You are on page 1of 15

Estratégia Internacional

Prof. Moacir de Miranda Oliveira Jr.


Motivos para Expansão Internacional

Aumentar Market Share


Mercados domésticos podem dificultar, por causa de seu
tamanho, as escalas eficientes de estruturas de produção.

Retorno sobre o Investimento


Projetos de grandes investimentos podem requerer mercados
globais a fim de justificar investimentos de capital

Prof. Moacir de Miranda Oliveira Jr.


Motivos para Expansão Internacional
Economias de Escala e Aprendizagem
O aumento do tamanho ou escopo do mercado podem
ajudar a alcançar economias de escala na produção,
marketing, P&D ou distribuição
- Podem diluir custos sobre uma base maior de venda
- Aumenta o lucro por unidade

Vantagens de Localização
Mercados de baixo custo podem ajudar no
desenvolvimento de vantagens competitivas
Facilita o acesso a:
- Matéria-prima - Clientes chaves
- Mão-de-obra barata - Energia
- Fornecedores chaves - Recursos Naturais
Prof. Moacir de Miranda Oliveira Jr.
Formas de Internacionalização
• A Forma de Entrada em mercados internacionais pode ser
entendida em uma escala de comprometimento (recursos,
investimento, controle e coordenação organizacional)
• Do modo de entrada com menor comprometimento de
recursos no mercado internacional para o modo com maior
comprometimento:

Menor envolvimento Maior envovimento

Exportacao Exportação Alianças Joint- Investimento Direto


Licenciamento Franchising
Indireta Direta Estratégicas Ventures Externo

Fonte: Pipkin, 2001:57

Prof. Moacir
Prof. Moacir de
de Miranda
Miranda Oliveira
OliveiraJr.
Jr
Características dos Tipos de Entrada
Tipo de Entrada Caracteristicas
Exportações Custo elevado, pouco controle
Baixo custo, pouco risco, pouco controle,
Licenciamento
baixos retornos
Custos, recursos e riscos compartilhados;
Alianças Estratégicas e
problema de integrção (por exemplo duas
Joint-Ventures
culturas corporativas)
Rápido acesso a novos mercados, custo elevado,
Aquisição negociações complexas, problemas para fundir-
se com operações domésticas
Complexa, muitas vezes custosa, consumidora
Nova subsidiária
de tempo, risco elevado, máximo controle,
totalmente própria
retornos potencias acima da média
Fonte: Hitt, Ireland e Hoskisson, 2002
Prof. Moacir
Prof. Moacir de
de Miranda
Miranda Oliveira
OliveiraJr.
Jr
Desafio para as Multinacionais
Inadequação dos modelos unidimensionais
• Modelo das Nações Unidas
• Síndrome da Matriz
Necessidade de um modelo
multidimensional integrador garantindo....
• Eficiência Global
• Resposta Local
• Inovação e disseminação do conhecimento
em termos globais
Prof. Moacir de Miranda Oliveira Jr.
O PAPEL DIFERENCIADO DAS SUBSIDIÁRIAS
(Bartlett e Ghoshal, 1986)

Importância Estratégica do Ambiente Local


Alta Baixa
Competência LIDER COLABORADOR
Alta ESTRATÉGICO
das
Organizações
Locais BURACO IMPLEMENTADOR
Baixa
NEGRO

Prof. Moacir de Miranda Oliveira Jr.


