Sie sind auf Seite 1von 8

Albert Bandura

Albert Bandura

Contexto

_ Reduzida atenção ao Behaviorismo quanto ao contexto social em que o

comportamento ocorria.

_ Observação de que diversas aprendizagens ocorrem indiretamente.

_ Percepção de que o comportamento é cognitivamente mediado.

Características

_ Ênfase nas pessoas como agentes ativos

_ Ênfase nas origens sociais do comportamento

_ Ênfase nos processos cognitivos (pensamentos)

_ Ênfase no comportamento como sendo específico para cada situação

_ Ênfase na pesquisa sistemática

_ Ênfase na aprendizagem de padrões complexos na ausência de recompensas.

ALBERT BANDURA Aprendizagem por observação ou imitação ocorre quando as respostas de um ser vivo são influenciadas pela observação de outros, que são chamados modelos.

A Aprendizagem por Modelação ou Observação

O trabalho de Bandura incidiu muito sobre a imitação de modelos pelas crianças.

Fundamentação da experiência Bobo Doll

Bandura acreditou que a agressão deve poder ser explicada por 3 aspectos:

1. Como se desenvolvem os padrões de comportamento agressivo?

2. O que leva os indivíduos a um comportamento agressivo?

3. Qual a estabilidade (persistência futura) desse comportamento?

A Experiência com a Bobo Doll

_ Um adulto agride um palhaço de plástico

_ As crianças assistem ao vídeo.

_ Depois desse atividade, as crianças são colocadas num quarto com brinquedos

atrativos, mas não lhes é permitido brincar com eles.

_ As crianças ficam zangadas e frustradas.

_ Depois, são levadas para uma outra sala onde há bonecos iguais ao Bobo.

_ Cerca de 90% das crianças iniciam um comportamento agressivo, semelhante ao observado.

_ 8 meses depois, 40% das crianças mantém esse comportamento agressivo.

A Aprendizagem por Modelação ou Observação

_ Bandura acreditava que as crianças aprendiam a ser agressivas a partir da observação

de modelos.

Como ocorre a Aprendizagem por Modelação?

_ Esta forma de aprender ocorre a partir de exemplos sociais observados, sendo que o seu comportamento tem uma função informadora para o sujeito que observa.

_ È a observação dos modelos sociais que está na base da aprendizagem por modelação.

_ Ao ser exposto às atividades de modelos significativos e ao apreender as

conseqüências que eles obtêm para os seus atos, o indivíduo desenvolve representações

simbólicas das atividades modeladas que irão guiar o seu comportamento futuro em situações semelhantes ou em contextos cujas regras sejam as mesmas.

Importância da Imitação

_ No decorrer da aprendizagem social, a imitação tem um papel importante.

_ Estas aprendizagens fazem-se por influência dos modelos tradicionais (pais, irmãos,

colegas, professores) e de modelos simbólicos (através da tv, do cinema, dos jornais).

_ Os atributos do modelo são importantes para que a imitação possa ocorrer. Nem todos

os exemplos sociais são modelados no comportamento do sujeito. O observador aprende

através da observação e da imitação, selecionando os modelos em função dos seus atributos.

Condições que possibilitam a aprendizagem por imitação:

Características do modelo:

_ Idade e sexo: quanto maior for a identificação ao modelo em características como a

idade e o sexo, maior é a aprendizagem por observação e a imitação dos comportamentos observados. As crianças imitam mais os comportamentos das outras crianças da mesma idade do que os dos adultos e imitam mais os das crianças do mesmo sexo (ex: meninos brincam com carros e meninas com bonecas).

Características do observador:

_ Idade e nível intelectual: ao longo do desenvolvimento vai aumentando a capacidade

de manter a atenção, processar informação, usar estratégias e comparar desempenhos com as representações da memória. Tudo isto permite progressivamente uma capacidade de aprender por observação mais detalhada e eficaz

_ Sexo, características emocionais e traços de personalidade: estas características

pessoais afetam a aprendizagem por observação. Por exemplo, crianças hiperativas ou com dificuldades de concentração podem manifestar maiores dificuldades em reproduzir adequadamente determinadas tarefas demonstradas pelo professor.

podem manifestar maiores dificuldades em reproduzir adequadamente determinadas tarefas demonstradas pelo professor.

