Sie sind auf Seite 1von 48

NORMAS

ABNT
Produção Florianópolis
METODOLOGIA DA PESQUISA
Textual
CIENTÍFICA Professor Tarsis Leal
19/04/2018
METODOLOGIA

Podemos definir “método” como um caminho a ser percorrido.

Em nossas atividades cotidianas, também fazemos constantemente uso de


métodos que muitas vezes passam despercebidos por nosso ser consciente.
Basta lembrarmo-nos de quantas vezes alguém nos revelou, para a nossa
surpresa, alguma mania nossa, marcada por um método, ou como
percebemos no outro formas de agir bastante metódicas que lhe são
invisíveis, tão invisíveis que, em alguma situações, podem causar
constrangimento se reveladas.
CIÊNCIA

Podemos dizer que a ciência tem como características básicas a observação


dos fatos, sua repetição (o experimento) e sua ordenação e pensamento
lógico, de forma a construir teorias que deem conta do comportamento dos
eventos trabalhados, possibilitando sua utilização racional nas mais
diversas áreas de atuação humana.
O que é “pensamento
lógico”
Parte-se do que é aceito como
verdade
• Todo ser humanogeral, de um “axioma”.
é mortal.
• Sou um ser humano.
• Portanto, sou mortal.
Axiomas são verdades
• Cão que ladra não morde. inquestionáveis,
• Este cão ladra. universalmente válidas,
• Portanto, não morde. muitas vezes utilizadas
Uma falsa lógica pode causar a impressão de verdade no que como princípios na
é falso ou parcialmente falso: construção de uma teoria
O erro, tomar o provérbio de fundo moral como axioma, pode ou como base para uma
levar a uma bela mordida. argumentação.
PESQUISA
O projeto de pesquisa pode ser entendido como o planejamento detalhado
da pesquisa a ser realizada. Apesar de ser um passo inicial, com a devida
abertura para as descobertas da pesquisa (o projeto não pode conter a
conclusão do trabalho ainda por realizar), seu texto tem de demonstrar
clareza e uma relativa familiaridade com o tema, com uma boa exposição
da SGA. A proposta inicial tem de ser viável e séria. A Associação
Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) define o projeto como devendo ter
as seguintes partes constitutivas:
PESQUISA
 Introdução - Ideia Geral
 Levantamento de literatura - (Citações / Pesquisa)
 Problema - Situação Geradora de Aprendizagem (SGA): MÓVEIS HEMEJAN
 Hipótese – O experimento, o desenvolvimento e teste das teorias (Analise SWOT)
PESQUISA
Objetivos gerais e específicos.
Justificativa.
Metodologia.
Cronograma (opcional).
Recursos (opcional).
 Conclusão – Resultados obtidos (Positivos e Negativos)
 Referências bibliográficas – Fonte do levantamento literário
Anexos (opcional).
Normas ABNT – Regras para Trabalhos
Acadêmicos (ATUALIZADAS)
Normas ABNT 2017 – Entenda seu objetivo
Talvez pareça algo desnecessário, mas a verdade é que as Normas ABNT são essenciais
para dar ao conhecimento científico ali descrito, um cunho de maior confiança e
seriedade. Além disto, é um critério de normatização adotado em vários países do
mundo. Elas fundamentam-se na necessidade de uma padronização para os trabalhos
acadêmicos.
Definem um padrão único para transmitir uma informação pesquisada, a conclusão de
um estudo ou um conhecimento científico que se deseja perpetuar. Padronizar é uma de
suas finalidades, pois sendo assim, torna fácil a compreensão por qualquer pesquisador,
cientista e professor do mundo.
Os trabalhos desenvolvidos à luz das normas ABNT obedecem à determinadas exigências
que os tornam mais considerados e de maior credibilidade. Portanto, é preciso estar
atento às atualizações realizadas de tempos em tempos para estar dentro dos padrões
de normatização vigentes.
Normas ABNT – Regras para Trabalhos
Acadêmicos (ATUALIZADAS)
Como Estruturar seu trabalho
É importante conhecer a estrutura do trabalho acadêmico. Aqui estão as
partes que seu Projeto, Monografia ou Tese devem ter, conforme rege a
normatização em vigor.
Mas, vale lembrar que é essencial buscar também, informações sobre as
solicitações de sua Universidade, (Orientação para Produção Textual em
Grupo AEDU 2018 em seu AVA) já que cada qual especifica as exigências
obrigatórias a cumprir. Munido de todas as solicitações e depois de
consultar seus orientadores / Tutores de sala e on line, é hora de partir
para a elaboração. Abaixo, confira as normas ABNT para as divisões dos
trabalhos:
DIVISÕES DO TRABALHO SEGUNDO AS REGRAS
ABNT

