Sie sind auf Seite 1von 22

ALFABETIZAÇÃO

LETRAMENTO

1
“A mente suscetível e expansiva
da criança almeja o saber.”
CPPE, p. 121

2
Coleção Quero Descobrir...

3
APRENDER / ENSINAR
A LER E ESCREVER
O QUE a criança aprende,
quando aprende a ler e escrever?
O QUE se ensina?

COMO a criança aprende


a ler e escrever?
COMO se ensina?
4
Letramento e Alfabetização
Muitas discussões giram em torno do binômio Letramento e Alfabetização.
Algumas correntes compreendem que o processo de aquisição do sistema
convencional da leitura e escrita passa unicamente pela aprendizagem da
decifração (codificação e decodificação), podendo ser, portanto, um ato
dissociado das práticas sociais em que são encontrados.
Outros concordam que letrar-se subentende desenvolver habilidades para a
compreensão do sistema de escrita, a partir da convivência com portadores de
textos e situações onde a leitura se faz presente.
Segundo Magda Soares, essa dissociação é um equívoco, já que para
assumir uma postura de leitor-escritor é necessário saber codificar e decodificar o
sistema alfabético de uma língua, bem como reconhecê-lo, interpretá-lo e aplicá-
lo nos mais variados contextos e práticas sociais. Portanto,

5
APRENDIZAGEM DA LÍNGUA
ESCRITA:
• Segundo Magda Soares:
– Aquisição de uma tecnologia – o sistema de escrita e as técnicas
para seu uso
ALFABETIZAÇÃO

– Desenvolvimento de competências para o uso dessa tecnologia em


práticas sociais
LETRAMENTO

Letramento e Alfabetização são processos concomitantes, cúmplices


e necessários a todos quantos estiverem em processo de
desenvolvimento de habilidades inerentes ao sistema da lecto-
escrita. 6
ALFABETIZAÇÃO:
OS CAMINHOS DO PASSADO
• ATÉ OS ANOS 80: • A PARTIR DOS
ANOS 80:
Ênfase em: Ênfase em:
• aprendizagem do sistema de • conceitualização da língua
escrita escrita

• Interação com textos • interação com diferentes


graduados “artificiais” (textos gêneros e portadores de
para se aprender a ler) texto “reais”

ALFABETIZAÇÃO LETRAMENTO
7
APRENDIZAGEM INICIAL
DA LÍNGUA ESCRITA

Alfabetização OU Letramento

8
APRENDIZAGEM INICIAL
DA LÍNGUA ESCRITA

Alfabetização E Letramento

9
A criança ALFABETIZA-SE
(apropria-se do sistema de escrita):

• em contexto de interação com material


escrito real;

• por meio de interação com material


escrito real:
em situações de LETRAMENTO.

10
A criança LETRA-SE
(desenvolve habilidades de uso da língua
escrita nas práticas sociais):
• no contexto do processo de aquisição do
sistema de escrita;

• por meio do processo de aquisição do


sistema de escrita:
em dependência da ALFABETIZAÇÃO.
11
ENSINAR A LER E ESCREVER:

ALFABETIZAR letrando.

LETRAR alfabetizando.

12
Método ou Métodos?
Segundo Mírian Lemle, no seu livro Guia Teórico do Alfabetizador, há três
métodos de trabalho:

• Método sintético – Consiste em sintetizar seqüências a partir do conhecimento


das letras e sílabas ( ba, be, bi, bo, bu).
• Método analítico – Parte de seqüências completas, para analisá-las e identificar
as partes que a compõem.
• Método global – Proporciona o trabalho a partir da relação imagem gráfica –
imagem fônica e sentidos, memorização de palavras, frases ou textos.
Entretanto, segundo Magda Soares, o processo de alfabetização e letramento
requer muito mais do que a escolha de um método. Prescinde de múltiplos métodos
já que apresentam muitas facetas (lingüística, psicolingüística, sociolingüística,
neurolingüística, psicológica etc.)
13
APRENDIZAGEM DA LÍNGUA
ESCRITA:
• É UM PROCESSO MULTIFACETADO

• ENVOLVE DIFERENTES COMPETÊNCIAS

• FUNDAMENTA-SE EM DIFERENTES
REFERENCIAIS TEÓRICOS

Vídeo 14
•Considerar as fases da criança em seu desenvolvimento;
•Conceber a criança como agente ativo no processo de
aprendizagem;
•Proporcionar estudos a partir de pesquisas;

•A escolha do método dependerá da análise da situação para sua justa


aplicabilidade, ou seja, o alfabetizador precisa diagnosticar os diferentes
estilos de aprendizagem para, então, lançar mão de métodos que devem
obedecer a princípios norteadores gerais, como referencial para a sua
prática.
•Práticas de estudo de textos, palavras e letras, nos quais imperam a
observação, a análise e a compreensão a partir de uma postura crítico-
reflexiva, na qual o aluno participa ativamente do processo ensino-
aprendizagem.
15
O QUE É LER / ESCREVER

• não é apenas decodificar / codificar;

• não é apenas compreender / expressar


significado;

• é, como essência e finalidade, atribuir


sentido a textos escritos em eventos de
letramento.
16
LER / ESCREVER

construção de sentido
compreensão/expressão
(re)conhecimento de palavras
relações fonemas-grafemas
Consciência fonológica/fonêmica (língua é som)

17
es te mo vi men to do mun do à
pa la vra e da pa la vra ao mun
do es tá sem pre pre sen te

este movimento do mundo à palavra e


da palavra ao mundo está sempre
presente
18
apalavraditafluidomundopelaleitura
quedelefazemos

a palavra dita flui do mundo pela


leitura que dele fazemos

19
PALIGORSKITA

CALECTASIÁCEA

Atividade 20
LER / ESCREVER

construção de sentido
compreensão/expressão
(re)conhecimento de palavras
relações fonemas-grafemas
consciência fonológica/fonêmica
21
“A primeira educação dos pequenos
molda-lhes, em geral, o caráter para a
vida.”
CPPE p. 99, 100

22