Sie sind auf Seite 1von 42

Ciências Humanas e suas

Tecnologias - História
Ensino Médio – 2ª Série
A Reforma Protestante e sua Relação
com o Pensamento Moderno
REFORMA
PROTESTANTE

Imagem: Pedro Berruguete / Prado Museum / Public Domain.


DEFINIÇÃO
• Movimento cismático, dentro da Igreja
Católica, que questionava a supremacia
eclesiástica do papa, propiciando a
instauração das igrejas protestantes (1).
PRINCIPAIS IGREJAS REFORMADAS:
• Luterana (Alemanha)

• Calvinista - assim distribuída:

 Huguenotes (França),
 Puritanista (Inglaterra),
 Presbiteriana (Escócia e Irlanda)

• Anglicana (Inglaterra)
CAUSAS DA REFORMA
• Os erros do clero  corrupção, despreparo
para o exercício sacerdotal, venda de
relíquias consideradas sagradas (simonia),
desinteresse pelas necessidades espirituais
dos fiéis e venda de indulgências (perdão
dos pecados).
• O conflito Igreja x burguesia  a Igreja
condenava o lucro e a prática de usura
(empréstimo de dinheiro a juros), essencial
para o desenvolvimento do comércio e a
consolidação da burguesia mercantil. Aos
burgueses, era necessária uma nova ética
religiosa que justificasse o lucro e a riqueza.
• O fortalecimento do Estado Moderno  As
contradições decorrentes do universalismo
da Igreja e dos interesses dos nascentes
Estados Nacionais, o conflito entre poder
temporal e poder espiritual, a excessiva
interferência da Igreja nos assuntos internos
dos Estados europeus. A Igreja era vista
como intrusa, uma vez que possuía outro
idioma oficial (o latim) e cobrava impostos
(dízimo) que poderiam ser pagos para o rei
e não para o papa.
DIVERGÊNCIAS TEOLÓGICAS

São Tomás de Aquino

Santo Agostinho
Imagens: (a) Thomas_Aquinas_in_Stained_Glass.jpg:
http://www.flickr.com/photos/e3000/e / Creative Commons Attribution-
Share Alike 2.0 Generic (b) Philippe de Champaigne / Los Angeles County
Museum of Art / Public Domain.
• São Tomás de Aquino  defendia que a
salvação humana se dava por meio da fé e
por meio das obras.

• Santo Agostinho  defendia que o homem


se salvava, exclusivamente, pela fé em
Deus.

• A Igreja defendia a posição tomista, uma


vez que estava mais de acordo com seus
interesses materiais aqui na Terra.
PRINCIPAIS REFORMADORES

