.

Por outro lado, não é tão difícil reconhecer quais criaturas


têm chance de salvação.

Normalmente para quem recebe graças com facilidade e


melhora bastante, já chegou o tempo. Se, porém, ocorrem muitas
dificuldades, ainda se encontra do outro lado, com poucas
chances de recuperar-se.

Como já escrevi nos Ensinamentos, não são muitas as


pessoas em condições de conseguir a salvação. Eu acho que
não passam de 10%.

Outras vezes, quando começamos a dedicar, acabamos


empreendendo um grande esforço com pessoas que não têm
chance de salvar-se. Com isso, deixamos de lado, não
atendendo suficientemente àquelas que estão no caminho certo.
Como conseqüência, muitos enganos são cometidos.

81
Johrei – Arte da Vida

Para agir com discernimento, tendo certeza quais são os


que merecem ajuda, vocês têm de polir o Tieshokaku. Assim
conseguirão responder corretamente às perguntas que lhes
forem feitas e, como resultado, acabarão proporcionando
oportunidade para que muitos ingressem na fé.

29 - Informações sobre tratamentos anteriormente feitos

Pergunta: Antes de ministrar Johrei, dependendo do caso,


é bom perguntar à pessoa se já fez algum tratamento?

Resposta: É bom informar-se com o paciente a respeito


dos remédios que já tomou. Tem que perguntar, por exemplo, se
já tomou Kampoo (remédio à base de ervas) e em que
quantidade, pois as toxinas do Kampoo se solidificam
lentamente; não são agudas.

Outro caso especial é o das nevralgias, normalmente


provocadas por remédios ocidentais (processados em
laboratórios a partir de fórmulas químicas). Nos dias atuais são
freqüentes tais males devido ao uso exagerado desse tipo de
medicação.

Também as injeções e os anti-sépticos estão entre os


grandes causadores de nevralgias. Não é nem mesmo errado
pensar que todas as doenças acompanhadas de dor são
causadas por anti-sépticos. Entretanto, entendam bem: não é
que vai doer no local onde foi colocado o remédio. Este é a
causa de seu aparecimento futuro. Para maior clareza, notem
que uma dor de cabeça pode ter origem num anti-séptico que foi
usado numa cirurgia de braço ou perna, por exemplo. A toxina da
medicação usada nesse caso subiu e solidificou-se na cabeça,
vindo mais tarde a provocar a dor.

Para vocês comprovarem o que lhes acabei de falar,


perguntem a quem se queixa de dor se já fez alguma operação.

82
Johrei – Arte da Vida

Atualmente entre pessoas que têm dor de dente, a maioria


delas já fez cirurgia de apêndice.

Então, quando ministrarem Johrei para tais problemas


duas ou três vezes e não obtiverem resultado satisfatório, a
causa está no local do apêndice, para onde deve ser focalizada a
Luz.

Outra causa da dor de dente é o anti-séptico usado nas


extrações e também o material empregado em obturações. Com
o tempo, essas substâncias começam a apodrecer com o calor
do corpo que as rejeita e quer eliminá-las. Daí o aparecimento da
dor. Para impedi-la, o certo seria não usar esses produtos na
ocasião do tratamento dentário.

Então, se alguém, algum dia, entender que a causa


principal da dor de dente é a operação de apêndece, terá trazido
para a humanidade um grande benefício, tornando-se até
merecedor de prêmio Nobel.

30 - Sensação das máculas do outro

Pergunta: Há ministrantes que dizem sentir, no próprio


corpo, dores nos mesmos locais onde elas se manifestam nos
pacientes, na hora em que estão canalizando Johrei. É possível?

Resposta: Primeiramente é preciso saber que entre os


seres humanos existem duas linhas espirituais. Assim, há um
grupo que pertence à linha lunar, dominada pela água. Esta
normalmente fica turva quando usada para limpar alguma
impureza. Então, as pessoas pertencentes a esse grupo podem
refletir o mal do paciente. Já o outro faz parte da linha solar,
dominada pelo fogo, que trabalha queimando. E quanto maiores
forem as queimas, mais potencialidade terá o fogo. Neste caso, o
mal do paciente nunca será refletido no ministrante.

83
Johrei – Arte da Vida

Um exemplo interessante é o do fundador de uma religião


chamada P.L. (Perfect Liberty). Ele tratava as doenças pela água,
aceitando as enfermidades dos membros, para depois pedir a
Deus a eliminação das máculas. Era um trabalho desgastante.
Por isso, à medida que foram aumentando os adeptos da P.L.,
ele precisou preparar dezenas de outros auxiliares para que não
sucumbisse ao peso de tantos problemas.

Esse fato é também muito comum em outras doutrinas


quando, muitas vezes, os dirigentes não aguentam a carga e
começam a sofrer muitos infortúnios.

Então é importante que quem ministra Johrei e tem essas


sensações faça oração a Deus, pedindo que essas máculas
sejam queimadas para não permanecerem no seu corpo.

31 - Bocejos

Muitas pessoas bocejam ao ministrar ou receber Johrei e


isto é muito bom. O vocábulo japonês akubi (bocejo), no guen-rei
(espírito da palavra), significa "mal espírito".

Quando a toxina é dissolvida pelo Johrei, o espírito da


toxina é eliminado imediatamente, através dos bocejos. O resto é
eliminado mais tarde.

Portanto, é muito bom bocejar durante o Johrei. O arroto


tem o mesmo efeito.

Pergunta: Por que há pessoas que, ao receberem Johrei,


não bocejam; mas, quando ministram em alguém, começam a
bocejar?

Resposta: É estranho. Normalmente quem recebe é que


boceja. Acho que a pergunta não está bem formulada.
Membro: Não, Senhor, é assim mesmo que acontece.

84
Johrei – Arte da Vida

Meishu Sama: Ah! Então esse ministrante pertence à


linha lunar, dominada pela água; por isso recebe do paciente o
mal. É como se a água tivesse ficado turva.

Pergunta: Nestes casos, a pessoa que recebe esse mal


não está se prejudicando?

Resposta: Se for só o bocejo, não tem tanta influência;


mas alguma coisa mais pesada, pode prejudicá-la.

Pergunta: Há alguma explicação científica para esse


fenômeno?

Resposta: A linha lunar limpa pela água. Assim, a doença


do outro passa para quem a trata e, por isso, fica também
impregnado de máculas. É mais ou menos semelhante ao que
acontece quando você lava roupa.

32 - Amatsu Norito e Johrei

Pergunta: Devemos rezar Amatsu Norito antes do Johrei?

Resposta: Depende do momento. Quando houver muitas


pessoas esperando, não precisa rezar, devido ao tempo que
deve ser aproveitado para ministrar Johrei. Se estiver sentindo
muita necessidade, rezar somente a última parte: "Kannagara
tamati haê massê", ou pedir silenciosamente a proteção de Deus.

33 - Oração e Johrei ao mesmo tempo

Pergunta: Há pessoas que rezam enquanto estão


ministrando Johrei. É correto?

Resposta: Não é uma atitude certa. Quem age assim está


se colocando na posição de Deus. O ministrante nunca deve

85
Johrei – Arte da Vida

esquecer de que é apenas instrumento para a canalização da


Luz.

34 - Manifestação de espíritos

Pergunta: Havendo manifestação de um espírito, como


proceder em relação ao Johrei?

Resposta: Quando for um espírito animal, rezar Amatsu


Norito. Se o Johrei estiver sendo ministrado no Templo, a prece
deve ser feita diante do Altar. Assim terá o efeito de uma "bomba"
de Luz lançada contra esse espírito negativo.

Em se tratando, porém, de antepassado, é melhor rezar


Zenguen Sanji, por ser uma oração mais suave.

35 - Toque em cadáveres

Pergunta: Algumas pessoas costumam acariciar os


mortos. No momento, não sentem nada, mas depois começam a
perceber algumas vibrações estranhas. Por que isso acontece?

Resposta: Tais sensações se manifestam devido


exatamente a esse hábito. Não tem razão, nem é bom tocar
diretamente um cadáver, pois, no momento em que o espírito sai
do corpo, surge uma mácula, uma matéria diferente daquela que
existia enquanto a pessoa estava viva. Antigamente essa
substância era chamada de Shinikegare (impureza do morto).

É bom, então, ministrar Johrei, que por ser um ato


sagrado, queima essa mácula. O ministrante precisa, contudo,
agir apenas como um instrumento Divino. Não deve, portanto,
tocar o morto sem necessidade, especialmente logo após a
morte. É claro que algumas pessoas precisam preparar o
cadáver para o velório, mas estas em geral não manifestam
apego; por isso não correm risco.

86
Johrei – Arte da Vida

36 - Invocação a Kakuriyono Ookami

Pergunta: Em casos de manifestação de espírito animal,


tem que ser feito um pedido a Kakuriyono Ookami?

Resposta: Não é necessário. Não tem sentido. Se for um


espírito humano, aí, sim, é significativo fazer um pedido a Ele.

37 - Johrei em animais

Pergunta: Há pessoas que ministram Johrei nos animais.


Existe permissão de Deus para tal atitude?

Resposta: Kannon concede graças até aos insetos.


Portanto, visando à salvação, vocês podem tratá-los como se
fossem seres humanos. Nos animais inferiores, o efeito do Johrei
é, inclusive, muito mais rápido.

87
Johrei – Arte da Vida

ORDEM NA MINISTRAÇÃO DO JOHREI

Pergunta: Gostaria de saber sobre a ordem ao ministrar o


Johrei. De um modo geral, o recebedor se senta e o Johrei é
ministrado iniciando pela cabeça, depois nos ombros, no peito,
descendo, e em seguida nos lados e nas costas, de cima para
baixo.

Resposta: São necessários os dois lados. Na ocasião, se


a pessoa estiver com muita dor, sofrendo muito, a princípio deve-
se ministrar Johrei apenas no local. E, se não for este o caso, e
não souber o local, ou ainda estiver debilitada, deve-se ministrar
o Johrei em todo o corpo, obedecendo uma ordem. Por exemplo,
ministrando o Johrei em todo o corpo, acelera a tosse, e assim
poderá saber que ali existem toxinas.

Assim, poderá ter como alvo aquele local onde está a


massa endurecida de toxinas.

Em primeiro lugar, é bom ministrar Johrei no centro da


cabeça, bem nessa parte alta, a primeira parte vital, fazendo com
que o recebedor se curve um pouco para frente dobrando o
pescoço. Este local é o ponto que determina as principais
funções humanas e, por isso, tem influência em todo o corpo.
Fixe primeiramente aí (de frente), e depois nos ombros.

Principalmente na ministração nos ombros, deve-se


focalizar pela frente na clavícula; se percber que a pessoa tem os
ombros endurecidos, apalpar com a mão por sobre a roupa,
deve-se ministrar o Johrei por cima dos ombros. Dissolvendo as
massas endurecidas, amolece-se os ombros, e continuamente
são dissolvidas as toxinas por volta do pescoço.

Quero ainda deixar bem claro que, ao ministrar Johrei nos


ombros, são resolvidas muitas das dificuldades de movimentação

88
Johrei – Arte da Vida

de pernas e braços, uma vez que a causa de tais problemas


encontra-se nas solidificações de toxinas na região dos ombros.

Para confirmar essa minha posição, posso citar, como


exemplo, o meu próprio caso. Sempre tive muitas toxinas em
conseqüência dos remédios que usei antigamente. Pouco a
pouco, fui eliminando-as e, a partir do outono do ano passado
(1953), comecei a ministrar Johrei mais intensamente nos
ombros para deixá-los mais moles. Nos pontos duros, fiz penetrar
a Luz através da ponta do meu dedo e, passo a passo, meus
ombros foram ficando mais maleáveis. Agora já posso perceber
alguns resultados: comparado ao ano anterior, meu apetite
melhorou; atualmente sinto mais o sabor dos alimentos.

Pergunta: Estamos ministrando Johrei a partir da frente,


mas na verdade, pela ordem da Lei do Espírito Precede a
Matéria, não devemos ministrar a partir de trás?

Resposta: É melhor ministrar antes na frente. Assim como


poderá diferir toda a maneira de ministrar o Johrei dependendo
da doença. Na maioria das vezes, ministra-se primeiramente na
frente e depois nas costas. Assim a configuração é bem melhor,
do que logo de início fazer a pessoa voltar-se de costas.

Pergunta: Ministra-se Johrei inicialmente pela frente, mas


na ocasião de ministrar dos lados, devemos ministrar
primeiramente a partir da esquerda ou da direita?

Resposta: Poderá ser de qualquer um dos lados, mas


como existe um dos lados onde ministrarão mais Johrei, é melhor
iniciar por aí. Assim como o melhor meio de saber se tem febre é
tocar com a mão na testa, e se estiver quente é porque está
purificando em algum lugar. Deve-se tocar com a mão também
na parte dianteira do pescoço (gânglios linfáticos), ministrando o
Johrei sempre com a mão afastada.

89
Johrei – Arte da Vida

SABEDORIA E PONTO FOCAL

1 - Tieshokaku (Sabedoria)

Ao ministrar Johrei, em primeiro lugar é preciso


Tieshokaku (sabedoria).

É esta capacidade que lhes permite enxergar as causas


dos sofrimentos. Tendo Tieshokaku, todos vocês podem ver
corretamente o ponto onde está a origem do problema e avaliá-lo
com precisão.

Assim está escrito no Go-Shinsho (Escritos Divinos).

Então, quando conseguirem compreender a parte do


conteúdo do Go-Shinsho, é porque vocês já estarão num nível
bem elevado de Tieshokaku.

Muitas vezes acontece de um ponto da doutrina parecer


muito claro no momento da explicação, mas, ao voltar para casa,
poucas passagens são lembradas.

Depois de algum tempo, porém, repentinamente surge


uma idéia que esclarece com precisão os diversos assuntos,
aparentemente esquecidos.

Essa ocorrência é um sinal de que a pessoa está


desenvolvendo seu Tieshokaku.

Também para que vocês possam observar os sintomas


apresentados por alguém doente e, imediatamente, sejam
capazes de dizer de qual doença a pessoa sofre, é preciso que o
Tieshokaku esteja bastante elevado.

90
Johrei – Arte da Vida

Portanto, se vocês antigamente acertavam cinco entre dez


casos e agora já conseguem seis ou sete, é prova de que estão
progredindo na elevação do nível espiritual do seu Tieshokaku.

2 - Ponto focal

Descobrir o ponto focal de tudo na vida é de suma


importância.

Entretanto, muitas coisas que vocês fazem estão fora do


ponto focal. Não me refiro apenas às doenças, mas também em
relação às atitudes do cotidiano como conversas,
comportamentos corriqueiros e até a maneira de divulgar a
doutrina.

Daí a importância de elevar cada vez mais o nível de


sabedoria. Dessa forma, vocês poderão facilmente encontrar
soluções harmoniosas para os problemas.

Do mesmo modo, poderão orientar com relativa facilidade


alguém que se encontre indeciso quanto a ingressar ou não na
nossa doutrina.

Se vocês conseguirem, ao falar dos Escritos Sagrados,


atingir o ponto focal, imediatamente surgirá a decisão. Não é
fácil, contudo, achar esse ponto tão sutil.

Daí, que, quanto mais elevado for o nível de Tieshokaku,


mais rapidamente vocês encontrarão o ponto focal.

Portanto, reafirmo, em todas as situações, a melhor


solução é buscar antes o centro da questão. Essa prática deve
prevalecer a qualquer atitude que os leve a perder a calma e, em
conseqüência, agir apressadamente.

91
Johrei – Arte da Vida

É bom ter sempre em mente o seguinte: muitas vezes, as


dificuldades que surgem são um sinal de que talvez ainda não
seja o tempo certo, ou já algum outro motivo por trás dessa
situação.

Quando, porém, chegar o momento adequado, se vocês


permanecerem constantemente atentos, encontrarão, com
facilidade, o ponto focal.

É o que acontece, por exemplo, em casos de febre. Na


hora em que conseguem ministrar Johrei no local exato da causa
da doença, a febre abaixa imediatamente. Acredito que todos nós
já devamos ter experimentado esse fenômeno.

Descobrir o ponto focal é, portanto, condição fundamental


para alcançar felicidade.

Faz-se necessário, então, que o ser humano desenvolva


rapidamente a sua capacidade de encontrá-lo.

Uma das práticas para atingir tal finalidade é o


aprimoramento da fé. Além disso, é importante saber que a
Doutrina Messiânica está fundamentada no ponto no círculo
(itchirin - 0,01).

Até agora, entretanto, o ser humano não havia percebido o


significado do pontinho e a importância dele para a salvação da
humanidade.

De fato, todas as coisas do mundo devem ser observadas


e realizadas a partir dessa idéia para que os resultados obtidos
sejam excelentes.

Pergunta: O Senhor disse que se deve ministrar Johrei no


ponto focal, porém onde devemos dar maior importância como
ponto focal: na parte física ou espiritual?

92
Johrei – Arte da Vida

Resposta: Nestas coisas, devem dar maior importância à


parte física, isto porque é o mesmo. A região de maior quantidade
de nuvens no espírito é a região de maior quantidade de toxinas
no corpo físico. Assim, vendo pelo lado do corpo físico é mais
fácil saber.

O espírito maldoso encosta exatamente na região onde o


corpo espiritual está obnubilado. Ao ministrar o Johrei, algumas
vezes o espírito maldoso foge, mas mesmo assim poderá saber,
porque ele irá sempre para a parte onde existe toxina.

3 - Observação das circunstâncias

Embora, na prática, não seja fácil encontrar o ponto focal,


já demonstra grande progresso alguém que ministre Johrei,
observando as circunstâncias em que o problema está
ocorrendo.

Essa atitude constitui uma maneira de chegar cada vez


mais próximo da causa que o determina, tais como ambiente e
sentimento das pessoas envolvidas. Caso essas circunstâncias
não estejam de acordo com a Vontade de Deus, não serão
obtidos resultados positivos, mesmo que o Johrei seja ministrado
com muita devoção.

Deve haver, portanto, ao ministrar Johrei, uma atitude


justa, em consonância com a Lei de Deus, independente da
condição de fé expressa pela pessoa.

Por exemplo, há uma diferença muito grande entre


aqueles que já tiveram oportunidade de conhecer a atuação de
Deus e outros que ainda não conhecem nada sobre o poder
Divino. Estes, ainda que pratiquem um ato de ofensa a Deus, são
perdoados porque não sabem o que estão fazendo. Ao contrário,
dificilmente serão abençoadas as pessoas que, há muito tempo,
já ingressaram na fé, receberam muitas graças e, por isso,

93
Johrei – Arte da Vida

deveriam ter aprofundado o conhecimento. Além de nada terem


feito, ainda continuam se comportando como aqueles que não
conhecem Deus.

É preciso, pois, que vocês meditem profundamente sobre


essa lógica para entenderem que o fato de não se obter bons
resultados através do Johrei não significa falta de força espiritual.

Casos como esse são raros. Na verdade, na maioria das


vezes é o Johrei que está sendo ministrado fora do ponto focal,
ou as condições impostas pela lógica de Deus não estão sendo
preenchidas. Portanto, vocês devem permanecer muito atentos a
esse ponto.

Quem for capaz de perceber essas discrepâncias tem


sabedoria.

Por isso o mais importante é, primeiro lugar, cada um


desenvolver e polir o Tieshokaku.

Assim, descobrirá rapidamente o ponto focal de qualquer


problema ou circunstâncias diante da qual precise tomar uma
decisão, não só em relação à fé, mas também no que diz
respeito a acontecimentos de ordem política, social ou
econômica.

Como vocês podem observar, pessoas ilustres realizam


discussões intermináveis sem chegar a resultado algum.

De fato, assim acontece porque tais questões estão sendo


tratadas fora do ponto focal.

94
Johrei – Arte da Vida

4 - Como encontrar o ponto focal

Em tudo na vida, o mais importante é o ponto focal. Assim,


para que o Johrei produza resultados satisfatórios, deve ser
concentrado no local onde se encontram acumuladas as toxinas.

Tais podem ser localizadas tocando-se o próprio corpo a


fim de perceber onde se encontram pontos febris. Esses locais
indicam presença de impurezas e correspondem ao ponto focal
da doença.

Outra maneira consiste em apertar determinadas partes do


corpo com a ponta dos dedos para perceber as regiões doloridas.
Pode acontecer de algumas pessoas não sentirem dor, mas isso
não significa inexistência de toxinas. Nesses casos, apenas não
houve ainda início de purificação.

Portanto a sensação de dor indica que as toxinas estão


começando a dissolver-se. Por outro lado, quem não a sente
corre o risco de uma purificação mais violenta.

Pode também acontecer de alguém, ao ingressar na fé e


começar a receber Johrei, ter dores, embora antes nunca as
sentisse. Essa ocorrência sinaliza o início de uma ação
purificadora, apenas nesse local. São, porém, casos raros, a
maioria sente dores em vários lugares do corpo.

Acima de tudo, o mais importante é que todos vocês, se


quiserem adquirir verdadeira saúde, autoministrem Johrei,
focalizando os lugares onde sentem dor ou exista foco de febre.
Caso o problema esteja nas costas, devem pedir para outra
pessoa ministrar Johrei.

Pergunta: Mais recentemente, tenho encontrado


dificuldade para descobrir os pontos focais, pois as orientações
estão se inclinando, cada vez mais, para a parte religiosa.

95
Johrei – Arte da Vida

Como devo proceder em relação a esse assunto, daqui por


diante?

Resposta: Você pode tocar de leve em volta do pescoço e


nos ombros. Assim vai detectar alguns pontos febris.
Normalmente a maioria dos pontos focais se encontra nas partes
superiores do corpo. Os locais mais comuns são: abaixo da
orelha (parótidas) e gânglios linfáticos, em primeiro lugar; em
segundo, atrás da cabeça (nuca).

Quando se quer verificar se a pessoa está com febre, é


costume tocar a testa com a mão. Entretanto, a causa da febre
são as toxinas que estão localizadas no fundo da testa, ou atrás
da cabeça, ou ainda nas parótidas.

Então, em caso de febre, ministrar Johrei na testa por


alguns minutos. Se o problema for resolvido, é sinal de que a
causa da febre estava no topo da testa. Caso contrário,
experimente focar o Johrei nas parótidas. Se também não surtir
efeito, aplicá-lo atrás da cabeça. E, se mesmo assim não
conseguir resolver o problema, mirar nos ombros.

Seguindo essa ordem, você conseguirá resultados


satisfatórios em 80% a 90% dos casos de doença acompanhada
de febre.

Quando a nuca, as parótidas e o fundo da testa estão


febris, geralmente ocorrem tosses, catarros e tonturas. É comum
também manifestar-se um estado de melancolia que, num
estágio mais adiantado, chegará à depressão. Outro sintoma
freqüente é a sensação de um "branco" na cabeça.

Nas doenças dos braços e das mãos, o importante é


ministrar Johrei nos ombros, inclusie casos de paralisia dos
braços e mãos, como também frieiras. Em casos de frieiras
(mãos), se ministrarem Johrei apenas na parte afetada, poderá

96
Johrei – Arte da Vida

recuperar por um determinado tempo, mas voltará novamente, a


não ser que ministre também nos ombros.

5 - Ponto focal na ministração do Johrei (Sintonias)

5.1 - Abcessos e edemas

Os sintomas são muito semelhantes. Há tumores moles e


duros e, conforme as pessoas, poderão ser muito graves ou não
ter nenhuma gravidade. Há casos em que, por serem malignos
ou em resultado do tratamento médico, tornam-se muito grandes,
maiores mesmo que o ventre de uma mulher que está no último
mês de gestação. As causas podem estar em venenos contidos
nos remédios, ou numa atrofia renal que produza solidificações
de urina acumulada no organismo. No primeiro caso, teremos um
abcesso e, no segundo, um edema. Nos dois casos dar-se-á a
cura se acelerarmos o funcionamento dos rins.

Ministar Johrei: fígado, virilhas e rins.

5.2 - Acidez no estômago

(Azia, pirose: ardor que vai do estômago até a garganta,


gastralgia).

Como o próprio nome indica, é um excesso de ácidos. Os


ácidos naturalmente não passam de remédios transformados.
Assim, basta parar de tomar remédios que a situação voltará ao
normal.

Temos depois a dor de estômago, cuja forma mais terrível


é a gastralgia. Trata-se de uma dor incessante e muito forte. No
tratamento empregam-se drogas com base em morfina, que
produzem uma anestesia temporária que alivia a dor, que
entretanto volta poucos dias depois. Dessa forma, o remédio
acaba transformando-se em um vício.

97
Johrei – Arte da Vida

Quando a pessoa começa a tomar remédios, assim que


ele entra no estômago começa a depositar-se no mesmo; quando
as pessoas se deitam, as drogas se infiltram através do
estômago, escorrem para baixo e solidificam-se nas costas.
Atrravés da ação purificadora, elas dissolvem-se e voltam a
concentrar-se no estômago, mas agora já estão transformadas
em toxinas e o estômago tenta expeli-las. Esse estímulo provoca
uma dor lancinante (fisgadas). Quando a gastralgia ocorre dessa
forma, basta ter paciência e esperar que a dor passe. As toxinas
são eliminadas sob a forma de diarréia e dá-se a cura total. A dor
voltará várias vezes até que as toxinas sejam totalmente
expelidas. Entretanto, nas vezes subseqüentes, a dor será cada
vez menor que nas anteriores, até que haja a cura total.

Ministrar Johrei: fronte, baço, nuca, ombros e pulmões.

5.3 - Apendicite

São toxinas que se acumulam em toda a região dorsal do


corpo humano; depois de se acumularem e de se solidificarem na
região posterior do rim direito, tendem a deslocar-se para a
região do apêndice, onde se solidificam novamente.

Depois de pouco tempo, ocorre uma purificação súbita e


intensa, que provoca dor e febre. As toxinas dissolvidas são
expelidas sob a forma de diarréia. O engraçado em tudo isso é
que o médico, temendo uma demora fatal, insiste em operar com
a máxima urgência. Entretanto, não existe absolutamente
nenhum perigo de demora fatal.

Ministrar Johrei: umbigo até sete centímetros à direita e no


rim direito.

98
Johrei – Arte da Vida

5.4 - Asma

(Distúrbio alérgico, tensão nos nervos pneumogástricos,


anafilaxia nervosa).

5.4.1 - Asma bronquial

Ela se dá quando as toxinas, acumuladas nas


proximidades das costelas, começam a se liquefazer pouco a
pouco através da purificação. Os pulmões esforçam-se, então,
para absorver o líquido, fazendo um violento movimento de
bombeamento.

Este se traduz em tosse. Esta expele o catarro,


provocando uma melhora momentânea. Quanto maior for a
quantidade de escarro expelido, mais rápida será a cura.
Entretanto, a medicina, desconhecendo esse fato, aplica um
violento tratamento no sentido do endurecimento, fazendo com
que somente uma pequena quantidade de catarro seja expelido e
ainda adicionando mais toxinas às já existentes, o que dificulta a
cura da doença e acaba convertendo-a em um mal crônico.

Ministrar Johrei: vide Asma cardíaca.

5.4.2. Asma cardíaca

(Ultimamente chamada de alérgica).

Exitem dois fatores: o primeiro é a solidificação de drogas


na parte externa do diafragma, quando se manifesta o processo
de purificação, surge uma febre bem fraca que promove a
liquefação das mesmas. O líquido penetra, então, nos pulmões,
de onde procurará ser expelido sob a forma de escarro. Nesse
caso, como existe uma certa distância entre os pulmões e o
diafragma, pode ser difícil ao líquido de se introduzir nos
mesmos.

99
Johrei – Arte da Vida

O segundo pode ocorrer com a solidificação das toxinas


entre as costelas. Quando a purificação as dissolve, pode se dar
o caso da pessoa ter uma membrana pulmonar particularmente
espessa, o que impedirá também a penetração do líquido. Os
pulmões então se dilatam ao máximo, fazendo um esforço para
absorver o líquido. Por causa dessa violenta movimentação, os
pulmões perdem a força ao desempenharem a importante função
de absorver o ar, surgindo o sufocamento. Nessa ocasião,
quando o líquido venenoso que penetrou nos pulmões sai com a
tosse sob a forma de escarro, o doente experimenta um alívio
momentâneo em seus espasmos.

Ministrar Johrei: peito, traquéia, fígado, umbigo, virilhas,


ombros, omoplatas, válvula cecal, rins e nuca.

5.5 - Cálculos na bexiga

As drogas que se infiltram a partir dos rins vão


caminhando, progressivamente, para a parte superior do
organismo. Elas se infiltram no interior da vesícula por detrás da
mesma. A combinação dessas toxinas com a bile leva à formação
dos cálculos. Entretanto, quando as pedras são muito pequenas,
elas tendem a se dirigir para baixo, chegando até a bexiga, após
atravessarem os rins onde sofrerão um processo de crescimento,
isto é, os elementos constituintes da urina agregam-se a elas.
Mesmo quando conseguem se desvencilhar, acabam encalhando
na entrada da uretra.

Nos dois casos, ocorre a obstrução da passagem da urina,


que vai se acumulando no baixo ventre até provocar o inchaço.
Os médicos introduzem, então, uma sonda que se mostra eficaz
apenas no caso de obstrução da uretra. Já no caso de obstrução
da entrada da bexiga é muito grave e pode acarretar perigo de
vida. Para curar isso, o fundamental é promover a dissolução das
toxinas solidificadas na região posterior dos rins e ativar o

100
Johrei – Arte da Vida

funcionamento dos mesmos, para impedir que seja produzido um


excesso de urina.