Em toda obra organizada conforme as normas da ABNT, constam os itens


abaixo descritos. Alguns são obrigatórios, enquanto outros são opcionais.
Observe cada um deles. Leia sua descrição e organize com excelência seu
projeto.
PARTE 1 – ELEMENTOS PRÉ - TEXTUAIS (INÍCIO
DO TRABALHO)

Capa – (Elemento obrigatório) Na Capa deve constar: O nome da Instituição, Curso, Autor, Título, Cidade e Ano.

Folha de Rosto– (Obrigatório). Na folha de rosto devem constar os itens abaixo:


Nome do autor, Título do Trabalho, Cidade, Ano, Breve descrição do trabalho, onde deve estar incluído o objetivo e o
nome dos Orientadores.

Resumo – Um único parágrafo de 150 à 500 palavras. Ao final devem estar escritas as palavras-chave.

Caso haja ilustrações, tabelas, abreviaturas e símbolos, estes devem estar devidamente listados nesta sequência:
Lista de Ilustrações, Lista de tabelas, Lista de abreviaturas, Lista de Símbolos, Sumário.
PARTE 2 – ELEMENTOS TEXTUAIS

Texto - O texto deve ser dividido em 3 partes, a saber:

Introdução – Trata-se de um texto introdutório, onde são citados os assuntos, a justificativa e o objetivo.
Desenvolvimento – É a parte do trabalho onde a ideia é exposta e desenvolvida. Aqui você deve tratar do
assunto, detalhando. É a principal parte do projeto.
Conclusão – Esta parte é a finalização de todo o estudo. Aqui o tema tratado é concluído e os resultados
(positivos e negativos) são apresentados.
Mais abaixo entraremos em mais detalhes sobre cada um destes pontos dos elementos textuais das
normas ABNT:
PARTE 3 – ELEMENTOS PÓS-TEXTUAIS

Devem constar após o texto:


Referências – Item obrigatório em qualquer obra acadêmica. Lista numerada em ordem alfabética, onde encontram-se
os títulos consultados para a criação do trabalho.
Anexo – É opcional. Documentos agregados à obra para fins de comprovação de dados ou ilustração.
Glossário – É um item opcional. Trata-se de uma listagem que contém as palavras desconhecidas ou de sentido obscuro,
com seus significados.
Apêndice – É opcional nas Normas ABNT – São documentos agregados à obra para fins de apoio à argumentação.
Nesta parte
são incluídos os questionários, entrevistas, tabulação de dados, etc.
FORMATAÇÃO ABNT
A formatação exigida pelas Normas ABNT são:
Papel: A4 – cor branca
Fonte: Times New Roman ou Arial- tamanho 12 – cor: preta. Nas citações com mais de 3 linhas, notas de
rodapé, legendas e tabelas a fonte deve ter o tamanho 10.
Itálico: Deve ser usado nas palavras de outros idiomas. Esta orientação não se aplica às expressões latinas
apud e et al.
Margens: Direita e inferior: 2cm / Esquerda e superior: 3cm
Parágrafos / Espaçamento: 1,5 entre linhas;
As referências devem ser separadas umas das outras com espaçamento duplo.
Alinhamento do texto
O texto do trabalho deve estar justificado para que fique alinhado às margens esquerda e direita. Esta
formatação revela uma aparência mais organizada e o escrito fica melhor distribuído.
As Normas da ABNT possibilitam a realização de um trabalho organizado e bem desenvolvido. Além da
aparência
padrão, é documento de entendimento universal. E agora que você já tem aqui disponível uma orientação
fácil de
seguir, é só começar.
ELEMENTOS TEXTUAIS: INTRODUÇÃO,
DESENVOLVIMENTO, CONCLUSÃO