QUATRO PROCESSOS QUE DETERMINAM A INFLUÊNCIA DE UM INDIVÍDUO:

1. Atenção: Somos influenciados por modelos mais atraentes, repetidamente

disponíveis, importante para nós ou semelhante a nós. Prestamos atenção ao comportamento de uma outra pessoa e suas conseqüências.

2. Retenção: A influência de um modelo dependerá de quão bem o indivíduo lembra da

ação na ausência do modelo.

3. Reprodução: Depois de ter visto um novo comportamento no modelo, a observação

deve ser convertida em ação.

4. Motivação: É improvável que haja reprodução de uma resposta observada, a menos

que exista motivação para fazê-lo. Depende de como se encara a situação e se acredita

que a resposta trará resultados positivos. Comportamentos positivamente reforçados terão mais atenção, serão mais bem aprendidos e desempenhados com mais freqüência.

Reconceitualização do reforço

terão mais atenção, serão mais bem aprendidos e desempenhados com mais freqüência. Reconceitualização do reforço
Efeito modelador Novos comportamentos aprendidos Efeito inibitório / Desinibitório Diminuição ou aumento de

Efeito modelador

Novos comportamentos aprendidos

Efeito inibitório / Desinibitório

Diminuição ou aumento de comportamentos já aprendidos

Efeito de discriminação de resposta

Facilitação da ocorrência de respostas pela observação de outros Importante papel das crenças na regulação
Facilitação da ocorrência de respostas pela observação de outros
Importante papel das crenças na regulação do comportamento
É a base do auto-reforço do comportamento – influências auto-geradas

AUTO-REGULAÇÃO >>>>> AGÊNCIA

Monitoramos continuamente vários aspectos do nosso próprio comportamento

vários aspectos do nosso próprio comportamento A auto-regulação dependerá do julgamento relativo à

A auto-regulação dependerá do julgamento relativo à correspondência entre o comportamento observado e os padrões pessoais

INFLUÊNCIAM OS PROCESSOS DO JULGAMENTO

Importância da atividade Papel do individuo na determinação do comportamento INFLUÊNCIAM AS AUTO-REAÇÕES Padrões
Importância da atividade
Papel do individuo na determinação do comportamento
INFLUÊNCIAM AS AUTO-REAÇÕES
Padrões internos
Influências ambientais
“Ativação e desligamentos seletivos” de influências auto-reativas
Padrões internos Influências ambientais “Ativação e desligamentos seletivos” de influências auto-reativas
AUTO-EFICÁCIA (BANDURA) “A crença do individuo sobre as suas capacidades de exercer controle sobre os

AUTO-EFICÁCIA (BANDURA)

“A crença do individuo sobre as suas capacidades de exercer controle sobre
“A crença do individuo sobre as suas capacidades de exercer controle sobre

“A crença do individuo sobre as suas capacidades de exercer controle sobre

“A crença do individuo sobre as suas capacidades de exercer controle sobre os acontecimentos que afetam

os acontecimentos que afetam sua vida”

“A crença do individuo sobre as suas capacidades de exercer controle sobre os acontecimentos que afetam

“As crenças de auto-eficácia influenciam as escolhas de cursos de ação, o

estabelecimento de metas, a quantidade de esforço e a perseverança em

busca dos objetivos”

Influência:

Curso das ações

Esforço

Perseverança em face de obstáculos e falhas

Recuperação à adversidade

Estresse e depressão em situações de reprovação e sobrecarga

e falhas • Recuperação à adversidade • Estresse e depressão em situações de reprovação e sobrecarga

Conceito de auto-eficácia:

Modelo cognitivo:

_ Crenças que as pessoas têm em sua capacidade de organizar e executar cursos de ação necessários para alcançar determinados resultados (Bandura, 1997).

_ A expectativa de auto-eficácia determina se o comportamento de enfrentamento será

iniciado, quanto esforço será empreendido e por quanto tempo esse comportamento será mantido diante de obstáculos e experiências aversivas.

Fontes que originam e alteram crenças de auto-eficácia

_ Experiência de domínio (êxito): o indivíduo experimenta sucesso em uma

determinada tarefa tornando-se confiante para desempenhá-la. Auto-eficácia nessa

tarefa pode generalizar-se para outras semelhantes.

_ Experiência vicária: A partir da observação do comportamento de outros.