Sie sind auf Seite 1von 13

w w. viv ian e ma rqu e s . c o m. b r

w

w w. viv ian e ma rqu e s . c o m. b r w

DISARTRIAS,DISARTRIAS, DISPRAXIASDISPRAXIAS EE AFASIASAFASIAS

Prof.Prof.ªª VivianeViviane MarquesMarques

FonoaudiFonoaudióóloga,loga, NeurofisiologistaNeurofisiologista ee MestrandaMestranda emem FonoaudiologiaFonoaudiologia ChefeChefe dada EquipeEquipe dede FonoaudiologiaFonoaudiologia dodo HospitalHospital IpanemaIpanema PlusPlus ChefeChefe dada EmpresaEmpresa dede FonoauFonoaudiologiadiologia VivianeViviane MarquesMarques CoordenadoraCoordenadora dada PPóóss--graduagraduaççãoão emem FonoaudiologiaFonoaudiologia HospitalarHospitalar dada UVAUVA SupervisoraSupervisora ChefeChefe dodo serviserviççoo dede FonoaudiologiaFonoaudiologia dodo HospitalHospital GafreGafreéé GuinleGuinle PresidentePresidente dodo ProjetoProjeto TerceiraTerceira IdadeIdade SaudSaudáávelvel

11 –– AA DisartriaDisartria éé causadacausada porpor lesãolesão nono SNCSNC ouou nono SNP,SNP, refererefere--

sese aa umum grupogrupo dede desordensdesordens dada falafala comcom alteraalteraççõesões dasdas funfunççõesões motorasmotoras dada respirarespiraçção,ão, fonafonaçção,ão, ressonância,ressonância, articulaarticulaççãoão ee

prosprosóódia.dia.

articulaarticula çç ãoão ee prospros óó dia.dia. 22 emem perdaperda dada capacidadecapacidade dede

22

emem perdaperda dada capacidadecapacidade dede posicionamentoposicionamento dada musculaturamusculatura dada falafala (( AlteraAlteraççãoão nono planejamentoplanejamento motor),motor), aa apraxiaapraxia dede falafala éé umauma desordemdesordem úúnica,nica, queque afetaafeta aa falafala semsem relarelaççãoão aa outrasoutras

modalidadesmodalidades linglingüíüísticas.sticas.

–– ApraxiaApraxia éé umauma desordemdesordem dada articulaarticulaççãoão dada falafala queque resultaresulta

33

adquiridaadquirida porpor lesãolesão neurolneurolóógica,gica, envolvendoenvolvendo asas modalidadesmodalidades dede produproduççãoão ee compreensãocompreensão dasdas linguagenslinguagens oraloral ee escrita.escrita.

–– AA AfasiaAfasia éé definidadefinida comocomo alteraalteraççãoão dada comunicacomunicaççãoão

DivisãoDivisão AnatômicaAnatômica dodo SistemaSistema NervosoNervoso CentralCentral

OO ccéérebrorebro ::

TelencTelencééfalofalo

OO c c é é rebro rebro :: TelencTelenc éé falofalo cerebelo cerebelo DiencDienc éé falofalo
OO c c é é rebro rebro :: TelencTelenc éé falofalo cerebelo cerebelo DiencDienc éé falofalo
OO c c é é rebro rebro :: TelencTelenc éé falofalo cerebelo cerebelo DiencDienc éé falofalo

cerebelocerebelo

DiencDiencééfalofalo

TroncoTronco encefencefáálicolico

MMesencesencééfalofalo

PontePonte

BulboBulbo

MedulaMedula

Tronco Tronco encef encef á á lico lico MM esencesenc éé falofalo Ponte Ponte Bulbo Bulbo
Tronco Tronco encef encef á á lico lico MM esencesenc éé falofalo Ponte Ponte Bulbo Bulbo
Tronco Tronco encef encef á á lico lico MM esencesenc éé falofalo Ponte Ponte Bulbo Bulbo
Tronco Tronco encef encef á á lico lico MM esencesenc éé falofalo Ponte Ponte Bulbo Bulbo

SISTEMA

NERVOSO

PERIFÉRICO

SISTEMA NERVOSO PERIFÉRICO GÂNGLIOS NERVOS Profª Viviane Marques
SISTEMA NERVOSO PERIFÉRICO GÂNGLIOS NERVOS Profª Viviane Marques
GÂNGLIOS NERVOS
GÂNGLIOS
NERVOS

Profª Viviane Marques

TiposTipos dede DisartriasDisartrias

DisartriaDisartria FlFláácidacida

-- LesãoLesão neurônioneurônio motormotor inferior.inferior.

-- VozVoz soprosa,soprosa, rouca.rouca.

-- DiminuiDiminuiççãoão dodo tônus.tônus.

-- ConsoantesConsoantes imprecisas.imprecisas.

