Sie sind auf Seite 1von 48

PORTUGUÊS PARA CONSULTOR DO SENADO FEDERAL EXERCÍCIOS COMENTADOS PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA

Olá! Hoje nossa aula é sobre sintaxe de concordância. Essa expressão pomposa nada mais significa do que a relação estabelecida, como regra geral, entre o verbo da oração e o sujeito dela; entre o artigo, o adjetivo, o numeral adjetivo, o pronome adjetivo e o substantivo a que se referem. O primeiro tipo de relação é mais conhecido nos manuais de gramática e nas salas de aula como concordância verbal; o segundo, como concordância nominal. Existem muitas regras específicas, detalhes, exceções envolvendo esse assunto. Aqui, tentarei abordar um número suficiente de casos. Começarei pelos casos de concordância verbal. Vamos a eles!

1.

(FGV/SERC-MS/ANALISTA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO/2006) “O que você quer?”

Passando-se o período acima para a forma de tratamento vós e para o futuro do pretérito do indicativo, obtém-se:

(A)

O que vós quererias?

(B)

O que vós quiserdes?

(C) O que vós queríeis?

(D)

O que vós quereríeis?

(E)

O que vós querereis?

Comentário – Vamos ver como se conjuga o verbo querer no futuro do

pretérito

nós

quereríamos, vós quereríeis, eles quereriam.

Alternativa A: segunda pessoa do singular do futuro do

pretérito

nós

quereríamos, vós quereríeis, eles quereriam.

do

indicativo:

eu

quereria,

tu

quererias,

ele

quereria,

do

indicativo:

eu

quereria,

tu

quererias,

ele

quereria,

PORTUGUÊS PARA CONSULTOR DO SENADO FEDERAL EXERCÍCIOS COMENTADOS PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA

Alternativa

B:

segunda

pessoa

do

plural

do

futuro

do

subjuntivo: (quando) eu quiser, tu quiseres, ele quiser, nós quisermos, vós quiserdes, eles quiserem. Alternativa C: segunda pessoa do plural do pretérito imperfeito do indicativo: eu queria, tu querias, ele queria, nós queríamos, vós queríeis, eles queriam.

Alternativa E: segunda pessoa do plural do futuro do presente do indicativo: eu quererei, tu quererás, ele quererá, nós quereremos, vós querereis, eles quererão. Resposta – D

2. (FGV/SENADO FEDERAL/TÉCNICO LEGISLATIVO – POLÍCIA

cédula com Machado deixa de circular por valer

LEGISLATIVA/2008) “

a

menos de um centavo de dólar.”

Assinale a alternativa em que, passando-se o trecho acima para o plural, manteve-se adequação à norma culta.

(A)

as

cédulas com Machados deixam de circularem por valerem menos de

centavos de dólares.

(B)

as

cédulas com Machado deixam de circularem por valer menos de

centavos de dólar.

(C)

as

cédulas com Machados deixam de circular por valerem menos de

centavos de dólares.

(D)

as

cédulas com Machado deixam de circularem por valerem menos de

centavos de dólar.

(E)

as

cédulas com Machado deixam de circular por valerem menos de

centavos de dólar.

Comentário – Havendo uma

flexão de número e pessoa para erradas as alternativas A, B e D.

de número e pessoa para erradas as alternativas A, B e D. locução verbal, cabe somente

locução verbal, cabe somente ao

as alternativas A, B e D. locução verbal, cabe somente ao verbo auxiliar a concordar com

verbo auxiliar a

A, B e D. locução verbal, cabe somente ao verbo auxiliar a concordar com o sujeito.

concordar com o sujeito. Portanto, estão

PORTUGUÊS PARA CONSULTOR DO SENADO FEDERAL EXERCÍCIOS COMENTADOS PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA

As locuções “com Machado” e “de dólar” não se flexionam, pois os substantivos designam especificamente seres únicos: respectivamente, o ilustre Machado de Assis e a moeda americana. Com sintagmas formados de um núcleo seguido de uma locução adjetiva (“as cédulas com Machado”, “centavos de dólar”), apenas o núcleo é pluralizado (corte de tecido/cortes de tecido, tipo de carne/tipos de carne). Mas às vezes o substantivo pertencente à locução deve, por exigência de natureza semântica, ser pluralizado. É inadequado dizer, por exemplo, uma caixa de sapato, porque a caixa contém mais de um item. Diga, então, caixa de sapatos, caixa de fósforos, caixa de bombons, cesta de frutas, loja de brinquedos, talão de cheques Resposta – E

loja de brinquedos , talão de cheques Resposta – E 3. (FGV/TRE-PA/TÉCNICO JUDICIÁRIO/2011) Na charge, caso

3.

(FGV/TRE-PA/TÉCNICO JUDICIÁRIO/2011) Na charge, caso a professora tratasse o aluno por tu, sua fala seria, corretamente,

(A)

Escrevas na lousa a palavra Ética!

(B)

Escrevei na lousa a palavra Ética!

(C)

Escreveis na lousa a palavra Ética!

(D)

Escrevais na lousa a palavra Ética!

(E)

Escreve na lousa a palavra Ética!

Comentário – O verbo escrever foi flexionado na terceira pessoa do singular do imperativo afirmativo, pois a professora tratou o aluno por você. Caso ele

PORTUGUÊS PARA CONSULTOR DO SENADO FEDERAL EXERCÍCIOS COMENTADOS PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA

fosse tratado por tu (segunda pessoa do singular), a flexão correta seria escreve. Repare o esquema abaixo:

Presente do Indicativo Eu escrevo

Imperativo Afirmativo (não existe)

Tu escreves

Tu escreves
Tu escreves

(sem o “s”)

Escreve tuEscrevei vós

Escrevei vósEscreve tu

Ele escreve Nós escrevemos Vós escreveis Eles escrevem

(sem o “s”)

Escreva você Escrevamos nós

Escrevam vocês

Resposta – E

4.

(FGV/MEC/ADMINISTRADOR DE BANCO DE DADOS/2008) “A crise energética e a climática revelam os limites do ecossistema planetário.”

Assinale a alternativa em que, alterando-se o trecho acima, sem provocar mudança de sentido, manteve-se adequação à norma culta.

(A)

A crise energética e climática revelam os limites do ecossistema planetário.

(B)

As crises energética e climática revelam os limites do ecossistema planetário.

(C)

A crise energética e climática revela os limites do ecossistema planetário.

(D)

As crises energética e a climática revelam os limites do ecossistema planetário.

(E)

As crises energética e climática revela os limites do ecossistema planetário.

Comentário – Repare que, inicialmente, temos um caso de sujeito composto (“a crise energética” e “a [crise] climática”). O artigo definido “a”, que se repete, determina cada núcleo separadamente. A ideia, então, é a de que existem dois tipos de crise: energética e climática. Nossa resposta deve preservar o sentido e a correção gramatical.

PORTUGUÊS PARA CONSULTOR DO SENADO FEDERAL EXERCÍCIOS COMENTADOS PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA

Alternativa A: o artigo definido no singular indica que há somente uma crise, qualificada ao mesmo tempo pelos adjetivos “energética” e “climática”. Como o sujeito é simples e seu núcleo (“crise”) está no singular, o verbo deve se flexionar na terceira pessoa do singular: revela. Alternativa B: com o artigo e o núcleo no plural (“As crises”) seguidos dos adjetivos “energética” e “climática”, preserva-se a ideia inicial. A correção gramatical também é mantida com o verbo revelar flexionado na terceira pessoa do plural em concordância com o núcleo do sujeito: “crises”. Alternativa C: a adequação à norma gramatical foi mantida (o verbo concorda e número e pessoa com o núcleo do sujeito), mas a ideia inicial foi prejudicada: há somente uma crise. Alternativa D: para se manter a ideia inicial de existência de duas crises e também a correção gramatical, duas opções são possíveis:

1 – As crises energética e climática revelam

2 – A crise energética e a climática revelam

;

Alternativa E: a ideia inicial foi mantida, mas a correção gramatical foi transgredida com o verbo no singular (“revela”), em total falta de concordância com o núcleo “crises”. Resposta – B

5. (FGV/FNDE/ESPECIALISTA EM FINANCIAMENTO E EXECUÇÃO DE PROGRAMAS E PROJETOS EDUCACIONAIS/2007) Assinale a alternativa em que, alterando-se a forma verbal do trecho que não existem nós centrais, não se respeitou a norma culta.

(A)

que não há nós centrais

(B)

que não devem existir nós centrais

(C)

que não devem haver nós centrais

(D)

que não há de haver nós centrais

(E)

que não hão de existir nós centrais

PORTUGUÊS PARA CONSULTOR DO SENADO FEDERAL EXERCÍCIOS COMENTADOS PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA

Comentário – O examinador quer a construção sintaticamente errada.

Quando houver uma

que vai dizer ser o auxiliar será ou não flexionado. Em “devem haver” (letra C), o verbo principal (“haver”) foi usado com sentido de existir. Nesse caso, ele é impessoal e sua impessoalidade é transmitida ao seu auxiliar, que deve se flexionar obrigatoriamente na terceira pessoa do singular. Resposta – C

locução verbal,

pessoa do singular. Resposta – C locução verbal, fique de olho no verbo principal, pois é

fique de olho no verbo principal, pois é ele

6.

(FGV/SENADO

FEDERAL/TÉCNICO

LEGISLATIVO

ADMINISTRAÇÃO/2008) “ ”

transparência

outras

formas

de

garantir

a

Assinale a alternativa em que, alterando-se o trecho acima, manteve-se adequação à norma culta.

(A)

de existir outras formas de garantir a transparência

 

(B)

hão

de haver outras formas de garantir a transparência

(C)

devem

existir outras formas de garantir a transparência

 

(D)

devem

haver outras formas de garantir a transparência

 

(E)

podem

haver outras formas de garantir a transparência

Comentário – Alternativa A: errada. O verbo “existir” – o principal –, transfere sua pessoalidade para o seu auxiliar, que deve se flexionar na terceira pessoa do plural (hão) para concordar com “formas”, núcleo do sujeito.