O Johrei dissolve os cálculos que, tornados finos como


areia, serão expelidos com a urina.

Ministrar Johrei: bexiga e rins.

5.6 - Cálculos renais

As drogas que se infiltram a partir dos rins vão


caminhando, progressivamente, para a parte superior do
organismo. Elas se infiltram no interior da vesícula por detrás da
mesma. A combinação dessas toxinas com a bile leva à formação
dos cálculos. Entretanto, quando as pedras são muito pequenas,
elas tendem a dirigir-se para baixo, chegando até os rins. Nos
rins, os elementos constituintes da urina agregam-se a elas, que
vão crescendo paulatinamente até se converterem em cálculos
renais. O pior é que a atividade dos rins faz com que esses
cálculos toquem suas paredes provocando ferimento, nos quais
penetra a urina, provocando dor e hemorragia. Os cálculos vão
crescendo progressivamente e, quando se tornam
demasiadamente grandes, provocam perigo de vida e a medicina
recorre a uma operação cirúrgica para extirpar o rim doente. Para
curar isso, o fundamental é promover a dissolução das toxinas
solidificadas na região posterior dos rins e ativar o funcionamento
dos mesmos, para impedir que seja produzido um excesso de
urina. O Johrei dissolve os cálculos que, tornados finos como
areia, serão expelidos com a urina.

Ministrar Johrei: abaixo da última costela, nas costas na


mesma direção e rins.

101
Johrei – Arte da Vida

5.7 - Cálculos vesiculares

Consiste na formação de pedras no interior da vesícula. As


drogas que se infiltram a partir dos rins vão caminhando
progressivamente para a parte superior do organismo. Elas se
infiltram no interior da vesícula por detrás da mesma. A
combinação dessas toxinas com a bile leva à formação dos
cálculos. Essas pedras são levadas junto com a bile em direção
ao intestino pelo canal colédoco e tornam difícil a passagem pelo
mesmo, o que provoca uma dor violenta e insuportável.
Presentemente, se usa um dispositivo semelhante a um tubo fino
que é introduzido pela garganta até o estômago, com o objetivo
de suprir essa deficiência. Parece que isso não tem muita
eficácia.

Para curar isso, o fundamental é promover a dissolução


das toxinas solidificadas na região posterior dos rins e ativar o
funcionamento dos mesmos, para impedir que seja produzido um
excesso de urina. O Johrei dissolve os cálculos que, tornados
finos como areia, serão expelidos com a urina.

Ministrar Johrei: abaixo da última costela, nas costas na


mesma direção e rins.

5.8 - Câncer no estômago

Naturalmente ele é causado pelas drogas que se


solidificaram nas costas. Através da ação purificadora, elas se
dissolvem e voltam a concentrar-se no estômago, mas agora já
estão transformadas em toxinas e o estômago tenta expeli-las.

O tratamento médico impede sua excreção, provocando


nova solidificação. Trata-se de uma solidificação maléfica e não
benéfica. Como temos a ressolidificação de uma matéria
convertida em toxinas, ela converte-se em câncer. Isso depende,

102
Johrei – Arte da Vida

porém, da qualidade dos remédios. Nem todos os remédios


conduzem a esse resultado.

Ministrar Johrei: fronte, baço, nuca, ombros, pulmões e


estômago principalmente pelas costas.

5.9 - Câncer pulmonar

Tem por causa o excesso de alimentação carnívora. As


toxinas contidas na carne contaminam o sangue que,
acumulando-se nos pulmões, provoca uma forte inflamação.
Entretanto, através da ação purificadora, ele acaba sendo
expelido sob a forma de escarro.

É bom saber que essa doença é persistente por natureza


e, é evidente, portanto, que o processo de cura é prolongado. A
causa é a insuficiência de alimentos vegetais. A cura completa é
conseguida comendo-se bastante alimento vegetal.

Ministrar Johrei: peito, pulmões e rins.

5.10 - Cancro na língua

A maior parte dos casos de cancro na língua tem como


causa os remédios que foram infiltrados através da via oral ou
por gargarejos. Quando envelhecidos, essas drogas infiltradas
convertem-se em toxinas e buscam uma saída. Se não houver
interferência, oito ou nove entre dez casos curam-se
naturalmente.

Ministrar Johrei: em toda volta do pescoço, local e ombros.

5.11 - Cegueira e surdez

Normalmente, quando as pessoas usam muito a cabeça,


toxinas de diversas partes do corpo solidificam-se na região

103
Johrei – Arte da Vida

frontal, chegando em casos mais sérios, a produzir cegueira.


Outras vezes, as impurezas se acumulam próximas ao ouvido,
podendo, em conseqüência, causar surdez.

5.12 - Difteria

Trata-se de uma doença terrível que consiste na formação


de catarro na garganta, no inchamento da parte afetada e nas
conseqüentes dificuldades respiratórias que chegam até o
sufocamento.

Ministrar Johrei: garganta e boca.

5.13. Disenteria infantil

É uma moléstia relativamente freqüente, extremamente


temida, uma vez que registra um alto índice de mortalidade. Seus
sintomas principiam com freqüentes bocejos. As outras
características são: uma falta total de apetite e uma fraqueza
extrema acompanhada pelo desejo de dormir. Sua causa está na
concentração no estômago da maior parte das toxinas existentes
na parte superior do corpo. É muito temida pelos médicos porque
isso se reflete no cérebro, tornando fácil a manifestação de
distúrbios cerebrais.

Ministrar Johrei: nuca, estômago e em volta do umbigo.

5.14 - Encefalite

Ocorre quando as crianças brincam sem chápéu nos dias


de verão, expondo sua cabeça aos ardentes raios solares. O
estímulo do forte calor encaminha para a cabeça as toxinas
acumuladas nas costas, nos ombros e em outras partes. Elas se
acumulam na região do bulbo raquidiano.

104
Johrei – Arte da Vida

Se colocarmos a mão nessa região, perceberemos uma


solidificação cilíndrica. Ela se dissolve através da febre alta e
penetra na parte posterior do crânio, provocando forte
sonolência. As toxinas concentradas na parte posterior do crânio
passarão através do cérebro e sairão pelos olhos e pelo nariz,
sob a forma de abundante pus sanguinolento.

Desde o início, a criança não corre o menor perigo de vida.


As mortes são inteiramente devidas ao gelo e aos demais
tratamentos errôneos. A característica dessa doença está no fato
dessa solidificação cilíndrica impedir a movimentação do pescoço
para a frente e para trás, tornando-o semelhante a um pedaço de
tronco de árvore.

Ministrar Johrei: músculos da nuca e em toda coluna


vertebral (havendo coriza, sucederá uma grande melhora).

5.15 - Enurese (incontinência urinária).

Há duas causas principais: a primeira é a toxina


acumulada em torno da região da bexiga reprimindo-a; a
segunda é a toxina acumulada na parte frontal da cabeça. Os
nervos dessa região controlam os nervos na área cervical.
Quando a bexiga está cheia, os nervos na zona cervical
comunicam-se com o cérebro. Desta forma, a pessoa fica com
vontade de esvaziar a bexiga.

No caso de haver toxinas no centro cerebral, ao haver


comunicação, a campainha que é representada pelo cérebro não
dá o aviso. Daí resulta a incontinência urinária. A pessoa não
consegue prender a urina.

Ministrar Johrei: fronte e períneo (espaço entre o ânus e os


órgãos genitais).

105
Johrei – Arte da Vida

5.16 -Escarlatina

Sua causa está na existência de toxinas congênitas dentro


do organismo, que num dado momento procuram sair através da
pele. A pele da parte afetada fica muito vermelha por algum
tempo e manifestam-se pequenas erupções.

Nos casos mais graves, isso ocorre por todo o corpo, mas,
nos casos mais gerais, atingem apenas uma área limitada ou,
quando muito, metade do corpo. Quando a cura dessa doença
começa a processar-se, as toxinas que saem pelos poros secam
e formam uma fina camada nas erupções; bastante temida por
representar perigo de contágio.

Ministrar Johrei: no corpo todo.

5.17 - Estômago (problemas estomacais)

Toxinas acumuladas nos ombros determinam também o


mau funcionamento do estômago. Por exemplo, problemas de
indigestão e estômago caído são resultantes dessas toxinas.

Em todos esses casos, deve-se ministrar Johrei


centralizado nos ombros. Em seguida, bastante em volta do
pescoço e, especialmente, na nuca para atingir os gânglios
linfáticos.

5.18 - Febre

As toxinas acumuladas nos diversos órgãos vão


solidificando-se à medida que os dias e meses vão passando.
Quando atingem um certo limite, manifesta-se uma atividade
excretora. A natureza, para facilitar a eliminação das toxinas,
provoca a febre para dissolver e liquefazer as toxinas.

106
Johrei – Arte da Vida

Ministrar Johrei: na região em que estiver mais quente,


geralmente, ombros e pescoço.

5.19 - Gagueira (tartamudez)

Certa vez apareceu alguém com um caso muito


interessante. A pessoa torcia a língua tartamudeando. A causa
desse distúrbio estava localizada na parte interna e final da
cavidade nasal. Foi-lhe ministrado Johrei, mais ou menos, sobre
o meio do fundo da boca e também atrás da cabeça, mas
centralizando a Luz em direção à frente. O problema se resolveu.

O interessante é que, às vezes, a causa das doenças é


encontrada por meios que vão além da nossa imaginação.

5.20 - Gravidez

Se a mulher engravida, isso significa que sua situação de


saúde lhe proporciona energia suficiente para um parto normal,
ou seja, que ela tem a capacidade de tornar-se mãe.

Se tal não acontecesse, de maneira nenhuma ela


engravidaria. Esses enganos ocorrem por causa da limitação do
ponto de vista da medicina ao materialismo.

Ministrar Johrei: na altura do umbigo, virilhas e rins.

5.21 - Hemorróidas

Uma das moléstias mais freqüentes parece ser o caso das


hemorróidas. A causa dessa moléstia é bastante simples: as
toxinas espalhadas pelas diferentes regiões do organismo
dissolvem--se pouco a pouco e procuram uma saída pelo
caminho mais cômodo — o ânus. Em suma, o ânus constitui a
via natural de excreção de uma série de impurezas, além das
fezes; é uma magnífica criação de Deus.

107
Johrei – Arte da Vida

Espécies de hemorróidas:

5.21.1 - Com papilomas

(Elevação crônica do derma da pele)

Ela é caracterizada pelo surgimento dessas formações no


orifício do reto. Os papilomas podem ser internos ou externos. O
primeiro caso ocorre quando a pessoa é gorda e o segundo
quando a pessoa é magra. Se não houver nenhuma interferência,
as toxinas acumular-se-ão o quanto for necessário, os tumores
crescerão pouco a pouco e finalmente sofrerão uma erupção que
expelirá as toxinas, sobrevirá então a cura.

5.21.2 – Fístula anal

Ocorre primeiramente com a concentração de toxinas


violentas em um determinado ponto do ânus. As dores são fortes
e os médicos extirpam o tumor através de uma cirurgia, o que
provoca uma melhora temporária. Entretanto, infalivelmente,
sobrevém nova inflamação na região vizinha, que leva a outra
cirurgia. Assim, as inflamações e as operações vão se
sucedendo até deixar o local semelhante a um ninho de vespas.
Se não fizer nada, o pus será eliminado naturalmente e a cura
será certa.

5.21.3 - Hemorragias hemorroidais

Trata-se de sangue envenenado que, procurando sair


através do ânus, provoca uma fissura em um determinado ponto.
Finalmente o sangue é expelido, o que provoca mal-estar e
preocupação. Na realidade, trata-se de um processo benigno.
Em suma, trata-se da eliminação através da purificação de
sangue envenenado, o que é ótimo para a saúde. As pessoas
que sofrem do cérebro ou experimentam endurecimento no
pescoço e nos ombros, certamente alcançam melhoras depois

108
Johrei – Arte da Vida

dessas hemorragias, que representam também um preventivo


contra a congestão cerebral, extremamente eficaz.

5.21.4. Prolapso do reto

O sistema consiste na projeção de uma espécie de


excrescência. As causas dessa doença estão nos venenos
congênitos de droga ou da urina, ou em venenos adquiridos
através de drogas. Trata-se pois, da descida de duas ou três
espécies combinadas de toxinas que se acumulam nas
vizinhanças do reto. Ela poderá ser dolorosa ou indolor. A
dolorosa é causada pelos venenos adquiridos através de drogas.
Muitas são as senhoras atacadas de prolapso no reto, após o
parto, por causa do esforço.
Ministrar Johrei: bexiga, rins, alto da cabeça e coluna
vertebral até o cóccix.

5.22. - Icterícia

Quando   existe   solidificações   de   drogas   no   exterior   do 


fígado, elas comprimem o mesmo, provocando dor, como já era 
de se esperar. Uma vez que o fígado é comprimido pelas toxinas 
solidificadas, a vesícula biliar, que faz parte do fígado, também 
sofre   compressão.   A   bile   que   está   no   interior   da   vesícula   é 
expelida   e   se   espalha   por   todo   o   organismo.   A   icterícia   não 
consiste apenas na mudança da cor da pele, as atividades do
estômago também são prejudicadas. O fígado, com o objetivo de
auxiliar a digestão, envia constantemente a bile através do canal
colédoco. Por mandar o fluxo ao intestino, acarreta uma
diminuição do suprimento da bile, no lado direito do fígado.

Para se obter uma cura autêntica dessa doença, não


existe outro recurso fora o de promover a dissolução e a

109
Johrei – Arte da Vida

expulsão das toxinas solidificadas que se acumularam na parte


exterior do fígado.

Ministrar Johrei: fígado, abaixo da última costela e nas


costas, na mesma direção.

5.23 - Inflamação do ouvido médio (otite)

Ela é causada pela dissolução provocada pela febre alta,


das toxinas solidificadas nas proximidades das glândulas
parótidas e dos gânglios linfáticos. Elas penetram no ouvido
médio, rompem o tímpano para serem expelidas e isso provoca
dor. Se não houver interferência, a cura se processará
naturalmente dentro de dois ou três dias.

Ministrar Johrei: abaixo das orelhas, músculos da nuca e


dentro dos ouvidos.

5.24 - Inflamação do útero

É a inflamação da membrana interior do útero. Consiste na


formação de catarro nas paredes Internas do mesmo. Em suma,
ocorre uma precipitação das toxinas em direção às partes
inferiores do organismo. Tentando ser expelidas através das
paredes internas do útero, elas provocam então uma espécie de
eczema. As toxinas precipitadas podem irritar a membrana da
parede interna do útero, provocando a formação do catarro.

Em ambos os casos, a cura ocorre naturalmente, bastando


esperar com paciência. Esta inflamação consiste na purificação
das toxinas que se espalharam em volta do útero, provocando
uma febre tênue, uma dor ligeira, indisposição e outros sintomas.

Ministrar Johrei: em volta do umbigo, acima dos rins,


cóccix e períneo (espaço entre o ânus e os órgãos genitais).

110
Johrei – Arte da Vida

5.25 - Irritação na mucosa bucal

(Ardor na boca, dor de garganta ou inflamação na língua).

Isso é causado pela infiltração de doses de remédios por


via oral, ou por gargarejos, que penetram na mucosa bucal.
Quando envelhecidas, essas drogas infiltradas convertem-se em
toxinas e buscam uma saída. Se não interferirmos a cura será
certa.

Ministrar Johrei: no local, pescoço, ombros e rins.

5.26 - Miopia

A atrofia dos rins provoca o deslocamento das toxinas em


direção à cabeça, onde elas se acumulam nas vizinhanças do
bulbo raquidiano. Os vasos que conduzem o sangue ao globo
são pressionados, passando os olhos a sofrer de anemia. Por
falta de alimentação para o olho, o poder de visão diminui e a
pessoa não tem mais a capacidade de ver ao longe. É fácil
perceber que através da dissolução das toxinas solidificadas
consegue-se a cura total.

Ministrar Johrei: músculos e centro da nuca.

5.27 - Necrose pulmonar

É um inchaço da região intermediária entre o pulmão e a


pleura. Se não houver interferência, .depois de inchar bastante,
um orifício se abre naturalmente, expelindo grande quantidade de
pus, o que traz a cura completa.

Ministrar Johrei: peito, pulmões e rins.

111
Johrei – Arte da Vida

5.28 - Nefrite

Essa doença é muito freqüente durante a gravidez. Os


sintomas consistem, naturalmente, em edemas. Conforme a
própria medicina explica, trata-se de um distúrbio nos rins, ou
seja, de uma atrofia renal. Suas causas estão nas toxinas que
normalmente se acumulam na região posterior dos rins e
exercem pressão sobre eles. A gravidez faz com que os rins
sejam também pressionados a partir da região frontal. Assim,
eles são prensados de ambos os lados e atrofiam-se. A totalidade
da urina não pode ser eliminada e verificam-se transbordamentos
e a formação de edemas. Se dissolvermos as toxinas da região
posterior através do Johrei, a pressão sobre os rins será aliviada
e naturalmente ocorrerá a cura.

Ministrar Johrei: rins.

5.29 - Neurastenia

É uma doença muito freqüente hoje em dia. Também tem


por causa a anemia cerebral.

Observação: ver Anemia Cerebral.

5.30 - Nevralgia

Geralmente ela ocorre nos braços, nas pernas e na região


intercostal. De uma maneira geral, essa doença consiste na dor
dos nervos das regiões externas, não sendo afetados os órgãos
internos. Um caso especial é o da dor provocada pela inflamação
do interior dos ossos, que nada mais é do que a purificação das
toxinas que se solidificaram agregadas aos ossos. No caso de
nevralgia intercostal, o nome mais correto seria nevralgia das
costelas. Isso porque a causa da mesma está na concentração
de drogas nas costelas; quando a purificação faz com que elas
comecem a derreter-se, elas se transformam em escarro e

112
Johrei – Arte da Vida

invadem os pulmões. Então elas excitam os nervos, provocando


a dor. Quando essa doença manifesta-se com violência, a dor é
muito forte e até a respiração torna-se difícil.

As mais freqüentes são as das articulações dos braços.


Elas são causadas pelas drogas contidas nas injeções e em
outros medicamentos. Basta ter um pouco de paciência para
suportar a dor e deixar as coisas como estão. Se assim for feito,
as toxinas concentrar-se-ão em um único ponto. Surgirá então
uma inchação avermelhada, um orifício abrir-se-á naturalmente e
o pus será por ele expelido.

Dentre os pontos em que a medicina não presta atenção,


está a intoxicação causada pela injeção de penicilina. O sintoma
consiste em dor na pele por todo o corpo.

Nevralgia: Ministrar Johrei no lugar dolorido, virilhas,


omoplatas, rins até o cóccix e períneo (espaço entre o ânus e os
órgãos genitais).

Nevralgia Intercostal: Ministrar Johrei em toda a coluna


vertebral e no peito todo.

5.31 - Paralisia infantil

A paralisia infantil tem aumentado bastante nestes últimos


tempos a ponto de fazer as autoridades incluirem-na no rol das
moléstias legalmente consideradas infecciosas. Os sintomas
podem ser: dificuldade de mover as pernas para andar, paralisia
de um dos braços ou paralisia do dorso. Parece que os casos
mais freqüentes são os de paralisia nas pernas. Suas causas são
as toxinas herdadas dos pais ou as toxinas ingeridas depois do
nascimento. Em ambos os casos, essas toxinas se acumulam e
solidificam-se em uma parte das pernas, provocando dor quando
batemos ou movemos a perna.

113
Johrei – Arte da Vida

Isso é muito freqüente na sola do pé e o diagnóstico não


oferece nenhuma dificuldade. Basta pressionar ordenadamente
as pernas e todo o corpo que encontraremos com certeza
regiões doloridas.

Ministrar Johrei: fronte, nuca, ombros e nas regiões


doloridas.

5.32 - Peritonite

5.32.1 - Peritonite com líquido

Trata-se do acúmulo de líquido entre o peritônio e mais


uma membrana. Esse acúmulo torna-se muito grande. A
medicina faz punções para retirar o líquido. Isto é muito mal.
Quando o líquido sai, o paciente melhora temporariamente, mas
logo o líquido acumula-se novamente. Desta forma ele é retirado
novamente para depois acumular-se de novo. Isso vai se
transformando em um vício. O pior é que o período de
acumulação vai encurtando cada vez mais e ao mesmo tempo
em que a quantidade de líquido vai aumentando. O ventre vai se
tornando mais volumoso, até exceder as dimensões idênticas ao
de uma parturiente. Nessa altura não há mais esperança de
salvação, já que a causa de tudo isso tá na infiltração renal.

Ministrar Johrei: umbigo e rins.

5.32.2 - Peritonite com pus

As drogas transformam-se em pus e acumulam-se no


ventre, na região em torno do umbigo. Desta forma, o ventre não
se dilata como no caso da barriga d'água. Pelo contrário, o
volume do ventre torna-se menor do que o normal. Quando
comprimimos o ventre, sentimos endurecimento ao redor da
região, onde a pressão exercida provoca dores e podemos
percebê-las claramente. Nos casos crônicos, há uma dor

114
Johrei – Arte da Vida

insignificante acompanhada de diarréia. É uma doença que se


estende por longo tempo e demora vários anos para ser curada.
Nos casos agudos, ela provoca uma febre alta, violenta e
repentina, acompanhada de dores violentas e insuportáveis. O
paciente encolhe-se sobre si mesmo, como um camarão, e geme
continuamente.

A peritonite com pus pode ser uma doença grave ou leve,


conforme o organismo da pessoa. Não existe nenhuma pessoa
que nunca tenha sofrido desse mal. As pessoas que costumam
esticar o abdômen para praticar a meditação zen ou a respiração
abdominal, fazem com que as toxinas ali se acumulem tornando-
se facilmente vulneráveis à peritonite.

Ministrar Johrei: fígado, umbigo e espinha até o cóccix.

5.33 - Piorréia alveolar

É uma doença não muito freqüente, mas muito complicada.


Ela é causada pelas toxinas acumuladas nas vizinhanças dos
gânglios linfáticos que, concentrando-se nos alvéolos dentários,
procuram ser expelidas sob a forma de sangue com pus. Trata-
se, pois, de uma espécie de purificação, mas não há outra coisa
tão suja como essa. Isso porque se trata, basicamente, de urina
envelhecida que acaba saindo pela boca. É muito fácil curar esse
mal. Basta esfregar bem as gengivas com uma escova dura. O
sangue com pus sairá à vontade e com isso obtém-se a cura.

Ministrar Johrei: no local, pescoço e rins.

5.34 - Pleurite

5.34.1 - Pleurite com pus

É quando o líquido converte-se em pus, após várias


aplicações de punções para retirar o líquido acumulado entre as

115
Johrei – Arte da Vida

camadas da pleura. Existem pleurites em que o acúmulo de pus


ocorre esde o início. Em todos esses casos, é fácil de a moléstia
passar a ser crônica. A excreção de pus pelo orifício produzido
pela punção torna-se, então, diária. Quando as coisas chegam a
esse ponto, a cura torna-se extremamente difícil, a moléstia
agrava-se e a morte torna-se quase inevitável. É só deixar o pus
infiltrar-se nos pulmões e ele sairá sob a forma de escarro.

Ministrar Johrei: peito, pulmões, rins e no finlal da coluna


vertebral.

5.34.2 - Pleurite seca

É quando surge um hiato entre as duas membranas,


provocando dor quando elas se tocam. Ela é uma moléstia
bastante rara, sendo seu diagnóstico muitas vezes confundido
com nevralgia intercostal. Sua cura também é bastante difícil.

Ministrar Johrei: peito, em toda a coluna vertebral e


pulmões.

5.34.3 - Pleurite úmida

É o acúmulo de água entre as duas camadas da pleura, a


dupla membrana que envolve os pulmões. As causas podem ser
devido a golpes fortes no peito ou práticas como a de levantar os
braços com força, na ginástica com aparelhos. Pode ainda
ocorrer por acaso, sem nenhuma causa especial. O líquido, que
nesta doença acumula-se entre as duas membranas da pleura,
consiste naturalmente de urina. O tratamento médico aplica
punções para retirar o líquido. Trata-se de um método
relativamente bem sucedido. Entretanto, ele pode constituir-se
em um vício que acaba fazendo a moléstia tornar-se crônica. Ela
provoca, de início, febre alta e dor no peito. Quanto mais
profunda for a respiração, maior será a dor. Quanto maior for a
quantidade de líquido acumulado menor será a dor, uma vez que

116
Johrei – Arte da Vida

as duas membranas não se tocarão mais. É claro que a micção


tornar-se-á difícil. As outras características dessa doença são a
sonolência e a forte sudação. A sudação é um fenômeno
extremamente benigno, uma vez que se trata da saída através da
pele, do líquido que se acumulou. Basta não interferir, que sairá
suor à vontade até o advento da cura.

Com febre de 39 a 40 graus, tonturas e suor.

Ministrar Johrei: peito, ombros, em toda a nuca, pulmões e


rins.

5.35 - Pressão alta

A sua causa está nas toxinas solidificadas na região do


pescoço, tanto do lado direito quanto do lado esquerdo.

Ministrar Johrei: pescoço e músculos da nuca até os


ombros.

5.36 - Prisão de ventre

Há duas causas para a prisão de ventre, que é uma


doença bastante incômoda. Uma das causas é a toxina
acumulada em torno do reto, produzindo compressão de trás
para a frente e, des forma, estreitando o canal excretor. A outra
causa são as toxinas acumuladas na região intestinal, produzindo
endurecimento do ventre. Pode surgir uma febre que é o indício
da purificação nos intestinos. Esse calor febril resseca o
excremento, endurecendo-o. O organismo tem que fazer um
grande esforço para expelir o excremento endurecido e
ressecado pelo cólon, que é uma passagem bem estreita. A
medicina afirma que a prisão de ventre acarreta auto-intoxicação,
o que não tem nenhum sentido. Por mais que as fezes se
acumulem, elas não podem transbordar para fora do intestino
grosso. Seu acúmulo só pode acarretar num endurecimento

117
Johrei – Arte da Vida

maior. Por maior que seja o acúmulo, isso em nada afeta a


saúde. Há casos de pessoas que passaram um, dois, até três
meses sem evacuar, sem que nada de mal tenha ocorrido.

Ministrar Johrei: umbigo, todo o intestino, rins e abaixo dos


mesmos, virilhas e cóccix.

5.37 - Prurido no ânus

Comichão ou coceira, esta moléstia é causada


naturalmente pelas toxinas da varíola ou pelas drogas.

Ministrar Johrei: no local, reto e cóccix.

5.38 - Reumatismo

Como todos sabem, as articulações incham e tornam-se


avermelhadas, produzindo-se uma dor intensa. Sua causa está
naturalmente no acúmulo de toxinas nas articulações, onde
provocam uma inflamação e procuram ser expelidas; a dor que
provocam é dificilmente suportada pelos pacientes, que chegam
a gritar. Entretanto, o tratamento médico, evitando qualquer
movimento da parte do doente, leva à solidificação dessas
toxinas. Com a solidificação a dor passa, mas as articulações
perdem seu movimento, os membros ficam duros como pedaços
de pau e o paciente fica meio aleijado, sendo obrigado a andar
mancando pelo resto de sua vida.

Ministrar Johrei: nos músculos abaixo das sinas,


articulações dos ombros, virilhas, omoplatas e rins.

5.39 - Sarampo

É uma doença muito comum que consiste na expulsão do


sangue envenenado recebido dos pais. Trata-se, pois, de uma
doença realmente benigna, que na realidade nem pode ser

118
Johrei – Arte da Vida

chamada de doença. Desconhecendo-se esse fato, ela é temida


irracionalmente e as autoridades empenham-se em sua
prevenção, o que não passa de um esforço completamente tolo;
o sarampo não precisa de nenhum tratamento, pois é curado
naturalmente, sem nenhuma interferência. O único cuidado a se
tomar com essa doença é evitar sair e expor-se ao vento quando
ele se manifestar. Isso porque a exposição ao vento detém a
saída das toxinas do sarampo através da pele. Quando o
sarampo se cura através dos meios de solidificação, há casos em
que se verifica a eclosão da paroditite ou de doenças dos olhos.
Isso ocorre porque as toxinas que não conseguiram sair tentam
agora sair pelos olhos ou pelos ouvidos, onde se solidificaram
temporariamente, para serem posteriormente dissolvidas através
de uma febre alta.

Ministrar Johrei: em todo o corpo.

5.40 - Sarna

Ela consiste em um processo perfeito de purificação,


através do qual as toxinas detidas pela vacina procuram sair pela
pele. Basta observar os sintomas da sarna para compreender
facilmente este fato.

Eles são semelhantes aos de uma varíola crônica e, nos


casos mais graves, ocorrem erupções típicas de varíola, com
uma porção de caroços arroxeados, que provocam intensa
coceira e dor.

Ministrar Johrei: no corpo todo.

5.41 - Sífilis

São toxinas hereditárias congênitas em maior densidade


que estão sujeitas a um processo purificatório.

119
Johrei – Arte da Vida

Ministrar Johrei: no corpo todo.

5.42 - Sinusite

É a inflamação dos seios nasais ou paranasais. Também é


resultado de resfriados que foram suprimidos através da
medicação. Quando uma pessoa tem um resfriado, a toxina
espalhada nas costas, ombros e região lombar (dos rins)
acumula-se primeiramente ao redor da nuca pronta a ser
expelida pela passagem nasal. Antes de chegar às narinas, esta
toxina tem de passar pelos sinus (seios nasais). Se neste ponto
do processo a purificação for suprimida, o muco engrossa e se
solidifica no sinus e em torno da nuca. Quando se repete isso
impedindo a expulsão da toxina, dá-se a inflamação do sinus,
chamada sinusite. Os tumores nasais, o entupimento constante
do nariz, o catarro e outros, são causados pelo acúmulo
temporário das toxinas do cérebro nas narinas, no interior do
nariz e na abertura das fossas nasais, por onde serão expelidas.

