Sie sind auf Seite 1von 75

Nair Nagamine Sommer

Odete Nagamine Weidmann

Oi, Brasil!
aktuell A2
DER KURS FÜR BRASILIANISCHES
PORTUGIESISCH

Lehrerhandbuch

Hueber Verlag
Der Verlag weist ausdrücklich darauf hin, dass im Text enthaltene
externe Links vom Verlag nur bis zum Zeitpunkt der Buchveröffent-
lichung eingesehen werden konnten. Auf spätere Veränderungen hat
der Verlag keinerlei Einfluss. Eine Haftung des Verlags ist daher
ausgeschlossen.

Das Werk und seine Teile sind urheberrechtlich geschützt.


Jede Verwertung in anderen als den gesetzlich zugelassenen
Fällen bedarf deshalb der vorherigen schriftlichen Einwilligung
des Verlags.

Eingetragene Warenzeichen oder Marken sind Eigentum des


jeweiligen Zeichen- bzw. Markeninhabers, auch dann, wenn diese
nicht gekennzeichnet sind. Es ist jedoch zu beachten, dass weder
das Vorhandensein noch das Fehlen derartiger Kennzeichnungen
Art. 530_24074_001_01

die Rechtslage hinsichtlich dieser gewerblichen Schutzrechte berührt.

Kostenloser Download
© 2018 Hueber Verlag GmbH & Co. KG, München, Deutschland
Layout und Satz: Sieveking · Agentur für Kommunikation, München

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag


Inhaltsverzeichnis

Introdução 4

Lições

10 O que foi que aconteceu? 10

11 Puxa! Que casaco lindo! 17

12 Saúde, mente e corpo 23

13 Recordar é viver! 29

14 Lar doce lar 36

15 O trabalho de cada dia! 43

16 Boa viagem! 50

17 Mosaico étnico e cultural 56

18 Hoje é dia de festa! 62

Anexo: Atividades lúdicas 68

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 3


Introdução

O objetivo do Livro do Professor é apresentar pro- Corresponde aos níveis A1 (volume A1: lições 1–9)
postas para facilitar a preparação da aula, com o e A2 (volume A2: lições 10–18) do Quadro Europeu
fim de torná-la interessante, eficiente e dinâmica. Comum de Referência para as Línguas (QECRL).
Oferece para isso uma descrição detalhada do Foi planejado para cinco ou seis semestres, de 30
desenvolvimento de cada atividade a ser traba- horas-aula por semestre, num total de 150–180
lhada com a classe. horas-aula. Mas, dependendo do nível, do ritmo do
No início dos blocos A, B, C, sob os itens Comunica- curso e de aprendizagem dos alunos pode variar
ção e Gramática, encontra-se um resumo dos obje- para três a quatro semestres.
tivos principais da comunicação e da gramática
para que se tenha uma visão geral do que será Componentes
abordado no respectivo bloco. As sugestões para • Livro: integrados num só volume encontram-se o
as atividades estão organizadas sob os seguintes (1) Livro de Classe (LC), (2) o Livro de Exercícios
itens: (LE), (3) uma introdução contrastiva ao português
• Objetivo(s): apresenta(m)-se o(s) objetivo(s) da europeu (PE) e (4) Anexo.
atividade. • Dois áudio-CDs com as gravações dos textos das
• Atividade prévia: muitas vezes são apresentadas atividades de audição do Livro de Classe (LC), do
algumas ideias para introduzir a atividade, com o Livro de Exercícios (LE) e do Português Europeu
fim de motivar e facilitar a proposta. (PE). Versão em MP3 encontra-se disponível em:
• Procedimento: descrição detalhada dos passos www.hueber.de/oi-brasil-aktuell
para executar a atividade em sala de aula. • Livro do Professor, disponível como PDF-down-
• Atividade adicional: proposta para ser feita adi- load em: www.hueber.de/oi-brasil-aktuell
cionalmente.
• Atividade alternativa: proposta diferente da que
propõe o livro de classe. (1) Livro de Classe (LC)
• Quadro negro: uma proposta para apresentar a
É concebido a partir de um enfoque temático. Cada
informação no quadro negro.
volume consiste em 9 lições.
• Lembrete: informações de relevância didática ou
Jogos: a cada três lições pode-se fazer uma revisão
linguística que ajudarão no desenvolvimento da
do que foi aprendido nas lições anteriores de forma
atividade.
descontraída e interativa através de um jogo.
• Jogos: propostas de jogos utilizando o compo-
nente lúdico como meio de motivar e facilitar a
O LC ainda apresenta:
aprendizagem.
• atividades ‘lacuna de informação’
• Soluções: das atividades do Livro de Classe (LC).
• sinopse gramatical com tabelas de verbos regula-
res e irregulares e lista dos termos gramaticais
Essas propostas poderão ser adotadas ou tomadas
em alemão e em português
como ponto de partida para a criação de novas ati-
• dicas de aprendizagem
vidades. O professor é livre para adaptá-las ao seu
• informação sobre o Portfólio Europeu de Línguas
próprio estilo de ensinar.
• mapas do Brasil e de Portugal
As autoras e a editora desejam aos professores
muito sucesso e esperam que este guia lhes seja Estrutura de uma lição
útil.
Cada lição consta de três partes, A – B – C, que
A quem se destina abordam diferentes aspectos do tema principal.
Deu-se importância às necessidades reais dos alu-
Oi, Brasil! aktuell é um curso de português desti-
nos, tanto para os momentos de comunicação em
nado a adultos e jovens que aprendem português
sala de aula, como também para as necessidades
em diferentes instituições, como escolas de línguas,
dos alunos quando se encontram no país. Por essa
escola superior popular (VHS), centros de ensino
razão foram considerados temas, como ‘trabalho’,
secundário, faculdades, etc. Pode ser usado tanto
‘saúde’, ‘viagem’.
em cursos extensivos como em cursos intensivos.