Alternativa B: errada. Agora o verbo principal é o “haver”, impessoal com sentido de existir, o que deve manter o verbo auxiliar na terceira pessoa do singular (). Alternativa C: certa. O que deveria ter acontecido na alternativa A ocorreu aqui: a flexão do verbo auxiliar, por influência da pessoalidade do verbo principal (“existir”).

PORTUGUÊS PARA CONSULTOR DO SENADO FEDERAL EXERCÍCIOS COMENTADOS PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA

Alternativas D e E: erradas. Ocorreu o mesmo erro presente

na alternativa B. Resposta – C

7.

(FGV/SEFAZ-RJ/AUDITOR FISCAL DA RECEITA ESTADUAL/2011) No

Brasil, por exemplo, existem regras de criminal compliance

(L.81-82)

Assinale a alternativa em que a alteração do trecho acima tenha provocado INADEQUAÇÃO quanto à norma culta. Não leve em conta a alteração de sentido.

(A)

No Brasil, por exemplo, haverá regras de criminal compliance

(B)

No Brasil, por exemplo, deve haver regras de criminal compliance

(C)

No Brasil, por exemplo, há de existir regras de criminal compliance

(D)

No Brasil, por exemplo, devem existir regras de criminal compliance

(E)

No Brasil, por exemplo, poderão existir regras de criminal compliance

Comentário – Note como a FGV gosta de explorar a concordância envolvendo os verbos haver e existir. Em “há de existir regras” (letra C), o verbo principal é “existir”, ou seja, um verbo pessoal, que tem sujeito (“regras”), com o qual deve concordar em número e pessoa. A flexão necessária deverá ser indicada por meio do verbo auxiliar (haver). Portanto o trecho está errado e deve ser corrigido assim: hão de existir regras. Resposta – C

8.

(FGV/BADESC/TÉCNICO DE FOMENTO/2010) Na frase “Não resta dúvida de que esse tipo de pensamento aplaca muitas consciências”, a flexão do vocábulo dúvida no plural:

(A)

gera a obrigatoriedade de se flexionar mais um vocábulo apenas.

(B)

mantém a frase da mesma forma como se encontra redigida.

(C)

leva à flexão opcional de mais dois vocábulos.

PORTUGUÊS PARA CONSULTOR DO SENADO FEDERAL EXERCÍCIOS COMENTADOS PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA

(D)

implica a flexão nominal e verbal de três vocábulos obrigatoriamente.

(E)

obriga o emprego da primeira pessoa do plural na forma do verbo.

Comentário – O sujeito da forma verbal “resta” é o termo “dúvida”. Obrigatoriamente, a passagem desse sujeito para o plural (dúvidas) acarretaria a flexão do verbo na terceira pessoa do plural (restam). Como se verá abaixo, mais nenhuma modificação precisaria ser feita:

Não restam dúvidas de que esse tipo de pensamento aplaca muitas consciências

Resposta – A

9.

(FGV/SSP-RJ/OFICIAL DE CARTÓRIO/2008) “

a

maioria dos policiais

procure

”;

as gramáticas de língua portuguesa ensinam que com a

expressão “a maioria de” seguida de substantivo plural, a concordância se

faz predominantemente no singular (concordando com maioria), mas pode concordar no plural, em função do substantivo (Maria Helena de Moura Neves, Guia de uso do português, Editora Unesp, SP, 2003, p. 493).

Assim sendo, pode-se dizer da concordância verbal feita nessa frase do texto que ela:

(A)

assume a única forma possível de concordância verbal.

 

(B)

prefere uma das formas de concordância verbal possível.

(C)

apresenta uma forma errada de concordância verbal.

 

(D)

mostra preferência por uma concordância verbal menos utilizada.

(E)

indica a utilização de uma forma verbal de concordância não estudada nas gramáticas.

Comentário – A

predominante por ser a gramatical ou rígida, mas é licito concordar com a ideia de pluralidade sugerida pelo sujeito, evidenciando cada elemento

que compõe o conjunto:

(“maioria”) é a

concordância com o núcleo da expressão

a

maioria dos policiais procurem

PORTUGUÊS PARA CONSULTOR DO SENADO FEDERAL EXERCÍCIOS COMENTADOS PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA

Resposta – B

10. (FGV/SAD-AP/DELEGADO DE POLÍCIA CIVIL/2010) De acordo com as regras de concordância verbal do padrão escrito culto, assinale a alternativa incorreta.

(A)

A maioria dos brasileiros já viveram situações violentas no cotidiano.

(B)

Sem dúvida, devem haver formas de combater pacificamente a violência.

(C)

No artigo em análise, trata-se de questões referentes à origem histórica da violência.

(D)

Faz séculos que se verificam situações de opressão na sociedade brasileira.

(E)

Sempre existirão pessoas dispostas a resistir ao comodismo.

Comentário – Alternativa A: correta. Tanto está certa a

concordância com o

núcleo

do

sujeito

(“maioria”),

quanto

a

concordância

com

a

ideia

de

pluralidade

expressa pelo sujeito. A banca preferiu o segundo caso.

Alternativa B: incorreta. Na locução “devem haver”, a impessoalidade do verbo “haver”, o principal, reflete no verbo auxiliar, que deve flexionar-se na terceira pessoa do singular: deve. Alternativa C: correta. O pronome “se” é índice de indeterminação do sujeito. Nesse caso, o verbo concorda obrigatoriamente na terceira pessoa do singular. Alternativa D: correta. Usou-se o verbo fazer na indicação de tempo, o que o faz permanecer invariavelmente na terceira pessoa do singular. Já o verbo verificar, que foi usado na voz passiva sintética (note o pronome “se”), tem como núcleo do sujeito o substantivo plural “situações”, razão pela qual se flexionou na terceira pessoa do plural.

Alternativa E: correta. O verbo existir, que é pessoal, tem como núcleo do sujeito o substantivo plural “pessoas”, razão que o faz concordar obrigatoriamente na terceira pessoa do plural. Com respeito à concordância do

PORTUGUÊS PARA CONSULTOR DO SENADO FEDERAL EXERCÍCIOS COMENTADOS PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA

verbo “resistir”, adianto que ele também poderia se flexionar na terceira pessoa do plural (resistirem) para concordar com “pessoas”. A orientação é a seguinte:

– se o sujeito do infinitivo é igual ao do verbo da oração principal, a flexão daquele é facultativa. Exemplo:

[Reunir-nos-emos com eles] [para apresentar/apresentarmos os problemas da empresa]. – o sujeito comum das orações é nós. Mais à frente sistematizarei as orientações a respeito da flexão

do infinitivo. Resposta – B

11.

(FGV/CODESP/AUXILIAR OPERACIONAL PORTUÁRIO/2010)

(

)

Se essas restrições entrarem em vigor mundo afora, por volta de

20% das vendas externas brasileiras na configuração de hoje em termos

de destinos, volumes e preços seriam afetadas.(

)

Assinale a alternativa em que a alteração do sublinhado no trecho acima NÃO tenha sido feita em respeito às normas gramaticais

(A)

por volta de 12% das vendas seriam afetados

 

(B)

por volta de 1,2% das vendas seria afetado

(C) por volta de 0,2% das vendas seriam afetadas

(D)

por volta de 1,9% das vendas seriam afetados

(E)

por volta de 0,99% das vendas seria afetado

Comentário – A FGV considera correta a possibilidade de

numeral ou com a locução especificativa.

concordância com o

Alternativa A: certa. A concordância foi feita com o numeral, que está no gênero masculino (doze) e indica plural. Alternativa B: certa. A concordância foi feita com o numeral, cuja parte inteira (um) define a flexão de gênero e número.

PORTUGUÊS PARA CONSULTOR DO SENADO FEDERAL EXERCÍCIOS COMENTADOS PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA

Alternativa C: certa. A concordância agora é com vendas, núcleo da expressão que especifica o numeral. Alternativa D: errada. Optando-se pela concordância com o numeral (1,9%), a forma correta é seria afetado, por causa da parte inteira. Querendo-se concordar com o núcleo vendas, a flexão correta é seriam afetadas.

Alternativa E: certa. A concordância foi estabelecida com a parte inteira (zero), que transmite a ideia de masculino singular. Resposta – D

12. (FGV/SSP-RJ/INSPETOR DE POLÍCIA CIVIL/2008) “Estima-se que possam

ser expulsos da Europa 8 milhões de estrangeiros

Assinale a alternativa em que se tenha mantido a concordância adequada à norma culta ao se reescrever o trecho acima.

(A)

Estima-se que possa ser expulso da Europa dez por cento dos estrangeiros

(B)

Estima-se que possam ser expulsos da Europa milhares de pessoas

(C)

Estima-se que possam ser expulsos da Europa 1 milhão do grupo

(D)

Estima-se que possa ser expulso da Europa três quartos dos estrangeiros

(E)

Estima-se que possam ser expulsos da Europa 1,98% do grupo

Comentário – Em todas as alternativas o verbo “Estima-se” (voz passiva

sintética) está corretamente no singular porque

o sujeito dele apresentou-se

sob a forma de oração

(subordinada substantiva subjetiva).

Alternativa A: a expressão “dez por cento dos estrangeiros” não permite que os verbos fiquem no singular, pois o numeral “dez” e o substantivo “estrangeiros” transmitem a ideia de plural. Eis a correção:

possam ser expulsos

PORTUGUÊS PARA CONSULTOR DO SENADO FEDERAL EXERCÍCIOS COMENTADOS PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA

Alternativa B: está correta e merece sua total atenção.