Mentalidade das Multinacionais
Configuração Papel das Desenvolvimen
de ativos e subsidiárias to e difusão do
recursos conhecimento

Global Centralizada em Implementar Conhecimento


escala global estratégias da desenvolvido e
matriz mantido no
centro

Multidoméstica Descentralizada Sentir e explorar Conhecimento


e auto-suficiente as oportunidades desenvolvido e
em nível nacional locais mantido na
unidade

Internacional Competências Incrementar e Conhecimento


centralizadas e adaptar desenvolvido no
outras competências da centro e então
descentralizadas matriz transferido
Prof. Moacir deBartlett
Miranda Oliveira
e Ghoshal, Jr.
1998
A Solução Transnacional
Multidoméstica Global Internacional
Criar forte presença local Obter vantagens em Explorar conhecimento e
através da sensibilidade e termos de custos através recursos da matriz através
receptividade as de operações centralizadas da difusão e adaptação
diferenças nacionais. em escala global mundial

A Solução Transnacional objetiva um modelo multidimensional


Configuração de Papel das Desenvolvimento e
ativos e recursos subsidiárias difusão do
conhecimento
Dispersa, Contribuições Conhecimento
interdependente e diferenciadas e desenvolvido em conjunto e
especializada integradas compartilhado

Prof. Moacir de Miranda Oliveira Jr.


Características da Transnacional
• As características da transnacional configuram-na
como um ‘rede diferenciada’
1. Configuração dos ativos organizacionais e das
capacidades e recursos = dispersa e especializada
2. Relação entre matriz e subsidiárias e entre as
subsidiárias = variada
3. Integração da rede através de mecanismos de
controle e coordenação = socialização
4. Fluxo de comunicação entre matriz e subsidiárias =
multidirecional e com grande freqüência

Prof. Moacir de Miranda Oliveira Jr.


A Rede Diferenciada
(Nohria e Ghoshal, 1997)

RELAÇÃO DIFERENTE
ENTRE MATRIZ RELAÇÃO ENTRE
SUBSIDIÁRIAS MATRIZ E
SUBSIDIÁRIAS

ESTRUTURAS DIFERENTES
DENTRO DE CADA SUBSIDIÁRIA
Prof. Moacir de Miranda Oliveira Jr.
Inovação na Rede Diferenciada

• Inovação dispersa: na matriz e nas


subsidiárias lideres estratégicas
• Inovação local: utilizando os recursos
específicos dos locais das subsidiárias
• Inovação não local: inovação desenvolvida de
forma integrada e de fácil transferência
• Maximização da capacidade combinativa
(Kogut and Zander, 1992)

Prof. Prof.
Moacir de Miranda
Moacir de MirandaOliveira
Oliveira Jr.
Jr.
Os Processos de Inovação
(Nohria e Ghoshal, 1997)

PERCEPÇÃO
• Centro-para-global
• Local-para-local RESPOSTA
• Local-para-global
• Global-para-global IMPLEMENTAÇÃO

Prof. Prof.
Moacir de Miranda
Moacir de MirandaOliveira
Oliveira Jr.
Jr.
Os Processos de Inovação
(Nohria e Ghoshal, 1997)
PROCESSO DE PERCEPÇÃO RESPOSTA IMPLEMENTAÇÃO
INOVAÇÃO

CENTRO PARA CENTRO CENTRO EM UM NÚMERO DE


GLOBAL UNIDADES NO MUNDO

LOCAL PARA UMA UNIDADE NA MESMA MESMA UNIDADE


LOCAL NACIONAL UNIDADE NACIONAL

LOCAL PARA UMA UNIDADE MESMA NA MESMA UNIDADE E


GLOBAL NACIONAL UNIDADE DEPOIS EM
NACIONAL OUTRAS
GLOBAL PARA CENTRO E NAS CENTRO E EM UM NÚMERO DE
GLOBAL UNIDADES EM VÁRIAS UNIDADES NO MUNDO
NACIONAIS UNIDADES

Prof. Moacir de Miranda Oliveira Jr.


Considerações Finais
• A Rede Diferenciada pode ser uma forma
organizacional mais adequada para pensar em
diversos processos de inovação.
• É uma visão da multinacional como uma organização
com diferentes subsidiárias, onde cada uma necessita
de arranjos estruturais específicos, sem no entanto
comprometer a integração.
• Poder ser importante a participação das subsidiárias
nos processos de inovação como uma vantagem da
corporação multinacional moderna.
Prof. Moacir de Miranda Oliveira Jr.