Ministrar Johrei: no canto dos olhos, fronte, músculos e


centro da nuca.

5.43 - Tosse comprida (Coqueluche)

Sua causa está em secreções perniciosas da mãe que a


criança engole por ocasião do parto. O organismo as absorve e
conserva por um tempo, mas depois elas são expelidas por uma
purificação. Percebemos isso através da forte tosse que
caracteriza essa doença sempre acompanhada por vômitos de
espuma. Uma característica da tosse comprida, pela qual a
identificamos facilmente, é o ruído causado pela inspiração que
sempre acompanha a tosse. Em suma, a tosse comprida dura o
período necessário para expelir toda a espuma acima
mencionada.

120
Johrei – Arte da Vida

Ministrar Johrei: fronte, abaixo das costelas, nuca e


pulmões.

5.44 - Tracoma

É causado pelas toxinas acumuladas no cérebro que


tentam sair através da membrana da parte de dentro das
pálpebras. Ocorre uma erupção seguida de corrimento de pus.

Ministrar Johrei: nos cantos dos olhos, fronte e na nuca


toda, inclusive nos músculos.

5.45 - Tuberculose

A causa original da tuberculose é certamente a gripe. Isso


porque quando ocorre a ação purificatória a que denominamos
gripe, a terapia lança mão de diversos expedientes com o
objetivo de obstruí-la. Quando um médico examina um paciente
pela primeira vez, recorre a vários processos, entre os quais a
radiografia, considerada hoje em dia o elemento mais decisivo.
Isso porque ela revela as manchas ou cavidades no interior dos
pulmões que permitem ao médico identificar a tuberculose. A sua
causa é que quando as toxinas liquefeitas invadem os pulmões e
recorremos a uma forte ação obstrutora da purificação, a
secreção não é expelida, permanece espalhada pelos pulmões e,
à medida que os dias vão passando, vai se solidificando. Assim,
ela é totalmente causada por meios artificiais. A cada ataque de
gripe acumulam-se novas toxinas e, quando atingem um certo
limite, a ação purificatória ocorre de uma vez só, mas não com a
intensidade da pneumonia; no caso da tuberculose é mais suave,
pois as pessoas se encontram mais enfraquecidas.

Ministrar Johrei: ombros e nuca.

121
Johrei – Arte da Vida

5.46 - Tuberculose da laringe

Esta moléstia tem relação com a tuberculose pulmonar.


Ela se manifesta na fase final desta última e suas características
são a rouquidão e a dor de garganta, que por ocasião das
refeições torna penoso o ato de engolir. Sua causa é a seguinte:
o catarro, que passa pela garganta, sendo extremamente
venenoso, irrita as mucosas das vias respiratórias e da garganta,
provocando o aparecimento de escarro. Trata-se de uma
secreção bem velha, em adiantado estado de putrefação.
Enquanto se processa a saída do catarro, não podemos ter
esperança de cura.

Ministrar Johrei: em toda a volta do pescoço.

5.47 - Tuberculose mesentérica

O sintoma consiste no aparecimento de inumeráveis


tumores por todo o ventre, em torno do umbigo. É fácil perceber,
pois doem quando pressionados, também produzem maior ou
menor febre. A febre dissolve os tumores e todos os dias a
secreção sai sob a forma de diarréia. Os tumores resultam da
solidificação dos tóxicos contidos nos remédios.

Ministrar Johrei: abaixo das costelas e rins.

5.48 - Tuberculose miliar

São grânulos nos alvéolos pulmonares. É semelhante a


um eczema da pele. Como se trata de um tipo de purificação,
basta não interferir. Os grânulos expelirão pus e a cura será total.

Ministrar Johrei: peito, pulmões e rins.

122
Johrei – Arte da Vida

5.49 - Tumor

Ao invés de operá-los, é melhor não interferir. Eles


incharão o tanto que for necessário e depois, naturalmente, abrir-
se-á um orifício pelo qual se escoará o pus sanguinolento. Isso
redundará na cura completa. Entretanto, como o paciente não
consegue suportar a dor, a medicina recorre à operação para
apressar a cura. Isso é um tremendo erro. Existe um momento
propício para a operação. Se ela for feita depois do tumor inchar
bastante, não haverá maiores inconvenientes, mas quando ela é
feita antes disso, o pus até então tendia a concentrar-se num
determinado ponto, interrompe sua marcha e passa a provocar
novo inchamento em alguma região próxima. Não é preciso nem
mesmo recorrer a uima operação. Basta abrir um orifício com
uma agulha para deter o processo de concentração de pus.
Assim, quando surge um tumor, devemos nos abster de qualquer
interferência, deixando-o inchar à vontade. Por fim, ele fica muito
vermelho e flácido, abrindo-se então um orifício pelo qual escorre
o pus sanguinolento. Dessa forma, dá-se uma cura completa que
não deixa nenhum vestígio.

Ministrar Johrei: no local e rins.

5.50 - Úlcera

As pessoas às vezes passam pela experiência de comer


demais, sentir o estômago pesado e cheio ou sentir o peito
queimando. Se não déssemos maior atenção ao fato, em breve
estaríamos curados.

Entretanto, o homem moderno, preso à sua crença


supersticiosa na medicina, acredita que não ficará curado se não
tomar remédio. Teme piorar se não tomar nenhuma providência e
corre logo para o médico, ou então recorre logo à farmácia. É
dessa forma que os remédios criam graves moléstias no
estômago.

123
Johrei – Arte da Vida

A maior parte dos remédios para o estômago consiste em


ativadores da digestão gue tem como componente básico o
bicarbonato de sódio. Como sabem, o bicarbonato de sódio tem
o poder de amolecer as substâncias, sendo muito usado em
cozimentos. Dessa forma, se usarmos continuamente remédios
para facilitar a digestão, eles acabarão amolecendo também as
paredes do estômago, além dos próprios alimentos. Se quando
estivermos nessas condições ingerirmos alimentos duros, eles
podem provocar ferimentos ao tocarem nas paredes flácidas do
estômago. Quanto maior for o ponto rompido, maior será o
corrimento de sangue que dele fluirá. A pessoa, então, irá
assustada ao médico, que diagnosticará uma magnífica úlcera.
Como a causa da úlcera está nos remédios, trata-se de uma
situação extremamente desagradável para os médicos. Trata-se
de uma doença que não desaparecerá enquanto o paciente não
parar de tomar remédios. Se o paciente suspender os
medicamentos e esperar com paciência, certamente ficará
curado.

5.51 - Varíola

A pessoa atacada de varíola, além de correr risco de vida,


fica, quando consegue se curar, corn uma porção de marcas de
bexiga desagradáveis à vista espalhadas pelo rosto. A causa da
varíola, nem é preciso dizer, está nas drogas. A ingestão de
drogas por muitas gerações sucessivas acarreta a formação de
um tipo especial de toxina, transmitida por hereditariedade.
Essas toxinas hereditárias congênitas estão sujeitas a um
processo purificatório durante o qual elas tentam ser expelidas
através de erupções cutâneas.

Ministrar Johrei: no corpo todo.

Ministrar Johrei: estômago, ombros e pulmões.

124
Johrei – Arte da Vida

TOXINAS

(Figuras ilustrativas - Consultar o Apêndice)

1 - Tipos de toxinas

Existem toxinas leves e fáceis de serem eliminadas; já


outras há cuja expulsão se torna mais difícil por serem muito
pesadas.

Estas, bastante densas, tendem a concentrar-se nas


partes do corpo das quais se faz maior uso.

Assim, quem sempre utiliza, por exemplo, os nervos dos


ombros, apresenta solidificações nos braços e nas costas, as
quais, pouco a pouco, vão descendo até se alojarem nos quadris.

Mesmo quem despende muito esforço ao ministrar Johrei


pode acumular toxinas nos braços, uma vez que está forçando o
nervo dos ombros.

É também relativamente fácil que a solidificação ocorra


nas costas pelo mesmo motivo. A partir daí, é o caminho certo
para que essas mesmas toxinas se alojem nos quadris.

2 - Importância dos ombros

Os ombros são, na realidade, o elemento de conexão


entre a cabeça e as demais partes do corpo. Sua função é mais
ou menos semelhante à entrada de uma casa.

Desse modo, as toxinas solidificadas nos ombros


equivalem à sujeira que se acumula junto à porta.

Se não forem recolhidas, infalivelmente entrarão casa


adentro, pela ação do vento ou por qualquer outra circunstância.

125
Johrei – Arte da Vida

Da mesma forma, as toxinas que não forem dissolvidas e


eliminadas provocarão as inúmeras doenças das quais já
falamos anteriormente.

É, portanto, de suma importância manter os ombros moles


para se ter saúde e vitalidade.

2.1 - Os ombros são os pontos vitais das doenças

Todas as doenças apresentam-se como acúmulo de


toxinas solidificadas em volta do pescoço. Esta é a causa de
diversas doenças. São toxinas que, uma vez solidificadas nos
ombros, subiram na região do pescoço. Ministrando Johrei nos
ombros, as toxinas solidificadas em volta do pescoço também se
dissolvem com extraordinária facilidade. Portanto, principalmente
nos ombros, está a parte vital de toda e qualquer doença. Mesmo
nos casos de dificuldade digestiva, gastroptose ou gastralgia, se
ministrarem o Johrei nos ombros, terão um efeito extraordinário.
Portanto, para as doenças da parte superior da metade do corpo,
é bom ministrar o Johrei nos ombros como ponto central,
sabendo de antemão que o melhor processo é deixar os ombros
sempre moles. Porém, será inútil apenas no caso da apoplexia
(hemorragia cerebral, embolia ou trombose dos vasos cerebrais e
coma), pois a pessoa fica com os ombros moles, mas apresenta
solidificação de toxinas no pescoço à direita ou à esquerda. Essa
toxina é dissolvida e vai subindo e penetrando no interior do
cérebro.

2.2. - Sobre os ombros

É de suma importância saber sobre as toxinas dos


ombros. As toxinas medicinais e diversas outras toxinas, uma vez
introduzidas no corpo humano, irão para os rins para serem
tratadas.

126
Johrei – Arte da Vida

Acontece que as toxinas medicinais e as substâncias


antinaturais (que não foram feitas para o consumo humano),
mesmo se dirigindo para os rins, não são tratadas, e
conseqüentemente não são expulsas em forma de urina,
acumulando-se ali. Esta parte que acumulou, aos poucos, sobe
para os ombros.

2.3 -Problemas de tuberculose, coração, pulmão e estômago

Quero ressaltar mais uma vez ainda a importância do


Johrei nos ombros no caso da tubercule. O efeito é maravilhoso.
O mesmo acontece em se tratando de doenças do coração, do
estômago e pulmão.

Para terem certeza das minhas idéias, observem que os


doentes cardíacos infalivelmente têm solidez no lado esquerdo
do ombro. As toxinas aí acumuladas, depois de certo tempo,
descem e se depositam em volta do coração e começam a
pressioná-lo, ocasionando falta de ar, diagnosticada pela
medicina como asma cardíaca.

Também a asma e a bronquite, doenças muito comuns,


são causadas por toxinas dos ombros que se acumulam no
diafragma. Como conseqüência, o coração desempenha mal
suas funções e a atividade pulmonar fica prejudicada.

É, portanto, de suma importância ministrar Johrei nos


ombros para dissolver as toxinas aí acumuladas. Com isso, a
atividade pulmonar se normaliza, em conseqüência do melhor
desempenho das funções do coração. Como vocês já sabem, no
plano do espírito, pulmão é água e coração é fogo. Então, a força
do fogo aumentada ativa a água. É por esse motivo que um bom
desempenho do coração influencia beneficamente o trabalho
pulmonar.

127
Johrei – Arte da Vida

Também a melhora do apetite e da sensação de sabor dos


alimentos é resultante do Johrei ministrado nos ombros. De fato,
foi o estômago que começou a exercer melhor as suas funções,
devido à ação da Luz Divina sobre ele.

Portanto — reafirmo — ombros livres de toxinas trazem,


como resultado, melhores condições de funcionamento do
pulmão, do coração e do estômago. Em conseqüência, os
demais órgãos não sofrerão grandes abalos.

2.4 - Toxinas que provocam distúrbios no fígado, pâncreas e


intestino

As toxinas que provocam distúrbios no fígado, pâncreas e


intestino, penetram nesses órgãos, antes de chegar ao rim,
através da ingestão de alimentos contaminados ou pelo uso de
medicamentos.

Há casos, também, que as disfunções hepáticas, renais e


pancreáticas são causadas por toxinas que desceram dos
ombros. No caso de problemas do fígado, essas impurezas são
oriundas do ombro direito, de onde descem e vão pressioná-lo.
Daí se originam a icterícia e os problemas com a vesícula biliar,
especialmente uma inflamação chamada colecistite.

Quando é o rim que não funciona regularmente, a causa


reside nas toxinas que desceram dos ombros e se acumularam
na cintura e na região dos quadris. Em se tratando de doenças
do pâncreas, como o diabetes, por exemplo, elas desceram do
ombro esquerdo, local onde se deve, por isso, ministrar Johrei.

2.5 - Os ombros e os braços e pernas

Os que sofrem de algum mal nos braços e pernas, a causa


também sempre está nos ombros. Portanto, a pessoa que diz

128
Johrei – Arte da Vida

sentir mal das pernas, é só ministrar Johrei nos ombros e


pescoço, que passará a sentir bem das pernas.

3 - Toxinas na região da cabeça e pescoço

3.1 - Febre na parte frontal da cabeça

Qualquer pessoa tem febre na parte frontal da cabeça,


apenas aquelas que sofrem de anemia cerebral têm a testa fria.

Sempre que for levemente tocada a testa, notar-se-á uma


alteração de temperatura, podendo-se inclusive distinguir uma
febre na superfície de uma outra que vem do fundo da cabeça.
Neste último caso, sente-se pela palma da mão um calor
contínuo. Em se tratando, porém, da febre superficial, a
sensação é passageira, é influência dos gânglios linfáticos do
pescoço. Assim, se for uma pessoa com caloria na superfície da
testa, geralmente está com febre nos gânglios linfáticos do
pescoço.

Em ambas as situações, contudo, não há como serem


evitadas. Na verdade não é algo muito bom, mesmo não
trazendo conseqüências que comprometam seriamente a saúde,
em especial, quando se trata da febre na superfície.

As toxinas concentradas na fronte se originam do pescoço


e são comuns em pessoas que trabalham muito com a cabeça.
Entretanto, se não houver toxinas no pescoço, mesmo que a
pessoa pense muito ou use demais o raciocínio, não ocorrerão
solidificações na região frontal. Acho, porém, quase impossível
encontrar alguém que tenha muitas preocupações ou atividades
mentais e que não acumule toxinas nesse local.

O interessante é que essa febre é mais intensa no sexo


feminino do que no sexo masculino, e costuma provocar coisas
como histeria, a pessoa torna-se melancólica, impaciente e sente

129
Johrei – Arte da Vida

a cabeça pesada. Se perguntarmos qual a causa da cabeça não


estar ativa, com certeza apresenta febre na parte frontal porque
existem toxinas nesta região. Essa toxina vem de baixo, portanto,
além de ministrar o Johrei na parte frontal da cabeça, é preciso
ministrar também embaixo dos órgãos genitais e, dessa forma,
elimina-se a febre da parte frontal da cabeça, sentindo-se uma
sensação agradável.

Portanto, de antemão é bom ter uma compreensão de que,


além de ministrar o Johrei na cabeça, também deve-se ministrar
na região de baixo. Assim procedendo, o efeito será duplicado.
Também existem casos de pessoas que a tosse provém da fronte
e, por isso, ao ministrar o Johrei na fronte, pode provocar a tosse.

É preciso considerar os seguintes pontos importantes:

a) As partes superior e inferior do corpo correspondem ao


Céu e à Terra. A região frontal da cabeça relaciona-se aos
genitais que ficam na posição inferior do corpo.

Explicando com um pouco mais de detalhes, próprio


significado da função sexual está relacionado à área frontal da
cabeça. Acontece especialmente com os homens de, ao ver um
strip-tease, receber, através dos olhos, um estímulo interior que
atinge o cérebro e imediatamente desce para a parte inferior do
corpo. Portanto, pode-se dizer que o apetite sexual do homem
tem início na parte frontal da cabeça. Vê-se, pois, que a medicina
de Deus se preocupa também com as normas do comportamento
sexual.

Muitas vezes, então, a febre na região frontal da cabeça é


eliminada com Johrei ministrado nas partes inferiores do corpo.

b) Partindo da explicação anterior, a área superior do


corpo corresponde ao Céu; a inferior, à Terra. Então, o Céu
reflete-se na Terra e esta influencia o Céu. Assim, para quem tem

130
Johrei – Arte da Vida

dores de cabeça (principalmente mulheres), o Johrei deve ser


ministrado nas partes inferiores do corpo. Dessa forma,
imediatamente a dor se resolve, como um reflexo da Terra para o
Céu.

c) Os ombros endurecem com mais facilidade porque


quase não são movimentados. Já as pernas dificilmente
enrijecem, pois as pessoas estão sempre andando e, por isso, as
usam mais.

O contrário se dá com as toxinas da cabeça. Estas se


acumulam aí pelo excesso de trabalho mental das pessoas hoje
em dia. Quando se dissolvem, se não forem expelidas, descem
para a parte inferior do corpo, provocando várias doenças.

3.2 - Problemas com a cabeça

Hoje em dia, é a cabeça uma das partes do corpo mais


usadas. Daí ser grande o acúmulo de toxinas que atingem
especialmente o cérebro. São também estas oriundas dos
ombros, ponto onde se deve ministrar o Johrei para que sejam
eliminadas aquelas impurezas acumuladas no cérebro.

Algumas toxinas atingem a região occipital (parte posterior


da cabeça). Estas, quando se dissolvem, provocam disenteria
que, em certos casos de propagação intensa, chega a apavorar a
população, determinando até atitudes de alerta das Secretarias
de Saúde. Nessas ocasiões, uma das recomendações mais
ridículas, a meu ver, é que se lavem as mãos, como tentativa de
evitar que o mal se alastre. Na verdade, a disenteria consiste
apenas na eliminação de toxinas acumuladas na parte posterior
da cabeça. Estas é que devem ser eliminadas como medida
profilática.

3.3 - A dor no centro da cabeça

131
Johrei – Arte da Vida

O fato de dizer que melhora a cabeça, significa a remoção


rápida das toxinas medicinais da cabeça. Portanto, é
extraordinariamente bom o fato de manifestar a febre e sentir
dores fortes, como se estivesse estourando a cabeça. É bastante
dolorido na ocasião em que as toxinas do fundo da cabeça estão
sendo dissolvidas e excretadas, isto porque, é em volta dos
nervos.

3.4 - Sobre a têmpora (partes laterais)

Por ocasião de dor de cabeça, costuma-se ter febre na


testa e especialmente nas têmporas. Esta febre torna-se
demasiadamente penosa. Nestes casos deve-se ministrar Johrei
a partir dos lados.

3.5 - Sobre a parte occipital da cabeça (medula espinhal)

De qualquer maneira, como as pessoas atuais utilizam a


cabeça ingerindo medicamentos, as toxinas medicinais acabam
solidificando-se na parte occipital da cabeça. Ao ver as pessoas
que estão se sentindo mal, quase todas, ou seja, nove entre dez
sofrem desse mal e com certeza encontraremos uma leve
inflamação endurecida em um dos lados, direito ou esquerdo, da
medula espinhal, provocando, também, uma sensação
desagradável devido à presença de uma minuciosa febre.

Portanto, o endurecimento de toxinas na região da medula


espinhal é o primeiro incômodo. Não existe pessoa que não
apresente solidificação de toxinas nestas partes, pouca ou muita,
existe. Com certeza, existem pessoas cuja região da medula
espinhal se apresenta dura como um pau ou parece ter dentro
uma pedra. Portanto, as pessoas atuais estão todas doentes. E,
por causa desta minuciosa febre, ocorrem sintomas de perder
apetite, sentir tristeza e melancolia. Ministrando o Johrei, isto irá
sendo curado quase que totalmente, porém, como isso é

132
Johrei – Arte da Vida

bastante pertinaz, não será tão simples. É preciso muita


persistência, pois são os sintomas mais prejudiciais.

Existem pessoas que tossem demasiadamente e, ao


examiná-las, verificamos solidificações de toxinas na medula
espinhal. Dissolvidas estas solidificações com o Johrei, cessa a
tosse. As toxinas dissolvidas de toda essa parte da medula
espinhal entrarão primeiramente nos pulmões e serão eliminadas
em forma de escarro, através da tosse.

A partir de agora, deverão ver nos doentes, primeiramente,


os olhos e as laterais da medula espinhal. Assim, seguramente
verificarão inflamação em uma das partes, deparando-se
certamente com a febre no local. Na cura disso, a eliminação, na
maior parte dos casos, será através da diarréia.

Assim, ao ministrar o Johrei na região da medula espinhal,


as toxinas se dissolvem e, como descem para o estômago,
poderá sentir um pouco de mal-estar e náusea na região do
peito. Não se esquecendo dessa ordem, poderão perceber
claramente. Em primeiro lugar, o essencial é a parte occipital da
cabeça.

3.6 - Sobre a queda de cabelos

A calvície tem ocorrido muito hereditariamente, mas não é


absolutamente uma doença hereditária. O fato de ocorrer a
calvície é devido à toxina na cabeça. Eliminando essa toxina,
aumentarão os cabelos.

Dizem, também, que a utilização de peruca causa


vaporação na cabeça, provocando mais ainda a queda dos
cabelos, mas isso não ocorre. Se ficássemos calvos devido a
vaporação, todos os atores deveriam estar calvos. Se disserem
que os cabelos que nasceram caíram todos, é porque esta

133
Johrei – Arte da Vida

pessoa deve ter utilizado até agora muito remédio para nascer
cabelo, o que não é bom.

Pergunta: Em uma menina de 15 anos que sofre de


alopecia (calvície) caíram todos os cabelos. Quando tinha três ou
quatro anos de idade, havia um pequeno indício dessa doença, e
veio fazendo o tratamento através do processo de eletroterapia.
Ao ministrar o Johrei continuamente, será que poderá voltar a
nascer os cabelos?

Resposta: Como caíram todos os cabelos, isto será


dificultoso. A doença alopecia é curável. Mas devido ter sido
aplicado muito eletro e passado remédios, tornou-se um caso
quase que incurável. Por isso, esse mesmo tanto levará de
tempo. Se não houvessem feito essas coisas, a cura seria
proporcionalmente rápida. Ministrando Johrei pacientemente,
será curada.

Como Deus fez para que nasça cabelos na cabeça, o fato


de não nascer é devido existir toxinas medicinais herdadas dos
pais, ou ainda toxinas da própria pessoa; em todo caso são
toxinas solidificadas na cabeça. É como no caso de jogar o
veneno-adubo nos lugares onde nasce capim. Portanto, à
medida que vai sendo eliminado o veneno-adubo, nascerá capim.
Mas, por estar muito solidificado através de diversas aplicações,
leva tempo. Nestes casos, o ponto essencial na ministração do
Johrei é em toda a cabeça e em volta do pescoço.
f
3.7 - Sobre os gânglios linfáticos (pescoço)

Muitas toxinas localizadas nos gânglios linfáticos e que


são dissolvidas pela febre se encaminham imediatamente para a
parte frontal da cabeça, provocando depressão, irritabilidade e
desânimo, males esses, no conjunto, denominados perturbações
mentais ou mente fraca.

134
Johrei – Arte da Vida

As toxinas aglomeradas em volta do pescoço, com


certeza, ocasionam febre, e depois de dissolvidas, se
transformam em escarro. Portanto, o pescoço do ser humano é
extraordinariamente importante. Assim, no interior do pescoço,
também temos a parte vital.

Existem pessoas que sofrem das pernas e dos quadris, e


muitas delas se curaram só ministrando Johrei no pescoço. Para
ministrar o Johrei nos gânglios linfáticos, deve-se ministrar dos
lados. Também, dependendo do caso, a dissolução das toxinas é
mais autêntica unindo-se dois ou três dedos e ministrando com
as pontas deles, retirando a força.

3.8 - A cabeça como ponto central

Em grande parte, as doenças do corpo melhoram


consideravelmente ministrando-se Johrei primeiramente na parte
occipital da cabeça, gânglios linfáticos do pescoço, parte frontal
da cabeça, têmpora (laterais da fronte) e no alto da cabeça.

3.9 - Sintomas de cabeça pesada

Pergunta: É um adepto do sexo masculino, 44 anos de


idade, com sintomas de cabeça pesada, sem ânimo para
conversar, inclusive com dificuldade de pegar as coisas e,
portanto, sem condições de trabalhar.

Fez o tratamento médico, tomando vinte ampolas de


injeção, mas como não teve resultado, recorreu ao método de
acupuntura, espetando cerca de dez agulhas na cabeça, fazendo
também a cauterização de moxa nos quadris e nas pernas.
Conforme o dia, os sintomas que diz sentir são de cabeça
pesada e também muita dor de cabeça, dá uma sensação como
se fosse encher o centro da cabeça com alguma coisa.

135
Johrei – Arte da Vida

Nessas ocasiões, não consegue pensar em nada,


passando todo o dia com a sensação de que a cabeça não é sua.
Além disso, algumas vezes, sente o corpo todo estremecer, o
peito preso, perdendo as forças da região do abdômen e
sobrevindo a tremedeira. Todas as coisas o incomodam e se
tornam muito trabalhosas.

Resposta: Pelos sintomas, tudo é provocado pelas toxinas


medicinais, indiscutivelmente. Essas aplicações de vinte ampolas
de injeções obscuras estão causando uma terrível desgraça.

Também as aplicações das agulhas diretamente na cabeça


foram muito prejudiciais. Logicamente existem outras toxinas
medicinais anteriores.

Esses sintomas são causados pela solidificação das


toxinas medicinais na cabeça. Portanto, não tem ânimo para
trabalhar, não consegue pensar no fato de que a cabeça idealiza
os pensamentos. Neste estado, como nunca chega a uma
conclusão, não sente ânimo em qualquer coisa que se propõe a
fazer. Esta doença é curável, mas sempre levará um longo tempo
e será gradualmente.

Como as toxinas estão solidificadas na região occipital da


cabeça e em volta do pescoço, de qualquer maneira, deve-se
ministrar o Johrei paciente e compenetradamente. É bom a
própria pessoa constantemente se autoministrar o Johrei, sempre
que possível (isto porque poderá estar constantemente
ministrando, já que não está trabalhando, e também por serem
muito persistentes as toxinas solidificadas). Assim, será curada.

136
Johrei – Arte da Vida

4 - Conservar o apetite

Quem está em purificação bastante severa deve fazer de


tudo para manter o apetite. Assim conseguirá ultrapassar
qualquer purificação sem ficar debilitado.

5 - Nuca e costas

5.1 - Cuidados com a nuca e as costas

Por causa do hábito comum de dormir de costas, a grande


maioria das pessoas tem solidificações nessa região, o que
influencia bastante o estado de saúde pessoal. Nesses casos, a
maior concentração de impurezas encontra-se na parte superior.
Também a maioria das toxinas causadoras da encefalite são as
acumuladas nas costas, que se encaminham para a cabeça
quando esta esquenta muitíssimo, pelo fato de as pessoas
ficarem, durante algum tempo, sob a ação intensa dos raios
solares.

5.2 - O aumento da encefalite entre os japoneses

Neste ano (1953) ocorreu um aumento de casos de


encefalite no Japão, dez vezes maior do que nos anos anteriores.

A causa desta doença está no fato de as pessoas exporem


a cabeça diretamente aos raios solares, o que provoca a subida
das toxinas acumuladas nas costas, determinando o
endurecimento da nuca. Estas, contudo, se não forem
solidificadas pelo uso de remédios, ou outros meios, serão
eliminadas em forma de pus misturado com sangue.

É importante ficar bem claro que qualquer processo de


solidificação acarreta conseqüências graves, como alterações no
funcionamento do cérebro, endurecimento ou paralisação do
braço. Então, deixando-se a doença seguir o seu curso natural,

137
Johrei – Arte da Vida

sem a interferência de tratamento algum, a cura se processa


integralmente, sem deixar seqüelas. Posso inclusive afirmar que
a encefalite é uma das melhores purificações para diminuir as
toxinas da região occipital.

6 - Quadris e pernas

6.1 - Causas da falta de ar

A falta de ar pode ser causada por toxinas acumuladas nos


quadris, nas costas, em volta das costelas e embaixo dos braços.

No acúmulo de impurezas nessas regiões, está também a


origem da bronquite. Como todas essas toxinas desceram do
pescoço e da cabeça, é preciso, em casos de bronquite, ministrar
Johrei não só nas costas, em volta das costelas, embaixo dos
braços, mas também ao redor do pescoço e na cabeça.

6.2 - Agilidade

Como já falei em outras ocasiões, quem tem dificuldade


para subir agilmente uma rampa ou sente falta de ar e peso nas
pernas é porque tem toxinas acumuladas na região do cóccix.

É preciso, pois, autoministrar Johrei nesse local.

Eu, por exemplo, tenho o corpo e, especialmente, os


quadris muito leves; por isso, embora com 70 anos, quando vou
tomar um trem ou um bonde, sempre sou o primeiro a entrar e o
faço naturalmente, sem empurrar ninguém.