Milhão,
Milhão,
B: está correta e merece sua total atenção. Milhão, bilhão e milhar são substantivos masculinos, por

bilhão e milhar são substantivos masculinos, por isso devem concordar no

masculino os artigos, numerais e pronomes que os precedem:

Os dois milhões de pessoas; uns três milhões de árvores, aqueles bilhões de criaturas.

Já o verbo no particípio e o adjetivo podem concordar no masculino ou no feminino com o substantivo feminino:

Dois milhões de sacas de soja estão ali armazenados (ou armazenadas). Os outros cinco milhões de moedas serão cunhados (ou cunhadas).

Portanto estaria igualmente correta a construção:

Estima-se que possam ser expulsas da Europa milhares de pessoas

Alternativa C: errada. Com

milhão, bilhão e trilhão

(no

singular),

possibilidade

de

plural

se

esses

substantivos

numéricos

estiverem

seguidos de substantivo no plural:

 

Um milhão de fiéis agruparam-se em procissão.

Alternativa D: errada: Na expressão “três quartos dos estrangeiros” o numerador indica plural e o substantivo “estrangeiros também”. Por isso a concordância adequada é: possam ser expulsos. Alternativa E: errada. Agora a indicação é somente de singular, quer seja a parte inteira (“1”) do numeral percentual, quer seja o substantivo especificativo dele (“grupo”). Por isso a concordância correta é:

possa ser expulso. Resposta – B

PORTUGUÊS PARA CONSULTOR DO SENADO FEDERAL EXERCÍCIOS COMENTADOS PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA

13.

(FGV/CAERN/AGENTE ADMINISTRATIVO/2010) Hoje, apenas 16% dos 192 milhões de brasileiros vivem na zona rural, de acordo com o IBGE.

Com base no conhecimento das regras de concordância, assinale a alternativa em que se manteve correção gramatical ao se alterar a estrutura acima.

(A)

Hoje, apenas 0,99% vivem na zona rural

(B)

Hoje, apenas 1,6 milhão vivem na zona rural

(C)

Hoje, apenas um quarto vivem na zona rural.

(D)

Hoje, apenas 1,6% vive na zona rural

(E)

Hoje, apenas dois terços vive na zona rural

Comentário – Alternativa A: errada. A concordância verbal deve ser feita com a parte inteira do numeral (zero), que indica singular. Alternativa B: errada. A concordância verbal deve ser feita com a parte inteira do numeral (um), que indica singular. Alternativa C: errada. A concordância verbal deve ser feita com o numerador da fração (um), que indica singular. Alternativa D: certa. É a confirmação da regra. Alternativa E: errada. A concordância verbal deve ser feita com o numerador da fração (dois), que indica plural. Resposta – D

14.

(FGV/TRE-PA/TÉCNICO JUDICIÁRIO/2011) Desse valor, R$ 265 milhões

são oriundos do Orçamento da União

(L.3-4)

Assinale a alternativa em que se tenha mantido correção gramatical ao se alterar o trecho acima.

(A)

Desse valor, R$ 1,9 milhões são oriundos do Orçamento da União

(B)

Desse valor, R$ 0,25 milhões são oriundos do Orçamento da União

(C)

Desse valor, R$ 1,3 milhões é oriundo do Orçamento da União

PORTUGUÊS PARA CONSULTOR DO SENADO FEDERAL EXERCÍCIOS COMENTADOS PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA

(D)

Desse valor, R$ 0,98 milhão são oriundos do Orçamento da União

(E)

Desse valor, R$ 1,25 milhão é oriundo do Orçamento da União

Comentário Milhão concorda com a parte inteira do numeral, portanto estão erradas as opções A, B e C. O verbo ser também deve concordar com a parte inteira do numeral, portanto a dúvida está desfeita: a letra D também está incorreta. Resposta – E

15.

(FGV/SERC-MS/AGENTE

TRIBUTÁRIO

ESTADUAL/2006)

No

trecho

o

primeiro namorado

ou

o

primeiro

marido

não

sabem ,

o

verbo foi

flexionado corretamente no plural, observando o caso de sujeito composto com núcleos ligados por OU.

Assinale a alternativa em que, no mesmo caso, a flexão do verbo não seria possível.

(A)

Esperávamos que ele ou o irmão viessem nos apanhar.

 

(B)

Umidade intensa ou ressecamento excessivo não nos fazem bem.

 

(C) João Carlos ou Pedro se casariam com Marta.

(D)

O jornal ou a revista podem apresentar detalhadamente a notícia.

(E)

Podem ser entregues o original do documento ou sua cópia.

Comentário – Somente em C a ideia é de clara exclusão. Somente um dos dois (João Carlos ou Pedro) poderiam se casar com Marta. Isso obriga o verbo a se manter no singular. Resposta – C

16. (FGV/SENADO FEDERAL/ANALISTA LEGISLATIVO – TRADUÇÃO E INTERPRETAÇÃO/2008) “Foram 20 meses de muito poder ”

Assinale a alternativa em que, alterando-se a forma grifada acima, não se manteve adequação à norma culta.

PORTUGUÊS PARA CONSULTOR DO SENADO FEDERAL EXERCÍCIOS COMENTADOS PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA

(A)

Há 20 meses de muito poder

(B)

Fazem 20 meses de muito poder

(C)

Havia 20 meses de muito poder

(D)

São 20 meses de muito poder

(E)

Completam 20 meses de muito poder

Comentário – Os verbos haver e fazer (alternativas A e C) são

impessoais nas

indicações de tempo

e ficam, invariavelmente, na terceira pessoa do singular.

O verbo fazer (alternativa B) também deve seguir a mesma orientação; como

isso não aconteceu, feriu-se a norma gramatical. O verbo ser (alternativa D),

embora impessoal, concordou com a expressão “20 meses”. O verbo completar

é pessoal, por isso deve se flexionar. Resposta – B

17. (FGV/SENADO FEDERAL/ANALISTA LEGISLATIVO – SUPERVISOR DE PROGRAMAÇÃO DE TV/2008) “No próximo ano, completam-se 20 anos da ”

queda do Muro de Berlim

Assinale a alternativa em que, alterando-se o trecho acima, não se manteve a adequação à norma culta.

(A)

No próximo ano, faz 20 anos da queda do Muro de Berlim

(B)

No próximo ano, comemoram-se 20 anos da queda do Muro de Berlim

(C)

No próximo ano, serão 20 anos da queda do Muro de Berlim

(D)

No próximo ano, completar-se-ão 20 anos da queda do Muro de Berlim

(E)

No próximo ano, farão 20 anos da queda do Muro de Berlim

Comentário – O que achou desta questão? Muito parecida com a anterior, não

é

mesmo? Pois então vamos direto ao erro. Em “farão 20 anos” (alternativa E),

o

verbo fazer é impessoal por estar indicando tempo decorrido e deve se

manter na terceira pessoa do singular, como na letra A. Resposta – E

PORTUGUÊS PARA CONSULTOR DO SENADO FEDERAL EXERCÍCIOS COMENTADOS PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA

Concordância Nominal

A partir de agora, trataremos da concordância nominal. Admito que não é fácil selecionar questões sobre esse assunto elaboradas recentemente pela FGV. Ao que parece, essa banca examinadora privilegia os casos de concordância verbal. Por isso o alcance aqui será menor. O intuito não é derramar sobre você uma avalanche de informações “desnecessárias”, mas sim orientá-lo quanto aos prováveis questionamentos sobre concordância nominal feitos Pela FGV.

18. (FGV/SEFAZ-RJ/FISCAL DE RENDAS/2008)

mostram que um terço dos

pagamentos realizados por intermédio de instituições financeiras foi tributado apenas por aquela contribuição ”

Assinale a alternativa em que, ao se alterar o termo “um terço”, não se tenha mantido a concordância em conformidade com a norma culta. Desconsidere a possibilidade de concordância atrativa.

(A)

mostram que 0,27% dos pagamentos realizados por intermédio de instituições financeiras foi tributado apenas por aquela contribuição.

(B)

mostram que menos de 2% dos pagamentos realizados por intermédio de instituições financeiras foram tributados apenas por aquela contribuição.

(C)

mostram que grande parte dos pagamentos realizados por intermédio de instituições financeiras foi tributado apenas por aquela contribuição.

(D)

mostram que três quartos dos pagamentos realizados por intermédio de instituições financeiras foram tributados apenas por aquela contribuição.

(E)

mostram que 1,6 milhão dos pagamentos realizados por intermédio de instituições financeiras foi tributado apenas por aquela contribuição.

