Sie sind auf Seite 1von 5
Cânticos Bote Fé (CD No Peito eu levo uma cruz) 1. Nova Geração 2. Meu

Cânticos Bote Fé (CD No Peito eu levo uma cruz)

1. Nova Geração

2. Meu Coração na Cruz

Eu venho do sul e do norte Do oeste e do leste De todo lugar.

Estradas da vida eu percorro Levando socorro a quem precisar. Assunto de paz é meu forte Eu cruzo montanhas Mas vou aprender

Quanto tempo eu esperei Te encontrar Cheio de dúvidas e tanto pra falar Quanto tempo eu caminhei por aí Um pouco de amor pra dar e muito pra

pedir

E ao Te encontrar

És Tu que me pedes Me pedes minha vida

E a vida eu vou te dar

O

mundo não me satisfaz o que

O

que eu quero é a paz

O

que eu quero é viver.

No peito eu levo uma cruz, No meu coração o que disse Jesus

Coloco meu coração em Tua Cruz Consagro minha vida a Ti, Jesus Que nasça em mim o Teu amor Que brilhe a Tua luz Coloco meu coração em Tua Cruz

O Espírito Santo me conduz Eu sei que não tenho a idade Da maturidade De
O Espírito Santo me conduz
Eu sei que não tenho a idade
Da maturidade
De quem já viveu
A ser um discípulo do Amor,
chamado Jesus
Mas sei que já tenho a idade
De ver a verdade
O
que eu quero é ser eu
Quanto tempo eu esperei Te encontrar
Cheio de dúvidas e tanto pra falar
Quanto tempo eu caminhei por aí
Um pouco de amor pra dar e muito pra
pedir
O
mundo ferido e cansado
De um triste passado
De guerras sem fim
Tem medo da bomba que fez
E da fé que desfez
Tantos jovens pra cuidar
Tantas almas pra salvar
Jamais diria não a um pedido Teu
Meu Senhor
Mas aponta pra mim
3.
Meu Coração na Cruz

No peito eu levo uma cruz, No meu coração o que disse Jesus

Eu venho trazer meu recado Não tenho passado Mas sei entender

Um jovem foi crucificado Por ter ensinado

A gente viver

Eu grito ao mundo descrente Que eu quero ser gente, Que eu creio na cruz Eu creio na força do jovem Que segue o Caminho de Cristo Jesus.

Vamos colocar nosso país aos pés do

Senhor

Vamos consagrar à nossa Mãe o nosso

Brasil

O mundo poderá saciar a sua fome de

Deus

Neste celeiro da humanidade

Em um só coração louvemos ao

Senhor

Pelo nosso imenso Brasil

Terra abençoada, já o nome diz:

Terra de Santa Cruz Um manto azul-anil recobre todo o céu

É o manto de Maria.

Cruz Um manto azul-anil recobre todo o céu É o manto de Maria. BOTE FÉ –

BOTE FÉ – DIOCESE DE IMPERATRIZ

DIAS 15 E 16 DE ABRIL

4.
4.

Cânticos Bote Fé (CD No Peito eu levo uma cruz)

6. Coração de Mãe

Tempo de Vitória

Meu Senhor Eu te ofereço a dor Que existe hoje em mim Que parece não ter fim

Meu olhar Sem forças vem Te buscar Em Tuas mãos vou me esconder Pra depois poder nascer

O peso da cruz derrubou o Rei Jesus. Só um coração de mãe pra compreender tamanha dor Como é difícil ser fiel e carregar a minha cruz Mesmo fraco, ferido, teu olhar me mostra o amor Caminhaste até o calvário com teu filho. Te convido a caminhar também comigo

Hoje eu sei, eu não vejo nada além Só Tua palavra vem e me sustenta Mesmo a paz, já deixou meu coração

Não quero que a ilusão, me maltrate

mais

Oh mãe, levanta-me do chão, Acolhe-me em teus braços, intercede pelas lutas do meu coração.

