Sie sind auf Seite 1von 17

Tecido Glandular

Introdução
 São constituídos por células especializadas na atividade de secreção.
 As moléculas a serem secretadas são, em geral, armazenadas nas
células em pequenas vesículas envolvidas por membrana, chamadas
de grânulos de secreção.

Podem sintetizar, armazenar e secretar:


•Proteínas (pâncreas);
•Lipídeos (adrenal e glândulas sebáceas);
•Complexo de carboidratos e proteínas (glândulas salivares).

Os epitélios de revestimento também podem ser secretores.


Ex. epitélio do estômago e da traqueia.
Tipos de epitélios glandulares
Classificação quanto ao número de células que formam a glândula:

 Unicelulares – célula caliciforme – presente no intestino delgado e na traqueia.


 Multicelular – formado pelo epitélio de revestimento cujas células proliferam e
invadem o tecido conjuntivo.
 Podem ser de dois tipos: exócrinas e endócrinas.

Unicelular

Multicelular
Histogênese das glândulas

As células epiteliais
começam a se proliferar
e invadem o tecido
conjuntivo subjacente.
Célula caliciforme – epitélio glandular unicelular

Produtora de muco
Quanto ao destino das secreções
Glândulas exócrinas: Liberam seus
produtos através de ductos na superfície
externa do epitélio de revestimento.
Ex.: glândulas salivares, glândulas
sudoríparas.

Glândulas endócrinas: Não possuem


ductos, liberando seus produtos nos vasos
sanguíneos e vasos linfáticos.
Ex.: hipófise, tireoide.

Glândulas anfícrinas ou mistas: São


glândulas produtoras de secreções
endócrinas e exócrinas. Ex.: pâncreas,
fígado.
Glândulas exócrinas

 As unidades secretoras são denominadas de ácinos ou adenômeros.


 Possuem ductos que conduzem a secreção para o meio externo.
Classificação das glândulas exócrinas quanto aos ductos
Glândulas simples: Ducto não ramificado. Ex.: glândulas gástricas, intestinais e
sudoríparas.

Glândulas compostas: Sistema de ductos ramificados que permite a conexão de


vários adenômeros. Ex.: glândulas salivares e mamárias.
Classificação das glândulas exócrinas quanto à morfologia dos ácinos

 Glândulas tubulosas:
Adenômeros em forma de túbulo alongado. Ex.: glândulas intestinais e
gástricas.
 Glândulas acinosas (alveolares):
Unidade secretora com aspecto arredondado (cacho de uva); ácinos de luz
ampla são chamados de alvéolos. Ex.: ácinos pancreáticos, glândulas sebáceas.
 Glândulas tubuloacinosas (ou tubuloalveolares):
Adenômeros em forma de túbulos e de ácinos. Ex.: glândulas submandibular
e mamária.
Classificação das glândulas exócrinas quanto à morfologia dos ácinos
Classificação das glândulas exócrinas quanto à morfologia dos ácinos

Glândulas Exócrinas Simples Glândula Simples Acinosa


Glândula Composta
Tubulares (Glândulas Intestinais) (Glândula sebácea)
Classificação das glândulas exócrinas quanto ao tipo de secreção

 Glândulas mucosas:
Secreção viscosa, rica mucoproteínas (proteoglicanas). Ex.: glândulas
salivares menores da boca.
 Glândulas serosas:
Secreção aquosa e fluida, pouco viscosa, rica em proteínas ou
glicoproteínas; de aspecto físico semelhante ao soro sanguíneo. Ex.: ácinos
pancreáticos, glândula parótida.
 Glândulas mistas:
Secretam tanto secreções mucosas como serosas porque possuem
células serosas e mucosas. Ex.: glândulas submandibular e sublingual.
Classificação das glândulas exócrinas quanto à forma de eliminação da secreção
 Glândulas merócrinas (ou écrinas):
Apenas a secreção é liberada por exocitose,
sem perda de citoplasma. Ex.: pâncreas, glândulas
salivares.
 Glândulas apócrinas:
Perdem parte do citoplasma apical de suas
células durante a secreção de seus produtos. Ex.:
glândulas mamárias e glândulas odoríferas.
 Glândulas holócrinas:
À medida que as células secretoras
amadurecem e morrem, destacam- se da glândula e
tornam-se produto de secreção. Ex.: glândulas
sebáceas.
Classificação das glândulas exócrinas quanto à forma de eliminação da secreção

Glândula Merócrina Glândula Apócrina Glândula Holócrina


(Estômago) (Glândula Mamária) (Glândula Sebácea)
Células mioepiteliais
 Células contráteis em torno de adenômeros;
 Envolvem as glândulas sudoríparas , lacrimais, salivares e mamárias
Classificação das glândulas endócrinas quanto ao arranjo das células secretoras

 Glândulas cordonais:
Células dispostas em cordões ramificados, separados por capilares
sanguíneos; não acumulam a secreção. Ex.: ilhotas pancreáticas (de Langerhans),
glândulas adrenal e hipófise.
 Glândulas vesiculares:
Células agrupadas em vesículas ou folículos, limitam uma cavidade (luz) onde
armazenam a secreção até o momento de sua liberação nos vasos sanguíneos. Ex.:
tireoide.
Classificação das glândulas endócrinas quanto ao arranjo das células secretoras

Cordonal – Adrenal Folicular – Tireoide