Comentário – A questão mistura concordância verbal com concordância nominal. Com relação à concordância verbal, os casos surgidos aqui já são conhecidos por você, por isso serei breve ao comentá-los. Só um alerta: ao

PORTUGUÊS PARA CONSULTOR DO SENADO FEDERAL EXERCÍCIOS COMENTADOS PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA

dizer para desconsiderar os casos de concordância atrativa, o examinador proibiu-nos de levar em conta as locuções especificativas das expressões partitivas, das porcentagens e dos numerais decimais. Alternativa A: certa. “foi tributado” concorda com a parte inteira do numeral (zero), que indica singular e masculino, em harmonia com o gênero do substantivo “pagamentos”. Alternativa B: certa. “foram tributados” concorda com o numeral indicativo da porcentagem (dois), que indica plural e masculino, em harmonia com o gênero do substantivo “pagamentos”. Alternativa D: certa. “foram tributados” concorda com o numerador (três) da fração, que indica plural e masculino, em harmonia com o gênero do substantivo “pagamentos”. Alternativa E: certa. “foi tributado” concorda com a parte inteira do numeral (um), que indica singular e masculino, em harmonia com o gênero do substantivo “pagamentos”. Alternativa C: errada. Por ser uma das formas nominais do

verbo e poder se comportar como um adjetivo,

os verbos no particípio

flexionam-se em gênero e número para concordar com o substantivo a que

se referem. É possível os verbos no particípio surgirem acompanhados de

possível os verbos no particípio surgirem acompanhados de outros verbos (auxiliares), formando com eles uma locução

outros verbos (auxiliares), formando com eles uma locução verbal. Nesses casos, os verbos auxiliares (ser, estar, haver, ter, ficar) flexionam-se em pessoa, número, tempo e modo. Exemplos:

Fica autorizado as visitas diurnas às praias desta região. (inadequado) Ficam autorizadas as visitas diurnas às praias desta região. (adequado)

sujeito: as visitas diurnas

núcleo do sujeito: visitas

visitas: substantivo feminina plural

Foram corrigidos o valor das moedas locais. (inadequado) Foi corrigido o valor das moedas locais (adequado)

PORTUGUÊS PARA CONSULTOR DO SENADO FEDERAL EXERCÍCIOS COMENTADOS PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA

sujeito: o valor das moedas locais

núcleo do sujeito: valor

valor: substantivo masculino singular

Sendo assim, o particípio do verbo tributar deve concordar no feminino com a expressão “grande parte”: foi tributada. Resposta – C

19. (FGV/FNDE/ESPECIALISTA EM FINANCIAMENTO E EXECUÇÃO DE PROGRAMAS E PROJETOS EDUCACIONAIS/2007) Assinale a alternativa em que a alteração do trecho os quase 6 bilhões de seres humanos esteja em consonância com a norma culta.

(A)

os quase 6 milhões de pessoas

(B)

as quase 6 milhares de pessoas

(C)

os quase 6 mil pessoas

(D)

as quase 6 bilhões de pessoas

(E)

os quase 6 centenas de pessoas

Resposta – A Comentário

devem concordar no masculino os artigos, numerais e pronomes que os precedem:

substantivos masculinos, por isso

pronomes que os precedem: substantivos masculinos, por isso Milhão , bilhão e milhar são Os dois

Milhão, bilhão e milhar são

masculinos, por isso Milhão , bilhão e milhar são Os dois milhões de pessoas; uns três

Os dois milhões de pessoas; uns três milhões de árvores, aqueles bilhões de criaturas.

Conclui-se que a letra A está certa e as letras B e D estão

erradas.

Alternativa C: errada. O artigo concorda com o substantivo “pessoas”, devendo flexionar-se no feminino plural: as. Alternativa E: errada. O artigo concorda com o núcleo da expressão (“centenas”), ficando no feminino plural: as.

PORTUGUÊS PARA CONSULTOR DO SENADO FEDERAL EXERCÍCIOS COMENTADOS PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA

20.

(FGV/POTIGÁS/TÉCNICO EM CONTABILIDADE/2006)

Não encontrou acolhida a hipótese de conservar tudo como estava, pelo recurso de batizar de "planetas clássicos" os nove planetas tradicionais e fechar as portas da família aos intrusos.( )

(

)

No trecho acima, a palavra acolhida foi flexionada corretamente, para concordar com o termo a que se refere (hipótese).

Assinale a alternativa em que a concordância não se fez segundo a norma culta.

(A)

A moça disse: "Obrigada."

(B)

Ele pediu emprestado dez reais.

(C)

Eles são tais qual o pai.

(D)

Eram motivos o mais interessantes possível.

(E)

Ela ficou meio atormentada com a notícia.

Comentário – Alternativa A: certa.

Mesmo, próprio, leso, incluso, obrigado,

quite
quite

concordam com o substantivo a que se referem. Ele MESMO falou. Elas MESMAS falaram. Eles PRÓPRIOS falaram. Ela PRÓPRIA falou. Foi um crime de LESA-pátria. Ela praticou um crime de LESO-patriotismo. Seguem INCLUSOS os documentos. Segue INCLUSA a cópia. Muito OBRIGADO falou José. Muito OBRIGADA falou Maria. José está QUITE. Nós estamos QUITES.

Alternativa B: errada. O adjetivo “emprestado” funciona como

predicativo do objeto

“dez reais”. Nessa função e

antecipado,

pode concordar

PORTUGUÊS PARA CONSULTOR DO SENADO FEDERAL EXERCÍCIOS COMENTADOS PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA

gramaticalmente com todos os núcleos ou atrativamente com o mais próximo.

No nosso caso, o núcleo é um só: “reais”, que leva o adjetivo para o plural:

emprestados.

Alternativa C: certa.

adjetivo para o plural: emprestados . Alternativa C: certa. Tal qual significa exatamente igual , sem

Tal qual significa exatamente igual, sem

a ela; a

a ela. Então as possíveis

diferença. A primeira palavra

segunda

concordâncias são:

(tal) concorda com o elemento anterior

(qual) concorda com o elemento posterior

Eles são tais quais os pais. Eles são tais qual o pai. Ele é tal quais os pais. Ele é tal qual o pai.

concordâncias:

é tal quais os pais. Ele é tal qual o pai. concordâncias: Alternativa D: certa. O

Alternativa D: certa. O adjetivo possível pode ter as seguintes

a) se estiver

precedido de o/a mais, o/a menos, o/a maior,

o/a menor, o/a

melhor, o/a pior, quanto

, o adjetivo ficará invariável,

concordando com o artigo. Ex.: Cadernos o mais limpos POSSÍVEL.

b) se, no entanto, os

artigos
artigos

estiverem

limpos POSSÍVEL. b) se, no entanto, os artigos estiverem no plural, o adjetivo ficará no plural.

no plural, o adjetivo

ficará no plural. Ex.: Cadernos os menos limpos POSSÍVEIS.

Alternativa E: certa.

Meio = metade = numeral = variável.

Ex.: Ele comeu MEIA maçã. MEIA classe terá que permanecer após MEIO-dia e MEIA.

Meio

=

mias

ou menos, parcialmente

=

advérbio =

invariável.

Ela estava MEIO doente. A porta estava MEIO aberta.

Resposta –B

PORTUGUÊS PARA CONSULTOR DO SENADO FEDERAL EXERCÍCIOS COMENTADOS PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA

21. (FGV/POTIGÁS/ADMINISTRADOR JÚNIOR/2006) “Permanente é o país e suas escolhas”.

Embora a palavra permanente se refira a país e suas escolhas, a concordância se fez corretamente com o mais próximo.

Assinale a alternativa em que tenha havido inadequação à norma culta da língua no que tange às regras de concordância.

(A)

As alegrias da casa era ele.

(B)

Compramos caras blusas e sapatos.

(C)

Ele pediu emprestado os livros com as anotações.

(D)

Cheguei eu e ele para a festa.

(E)

Marcamos ao meio-dia e meia.

Resposta – C Comentário – Alternativa A: certa. O verbo ser deixou de concordar com o

sujeito para concordar com o predicativo, pois o pronome pessoal (“ele”) tem precedência sobre o nome (“alegrias”).

quando indica uma

circunstância do processo verbal (A ignorância custa caro.). Nesse caso, fica

Alternativa B: certa.

Caro
Caro

é

advérbio

). Nesse caso, fica Alternativa B: certa. Caro é advérbio invariável. Mas também pode ser adjetivo.

invariável. Mas também pode ser

certa. Caro é advérbio invariável. Mas também pode ser adjetivo. Nesse caso, exprime um atributo do

adjetivo. Nesse caso, exprime um atributo do

substantivo (A gasolina está cara!). Na frase “Compramos caras blusas e

sapatos.”, “caros” é adjetivo e “blusas”.

Alternativa C: errada. O adjetivo “emprestado” funciona como

predicativo do objeto “livros com as anotações”.

pode concordar gramaticalmente com todos os núcleos ou atrativamente com o mais próximo. No nosso caso, o núcleo é um só: “livros”, que leva o adjetivo para o plural: emprestados. Alternativa D: certa. O verbo veio antecipado aos núcleos do sujeito (“eu” e “ele”), situação que lhe permite concordar com o mais próximo (“eu”). Isso justifica a flexão do verbo chegar na primeira pessoa do singular.

concorda atrativamente com o substantivo

Nessa função e antecipado,

PORTUGUÊS PARA CONSULTOR DO SENADO FEDERAL EXERCÍCIOS COMENTADOS PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA

Alternativa E: certa.

Meio
Meio

é

advérbio

quando se equivale a

mais ou menos, parcialmente (A porta está meio aberta.). Nesse caso, refere-

se a adjetivo e é

maçã. Meia porção é suficiente.),

para concordar com o substantivo ao qual se refere. A frase “Marcamos ao meio-dia e meia.” é um bom exemplo: “meio-dia” é metade do dia e “meia” significa meia hora (=metade da hora).

quando significa metade (Comi meia

invariável. É

). quando significa metade ( Comi meia invariável. É numeral podendo flexionar-se em gênero e número

numeral

podendo flexionar-se em gênero e número

22. (FGV/PREFEITURA DE ANGRA DOS REIS/FISCAL DE TRIBUTOS/2010) Esses raios infravermelhos acabam absorvidos pelos gases liberados principalmente pelos combustíveis fósseis (metano, gás carbônico, óxido nitroso e outros), que deixaram de ser removidos da atmosfera por causa do desmatamento e da produção excessiva.

No período acima, foi feita a concordância nominal correta com a palavra infravermelho. Assinale a alternativa em que NÃO se tenha obedecido às regras de concordância nominal.

(A)

Buscou proteção contra raios ultravioleta.

(B)

Compraremos camisas cinza

(C)

Usaremos nossos uniformes azul-claros

(D)

Gostamos de carros vermelhos-sangue

(E)

Não sabemos onde foram parar as folhas rosa

Resposta – D Comentário – Alternativa A: certa. A palavra ultravioleta é invariável.