Martinho Lutero, Jean Calvino e Henrique VIII


Imagens da esquerda para a direita: (a) Public Domain, (b) Espace Ami Lullin of the Bibliothèque de Genève / Public Domain e (c) Hans Holbein the
Younger / Thyssen-Bornemisza Museum / Public Domain.
MARTINHO LUTERO (1483-1546)
• A venda de indulgências na Alemanha,
promovida pelo monge Tetzel, é citada
como pretexto para o rompimento entre
Lutero e o clero católico. Excomungado,
Lutero queimou, em praça pública, a Bula
Papal que o condenava e afixou, na porta da
Catedral de Wittenberg, as 95 Teses contra
a venda de indulgências.
• Convocado a retratar-se na Dieta de Worms,
Lutero reafirmou suas ideias. Foi perseguido
e refugiou-se no castelo de Frederico,
príncipe da Saxônia. Lá, traduziu a Bíblia
para o alemão e elaborou os dogmas do
Luteranismo. Apoiado pela nobreza alemã,
conseguiu consolidar sua doutrina na
Alemanha.
JEAN CALVINO (1509-1564)
• Apesar de ser francês, Calvino foi expulso
de Paris em virtude de suas ideias
autoritárias, indo morar em Genebra, na
Suíça, onde instalou um governo teocrático,
cujo órgão principal era o Consistório.
• Para divulgar suas ideias, Calvino escreveu o
livro "Instituição da Religião Cristã", no qual
defendia os princípios teocráticos, as regras
da moral e a predestinação. O calvinismo
foi, então, largamente aceito no meio
burguês, uma vez que justificava valores tais
como a riqueza, o trabalho e a poupança
(acúmulo de bens).
HENRIQUE VIII (1491-1547)
• Insatisfeito no seu casamento com Catarina
de Aragão e pretendendo casar-se com Ana
Bolena, Henrique VIII utilizou um problema
pessoal para justificar o rompimento com o
clero romano. Impedido de divorciar-se
pela Igreja Católica, Henrique VIII resolveu
fundar sua própria igreja: a Igreja Nacional
Inglesa ou Igreja Anglicana.
• A fim de legalizá-la, Henrique VIII assinou o
Ato de Supremacia, documento oficial do
cisma religioso. Excomungado pelo papa,
Henrique VIII confiscou os bens da Igreja
Católica na Inglaterra como forma de
represália.
THOMAS MUNZER (1489-1525)
• Inconformado com o domínio da nobreza
alemã, que explorava os camponeses,
Thomas Munzer fundou uma seita paralela
ao luteranismo, denominada Anabatistas.
• Em suas pregações, ele defendia a
igualdade social, a propriedade comunitária
e o fim dos privilégios feudais da nobreza.
• Os anabatistas não tiveram sucesso. Foram
perseguidos duplamente pela Igreja, que os
considerava hereges, e pelos luteranos
aliados dos príncipes. Eles foram duramente
reprimidos, torturados e, por fim,
assassinados. Munzer foi decapitado.
FATOS RELACIONADOS
• Dieta de Worms (1521)  convocada por Carlos V,
imperador do Sacro Império, com o objetivo de julgar
Lutero.
• Dieta de Spira (1529)  convocada por Carlos V, decidiu
tolerar o luteranismo nas regiões convertidas, proibindo-o
nas demais regiões.
• Confissão de Augsburgo (1530)  expõe os fundamentos
da doutrina luterana.
• Paz de Augsburgo (1555)  acordo segundo o qual cada
príncipe tinha o direito de escolher a sua religião, bem
como a de seus súditos.
O QUE LUTERO PENSAVA DE MUNZER E DOS
ANABATISTAS
• “Contra os bandos

Imagem: Christoph van Sichem / as Wissen des 20. Jahrhunderts,


camponeses assassinos e

Verlag für Wissenschaft und Bildung, 1961, Rheda, Bd.1 S.395 /


ladrões. Nada é mais
terrível do que um homem
revoltado. É preciso
despedaçá-los e degolá-los.
Matá-los como se faz com
um cachorro louco“.

Public Domain.
REFORMADA

Imagem: Torsten Schleese / Public Domain.


ENSINAMENTOS DA IGREJA
LUTERANISMO
• Fé como única fonte de salvação;
• Negação da transubstanciação (transformação do pão e
vinho em corpo e sangue de Cristo) e aceitação da
consubstanciação, isto é, o pão e o vinho, quando
abençoados, são as mesmas substâncias, obtendo-se,
porém, a presença sagrada, divina;
• Supressão do clero regular, do celibato e das imagens
(ícones).
CALVINISMO
• Teoria da Predestinação  a salvação
humana depende exclusivamente da
vontade de Deus, ou seja, uns são
escolhidos para serem salvos e outros não.
A posse de riquezas é o sinal que identifica
os "eleitos" por Deus a fim de serem salvos;
• Extinção da hierarquia eclesiástica.
ANGLICANISMO
Manutenção da

Imagem: JaMikePA at en.wikipedia, derivative work:


hierarquia
eclesiástica;
Forma católica, mas
Gregor Shapiro / Public Domain.

com conteúdo
protestante.
SÃO PONTOS COMUNS:
Escrituras Sagradas como o único dogma
das novas religiões;
Livre interpretação da Bíblia;
Substituição do latim, nos cultos religiosos,
pelos respectivos idiomas nacionais;
Submissão da Igreja ao Estado;
Manutenção de apenas dois dos
sacramentos, o batismo e a eucaristia.
Imagem: U.S. Navy photo by Photographer's Mate Kathaleen A. Knowles / Public Domain.
Para os católicos, o corpo e o sangue de Cristo estão
presentes no sacramento da Eucaristia. Os protestantes
discordam.
ALGUMAS DAS 95 TESES DE LUTERO

• 5ª O papa não quer nem


pode dispensar de quaisquer
penas senão daquelas que
impôs por decisão própria ou
dos cânones (2).