-- HipernasalidadeHipernasalidade

DisartriaDisartria EspEspáásticastica

-- LesãoLesão neurônioneurônio motormotor superiorsuperior bilateralmente.bilateralmente. -- VozVoz
-- LesãoLesão neurônioneurônio motormotor
superiorsuperior bilateralmente.bilateralmente.
-- VozVoz tensatensa--estrangulada.estrangulada.
-- TonicidadeTonicidade excessiva.excessiva.
-- ConsoantesConsoantes imprecisas,imprecisas,
vogaisvogais distorcidas.distorcidas.
-- HipernasalidadeHipernasalidade
--

VemVem geralmentegeralmente acompanhadaacompanhada dede espasticidadeespasticidade ee reflexosreflexos muscularesmusculares anormais.anormais.

DisartriaDisartria dodo NeurônioNeurônio MotorMotor SuperiorSuperior UnilateralUnilateral

-- DisartriaDisartria EspEspáásticastica ““leveleve””

-- ConsoantesConsoantes imprecisas,imprecisas, quebrasquebras articulatarticulatóóriasrias irregularesirregulares

-- HipernasalidadeHipernasalidade leve.leve.

DisartriaDisartria HipocinHipocinééticatica

-- VozVoz rouca,rouca, soprosa,soprosa, trêmula.trêmula.

-- ImprecisãoImprecisão articulatarticulatóóriaria (Rigidez,(Rigidez, velocidadevelocidade dede falafala alterada,alterada, tremortremor dede lláábiosbios ee llííngua)ngua)

-- DiminuiDiminuiççãoão dada prosprosóódia.dia.

-- DoenDoenççaa maismais comumcomum relacionadarelacionada aa estaesta disartriadisartria éé aa doendoenççaa dede Parkinson.Parkinson. AlteraAlteraççãoão nosnos gângliosgânglios dada basebase (( planejamentoplanejamento dodo movimento,movimento, diminuidiminuiççãoão dede Dopamina)Dopamina)

DisartriaDisartria HipercinHipercinééticatica

-- VozVoz ááspera.spera.

--

--

DistorDistorççãoão nana articulaarticulaççãoão dada vogais.vogais.

InterrupInterrupççãoão articulatarticulatóóriaria irregular.irregular.

-- AlteraAlteraççõesões prosprosóódicasdicas

--

FreqFreqüüentesentes emem casoscasos dede CorCorééiaia ee Distonia.Distonia. LesãoLesão dodo sistemasistema extrapiramidal,extrapiramidal, principalmenteprincipalmente emem gângliosgânglios dada basebase (Cor(Corééiaia apresentaapresenta excessoexcesso dede Dopamina).Dopamina).

emem gângliosgânglios dada basebase (Cor(Cor ééiaia apresentaapresenta excessoexcesso dede Dopamina).Dopamina).

Profª Viviane Marques

GÂNGLIOS DA BASE

Profª Viviane Marques GÂNGLIOS DA BASE

DisartriaDisartria AtAtááxicaxica

-- VozVoz ááspera.spera.

-- MonoalturaMonoaltura ee monointensidademonointensidade

-- ImprecisãoImprecisão articulatarticulatóóriaria (velocidade(velocidade dede falafala lentificadalentificada,, tremortremor dede lláábiosbios ee llííngua)ngua)

-- VariaVariaççãoão nana prosprosóódia.dia.

-- AssociadoAssociado aa lesõeslesões cerebelarescerebelares ouou dede viasvias queque conectamconectam oo cerebelocerebelo aoao SNC.SNC. P.SP.S LembraLembra aa falafala dede umum bêbado.bêbado.

DisartriaDisartria MistaMista

--

--

--

SeSe caracterizacaracteriza porpor apresentarapresentar alteraalteraççõesões dede diversosdiversos tipostipos dede diartriadiartria nono mesmomesmo quadro.quadro.

ELAELA (( disartriadisartria flfláácidacida ++ espespáásticastica))

EscleroseEsclerose mmúúltiplaltipla (disartria(disartria espespáásticastica ++ atatááxicaxica))

DoenDoenççaa dede WilsonWilson (disartria(disartria espespáásticastica ++ atatááxicaxica +hipocin+hipocinéética)tica) TCETCE

--

--

(disartria(disartria espesp áásticastica ++ atatááxicaxica +hipocin+hipocin éé tica)tica) TCETCE - - - -

AvaliaAvaliaççãoão ee TerapiaTerapia dasdas DisartriasDisartrias

1)1)

2)2)

3)3)

4)4)

5)5)

RespiraRespiraççãoão -- TempoTempo mmááximoximo dede fonafonaçção,ão, relarelaççãoão ““ss”” ee ““zz””,, expiraexpiraçção.ão. FonaFonaççãoão -- QualidadeQualidade vocal,vocal, freqfreqüüência,ência, intensidade,intensidade, estabilidadeestabilidade dada emissão.emissão. RessonânciaRessonância -- MobilidadeMobilidade velofarvelofarííngeangea,, impressãoimpressão acacúústica.stica. ArticulaArticulaççãoão –– MobibilidadeMobibilidade dada faceface ee intengibilidadeintengibilidade durantedurante aa fala,fala, produproduççãoão fonêmica.fonêmica. ProsProsóódiadia –– ModulaModulaçção,ão, velocidade,velocidade, alturaaltura ee intensidadeintensidade dada fala.fala.