Alternativa B: certa. Está subentendida a expressão que torna o substantivo invariável.

cor de
cor de

, o

Alternativa C: certa. Sendo o composto formado por

adjetivo, somente o segundo varia.

adjetivo +

Alternativa D: errada. A

o segundo varia. adjetivo + Alternativa D: errada. A cor agora é formada por adjetivo +

cor agora é formada por

adjetivo +

substantivo, o que torna o composto

invariável: carros vermelho-sangue.

PORTUGUÊS PARA CONSULTOR DO SENADO FEDERAL EXERCÍCIOS COMENTADOS PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA

cor de
cor de

Alternativa E: certa. Está subentendida novamente a expressão , o que torna invariável o substantivo rosa.

23. (FCC/DNOCS/AGENTE ADMINISTRATIVO/2010) A concordância verbal e nominal está inteiramente correta na frase:

(A)

Chegou ao fim as campanhas voltadas para a reciclagem de materiais nas cidades escolhidas no projeto-piloto.

(B)

A conscientização dos moradores daquela área contaminada pelos resíduos tóxicos acabaram surtindo bons resultados.

(C)

Muitos consumidores se mostram engajados na luta pela sustentabilidade e traduzem seu compromisso em tudo aquilo que compram.

(D)

Atitudes firmes e claras voltadas para a sustentabilidade na exploração dos recursos da natureza deve trazer lucros promissores para as empresas.

(E)

Deveria ser divulgado claramente os princípios que norteiam as atividades empresariais, como diretriz para orientar os consumidores

Comentário – Alternativa A: item errado. Pergunte-se o que chegou ao fim.

Resposta: “As campanhas

chegar, que deve ir para o plural em concordância com ele: “CHEGARAM ao fim as CAMPANHAS Alternativa B: item errado. É comum tentarem distanciar o verdadeiro núcleo do sujeito do verbo correspondente. Repare: “A CONSCIENTIZAÇÃO dos moradores daquela área contaminada pelos resíduos tóxicos ACABARAM surtindo bons resultados”. Assim não é possível! O verbo acabar precisa se manter na terceira pessoa do singular: acabou. Observe que o examinador tratou de colocar ao lado do verbo uma expressão também

no plural (“resíduos tóxicos”). Fique atento! Alternativa C: item certo. Está perfeita a concordância entre verbo e o núcleo do sujeito. Repare: “Muitos CONSUMIDORES se MOSTRAM

”.

Pronto! Está identificado o sujeito do verbo

PORTUGUÊS PARA CONSULTOR DO SENADO FEDERAL EXERCÍCIOS COMENTADOS PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA

engajados na luta pela sustentabilidade e TRADUZEM seu compromisso em tudo aquilo que COMPRAM”. Alternativa D: item errado. Fique de olho na locução verbal “deve trazer”. Pergunte-se agora o que deve trazer lucros promissores para as empresas. Eis a resposta: “Atitudes firmes e claras voltadas para a sustentabilidade na exploração dos recursos da natureza”. Está aí o sujeito, cujo núcleo é o termo plural “Atitudes”. Logo o verbo auxiliar da locução apontada deve flexionar-se na terceira pessoa do plural: devem. Chamo a sua atenção para a concordância nominal entre o substantivo “Atitudes” (feminino plural) e o adjetivo-particípio “voltadas”. Por ser uma das formas nominais do verbo e poder se comportar como um adjetivo, o particípio flexiona-se em gênero e número para concordar com o substantivo a que se refere. É possível os verbos no particípio surgirem acompanhados de outros verbos (auxiliares), formando com eles uma locução verbal. Nesses casos, os verbos auxiliares (ser, estar, haver, ter, ficar) flexionam-se em pessoa, número, tempo e modo. Observe: Ficam autorizadas as visitas diurnas às praias desta região. (adequado) Alternativa E: Depois do que já foi explicado, não é difícil perceber que a concordância correta deve ser assim indicada: “DEVERIAM ser DIVULGADOS claramente os PRINCÍPIOS Resposta – C

24. (FCC/TRT 4ª REGIÃO (RS)/TÉCNICO JUDICIÁRIO/2011) Quanto às normas de concordância verbal e nominal, está inteiramente correta a frase:

(A)

Diante daqueles que se sentem inteiramente seguro de si, nosso traço de tímidos parecem-nos ainda mais constrangedores.

(B)

Todas as vendas de veículos que se faz nas concessionárias costumam ser acompanhados de uma proposta de seguro.

PORTUGUÊS PARA CONSULTOR DO SENADO FEDERAL EXERCÍCIOS COMENTADOS PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA

(C)

Diante das rígidas normas de segurança a que devem ficar sujeito todos os cidadãos, ergue-se as reações mais indignadas.

(D)

Ainda que tomadas muitas providências na área da segurança, permanece a sensação de desconfiança, que a todos assalta.

(E)

Certos de que estão fazendo o melhor que podem, as autoridades tem se empenhado muito na área da segurança.

Comentário – Alternativa A: errada. O adjetivo seguro precisa ser flexionado no plural (seguros), pois faz referência ao pronome demonstrativo aqueles (daqueles). O verbo parecem deve ser flexionado no singular (parece), pois concorda com o termo traço, no singular. O adjetivo constrangedores, no plural, está errado. Sua concordância é com o substantivo traço. Alternativa B: errada. Aqui também foi explorada a concordância entre o sujeito e o verbo na voz passiva. A forma se faz (passiva sintética = VTD + SE) deve ser reescrita corretamente no plural: se fazem, pois a concordância leva em conta o termo Todas as vendas de veículos. Na dúvida, sempre raciocine com a voz passiva analítica: Todas as vendas de

Existe também um problema com respeito à

veículos que são feitas

concordância nominal. O particípio acompanhados, por concordar com o substantivo feminino vendas, deve se flexionar no mesmo gênero:

acompanhadas.

Alternativa C: errada. Sujeito deve concordar com cidadãos, por isso precisa assumir a forma plural: sujeitos. Novamente temos um caso de concordância verbal envolvendo verbo na voz passiva sintética (VTD + SE):

ergue-se as reações. Como o sujeito está no plural, no plural também deve ficar o verbo: erguem-se as reações. Alternativa E: errada. O sujeito da forma verbal tem é o termo as autoridades, no plural. Então, faltou o acento circunflexo diferencial para indicar a terceira pessoa do plural: têm. Atenção: o novo Acordo Ortográfico não aboliu este acento. Resposta – D

PORTUGUÊS PARA CONSULTOR DO SENADO FEDERAL EXERCÍCIOS COMENTADOS PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA

25. (FCC/TRE-AM/TÉCNICO JUDICIÁRIO/2010) A frase em que a concordância está em total conformidade com o padrão culto escrito é:

(A)

Tintas e pincéis novos estavam sendo usados pela artista novata, ainda que os últimos não lhes pertencessem.

(B)

Debateram sobre a utilidade de vários acessórios e concluíram que muitos não eram, de fato, nada acessível.

(C)

O produto derramado atingiu muitas árvores, mas não as comprometeram de modo irreversível.

(D)

As mais vultosas doações para o programa de emergência já haviam sido feitas, por isso as expectativas de que a arrecadação fosse muito mais alta não tinha fundamento.

(E)

São muitos os aspectos do documento que merecem detida análise do advogado, mas tudo indica que não haverá alterações significativas.

Comentário – Alternativa A: item errado. No segmento “ainda que os últimos não lhes pertencessem”, o pronome “lhes” retoma “artista novata”, no SINGULAR. Substitua, pois, o “lhes” por lhe. Alternativa B: o adjetivo “acessível” refere-se ao substantivo “acessórios”, no plural, e com ele deve concordar em número: acessíveis. Alternativa C: o sujeito da forma verbal “comprometeram” é o termo “O produto derramado” (= ele), cujo núcleo é o substantivo singular “produto”. Isso deve fazer com que o verbo seja flexionado na terceira pessoa do singular: comprometeu. Alternativa D: o que não tinha fundamento? “As expectativas”. Logo, o verbo deve também ser flexionado no plural: tinham. Resposta – E

26. (FCC/TRE-AM/TÉCNICO

JUDICIÁRIO/2010)

A

concordância

verbal

nominal está inteiramente correta na frase:

e

PORTUGUÊS PARA CONSULTOR DO SENADO FEDERAL EXERCÍCIOS COMENTADOS PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA

(A)

Os caboclos da região, que vivem na floresta e dela retiram seu sustento, sabem que é importante res- peitar todas as formas de vida que nela se encontram.

(B)

Existe, na mitologia de vários povos, duendes com diversos poderes mágicos que encarna, sobretudo, o espírito da floresta.

(C)

É sempre relatado às crianças indígenas os feitos valorosos de ilustres guerreiros, como forma de manter as tradições da tribo.

(D)

O repositório de lendas brasileiras de origem indígena variam muito, mas mostram, particularmente, uma explicação para os fenômenos da natureza.

(E)

Quando se tratam de questões de sobrevivência na mata fechada, é necessário a presença de guias habituados às dificuldades da região.

Comentário – Alternativa B: item errado. O verbo existir é pessoal, possui

Além disso, o

sujeito sintático do verbo encarnar é o pronome relativo “que”, o qual obriga o

verbo a concordar com o sujeito semântico: “

Alternativa C: item errado. Já se perguntou o que é sempre relatado às crianças? A resposta é o sujeito do verbo: “os FEITOS valorosos de ilustres guerreiros”. O núcleo no plural leva o verbo ser a se flexionar no

plural: SÃO. O particípio deve concordar em gênero e número com o substantivo ao qual se refere: RELATADOS. Alternativa D: item errado. Eis a correção: “O REPOSITÓRIO de lendas brasileiras de origem indígena VARIA muito, mas MOSTRA, particularmente, uma explicação para os fenômenos da natureza. Alternativa E: item errado. O verbo tratar-se é transitivo indireto. Com o pronome “se” (VTI + SE) ele forma estrutura de voz ativa com

sujeito indeterminado. O verbo deve, pois, ficar na terceira pessoa do singular:

“Quando se trata

não deve haver concordância. Além disso, há um problema de concordância

O fato de o sujeito estar

sujeito com o qual deve concordar: “Existem [

]

duendes

”.

que

[= duendes] encarnam

”.