• 10ª Agem mal e sem


conhecimento de causa
aqueles sacerdotes que
reservam aos moribundos
penitências canônicas para o
purgatório.

Imagem: Wittenberg: Melchior Lotter d.J., 1522 / Domínio Público.


• 21ª Erram, portanto, os pregadores de indulgências que
afirmam que a pessoa é absolvida de toda a pena e salva
pelas indulgências do papa (3).

• 27ª Pregam doutrina mundana os que dizem que, tão logo


tilintar a moeda lançada na caixa, a alma sairá voando (do
purgatório para o céu).

• 32ª Serão condenados em eternidade, juntamente com


seus mestres, aqueles que se julgam seguros de sua
salvação através de carta de indulgência.
REFORMA CATÓLICA

Imagem: Council of Trent in Santa Maria Maggiore church / Museo


Diocesano Tridentino, Trento / Public Domain.
DEFINIÇÃO
• Constitui a série de medidas tomadas pelo
Concílio de Trento (1545-1563), visando
impedir o avanço das denominações
protestantes e reestruturar a Igreja Católica.
Nesse Concílio, foram reafirmados todos os
dogmas católicos e criados os mecanismos
de contenção do movimento reformista.
TRIBUNAIS DO SANTO OFÍCIO
• Encarregados de
perseguir, torturar e
eliminar os hereges,
ou seja, todos os
que discordavam
das ideias do
Imagem: Jan Luykens / Public Domain.
catolicismo.
IMAGENS DA INQUISIÇÃO

Imagens: (a) Public Domain e (b) Public Domain.


Imagem: Louis Joseph Raphaël Collin / Public Domain.
A prática de torturar “hereges” era uma forma de
fazê-los confessar seus “pecados”.
COMPANHIA DE JESUS - Jesuítas
• Ordem fundada por Ignácio de Loyola, com uma hierarquia
militar. “Os soldados de Cristo“, assim autointitulados,
foram encarregados de levar a fé católica para os povos
dos territórios encontrados após a Expansão Ultramarina,
mediante um processo de evangelização imposto a
ameríndios e africanos. No período colonial, os Jesuítas
exerciam total controle sob a educação de indígenas,
escravos e colonos.
ÍNDEX
• lista de livros cuja leitura
era proibida pela Igreja.
Nela figuravam muitas
obras dos humanistas
renascentistas.
Imagem: Domínio Público.
CONSEQUÊNCIAS DA REFORMA

• No campo religioso  rompimento da


unidade cristã e crescente intolerância
religiosa.

• No campo político  ruptura do poder


político do papado, fortalecimento do poder
monárquico e guerras provocadas por
pretextos religiosos.
• No campo econômico  expansão das
práticas capitalistas por causa de
determinadas teorias protestantes.

• No campo cultural  expansão da


educação popular, retrocesso científico
graças à extrema importância atribuída à
Bíblia e à negação do racionalismo.
MENSAGEM FINAL
• "Não é necessário ser
católico ou protestante;
basta ter bons
sentimentos, ser inclinado
sempre para o bem e
Imagem: Heinrich Hofmann / Public Domain.

sentir dentro da alma o


amor à Humanidade"

 Adão Myszak
Referências Bibliográficas
 Almanaque Abril - 2001 - Edição em CD-Rom.

 COTRIM, Gilberto. História e Consciência do Mundo -Ensino


Médio. São Paulo. Editora Saraiva, 1994.