Vitória É o que vem depois da cruz E ninguém há de condenar O que
Vitória
É
o que vem depois da cruz
E
ninguém há de condenar
O
que o Teu amor tocar
Oh mãe, carrega-me em teu colo,
Educa-me como educaste o cristo,
Pra que eu possa entender que o
calvário me ensinará a viver.
7.
Ninguém Te Ama como Eu
5.
Dois Riscos
Feita de dois riscos é a minha cruz
Sem esses dois riscos não se tem Jesus
Um é vertical, o outro horizontal
Tenho esperado este momento
Tenho esperado que viesses a mim
Tenho esperado que me fales
Tenho esperado que estivesses assim
O vertical eleva, o horizontal abraça
Feita de dois riscos é a minha cruz
Sem esses dois riscos não se tem Jesus

Eu sei bem o que tens vivido Sei também que tens chorado Eu sei bem que tens sofrido Pois permaneço ao teu lado

Feita de dois riscos é a minha fé

Sem esses dois riscos religião não é Um é vertical e o outro horizontal Um vai buscar na fonte

O outro é o aqueduto

Feita de dois riscos é a minha fé Sem esses dois riscos religião não é

Feita de dois riscos é o meu caminhar

Sem esses dois riscos posso não chegar Um é vertical, o outro horizontal

O vertical medita, o horizontal agita

Feita de dois riscos é o meu caminhar Sem esses dois riscos posso não chegar

Ninguém te ama como eu Ninguém te ama como eu Olhe pra cruz Esta é a minha grande prova Ninguém te ama como eu Ninguém te ama como eu Ninguém te ama como eu Olhe pra cruz, Foi por ti, porque te amo Ninguém te ama como eu

Eu sei bem o que me dizes Ainda que nunca me fales

Eu sei bem o que tem sentido Ainda que nunca me reveles BOTE FÉ – DIOCESE DE IMPERATRIZ

DIAS 15 E 16 DE ABRIL

me fales Eu sei bem o que tem sentido Ainda que nunca me reveles BOTE FÉ
Cânticos Bote Fé (CD No Peito eu levo uma cruz) 9. O Verbo é Amar

Cânticos Bote Fé (CD No Peito eu levo uma cruz)

9. O Verbo é Amar

Tenho andado ao teu lado Junto a ti permanecido Eu te levo em meus braços Pois sou teu melhor amigo

O teu gesto inspira até hoje corações

Em poemas e revistas

Em livros e canções

Encanta o olhar De quem buscou te conhecer

E na tua luz foi viver

8. Marcas de Vitória

Estou aqui, ó meu Jesus Aos pés da tua cruz Com meu coração ferido Cansado de sofrer Há uma angústia e um vazio Aqui dentro de mim Sou marcado pelas dores Que parecem não ter fim

Teus braços abertos

Me revelam quem Tu és

A tua vitória justifica a minha fé

A tua cruz me lembra

Meu compromisso de cristão

Imitar teu coração

Mas olhando para ti, Jesus Eu posso entender Que o amor tudo suporta Tudo supera
Mas olhando para ti, Jesus
Eu posso entender
Que o amor tudo suporta
Tudo supera e tudo crê
Mas olhando para ti, Jesus
Meus sofrimentos nada são
Minhas marcas estão
Nas marcas de tuas mãos
Foste à voz daqueles
Que não tinham vez
Conquistando a todos
Com teu jeito de amar
A pedra que evitaste naquela punição
Levou muito mais que um à conversão
E provaste que o amor
Tudo pode superar
Que o amor não tem fronteiras
É
como o sol a brilhar
Sua luz é para todos
E o perdão é um gesto nobre
De quem sabe amar

São marcas de vitória Que marcam minha história Quando sara a ferida Permanece a cicatriz São marcas de vitória Que mudam minha história Quando olho a tua cruz ela me diz:

Que o teu peito transpassado Teu rosto desfigurado Não são sinais de que tudo acabou Pois assim a morte foi vencida

Que a vida é um milagre Uma dádiva de Deus Que Deus ama sem limites Cada um dos filhos seus

Tuas chagas devolveram-me a vida

E

que para ser feliz

Hoje eu sei Jesus que sofrer

Não existe uma fórmula

Não é o fim

O

verbo é amar, ter fé é amar

O

teu gesto intriga até hoje corações

Como pode alguém amar Mesmo na decepção?

Mesmo quando perseguido

E traído não deixou

De agir com todo amor

BOTE FÉ – DIOCESE DE IMPERATRIZ

DIAS 15 E 16 DE ABRIL

quando perseguido E traído não deixou De agir com todo amor BOTE FÉ – DIOCESE DE
Cânticos Bote Fé (CD No Peito eu levo uma cruz) 10. Pelos Caminhos da América

Cânticos Bote Fé (CD No Peito eu levo uma cruz)

10. Pelos Caminhos da América

Pelos caminhos da América Há um índio tocando flauta

Recusando a velha pauta que o sistema lhe impôs No violão, um menino, um negro toca

tambores,

Há sobre a mesa umas flores Pra festa que vem depois! Pelos caminhos da América

Pelos caminhos da América, Latino América!