”.

O termo que lhe segue é seu objeto indireto, com o qual

é

necessário a presença

”.

nominal no trecho “

PORTUGUÊS PARA CONSULTOR DO SENADO FEDERAL EXERCÍCIOS COMENTADOS PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA

determinado pelo artigo feminino “a” faz com que o adjetivo se flexione no

mesmo gênero:

Resposta – A

é

necessária a presença

27. (FCC/TRT 7ª REGIÃO/TÉCNICO JUDICIÁRIO/2009) A concordância verbal e nominal está inteiramente correta na frase:

Alguns países optam por importar alimentos como forma de economizar água, que vem neles embutidos, já que a agricultura é que demandam enormes quantidades desse líquido.

Comentário – O quem vem embutido neles (nos alimentos)? Água. Portanto a concordância correta é “que vem neles embutida”. Eis o outro erro: “ a

AGRICULTURA é que DEMANDAM terceira pessoa do singular: demanda. Resposta – Item errado.

O verbo deve ser flexionado na

”.

28.

(FCC/TJ-AP/TITULAR DE SERVIÇOS DE NOTAS E DE REGISTROS/2011) As normas de concordância verbal e nominal estão inteiramente respeitadas na frase:

(A)

É inegável a influência de certos programas de televisão, especialmente no Brasil, mas parece necessário que se utilize esses recursos como forma de transmissão de teor educativo aos espectadores.

(B)

Aos meios de comunicação, principalmente no que se refere à televisão, o que importa são os índices de audiência medidos por pesquisas de opinião pública, que se traduzem em lucrativos investimentos de anunciantes.

(C)

Como veículo de alcance público que é, a televisão oferece meios de atingir enorme contingente da população, ainda que lhes transmitam conteúdos nem sempre marcados pelo bom gosto ou pela formação de valores.

PORTUGUÊS PARA CONSULTOR DO SENADO FEDERAL EXERCÍCIOS COMENTADOS PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA

(D)

As notícias, por vezes transmitidas sob determinado ponto de vista, assume proporções inesperadas, pois passa a ser tomada como verdade absoluta, sem maior preocupação com a fidedignidade aos fatos ocorridos.

(E)

A preservação de valores constitucionais devem prevalecer em toda forma de transmissão de informações, sejam por meio de noticiários e comentários por especialistas, sejam em programas voltados para o lazer dos espectadores.

Comentário – Alternativa A: errada. Fique de olho no segmento “que se utilize esses recursos”. Nele, tem-se VTD + SE, ou seja, voz passiva

pronominal. O verbo, portanto, deve concordar no plural com o sujeito “esses

recursos”:

Alternativa C: os erros encontram-se no segmento “ainda que lhes transmitam conteúdos”. O pronome oblíquo retoma “enorme contingente

da população”, o que o faz ser usado no singular. O sujeito do verbo transmitir tem como referência o termo “televisão”, o que o faz flexionar-se na terceira

que lhe transmita

conteúdos

de

concordância entre o sujeito “As notícias” e o verbo “assume”, percebeu? O

outro, que também tem a ver com o mesmo sujeito, atinge a voz passiva

“passa a ser tomada”, no singular. Eis a correção: As notícias

, Observe o comportamento do particípio, que

deve concordar em gênero e número com o substantivo “notícias”.

Alternativa E: o primeiro erro é mais fácil de ser notado: “A

verbo? O

segundo é mais sutil, pelo menos para alguns. No papel de conjunção

alternativa (o que pode acontecer devido ao processo de formação de palavras

sejam” deve ser

conhecido como derivação imprópria), a forma “sejam

, mantida no singular. Vejamos a correção: A preservação de valores

que

se utilizem esses recursos

pessoa do singular. Veja a correção:

Alternativa

D:

o

ainda

primeiro

problema

está

na

falta

assumem

pois passam a ser tomadas

preservação

devem

”.

Notou a desarmonia entre sujeito e

PORTUGUÊS PARA CONSULTOR DO SENADO FEDERAL EXERCÍCIOS COMENTADOS PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA

constitucionais deve programas Resposta – B

,

seja

por

meio

de

noticiários

,

seja

em

Aqui eu finalizo este curso. Bons estudos, que Deus o abençoe e

sucesso!

PORTUGUÊS PARA CONSULTOR DO SENADO FEDERAL EXERCÍCIOS COMENTADOS PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA

Pontos Importantes da Matéria

PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA Pontos Importantes da Matéria Prof. Albert Iglésia www.pontodosconcursos.com.br 31
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA Pontos Importantes da Matéria Prof. Albert Iglésia www.pontodosconcursos.com.br 31
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA Pontos Importantes da Matéria Prof. Albert Iglésia www.pontodosconcursos.com.br 31
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA Pontos Importantes da Matéria Prof. Albert Iglésia www.pontodosconcursos.com.br 31
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA Pontos Importantes da Matéria Prof. Albert Iglésia www.pontodosconcursos.com.br 31
PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA Pontos Importantes da Matéria Prof. Albert Iglésia www.pontodosconcursos.com.br 31

PORTUGUÊS PARA CONSULTOR DO SENADO FEDERAL EXERCÍCIOS COMENTADOS PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA

SENADO FEDERAL EXERCÍCIOS COMENTADOS PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA Prof. Albert Iglésia www.pontodosconcursos.com.br 32
SENADO FEDERAL EXERCÍCIOS COMENTADOS PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA Prof. Albert Iglésia www.pontodosconcursos.com.br 32
SENADO FEDERAL EXERCÍCIOS COMENTADOS PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA Prof. Albert Iglésia www.pontodosconcursos.com.br 32
SENADO FEDERAL EXERCÍCIOS COMENTADOS PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA Prof. Albert Iglésia www.pontodosconcursos.com.br 32
SENADO FEDERAL EXERCÍCIOS COMENTADOS PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA Prof. Albert Iglésia www.pontodosconcursos.com.br 32
SENADO FEDERAL EXERCÍCIOS COMENTADOS PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA Prof. Albert Iglésia www.pontodosconcursos.com.br 32
SENADO FEDERAL EXERCÍCIOS COMENTADOS PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA Prof. Albert Iglésia www.pontodosconcursos.com.br 32

PORTUGUÊS PARA CONSULTOR DO SENADO FEDERAL EXERCÍCIOS COMENTADOS PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA

SENADO FEDERAL EXERCÍCIOS COMENTADOS PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA Prof. Albert Iglésia www.pontodosconcursos.com.br 33
SENADO FEDERAL EXERCÍCIOS COMENTADOS PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA Prof. Albert Iglésia www.pontodosconcursos.com.br 33
SENADO FEDERAL EXERCÍCIOS COMENTADOS PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA Prof. Albert Iglésia www.pontodosconcursos.com.br 33

PORTUGUÊS PARA CONSULTOR DO SENADO FEDERAL EXERCÍCIOS COMENTADOS PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA

Flexões dos Adjetivos

Adjetivos Compostos

- ADJETIVO + ADJETIVO: varia o último

Ex.: questões luso-brasileiras, olhos verde-claros

- PAL. INVARIÁVEL + ADJETIVO: varia o último Ex.: sobre-humanas, semi-selvagens,

- ADJETIVO + SUBSTANTIVO (cor) : invariável Ex.: camisas vermelho-sangue, saias azul-piscina

Obs.: surdo-mudo e novo-rico variam os dois Ex.: meninas surdas-mudas/novas-ricas.

Azul-marinho, azul-celeste, azul-ferrete, ultravioleta invariáveis: fardas azul-marinho, raios ultravioleta.

PORTUGUÊS PARA CONSULTOR DO SENADO FEDERAL EXERCÍCIOS COMENTADOS PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA

Lista das Questões Comentadas

1.

(FGV/SERC-MS/ANALISTA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO/2006) “O que você quer?”

Passando-se o período acima para a forma de tratamento vós e para o futuro do pretérito do indicativo, obtém-se:

(A)

O que vós quererias?

(B)

O que vós quiserdes?

(C)

O que vós queríeis?

(D)

O que vós quereríeis?

(E)

O que vós querereis?

2. (FGV/SENADO FEDERAL/TÉCNICO LEGISLATIVO – POLÍCIA

cédula com Machado deixa de circular por valer

LEGISLATIVA/2008) “

menos de um centavo de dólar.”

a

Assinale a alternativa em que, passando-se o trecho acima para o plural, manteve-se adequação à norma culta.

(A)

as

cédulas com Machados deixam de circularem por valerem menos de

centavos de dólares.

(B)

as

cédulas com Machado deixam de circularem por valer menos de

centavos de dólar.

(C)

as

cédulas com Machados deixam de circular por valerem menos de

centavos de dólares.

(D)

as

cédulas com Machado deixam de circularem por valerem menos de

centavos de dólar.

(E)

as

cédulas com Machado deixam de circular por valerem menos de

centavos de dólar.

PORTUGUÊS PARA CONSULTOR DO SENADO FEDERAL EXERCÍCIOS COMENTADOS PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA

FEDERAL EXERCÍCIOS COMENTADOS PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA 3. (FGV/TRE-PA/TÉCNICO JUDICIÁRIO/2011) Na charge, caso

3.

(FGV/TRE-PA/TÉCNICO JUDICIÁRIO/2011) Na charge, caso a professora tratasse o aluno por tu, sua fala seria, corretamente,

(A)

Escrevas na lousa a palavra Ética!

(B)

Escrevei na lousa a palavra Ética!

(C)

Escreveis na lousa a palavra Ética!

(D)

Escrevais na lousa a palavra Ética!

(E)

Escreve na lousa a palavra Ética!