–– ModulaModula çç ão,ão, velocidade,velocidade, alturaaltura ee intensidadeintensidade dada fala.fala.

DispraxiasDispraxias ouou apraxiasapraxias

AsAs alteraalteraççõesões estãoestão relacionadasrelacionadas comcom aa produproduççãoão dada fala,fala, sãosão caractercaracteríísticassticas comunscomuns erroserros dede articulaarticulaçção,ão, repetirepetiççãoão fonêmica,fonêmica, alteraalteraççõesões seqseqüüencias,encias, omissões,omissões, adiadiçções,ões, substituisubstituiçções.ões. TerapiaTerapia ::

substituisubstitui çç ões.ões. TerapiaTerapia :: 1 ) 1 ) CompensaCompensa ççãoão ––

1)1)

CompensaCompensaççãoão –– utilizarutilizar osos recursosrecursos dada falafala dodo pacientepaciente AtividadesAtividades planejadasplanejadas 3)3) MonitoramentoMonitoramento IntervenIntervenççãoão precoceprecoce MotivaMotivaççãoão

5)5)

4)4)

2)2)

AfasiasAfasias AtuaAtuaççãoão dodo FonoaudiFonoaudióólogologo

AfasiaAfasia éé umauma alteraalteraççãoão dede comunicacomunicaççãoão adquiridaadquirida porpor lesãolesão neurolneurolóógicagica (AVE)(AVE) ee nãonão ddééficitsficits sensoriais,sensoriais, intelectuaisintelectuais ouou psiquipsiquiáátricos.tricos. AA abordagemabordagem maismais difundidadifundida éé aa multidimensional,multidimensional, fundamentadafundamentada nasnas correlacorrelaççõesões entreentre oo ddééficitficit estruturalestrutural ee aa manifestamanifestaççãoão afafáásica,sica, conformeconforme correlacorrelaççãoão anotomoclanotomoclíínicanica,, emem queque osos quadrosquadros sãosão classificadosclassificados emem Broca,Broca, WernickeWernicke,, ConduConduççãoão ee TranscorticaisTranscorticais motormotor ee sensorial,sensorial, dede acordoacordo comcom osos parâmetrosparâmetros dada linguagemlinguagem oraloral (fluência,(fluência, compreensãocompreensão ee repetirepetiçção).ão).

dada linguagemlinguagem oraloral (fluência,(fluência, compreensãocompreensão ee repetirepetiçç ão).ão).
BOM ESTUDO! Obri gada pela atenção! fono @v ivianemarques.com.br ww w.v ivianemarques.com.br -Alterações de Fala:
BOM ESTUDO! Obri gada pela atenção! fono @v ivianemarques.com.br ww w.v ivianemarques.com.br -Alterações de Fala:
BOM ESTUDO! Obri gada pela atenção! fono @v ivianemarques.com.br ww w.v ivianemarques.com.br -Alterações de Fala:

BOM ESTUDO!

Obrigada pela atenção!

BOM ESTUDO! Obri gada pela atenção! fono @v ivianemarques.com.br ww w.v ivianemarques.com.br -Alterações de Fala:

fono@vivianemarques.com.br

www.vivianemarques.com.br

-Alterações de Fala: Disartrias e Dispraxias

-Afasias: Visão Multidimensional da Atuação do Fonoaudiólogo

-Terapia de Afásicos: Desafios do Novo Século

Bibliografia indicada:

FERREIRA L.P.; BEFI-LOPES; D.M.; LIMONGI, S.C.O. Tratado de fonoaudiologia. São Paulo: Roca, 2004.

MURDOCH, B.E. Desenvolvimento da fala e distúrbios da linguagem, Editora Revinter 1997.

PACIÊNCIA E BONDADE Sempre se lembre daqueles que te serviram. Numa época em que um sorvete custava muito menos do que hoje, um menino de 10 anos entrou na lanchonete de um hotel e sentou-se a uma mesa. Uma garçonete colocou um copo de água na frente dele. - "Quanto custa um sundae?" ele perguntou. - "50 centavos" - respondeu a garçonete. O menino puxou as moedas do bolso e começou a contá-las. - "Bem, quanto custa o sorvete simples?" ele perguntou. A essa altura,mais pessoas estavam esperando por uma mesa e a garçonete perdendo a paciência. - "35 centavos" - respondeu ela, de maneira brusca. O menino, mais uma vez, contou as moedas e disse:

- "Eu vou querer, então, o sorvete simples". A garçonete trouxe o sorvete simples, a conta, colocou na mesa e saiu. O menino acabou o sorvete, pagou a conta no caixa e saiu. Quando a garçonete voltou, ela começou a chorar a medida que ia limpando a mesa pois ali, do lado do prato, tinham 15 centavos em moedas - ou seja, o menino não pediu o sundae porque ele queria que sobrasse a gorjeta da garçonete.