Assim ocorre porque estou livre de toxinas, o que não


acontece no geral com outras pessoas que, por terem muitas
impurezas acumuladas, são bem mais lentas que eu.

138
Johrei – Arte da Vida

O mesmo ocorre quando estou escalando montanhas ou


subindo colinas em companhia dos mais jovens, preciso me
controlar para que possam me acompanhar.

Na verdade, o que me torna assim tão ágil é o fato de eu


estar constantemente autoministrando Johrei nos quadris.

Portanto, quem não for capaz de agir com destreza ou


subir depressa uma colina é porque tem muitas toxinas nos
quadris. Daí a causa da sensação de dor, de opressão, de falta
de mobilidade. Devem, por isso, todos que tiverem esses
sintomas, autoministrar Johrei no local.

Com certeza vão sentir uma melhora muito grande.

6.3 - Lentidão

O cérebro do homem de hoje funciona muito mal, ou seja,


trabalha lentamente, devido ao grande acúmulo de toxinas na
cabeça e no pescoço.

É preciso, pois, antes de tudo, eliminar as impurezas


solidificadas nesses pontos.

Eu, por exemplo, tenho não só o corpo leve, mas também


uma capacidade perceptiva rápida, pois estou sempre
autoministrando Johrei para que minha cabeça possa trabalhar
com eficiência.

Agora mesmo, antes de aqui chegar, senti, ao vestir o


quimono, que a gola estava meio folgada e comentei o fato com
minha serviçal. Ela me disse que, se eu o comparasse com os
outros, não encontraria diferença alguma. Pedi-lhe, então, que
usasse uma fita métrica, pois tinha certeza de que a gola não
estava do acordo. Na verdade, havia uma pequena variação,

139
Johrei – Arte da Vida

correspondente a três centímetros, que a empregada não havia


notado por ter a cabeça muito lenta.

Eu, porém, fui capaz de percebê-la porque possuo não só


o corpo, mas também um raciocínio muito rápido, além de uma
sensibilidade altamente aguçada.

É por isso que eu sempre estou alertando a todos sobre a


importância de manter o corpo leve e uma cabeça ágil.

Devem, portanto, receber e autoministrar muito Johrei


nesse local para se tornarem mais atentos e dinâmicos.

Assim poderão resolver com maior clareza e agilidade os


problemas. Dessa forma, serão diminuídos os erros e a vida
tornar-se-á mais agradável e tranqüila.

Outro aspecto para o qual lhes quero chamar a atenção é


o aumento dos acidentes de trânsito, cuja causa principal reside
na falta de agilidade mental. Com muitas toxinas acumuladas na
cabeça, resultantes das inúmeras preocupações que afligem as
pessoas nos dias de hoje, ninguém tem condições para decidir
rapidamente que atitude tomar em momentos de perigo.

Por isso, mais uma vez insisto: há necessidade de muito


Johrei na cabeça para que a mente fique clara e o raciocínio ágil
e lógico.

15 de junho de 1953

140
Johrei – Arte da Vida

TOXINAS E SEU PROCESSO DE ELIMINAÇÃO

1 - Eliminação de toxinas
O organismo do ser humano foi muito bem criado, o que é
natural, pois é a obra-prima de Deus.

Então, por isso, quando as toxinas sobem até a região


occipital, o corpo tem a capacidade de reagir para expulsá-las.
Em algumas circunstâncias, elas sobem para o cérebro, de onde
são eliminadas pelos olhos por uma espécie de secreção
chamada remela ou pelas narinas em forma de um muco,
vulgarmente conhecido como ranho. Às vezes, essas secreções
se apresentam bastante endurecidas, além de serem freqüentes
em qualquer pessoa. Nunca encontrei alguém que não as
tivesse.

Pode-se dizer que, hoje em dia, todos os seres humanos


são doentes. Basta observarmos que a maioria consegue viver,
no máximo, 70 ou 80 anos. Se, contudo, forem dissolvidas as
toxinas das costas, atingirão facilmente os cem anos.

Então, se alguém quiser alongar o tempo de vida, precisa


eliminar as toxinas das costas e dos ombros.

O que precisa ficar bem claro é que, quando se ministra


Johrei nos ombros, a pessoa costuma sentir um mal-estar na
altura do peito. Isto é, provoca um leve enjôo, sentindo uma
vontade de vomitar. Isto ocorre devido ao acúmulo gradativo
daquilo que dissolveu. Portanto, assim que verificar isto, logo em
seguida deve-se ministrar Johrei no local (altura do estômago). E,
mesmo que não se ministre, essa impureza que dissolveu
descerá e a pessoa passará a ter dores de barriga.

É preciso saber que quando se ministra Johrei nos ombros


e em volta do pescoço, provoca-se a dissolução das toxinas
dessa região causando náuseas, e em seguida costuma causar

141
Johrei – Arte da Vida

dores de barriga. As pessoas costumam perguntar porque


provoca dores de barriga quando se está sofrendo do pescoço.
Isto é devido à dissolução das impurezas pelo Johrei, que
descem e são eliminadas em forma de diarréia. Nos homens a
eliminação é assim, através da diarréia; já nas mulheres, além da
eliminação pela diarréia, é eliminada também em forma de
crostas e o restante em muco sai da pele. Nessas ocasiões,
costuma-se sentir um comichão ou coceiras na pele. Se tiverem
esses conhecimentos, geralmente correrá sem nenhum engano.

As toxinas solidificadas, que podem ser da cabeça, dos


braços e mesmo das pernas, quando solvidas, inicialmente irão
para os pulmões, saindo em forma de escarro. Também as
toxinas que dissolveram nas costas e nos ombros irão
primeiramente para os pulmões. E apenas nesse caso, existe
uma diferença de lugares de muito ou pouco acúmulo.

Como um caso especial, temos as toxinas que se


acumulam em volta do pescoço, onde são dissolvidas pela febre
e transformadas em escarro. Portanto, o pescoço do ser humano
é algo de extraordinária essencialidade. Inclusive na sociedade,
as pessoas dizem muito que o pescoço ficou imobilizado de tanta
dívida; ou que os assalariados se preocupam tanto
financeiramente ao ponto de ficar com o pescoço rígido; ou
dizem, ainda, que, quando alguém está correndo perigo,
preocupa-se em não ter o pescoço cortado. O pescoço é a parte
mais importante do corpo.

As pessoas que ficam com a articulação afetada


(torcicolo), ou que apresentam erupção na língua, é por causa
das toxinas da região da garganta. Estas toxinas procuram sair
imediatamente pelo local, quando dissolvidas, sem persistir no
movimento de circular pelo corpo (sem passar pelos pulmões).
Nestes casos, as toxinas que estão razoavelmente solidificadas
na região da garganta solidificam-se também na língua,
causando perda na sensibilidade dos movimentos da boca.

142
Johrei – Arte da Vida

Portanto, para todos os casos, o Johrei deve ser ministrado na


região do pescoço.

Assim que a febre se manifesta na região dos gânglios


linfáticos da garganta, de imediato alcança a região frontal da
cabeça. Essa febre influencia primeiramente a região frontal da
cabeça porque as toxinas dos gânglios linfáticos vão
constantemente para essa região. Portanto, o fato das pessoas
sentirem a cabeça ruim, como também no caso de ficarem com o
sentimento obscurecido, constantemente zangadas ou com má
disposição, é tudo devido a isso.

2 - Excreção — toxinas medicinais

2.1 - Toxinas localizadas nos quadris e pernas

Até aqui, expus o processo normal de eliminação de


toxinas. Há, porém, outros casos em que as impurezas
concentram-se nos rins e nos quadris, devido ao mau
funcionamento dos rins, que não conseguem expulsá-las
totalmente.

Então as sobras se encaminham para os ombros ou


solidificam-se nos quadris, fato esse determinado pelo tipo de
atividade exercida pela pessoa. Dessa forma, um trabalhador do
campo, por exemplo, por agachar-se e levantar-se inúmera
vezes, vai acumular muitas toxinas nos quadris. Já quem utiliza
em demasia braços e cabeça, conseqüentemente terá
solidificações nos ombros.

143
Johrei – Arte da Vida

Por outro lado, as toxinas que se acumulam nos quadris,


ao serem dissolvidas (o que ocorre depois de certo nível de
solidificação) são encaminhadas para as pernas, provocando o
mau funcionamento delas, tais como: dificuldade de
movimentação, repuxos, amortecimento e peso nos joelhos. Daí
então que, para eliminar todos esses sintomas, se deve ministrar
Johrei no centro dos quadris, na direção do cóccix. Com isso, a
perna inteira se torna leve e sua movimentação fica facilitada.

Uma das características indicativas do mau funcionamento


dos quadris e pernas é a dificuldade que as pessoas têm de subir
ladeiras. Normalmente não conseguem fazê-lo com destreza e,
além disso, sentem muita falta de ar, quer dizer, a respiração se
torna acelerada, exigindo do coração um esforço acima do
normal.

Assim acontece porque, no plano do espírito, coração é


fogo e o pulmão, água. Então, quando a força do fogo diminui, a
atividade da água também fica reduzida, ou seja, tendo o
coração as suas funções dificultadas, o pulmão também
enfraquece, advindo a falta de ar.

Acredito que, ainda hoje, ninguém tenha estabelecido essa


relação tão estreita entre estes dois órgãos importantíssimos,
que sempre foram estudados separadamente.

Até agora falei sobre as funções do corpo, no seu sentido


global, pois julgo de suma importância que vocês compreendam
bem qual é o ponto focal das doenças.

Dessa forma, a prática do Johrei se torna muito mais fácil


e simples.

Minha experiência pessoal me ensinou o porquê,


antigamente, quando subia uma colina, sentia falta de ar, embora
não tivesse nenhum distúrbio pulmonar. Então comecei a

144
Johrei – Arte da Vida

autoministrar Johrei no cóccix e nos quadris. Daí em diante,


fiquei muito leve; não sentia mais dificuldades ao andar. Tanto
que hoje subo rápido, sem me cansar, a ladeira íngreme da
montanha de Hakone, onde moro.

A minha agilidade nessas subidas é tal, que não perco


para os mais jovens, os quais estão hoje muito mal. Eles vivem
sempre me controlando e dizendo: "Meishu Sama anda muito
ligeiro, não conseguimos acompanhá-Lo". Então Eu lhes
respondo: "É por causa da idade!"
Portanto, mais uma vez, volto a afirmar: traz excelentes
resultados o Johrei ministrado nos quadris, a fim de que sejam
expelidas as toxinas dessa região. Com isso, as pernas ficam
ágeis e a falta de ar vai embora.

Quem sente dificuldade para dar passos ou andar


normalmente, se apertar de leve com o dedo na região da coxa,
perceberá toxinas aí. Então, para resolver os problemas de
movimentação das pernas ao caminhar, é preciso Johrei nesses
locais onde existem solidificações.

As pessoas que têm barriga estufada ou inchada precisam


receber Johrei nos rins. No geral, têm também dificuldade para
urinar. Se for o caso, ministrar Johrei abaixo do umbigo e centro
inferior da barriga. Nessas duas regiões, normalmente se
acumulam toxinas úricas. Daí ser importante ainda canalizar
Johrei na região da bexiga, para que sejam expelidas as
impurezas aí concentradas.

145
Johrei – Arte da Vida

A VERDADEIRA CAUSA DA DOENÇA ESTÁ NO ESPÍRITO

Tudo que existe no mundo é composto de matéria e


espírito, sendo que a deterioração e decomposição da matéria é
causada pelo abandono do espírito.

Mesmo em relação às pedras, existe um tipo chamado


pedra morta, que se esfarela com facilidade, e isso também se
deve à ausência de espírito. A ferrugem que se forma no ferro
tem a mesma causa, podendo-se dizer que ela é o cadáver do
ferro. A existência de pouca ferrugem em espadas bastante
polidas ou espelhos antigos, explica-se pelo fato de estar
impregnado neles o espírito do artesão.

O homem é constituído pela união inseparável do espírito


com o corpo físico. A partida do espírito para o Mundo Espiritual
constitui aquilo a que chamamos morte.

Todos os animais possuem, no centro do espírito, a


consciência e, no centro desta, a alma. O tamanho da
consciência é 1% do espírito, e o da alma é 1% da consciência.
Assim, primeiramente há ação da alma e da consciência; com a
ação desta última, verifica-se a ação do espírito e, com esta, a
ação do corpo físico. Dessa forma, todas as ações do homem e
fenômenos do corpo físico têm origem na alma. Relacionando
com o Bem e o Mal, o corpo físico representa o Mal e a
consciência o Bem. Da mesma forma, a consciência representa o
Mal, e a alma, o Bem. O repetido atrito entre o Bem e o Mal gera
harmonia, manifestando-se como força e capacidade de viver.

De acordo com o princípio exposto, o aparecimento da


própria doença ocorre numa parte do espírito, que move o corpo
material (sangue).

Apesar de pequena, a alma é auto-elástica: quando o


homem está acordado e em atividade, ela toma a forma humana;

146
Johrei – Arte da Vida

quando o homem está dormindo, toma a forma esférica. A bola


de fogo que se observa muitas vezes por ocasião da morte é a
alma, que, nesse momento, assume o formato esférico,
acontecendo o mesmo com a consciência e com o espírito. Essa
bola de fogo é ocasionalmente visível porque tem luz.

O aparecimento da doença numa parte da alma significa


que nessa parte a luz ficou escassa. Isso se reflete na
consciência, no espírito e, por fim, no corpo, em forma de
doença. Portanto, se não surgirem máculas em seu espírito, a
pessoa jamais ficará doente. Mas por que razão se formam
máculas no espírito?

Por causa do pecado. Para explicar isso, eu teria de entrar


no campo da religião, de modo que vou parar por aqui e falar
apenas sobre a manifestação da doença no corpo físico.

Como eu já disse, se surgem máculas numa parte do


espírito (a parte correspondente à região pulmonar, por exemplo),
o sangue dessa área fica sujo. E isso não se restringe às
doenças pulmonares; praticamente todas as doenças têm essa
origem. O princípio da cura deve basear-se na eliminação das
máculas do espírito.

Entretanto, desconhecendo esse princípio, a Medicina


empenha-se em tratar apenas os sintomas que aparecem no
corpo, porque só tem conhecimento do efeito, e não da causa do
problema. Desse modo, mesmo que se consiga pequena
melhora, não se obtém a cura completa da doença.

Com o Johrei, eliminam-se as máculas do espírito através


da Luz de Kannon; ao mesmo tempo, ocorre a eliminação das
toxinas, e a doença diminui ou desaparece. Por conseguinte, a
purificação do espírito reflete-se no corpo, ocasionando a cura da
doença. Ainda assim, não podemos afirmar que o mal foi cortado

147
Johrei – Arte da Vida

pela raiz. Isso porque, se a alma não foi elevada, é impossível


estar-se verdadeiramente tranqüilo e seguro.

A elevação da alma só poderá ser obtida se a pessoa


aprender a correta fé e praticá-la. Esse aprimoramento constitui a
prática messiânica. Chegando a esse ponto, a pessoa não
cometerá mais pecados, pelo contrário, além de ficar isenta de
doenças e desgraças, poderá viver repleta de alegria e obter a
graça de uma vida longa e virtuosa. Dessa forma, haverá
progresso de toda a sua linha familiar.

Falarei, agora, sobre outro aspecto relacionado ao espírito.

Há pessoas que ficam aflitas por qualquer coisa, e outras


que estão sempre inseguras e inquietas. Isso porque a sua alma
está fraca e a sua resistência aos choques externos é pequena.
Os neuróticos, cujo número tem aumentado muito ultimamente,
enquadram-se nesse tipo. A causa da neurose são as máculas
existentes no espírito, por isso os portadores desse mal são
fracos. A maioria possui toxinas solidificadas no pescoço;
dissolvendo-se essas toxinas, eles ficarão curados. Quando o
mal se agrava, produz-se insônia. Mesmo após obter a cura, o
melhor meio de evitar uma recaída é a pessoa ingressar na
Messiânica, a fim de que seu espírito seja iluminado pela Luz
Divina e não volte a criar máculas.

1935

148
Johrei – Arte da Vida

MEDICINA

(Palestra proferida por Meishu Sama em 5 de setembro


1952, quando preparava o livro "O Nascimento de uma Nova
Civilização")

Introdução

Não é pelo fato de dizermos que a medicina é um mal ou


que a medicina está errada que iremos convencer os outros, pois
até agora foi necessária para debilitar o homem. O ser humano,
que foi feito para viver mais de 120 anos, teve a sua vida
diminuída. Hoje em dia, de modo qeral, a média de vida é de 60
anos, o que significa que ela foi reduzida à metade. Além do que,
todos sofrem de doenças e lutam pela existência sem segurança
de vida.

Durante milhares de anos, a medicina foi necessária para


debilitar o homem, a fim de que o seu lado material pudesse
desenvolver-se. Mas o homem acabou ficando tão debilitado, que
sua vida foi encurtada pela metade.

Deus permitiu que o homem enfraquecesse até esse


ponto, mas ele não pode decair além disso, porque seria o fim.
Na verdade, não é que não possa; não há necessidade. Mas
agora, Deus reformará tudo para que o homem volte a viver os
seus 120 anos, conforme lhe foi concedido no início de sua
criação.

Para fazer entender esse ponto primordial é porque existe


a Messiânica. Esta é a sua missão e é por isso que eu insisto
tanto nesse ponto. É pelo fato de não tê-lo entendido até agora
que o homem continua agarrado à medicina. Mas ele só poderá
entendê-lo no devido tempo e circunstâncias. Como ele não
consegue, com sua atual mentalidade, enxergar o verdadeiro
sentido das coisas, dizer-lhe que a medicina é um mal pode ser

149
Johrei – Arte da Vida

até muito perigoso, pois ele interpretará as coisas ao contrário e


pensará que estamos loucos. Mas com a Messiânica
expandindo-se no ritmo atual, a humanidade acabará por prestar-
nos ouvidos.

Se eu tivesse dito estas coisas desde o início, as pessoas


poderiam achar que eu era louco e a Messiânica não teria se
expandido. Por isto, deixei o sentido meio oculto. Mas agora que
a Messiânica já está em plena atividade em âmbito mundial,
anuncio a verdade de acordo com o que vem ocorrendo na
medicina. Dizer a verdade é um ato revolucionário. Mas nos dias
de hoje, as falhas da medicina começam a tornar-se claras e
visíveis a todos.

Agora falarei sobre o que significa verdadeiramente os


remédios. Tudo o que leva o nome de medicamento ou remédio
não passa de um anestésico.

Todos os seres humanos estão neuróticos e cronicamente


dependentes dos remédios e de seu efeito anestésico. Porque
todo e qualquer tipo do remédio, de modo mais ou menos
disfarçado, tem um efeito anestésico.

Há remédios que produzem um alívio imediato, porque o


seu efeito anestésico é rápido. Outros curam porque a pessoa
ficou cronicamente anestesiada.

Quando um homem sofre muito, toma uma injeção e logo


sente suas dores amenizadas, porque o efeito anestésico da
injeção é rápido. Outros medicamentos não produzem efeito na
hora, mas somente ao fim de um certo tempo. Tomados aos
poucos, continuamente, em pequenas doses, ao fim de seis
meses ou um ano, produzem um resultado idêntico ao de uma
anestesia.

150
Johrei – Arte da Vida

Na verdade, entretanto, o alívio sentido pelo doente é


apenas temporário, porque ao fim de um certo tempo, as
impurezas anestésicas começam a dissolver-se, fazendo
ressurgir os sintomas a que chamam de doenças. Assim,
tomando como exemplo a anestesia, penso que será mais fácil e
simples explicar o processo, especialmente para os médicos.

O mesmo se aplica à inevitável 3ª Guerra Mundial.


Quando chegar essa época, a humanidade terá de enfrentar não
somente a guerra, pois também aumentarão, e de modo incrível,
as doenças. Isto porque surgirão purificações em diversos
sentidos e tudo virá junto, de uma só vez.

O ser humano, então, não saberá o que fazer. Será o


Juízo Final, o fim da Era da Noite, que está muito próximo. Mais
próximo do que o homem imagina.

Estamos no fim da Era das Almas (Era do Espírito da


Água). Por isto, muitas almas me pedem perdão pelos erros que
cometeram na era por elas comandada. Isto é a pura verdade.
Até agora predominou um pensamento errôneo e o
arrependimento, no Mundo das Almas, é impressionante. Essa
mudança das almas representa o movimento final.

Mas o movimento das almas que comanda as diversas


religiões durante a Era da Noite ainda persiste. As religiões que
continuam com esse movimento da Era da Noite são todas
comandadas por espíritos de raposa, que estão ligados às forças
demoníacas. Todas essas religiões são comandadas por espíritos
de dragões maléficos e esses espíritos são muito persistentes.
Dificilmente recuam. Se vocês olharem para as coisas que estão
para ocorrer com esse sentimento, compreenderão melhor.

O cientista suíço Hermam observou, em suas pesquisas,


que a temperatura, em alguns pontos da atmosfera, aumentou
10°C nos últimos 50 anos. Trata-se de um evento extraodinário.

151
Johrei – Arte da Vida

Tal aumento de temperatura, em 50 anos, é extraordinário. Se


isto ocorresse normalmente desde o passado, significaria que
nestes últimos 500 anos, a temperatura teria aumentado 100°C.
Por isso eu digo que se trata de um evento extraordinário.

O fato de a temperatura ter aumentado 10°C nos últimos


50 anos significa que houve aumento de energia espiritual do
fogo (Kasso). Isto quer dizer que a Era do Dia está se
manifestando no Mundo Material, e que embora a energia do
fogo seja espiritual, está influenciando enormemente as coisas
materiais. Temos numerosos testemunhos de pessoas que, ao
receber Johrei, sentem muito calor. Algumas chegam até a
transpirar. É que o Johrei, embora sendo de natureza espiritual,
reflete no corpo físico.

O aumento de 10°C de temperatura em 50 anos já


produziu alguns efeitos no Mundo Material. Já aumentou, por
exemplo, o número de insetos nocivos na agricultura, e sua
tendência, a cada ano, será aumentar mais e mais. Já podemos
constatar, este ano, o aumento dos insetos que se alimentam das
raízes das plantas. Aumentaram as espécies de insetos nocivos,
insetos que não existiam anteriormente.

Se hoje existem muitos insetos que se alimentam dos


troncos e raízes das plantas, é porque aumentaram as espécies
de adubos químicos. Repete-se no campo da agricultura,
portanto, o mesmo que acontece no campo da medicina, onde o
aumento das espécies de doenças se deve ao aumento das
espécies de medicamentos empregados. Os insetos nocivos
aumentaram por causa do aumento dos tipos de adubos e
fertilizantes químicos empregados. Esta é a sua verdadeira
origem. Portanto, à medida que aumenta a energia espiritual do
fogo, aumentam também os insetos. O aumento do fator ''calor",
portanto, não produz somente um aumento de energia. Há aqui
um significado interessante e sobre ele falaremos agora.

152
Johrei – Arte da Vida

O aumento do calor acelera a ação purificadora, fazendo


aumentar o número e variedade de insetos e larvas, que nada
mais são do que agentes de limpeza.

Mas o aumento de energia do fogo no Mundo Espiritual


aumentará também, com uma intensidade cada vez mais incrível,
a ação de limpeza.

Outro fato interessante é que nos últimos tempos tem


havido muitos estragos causados por inundações. Antigamente
isto não era tão comum, mas hoje em dia há inundações quase
todos os anos. E isto ocorre porque a terra foi ferida por adubos
químicos. Como a terra se tornou suja, prejudicial, e a função da
água é limpar, a terra das regiões atingidas é lavada ou
carregada pela água, processando-se assim a ação purificadora.

À medida que a atividade purificadora se tornar mais forte,


muitas coisas estranhas ocorrerão, como nunca houve até agora.

Esses acontecimentos não se limitam à área da


agricultura. Aplicam-se também aos germes no que diz respeito
às doenças. E, a cada ano, eles se tornarão dez vezes mais
numerosos e intensos do que no ano anterior.

Virá uma época em que surgirão bichos que se


alimentarão dos bichos que se alimentarão do veneno. Esta é a
origem, por exemplo, da tuberculose. Quando a ação purificadora
se torna muito forte, surgem os sintomas da tuberculose. Mas
como isto não é entendido pela ciência, a enfermidade se agrava.
O que estou dizendo a respeito dos bichos também se aplica à
saúde do ser humano.

Os erros cometidos pelo ser humano é que provocam a


enfermidade em seu espírito. Para eliminar esse local enfermo é
que surgem os vírus. Estes, porém, não se manifestam na parte
espiritual do homem, cuja essência é o Fogo. Eles só se

153
Johrei – Arte da Vida

manifestam na parte material, cuja essência é a Água, e que


corresponde à parte negativa. A verdadeira origem do mal do
homem, portanto, é o mal causado pelo próprio homem. É o
próprio ser humano quem cria o mal em si mesmo, é o seu mau
espírito que o faz sofrer e faz com que o mundo se torne mau.

O homem é afligido por diversas formas de sofrimento a


fim de ser purificado. O surgimento de malfeitores e criminosos
ocorre porque eles são necessários. Eles surgem porque o
homem acumulou atos maléficos. Assim, a limpeza dos pecados
é efetuada por meio do próprio mal. Quando somos prejudicados
ou sofremos por causa de espíritos negativos, é porque existem,
em nós mesmos, máculas suficientes para sermos prejudicados.
Isto significa que está sendo processada uma limpeza. E para
efetuar essa limpeza, são necessários os malfeitores. Isto pode
parecer estranho, mas assim é quando observamos os fatos com
um visão mais ampla.

É por isto que existe o mundo dos malfeitores, dos ladrões


e criminosos. No mundo que se criou, torna-se cada vez mais
necessária a existência de pessoas assim. É o próprio homem
quem cria a necessidade de um mundo repleto de malfeitores. O
homem mau exerce uma atividade purificadora mas, ao mesmo
tempo, gera novamente o mal. Por isto surge, novamente, aquele
mal que faz com que se processe a limpeza, a atividade
purificadora, da mesma maneira como surgem doenças em
conseqüência dos medicamentos. O medicamento suprime a
doença mas torna--se, por sua vez, a origem de novas doenças.
Esta é a lógica do processo.

Quando contraímos uma dívida e não a saldamos no prazo


estipulado, os juros se acumulam até chegar a um ponto em que
se torna difícil resgatá-la. Vem então o confisco dos bens ou a
declaração da falência. O mesmo ocorre com os meios utilizados
para suprimir as doenças criadas pelos homens.

154
Johrei – Arte da Vida

Quando surgem bichos nas plantas, os homens as


pulverizam com venenos. E durante um determinado tempo, os
bichos morrem ou desaparecem. Por outro lado, entretanto, o
veneno se infiltra na planta e surgem novamente bichos para
comer o veneno absorvido pela planta. Este é o processo lógico,
mas o homem até agora não o percebeu. Quando compreender,
verá que a razão do surgimento dos bichos está nesse processo
lógico.

Vemos, assim, que o mal é alimentado pelo próprio mal. E


até agora não houve outro meio além deste. Os maus serão
inapelavelmente punidos.

As pessoas que têm o mal como dever e que assumem


esse papel é porque têm má índole. O homem bom, aquele que
não aprecia o mal, não consegue exercer a função que cabe ao
homem mau. Quem tem benevolência dentro de si mesmo não
consegue praticar o mal. As pessoas de índole benévola não
exercerão esse papel e não se tornarão instrumentos dessa
atividade.

Foram os diversos erros cometidos que levaram o mundo


e a humanidade a esse beco sem saída. E a limpeza só pode ser
efetuada por uma ação purificadora, que ocorre por manifestação
do infinito Amor do Criador.

Como o homem está envenenado, ele envenena o sistema


com o seu próprio veneno. Até agora, esta foi a única alternativa.

155
Johrei – Arte da Vida

SUPERSTIÇÃO DOS MEDICAMENTOS

1 - O futuro da medicina sob o ponto de vista de Deus


Criador

No que diz respeito ao comportamento médico, tendo em


vista a Vontade de Deus Criador, até agora nada ficou muito
claro, porque o ponto focal das doenças permaneceu oculto e
também não houve ainda a manifestação integral do Poder
Divino esclarecedor.

Ainda hoje, o objetivo central da medicina, visando à cura,


é o aniquilamento das bactérias.

Por isso, agora eu estou escrevendo sobre a "Cultura do


Senhor", aquela que une o círculo (parte material) e o ponto no
centro (ponto divino)

Até hoje, só foi desenvolvido o círculo, mas a essência


está no ponto central que é, na verdade, o "Poder Criador"
manifesto.

Em outras palavras, é como se o patrão ainda não


houvesse aparecido, só o gerente.

O centro do Poder do "Pai do Céu", como Jesus falava,


continua oculto.

É exatamente esta "Força" que eu quero lhes mostrar.


Com ela, todas as desgraças da humanidade poderão ser
resolvidas de maneira muito fácil.

Então, se cada um de vocês entender bem qual é, e onde


se encontra o ponto focal da doença, todas as verdades se
tornarão bem claras.

156
Johrei – Arte da Vida

2 - Minha experiência na religião Omoto

A religião Omoto nunca se preocupou em divulgar os


Ensinamentos relacionados ao erro da medicina.

No entanto, quando ingressei nessa doutrina, percebi, ao


ler o Ofudessaki (Coletânea de textos psicografados pela
fundadora Nao Deguchi) críticas à medicina.