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 4


INTRODUÇÃO

Para orientação e maior transparência, na primeira Muitas atividades são atividades de personalização,
página de cada lição são apresentados os objetivos no sentido de dar oportunidade para que os alunos
da lição, possibilitando ao aluno, desde o começo, se coloquem pessoalmente , por exemplo, falar
tomar parte ativa no seu próprio processo de sobre atividades que gostam de fazer no sábado.
aprendizagem.
A parte C apresenta, de maneira geral, textos rela-
A apresentação do tema ou da situação se faz atra- cionados a diferentes aspectos da realidade brasi-
vés de estímulos visuais, como fotos, ilustrações, leira. Mas, em muitos textos e materiais visuais das
etc.; estímulos auditivos, como entrevistas de rádio, partes A e B, também há suficientes oportunidades
diálogos, telefonemas, etc. Às vezes, os estímulos para a abordagem de aspectos socioculturais.
vêm de textos escritos, como anúncios, e-mails,
páginas da internet, manchetes e artigos de jornais, Até a lição 8 as instruções das atividades estão
revistas, etc. Os alunos são solicitados a resolver formuladas em português e em alemão. Em geral, o
uma pequena tarefa, como associar imagens a que está formulado em português está relacionado
palavras, colocar um diálogo na sequência certa, ao tema da atividade e, em alemão, à descrição do
fazer suposições. Nessas tarefas, os alunos ativam que se tem que fazer. Portanto, as instruções nas
seus conhecimentos de mundo, sua experiência de duas línguas devem ser lidas com atenção. A partir
vida e conhecimentos já adquiridos. da lição 9 as instruções estão em português;
somente nos casos onde é possível haver dificulda-
Os novos conteúdos aparecem, portanto, inseridos des para entender o que deve ser feito é usado o
num contexto conhecido ou recuperável através alemão.
dos conhecimentos de mundo e da experiência dos
alunos. Eles são, então, trabalhados através de uma Gramática e Comunicação: no final de cada lição
sequência de várias atividades, mais dirigidas no há um resumo dos recursos de comunicação e de
início, passando por outras que visam a aumentar a gramática que apareceram na lição. O aluno pode
segurança dos alunos, até chegarem a uma produ- sempre recorrer a essa página para revisar o que
ção mais livre. Começa, então, uma nova sequência aprendeu. O professor, ao preparar a lição, também
que aborda um aspecto diferente e introduz algo deve sempre consultá-la para ter uma ideia geral
novo que, às vezes, coincide com o início de uma do que virá na unidade. As setas remetem à sinopse
nova parte, A, B ou C. Em alguns casos, há mais de gramatical, onde se encontram informações mais
uma sequência dentro dessas partes. detalhadas.