4.

(FGV/MEC/ADMINISTRADOR DE BANCO DE DADOS/2008) “A crise energética e a climática revelam os limites do ecossistema planetário.”

Assinale a alternativa em que, alterando-se o trecho acima, sem provocar mudança de sentido, manteve-se adequação à norma culta.

(A)

A crise energética e climática revelam os limites do ecossistema planetário.

(B)

As crises energética e climática revelam os limites do ecossistema planetário.

(C)

A crise energética e climática revela os limites do ecossistema planetário.

(D)

As crises energética e a climática revelam os limites do ecossistema planetário.

(E)

As crises energética e climática revela os limites do ecossistema planetário.

PORTUGUÊS PARA CONSULTOR DO SENADO FEDERAL EXERCÍCIOS COMENTADOS PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA

5.

(FGV/FNDE/ESPECIALISTA EM FINANCIAMENTO E EXECUÇÃO DE PROGRAMAS E PROJETOS EDUCACIONAIS/2007) Assinale a alternativa em que, alterando-se a forma verbal do trecho que não existem nós centrais, não se respeitou a norma culta.

(A)

que não há nós centrais

 

(B)

que não devem existir nós centrais

 

(C)

que não devem haver nós centrais

(D)

que não há de haver nós centrais

(E)

que não hão de existir nós centrais

6.

(FGV/SENADO

FEDERAL/TÉCNICO

LEGISLATIVO

ADMINISTRAÇÃO/2008) “

outras

formas

de

garantir

a

transparência

Assinale a alternativa em que, alterando-se o trecho acima, manteve-se adequação à norma culta.

(A)

de existir outras formas de garantir a transparência

 

(B)

hão

de haver outras formas de garantir a transparência

 

(C)

devem

existir outras formas de garantir a transparência

(D)

devem

haver outras formas de garantir a transparência

 

(E)

podem

haver outras formas de garantir a transparência

 

7.

(FGV/SEFAZ-RJ/AUDITOR FISCAL DA RECEITA ESTADUAL/2011) No

Brasil, por exemplo, existem regras de criminal compliance

(L.81-82)

Assinale a alternativa em que a alteração do trecho acima tenha provocado INADEQUAÇÃO quanto à norma culta. Não leve em conta a alteração de sentido.

(A)

No Brasil, por exemplo, haverá regras de criminal compliance

 

(B)

No Brasil, por exemplo, deve haver regras de criminal compliance

 

PORTUGUÊS PARA CONSULTOR DO SENADO FEDERAL EXERCÍCIOS COMENTADOS PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA

(C)

No Brasil, por exemplo, há de existir regras de criminal compliance

(D)

No Brasil, por exemplo, devem existir regras de criminal compliance

(E)

No Brasil, por exemplo, poderão existir regras de criminal compliance

8.

(FGV/BADESC/TÉCNICO DE FOMENTO/2010) Na frase “Não resta dúvida de que esse tipo de pensamento aplaca muitas consciências”, a flexão do vocábulo dúvida no plural:

(A)

gera a obrigatoriedade de se flexionar mais um vocábulo apenas.

(B)

mantém a frase da mesma forma como se encontra redigida.

(C)

leva à flexão opcional de mais dois vocábulos.

 

(D)

implica a flexão nominal e verbal de três vocábulos obrigatoriamente.

(E)

obriga o emprego da primeira pessoa do plural na forma do verbo.

9.

(FGV/SSP-RJ/OFICIAL DE CARTÓRIO/2008) “

a

maioria dos policiais

procure

”;

as gramáticas de língua portuguesa ensinam que com a

expressão “a maioria de” seguida de substantivo plural, a concordância se

faz predominantemente no singular (concordando com maioria), mas pode concordar no plural, em função do substantivo (Maria Helena de Moura Neves, Guia de uso do português, Editora Unesp, SP, 2003, p. 493).

Assim sendo, pode-se dizer da concordância verbal feita nessa frase do texto que ela:

(A)

assume a única forma possível de concordância verbal.

 

(B)

prefere uma das formas de concordância verbal possível.

(C)

apresenta uma forma errada de concordância verbal.

 

(D)

mostra preferência por uma concordância verbal menos utilizada.

(E)

indica a utilização de uma forma verbal de concordância não estudada nas gramáticas.

PORTUGUÊS PARA CONSULTOR DO SENADO FEDERAL EXERCÍCIOS COMENTADOS PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA

10.

(FGV/SAD-AP/DELEGADO DE POLÍCIA CIVIL/2010) De acordo com as regras de concordância verbal do padrão escrito culto, assinale a alternativa incorreta.

(A)

A maioria dos brasileiros já viveram situações violentas no cotidiano.

(B)

Sem dúvida, devem haver formas de combater pacificamente a violência.

(C)

No artigo em análise, trata-se de questões referentes à origem histórica da violência.

(D)

Faz séculos que se verificam situações de opressão na sociedade brasileira.

(E)

Sempre existirão pessoas dispostas a resistir ao comodismo.

11.

(FGV/CODESP/AUXILIAR OPERACIONAL PORTUÁRIO/2010)

(

)

Se essas restrições entrarem em vigor mundo afora, por volta de

20% das vendas externas brasileiras na configuração de hoje em termos

de destinos, volumes e preços seriam afetadas.(

)

Assinale a alternativa em que a alteração do sublinhado no trecho acima NÃO tenha sido feita em respeito às normas gramaticais

(A)

por volta de 12% das vendas seriam afetados

 

(B)

por volta de 1,2% das vendas seria afetado

(C) por volta de 0,2% das vendas seriam afetadas

(D)

por volta de 1,9% das vendas seriam afetados

(E)

por volta de 0,99% das vendas seria afetado

12.

(FGV/SSP-RJ/INSPETOR DE POLÍCIA CIVIL/2008) “Estima-se que possam ser expulsos da Europa 8 milhões de estrangeiros

Assinale a alternativa em que se tenha mantido a concordância adequada à norma culta ao se reescrever o trecho acima.

PORTUGUÊS PARA CONSULTOR DO SENADO FEDERAL EXERCÍCIOS COMENTADOS PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA

(A)

Estima-se que possa ser expulso da Europa dez por cento dos estrangeiros

(B)

Estima-se que possam ser expulsos da Europa milhares de pessoas

(C)

Estima-se que possam ser expulsos da Europa 1 milhão do grupo

(D)

Estima-se que possa ser expulso da Europa três quartos dos estrangeiros

(E)

Estima-se que possam ser expulsos da Europa 1,98% do grupo

13.

(FGV/CAERN/AGENTE ADMINISTRATIVO/2010) Hoje, apenas 16% dos 192 milhões de brasileiros vivem na zona rural, de acordo com o IBGE.

Com base no conhecimento das regras de concordância, assinale a alternativa em que se manteve correção gramatical ao se alterar a estrutura acima.

(A)

Hoje, apenas 0,99% vivem na zona rural

(B)

Hoje, apenas 1,6 milhão vivem na zona rural

(C)

Hoje, apenas um quarto vivem na zona rural.

(D)

Hoje, apenas 1,6% vive na zona rural

(E)

Hoje, apenas dois terços vive na zona rural

14. (FGV/TRE-PA/TÉCNICO JUDICIÁRIO/2011) Desse valor, R$ 265 milhões

são oriundos do Orçamento da União

(L.3-4)

Assinale a alternativa em que se tenha mantido correção gramatical ao se alterar o trecho acima.

(A)

Desse valor, R$ 1,9 milhões são oriundos do Orçamento da União

(B)

Desse valor, R$ 0,25 milhões são oriundos do Orçamento da União

(C)

Desse valor, R$ 1,3 milhões é oriundo do Orçamento da União

(D)

Desse valor, R$ 0,98 milhão são oriundos do Orçamento da União

(E)

Desse valor, R$ 1,25 milhão é oriundo do Orçamento da União

PORTUGUÊS PARA CONSULTOR DO SENADO FEDERAL EXERCÍCIOS COMENTADOS PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA

15.

(FGV/SERC-MS/AGENTE

TRIBUTÁRIO

ESTADUAL/2006)

No

trecho

o

primeiro namorado

ou

o

primeiro marido

não

sabem ,

o

verbo foi

flexionado corretamente no plural, observando o caso de sujeito composto com núcleos ligados por OU.

Assinale a alternativa em que, no mesmo caso, a flexão do verbo não seria possível.

(A)

Esperávamos que ele ou o irmão viessem nos apanhar.

 

(B)

Umidade intensa ou ressecamento excessivo não nos fazem bem.

 

(C)

João Carlos ou Pedro se casariam com Marta.

 

(D)

O jornal ou a revista podem apresentar detalhadamente a notícia.

 

(E)

Podem ser entregues o original do documento ou sua cópia.

16.

(FGV/SENADO FEDERAL/ANALISTA LEGISLATIVO – TRADUÇÃO E INTERPRETAÇÃO/2008) “Foram 20 meses de muito poder ”

Assinale a alternativa em que, alterando-se a forma grifada acima, não se manteve adequação à norma culta.

(A)

Há 20 meses de muito poder

 

(B)

Fazem 20 meses de muito poder

(C)

Havia 20 meses de muito poder

(D)

São 20 meses de muito poder

(E)

Completam 20 meses de muito poder

17.

(FGV/SENADO FEDERAL/ANALISTA LEGISLATIVO – SUPERVISOR DE PROGRAMAÇÃO DE TV/2008) “No próximo ano, completam-se 20 anos da queda do Muro de Berlim ”

Assinale a alternativa em que, alterando-se o trecho acima, não se manteve a adequação à norma culta.