Qualquer projeto acadêmico regulado pelas normas ABNT conta com itens Pré-textuais, Textuais e Pós-
textuais. Esta divisão proposta pela Associação favorece a organização dos escritos científicos e garante o
bom entendimento dos conceitos apresentados.
No entanto, vale observar a essencialidade dos elementos textuais. São eles que dão vida às concepções e
hipóteses defendidas no trabalho. Trazem à luz novos conceitos pautados em antigos e reconhecidos
saberes. Cada uma das partes possui sua atribuição.
INTRODUÇÃO DO TEXTO

É a seção que abre a produção acadêmica. Serve para Introduzir o tema, levar a público os objetivos e a
justificativa. É ela que vai apresentar a todos o seu trabalho, por isto precisa ser escrita com clareza e
objetividade.
Ao ler a introdução o interlocutor deve compreender de que trata o projeto, como foi desenvolvida a
pesquisa e que objetivos são pretendidos.
Podemos explicar melhor. Para simplificar podemos dizer que para escrever a introdução você pode
orientar-se pelos seguintes tópicos.
PASSO A PASSO DA “INTRODUÇÃO” ATRAVÉS
DAS NORMAS ABNT
1º- Exponha uma apresentação contextualizada de seu tema. Significa que aquilo que
você pretende deve ser apresentado ao leitor através de um pequeno texto, claro e coeso.
Você precisa fazer com que o leitor perceba que ideia seu trabalho defende.
2º – Em segundo lugar delimite o assunto. Ou seja, o ponto a ser tratado precisa ser
delimitado. Um assunto muito amplo impossibilitará a investigação e a pesquisa.
3º – Agora você terá que fazer uma justificativa. Fica fácil se usar as perguntas:
• Por que escolhi este tema?
• E para que estou levantando estas ideias?
• O que me levou a trabalhar este assunto?
• Aqui você deverá convencer sobre a importância de seu assunto.
PASSO A PASSO DA “INTRODUÇÃO” ATRAVÉS
DAS NORMAS ABNT
4°- Informe qual é o problema de sua pesquisa. Qual a questão que será respondida na
conclusão do trabalho.
5º– Informe seus Objetivos:
Geral – É o problema que você quer resolver associado a um verbo (avaliar, investigar,
analisar, identificar, etc.)
Os objetivos específicos – são constituídos pelas etapas que levarão a alcançar o objetivo
geral.
PASSO A PASSO DA “INTRODUÇÃO” ATRAVÉS
DAS NORMAS ABNT
Exemplo:
Título: ANÁLISE DA ALTA EVASÃO ESCOLAR NO COLÉGIO FREI AGOSTINHO
Objetivo Geral: Analisar o motivo da Evasão Escolar no Colégio Frei Agostinho.
Objetivos Gerais:
Pesquisar cotidiano escolar dos alunos
Analisar o convívio e relacionamento entre alunos – professores e escola – aluno.
Verificar a participação da família na vida escolar dos alunos do Colégio Frei Agostinho.
Observar o que o Colégio tem a oferecer para os alunos
Refletir sobre prováveis problemas que impedem a frequência dos alunos.
Terminando a Introdução, você poderá partir para o Desenvolvimento.
DESENVOLVIMENTO DO TEXTO

Tudo se torna mais fácil quando você já definiu seus objetivos específicos. Você pode usá-los como roteiro para escrever
o desenvolvimento. Desta forma cada capítulo pode ser referente a um desses objetivos já traçados e que serão
pesquisados.
Outra boa maneira para fazer um desenvolvimento com qualidade é criar seções ou roteiros. Para isto, reflita sobre a
questão apresentada em seu projeto e a partir daí crie um roteiro com diversos tópicos ou questões a serem
investigadas e respondidas. Crie seus capítulos a partir daí.
Nesta parte se dará o desenvolvimento de suas ideias. Você deverá separar os assuntos em capítulos. Cada capítulo
deve ser devidamente numerado. Assim separado, o texto será melhor visualizado e bem entendido.
CONCLUSÃO DO TEXTO