As atividades se realizam passo a passo, ofere-


cendo aos alunos oportunidades para desenvolve- (2) Livro de Exercícios (LE)
rem as capacidades de falar, ouvir, ler e escrever. O LE complementa o LC, oferecendo, para cada uma
Elas estão organizadas em torno de tarefas, de das lições do LC, exercícios para fixação e aprofun-
maior ou menor extensão, envolvendo um bloco damento do conteúdo introduzido e aprendido. Foi
ou uma sequência. planejado para ser trabalhado pelos alunos em
casa, contribuindo para fomentar a sua autonomia.
Depois que o aluno se ocupou com o conteúdo, Mas, em caso de necessidade, alguns exercícios
segue-se o foco na língua. O aluno é levado a refle- podem ser feitos ou corrigidos na aula. Feitos no
tir sobre a forma que usou para expressar o conte- início da aula, podem ser usados como revisão ou
údo, a localizá-la no contexto e a deduzir sua regra como oportunidade para esclarecer dúvidas. No LE
de uso. As caixas de gramática dirigem o olhar para encontra-se uma variada tipologia de exercícios:
o funcionamento da língua. A visualização tem o • para fixar o vocabulário
objetivo de ajudar na dedução das regras. • para exercitar a gramática
• para treinar a comunicação
As formas de socialização variam. Dependendo do • para treinar a compreensão auditiva
tipo e do momento, muitas atividades são feitas • para treinar a compreensão de leitura
individualmente, mas sempre se procura que os • para treinar a produção escrita
alunos interajam, em pares ou em grupos, para • para treinar a pronúncia (volume A1: lições 1– 9)
resolverem as tarefas.

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 5


INTRODUÇÃO

O pictograma à esquerda de algumas instruções • soluções dos exercícios e transcrições dos textos
indica uma atividade que o aluno terá que produzir de audição do LE
livremente, por exemplo, escrever um e-mail, um • soluções dos exercícios e transcrições dos textos
cartão postal ou fazer descrições. Às vezes, o aluno de audição do PE
terá que traduzir do alemão para o português. O
aluno poderá escolher suas melhores produções
Concepção didática
escritas e colecioná-las no seu Dossiê. (A Biografia
Linguística, o Dossiê e o Passaporte de Línguas Elaborado pelo Conselho Europeu com o objetivo
constituem o Portfólio Europeu das Línguas.) de criar critérios comuns para o ensino, aprendiza-
gem e avaliação de línguas estrangeiras, o Quadro
Fonética: no final de cada lição do volume A1 (lições Europeu Comum de Referência para as Línguas
1–9) segue uma página de fonética com atividades (QECRL) foi publicado em 2001. Nele consolidam-se
para praticar a pronúncia, a entonação e a ortogra- os resultados de três décadas de pesquisas sobre
fia. aprendizagem e aquisição de uma segunda língua
ou de uma língua estrangeira. Essas pesquisas
Jetzt kann ich …: a atividade propõe ao aluno uma sugerem que aprender e adquirir uma língua é um
autoavaliação da sua capacidade de usar a língua processo holístico, no centro do qual está o aluno.
para realizar diferentes atividades e resolver situa- As propostas do QECRL têm implicações na maneira
ções semelhantes às que vivenciou nas aulas. No como o aluno aprende e como o professor ensina, o
caso de ainda se mostrarem inseguros, devem fazer que, consequentemente, significa novas exigências
uma revisão. A última coluna à direita remete às na elaboração de um curso moderno de língua.
atividades correspondentes no LC. Oi, Brasil! aktuell apresenta uma abordagem comu-
nicativa e moderna que reflete as propostas colo-
Revisão e autoavaliação: a cada três lições o aluno cadas pelo QECRL, como se pode observar nos itens
pode fazer uma revisão através um teste de múlti- que se seguem.
pla escolha e uma autoavaliação sobre as habilida-
des ouvir, falar, ler, escrever, segundo os critérios Abordagem orientada para a ação: aprende-se
apresentados na escala descrita pelo Quadro Euro- uma língua para fazer coisas no dia a dia, como por
peu Comum de Referência para as Línguas (QECRL). exemplo, perguntar pelo caminho, telefonar para
alguém, convidar alguém, etc.