PORTUGUÊS PARA CONSULTOR DO SENADO FEDERAL EXERCÍCIOS COMENTADOS PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA

(A)

No próximo ano, faz 20 anos da queda do Muro de Berlim

(B)

No próximo ano, comemoram-se 20 anos da queda do Muro de Berlim

(C)

No próximo ano, serão 20 anos da queda do Muro de Berlim

(D)

No próximo ano, completar-se-ão 20 anos da queda do Muro de Berlim

(E)

No próximo ano, farão 20 anos da queda do Muro de Berlim

18. (FGV/SEFAZ-RJ/FISCAL DE RENDAS/2008)

mostram que um terço dos

pagamentos realizados por intermédio de instituições financeiras foi tributado apenas por aquela contribuição ”

Assinale a alternativa em que, ao se alterar o termo “um terço”, não se tenha mantido a concordância em conformidade com a norma culta. Desconsidere a possibilidade de concordância atrativa.

(A)

mostram que 0,27% dos pagamentos realizados por intermédio de instituições financeiras foi tributado apenas por aquela contribuição.

(B)

mostram que menos de 2% dos pagamentos realizados por intermédio de instituições financeiras foram tributados apenas por aquela contribuição.

(C)

mostram que grande parte dos pagamentos realizados por intermédio de instituições financeiras foi tributado apenas por aquela contribuição.

(D)

mostram que três quartos dos pagamentos realizados por intermédio de instituições financeiras foram tributados apenas por aquela contribuição.

(E)

mostram que 1,6 milhão dos pagamentos realizados por intermédio de instituições financeiras foi tributado apenas por aquela contribuição.

19. (FGV/FNDE/ESPECIALISTA EM FINANCIAMENTO E EXECUÇÃO DE PROGRAMAS E PROJETOS EDUCACIONAIS/2007) Assinale a alternativa em que a alteração do trecho os quase 6 bilhões de seres humanos esteja em consonância com a norma culta.

(A) os quase 6 milhões de pessoas

PORTUGUÊS PARA CONSULTOR DO SENADO FEDERAL EXERCÍCIOS COMENTADOS PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA

(B)

as quase 6 milhares de pessoas

(C)

os quase 6 mil pessoas

(D)

as quase 6 bilhões de pessoas

(E)

os quase 6 centenas de pessoas

20.

(FGV/POTIGÁS/TÉCNICO EM CONTABILIDADE/2006)

Não encontrou acolhida a hipótese de conservar tudo como estava, pelo recurso de batizar de "planetas clássicos" os nove planetas tradicionais e fechar as portas da família aos intrusos.( )

(

)

No trecho acima, a palavra acolhida foi flexionada corretamente, para concordar com o termo a que se refere (hipótese).

Assinale a alternativa em que a concordância não se fez segundo a norma culta.

(A)

A moça disse: "Obrigada."

(B)

Ele pediu emprestado dez reais.

(C)

Eles são tais qual o pai.

(D)

Eram motivos o mais interessantes possível.

(E)

Ela ficou meio atormentada com a notícia.

21.

(FGV/POTIGÁS/ADMINISTRADOR JÚNIOR/2006) “Permanente é o país e suas escolhas”.

Embora a palavra permanente se refira a país e suas escolhas, a concordância se fez corretamente com o mais próximo.

Assinale a alternativa em que tenha havido inadequação à norma culta da língua no que tange às regras de concordância.

(A)

As alegrias da casa era ele.

(B)

Compramos caras blusas e sapatos.

PORTUGUÊS PARA CONSULTOR DO SENADO FEDERAL EXERCÍCIOS COMENTADOS PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA

(C)

Ele pediu emprestado os livros com as anotações.

(D)

Cheguei eu e ele para a festa.

(E)

Marcamos ao meio-dia e meia.

22. (FGV/PREFEITURA DE ANGRA DOS REIS/FISCAL DE TRIBUTOS/2010) Esses raios infravermelhos acabam absorvidos pelos gases liberados principalmente pelos combustíveis fósseis (metano, gás carbônico, óxido nitroso e outros), que deixaram de ser removidos da atmosfera por causa do desmatamento e da produção excessiva.

No período acima, foi feita a concordância nominal correta com a palavra infravermelho. Assinale a alternativa em que NÃO se tenha obedecido às regras de concordância nominal.

(A)

Buscou proteção contra raios ultravioleta.

(B)

Compraremos camisas cinza

(C)

Usaremos nossos uniformes azul-claros

(D)

Gostamos de carros vermelhos-sangue

(E)

Não sabemos onde foram parar as folhas rosa

23. (FCC/DNOCS/AGENTE ADMINISTRATIVO/2010) A concordância verbal e

nominal está inteiramente correta na frase:

(A)

Chegou ao fim as campanhas voltadas para a reciclagem de materiais nas cidades escolhidas no projeto-piloto.

(B)

A conscientização dos moradores daquela área contaminada pelos resíduos tóxicos acabaram surtindo bons resultados.

(C)

Muitos consumidores se mostram engajados na luta pela sustentabilidade e traduzem seu compromisso em tudo aquilo que compram.

(D)

Atitudes firmes e claras voltadas para a sustentabilidade na exploração dos recursos da natureza deve trazer lucros promissores para as empresas.

PORTUGUÊS PARA CONSULTOR DO SENADO FEDERAL EXERCÍCIOS COMENTADOS PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA

(E) Deveria ser divulgado claramente os princípios que norteiam as atividades empresariais, como diretriz para orientar os consumidores

24. (FCC/TRT 4ª REGIÃO (RS)/TÉCNICO JUDICIÁRIO/2011) Quanto às normas de concordância verbal e nominal, está inteiramente correta a frase:

(A)

Diante daqueles que se sentem inteiramente seguro de si, nosso traço de tímidos parecem-nos ainda mais constrangedores.

(B)

Todas as vendas de veículos que se faz nas concessionárias costumam ser acompanhados de uma proposta de seguro.

(C)

Diante das rígidas normas de segurança a que devem ficar sujeito todos os cidadãos, ergue-se as reações mais indignadas.

(D)

Ainda que tomadas muitas providências na área da segurança, permanece

a

sensação de desconfiança, que a todos assalta.

(E)

Certos de que estão fazendo o melhor que podem, as autoridades tem se empenhado muito na área da segurança.

25. (FCC/TRE-AM/TÉCNICO JUDICIÁRIO/2010) A frase em que a concordância está em total conformidade com o padrão culto escrito é:

(A)

Tintas e pincéis novos estavam sendo usados pela artista novata, ainda que os últimos não lhes pertencessem.

(B)

Debateram sobre a utilidade de vários acessórios e concluíram que muitos não eram, de fato, nada acessível.

(C)

O

produto derramado atingiu muitas árvores, mas não as comprometeram

de modo irreversível.

(D)

As mais vultosas doações para o programa de emergência já haviam sido feitas, por isso as expectativas de que a arrecadação fosse muito mais alta não tinha fundamento.

PORTUGUÊS PARA CONSULTOR DO SENADO FEDERAL EXERCÍCIOS COMENTADOS PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA

(E) São muitos os aspectos do documento que merecem detida análise do advogado, mas tudo indica que não haverá alterações significativas.

26. (FCC/TRE-AM/TÉCNICO

JUDICIÁRIO/2010)

A

concordância

verbal

nominal está inteiramente correta na frase:

e

(A)

Os caboclos da região, que vivem na floresta e dela retiram seu sustento, sabem que é importante res- peitar todas as formas de vida que nela se encontram.

(B)

Existe, na mitologia de vários povos, duendes com diversos poderes mágicos que encarna, sobretudo, o espírito da floresta.

(C)

É sempre relatado às crianças indígenas os feitos valorosos de ilustres guerreiros, como forma de manter as tradições da tribo.

(D)

O repositório de lendas brasileiras de origem indígena variam muito, mas mostram, particularmente, uma explicação para os fenômenos da natureza.

(E)

Quando se tratam de questões de sobrevivência na mata fechada, é necessário a presença de guias habituados às dificuldades da região.

27. (FCC/TRT 7ª REGIÃO/TÉCNICO JUDICIÁRIO/2009) A concordância verbal e nominal está inteiramente correta na frase:

Alguns países optam por importar alimentos como forma de economizar água, que vem neles embutidos, já que a agricultura é que demandam enormes quantidades desse líquido.

28. (FCC/TJ-AP/TITULAR DE SERVIÇOS DE NOTAS E DE REGISTROS/2011) As normas de concordância verbal e nominal estão inteiramente respeitadas na frase:

PORTUGUÊS PARA CONSULTOR DO SENADO FEDERAL EXERCÍCIOS COMENTADOS PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA

(A)

É inegável a influência de certos programas de televisão, especialmente no Brasil, mas parece necessário que se utilize esses recursos como forma de transmissão de teor educativo aos espectadores.

(B)

Aos meios de comunicação, principalmente no que se refere à televisão, o que importa são os índices de audiência medidos por pesquisas de opinião pública, que se traduzem em lucrativos investimentos de anunciantes.

(C)

Como veículo de alcance público que é, a televisão oferece meios de atingir enorme contingente da população, ainda que lhes transmitam conteúdos nem sempre marcados pelo bom gosto ou pela formação de valores.

(D)

As notícias, por vezes transmitidas sob determinado ponto de vista, assume proporções inesperadas, pois passa a ser tomada como verdade absoluta, sem maior preocupação com a fidedignidade aos fatos ocorridos.

(E)

A preservação de valores constitucionais devem prevalecer em toda forma de transmissão de informações, sejam por meio de noticiários e comentários por especialistas, sejam em programas voltados para o lazer dos espectadores.

PORTUGUÊS PARA CONSULTOR DO SENADO FEDERAL EXERCÍCIOS COMENTADOS PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA

Gabarito das Questões Comentadas

1. D

2. E

3. E

4. B

5. C

6. C

7. C

8. A

9. B

10. B

11. D

12. B

13. D

14. E

15. C

16. B

17. E

18. C

19. A

20. B

21. C

22. D

23. C

24. D

25. E

26. A

27. Item errado

28. B