Este item dos elementos textuais é de máxima importância. Faz o fechamento, respondendo às questões e concluindo as
ideias. Esta etapa sintetiza todo o conteúdo pesquisado e fornece uma resposta para a questão apresentada. Pode
também levantar hipóteses e refletir sobre cada objetivo proposto.
A formatação segundo as normas ABNT para a conclusão é manter o texto tamanho 12, fonte Arial ou Times New
Roman. Espaçamento: Recuo de 1,25 cm nas primeiras linhas dos parágrafos. Entre linhas: 1,5 cm. Alinhamento:
justificado.
A conclusão precisa ser feita com atenção, pois apresentará o resumo de tudo o que foi feito. Aqui podem ser inseridos
argumentos que mostrem quais objetivos foram atingidos. Aparecerão aqui os resultados obtidos.
MARGENS ABNT E ESPAÇAMENTO –
MONOGRAFIAS E TCC – NORMAS ABNT
Margens ABNT são simples de serem configuradas. Veja os modelos de como
formatar no Word.
As Margens configuradas conforme as recomendações da Associação
Brasileira de Normas Técnicas não são meras imposições. Margens
ABNT têm razão de ser e revelam um trabalho de qualidade. Indicam que o
projeto acadêmico está enquadrado dentro dos parâmetros de um trabalho
científico. Vale o esforço, pois, é relevante a credibilidade que ganha um
projeto organizado dentro destes padrões.
MARGENS ABNT: IMPORTÂNCIA
DA ORGANIZAÇÃO
A organização de um Trabalho acadêmico, perpassa naturalmente pela
configuração de margens corretas, além de outros pontos de formatação.
Aplicar o que é recomendado pela ABNT é importante, já que este padrão é
definido para todos os trabalhos acadêmicos, sejam teses, monografias,
estudos científicos ou outros. Obedecer a este formato padronizado e aceito
por todos, é uma forma de valorizar o projeto.
MARGENS DENTRO DAS NORMAS ABNT
A Associação sugere a seguinte formatação:
Para Margem superior: 3,0cm
Para Margem direita: 2,0cm
Para Margem inferior: 2,0cm
Para Margem esquerda: 3,0cm
Mas, ainda há outras indicações para os casos em que o trabalho é impresso frente e verso. (Esse NÃO será
o caso dos tecnólogos)
Margens no anverso (parte frontal da folha)
À esquerda e superior = 3,0cm
À direita e inferior =2,0cm
Margens no verso (parte de trás da folha)
À esquerda e inferior = 2,0cm
À direita e superior =3,0cm
MARGENS DENTRO DAS NORMAS ABNT