Nesses escritos encontrei a seguinte revelação:

"Deus está triste!


O povo, por ignorância,
deixou-se contaminar
pelos remédios, que não curam,
só envenenam o corpo"

No momento em que li esse trecho, fiquei assustado, pois,


até então, nenhuma corrente religiosa havia afirmado tão
claramente que remédio é veneno. Percebi aí, também, a razão
pela qual ingressei na Omoto.

3 - Perda do efeito dos remédios

Pouco a pouco, o Mundo Espiritual está se transformando.

Todas essas mudanças, na verdade, nada mais são que


aumento de purificações.

O problema chegará ao ponto de não haver meios de


impedi-las.

Os remédios perderão totalmente o seu efeito e, por fim,


chegará um tempo de terror.

157
Johrei – Arte da Vida

Por outro lado, será o momento em que a cura pelo Johrei


ficará cada vez mais evidente. Vocês mesmos já devem estar
percebendo essa realidade, sentindo, em curto espaço de tempo,
um efeito muito rápido da Luz Divina.

Pelo menos, é o que comprovam os testemunhos de


vários fiéis.

Então, a partir de agora, muitas curas vão ocorrer


contrariando os fundamentos da medicina convencional.

Remédios, até o momento considerados eficazes porque


solidificavam as toxinas, estão perdendo o efeito, pois não
conseguem mais desempenhar a sua função, qual seja, curar as
doenças.

Está, portanto, chegando a nossa hora de agir e haverá


um tempo em que não vai existir remédio que cure; somente o
Johrei poderá resolver o sofrimento humano.

Será para todos vocês um momento de muito trabalho.

Já está, pois, bem próxima a alegria da nossa dedicação,


devido à intensa procura de Johrei como meio de Salvação.

4 - Aumento das doenças perniciosas

Com a chegada da Era do Dia, vai ocorrer um considerável


aumento de doenças perniciosas em conseqüência de
excessivos tratamentos médicos.

De fato, será apenas uma mudança das trevas para a Luz.

A verdade sobre o Plano de Deus ficará evidente.

158
Johrei – Arte da Vida

Então, se a medicina continuar com o mesmo


comportamento, entrará num beco sem saída, pois as doenças
continuarão aumentando indiscriminadamente.

Mesmo agora, já estão acontecendo muitas purificações


estranhas, levando diversas pessoas em direção aos templos
messiânicos.

Mais tarde, esse processo de busca vai atingir a


humanidade toda, pois, embora a medicina tente curar, os casos
de doenças se tornarão cada vez mais graves, chegando a um
ponto que nada poderá ser feito.

Somente o Johrei conseguirá resolver. Nesse momento,


todo mundo procurará recebê-lo.

De outra parte, os médicos estarão tentando, de todas as


maneiras, estacionar as purificações, impedindo as febres com
medicamentos e injeções.

Outro dia, li num jornal o comentário de um médico


dizendo que "os remédios podem impedir momentaneamente o
desenvolvimento de uma doença, mas o que vem depois é muito
pior".

Processo semelhante ocorre, por exemplo, com a


tuberculose, que pode ser debelada com o BCG, mas, por outro
lado, determinará o aparecimento de uma doença mais severa.

5 - O futuro do médico e dos remédios

Muito mais rápido do que se pode imaginar, chegará o fim


da missão da medicina convencional.

159
Johrei – Arte da Vida

Tenho ouvido, muitas vezes, dizer que determinados


remédios, cujo efeito era antigamente grande e rápido, hoje estão
perdendo o seu valor.

Quando foi descoberta, a hydrazida foi considerada um


medicamento definitivo na cura da tuberculose, mas agora já está
perdendo a sua eficácia.

Há alguns dias, determinado hospital elaborou um relatório


a respeito dos resultados produzidos pela hydrazida, com a
seguinte conclusão: inicialmente, durante um ou dois meses,
verificou-se a diminuição bastante acentuada do vírus da
tuberculose, mas depois ocorreu um aumento ainda maior,
acompanhado de uma resistência bem mais significativa.

Diante desse fato, nos dias atuais, está crescendo o


número de médicos que desconfiam da eficácia da hydrazida. Na
verdade, o que está ocorrendo é a intensificação, no Mundo
Espiritual, das purificações.

Por isso, os tratamentos que tendem a solidificar as


toxinas já não estão conseguindo os efeitos esperados na cura.
Daí o perigo de se tomar remédios e injeções.

Há pouco tempo, um jornal publicou um artigo falando


sobre a morte de alguém logo após ter tomado uma injeção.
Esse acontecimento havia levado a família do paciente a acusar
o médico, o qual, por sua vez, se defendia dizendo que a vítima
tinha idiossincrasia (predisposição individual para reagir à ação
de agentes externos).

Apesar dessa justificativa, podem estar certos de que


essas reações incomuns vão ocorrer com muita freqüência. Com
isso, o próprio médico vai começar a desconfiar do poder da
medicina e, em conseqüência, ficará com medo de receitar certos

160
Johrei – Arte da Vida

medicamentos, o que, em última instância, o impedirá de exercer


a sua profissão condignamente.

Não haverá, contudo, necessidade de ninguém fazer nada


especial para que a consciência médica desperte.

A própria situação vai mostrar, com clareza, todos os erros,


e os profissionais, pouco a pouco, irão abandonar os métodos
antiquados.

O que eu digo hoje é apenas um alerta para o que vai


ocorrer.

Quando chegar esse momento, o Johrei será procurado


por muita gente. Então, vocês devem agora estudar o máximo
possível para se aperfeiçoarem, pois quando o Johrei for
intensamente procurado por muitas pessoas necessitadas, não
haverá tempo para um aprimoramento mais profundo. Vocês vão
precisar dedicar-se inteiramente à canalização da Luz.

6 - Reação contrária

Nos dias atuais, parece bem claro que vida longa resulta
do progresso dos tratamentos propostos pela medicina
convencional, ou seja, tem como causa a paralisação das
purificações.

Estou lhes falando desse assunto para alertá-los sobre a


estranheza do progresso que torna os medicamentos cada vez
mais hábeis nas solidificações das toxinas. Entretanto, o efeito
contrário não tardará.

161
Johrei – Arte da Vida

Como já lhes falei várias vezes, as purificações estão


aumentando cada dia mais, no Mundo Espiritual. Como
resultado, a vida humana vai encurtar, pois, devido à
intensificação da Luz da Era do Dia, os remédios perderão o
efeito solidificador.

Mesmo atualmente, vocês já estão percebendo a


veracidade do que lhes falo, quando, ao ministrarem Johrei,
comprovam curas rápidas e melhoras espirituais acentuadas.

Também no que diz respeito à agricultura, a cada ano,


tem-se verificado um aumento considerável do número e
espécies de pragas.

Tudo isso, de fato, resulta da intensificação da Luz no


Mundo Espiritual.

Cada vez que o poder purificador aumenta, torna-se


necessário um remédio mais forte para dominá-lo.

Contudo, num futuro próximo, a força paralisadora das


purificações vai enfraquecer, pois os remédios não terão mais
poder de impedir a ocorrência da limpeza verdadeira produzida
pela Luz.

Nessa época, vai acontecer de muitos doentes, após


tomarem remédios ou injeções, terem o seu estado de saúde
agravado, ou mesmo chegarem à morte.

7 - O vício do remédio

É bom vocês ficarem atentos e observarem que, quando


se toma, por exemplo, algum remédio para dor de estômago ou
de cabeça, ou ainda para convulsões gástricas, ocorre uma
melhora temporária, mas depois esses mesmos males voltam a

162
Johrei – Arte da Vida

se manifestar, como conseqüência dessas medicações digestivas


ou analgésicas.

Ao serem ingeridas, tais substâncias produzem


naturalmente um aumento de apetite e também tornam mais
acentuado o sabor dos alimentos. Surge daí a ilusão de cura e,
como resultado, em qualquer sensação de mal-estar, as pessoas
voltam a usar o mesmo remédio.

Cria-se assim uma dependência viciosa semelhante à


causada por qualquer outra espécie de droga.

Inicialmente, por trazerem alívio imediato, as dosagens


são insignificantes, de apenas uma vez por dia. Com o passar do
tempo, a quantidade vai sendo aumentada gradativamente,
chegando ao ponto de uma necessidade cada vez maior de
medicação para sanar o mesmo mal.

Dá-se um processo semelhante ao do viciado que, para


escapar do sofrimento, ingere quantidades enormes de drogas,
as quais procura adquirir de qualquer maneira.

Há ainda a diferença de ação entre a droga propriamente


dita, cujo resultado é rápido, e os remédios tomados em casos de
doenças. Estes, ao agirem mais lentamente, não causam medo e
a população os ingere sem pensar nas conseqüências.

Eu acho que, se todos os fiéis já estiverem bem


esclarecidos, sabendo perfeitamente que qualquer remédio é
droga, torna-se muito mais fácil orientar as pessoas que
procuram Johrei. Vejam, por exemplo, o que acontece nos casos
de tuberculose.

O doente toma hydrazida, sente que a febre abaixa e o


apetite aumenta. Como resultado desse processo, a pessoa

163
Johrei – Arte da Vida

começa a engordar e acha, por isso, que foi curada ou, pelo
menos, melhorou muito.

Entretanto é comum, após duas ou três semanas, voltar ao


estado anterior com um agravante: o vírus da tuberculose se
apresenta mais pernicioso ainda.

É, portanto, uma situação parecida com a do drogado que


só vai sentir a degeneração orgânica depois de algum tempo.

8 - Duração do efeito dos remédios

Como está aumentando a cada dia, no Mundo Espiritual, a


ação purificadora, muitas drogas, cujos efeitos duravam até um
ano, atualmente estão perdendo a capacidade de curar.

É comum serem ouvidos comentários de que tais remédios


não conseguem mais produzir resultados satisfatórios, embora,
em outras ocasiões. fizessem grande sucesso.

Torna-se, pois, necessário que vocês meditem


profundamente sobre esse assunto para entenderem, de fato, o
que é o remédio.

É muito desalentador perceber que tais verdades nem


passam pela cabeça da maioria das pessoas, quer dizer, elas
ficam totalmente dominadas pela superstição dos remédios. Não
são capazes, portanto, de perceber que estão doentes, porque
ingeriram substâncias estranhas ao organismo.

Também é importante entender que o corpo humano não


mudou de vinte ou trinta anos para cá. Continua funcionando
dentro da mesma lógica com que foi criado há milhares de anos.

Então, não lhes parece estranho que o efeito das


medicações não seja igual ao de alguns anos atrás?

164
Johrei – Arte da Vida

Até entre os médicos, ouve-se dizer que antigamente os


remédios curavam muito mais.
Será que ocorreu alguma mudança no organismo do ser
humano? Ou existe agora outra causa para não estar havendo
curas como antes?

Por outro lado, se pensarmos um pouco mais, iremos


verificar que o processo de fabricação de remédios não mudou
muito. Estão sendo elaborados, mais ou menos, como
antigamente.

Acho que esse fato deveria proporcionar aos médicos


algum motivo de dúvida; contudo, só acham muito estranho que
o efeito não seja tão compensador quanto em outros tempos.

É certo, porém, que mesmo surgindo dúvida, nunca vão


descobrir a verdade.

Muitas vezes até constatam que doentes considerados


definitivamente incuráveis pela medicina são recuperados com
facilidade pelo Johrei. Entretanto, só acham estranhas tais
ocorrências, nada mais, além disso.

Contudo, do meu ponto de vista, considero realmente


absurdo esse comportamento incrédulo. É mesmo difícil entender
o pensamento da medicina!

Raciocínio semelhante se aplica ao vício do adubo, que é


também um tipo de droga.

Por exemplo, se num ano foi adicionado sulfato de amônia


ao solo e a produção melhorou, no ano seguinte os agricultores
vão acrescentar novamente essa substância, achando que ela é
necessária para as plantas, até chegar o momento de a terra
ficar totalmente viciada em nutrientes artificiais.

165
Johrei – Arte da Vida

Entretanto, ninguém consegue perceber um fato tão


simples.
Pode-se, portanto, concluir que tanto os adubos como os
remédios seguem o mesmo processo de utilização e trazem,
ambos, conseqüências desastrosas. Apesar disso, quem os usa
não percebe.

Sintetizando, não seria errado pensar que o mundo inteiro


está viciado em drogas.

166
Johrei – Arte da Vida

MEDICINA ATUAL É CIÊNCIA?

1 - Remédio considerado como alimento

Nos dias de hoje, é comum as pessoas tomarem remédio


não só com a intenção de adquirir saúde, mas também como se
fosse alimento. Em muitos casos, se a medicação faltar, não
conseguem nem desempenhar com eficiência a sua função. É,
por isso, muito comum ouvirmos, em ambientes de trabalho,
comentários como: tal pessoa parece estar fraca hoje, é que lhe
faltam complexos vitamínicos; ou ainda, aquela outra precisa de
uma medicação fortificante, está muito debilitada.

Assim vive a maioria dos seres humanos. Então, de


acordo com essa lógica, quem mora longe da civilização, ou não
tem dinheiro para comprar remédio, deveria estar sempre
bastante fraco ou doente.

Por outro lado, observando-se a história humana, percebe-


se que o enfraquecimento do corpo começou com a chegada da
civilização materialista.

Mesmo assim, em todas as partes do mundo, há um


acentuado incentivo ao uso de medicamentos.

Não lhes parece um fato estranho?

É interessante observar também que são encontradas


muitas pessoas com saúde perfeita e extraordinária vitalidade
porque nunca tomaram espécie alguma de remédios.

2 – A ação do remédio assemelha-se à da droga

Como já disse, várias vezes ouço dos médicos


comentários a respeito da pouca eficácia dos remédios
atualmente.

167
Johrei – Arte da Vida

Tal ocorrência se deve à semelhança que existe entre a


ação dos medicamentos empregados em curas e as drogas em
geral.

De início, os viciados as ingerem ou as injetam, por


exemplo, a cada três dias. Com o tempo, essas substâncias vão
perdendo o efeito e o dependente precisa usá-las com mais
freqüência, em espaços cada vez menores, chegando ao ponto
de consumi-las uma ou até várias vezes ao dia.

O mesmo acontece em relação às doenças.

Antigamente bastava tomar uma pequena dose de


remédio para gripe ou dor no estômago que o problema estaria
resolvido.

Pouco a pouco, porém, a situação foi se agravando e hoje


são necessárias dosagens maiores e mais freqüentes. Em se
tratando de asma, por exemplo, antigamente eram aplicadas
injeções só quando aconteciam as crises, mas agora, em
determinados casos, há necessidade de medicação diária, para
que a pessoa não se sinta sufocada.

Então, observando-se desse ângulo, todos os remédios


são drogas.

Assim, se alguém tem medo de tornar-se um viciado,


deveria também temer os remédios, pois causam igual
dependência, só que através de um efeito mais demorado.

Como, porém, a cabeça está muito ruim, o ser humano


não consegue perceber o mal que o domina.

É o que acontece no caso da tuberculose.

168
Johrei – Arte da Vida

De ano para ano, a medicação muda. No momento, existe


a hydrazida. Logo mais, não sabemos o que poderá aparecer.

Assim vai continuar. Novos e incontáveis remédios


surgindo sem parar.

Apesar de atualmente a realidade ser essa, num futuro


próximo, o mundo inteiro começará a aceitar a nossa opinião.

Nessa época, haverá drogas fortíssimas, de efeito muito


rápido e violento. Então as pessoas, ao tomarem consciência
desse fato, ficarão amedrontadas. Por isso, alerto: quando forem
falar sobre o uso de remédios, citem o exemplo do vício das
drogas, que todos entenderão mais facilmente a explicação de
vocês.

7 de setembro de 1952

3 - Variedade de remédios

Quando uma medicação não surte mais efeito, é comum a


pessoa buscar uma outra mais potente.

No geral, um novo tipo de remédio traz momentaneamente


algum alívio. Na verdade, essa reação positiva é sinal de que o
corpo já se acostumou com o remédio usado antes e está agora
precisando de outro mais forte.

Em última análise, o organismo já ficou viciado, criou


anticorpos capazes de inibir o efeito da medicação. O mesmo se
dá com respeito à alimentação.

Quando uma pessoa se alimenta de produtos


contaminados ou que contenham algum tipo de veneno, pouco a
pouco, o corpo vai-se acostumando até chegar o momento em

169
Johrei – Arte da Vida

que essas substâncias nocivas não lhe causam mais nenhum


problema.

Então, pode-se dizer que um vício é, na verdade, o uso


repetitivo das mesmas coisas.

Torna-se, por isso, urgente haver uma mudança de hábito


tanto na vida humana quanto na agricultura, porque as pessoas
já estão viciadas em remédios e alimentos contaminados; a terra
e as plantas, por sua vez, em adubos.

4 - Contaminação por toxinas

O homem moderno tem o seu cérebro inteiramente


contaminado por toxinas. Por essa razão, perdeu a capacidade
de discernir entre o Bem e o Mal.

Em conseqüência, permanece iludido pelo efeito


momentâneo dos remédios. E, de outra parle, vivendo presas às
ilusões, as pessoas não têm possibilidade de entender que a
solução de qualquer problema apresenta um ponto focal, quer
dizer, só existe um meio que é, de fato, o melhor para a solução
do impasse diante do qual elas se encontram.

Entretanto quase ninguém consegue enxergar esse ponto


devido ao acúmulo de toxinas no cérebro, as quais impedem a
clareza de idéias e a agilidade de raciocínio.

Foi exatamente essa constatação de falta de


discernimento que já me levou, algumas vezes, a afirmar que o
homem moderno tem inteligência superficial e, por isso, é um
tolo.

Também pela mesma razão, insisto na urgência de acabar


com os medicamentos. Se estes forem aniquilados, vai ocorrer

170
Johrei – Arte da Vida

um aclaramento de idéias, assim surgirão mentes limpas e


invejáveis cabeças pensantes.

Por outro lado, desaparecerão também as doenças


contagiosas, cuja origem são as toxinas dos remédios.

5 - Micróbios

Entre esses microsseres, alguns são necessários à


conservação da espécie e à manutenção do equilíbrio da vida e
do ecossistema; outros são nocivos e se originam das toxinas.

Então, em primeiro lugar, é preciso que este princípio seja


bem entendido; só assim as impurezas poderão ser expelidas.

Com isso, a cabeça passa a funcionar melhor, o


pensamento torna-se claro e o ser humano adquire condições de
percorrer o caminho da sabedoria. Poderá, então, discernir
melhor entre o certo e o errado.

O que, entretanto, se observa no mundo de hoje é a


preocupação com o desenvolvimento da inteligência superficial,
através da educação para as formas exteriores.

Poucos se preocupam em eliminar as toxinas do centro do


cérebro para que a verdadeira sabedoria possa aflorar.

Então, por estar voltada apenas para o exterior, a maioria


das pessoas tem raciocínio lento e, por isso, acredita cegamente
no poder do remédio como um meio de melhorar repentinamente
as funções cerebrais.

Até mesmo certos escritores acham que usando algum


tipo de droga, poderão avivar a mente e escrever melhor e mais
rápido. Como resultado, muitos deles acabam dependentes de
substâncias químicas.

171
Johrei – Arte da Vida

Algo semelhante se pode afirmar do uso de remédios em


outras situações.

Por exemplo, quem não tem apetite toma alguma


medicação para aumentá-lo. Se o uso for contínuo, torna-se
hábito e a pessoa passa a ter necessidade do remédio,
manifestando um estado sintomático semelhante ao produzido
pelo vício da droga.

Quero ainda esclarecer um outro ponto. É costume alguns


remédios serem considerados de efeito forte e imediato e, por
isso, terem sua venda, sem receita médica, proibida. Outros são
liberados e aceitos como bons, por produzirem um resultado
lento.

Essa é a maneira totalmente errada de pensar e


demonstra a falta de sabedoria.

Entretanto, apesar de eu estar sempre alertando a todos


sobre esse erro, minhas colocações, por serem revolucionárias,
não são aceitas.

Muitas vezes, são até consideradas sem lógica.

6 - Diminuição da vitalidade humana

Os remédios em geral provocam acentuada diminuição da


vitalidade e, em conseqüência, o corpo enfraquece.

Com isso, a força da purificação diminui, dando a


impressão de que as enfermidades desapareceram. Entretanto, é
comum surgir uma nova doença que se manifesta de outra
forma.

É o que acontece, como já disse antes, com os


medicamentos para problemas estomacais, por exemplo.

172
Johrei – Arte da Vida

Quando usados por um longo tempo, perdem o efeito


porque o próprio corpo se habitua com os componentes químicos
dessas medicações, criando uma espécie de anticorpo.

É por isso que, quando o remédio é substituído por outro,


temporariamente ocorre uma melhora, dando a impressão de
cura.

Atualmente está aparecendo no mercado uma variedade


imensa de antibióticos bem diferentes daqueles até agora
existentes. São mais potentes e têm, por isso, maior capacidade
de impedir a purificação. Conseguem estacioná-la com mais
facilidade.

Entretanto, se continuarem sendo usados por anos


seguidos, com certeza, o corpo humano vai rejeitá-los. Com isso,
eles não conseguirão mais parar.

Observem que recentemente as pessoas têm ficado muito


contentes por estar diminuindo a incidência de tuberculose. Esse
fato se deve ao aparecimento maciço de novos medicamentos,
tais como BCG, streptomicina, aureomicina, além de outros.
Todos eles conseguiram paralisar temporariamente a purificação,
diminuindo a incidência de mortes e agravamento da doença.

Afirmo-lhes, contudo, que tal situação não vai permanecer


por muito tempo. Novas purificações surgirão e, desta vez, sob
uma forma bem mais maligna de tuberculose ou, talvez, de uma
doença diferente.

Não é preciso ir muito longe.

Nos Estados Unidos estão aparecendo algumas doenças


estranhas nunca antes constatadas.

173
Johrei – Arte da Vida

Tais moléstias têm sua origem nas solidificações da


tuberculose. Em outros países, como por exemplo, na Inglaterra,
se vocês observarem, não têm ocorrido muitos casos de
tuberculose. Mesmo assim, a maioria do povo está com a saúde
bastante debilitada. Muitos parecem frágeis bonecas.

Na verdade, os ingleses estão perdendo a sua vitalidade.


Por isso têm receio da guerra; perderam a capacidade de resistir.

Daí a razão de estarem surgindo tantos problemas em


todos os domínios ingleses, além de desavenças com o Irã e o
Egito. Não é nada impossível que, num futuro próximo, venham a
perder muitas de suas colônias, por estarem se tornando
enfraquecidos devido a diminuição de sua força vital.

Recentemente assisti a um noticiário de luta de boxe entre


negros e brancos. Deu para perceber a evidente diferença entre
os boxeadores: o branco muito fraco, enquanto o negro bem
mais resistente.

Talvez, por isso, atualmente a maioria dos lutadores de


boxe e levantadores de peso sejam negros.
Outra constatação evidente é que nas maratonas
americanas o índio demonstra resistência maior que a do branco.

Todas essas observações comprovam que, nos países


mais desenvolvidos, as pessoas estão ficando fracas porque
impedem que as doenças cumpram o seu papel de purificadoras
do organismo.

Com isso a vida humana vai se tornando cada vez mais


frágil.

Permaneçam, portanto, bem atentos a este assunto sobre


o qual sempre os estou alertando. Temam, pois, os remédios
que, pouco a pouco, enfraquecem a saúde das pessoas.

174
Johrei – Arte da Vida

Também é muito necessário esclarecer aos países mais


desenvolvidos sobre o efeito pernicioso dos remédios, os
verdadeiros causadores da diminuição da vitalidade do povo.

Esse trabalho de esclarecimento é um objetivo pelo qual


vocês terão de trabalhar bastante. Assim, estarão não só
prestando enorme ajuda aos outros, como também cumprindo a
vontade de Deus.

Naturalmente que até conseguirem sucesso, muitas


tragédias irão ocorrer, mas também tenham certeza de que
chegarão à vitória final.

Podem ficar, portanto, bem tranqüilos. Mesmo sendo uma


resolução que vai exigir de vocês um grande esforço, não haverá
perigo de fracasso.

5 de fevereiro de 1952

7 - Vida do micróbio

Da mesma forma que o ser humano, os micróbios também


têm vida própria. Nascem e se reproduzem; e, para tanto,
necessitam de alimentos que, na verdade, são as nuvens
espirituais ou máculas acumuladas pelas pessoas.

Então, por exemplo, o surgimento do bacilo da tuberculose


só se concretiza quando alguém acumula máculas que
correspondem ao tipo de alimento adequado ao desenvolvimento
desse micróbio.

Portanto, ao serem eliminadas as nuvens espirituais do


corpo do paciente, vão desaparecer as condições (alimentos)
para que o bacilo se instale.

O mesmo ocorre em qualquer outro tipo de doença.

175
Johrei – Arte da Vida

Na realidade, porém, o que se observa é bem o contrário.


A cada dia, novos micróbios estão aparecendo e procriando-se
numa intensidade sem limites.

Por sua vez, a medicina, que tem interpretado


erradamente a causa do aparecimento dos micróbios, tenta
matá-los através de remédios e acaba destruindo a vida do ser
humano.

É o que acontece toda vez que alguém ingere algum tipo


de medicação. Esta, através do aparelho digestivo, atinge todas
as partes do corpo, causando-lhe danos irreparáveis ao mesmo
tempo em que vai perdendo a sua eficácia.

No caso das injeções, o processo é muito rápido, pois o


remédio injetado chega, através da circulação sanguínea,
imediatamente ao coração, alcançando depois pulmões e outros
órgãos, mas também, nestes casos, muito de sua força
esterilizadora já está totalmente perdida. Em algumas situações,
se tais drogas forem muito potentes, poderão até provocar a
morte das pessoas.

Fiquem, portanto, bem atentos.

8 - Falta lógica nas avaliações médicas

Há alguns dias, estava falando que o remédio, pouco a


pouco, vai perdendo o seu poder solidificador.

Agora ouço, no rádio, o comentário de alguns médicos a


respeito do aumento dos casos de diarréia. Segundo eles,
antigamente a diarréia era um problema fácil de ser resolvido
com o emprego da sulfa, e que atualmente a mesma já não surte
o mesmo efeito devido à freqüência com que é empregada pelas
pessoas em geral.

176
Johrei – Arte da Vida

É meio ilógica essa observação, pois os doentes só tomam


uma medicação até se sentirem aliviados. De fato, ocorre
exatamente o contrário: os médicos é que receitam sulfa de
maneira indiscriminada.

Por outro lado, aconselham que sejam lavadas as mãos e


que não deixem os mosquitos assentar nos alimentos e nos
pratos, alegando não existir outro meio de se evitar a diarréia.

Na verdade, o que não pode é haver alimento para as


bactérias, ou seja, é preciso evitar o acúmulo de toxinas.

9 - A pouca eficácia dos remédios

Recentemente tem aumentado bastante a força da


purificação e, por isso, está agindo também sobre o efeito dos
remédios.

Há dois ou três dias, o jornal publicou um artigo


comentando sobre a ineficácia curativa da penicilina, dizendo que
ela já não tem tanto poder quanto antigamente. No começo era
um remédio de efeito extraordinário e, por isso, se tornou muito
popular.

Em outras palavras, significa que tinha uma poderosa


força solidifícadora, o que, para a medicina, corresponde à cura.
Vejo, porém, algo estranho nessa situação. Há vinte anos, era
uma medicação eficaz, hoje não mais.

Pelo que consta, não houve transformações genéticas no


ser humano. Por que então um mesmo remédio, depois de algum
tempo, não surte mais efeito?

Na opinião médica, foram os micróbios que ficaram mais


resistentes.

177
Johrei – Arte da Vida

Segundo meu pensamento, entretanto, o que ocorreu foi


que a penicilina enfraqueceu o organismo humano e os
micróbios, por sua vez, ganharam um campo mais amplo para
manifestar a sua força venenosa.

A verdade profunda a respeito desse assunto, contudo, é


que nenhum especialista conhece o porquê da ação tão forte
desses microorganismos.

Há muitos casos de pessoas que tomam, pela primeira


vez, a penicilina e também não conseguem resultados
satifatórios.

Todos esse argumentos apresentados pelas autoridades


médicas servem apenas para que elas não percam a
notoriedade.
Então, sem lógica, procuram justificar a ineficácia dos
medicamentos, e não fazem esforço algum para perceber as
falhas que já estão ficando muito claras.

Com isso o povo vive continuamente sendo enganado.

Até agora tinha sido a penicilina que não estava mais


conseguindo ser eficaz. Já tenho ouvido, porém, que a
streptomicina também não é tão eficiente quanto se supunha.

Logo mais, certamente, o mesmo comentário surgirá a


respeito da aureomicina e terramicina.

Num futuro próximo, com certeza, todos chegarão à


conclusão de que remédio não cura doença.

Então, a partir desse momento, cada um de nós terá uma


importante missão a cumprir.

178
Johrei – Arte da Vida

Não está muito distante a hora em que o Johrei vai ser


intensamente procurado.

10 - BCG não consegue solidificar

Estou pensando seriamente em publicar, no Jornal Eiko


(jornal da Igreja Messiânica, na época), um artigo sobre a
ineficácia do BCG e mandá-lo ao ministro da saúde.

De fato, o BCG não consegue mais solidificar a purificação


da tuberculose.

Esse processo está ocorrendo devido à intensificação da


Luz do Mundo Espiritual.

Como conseqüência, os remédios, que não manifestavam


nenhum efeito colateral, começam a evidenciar uma toxidez cada
vez maior.