(3) Português Europeu (PE) Tarefa: numa abordagem orientada para a ação e
O Português Europeu (PE) é apresentado em con- centrada no aluno, a tarefa ocupa uma posição
traste com o Português do Brasil (PB). Tomando central na aprendizagem de língua. Exemplos de
como ponto de partida cada uma das 18 lições do tarefas em Oi, Brasil! aktuell são as atividades em
LC, são apresentadas e exercitadas as principais que os alunos têm que elaborar uma lista com os
diferenças de vocabulário e sintaxe. Ouvindo as telefones e endereços, apresentar uma estatística
gravações do CD, os alunos podem se acostumar à da classe, organizar uma festa. As tarefas criam
pronúncia lusitana. Além disso, após a audição de situações de comunicação real em que se usa a lín-
diálogos falados por falantes portugueses e brasi- gua para atingir objetivos concretos. Para realiza-
leiros, os alunos são convidados a tomar parte rem a tarefa, os alunos se envolvem em processos
ativa na percepção das principais diferenças na de comunicação, semelhantes aos que ocorrem
pronúncia das duas variantes. Uma lista contrastiva fora da sala de aula. No exercício, os alunos prati-
de palavras do PE e PB com a tradução em alemão cam uma determinada estrutura. Na tarefa, eles
encerra essa parte. escolhem, do seu próprio repertório linguístico, os
recursos de que precisam para chegar ao objetivo.
Fica evidente que, realizando tarefas semelhantes
(4) Anexo às da vida real, os alunos adquirem a língua de
forma mais efetiva.
No anexo encontram-se:
• glossário por lição
Gramática: numa abordagem orientada para a ação,
• glossário alfabético das lições
a gramática é vista como um instrumento para con-
• transcrições dos textos de audição do LC
seguir competência comunicativa. A gramática a ser

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 6


INTRODUÇÃO

ensinada parte das necessidades comunicativas Habilidades: as habilidades ouvir, ler (receptivas) e
dos alunos. Em Oi, Brasil! aktuell ela é introduzida falar, escrever (produtivas) são praticadas e desen-
sempre de forma contextualizada. Muitas vezes volvidas de maneira integrada, dando-se, na sala
algumas estruturas gramaticais são antecipadas e de aula, prioridade ao falar. Para uma comunicação
tratadas como formas lexicais, sem se fazer refe- bem sucedida é fundamental que os alunos apren-
rência a elas como gramática. Eles só são tematiza- dam a expressar suas necessidades, suas opiniões,
das quando a situação se mostra apropriada para seus sentimentos. Para isso, desde o início da
tal. Dá-se também ênfase na participação ativa dos aprendizagem, são criadas situações concretas e
alunos. Estes são convidados a deduzir as regras, a realistas, relevantes para os alunos, para que eles
procurar exemplos no texto, a completar paradig- possam se comunicar. A ênfase no falar, na sala de
mas dos verbos, etc. Essa participação ativa contri- aula, justifica-se também pela presença do profes-
bui para fixar as regras mais facilmente. Veja ainda sor e dos colegas como parceiros da comunicação.
“foco na língua” na seção “Estrutura de uma lição”. Ouvir e entender o que se ouve também ocupa um
papel tão central como falar. Em todas as lições,
Papel do professor e do aluno: o papel do professor tanto no LC como no LE, há muitas propostas de
é o de orientar, organizar e facilitar o processo de atividades em que se procura desenvolver a habili-
aprendizagem, gerando um clima propício que pro- dade de compreensão auditiva. Ler e entender o
mova a cooperação e a participação ativa dos alu- que se lê, em comparação com ouvir, é mais fácil.
nos e criando situações para que os alunos falem. Por isso, as atividades de compreensão de leitura
Ele é o conselheiro, o especialista e não o único são relativamente em menor número. Escrever é
depositário das informações. O aluno é o principal especificamente treinado no LE. No LC as atividades
protagonista e não um mero consumidor passivo. de produção escrita servem de apoio, em geral,
Isto é, ele assume a responsabilidade pela sua pró- para atividades de falar, ouvir ou ler.
pria aprendizagem.
Clareza e transparência: a apresentação de um
Formas sociais de trabalho: como a tarefa, em geral, layout claro, bem organizado, agradável e com
envolve vários atores sociais, a forma social privile- apoio de ilustrações e fotos é imprescindível num
giada é a de grupos ou de pares. O que não signi- livro didático moderno. Além de motivar e propor-
fica que não haja fases de trabalho individual e de cionar prazer, facilita o trabalho do professor e a
plenário. Há um encadeamento de variadas formas aprendizagem do aluno. Nesse sentido, faz parte
de socialização, adaptadas aos diferentes formatos da concepção didática.
das atividades com o objetivo de gerar, em sala de
aula, a comunicação mais autêntica possível em
que se praticam os conteúdos. Conselhos práticos