Lembrete:
O anverso e verso só são permitidos nos Elementos Textuais e nos
Pós-textuais. Isto quer dizer que você só poderá utilizar este
recurso da Introdução em diante.
Além disso, fique atento também ao
espaçamento. No texto normal você deve
deixar um espaço entre linhas de 1,5 cm.
Para as citações longas há uma formatação
especial. Elas são escritas fazendo-se um
deslocamento de 4cm e com espaço simples
entre linhas. Outro quesito importante é o
alinhamento do texto. Deve ser todo
justificado.
MARGENS? FORMATE NO WORD – PASSO A
PASSO
Fica bem mais fácil se você configurar as margens em seu editor de texto. Passo a passo,
como é possível formatar usando o Word. Siga a sequência de ações e veja como fica bem
fácil.
PASSO 1 – Para começar abra um novo arquivo no Word e clique na guia “Layout da
Página”. Clique em “Margens” e escolha a opção “Margens personalizadas”. Surgirá
uma janela:
PASSO 2 – Faça a configuração obedecendo as normas da ABNT nos locais adequados:
seguindo as medidas explicadas acima. Deixe na Mediania: 1,0 cm, pois este espaço
servirá caso queira encadernar. Acerte a Orientação de Página para: Retrato e dê “Ok”.
PASSO 3 – Agora você precisa configurar o tipo de papel. Vá até a aba Papel. Configure o
tipo de papel para “A4”. A largura é = 21 cm e a altura é de 29,7 cm. Então clique em
“Ok”
Agora seu documento estará formatado conforme as exigido para margens ABNT. Inicie,
então a digitação.
MARGENS ABNT- INTERFEREM NA AVALIAÇÃO DE
SEU TRABALHO
Muitas pessoas acham que esta padronização é desnecessária. Mas, saiba que elas farão
seu trabalho parecer muito mais sério. Você mostrará que está preocupando com a
qualidade. Com certeza, isto não passará despercebido aos olhos da banca examinadora
e pode até mesmo interferir positivamente ou negativamente em sua nota final.
MARGENS ABNT- INTERFEREM NA AVALIAÇÃO DE
SEU TRABALHO
Esta formatação mostra a seriedade com que foi desenvolvido o trabalho e vai adicionar
pontos. Portanto, é bom que você saiba que não basta apenas ter um excelente conteúdo.
Mesmo um texto memorável pode perder valor se a configuração estiver fora das normas
estabelecidas. Nenhum avaliador descarta totalmente esta questão. Para eles cada
quesito merece seu valor. Seja ele positivo ou negativo.
Por isto, é bom preocupar-se até mesmo com os detalhes que outros julgam pequenos.
Erros de margem, ausência de referências, ou citações mal feitas, podem fazer cair todo
o seu esforço por terra. Podem levar a uma nota mais alta ou mais baixa.
CITAÇÃO DIRETA E CITAÇÃO INDIRETA NAS
REGRAS – NORMAS ABNT
A Citação é um recurso importante e indispensável. Existem vários tipos de citações,
entre elas as citações nas normas ABNT. Assim, vamos aprender como utilizar citação
direta e indireta em seu trabalho.
A Citação ocorre quando se menciona uma informação retirada de outras obras. Ela serve
para dar suporte ao conteúdo apresentado. A normativa que rege as citações é a NBR
10520 (ABNT 2002). Pode ser categorizada como:

– Citação direta ou textual


– Citação indireta ou Livre
– Citação de Citação
A CITAÇÃO DIRETA (OU TEXTUAL) – ABNT

Nas citações diretas ou textuais as palavras do autor em questão são transcritas


exatamente, sem alterações. Estas se classificam em:
CITAÇÃO DIRETA CURTA: quando não ultrapassam 3 linhas. Elas fazem parte do texto,
mas precisam estar entre aspas.
Exemplo:
“Ser ou não ser, eis a questão”, (SHAKESPEARE, 1599, ato III Cena I), era a expressão
preferida.
A CITAÇÃO DIRETA (OU TEXTUAL) – ABNT

CITAÇÃO DIRETA LONGA: Esse tipo de citação ocorre quando possuem mais de 3 linhas.
Estas são destacadas com recuo de 4 cm, fonte tamanho 10 e não se utiliza aspas. Deve
ser deixado um espaço de 1,5 entre o texto e esta citação. Ao final deve ser acrescentado
o sobrenome do autor em caixa alta, ano, página.
Observação: Indica-se com reticências entre colchetes […] a supressão de alguma parte
do texto original. Os comentários ou observações também são feitos entre colchetes.
A CITAÇÃO INDIRETA (OU LIVRE) – ABNT

É quando expressamos a ideia ou pensamento de outros, através de nossas palavras.


Neste caso, devemos indicar o nome do autor da seguinte forma:

CITAÇÃO INDIRETA 1: O autor pode ser citado no corpo do texto – usamos somente a
primeira letra do nome em letra maiúscula + ano em que foi publicado o trabalho (entre
parênteses).
Exemplo:
Analisando a rotação do osso sobre a base, pode-se, segundo “Kapan (2001), descobrir
até que ponto haverá o desenvolvimento do paciente.
A CITAÇÃO INDIRETA (OU LIVRE) – ABNT