Por isso, mesmo que as autoridades não queiram, é


preciso mostrar à população o grande risco que está ocorrendo
com a ingestão de remédios.

Quando a situação se tornar mais evidente, meu alerta a


respeito desse assunto será facilmente entendido por todos.

5 de novembro de 1951

11 - BCG pode causar purificação da tuberculose

Quando alguém toma BCG, julgando estar contaminado


pelo vírus da tuberculose, normalmente impede que o mal se
desenvolva.

Em outras palavras, significa que houve uma solidificação


da enfermidade na fase inicial.

179
Johrei – Arte da Vida

Um ou dois anos mais tarde, porém, é quase certo que o


mal voltará a se manifestar.

1º de novembro de 1951

180
Johrei – Arte da Vida

MICRÓBIOS E NUVENS ESPIRITUAIS

1 - Surgimento dos micróbios

Os micróbios surgem naturalmente. Esta minha teoria é


fundamentada na ciência de Deus. Quero explicá-la para que
todos a entendam claramente.

Não se trata, contudo, de um propósito fácil porque o


objeto desta pesquisa encontra-se no lado espiritual, invisível.

Embora o meu pensamento contrarie a ciência


convencional, estou expondo a minha teoria com base em fatos.
Por isso, acho impossível, opiniões contrárias derrubarem esta
minha tese.

Vejamos, então, como surgem os micróbios, partindo de


uma instância imaterial que vai se adensando até chegar a uma
forma material. Antes, porém, de começar a expor propriamente
a minha teoria, devo esclarecer sobre a formação do Universo.

Até agora, mesmo tendo a ciência materialista atingido um


progresso surpreendente, ainda não desvendou, por completo, o
mistério da composição de um conjunto existencial tão complexo.

Gostaria, portanto, que vocês lessem com muita atenção e


meditassem sobre o que vou escrever agora.

Estas minhas idéias poderão ajudá-los a despertar para os


erros da medicina. Tenho também terteza de que vocês vão ficar
bastante entusiasmados com descobertas deveras
surpreendentes.

Em primeiro lugar, portanto, devo dizer-lhes que este


Universo é composto de três diferentes dimensões, com as quais

181
Johrei – Arte da Vida

mantemos contato em maior ou menor escala, de acordo com a


nossa sensibilidade.

A primeira parte corresponde ao Mundo Material visível.

A segunda, ao material invisível que pode ser contatado


através dos microscópios ou outros meios científicos. É o plano
dos microorganismos, dos átomos, etc.

A terceira parte diz respeito ao nível sutil, invisível e


intocável a que normalmente chamamos de Mundo Espiritual.

Entretanto, como pode ser observado, a ciência


convencional baseia-se somente nas duas primeiras partes;
estuda e pesquisa apenas os fenômenos relacionados com os
mundos materiais.

Apresenta, portanto, uma grande falha porque, pelas


minhas investigações, o Mundo Espiritual, ignorado como se
nada fosse, detém, na realidade, a origem e a força do Universo
inteiro.

É pela intervenção desse poder que todos os seres


crescem e se desenvolvem infinitamente na direção do eterno.

Como, porém, os cientistas ignoram a realidade espiritual,


têm convicção de que, por meio da ciência puramente
materialista, todas as questões serão resolvidas.

Pela crença exagerada na matéria, negaram a existência


do Mundo Espiritual e acabaram criando uma medicina cheia de
defeitos que impera nos dias de hoje.

Como resultado, os tratamentos atuais apenas oprimem os


sintomas das doenças, tornando impossível a cura radical.

182
Johrei – Arte da Vida

Todas essas observações nos levam a comprovar que a


medicina se desviou da sua essência; está, portanto, fora do
ponto focal.

E, à medida que progride, vai se desviando do caminho


certo, e ficando cada vez mais presa aos elementos superficiais e
secundários.

Por isso, chegou à conclusão errada de que a causa da


maioria das doenças são os micróbios.

Não há, contudo, como sustentar essa dedução, pois, ao


solucionar uma doença "A", surgem outras diferentes e mais
complexas ("B", "C", "D", etc).

De fato, o que se deu não foi cura, mas uma alteração


interna dos sintomas a que a medicina chama de efeitos
colaterais. Prosseguindo no meu raciocínio, quero também lhes
mostrar como ocorre a relação entre o homem e o Mundo
Espiritual.

Evidentemente o ser humano está presente nos três


mundos.

O corpo físico é composto de uma parte material visível, e


também de elementos materiais não percebíveis pelos nossos
olhos. A verdadeira essência do homem, entretanto, é o espírito
invisível, onde se encontra a causa original de todas as doenças.

Como a medicina admite que as moléstias atingem


somente o corpo físico, considera sua origem apenas do ponto
de vista material e, por isso, acredita que as enfermidades são
provocadas pela infiltração de micróbios no organismo. De
acordo com esse conceito, o inimigo vem de fora, mas, pela
minha teoria, ele se origina dentro do corpo humano.

183
Johrei – Arte da Vida

É por isso que a medicina fala em contágios por meio de


micróbios; eu, porém, acredito no surgimento natural deles no
interior do corpo do ser humano.

Pela teoria da medicina (baseada no aparecimento


externo), os micróbios podem ser detectados por máquinas, mas
a minha (do "interno") é difícil de ser comprovada.

Daí ter gerado algumas incertezas, até hoje ainda


existentes.

Para abolir tais dúvidas, eu preciso antes esclarecer sobre


a formação do espírito do ser humano.

Na verdade é uma manifestação de vida altamente densa


e infinitamente sutil, da qual nem mesmo um microscópio dos
mais avançados consegue perceber uma minúscula partícula que
seja.

2 - Como surgem as doenças

Em princípio, as doenças resultam de nuvens que


envolvem total ou parcialmente o espírito.

São elas provocadas por duas causas. A primeira é a


prática do pecado, em conseqüência do qual as máculas e
impurezas vão sendo acumuladas no espírito.

Tais problemas fundamentam-se, pois, na Lei de Causa e


Efeito, ou seja, a Lei do Karma.

Assim, toda vez que alguém causa sofrimento aos outros


ou prejudica a sociedade, recebe, em forma de mácula, o
resultado do mal que praticou.

184
Johrei – Arte da Vida

A segunda maneira de acumular nuvens no espírito é


pelas toxinas hereditárias e as produzidas pelos remédios
usados após o nascimento.

Sobre esse assunto vou falar em outra ocasião.

O importante agora é esclarecer o conceito de "nuvens" do


espírito, as quais, na sua essência, assemelham-se às que se
formam no céu, ou em outras palavras é como se fossem uma
junção do corpo com o hidrogênio.

Ainda com relação às nuvens do céu, existem aquelas


resultantes da associação de elementos puros como os cirros-
cúmulos, indicativas de tempo bom.

Por outro lado, acontece de se formarem outras escuras e


pesadas que devem ser eliminadas por chuvas, ventos,
tempestades, etc., fenômenos esses que simbolizam a
ocorrência de uma ação purificadora para limpar a natureza.

Algo semelhante ocorre na vida do ser humano.

Quando o espírito está envolto por muitas impurezas, faz-


se necessário um processo de purificação chamado doença.

Por ignorar a verdadeira causa das enfermidades, a


medicina convencional as impede de exercer a sua função, qual
seja, limpar o corpo humano.

Então, cada vez que uma moléstia é interrompida, cessa a


ação purificadora e as nuvens aumentam; ao mesmo tempo,
surge uma nova espécie de "micróbio", muito primitiva, quase
imaterial, que vai evoluindo para formas cada vez mais
complexas, mais densas, até chegar a uma instância material,
alcançando um tamanho possível de ser detectado através do
microscópio.

185
Johrei – Arte da Vida

Então, para curar radicalmente as doenças, é preciso,


antes de tudo, eliminar as nuvens espirituais, onde se encontra a
causa da origem dos micróbios.

Esse princípio, entretanto, está num nível muito mais


elevado do que aquele em que se encontra a ciência
convencional.

3 - Como extinguir as nuvens espirituais

O método para eliminar as impurezas do espírito me foi


revelado por Deus. É o Johrei.

Ao mesmo tempo, recebi um poder Divino especial para


que eu possa transmiti-lo e ensiná-lo ao ser humano.

Já expliquei a vocês a essência da causa das doenças.

Poderia me aprofundar mais no assunto ainda; contudo,


penetraria numa área mais religiosa.

Como meu objetivo é facilitar a compreensão das pessoas


leigas, vou apenas oferecer explicações, as mais claras
possíveis, do ponto de vista da ciência Divina.

Como, então, se processa a eliminação das nuvens


espirituais?

É pelo Johrei, a Luz de Deus, canalizada através da palma


da mão.

Assim, quem a ministra dirige a palma de sua mão à parte


do corpo afetada pela doença. Desse modo, é irradiada uma
espécie de onda luminosa que penetra no corpo de quem está
recebendo Johrei.

186
Johrei – Arte da Vida

Na verdade, essa onda de Luz resulta da fusão do espírito


do Sol, que eu denominei essência da energia do Fogo (Kassô),
com a essência do ar e da Água (Suissô) e a da Terra (Dossô).

Para ficar bem claro, quero ressaltar mais uma vez que a
essência da energia do Fogo (Kassô) é, na realidade, composta
de duas partes.

Uma puramente invisível, intocável, que é o Espírito de


Kassô; e outra material, que corresponde ao corpo de Kassô.

Esta última é identificada pela sensação de quentura que


pode ser percebida por qualquer pessoa.

Em outras palavras, é o calor do fogo que enxergamos e


sentimos

De outra parte, Dossô, o elemento Terra, corresponde ao


corpo do ser humano que é feito de barro.

Então, quando o Johrei é ministrado, ocorre uma fusão dos


três elementos Kassô, Suissô o Dosso.

Então, a Luz composta por esses três elementos


essenciais, quando irradiada para o espírito do homem, queima
os elementos impuros, que o envolvem em forma de nuvens.

Logo a seguir, tais impurezas, já queimadas e agora


correspondendo a uma espécie de cinza, vão ser expulsas do
corpo, enquanto, os elementos puros, que permanecem, são
misturados ao soro sanguíneo.

É, pois, esse o processo pelo qual são eliminadas as


causas das doenças, ou seja, as nuvens espirituais.

1º de março de 1953

187
Johrei – Arte da Vida

KAMPOO - O PERIGO DAS ERVAS MEDICINAIS

1 - Conceito e origem da palavra

Kampoo é um método de medicina chinesa cuja


medicação é extraída de ervas, cascas, raízes, linsetos, animais
e minerais. Surgiu no período da Dinastia Han (206 a.C. - 220
d.C.).

O nome completo dessa técnica é Kampoo-Yaku, palavra


que, na sua origem, formou-se de Kam (=Han em chinês); Poo
(=do); Yaku (=remédio); portanto, "remédio da dinastia Han".

Em outras palavras, um tratado medicinal, à base de


plantas, formulado na China no período da dinastia Han.

2 - Efeitos perniciosos do Kampoo

Entre os remédios de efeitos mais perniciosos, e muito


utilizados pelos japoneses, estão o Guennoshoko (uma espécie
de gerânio — Geranium nephaleses) e o Dokudarm (Houttuynia
cordata).

Ambos são ingeridos diariamente em forma de chá,


principalmente pelas mulheres.

De uma maneira geral, qualquer pessoa que utilize com


freqüência esses chás tem a pele escura (daí a razão de as
mulheres usarem muita maquiagem para melhorar a aparência).

É necessário salientar ainda que o efeito das ervas


medicinais é tão nocivo que apenas um bule de chá provoca a
contaminação do organismo. Poucos, porém, têm idéia desse
perigo.

188
Johrei – Arte da Vida

Geralmente as toxinas oriundas da medicação Kampoo


solidificam-se nas costas, provocando uma saliência do lado
direito ou esquerdo e, em alguns casos, ao longo da coluna
vertebral. Ocorre, também, um acúmulo em volta do estômago.

Quando se inicia o processo de purificação, a toxina


dissolvida se infiltra no estômago, provocando peso, falta de
apetite, enjoo e um enfraquecimento da vitalidade que dificulta
muito a eliminação.

Nesses casos, é recomendável ministrar Johrei nas


costas.

Assim as saliências diminuem, proporcionando alívio e


bem-estar ao paciente.

3 - O vício do chá Guennoshoko

O maior problema relativo ao uso desse chá diz respeito à


quantidade ingerida no dia-a-dia, quase como um vício, o que
dificulta sensivelmente o processo de purificação.

As toxinas solidificam-se na barriga, tornado-a inchada.


Ministrando-se Johrei, essas impurezas diminuem; no entanto, a
pessoa apresenta um enfraquecimento do corpo devido à perda
do apetite.

Na fase de eliminação, a barriga incha ainda mais, sinal de


que a toxina está sendo dissolvida. Quando esse sintoma ocorre,
o Johrei deve ser ministrado no local e nos rins.

4 - Kampoo e longevidade

Muitos acreditam que Kampoo ou ervas medicinais não


são remédios.

189
Johrei – Arte da Vida

Certa vez atendi uma pessoa que, pelos sintomas


apresentados, teria tomado muito remédio. Entretanto, quando
lhe perguntei, disse-me que nunca os havia ingerido.

Muito intrigado, insisti na pergunta. Então, me respondeu


que, quando criança, havia tomado uns dois ou três bules de chá
Kampoo.

Diante de tal informação, pude comprovar a minha


suspeita de que a sua doença era proveniente das toxinas
desses chás, as quais estavam ainda presentes em seu corpo.

Ela ficou perplexa.

De fato, as pessoas não constumam considerar os chás de


ervas medicinais tão prejudiciais à saúde quanto os remédios
processados em Iaboratório, de acordo com fórmulas químicas
pré-estabelecidas.

Na realidade, o dano causado ao organismo pelos chás


medicinais é muito maior do que se imagina.

Foi também pelo uso do Kampoo que o tempo de vida dos


japoneses encurtou muito.

Analisando a história do Japão de mil e quinhentos anos


atrás, percebe-se que, naquela época, o povo vivia mais de cem
anos.

Entretanto, a partir do século VI, a longevidade japonesa


começou a encurtar. Esse fato corresponde exatamente ao
período em que o Kampoo foi introduzido no Japão, trazido pelo
Budismo.

190
Johrei – Arte da Vida

A varíola, por exemplo, foi uma doença que se espalhou


no Japão na época do imperador Kinmei (século VII). Até então,
esse mal não existia em solo japonês.

Meu pai, que morreu aos 56 anos, tomou, durante mais ou


menos trinta anos, um chá para prisão de ventre chamado
"daiow" (ruibarbo).

Pouco antes de falecer, teve problemas cardíacos.

Na ocasião, o médico afirmou que teria, no máximo, seis


meses de vida, mas morreu antes desse prazo.

Na hora da morte, romperam-se-lhe os testículos, saindo


do local um líquido de odor muito desagradável. Como eu era
bem novo na época, nada percebi; hoje, entretanto, sei que
essas ocorrências resultaram do uso do chá para a prisão de
ventre.

16 de fevereiro de 1953

5 - Danos futuros

Com relação aos remédios manipulados em laboratório (de


uso comum no Ocidente), recentemente entraram no mercado
dois tipos de drogas muito usadas no tratamento da tuberculose:
a penicilina e a hydrazida.

O uso contínuo dessa medicação poderá trazer


conseqüências gravíssimas para a saúde dos seres humanos, no
futuro.

16 de fevereiro de 1953

191
Johrei – Arte da Vida

6 - A verdadeira saúde

Na China, devido ao intenso uso de Kampoo, em


quantidades bem maiores que as ingeridas pelos japoneses, as
pessoas têm o rosto pálido e escuro.

Esse fato pode ser notado especialmente entre os


camponeses que usam com mais freqüência os chás medicinais.

Na primavera do ano passado (agosto de 1952) conheci


um sacerdote do Templo Yakushi, chamado Gyoim Hashimoto.
Era um exemplo de beleza e saúde, além de possuir a mente
bastante clara. Com 56 anos, tinha pele rosada, muito bonita.

Convidei-o para jantar em minha casa. Como era


vegetariano, cuidei de preparar uma refeição composta apenas
de vegetais, sem nenhuma espécie de peixe. Do ponto de vista
nutricional, portanto, deveria aparentar certa palidez, o que, na
realidade, não ocorria.

16 de fevereiro de 1953

7 - Atitude correta

Vocês devem explicar às pessoas o quanto é terrível a


intoxicação pelas ervas medicinais e ministrar Johrei tendo o
exato conhecimento dos efeitos perniciosos de tal medicação.

Uma das maneiras de identificar um usuário de Kampoo é


a cor pálida e a barriga inchada. Como no geral os chás são
tomados em grandes quantidades e durante muitos anos, quase
como hábito, as pessoas adquirem uma palidez crônica e, no
caso das mulheres, perdem a beleza natural da pele,
principalmente da face.

192
Johrei – Arte da Vida

8 - Grande perigo do uso do Kampoo

O Kampoo é mais terrível que os remédios ocidentais. É


preciso, pois, muito cuidado.

Recentemente os meus Ensinamentos começaram a ser


divulgados na ilha de Hawai, onde o Kampoo não é muito
difundido.

Então, é interessante observar que, fazendo-se uma


comparação entre os dois povos, os japoneses e os havaianos,
pode-se notar uma diferença bem marcante.

As curas no Hawai, como resultado da aplicação do Johrei,


são praticamente definitivas e muito rápidas. É difícil surgirem
repurificações ou algum tipo de complicação.

Isso se deve ao fato de o povo quase não usar Kampoo.

No caso dos japoneses, contudo, mesmo que ocorra uma


cura pelo Johrei, surgem depois outras moléstias causadas pela
grande quantidade de toxinas, que se foram acumulando ao
longo dos anos, em conseqüência do uso habitual do Kampoo.
Então, embora os remédios ocidentais sejam altamente tóxicos,
por serem ingeridos em menor quantidade, torna-se mais fácil o
processo de eliminação das impurezas acumuladas no corpo.

Por exemplo, no caso de uma repurificação da


tuberculose, a causa da volta da doença não são os remédios
alopatas, mas o uso do Kampoo. Como a recuperação é um
pouco lenta, o doente fica em dúvida quanto à medicação que
está usando e passa a tomar chás medicinais.

Daí a razão de eu reafirmar que a causa principal da


purificação de tuberculose está no uso do Kampoo, geralmente
tomado em grandes quantidades.

193
Johrei – Arte da Vida

INTOXICAÇÃO POR COSMÉTICOS

A intoxicação não é somente causada pelo Kampoo


(medicação à base de ervas), mas também pelo uso de
cosméticos.

Como já falei, o Kampoo traz conseqüência também para


a pele, que fica áspera e sem brilho.

O emprego do Kampoo, através de gerações, causou


danos enormes à saúde. Recentemente esses problemas
aumentaram com o us dos fortíssimos remédios vindos do
Ocidente.

Além disso, a saúde das mulheres, em especial, vem


sendo agora afetada pelos cosméticos, que trazem na sua
composição muitos medicamentos.

Antigamente, os cremes continham apenas toxinas de


chumbo, mas, nos dias atuais, possuem inúmeras outras.

Como se observa, até mesmo as jovens não ficam sem


cosméticos por acharem que, usando-os, se tornam mais
bonitas.

Pura ilusão! Um avanço enganoso, apenas de aparência.

Mesmo esses tratamentos com aplicações de toalhas


molhadas, que são realizados nos salões de beleza para amaciar
a pele, não são necessários. É um tratamento dispensável.

Se as mulheres mantiverem a pele como Deus a criou,


demonstrariam uma beleza mais cativante.

194
Johrei – Arte da Vida

Sempre ouvi dizer que a cútis mais áspera é a das


americanas. A razão disso está no uso exagerado que elas fazem
de cosméticos e medicamentos.

Agora também todas as mulheres usam batom, pois


acham que os lábios estão sem cor ou, outras vezes, muito
escuros. Na face usam um creme para deixá-la rosada.

Tudo isso, porém, me parece muito estranho, pois a


pessoa saudável e com bastante vitalidade tem uma face rosada
por natureza.

A verdade de tudo isso, ou seja, da necessidade que as


mulheres sentem de usar cosméticos, é que as toxinas dos
medicamentos estão afetando a saúde humana.

Como resultado, a vitalidade das pessoas vai-se


enfraquecendo e esse problema se reflete na beleza e suavidade
da pele.

Então, pode-se afimar que os hábitos dos cosméticos


escondem um problema bem mais profundo: a ação perniciosa
das toxinas no organismo.

1 - Efeito dos cosméticos

Agora vou falar sobre o terrível efeito dos cosméticos.

Para elucidar bem essa questão, quero citar o exemplo de


uma senhora que, inclusive, deve estar presente.

Ela apresentava os dentes todos moles e uma febre


persistente. Se nessas condições fosse ao dentista, com certeza
lhe seria recomendada a extração de todos eles.

195
Johrei – Arte da Vida

Quando porém, recebia Johrei, a febre abaixava e a


dentição voltava a ficar firme. Ao mesmo tempo, ocorria-lhe uma
sensação muito desagradável, semelhante à da menopausa.

Sentia-se num estado em que o sangue parecia subir-lhe


ao rosto, o que era, de fato, um sinal de que as toxinas estavam
sendo dissolvidas.

Na realidade, essa febre estava sendo provocada pelas


toxinas dos cosméticos que ela vinha usando. Era um creme à
base de chumbo para clarear a pele que causava o aparecimento
de uma moléstia chamada "saturnismo", ou seja, intoxicação pelo
chumbo, que penetra na pele, causando um envenenamento
gravíssimo.

Esse problema está atingindo, a cada dia, um grande


número de mulheres. Além disso, freqüentemente surgem novos
produtos de beleza que contêm remédios cada vez mais fortes.

Por outro lado, propagandas comerciais incentivam a


compra e o uso de novos cosméticos, importados e caros. Cria-
se, dessa forma, um círculo vicioso, pois a aplicação de um
determinado produto deixa, às vezes, a pele do rosto áspera e
seca.

Então, tentando solucionar o problema, aplica-se outra


novidade, quase sempre, mais forte que a anterior.

Por outro lado, também são empregadas, na fabricação de


cosméticos, as ervas medicinais do método Kampoo.

Normalmente mulheres que apresentam palidez facial já


usaram produtos de beleza preparados segundo a técnica do
Kampoo, que além de deixarem a pele escura, tiram-lhe o brilho
natural, deixando-a seca.

196
Johrei – Arte da Vida

É aconselhável, por isso, que as mulheres deixem


gradativamente de usar cosméticos, recebam Johrei e suportem
as primeiras reações adversas, como, por exemplo, o
escurecimento da pele, para, logo a seguir, passarem a ter um
rosto saudável em que se destacará a beleza natural.

Entretanto, o que se nota, entre as mulheres, é quase uma


imposição quanto ao uso de tais produtos, determinada pela
influência das propagan das e também pelas toxinas que o corpo
ingere e cujos efeitos se refletem na pele.

Recentemente algumas mulheres messiânicas já estão


parando de usar cosméticos. Imagino que seja bastante difícil
para quem está acostumada, principalmente com maquiagem,
parar repentinamente.

Recomendo, por isso, irem diminuindo pouco a pouco, até


chegar o dia em que não sentirão mais necessidade de usá-la.

Com isso ganharão um rosto bem bonito, com uma pele


mais saudável. Por outro lado, sentirão os benefícios da
economia de tempo e de dinheiro que era gasto com tais
produtos, geralmente importados e muito caros.

2 - O perigo dos produtos para cabelo

Conheci uma senhora com bastante idade que fez


permanente com um produto muito forte, que se infiltrou no couro
cabeludo, provocando dores terríveis na cabeça.

Embora tivesse recebido Johrei, não obteve resultados


muito satisfatórios, pois já era um quadro bem grave.

Começaram a surgir diversos outros sintomas. Foi então


que ela me perguntou se, no caso dela, o problema poderia ser
de ordem espiritual, já que não apresentava melhora.

197
Johrei – Arte da Vida

Após ouvir atentamente o seu questionamento em todos


os detalhes, não tive dúvidas em afirmar que se tratava de uma
intoxicação provocada pelos elementos químicos presentes nos
produtos que usara.

Mostrei-lhe a gravidade daquela moléstia que estava


afetando-lhe a própria vida.

De fato, minhas previsões se confirmaram, pois ela veio a


falecer pouco tempo depois.

3 - Maquiagem, uma superstição

O uso de cosméticos, aliado às toxinas ingeridas pelos


alimentos contaminados e também às provenientes de outros
medicamentos, tornam a pele seca e sem vida, o que acaba
levando a pessoa a usar novo produto na tentativa de melhorar a
aparência.

Entretanto, tais hábitos não sinalizam uma saúde


verdadeira. Pelo contrário, é uma maneira de enganar os outros
e também a si mesmo.

É por essa razão que estou tentando desmistificar a


superstição de que o uso de maquiagem torna o rosto belo. A
verdade é exatamente o oposto.

Somente ao serem eliminadas todas as toxinas do


organismo, inclusive as contidas nos produtos de beleza, é que a
pele ficará macia, sedosa, com aparência saudável.

Quero ainda ressaltar que esses esclarecimentos também


fazem parte do meu trabalho de salvação.

198
Johrei – Arte da Vida

4 - O tempo perdido com maquiagem é um tipo de apego

Outro aspecto negativo ao uso de cosméticos é o tempo


que se perde para aplicá-los no corpo, fato responsável até por
desentendimento entre casais.

As jovens, de modo especial, demoram de duas a três


horas para se arrumarem. Tal costume é, de fato, uma espécie de
apego, já que se perde um tempo precioso da vida.

Eu mesmo tenho esse tipo de experiência. Quando preciso


sair com minha esposa, fico esperando na porta e ela não
aparece. Então vou ver o que está acontecendo e a encontro
segurando o espelho, fazendo maquiagem até conseguir o efeito
que deseja.

Situação idêntica enfrento quando vamos ao teatro. A


cortina se abre, começa o espetáculo e minha esposa ainda está
no banheiro se maquiando. Tal comportamento é muito comum
entre as mulheres. Muitas delas chegam somente para o
segundo ato.

Já com as gueixas o mesmo não ocorre, pois, como


trabalham num salão social chamado Karyakay, precisam
arrumar-se com agilidade para estarem à disposição das
pessoas que vão chegando e desejam ser atendidas com
presteza.

Após essas observações, posso concluir que a


maquiagem é uma espécie de mal tentando as pessoas a
mostrarem-se bonitas por meios artificiais.

Além disso, não deixa de ser também um modo de incutir


nas mentes humanas uma justificativa moral, levando a crer que
o embelezamento do corpo e do rosto é uma forma de ficar bem
perante a sociedade.

199
Johrei – Arte da Vida

Aparentemente existe até certa lógica nesse pensamento,


mas, na verdade, não passa de uma maneira de enganar os
outros. Tal atitude, porém, embora sem razão de ser, ainda é
perdoável.

O mais grave é quando essa tentativa de ludibriar as


pessoas se aplica a outros aspectos da vida como, por exemplo,
muitos que aparentam ser ricos e nada têm; ou se julgam
inteligentes, contudo são apenas pessoas comuns.

5 - A beleza feminina na Nova Era

O objetivo das mulheres deveria ser o de procurar


tornarem-se possuidoras de um coração caloroso, conquistado
através da elevação do espírito e da limpeza do corpo.

Ao purificar o sangue, ficando livre de toxinas e impurezas,


proporcionariam uma impressão agradável, o que certamente é
mais verdadeiro do que mudar a cor da pele ou do cabelo.

Admiro muito a beleza que brota da alma e que se traduz


em simpatia, embora a forma física não seja tão bela. O que
realmente me atrai é essa sensacão agradável emanada de um
coração puro. Acredito que possuir a verdadeira beleza será uma
das condições essenciais para que os homens e mulheres
habitem o Mundo de Miroku.

6 - Johrei como meio de embelezamento do ser humano

O Johrei é fundamental para tornar as pessoas belas e


atraentes.

Como vocês devem saber, dentro do corpo do ser


humano, especialmente na barriga, existem muitas impurezas.

Não aparecem, contudo, porque são recobertas com pele.

200
Johrei – Arte da Vida

É por isso que eu sempre falo que não existe no corpo


nada tão precioso quanto esse tecido que encobre o estado de
imundície e feiúra presentes no homem. Posso mesmo dizer que
ninguém teria coragem de aparecer frente ao seu semelhante, se
não tivesse o corpo recoberto de pele.

Entretanto, poucos têm consciência desse fato; contudo, a


maioria está escondendo subcutaneamente sangue impuro e
pus.

Em se tratando das mulheres, usam ainda o recurso dos


cosméticos, em especial, quando acham que têm o rosto pálido,
áspero ou também a cor dos lábios não muito bonita.

Por essa razão, é muito rara a possibilidade de se


perceber a beleza verdadeira de uma mulher.

Então, concluindo, posso dizer-lhes que o fundamento do


princípio "Verdade, Virtude e Beleza" consiste em tornar limpo e
atraente o interior do corpo humano, diretamente pelo Johrei e,
indiretamente, pela leitura dos Ensinamentos e pelo cultivo e
apreciação do Belo.

201
Johrei – Arte da Vida

DOENÇAS DE MULHERES

1 - Cólica menstrual

Existe uma grande variedade das assim chamadas


doenças de mulheres, mas as doenças do útero são
indubitavelmente as principais.

O útero é o centro de duas importantes atividades: o ciclo


menstrual e a gravidez.

As doenças mais comuns nas menstruações são as


cólicas e o fluxo menstrual irregular.

