Sie sind auf Seite 1von 1

oALIDAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO DE MÉTODOS DE OTIMIZAÇÃO APLICADOS A

PROBLEMAS INoERSOS DE TRANSFERÊNCIA DE CALOR E MASSA


Aluno: Gustavo Schmid Queiroz
Orientador: Professora oiviana Cocco Mariani
Supervisor: Professor Luíz Dário Sepuelveda
Curso: Engenharia Mecânica
Colégio: Marista Santa Maria
J 
Ôtualmente, existem diversos métodos de otimização que podem ser
 
 
aplicados em diversas áreas. Estes métodos são aplicados visando odas simulações computacionais foram feitas usando fator de mutação F =
melhor desempenho e menor custo operacional, obtendo uma solução 0,8 e probabilidade de cruzamento CR = 0,5. Ô população inicial continha 15
que maximiza ou minimiza um problema. Entre os métodos estocásticos indivíduos e o número de iterações máximo usado foram 200 avaliações.
de otimização está o método de evolução diferencial (ED) . Das principais soluções para as funções testadas, as estratégias que
obtiveram melhor desempenho estão listadas junto as figuras 3 a 7. Ôs
Ô idéia principal da ED é gerar novos indivíduos, a partir do operador tabelas 1 a 3 apresentam os resultados para a condutividade térmica.
diferencial. Ô mutação diferencial emprega a diferença entre pares de
indivíduos na população corrente para gerar novos indivíduos. Existem
diversas estratégias para a aplicação da ED que utilizam diferentes
números de vetores e distribuições de cruzamento. Ô escolha da
estratégia adequada para solucionar o problema deste projeto será feita
através de testes.

Ô ED será avaliada e testada quanto à sua eficiência, posteriormente será


usada na obtenção da condutividade térmica do purê de cenoura, para Estratégia 6 ± Best 3.0763@10-7 Estratégia 5 ± Best 0.9817@10-7
temperaturas na faixa de -40ºC até 40ºC. O software utilizado para
resolução é o MÔ Ô versão 5.2.


   J
  
Ô ED (S ORN e PRICE, 1995) foi desenvolvida na tentativa de solucionar
problemas de otimização não linear. Ô idéia principal da ED é a geração de
novos indivíduos (tentativas) através de operações de mutação,
Figura 3 ± Função Rosenbrock. Figura 4 ± Função Perm
cruzamento e seleção. Ôs primeiras operações são usadas para gerar
novos indivíduos e a última define qual o indivíduo que sobreviverá na
Estratégia 7 ± Best 3.0788@10-7
próxima geração através da avaliação da função objetivo. O indivíduo que
minimiza a função objetivo (caso o problema seja de minimização) é
chamado de vetor alvo.

Gera-se uma população inicial, seleciona-se aleatoriamente dois indivíduos


da população corrente e cria-se um vetor diferencial formado pela diferença
entre estes dois indivíduos. Este vetor diferencial, por sua vez é somado a Estratégia 3 ± Best -0.3365@10-7
um terceiro indivíduo, também selecionado aleatoriamente, produzindo uma
nova solução mutante, através do cálculo por um fator de mutação F. Ôpós Figura 5 ± Função Michalewicz Figura 6 ± Função Griewank
a mutação vem o cruzamento binomial (ou exponencial), onde cruza-se os
valores iniciais com os obtidos na mutação (olhe Figura 2). Por fim inicia-se Estratégia 2 ± Best 1.3236@10-7
a seleção dos indivíduos através da substituição dos vetores na função
objetivo. O valor do vetor experimental é calculado e comparado ao custo
do vetor alvo. Ôquele que apresentar menor custo (se o objetivo for
minimizar a função) irá avançar para a próxima geração.

Figura 7 ± Função Ôckley Figura 8 ± Condutividade érmica do


purê de cenoura



Os valores obtidos em ambas funções para condutividade térmica do purê
de cenoura se assemelham. De modo que a ED mostra-se eficiente na
obtenção dos parâmetros. Mesmo com apenas três variáveis provenientes
da ED a função 2 provou-se tão funcional quanto a primeira função. Ô 0º
Celsius o valor para ß sofre uma queda, como já é esperado, devido a
agitação das moléculas. Na literatura, podemos observar valores para a
Figura 2 ± Cruzamento inomial condutividade térmica de alimentos que se assemelham ao do purê de
Figura 1 - Processo de gerar o vetor doador para
cenoura.
uma função objetivo bidimensional

| |  

Pontifícia Universidade Católica do Paraná


Pró-Reitoria de Graduação, Pesquisa e Pós-Graduação PIBIC Jr / CNPq / FA / PUCPR