CITAÇÃO INDIRETA 2: O autor pode ser citado entre parênteses – com letra maiúscula +
ano da publicação
Exemplo:
Analisando a rotação do osso sobre a base pode-se descobrir até que ponto haverá o
desenvolvimento do paciente. (KAPAN, 2001)
A CITAÇÃO INDIRETA (OU LIVRE) – ABNT

Nos casos em que existem diversas obras de um mesmo autor citadas, elas serão
identificadas pela data em que foram publicadas. Se houver coincidência de ano deve ser
acrescentada, após a data, uma letra sem usar espaço.
Exemplo:
Temby (2002a) afirmava que a evolução do sistema de defesa do organismo foi
influenciada pelo tempo. E, em outro momento, complementou (2002b) que isso é uma
real constatação quando falamos em anticorpos.
CITAÇÃO DE CITAÇÃO

Ocorre quando há citação de uma obra sem que se tenha tido acesso a ela. Indica-se o
sobrenome do autor da obra – data – seguida da expressão latina apud (citado por). E
em seguida o sobrenome do autor consultado+ data e página.
Exemplo:
Este instrumento de avaliação do desempenho dos alunos não apresenta embasamento
estatístico e não pode ser provado. (MILLON,1999 apud SISTO, 2000, p.40)
Uma dica a respeito deste tipo de citação é: evite o seu uso excessivo. O apud não é
muito bem visto aos olhos das bancas examinadoras.
CITAÇÃO DE VÍDEOS
Muitas vezes, para enriquecimento do projeto faz-se necessária a citação de vídeos do
YouTube, de CDs ou DVDs ou da TV. Neste caso a forma mais acertada é a que consta na
NBR 6023, que orienta sobre Imagem em movimento. A recomendação é colocar: Título-
Diretor – Produtor- Local – Produtora – data – Tipo de mídia.
CITAÇÃO DE DOCUMENTOS CONSULTADOS NA
INTERNET
Documentos eletrônicos também podem ser citados. E-books, documentos em PDF, Artigos
em sites, fóruns de discussão, são boas fontes de pesquisa e seus conteúdos podem ser
inseridos no texto em forma de citação curta ou longa.
Nos casos de citação de E-book, este poderá ser citado como livro, se encontrar as
informações de ISBN, página, editora, etc. Em caso de textos, você poderá citar como se
tivessem sido consultados em um livro. Neste caso devem ser citados: sobrenome do
autor, ano de publicação, página (se houver).
Se na página da Internet consultada não houver autor claramente especificado, cite a
instituição ou entidade que publicou o artigo.
CONFIABILIDADE DAS FONTES CITADAS
Aprender como realizar as citações indiretas e citações diretas em um trabalho
acadêmico é um passo muito importante que fará total diferença na qualidade de seu
trabalho.
Citações, conforme normas ABNT são indispensáveis em um trabalho acadêmico. Fazê-las
com atenção é a melhor maneira de não ter seu trabalho rejeitado e apontado
como plágio.
PLÁGIO
O plágio consiste, basicamente, na apropriação indevida do texto ou ideias do outro.
Como nos lembra o advogado e
professor José Augusto Paz Ximenes Furtado, em artigo publicado no site Jus Navigandi,
em setembro de 2002:
No Código Penal em vigor, no Título que trata dos Crimes Contra a Propriedade
Intelectual, nós nos deparamos com a previsão de crime de violação de direito autoral –
artigo 184 – que traz o seguinte teor: Violar direito autoral: Pena – detenção, de 3 (três)
meses a 1 (um) ano, ou multa. E os seus parágrafos 1º e 2º, consignam, respectivamente:

§1º Se a violação consistir em reprodução, por qualquer meio, com intuito de lucro, de
obra intelectual, no todo ou em parte, sem autorização expressa do autor ou de quem o
represente, [...]: Pena – reclusão, de 1 (um) a 4 (quatro) anos, e multa, [...].
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS NAS NORMAS
ABNT DE LIVROS E SITES (LINKS) – COMO FAZER
As Referências Bibliográficas conforme Normas ABNT para Tese, TCC, Monografia, Artigo
Científico, qualquer trabalho acadêmico precisa seguir um padrão único.
Normas da ABNT trazem uma exigência um tanto complexa quanto às referências
bibliográficas. A dificuldade que muitas vezes ocorre em aplicá-las é devido ao fato de
existirem formas específicas para cada tipo de referência feita, seja ela de Livros ou
de Sites.
Não vamos transcrever todas as regras conforme encontram-se no documento oficial.
Nosso objetivo é fazer com que vocês entendam os pontos principais destas normas e
passe a aplicá-las com facilidade.
Vamos descobrir como citar ou fazer referências bibliográficas de obras e autores
pesquisados
DIFERENÇA ENTRE REFERÊNCIAS E PLÁGIO
Referências Bibliográficas é uma seção considerada como parte dos Elementos pós-
textuais, em um trabalho acadêmico. Trata-se de apontar tudo que foi consultado. Saiba
que não é proibido investigar, pesquisar e tomar como base um trabalho já pronto e de
autoria reconhecida. É natural que busquemos embasar nosso projeto.
Referenciar e citar não consiste em copiar o pensamento alheio, mas sim em dar valor ao
conhecimento científico já existente. O plágio, tão condenado por toda instituição séria,
acontece quando omite-se o crédito ao verdadeiro autor. Por isto, não tenha receio de
buscar, consultar e aproveitar o que já existe de bom. Mas, faça da forma correta
COMO FAZER REFERÊNCIAS
BIBLIOGRÁFICAS NAS NORMAS ABNT
Referências Bibliográficas são um conjunto de itens que permitem identificar as
obras, documentos e criações que foram utilizadas. O que foi referenciado pode ser
submetido a posterior comprovação, caso se faça necessário.
Existe um padrão determinado para este registro em conformidade com normas da
ABNT.
Todas as referências devem estar listadas em ordem alfabética. E seguem a normativa
NBR 6023, atualmente em vigor.
Nesta listagem entra apenas o que for citado na monografia ou TCC ou qualquer
produção acadêmica. Sendo assim, não há necessidade de referenciar o que foi
apenas lido ou consultado.
Também não se faz necessário referenciar normas de apresentação e dicionários
gerais que foram usados como suporte no decorrer do desenvolvimento do trabalho.
SAIBA O QUE CONSIDERAR AO FAZER
REFERÊNCIAS
Alguns pontos devem ser observados com relação às Referências:
• Espaçamento – Apenas dois espaços simples devem separá-las.
• Alinhamento- Alinhamento à esquerda.
• Ordenação- Devem ser ordenadas alfabeticamente de forma ascendente.
• Títulos e Subtítulos devem ser separados usando-se dois pontos.
É preciso perceber a importância que esta atitude representa para seu estudo. Fazer referências
bibliográficas significa indicar obra, autor e endereço completo de tudo o que foi usado para dar suporte à sua
produção. Fazer citação é mencionar direta ou indiretamente, partes de obras de outros autores no decurso de seu
trabalho.
Empregar estes recursos revela quanto o assunto foi pesquisado e investigado. Citar autores e criações já
reconhecidas pela comunidade científica e acadêmica, têm diversas vantagens:
• É uma forma de mostrar a seriedade e a veracidade de sua produção, já que está embasada em concepções
anteriormente expostas ao julgamento de todos e reconhecidas como verdadeiras.
• Seu projeto ganha crédito pois está pautado em autor legitimado como conhecedor daquele tema e considerado
autoridade no assunto.
• Dando crédito aos autores das obras consultadas você estará agindo com honestidade científico-acadêmica, já
que reconhece o verdadeiro criador.
• Estará também praticando um ato de justiça intelectual, pois faz jus ao verdadeiro dono daquela ideia.
IMPORTANTE:
As Referências bibliográficas são ponto fundamental em qualquer trabalho ou projeto
acadêmico. Muitas vezes, a aprovação ou não, pode depender delas. A banca
examinadora, tão temida, pelos concluintes universitários, observa minuciosamente
se os assuntos contidos estão embasados em algum fundamento científico.
CONSIDERAÇÕES FINAIS SOBRE
PRODUÇÃO TEXTUAL EM GRUPO
OU INDIVIDUAL
MUITO OBRIGADO PELA PRESENÇA
DE TODOS!