Quando ocorre a cólica, varia em intensidade e dura de um


a vários dias durante a época da menstruação, causada pela
dilatação que o sangue menstrual provoca na passagem
contraída.

A contração é uma conseqüência das toxinas solidificadas


no abdômen inferior (abaixo do ventre) que pressionam a
passagem e, assim, a dor menstrual pode ser facilmente aliviada
simplesmente através da dissolução e eliminação dessas toxinas.

Tal dissolução não pode ser conseguida via tratamento


médico e muitas mulheres sofrem desnecessariamente durante
longos períodos de tempo.

2 - Fluxo menstrual irregular

Quando a menstruação é irregular, os períodos mensais


podem ser retardados ou erráticos ou então o fluxo pode ser
excessivamente pequeno ou abundante.

202
Johrei – Arte da Vida

Essas e outras irregularidades são provocadas pela


anemia e sangue impuro e desaparecerão com a volta da
verdadeira saúde.

Nas tuberculosas, enquanto a menstruação continuar


regular, não há motivo especial para se preocupar, pois é sinal de
que a doença está num estágio leve.

À medida que a doença progride, a anemia se estabelece


e o fluxo menstrual gradualmente diminui e tende a se atrasar. Já
na fase final da doença a menstruação das pacientes cessa
totalmente.

Portanto, a irregularidade da menstruação nas


tuberculosas é a indicação mais exata da gravidade da doença.

Foi também observado que nas tuberculosas os pêlos


púbicos caem com o agravamento da doença e redução do fluxo
menstrual. Algumas, eventualmente, perdem todos os pêlos.

3 - Os males na gravidez

Chegando na gravidez, isto certamente não é uma doença,


mas a melhor indicação de saúde. No entanto, em muitos casos
a gravidez provoca mais apreensão do que prazer. As mulheres
ficam mais suscetíveis às várias doenças ou males durante a
gravidez, das quais o enjôo matinal é uma das mais comuns. A
gravidez para uma tuberculosa ou uma mulher com papeira
exoftálmica é considerada perigosa pelos médicos e
freqüentemente faz-se o aborto, mas algumas mulheres têm
parto difícil mesmo quando parecem estar com saúde.

De qualquer forma, poucas são as mulheres que ficam


grávidas sentindo-se completamente seguras. As complicações
na gravidez são, de fato, anômalas e não parecem ter atingido
muito as mulheres no passado, pois nenhum registro foi deixado

203
Johrei – Arte da Vida

descrevendo tais doenças. Visivelmente, os progressos da


medicina têm um efeito adverso nas pessoas de hoje. Pode
parecer improvável, mas até hoje as pessoas continuam
inconscientes dos aspectos perniciosos da medicina na gravidez.
O desconforto na gravidez ou doenças surgem inteiramente
devido aos remédios. Aquelas que tomam mais remédios do que
as outras têm efeitos posteriores mais sérios.

Além de causar sofrimento desnecessário à mãe e


possivelmente partos prematuros ou nati-mortos, os remédios
também afetam o recém-nascido, como tristemente podemos
observar no número crescente de crianças fracas,
subdesenvolvidas e deformadas. A concepção e o parto são
importantes dádivas naturais dadas às mulheres e uma gestação
normal e parto tranqüilo devem ser a via de regra. Se ocorrem
complicações, algo está errado, que deve ser corrigido.

4 - Enjôo matinal

Outra complicação desagradável na gravidez é


indubitavelmente o enjôo matinal. Seus sintomas são bem
conhecidos, mas não devem ser tratados levianamente, já que
formas agudas podem ser perigosas. A razão, desconhecida pela
medicina, está na obstrução à dilatação do útero, e esta
obstrução é provocada por toxinas solidificadas entre o umbigo e
o estômago. A dilatação do útero aciona a purificação que toma a
forma de enjôo matinal. As toxinas são eliminadas do corpo por
freqüentes acessos de vômito. A substância tóxica contém
toxinas congênitas ou não-congênitas ou ambas, que devem ser
totalmente eliminadas antes da volta à normalidade. Já que a
causa é desconhecida dos médicos — e não poderiam mesmo
tratar disto — tudo que podem fazer é recomendar medidas que
aliviam temporariamente a paciente ou, em casos extremos,
executar um aborto artificial.

204
Johrei – Arte da Vida

5 – Edemas

Uma ocorrência comum durante a gravidez é a piora das


funções renais, resultando em edema. Como os médicos também
dizem, isto provém de dano ou atrofia dos rins. Ocorre nas
mulheres nas quais as toxinas se acumularam atrás dos rins. À
medida que o útero aumenta, os rins ficam entre toxinas
solidificadas atrás e o útero em expansão na frente. À medida
que aumenta a pressão de ambos, os rins se contraem e não dão
conta de toda a urina que está presente. Ela transborda para as
outras partes do corpo e provoca edema. Esta condição é curada
de maneira simples através da dissolução das toxinas nas costas
através do Johrei, retirando a pressão sobre os rins. Os médicos
que não sabem como tratar isto geralmente provocam aborto em
casos graves, dizendo que o mais importante é a vida da mãe.
Isto é um sacrifício desnecessário de um bebé nascituro e
precioso. Já que esta operação é feita nos estágios adiantados
da gravidez, o pesar dos pais é ainda maior.

6 - Johrei e parto seguro

A atitude da medicina para com a gravidez é baseada na


ignorância e conceitos errôneos. Os médicos recomendam a
cessação da gravidez para mulheres que têm tuberculose,
papeira exoftálmica e outras doenças, mas isto transgride
frontalmente as leis da natureza. Uma mulher engravida somente
quando tem vitalidade suficiente para gerar um filho, quando está
plenamente pronta para se tornar mãe. Caso contrário, é
absolutamente impossível para ela engravidar. Todo o conceito
na medicina do que vem a ser um ser humano contém um
preconceito materialista. Não dá nenhum espaço para a natureza
divina nos homens, pois os trata como simplesmente uma outra
espécie de animal. Segue-se, então, que o conhecimento médico
depende de experiências feitas em animais; os resultados das
quais são aplicadas nos seres humanos. O meu próprio
pensamento não é baseado em mera teoria, tenho dito a toda

205
Johrei – Arte da Vida

mulher grávida que tem me consultado para não se preocupar,


qualquer que seja a sua doença, e todas elas tiveram parto
seguro somente com a ajuda do Johrei.

7 - Endometrite e metrite

Endometrite é uma outra doença comum provocada por


catarro na membrana mucosa que reveste a cavidade do útero.
Aqui, as toxinas que desceram ao útero são eliminadas através
da parede uterina interna, provocando erupções. Às vezes, estas
toxinas descendentes estimulam o revestimento mucoso do útero
onde provocam a formação de catarro. Em qualquer um dos
casos, a doença irá se curar naturalmente se deixada a sós,
mesmo que leve algum tempo. No tratamento da endometrite,
freqüentemente usa-se a curetagem, que é completamente
desnecessária. Embora esta forma de tratamento possa fornecer
um alívio por pouco tempo, o problema certamente voltará, pois
as toxinas permanecem. A curetagem fornece apenas um efeito
temporário e nunca se deve permitir a cirurgia, já que envolve a
parte mais sensível do corpo de uma mulher. A metrite, ou
inflamação da parênquima uterina, é provocada pela purificação
das toxinas solidificadas em volta do útero. A ação purgadora dá
surgimento a uma ligeira febre, leve dor e algum desconforto.
Embora ela se cure espontaneamente, a cura completa pode ser
obtida mais rapidamente através do Johrei.

8 - Útero anteflexo, útero retroflexo

As mulheres que são incapazes de conceber devido a um


deslocamento anterior ou posterior do útero são freqüentemente
aconselhadas a se submeterem a uma cirurgia. É bem verdade
que um útero deslocado pode provocar esterilidade, como os
médicos nos dizem, mas, em primeiro lugar, o que provoca o
deslocamento? Acontece simplesmente devido às toxinas
acumuladas que estão localizadas na frente ou atrás do útero.
Uma operação retira a massa de toxinas venenosas e o útero

206
Johrei – Arte da Vida

volta à sua posição normal, mas as toxinas irão novamente se


acumular e empurrar o útero para fora do lugar. Para um efeito
tão temporário, um tal procedimento é um desperdício e
desnecessário. Num outro tipo de situação, uma mulher pode
ouvir de seu médico que ela não pode ter filhos devido à
retroflexão do seu útero; no entanto, posteriormente ela
engravida sem qualquer tratamento e sem se submeter a uma
operação. Uma conhecida minha ouviu que ela não poderia ter
filhos devido a uma tal condição e depois deu à luz a três. Tais
casos mostram a inadequação da pesquisa médica. Além do
mais, diagnósticos errados deste tipo são muito aborrecedores e
seria melhor que os médicos não emitissem opinião até que
tivessem uma suficiente evidência do que irão dizer.

9 - O câncer do útero

Uma das doenças mais temidas, o câncer do útero, é


realmente raro. Na maioria dos casos em que um câncer uterino
é diagnosticado por médico, o que parece ser um tecido
canceroso é freqüentemente um acúmulo de sangue impuro no
exterior do útero, o que não é um verdadeiro câncer. Os médicos
dizem que sangramento vaginal em mulheres que já tiveram
menopausa via de regra significa câncer, mas a experiência me
mostrou que esta idéia é errada. Muitas tais mulheres receberam
Johrei e, em cada caso, uma grande quantidade de sangue foi
expelida. A massa que foi identificada como câncer desapareceu.
A lesão diagnosticada como câncer do útero é freqüentemente
apenas um caroço de sangue menstrual que se solidificou ao
longo de muito tempo. Com um maior progresso da medicina,
isto será reconhecido em algum tempo do futuro.

10 - Mioma e quisto no ovário

O mioma do útero é devido ao inchamento, ou melhor, à


presença de uma massa endurecida nos músculos do útero. A
purificação da massa de toxinas é responsável pelo mal da

207
Johrei – Arte da Vida

paciente. As toxinas solidificadas são às vezes extraídas por


cirurgia, com sucesso aparente, mas é muito provável a
ocorrência da mesma condição em partes adjacentes. Isto pode
ser corrigido através do Johrei, mas a cura completa exige muito
tempo. As doenças de ovário quase sempre assumem a forma de
um quisto que é provocado pela retenção de pus ou de fluido. Em
qualquer um dos casos, os sintomas são muito semelhantes. O
quisto pode ser duro ou mole e existe uma ampla variação na
gravidade da condição. O tratamento médico ou a nocividade do
quisto pode aumentá-lo até um tamanho considerável, às vezes
fazendo com que o abdômen da paciente inche mais do que no
caso de uma gravidez avançada. Através da medicina, o ovário
quistoso é retirado por uma operação relativamente fácil, mas
isto geralmente provoca outros distúrbios.

O efeito secundário mais problemático é um período de


instabilidade emocional. Isto não é tão aparente quando apenas
um ovário é removido, mas quando ambos são retirados, a
mulher perde os seus órgãos de reprodução e, ao fazer isto,
torna-se permanentemente estéril. Uma tal operação pode ter
resultados muito perturbadores, incluindo o desaparecimento de
algumas qualidades femininas. Uma outra complicação possível
é danos aos olhos. Algumas mulheres tornam-se praticamente
cegas com a operação. É possível que o corpo inteiro enfraqueça
e a perspectiva de vida da pessoa mude à medida que o seu
temperamento se torna sombrio e desesperado. Atualmente, o
único meio da medicina tratar esta condição é a cirurgia e,
portanto, é a única opção para os médicos. Contudo, ovários
quistosos podem ser completamente curados através do Johrei.
A condição é provocada por toxinas de remédios ou por excesso
de urina aumentada devido à contração renal. Este primeiro
produz acúmulo de pus e o último, retenção de fluido. Em ambos
os casos, a cura é possível através do estímulo da atividade dos
rins.

208
Johrei – Arte da Vida

11 - Leucorréia

Gostaria aqui de fazer um comentário sobre a natureza da


leucorréia (corrimento vaginal) nas mulheres. Este tipo de
corrimento é bastante comum e provoca muita preocupação em
numerosas mulheres, mas, na verdade, é um bom sinal, pois
neste processo toxinas são eliminadas. Quando o corpo ficar
suficientemente limpo, toda parte inferior do abdômen se alivia do
desconforto. Tanto os médicos como os leigos, sem saber da sua
verdadeira função, tentam sustar o fluxo do corrimento. Isto é
como lacrar a doença dentro do corpo; é a pior coisa que
poderiam fazer.

12 - Esterilidade e frigidez

De uma maneira geral, as doenças de mulheres são


provocadas pela gradual circulação de toxinas no corpo. Quando
elas se acumulam na região pélvica, são afetados o útero,
ovários, trompas de Falópio e bexiga. À medida que as toxinas
descem, ocorrem doenças anais e lesões em outros órgãos
genitais. Estas não devem causar preocupação, mas o
tratamento médico deve ser evitado desde o princípio. A frigidez
é um outro problema relativo à saúde geral das mulheres. Parece
ser um assunto popular, mas até hoje os especialistas médicos
não sabem a sua causa. Isto é de se lamentar, já que é um
problema muito importante na vida das mulheres. A frigidez, que
pode também significar esterilidade, faz com que a mulher deixe
de aceitar totalmente o amor de um homem e torna-se difícil
manter-se relações harmoniosas entre eles. Às vezes, o marido
procura um relacionamento mais satisfatório fora de casa e o
aprofundamento da crise entre o casal pode levar eventualmente
a uma ruptura no casamento. As mulheres cujas vidas são
frustradas pela calamidade da frigidez são muito infelizes e são
em maior número do que se pode supor. Isto é um assunto que
não pode ser facilmente discutido com estranhos; no entanto, e,
já que tratamento médico é totalmente ineficaz, muitas mulheres

209
Johrei – Arte da Vida

são obrigadas a passar as suas vidas em solidão. Portanto, é


uma bênção que esta condição possa ser corrigida e
completamente curada através do Johrei.

13 - Doenças anais, espasmos vaginais, pruridos, inflamação


da mucosa, problemas da uretra, eczema.

Vamos considerar a causa da frigidez. A causa principal é


a atrofia dos rins. Como os médicos também lhe dirão, as
glândulas supra-renais acima dos rins são as glândulas que
produzem hormônios. Quando os rins se contraem, as suas
funções são suprimidas, causando um fornecimento insuficiente
de hormônios. A atrofia dos rins é causada por pressão de
massas de toxinas situadas atrás destes órgãos. A condição será
curada através da dissolução destas massas. Uma outra causa é
o constante fluxo descendente de toxinas, trazendo-as à volta da
região pélvica. Primeiramente, o útero é afetado e posteriormente
os outros órgãos afins. À medida que as toxinas descem mais,
outras doenças, tais como doenças anais, espasmos vaginais,
pruridos, inflamação da mucosa, problemas da uretra, eczema ou
erupções generalizadas, poderão ocorrer. Um inchaço ou uma
massa de toxinas se forma ao redor da uretra ou um caroço duro
se acumula quer à direita ou à esquerda dos grandes e pequenos
lábios da vulva. Os caroços se extendem até a região inguinal
(virilha), inibindo o movimento das pernas. O envolvimento da
região da uretra é particularmente pernicioso. As lesões
decorrentes podem ser facilmente reconhecidas — são presentes
quando se sente um caroço ou uma dor.

Devido aos órgãos envolvidos, é melhor que uma mulher


se autoministre Johrei ou que seu marido o faça por ela. De
qualquer forma, isto funciona. Um prolongado período de Johrei é
necessário, portanto são necessárias paciência e perseverança
para uma cura completa. À medida que se prossegue no Johrei,
uma melhora gradual e cura completa irão ocorrer.

210
Johrei – Arte da Vida

ANEMIA CEREBRAL E OUTRAS DOENÇAS

Anemia cerebral é uma doença que surge de um fluxo


reduzido de sangue no cérebro. É exatamente o oposto da
apoplexia, que é provocada por sangue envenenado que entra
na cabeça e aumenta a quantidade de sangue no cérebro. O
corpo humano mantém um fluxo incessante de sangue ao
cérebro. Enquanto houver a quantidade certa de sangue fluindo,
não há problema, mas quando o fluxo de sangue decresce, as
funções do cérebro ficam prejudicadas. O fluxo é reduzido
quando caroços de toxinas se acumulam em volta do pescoço
comprimindo os vasos sanguíneos que irrigam o cérebro. Esta
doença só pode ser curada através da dissolução dos caroços de
toxinas solidificadas em volta do pescoço. Já que isto não é
possível através de tratamentos tradicionais, os médicos
produzem um alívio apenas temporário.

Os sintomas de anemia cerebral são dor de cabeça, uma


sensação pesada ou apertada na cabeça e tontura, às vezes,
seguida de náusea ou vômito. Algumas pessoas ficam tontas ou
nauseadas ao ouvir os ruídos de trens, bondes ou automóveis.
Embora não seja uma doença séria, provoca muito sofrimento e
causa muita preocupação naqueles que são atingidos pelo mal. A
doença pode ser facilmente diagnosticada. No início, a pessoa
fecha constantemente seus olhos, tem suores frios na testa e se
sente nauseada. Sua cabeça fica mais fria do que o comum.
Caroços duros de toxinas são sempre encontrados ao se apalpar
o pescoço. Quando se ministra Johrei nos caroços, eles se
dissolvem e segue-se uma rápida cura. Assim que a pessoa
sentir que a doença está vindo, ajuda um pouco se ela deitar-se
de costas sem travesseiro para aumentar o fluxo de sangue na
cabeça. A anemia cerebral é também a causa da neurastenia que
é muito comum hoje em dia.

211
Johrei – Arte da Vida

1 - Insônia

A insônia é a expressão usada para a dificuldade de


dormir. Não é uma doença em si, mas é com tanta freqüência a
causa de certas doenças que não pode ser desprezada. A causa
é definitivamente um tipo de anemia cerebral. Caroços
solidificados de toxinas se formam em volta da medula espinhal e
comprimem os vasos sanguíneos, reduzindo a quantia de sangue
que normalmente é enviada ao cérebro. Isto, por sua vez,
provoca dificuldade para dormir.

O acúmulo de toxinas geralmente ocorre mais do lado


direito do que no esquerdo. Em todos os casos, quando as
toxinas solidificadas são dissolvidas, obtém-se uma cura
completa. Este tipo de anemia cerebral sempre ocorre na parte
frontal do cérebro que, privado do sangue, pode facilmente ser
possuído por um espírito estranho, como veremos adiante. Por
este motivo, a insônia deve ser considerada como uma condição
séria e deve ser cuidada imediatamente, pois às vezes é a causa
remota de uma futura doença mental. As causas da doença
mental, quanto mais sua cura, são, na maioria, desconhecidas
pela medicina. Longos períodos de insônia geralmente precedem
a insanidade. Quando o sono se normaliza, um paciente mental
começa a se recuperar.

2 - Zumbido nos ouvidos

Zumbido nos ouvidos é uma outra doença comum para a


qual a medicina não tem nenhuma cura. Geralmente é deixada
sem tratamento, já que não coloca a vida em perigo, mas causa
muito sofrimento para as pessoas atingidas.

Ela também é provocada por toxinas solidificadas na


medula espinhal. O zumbido nos ouvidos é produzido à medida
que as toxinas são lenta mas seguramente dissolvidas pela ação
purificadora do corpo, que é natural. Este sintoma é aliviado

212
Johrei – Arte da Vida

quando as toxinas solidificadas se liquefazem, sendo então


eliminadas do corpo através de espirros ou de uma outra
descarga nasal. Em casos raros, o zumbido nos ouvidos é
provocado pela dissolução de toxinas perto das glândulas
parótidas.

3 - Amigdalite e cirurgia

A remoção cirúrgica das amígdalas foi certa vez aceita


como a cura da amigdalite, mas recentemente a medicina tem
começado a destacar a importância das amígdalas e agora
recomenda contra a sua remoção. Esta mudança de conceito
veio da observação dos efeitos adversos nas outras partes do
corpo após a remoção das amígdalas.

As toxinas solidificadas, procurando uma saída,


lentamente se dissolvem e juntam-se novamente nas amígdalas,
onde se solidificam mais uma vez. Quando a solidificação das
toxinas atinge um certo ponto, ocorre uma grande febre para
dissolvê-las e as toxinas liquefeitas são eliminadas através de
uma abertura nas amígdalas. As amígdalas realmente servem
como saída para as toxinas da parte superior do corpo. Se forem
extirpadas, as toxinas não terão mais esta saída e serão forçadas
a se solidificar em outras partes. Aí provocam outras doenças,
tais como neurastenia, timpanite, dor de dente e doenças nasais.
Portanto, a retirada das amígdalas é o mesmo que matar um
pequeno bicho somente para soltar um bicho maior.

É verdade que a remoção das amígdalas parece


efetivamente livrar uma pessoa de gripes durante vários anos,
mas ela inevitavelmente sofre posteriormente com várias outras
doenças.

Já que os médicos não compreendem as causas reais


destas doenças, são compelidos a oferecer explicações quase
que perfunctórias.

213
Johrei – Arte da Vida

4 - Outras doenças

Às vezes, o cérebro é afetado pelo mau funcionamento do


coração, embora isto seja incomum. As pessoas que têm
doenças na válvula, por exemplo, sofrem de tontura sempre que
o menor impacto, movimento ou outro estímulo menor causar
palpitações. As toxinas solidificadas, acumulando-se em volta do
coração nos tecidos do tórax, no lado ou sob os omoplatas,
dissolvem-se através da purificação. Ocorre uma leve febre para
estimular o coração, que é instantaneamente transmitida ao
cérebro, resultando em tontura.

Entre as causas das doenças crônicas do cérebro estão os


remédios para tratamento dentário que sobem até o cérebro, e os
remédios usados para timpanite; anti-sépticos usados nas
operações dos olhos, amígdalas ou glândulas linfáticas; colírio e
injeções usadas para doenças dos olhos. As toxinas formadas
destes remédios infiltram-se no corpo e, eventualmente,
alcançam o cérebro. Um outro anti-séptico que pode provocar
doença no cérebro é aquele usado para perfurar um inchaço ou
quisto nas costas ou peito. Geralmente o anti-séptico sobe e
infiltra-se nos tecidos do cérebro, onde endurece em caroços.
Saber se é a parte frontal ou posterior do cérebro que será
afetada depende se a operação é feita nas costas ou no peito.

Resumindo, é importante compreender que os anti-


sépticos usados nas operações da parte superior do corpo
podem provocar doenças do cérebro.

214
Johrei – Arte da Vida

DOENÇAS MENTAIS

1 - A causa das doenças mentais

A principal causa das doenças mentais é a falta de


circulação de sangue na cabeça, ou seja, a anemia cerebral.
Esse mal ocorre devido ao acúmulo de toxinas na nuca, as quais
pressionam a artéria que leva o sangue para o cérebro.

Nesse estágio, a pessoa passa a sofrer de insônia e,


devido as muitas noites sem dormir, começam a surgir distúrbios
mentais.

Mas não é só o lado físico o responsável por tais


problemas.

Como já escrevi anteriormente, o ser humano é composto


de corpo e espírito, que não podem ser analisados
separadamente.

O sangue, na verdade, é a materialização do espírito.

Por isso, a falta dele na cabeça, principalmente na parte


frontal, enfraquece espiritualmente a pessoa, facilitando o
encosto de entidades inferiores que se aproveitam dessa
fragilidade para dominá-la e provocar conflitos.

Quando alguém não consegue mais dormir, é porque está


sendo incessantemente atacado por inúmeros pensamentos,
relembrando assuntos diversos do passado ou imaginando
situações futuras, induzido pelo secundário, que propicia
condições para que outros espíritos de animais encostem e se
alogem, principalmente no topo da cabeça, local que apresenta
um vazio devido à falta de sangue.

215
Johrei – Arte da Vida

Quanto mais tempo a pessoa permanecer nesse estado,


maior será o domínio dessas entidades negativas, que têm como
objetivo levá-la à loucura. Ao se ministrar Johrei na nuca,
dissolvem-se as toxinas que estão solidificadas nessa região.

Como conseqüência, melhora a circulação na cabeça e, ao


mesmo tempo, ocorre um enfraquecimento do espírito
encostado, que vai murchando até perder totalmente a força.

Por outro lado, quando o sangue já está circulando


plenamente, o espírito primordial fica vigoroso, o que impede o
encosto de entidades negativas. Vou citar um exemplo para
elucidar bem essa questão.

Se um indivíduo apresenta 100% de circulação do sangue


na cabeça, não corre nenhum perigo de sofrer qualquer tipo de
encosto. Mas se o sangue circula 90%, já oferece chance para
essas entidades negativas se aproximarem.

E, conforme a insuficiência circulatória vai aumentando,


maior será o risco de ataques de espíritos inferiores.

Até 40% de falta de sangue, eu considero uma situação


sustentável; mas, ao ultrapassar 50% de anemia cerebral, chega-
se a uma zona de perigo. Nesse estágio, o encosto domina
totalmente a pessoa, manipulando seus desejos, fazendo-a
provocar tragédias irreparáveis.

Esses espíritos que se encostam são, na maioria das


vezes, de animais.

No Japão, é mais comum ocorrer encosto de raposa, em


primeiro lugar, seguido de texugo. Menos freqüentes são os
encostos de espíritos de tengu, cobra, cachorro, vaca, cavalo,
pássaro, etc.

216
Johrei – Arte da Vida

Creio que no ocidente o processo é mais ou menos


semelhante.

É importante notar que existe também uma oscilação


quanto ao volume do sangue que chega ao cérebro, ao longo do
dia.

Essa ocorrência torna as pessoas imprevisíveis.

Podem então, às vezes, estar bem e, de um momento


para o outro, ficarem pálidas e principalmente sem circulação na
testa.

Esses sintomas as levam a um estado de agressividade,


fazendo-as ofender os demais, criando situações de conflito,
numa mudança total de personalidade.

1.1 - O choque como um fator agravante

Mesmo que as pessoas tenham um quadro considerado


aceitável, de anemia cerebral oscilando entre 20% e 30%, se
receberem um forte choque mental, como por exemplo um susto,
essa insuficiência sobe para 50%.

Nesse momento, a pessoa perde totalmente o controle,


levando até os mais calmos a praticarem atos surpreendentes.

Também, por isso, é que as mulheres histéricas sofrem de


falta de circulação de sangue na cabeça.

Portanto, quando vemos alguém digno de respeito e


considerado normal praticar, de repente, um disparate ou usar
termos irreparáveis, é porque, por uma fração de segundo, a
anemia ultrapassou os 30%.

217
Johrei – Arte da Vida

Nesse momento, a pessoa pode até cometer suicídio ou


assassinatos, pois passa a agir de acordo com a vontade plena
do encosto, que a usa e a induz a atos totalmente animalescos.

A principal característica desse quadro que descrevi é o


posterior arrependimento.

Quando a pessoa volta ao seu estado normal, fica


profundamente insatisfeita com os atos que praticou. Passa a ter
consciência de que falou besteiras e sente o terrível gosto da
derrota.

Percebe que agiu de modo impulsivo tal qual um animal


que não pensa nas conseqüências de suas ações.

1.2 - A doença mental nos Estados Unidos

Recentemente estão aumentando muito as doenças


mentais nos Estados Unidos, devido ao acúmulo das toxinas
provenientes do uso intenso de medicamentos.

Como já expliquei no início, essas toxinas solidificam-se na


nuca, impedindo a circulação do sangue no cérebro.

Se deixassem de usar remédios, com certeza, essas


moléstias desapareceriam.

2 - Doenças mentais e Johrei

Ultimamente têm aumentado muito as doenças mentais,


fato que todos vocês devem estar notando.

Por isso quero explicar-lhes detalhadamente como devem


ministrar Johrei nestes casos.

218
Johrei – Arte da Vida

Em se tratando de doença mental, o ponto está localizado


na nuca. É nesse local que, sem exceção, as toxinas se
acumulam e pressionam as artérias.

Como conseqüência, surge uma anemia na parte frontal


da cabeça.

Dessa forma, cria-se um local propício à instalação de


espíritos negativos, os quais passam a manipular livremente a
pessoa.

Portanto, esses dois problemas (anemia frontal e influência


de espíritos negativos) são resolvidos facilmente pela eliminação
da toxina da nuca.

Logo a seguir, devem ser levadas em consideração as


parótidas.

Neste caso, as solidificações não provocam falta de


circulação sanguínea, mas um estado febril, devido à ação
purificadora que começa a promover a dissolução de toxinas
dessas glândulas e, depois, atinge a parte frontal da cabeça. É
por isso que, como se pode observar, pessoas nervosas (de
"cabeça quente") sempre têm febre neste local.

Já as pessoas calmas nunca apresentam alterações nesse


ponto.

Entretanto, quando se toca a parte frontal da cabeça de


umas cem pessoas, nunca se encontra uma cuja fronte não
esteja quente.

Por essa razão, já disse algumas vezes que todo japonês


é um doente mental. A diferença reside apenas no grau de
intensidade da moléstia: em alguns casos mais leve, em outros,
mais grave. Ambos, porém, podem causar transtornos. Foi o que

219
Johrei – Arte da Vida

aconteceu, por exemplo, com o Sr. Yoshida (Primeiro Ministro, na


época) quando, no Congresso disse a um deputado da oposição
"Você é um tolo". Essa expressão custou-lhe a renúncia, embora
a tivesse pronunciado acidentalmente e, mais tarde, se
arrependido muitíssimo.

Em situações de crise, o que de fato acontece é de o


espírito secundário penetrar na parte frontal de quem está
questionando algo.