 AMAD COSTA, Luís César & MELLO, Leonel Itaussu. A


História Moderna e Contemporânea.São Paulo. Editora
Scipione, 1992.
Tabela de Imagens
Slide Autoria / Licença Link da Fonte Data do
Acesso

2 Pedro Berruguete / Prado Museum / Public http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Pedro_ 09/04/2012


Domain. Berruguete_-
_Saint_Dominic_Presiding_over_an_Auto-da-
fe_(1475).jpg
8a (a) Thomas_Aquinas_in_Stained_Glass.jpg: http://en.wikipedia.org/wiki/File:Thomas_Aquin 09/04/2012
http://www.flickr.com/photos/e3000/e / as_in_Stained_Glass_crop.jpg
Creative Commons Attribution-Share Alike 2.0
Generic
8b (b) Philippe de Champaigne / Los Angeles County http://en.wikipedia.org/wiki/File:Saint_Augustin 09/04/2012
Museum of Art / Public Domain. e_by_Philippe_de_Champaigne.jpg
10a (a) Public Domain. http://en.wikipedia.org/wiki/File:Luther46c.jpg 09/04/2012
10b (b) Espace Ami Lullin of the Bibliothèque de http://en.wikipedia.org/wiki/File:John_Calvin_- 09/04/2012
Genève / Public Domain _Young.jpg
10c (c) Hans Holbein the Younger / Thyssen- http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Hans_H 09/04/2012
Bornemisza Museum / Public Domain. olbein,_the_Younger,_Around_1497-1543_-
_Portrait_of_Henry_VIII_of_England_-
_Google_Art_Project.jpg
20 Christoph van Sichem / as Wissen des 20. http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Thomas 09/04/2012
Jahrhunderts, Verlag für Wissenschaft und _Muentzer.jpg
Bildung, 1961, Rheda, Bd.1 S.395 / Public
Domain.
21 Torsten Schleese / Public Domain. http://en.wikipedia.org/wiki/File:Lutherbibel.jpg 09/04/2012
Tabela de Imagens
Slide Autoria / Licença Link da Fonte Data do
Acesso

24 JaMikePA at en.wikipedia, derivative work: http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Anglica 09/04/2012


Gregor Shapiro / Public Domain. n_rose.svg
26 U.S. Navy photo by Photographer's Mate http://commons.wikimedia.org/wiki/File:US_Nav 09/04/2012
Kathaleen A. Knowles / Public Domain. y_041024-N-6495K-
028_Chaplain_Lt._John_Burnette_prays_over_th
e_Blood_and_Body_of_Christ_during_Sunday_R
oman_Catholic_Mass_aboard_the_Nimitz-
class_aircraft_carrier_USS_Harry_S._Truman_(CV
N_75).jpg
27 Wittenberg: Melchior Lotter d.J., 1522 / Domínio http://pt.wikipedia.org/wiki/Ficheiro:95Thesen.j 09/04/2012
Público. pg
29 Council of Trent in Santa Maria Maggiore church http://en.wikipedia.org/wiki/File:Council_of_Tre 09/04/2012
/ Museo Diocesano Tridentino, Trento / Public nt.JPG
Domain.
31 Jan Luykens / Public Domain. http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Contem 09/04/2012
porary_illustration_of_the_Auto-da-
fe_held_at_Validolid_Spain_21-05-1559..jpg
32a (a) Public Domain http://pt.wikipedia.org/wiki/Ficheiro:Torture_Inq 09/04/2012
uisition.jpg
32b (b) Public Domain http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Versche 09/04/2012
iden_wijzen_van_pijnigen_bij_de_inquisitie_geb
ruikelijk.jpg
Tabela de Imagens
Slide Autoria / Licença Link da Fonte Data do
Acesso

33 Louis Joseph Raphaël Collin / Public Domain. http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Louis_J 09/04/2012


oseph_Rapha%C3%ABl_Collin_-
_Femme_crucifi%C3%A9e.jpg
35 Domínio Público. http://pt.wikipedia.org/wiki/Ficheiro:Index_Libro 09/04/2012
rum_Prohibitorum_1.jpg
38 Heinrich Hofmann / Public Domain. http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Christ_i 09/04/2012
n_Gethsemane.jpg