Como trabalhar com os textos de audição e


Autonomia: uma das consequências do ensino e
de leitura
aprendizagem centrados no aluno é a autonomia.
Os alunos podem aprender mais eficazmente se Apesar de os textos terem sido adaptados ao nível
refletirem sobre o quê e como aprendem. Isso sig- de A2, procurou-se apresentá-los na forma mais
nifica que eles têm que definir para si o que que- autêntica possível. Assim, um artigo de revista
rem aprender e com que objetivos, desenvolver ou anúncio, por exemplo, tem o vocabulário e as
hábitos eficientes de aprendizagem para progredi- estruturas simplificados para o nível de principian-
rem e serem capazes de usar ferramentas de refle- tes, mas tem o aspecto e o conteúdo que teria na
xão e autoavaliação do seu progresso. A preocupa- realidade.
ção em desenvolver a autonomia está presente em Tanto os textos de audição como os de leitura têm
Oi, Brasil! aktuell, como se pode ver no LC: na defi- um vocabulário um pouco acima do nível apren-
nição do que vai ser aprendido no início de cada dido. Desde o início, é importante deixar bem claro
lição, nos resumos de gramática e comunicação ao aos alunos que, quando se ouve ou se lê, não é
fim de cada lição, jogos, dicas de aprendizagem; no necessário entender cada palavra. Muito mais
LE: nas atividades Jetzt kann ich …, testes, listas de importante é aprender a ouvir e a ler diferente-
autoavaliação. mente, isto é, desenvolver estratégias adequadas à
situação, como fazemos na língua materna. Assim,
lemos de maneira diferente, dependendo do tipo
de texto e dos objetivos. Por exemplo, ao lermos a

