Sie sind auf Seite 1von 3

06.

03C Agências russas informam da Ibero – América


Continuamos a nossas programação com mais uma resenha da série
“Agências Russas informam da Ibero – América”.
(fone)
O presidente da Venezuela Hugo Chaves confirmou na quarta-feira, à
noite, que o seu país anula todos os contatos comerciais com a Colômbia,
- informa a agência Associated Press. “Não estamos interessados em
investimentos colombianos, não queremos depender deles e não
aceitaremos nem sequer um grão de arroz”, - disse o presidente Chaves.
De acordo com estimativas dos peritos, o giro comercial anual entre os
dois países ultrapassa cinco bilhões de dólares. Hugo Chaves e o
presidente do Equador Rafael Correa, que se encontra em visita na
Venezuela, saudaram a resolução da Organização dos Estados Americanos
que tinha qualificado a operação das tropas colombianas no território do
Equador como violação grosseira da soberania deste pai. Os dois
presidentes acrescentaram que irão exigir que a comunidade
internacional condene de uma forma mais clara esta ação da Colômbia.

Os terroristas das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC)


fizeram explodir o oleoduto que transporta diariamente 100 mil barris de
hidrocarbonetos no sudoeste do país. Representantes do governo
colombiano informaram na quarta-feira que as obras de restauração do
oleoduto irão levar cerca de três dias.
Os comentaristas constatam que este ato de sabotagem foi cometido
poucos dias depois da liquidação pelo exercito colombiano de Luis Edgar
Devia, mais conhecido como “Raul Reyes”, segunda maior personalidade
na hierarquia das FARC. A operação foi realizada no território do Equador e
acarretou, além de outras coisas, um agravamento sério nas relações
entre Bogotá oficial, por um lado, e Quito juntamente com Caracas, por
outro.
O líder do Partido Socialista Operário da Espanha, que está no poder, Jose
Luis Rodrigues Sapatero venceu no processo de debates televisionados o
líder do Partido Popular, da oposição, Mariano Rajoy, - o seu adversário
principal nas futuras eleições parlamentares gerais, marcadas para o dia 9
de março. De acordo com os resultados da pesquisa do auditório
televisivo, publicados hoje pelo jornal “Mundo”, 48,6% dos interragos
acham que Sapatero respondeu a perguntas do eleitorado melhor do que
Rajoy. Porém, 36.2% dos respondentes são da opinião contrária. Na
opinião de 45,7% dos interrogados, o atual primeiro ministro deixou no
estúdio de televisão impressão mais agradável do que o líder da oposição.
17,4% dos respondentes afirmam o contrário. Note-se que 96,4% dos
respondentes declararam que já tinham feito a sua opção definitiva e não
pretendem alterá-la na votação de 9 de março. De acordo com os
resultados das últimas pesquisas da opinião pública, o Partido Socialista
Operário da Espanha supera o Partido Popular pelo menos em 4%.

Os sociólogos revelaram que os russos não têm uma opinião unânime a


respeito da via que Cuba irá seguir depois da demissão de Fidel Castro.
38% dos russos, interrogados no processo de uma pesquisa da opinião
publica em fevereiro, consideram que Cuba irá conservar o regime político
atual, 23% supõem que o país irá seguir a via da democracia ocidental,
mas a maior parte dos respondentes, - 40% , - achou difícil fazer alguma
previsão. Foram os sociólogos de “Levada – Centr” que participaram esta
informação a “Interfax” depois de uma pesquisas da opinião pública. No
decurso desta pesquisa apenas 4% dos russos declararam que
desconhecem Fidel Castro, enquanto que um terço deles manifestou
admiração e simpatia para com esta personalidade. Dois terços dos
respondentes, - mais exatamente 63%, - não duvidam de que Fidel Castro
tinha desempenhado um papel positivo na vida de Cuba e apenas 9% são
de opinião contraria, - revelam os sociólogos de “Levada – Centr”.

E agora uma informação de Vladivostok, da correspondente da agencia


ITAR –TASS Marina Chatalova.
Hoje os marinheiros peruanos dão a conhecer aos habitantes de
Vladivostok as tradições e a cultura do seu país a bordo do navio – escola
“Mollendo”, que tinha chegado a Vladivostok há dois dias. Os marinheiros
fizeram a bordo do navio uma feira que exibe os produtos industriais do
seu país, o seu potencial turístico e o patrimônio cultural. Os habitantes
de Vladivostok podem ver copias dos muros de Inca e de Chan Chan,
obras de cerâmica, máscaras, trajes nacionais e tecidos tradicionais do
Peru. Quem deseja, pode adquirir estas obras. O navio – escola “Mollendo”
está realizado uma viagem de circunavegação. Vladivostok é apenas um
dos portos que o navio visita neste longo percurso. Durante dois meses da
navegação os 377 tripulantes do navio já estiveram no Taiti, Hong Kong,
Xangai e Busan (Pusan). Eles têm ainda pela frente Seattle e San Diego. O
objetivo desta visita a Vladivostok é consolidar as relações de amizade
entre os dois países, familiarizar os russos com os valores culturais do
Peru e consolidar contatos entre as marinhas de guerra do Peru e da
Rússia.
(fone)
Acabam de ouvir o nosso programa “Agencias russas informam da Ibero –
América”;