Pelos caminhos da América Há tanta dor, tanto pranto Nuvens, mistérios, encantos Que envolvem nosso caminhar Há cruzes beirando a estrada, Pedras manchadas de sangue, Apontando como setas que a liberdade

é pra lá.

11. Abandono

Pelos caminhos da América Há monumentos sem rosto Heróis pintados, mau gosto, livros de história sem cor Caveiras de ditadores, soldados tristes, calados, Com olhos esbugalhados, vendo avançar o amor, ô, ô!

Eu sei que andas desolado

E atirado pelo mundo

Já não encontras mais sentido

E nem forças pra seguir Se o que te prende às trevas Ainda é mais
E nem forças pra seguir
Se o que te prende às trevas
Ainda é mais forte
e sem forças se entregas ao abandono
Pelos caminhos da América
Há mães gritando qual loucas
Antes que fiquem tão roucas, digam
onde acharão
Seus filhos, mortos, levados na noite da
tirania,
Mesmo que matem o dia, elas jamais
calarão
Olhe pro alto, sinta essa luz
Eu sou aquele
Que te guia pelas trevas,
E numa cruz
Doei minha vida só por ti.
Olhe pro alto, sinta essa luz.
É no abandono
Que me encontras
Plenamente
Deixe que eu me apresente
Eu sou Jesus

Pelos caminhos da América No centro do continente Marcham punhados de gente, com a vitória da mão Nos mandam sonhos, cantigas Em nome da liberdade Com o fuzil da verdade, combatem firme o dragão

Pelos caminhos da América Bandeiras de um novo tempo Vão semeando no vento, frases teimosas de paz Lá na mais alta montanha, há um pau d'arco florido

Um guerrilheiro querido, que foi buscar

o amanhã!

Eu sei que andas desolado

E atirado pelo mundo

Já não encontras mais sentido

E nem forças pra seguir

Se o que te prende às trevas Ainda é mais forte

e sem forças se entregas ao abandono

Refrão

BOTE FÉ – DIOCESE DE IMPERATRIZ

DIAS 15 E 16 DE ABRIL

Ainda é mais forte e sem forças se entregas ao abandono Refrão BOTE FÉ – DIOCESE
12.
12.

Cânticos Bote Fé (CD No Peito eu levo uma cruz)

Honra e Glória

14. Tudo Passa pela Cruz

Olhe pra Cristo, autor da nossa fé Ferido, humilhado, não abriu a boca Homem de dores Castigado, desprezado, abandonado Ele suportou a cruz

Sofreu por nossos pecados Mas ressuscitou Tudo passa pela cruz (2x) A minha vida passa pela cruz Tudo passa pela cruz (2x)

Ele veio pra nos dar à salvação Se fez homem, se fez carne, se tornou nosso irmão

Deu a vida no madeiro da sua cruz

O

seu corpo, o seu sangue

O

seu nome é Jesus

A

Ele a honra, honra

A

Ele a glória, glória (2x)

E

o domínio e o poder

Toda força e exaltação (2x)

Cristo é o pão da vida,

o pão do céu

Pão daqueles que caminham rumo à casa do Pai

Meus pecados e tribulações Os meus sonhos

A ressurreição

Passam pela tua cruz, Jesus Ele trouxe a unidade, a comunhão Tudo passa pela cruz
Passam pela tua cruz, Jesus
Ele trouxe a unidade, a comunhão
Tudo passa pela cruz
e nos fez fraternidade, nos tornou
mais irmãos
A minha vida passa pela cruz
A Ele a honra
Tudo passa pela cruz
A cura, a libertação
13. Santa Cruz
Das feridas do meu coração
Passam pela tua cruz, Jesus.
Todos os pecados os meus e os seus
Foram cravados no madeiro
Pois Jesus com seu sangue nos lavou
Ele se fez cordeiro e recebeu as dores
Que nos foram impostas
E na cruz com amor nos libertou

Ele desceu de sua realeza Para se fazer sacrifício por nós Se aniquilou e se entregou

E como ovelha muda ao matadouro

Não murmurou, não reclamou por nada

E decidido pelas nossas vidas

Obediente foi até a morte de cruz Oh! Santa cruz! Bendita cruz!

Bendita seja a cruz! O amor por ela se revelou.

Nós somos a Igreja da cruz, por isso a exaltamos Senhor. Não existe mais barreira entre nós, por ela o véu do templo rasgou.

O Céu está aberto pra nós, o que era

pecado agora é graça sem fim.

BOTE FÉ – DIOCESE DE IMPERATRIZ

DIAS 15 E 16 DE ABRIL

está aberto pra nós, o que era pecado agora é graça sem fim. BOTE FÉ –