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 7


INTRODUÇÃO

primeira página do jornal para obter uma visão aktuell a audição global e a seletiva são as mais
geral dos princípais assuntos do dia, damos apenas treinadas. Na vida real elas são as mais comuns.
uma lida rápida nas manchetes; por outro lado, ao As considerações acima dizem respeito a ouvir tex-
fazermos um bolo pela primeira vez, lemos a tos e à comprensão auditiva, mas valem também
receita detalhadamente. Se quisermos saber como para ler textos e para a compreensão de leitura.
vai estar o tempo hoje para decidirmos o que vestir, Comparar: para ajudar os alunos ansiosos ou os
ouvimos o boletim meteorológico só na parte que que têm dificuldades, antes do controle no plená-
nos interessa: se vai chover ou fazer sol na região rio, dê-lhes tempo para compararem o que fizeram
ou cidade onde estamos e quantos graus vai fazer. com um colega. Podem, então, corrigir uns aos
Do mesmo modo, dependendo das circunstâncias, outros ou completar informações que faltam. Tra-
num bar barulhento, não entendemos tudo o que balhar juntos significa sempre uma oportunidade
se fala, mas, através dos fragmentos, podemos para a cooperação e para a interação.
reconstituir o que foi dito. Essas estratégias que Outras propostas: 1. Deixe que ouçam uma ou duas
aplicamos na língua materna, em geral, inconscien- vezes sem interrupção para terem uma melhor
temente, também devem ser treinadas na língua ideia do contexto. Devem prestar atenção às pes-
estrangeira. soas e ao número de pessoas que falam, às emo-
Todas essas questões foram consideradas no ções que transmitem, aos ruídos, às palavras que
momento da elaboração das atividades para desen- entendem, etc. 2. Para que os alunos percam o
volver as habilidades de compreensão de leitura e medo, discuta com eles sobre as dificuldades que
de audição. Visando a facilitar o processo de enten- têm e o que pode ser feito para amenizá-las. 3. A
dimento de textos de leitura e de audição, bem tarefa de audição deve ser feita sem ler o texto.
como o desenvolvimento de estratégias, apresenta- Com o texto diante de si, o aluno não precisa ouvir
mos alguns passos: e isso não vai ajudá-lo a desenvolver estratégias de
Atividade prévia: sabendo em que contexto ocorre compreensão auditiva. 4. Anime-os a ouvirem as
a audição ou a leitura, o falante nativo ativa seus audições várias vezes em casa.
conhecimentos relacionados a ele, o que vai facili-
tar a compreensão. No caso da língua estrangeira, Trabalho em pares e em grupos
isso não acontece tão espontaneamente. Por isso, Muitas das atividades em Oi, Brasil! aktuell foram
antes de ouvir ou ler um texto, é aconselhável fazer pensadas para que os alunos trabalhem em pares
uma atividade prévia em que se ativam os conheci- ou em grupos. Suas vantagens para a aprendizagem
mentos adquiridos e os conhecimentos de mundo são:
dos aprendentes. Em geral, o contexto em que • Os alunos têm a oportunidade de se conhecerem
ocorre a audição ou a leitura é dado nas instruções melhor, criando uma atmosfera descontraída.
da atividade. Para tanto, há no LC fotos, ilustrações, Esse fator, além de facilitar a aprendizagem, favo-
cartazes, mapas, etc. Além disso, no livro do profes- rece a cooperação e o sentimento de identificação
sor, ainda há diversas sugestões para atividades com a classe.
prévias. A situação de audição cria ansiedade em • Em pequenos grupos sentem-se mais desinibidos
muitos alunos, o que pode provocar um bloqueio. e têm a oportunidade de falarem mais, além de
Através da atividade preparatória, a ansiedade aprenderem uns com os outros.
diminui. • Promove a autonomia.
Tarefa de audição: é importante ler a instrução da • Os alunos dispõem de mais tempo para falarem
atividade antes de começar a ouvir, isto é, dar a do que teriam numa interação centrada entre
tarefa antes de ouvir. A tarefa especifica o objetivo professor e aluno.
da audição. Este define o tipo de audição, guiando Algumas propostas para formação de grupos na
os alunos para o modo adequado de compreensão, classe:
que pode ser: global (obter uma ideia geral), sele- • Quebra-cabeças: corte diferentes cartões postais,
tiva (a atenção se dirige só para a obtenção de fotos, anúncios (a quantidade depende do número
determinadas informações), detalhada (é necessá- de alunos e de quantos grupos se quer formar)
rio entender todas as informações, por exemplo, em três ou quatro partes. Misture-as bem e distri-
uma descrição do caminho na cidade). Devem con- bua-as aos alunos. Eles procuram as partes que
centrar-se nas informações pedidas na tarefa. Eles combinam e formam os grupos.
verão que as tarefas são fáceis de serem resolvidas, • Fonética: escreva em cartões (depende do
mesmo que não entendam tudo. Em Oi, Brasil! número de alunos e de quantos grupos se quer