Quando se trata de pessoas de nível intelectual superior,


essa atitude ocorre apenas uma ou duas vezes por ano. Com
pessoas normais, respeitadas, essas crises se dão de duas a
três vezes por mês; com as de nível intelectual inferior, podem
acontecer entre três e quatro vezes por dia.

Por outro lado, pessoas perturbadas, ou as bêbadas, ficam


inteiramente dominadas pelo espírito animal que as acompanha.

Esse mesmo negativo ainda as incentiva a ingerir mais


álcool ou a praticar atos inadequados.

De um modo geral, quem é viciado em bebida tem um


espírito secundário habitando a barriga, o qual sobe para a parte
frontal da cabeça quando a pessoa está alcoolizada, e a incita a
praticar atos violentos e outras ações erradas.

Então, os distúrbios causados por bêbados são, na


verdade, realizados pelo espírito humano com a cooperação do
espírito animal.

Nos últimos tempos, conforme sempre estou alertando, as


doenças mentais têm progredido cada vez mais, especialmente
nos Estados Unidos, devido também ao aumento das
purificações no Mundo Espiritual.

220
Johrei – Arte da Vida

Com essa revolução, os espíritos animais não conseguem


mais ficar escondidos e sossegados; começam, então, a agitar-
se e vir à tona. E os que já estão encostados nos seres humanos
sobem para a cabeça.

Há ainda outros "sem-teto" que vagam no Mundo


Espiritual, em maior número que a população da Terra, ansiosos
para encontrar uma moradia. Não conseguirão, contudo,
manobrar livremente uma pessoa de fé, mesmo que nela
encostem.

Por outro lado, os incrédulos, ou aqueles com muitas


máculas, constituem um lar seguro para esses espíritos aflitos.
Outra causa que facilita o encosto de entidades negativas são os
remédios, em geral, tomados em grandes quantidades.

Posso mesmo afirmar que são uma das causas


fundamentais das doenças mentais, cujas diferentes formas de
manifestação podem ser observadas claramente nos dias de
hoje.

Por essa razão, estou sempre alertando para a


necessidade de eliminar o mais possível as máculas espirituais.
Quem as possui em grande quantidade está sujeito ao encosto
não só de um, mas de muitos espíritos negativos.

Diante de tais constatações, insisto na importância do


Johrei na nuca em primeiro lugar e, depois, nas parótidas;
também é necessário ministrá-lo em profundidade na boca do
estômago.

Esses três pontos focais (nuca, parótidas e boca do


estômago) apresentam intensas solidificações em pessoas
irritadas ou que ficam bravas por qualquer motivo.

221
Johrei – Arte da Vida

Basta, para comprovar, perceber a atitude de alguém,


momentaneamente enraivecido, ficando calmo logo depois.

Esse comportamento tem origem nas toxinas da boca do


estômago, as quais geram uma sensação desagradável e difícil
de ser expressa.

É, contudo, um sentimento que facilita a atividade do


espírito secundário alojado na cabeça.

Nessas situações, se a pessoa recebe Johrei de frente, na


boca do estômago, vai sentir um alívio muito grande.

Não sei se vocês notaram, quando eu entrei aqui estava


com minha mão nesse local, ministrando Johrei. Isso foi porque,
um pouco antes de adentrar a esta sala, me havia acontecido
algo muito desagradável e estava sendo difícil acalmar a minha
irritação; não conseguia nem falar direito. Entretanto, agora, após
alguns minutos de Johrei, já me sinto aliviado.

Então, é importante não só olhar o estado mental dos


outros, mas principalmente o de si próprio.

Mesmo que sejam pequenas vacilações, vocês devem


ficar atentos, pois é a partir delas que se chega a uma
anormalidade mais profunda.

Para serem evitadas situações constrangedoras, faz-se


necessário que vocês permaneçam vigilantes, empenhados no
aprimoramento espiritual.

Dessa forma, com certeza, agirão sempre com calma, não


falarão coisas estranhas, nem se irritarão desnecessariamente.

222
Johrei – Arte da Vida

É, portanto, urgente apagar qualquer tipo de insatisfação,


o que só será possível através da eliminação das toxinas do
corpo físico e das máculas do espírito.

3 - Hemorragia cerebral e paralisia

Falamos sobre algumas doenças que atacam a parte


superior do corpo, mas existem muitas outras, sendo que uma
das mais temidas é a hemorragia cerebral. Os jovens são
geralmente mais suscetíveis à tuberculose enquanto que os
velhos são mais propensos a ataques e conseqüente paralisia,
de modo que as pessoas se preocupam mais com hemorragia
cerebral à medida que envelhecem, especialmente pelo fato de
freqüentemente resultar em algum grau de paralisia ou morte. A
medicina ainda não identificou a causa básica, mas ainda que
tivesse, os médicos não saberiam como lidar com ela.

A hemorragia cerebral é resultado do acúmulo de caroços


duros de toxinas em volta do pescoço, especialmente sangue
tóxico que se solidificou na parte superior da espinha durante
muitos anos. Não é difícil descobrir se a pessoa tem uma
constituição suscetível a esta doença. Tocando a área, é fácil
localizar quaisquer toxinas solidificadas, caso estejam presentes.
Um lado irá fazer um calombo, provocando dor ao ser
pressionado. Quando a purificação se inicia, as toxinas
solidificadas se dissolvem, rompem os vasos sanguíneos e
inundam o cérebro. O sangue impuro que atravessa o cérebro vai
para o lado oposto e cai nas mãos e pés, onde rapidamente se
ressolidifica. Esta é a causa da hemiplegia, ou paralisia dos
membros só de um lado.

Um caso sério é seguido pelo enrijecimento do braço e


mão, a virada do cotovelo para dentro e deformações dos dedos.
O polegar vira para dentro, de modo que os quatro dedos
pressionam contra ele. Curiosamente, os artelhos do pé não se
deformam, mas o pé perde a capacidade de se locomover. Se o

223
Johrei – Arte da Vida

caso for mais sério, a língua fica dura e perde o poder de


articulação. A cabeça fica amortecida, como demência. Os olhos
ficam turvos e a vista do lado afetado falha, tornando-se, às
vezes, cegueira completa. Estes são os sintomas principais da
doença — uma doença que pode transformar um paciente num
ser vegetativo. O maior erro que a medicina faz é colocar bolsas
de gelo na cabeça quando se é atacado por esta doença. Na
verdade, este é o pior tratamento possível, mas os médicos
acreditam que a contração dos vasos sanguíneos ajuda a deter a
hemorragia. É um grande erro, porque a saída de sangue é o
processo de se purificar o sangue tóxico até que seja expulso, e
a eliminação automaticamente chega a um fim. Demora apenas
alguns minutos para que o corpo faça isto.

4 - Quando a morte ocorre não devido à doença, mas sim à


"cura"

Devemos deixar a natureza seguir o seu caminho sem


aplicar gelo. O resfriamento serve apenas para solidificar o
sangue impuro que permanece na cabeça. Se este sangue não
for expulso, afeta o funcionamento do cérebro, levando o
paciente a uma demência. Os ignorantes especialistas médicos
acreditam em resfriar o cérebro durante muitos dias, resfriando-o
até que deixe de funcionar adequadamente. Muitos já perderam
a vida devido ao resfriamento que resultou na perda do
funcionamento do cérebro, o órgão mais importante do corpo.
Quando a morte ocorre não devido a uma doença, mas sim de
uma "cura", podemos falar sobre "curar o chifre, mas matando a
vaca".

Dos muitos casos que observei, está claro para mim que
muito poucas pessoas morrem devido somente à hemorragia
cerebral.

Os médicos acreditam que uma queda pode provocar


hemorragia cerebral. Na minha opinião, o fato real é exatamente

224
Johrei – Arte da Vida

o contrário: é a hemorragia cerebral que provoca a queda.


Primeiro vem a hemorragia, depois tontura, que freqüentemente
provoca tropeço e queda. Os médicos, ademais, advertem os
pacientes a fim de se cuidarem para não cair, o que mostra uma
total falta de compreensão do relacionamento causal entre a
hemorragia e tontura e a conseqüente queda.

A medicina acredita que sintomas, tais como a lentidão na


cabeça, leve paralisia em alguma parte das extremidades;
hemorragia pré-retinal dos olhos ou zumbidos nos ouvidos são
sinais de iminente hemorragia cerebral e deve-se aplicar alguns
métodos preventivos. A medicina está correta em diagnosticar os
sintomas, mas seus métodos profiláticos de cura estão errados.
Os médicos receitam, por exemplo, reduzir a alimentação, limitar
o exercício físico e outras medidas que simplesmente
enfraquecem o corpo e sustam a purificação. Os vários métodos
de evitar recaídas são eficazes apenas em adiar a recaída da
doença. No entanto, a recaída fatalmente irá ocorrer; não pode
ser evitada permanentemente.

5 - Método de depleção

O recém adotado método de depleção (retirada de


sangue) é considerado eficaz se aplicado imediatamente após o
primeiro ataque. Novamente, isto é um erro. A efusão do sangue
impuro já está solidificada em áreas específicas, a esta altura dos
acontecimentos. O método de depleção retira sangue de outras
partes que não estão relacionadas com o mal. Portanto, isto
naturalmente pode provocar anemia aguda, que freqüentemente
leva à morte. A alta pressão sanguínea é também acusada de
provocar hemorragia cerebral, mas este é um outro erro médico.
Pode estar relacionada indiretamente, mas não de forma direta.

Certa vez ajudei um paciente que tinha sido copiador de


uma grande editora durante uns trinta anos. Tinha então cerca de
sessenta anos e ele me disse que quando tirou a sua pressão

225
Johrei – Arte da Vida

seis anos atrás, registrou um surpreendente índice de 300, que


naturalmente também surpreendeu o médico. Poderia ter sido até
maior, pois a escala do medidor de pressão só ia até 300. Foi
aconselhado a tomar muito cuidado e ficar o mais quieto
possível. Mas se parasse de trabalhar não tinha outro meio de
ganhar dinheiro e, como não tinha nenhum sintoma visível,
continou a trabalhar. Quando veio a mim, parecia perfeitamente
bem. Ao olhar com mais atenção, percebi que tinha grandes e
sólidos inchaços de cada lado do pescoço, sob o seu queixo. O
da direita era o maior dos dois. Pensei que estes é que devem ter
provocado a sua pressão alta, já que os músculos ao redor da
traquéia estão ligados aos braços e os inchaços no pescoço
devem afetar o medidor de pressão. Como disse anteriormente, a
verdadeira causa da hemorragia cerebral é o sangue impuro que
se solidifica ao redor da medula espinhal, e não a pressão alta.

Não pode ser curada pelos tratamentos médicos, pois eles


apenas agravam o sintoma. Se for tratado pela medicina, o
paciente perde as suas funções motoras e freqüentemente
morre. Isto é o que chamamos de paralisia inversa.

6 - Toxinas nas glândulas

Um outro sintoma especial de paralisia aparece quando as


toxinas se solidificam quer à direita quer à esquerda da glândula
cervical linfática e desce do mesmo lado quando dissolvidas por
purificação, causando algo muito semelhante à paralisia de um
lado. Esta condição desnorteia os médicos, porque não tem nada
a ver com o cérebro e o sintoma é de natureza leve.

226
Johrei – Arte da Vida

DOENÇAS DO RIM E DOENÇAS CORRELATAS

Os rins têm um papel importante no corpo humano, vindo


logo a seguir dos três órgãos principais. (Meishu Sama cita como
os três órgãos principais: o coração, o pulmão e o estômago)

Como é reconhecido pela medicina, eles extraem e juntam


o "lixo" do sangue e enviam-no à bexiga na forma de urina.

Este é o processo normal, quando os rins estão


funcionando adequadamente.

No entanto, os rins passam por uma deterioração gradual


da infância à idade adulta, passando pela adolescência.

Por que ocorre esta deterioração?

À medida que os rins trabalham, algumas substâncias


estranhas freqüentemente se misturam.

São as toxinas dos remédios.

Elas atravessam as membranas que revestem os rins e,


pouco a pouco, acumulam-se por detrás deles.

227
Johrei – Arte da Vida

DOENÇAS CAUSADAS PELO ACÚMULO DE TOXINAS


ÚRICAS NA CABEÇA E OMBROS

1 - Meningite

As toxinas gradualmente se solidificam e comprimem os


rins, atrofiando-os e reduzindo a produção de hormônios — a
principal causa da frigidez.

A eliminação da urina é prejudicada e parte dela é retida,


acumulando-se atrás dos rins, juntamente com as toxinas dos
remédios.

O acúmulo de toxinas é então aumentado até tomar os


dois lados da coluna e eventualmente essas toxinas sobem pela
espinha e alcançam, finalmente, as áreas dos ombros e do
pescoço.

Esta é a causa da rigidez nos ombros e pescoço.

É interessante notar que é possível, através de apalpação,


diferenciar entre toxina medicamentosa e toxina úrica.

Se as solidificações são formadas por toxinas de


remédios, são duras, doloridas e difíceis de serem dissolvidas.

Por outro lado, se forem formadas por toxina úrica, são


relativamente moles com pouca dor.

As toxinas eventualmente entram no cérebro, onde a


atividade purificadora ocorre naturalmente sob alguma forma de
doença na cabeça, como meningite, encefalite, encefalomielite,
hemorragia cerebral, etc.

Pode ocorrer ainda como dores normais, tais como peso


na cabeça e cefaléia.

228
Johrei – Arte da Vida

Por meio de um simples toque, não é difícil detectar a


presença da toxina úrica na cabeça.

Até mesmo uma febrícula é um sinal.

Quanto maior a temperatura, maior a quantidade de toxina.

Provavelmente, não há ninguém que não tenha uma febre


constante na cabeça.

Uma purificação aguda das toxinas acumuladas na parte


frontal da cabeça é a meningite.

As crianças são mais passíveis de contraírem esta doença


do que os adultos porque a energia purificadora nas crianças é
maior. (Meishu Sama esclarece que, devido à sua maior
vitalidade, as crianças têm mais energia purificadora).

Esta doença em particular é acompanhada de febre alta,


grandes dores na fronte e uma extrema sensibilidade nos olhos;
a luz torna-se praticamente insuportável e provoca tontura.

Se forem deixados por si, os caroços de toxina se


dissolvem e são eliminados nas lágrimas e muco nasal,
seguindo-se uma cura lenta mas completa.

Além do mais, após a cura da doença, o cérebro fica mais


agudo e claro do que antes.

Por exemplo, crianças em idade escolar mostram uma


nítida melhora nos seus trabalhos escolares após se
recuperarem da meningite.

O tratamento médico para meningite, usando meios como


bolsas de gelo aplicadas na cabeça, endurece a toxina
dissolvida.

229
Johrei – Arte da Vida

A febre desaparece e o paciente parece curado.

Mas as toxinas solidificadas impedem o funcionamento


adequado dos órgãos, provocando, às vezes, a demência ou
outros males mutuantes.

2 - Encefalite e encefalomielite

Outra doença é a encefalite.

As estatísticas mostram que a freqüência desta doença é


mais elevada nas crianças entre cinco e dez anos de idade.

As crianças nesta faixa etária freqüentemente brincam


com a cabeça desprotegida, expostas a um sol forte.

As toxinas acumuladas nas costas e ombros são atiçadas


e, à medida que se dissolvem, caminham em direção ao cérebro.

Neste processo, as toxinas dissolvidas primeiramente se


fixam na medula oblonga (medula espinhal).

Nesta área, toxina solidificada na forma de varetas pode


ser detectada sob uma leve pressão com as mãos.

Quando ela é dissolvida pela febre alta, infiltra-se atrás da


cabeça (cérebro), daí a extrema sonolência.

Neste estágio, a medicina solidifica a toxina através do uso


de gelo e isto muito provavelmente provocará sérios efeitos
posteriores, como no caso da meningite.

Se a natureza puder seguir o seu curso, as toxinas


dissolvidas que se infiltraram pela parte de trás da cabeça

230
Johrei – Arte da Vida

atravessam o cérebro e são eliminadas através de grandes


quantidades de pus sanguinolento pelos olhos, nariz e boca.

A eliminação de toda toxina resulta numa cura completa.

Na maioria dos casos, demora uma semana até que a


doença esteja completamente curada.

Assim como na meningite, as crianças mostram um


sensível progresso nos seus trabalhos escolares após a
recuperação da encefalite e, além do mais, não há casos de
morte se for seguido o processo natural. É fatal somente quando
um tratamento errado, tal como gelo, é aplicado.

A encefalite atinge as suas vítimas no verão, enquanto que


a encefalomielite ocorre no inverno.

Também nesta última, as toxinas se solidificam na forma


de varetas ao redor da medula espinhal, mas pemanecem
solidificadas porque a cabeça não é exposta à luz do Sol como
no verão.

Assim, a doença é caracterizada pelo enrijecimento de


todo o pescoço, que não pode se dobrar devido às toxinas.

A fase final da doença é muito semelhante à da encefalite.

3 - Anemia ocular

A atrofia dos rins faz com que as toxinas inundem a área,


subindo em direção à cabeça.

Neste processo, algumas delas podem se solidificar em


torno da medula espinhal.
Em tais casos, os vasos sanguíneos que irrigam os olhos
são comprimidos, causando a anemia ocular.

231
Johrei – Arte da Vida

O resultado é uma deficiência de matéria nutriente


necessária aos olhos, enfraquecendo a vista de modo que
objetos distantes tornam-se difusos.

À medida que as toxinas são dissolvidas, a visão volta ao


normal.

4 - Astigmatismo, amaurose, catarata e glaucoma

O astigmatismo provém de uma situação semelhante,


porém aqui o grau de solidificação altera-se constantemente
devido à purificação e, portanto, a compressão dos vasos
sanguíneos é irregular.

Isso provoca uma constante alteração na vista.

Na amaurose, as toxinas se solidificam atrás dos olhos,


interceptando os nervos ópticos e provocando a cegueira.

Cataratas e glaucoma são provocados por toxinas que se


solidificam nos próprios olhos.

Se deixados a sós, eles gradualmente se dissolvem, mas


tratamentos médicos, com loções oculares e injeções, têm efeitos
adversos.

Eles solidificam ainda mais as toxinas, tornando uma


doença, antes temporária, em possivelmente, incurável.

232
Johrei – Arte da Vida

5 - Toxina úrica e as doenças oculares e


otorrinolaringológicas, tracoma, pólipo e timpanite

Todas as doenças dos olhos são causadas por toxinas que


se acumularam no cérebro e, ao se dissolverem, procuram uma
saída através deles.

Elas primeiramente se concentram nos olhos e depois se


dissolvem e acabam sendo eliminadas de uma forma ou de
outra.

Se não houver nenhuma intervenção, a doença cura por si,


mesmo que demore um pouco.

No tracoma, as toxinas do cérebro procuram uma saída


através das membranas mucosas atrás das pálpebras, fazendo
com que tenham erupções cutâneas.

Esta condição é também fácil e naturalmente curada à


medida que as toxinas forem sendo eliminadas.

As doenças nasais, tais como pólipo, inflamação e catarro,


são todas provocadas pelas toxinas do cérebro que, no processo
de eliminação, acumulam-se dos lados, interior ou nas narinas,
antes da excreção.

Essas doenças também irão se curar naturalmente a não


ser que métodos supressivos de tratamentos médicos as tornem
incuráveis.

Na timpanite, a dor é sentida durante o processo de


purificação à medida que as toxinas solidificadas das glândulas
parótidas e linfáticas dissolvem-se sob altas temperaturas e
penetram no osso, e depois, como toxinas liquefeitas, entram no
ouvido médio e são expulsas através do ouvido.

233
Johrei – Arte da Vida

Se for deixada sozinha durante dois ou três dias, ela se


curará completamente por conta própria.

6 - Tuberculose, pneumonia, piorréia, pleurisia, peritonite,


artrite reumática, nevralgia, doenças ginecológicas, cáries,
doenças hepáticas, icterícia, diabetes, cálculos renais e
vesiculares, asma, paralisia infantil e doenças mentais

São todos males ligados à atrofia renal.

Embora não seja uma doença comum, existe uma doença


difícil chamada de piorréia.

É uma purificação na qual as substâncias tóxicas ao redor


das glândulas linfáticas se dissolvem e se fixam nas gengivas,
antes de serem eliminadas como pus sanguinolento.

É uma substância muito impura, sendo originalmente urina


que se tornou velha e é eliminada através da boca.

No entanto, o mal é de fácil cura.

Se as gengivas forem massageadas com uma escova de


dentes dura, o pus sanguinolento é drenado e finalmente
totalmente eliminado, quando então a piorréia é curada.

As substâncias tóxicas que se acumulam ao redor e sobre


os ombros, que são a causa do resfriado comum, geralmente
vêm da região dos rins.

Muitas doenças, incluindo resfriados, tuberculose e


pneumonia, são provocadas pela atrofia dos rins.

Outras doenças na mesma categoria incluem pleurisia,


peritonite, artrite reumática, nevralgia, doenças de mulheres,
cáries, problemas de fígado, icterícia, diabetes, pedras da

234
Johrei – Arte da Vida

vesícula biliar, dos rins e da bexiga urinária, asma, paralisia


infantil e doenças mentais.

Obviamente, é essencial evitar a atrofia dos rins a fim de


se poder gozar de boa saúde e é vital que os rins funcionem
perfeitamente.

Para isso, as toxinas solidificadas que causam a atrofia


dos rins devem ser dissolvidas e eliminadas e deve-se evitar a
formação de mais toxinas.

Nenhum método atual de tratamento pode garantir estas


condições para os rins.

Isto é possível somente através do Johrei e somente o


Johrei pode assegurar a realização de um mundo livre de
doenças.

Nota dos Editores:

Hoje em dia pode-se dizer que a atrofia renal é um mal


generalizado.

Raríssimas são as pessoas que têm os rins funcionando


100%.

Todos possuem uma deficiência renal em maior ou menor


grau.

Isso provoca a retenção de uma porcentagem da urina que


deveria ser eliminada.

A urina retida transforma-se em toxina úrica, que passa a


acumular-se atrás dos rins, onde, somada à toxina dos remédios,
parte para outras partes do organismo.

235
Johrei – Arte da Vida

A própria medicina já chegou a uma conclusão


corroborante, como mostra a afirmação da revista americana
"The New England Journal of Medicine":

"A deficiência renal crônica incapacita os rins de


removerem os resíduos de certas proteínas de alto valor
biológico, que começam então a se acumular no sangue. Entre
elas, o ácido úrico e a uréia."

Os muitos casos comprovados da cura de pessoas que


sofriam de males renais, tais como nefrite, nefrose, cálculos,
infecções, etc., nos dão a certeza de que o Johrei é um método
de miraculosa eficácia na recuperação da eficiência dos filtros da
vida, isto é, os rins).

236
Johrei – Arte da Vida

CISCO NOS OLHOS

Quando entra um cisco nos olhos, às vezes ferindo o globo


ocular, não é preciso preocupar-se. Mas quem não sabe disso
imediatemente procura um médico e começa a tomar remédios. A
toxina do remédio, ainda que em pequena quantidade, infiltra-se
através do ferimento, dificultando a cura. Algumas vezes chega
inclusive a provocar uma doença mais grave nos olhos.

Quando entra espuma de sabão nos olhos, eles ficam


avermelhados e ardem temporariamente. Isto também é simples
de curar, se deixarmos que passe naturalmente. Mas se a
pessoa recorrer a um tratamento médico, corre o risco de contrair
uma doença nos olhos e, em alguns casos raros, pode até perder
a visão.

237
Johrei – Arte da Vida

DOR DE DENTE

A causa mais freqüente da dor de dente são as


obturações.

Os dentistas sempre usam algum anti-séptico juntamente


com a massa com que vão obturar uma cárie e esse anti-séptico
é que faz mal. Com o passar do tempo, o anti-séptico apodrece,
formando um tipo de toxina que o corpo procurará eliminar.

A toxina então se infiltra na raiz do dente, perfura o osso e


abre uma cavidade na carne, na tentativa de sair. Isto causa uma
dor terrível, que os dentistas denominam periodontite.

Mas se nenhum anti-séptico for empregado, a obturação


jamais provocará dor, porque é o anti-séptico que aumenta as
toxinas.

Gostaria de ensinar isto aos dentistas, mas o importante é


que eles experimentem.

Nota dos Tradutores:

Este Ensinamento de Meishu Sama é da década de 50 e,


de lá para cá, os métodos de obturação já se modificaram.
Porém, o princípio permanece inalterado.

Muitos dentistas usam diluir anti-séptico na água que é


usada junto com a broca. Outros não. Entretanto, na composição
da massa (forrador de cavidade) que é utilizada nas obturações,
entram diversos produtos químicos como analgésicos, hidróxido
de cálcio, fosfato de zinco, óxido de zinco, ogenol, etc., que,
seguindo o raciocínio de Meishu Sama, devem provocar o
mesmo efeito nocivo do anti-séptico citado por Ele.

238
Johrei – Arte da Vida

CONCLUSÃO

O objetivo fundamental do Senhor Deus é, através do


mundo dos homens, criar um mundo ideal pleno de Verdade,
Bem e Beleza, bem como promover sua evolução infinita. Esta é
uma verdade eterna e indestrutível. Assim, a sabedoria que o
homem desenvolveu até hoje é incapaz de imaginar o brilhante
futuro que nos espera. O homem deve abrigar em seu peito a luz,
caminhar para a frente e com alegria desempenhar a missão a
ele confiada pela Divindade. Assim, o homem foi criado com a
missão de colaborar para a realização do Objetivo Divino.

O homem precisa, pois, tomar plena consciência de sua


missão e trabalhar sem se desviar dessa linha enquanto lhe
restar alguma vida. Em primeiro lugar, ele deveria ser
plenamente saudável, mas como se encontra ele na realidade?
Como todos sabem, o homem é facilmente abatido pela doença e
numerosas são as ocasiões em que sua saúde é prejudicada.
Assim, com o objetivo de defender a saúde do homem, Deus
proporcionou a seu corpo várias funções naturais mantenedoras
da saúde. Por paradoxal que pareça, essas funções consistem
nas doenças. Todos hão de ficar espantados com isso. Procurarei
fornecer explicações suficientes sobre esse ponto.

Em primeiro lugar, quando o homem se esforça para


cumprir as suas tarefas de ser humano, fatalmente acumula
impurezas por todo o corpo. Mais adiante explicarei
detalhadamente isso. Tais impurezas são névoas na dimensão
espiritual e sangue envenenado na dimensão física. Quando o
acúmulo de impurezas no organismo ultrapassa um certo limite, a
atividade humana sofre interferências. Como já expliquei
anteriormente, manifesta-se então uma função natural para
eliminar as impurezas, ou seja, a ação purificatória. Entretanto,
como o desenrolar dessa ação purificatória é caracterizado pela
dor, essa dor é interpretada no mau sentido, como doença.
Assim, quando o homem é atacado pela doença, pensa

239
Johrei – Arte da Vida

erradamente que ela prejudica sua saúde e sente tamanha


ansiedade que passa até a antever perigo de vida. Por isso,
como já expliquei anteriormente, ele desenvolve uma série de
esforços para eliminar ou minorar o sofrimento, assim se
desenvolvendo o tipo de medicina que temos hoje. É fácil
perceber como isso está errado. Como se deduz de tudo isso, a
doença é a grande graça divina que tem por objetivo preservar a
saúde do homem. A verdadeira medicina será aquela elaborada
com essa verdade como base.

240
Johrei – Arte da Vida

APÊNDICE

De todas as partes do corpo, a maior atenção deve ser


dada à cabeça (parte de cima, da frente e de trás), áreas ao
redor do pescoço e dos ombros e região posterior dos rins. Estas
são áreas onde as toxinas tendem a se solidificar e onde muitas
doenças comuns se originam.
Região alta da
Região temporal cabeça
Região frontal
da cabeça
Região da
frente do
pescoço
R

R
egião do
Figura
Re da parte
ilustrativa
gião da
Re
gião das
g
lândulas
linfáticas
da
região
Região do pescoço (gânglios linfáticos)

316

241
Johrei – Arte da Vida

Figura ilustrativa da parte posterior


Região
occipital ——
3Í8
Região da
base do
-
Região
dos
omoplat
as R
egião

——

242
Johrei – Arte da Vida

319

Movimento das Toxinas

243
Johrei – Arte da Vida

244
Johrei – Arte da Vida

245
Johrei – Arte da Vida

246
Johrei – Arte da Vida

Toxinas da cabeça, pescoço e ombros:


Quando dissolvidas, vão para o estômago, causando
enjôos, ânsia de vômito e dores. Depois descem para o intestino,
de onde são eliminadas através de diarréia.

Toxinas do corpo inteiro:


Dissolvidas, entram nos pulmões e são expelidas através
da tosse (que funciona como uma bomba de ar).

247
Johrei – Arte da Vida

Toxinas presentes no sangue:


Vão para os rins (onde o sangue é filtrado) e são expelidas
pela urina.

Toxinas em mulheres:
Toxinas localizadas na cabeça, pescoço e ombros, descem
para o útero e são eliminadas através do corrimento.

248
Johrei – Arte da Vida

Toxinas em homens:
Toxinas localizadas na região da nuca e atrás da cabeça,
descem para a região do ânus de onde são expelidas em forma
de sangue impuro.

Toxinas em crianças:
Toxinas localizadas na cabeça saem através do nariz,
olhos e ouvidos.

Toxina úrica e hereditária:


São eliminadas através da pele. Em situações mais
simples, pelo suor. Nas mais graves, na forma de pus, oriundo de
feridas que aparecem no corpo. Podem também provocar
rachaduras na sola dos pés e na palma das mãos.

249