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 8


INTRODUÇÃO

formar) palavras que pertencem ao mesmo grupo • Colocações: escreva em cartões de cores diferen-
de sons, por ex., os sons nasais: a. sim, bom, num; tes palavras que aparecem, frequentemente jun-
b. alemã, irmã, amanhã; c. não, são, alemão; tas, formando uma expressão usual. Por exemplo,
d. bem, Belém, aprendem; e. moram, gostam, fazer caminhada: num cartão de uma cor escreva
interessam. Distribua os cartões aos alunos. Estes fazer e num cartão de outra cor a palavra cami-
circulam pela sala, pronunciando as palavras para nhada. Proceda assim com outras expressões:
formarem grupos segundo o mesmo tipo de sons. tocar piano, jogar futebol, arrumar a casa, tomar
Essa atividade deve ser feita depois que aprende- o café da manhã, acordar cedo, etc. (vocabulário
ram os sons nasais (lições 3–4). das lições 7 e 9). Distribua aos alunos e eles pro-
• Naipes de baralho: use também naipes de bara- curam o colega para completar a expressão e
lho, por exemplo, quatro reis, quatro valetes, etc. formar par.
• Cartões com diálogos: distribua cartões com fra- • Pares de cartões: prepare cartões com ilustração/
ses de diálogos para serem ordenadas. Por exem- foto + palavras; palavras em alemão + palavras
plo, cartão a: Bom dia, meu nome é Marcos e o em português; expressões que se completam, por
seu? cartão b: Joana. De onde você é? cartão c: exemplo: obrigado/-a + de nada.
Sou de Fortaleza e você? cartão d: Sou de Belo
Horizonte. Os alunos circulam pela sala, leem os O primeiro dia de aula
seus cartões, até que os diálogos sejam recons- É essencial ter uma atmosfera simpática e descon-
truídos e, assim, um grupo seja formado. Prepare traída em que os alunos tenham curiosidade, von-
tantos diálogos quantos forem os grupos que tade de aprender e se sintam bem entre os colegas.
queira formar. O primeiro dia é muito importante para se criar
• Áreas semânticas: escreva em cartões palavras essa atmosfera. Eles devem se sentir bem-vindos e
de diferentes áreas semânticas para os alunos à vontade. Procure proporcionar um ambiente de
formarem grupos. Por exemplo, pratos típicos: cooperação e de dinâmica de grupo. Dispor as
feijoada, vatapá, arroz e feijão; hotel: cama, ar mesas e cadeiras em círculo ou em forma de U,
condicionado, chuveiro, etc. para que todos se vejam, facilita a comunicação.
• Outros critérios: peça que os alunos formem fila No início desse primeiro dia, não precisam ficar
segundo o ano de nascimento, a ordem alfabética sentados, nem o professor ficar na frente, sentado
dos nomes, a ordem alfabética da cidade onde à sua mesa. Com todos em pé, no meio da sala, faça
nasceram, o mês em que nasceram, a primeira as atividades típicas do primeiro dia, como cumpri-
letra do seu lazer ou hobby, etc. A seguir podem mentar, apresentar-se, perguntar e dizer o nome.
ser divididos segundo o número de grupos que Mas não exagere com a matéria nova. Fique alerta:
se quer. ninguém deve se sentir estressado diante da nova
situação. Elogie bastante, não só no primeiro dia,
Algumas propostas para a formação de pares: mas sempre.
• Lacunas: escreva num cartão uma palavra com Examine os livros com os alunos e responda às
lacunas, por ex. c_b_ _a. Num outro cartão eventuais perguntas sobre os componentes de
escreva as letras que faltam a, e, ç (a palavra é Oi, Brasil! aktuell e sobre o curso.
cabeça). Escreva outras palavras procedendo da
mesma maneira. Por exemplo, com vocabulário Nota das autoras e da editora:
das partes do corpo: ouvido, garganta, etc. Distri- Por razões práticas usamos só as formas do mascu-
bua aos alunos. Estes circulam pela sala. Cada um lino tanto para as professoras e os professores
procura o colega com as letras que encaixam na como para as alunas e os alunos.
sua palavra. Obviamente, deve-se usar somente
palavras que os alunos já conhecem.

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 9


10 O que foi que aconteceu?
A Bom fim de semana! §a SOLUÇÃO: a. Alice escreveu o e-mail;
b. Américo escreveu a lista; c. Juliana
§a COMUNICAÇÃO: Fazer suposições sobre o
escreveu o diário.
fim de semana §f Descrever o fim de semana §f
Avaliar um acontecimento no passado. 3 E o seu fim de semana? Com qual deles
§a GRAMÁTICA: Pretérito perfeito simples dos é mais parecido?
verbos regulares §f Pretérito perfeito simples §a OBJETIVO: Falar brevemente sobre seu pró-
dos verbos irregulares fazer, ir, ser, ter, ver. prio fim de semana.
§a PROCEDIMENTO: Dê um exemplo: O meu fim
1 Como foi o fim de semana destas pessoas?
de semana foi como o do Américo. Nesta
Quem parece que …
atividade de personalização, os alunos são
§a OBJETIVO: Fazer suposições sobre o fim
solicitados a somente dizerem com qual dos
de semana §f Introduzir o pretérito perfeito
três o seu fim de semana passado foi mais
simples de ser e ter.
parecido. Eles terão oportunidade para falar
§a PROCEDIMENTO:
em detalhes na atividade 10, depois de
1 Peça aos alunos que observem as fotos e
terem aprendido e praticado as formas do
pergunte: Que dia da semana é?
perfeito.
(→ segunda-feira de manhã ...)
2 Leia as instruções da atividade 1. Avise que, 4 Nos textos a e c da atividade 2 aparece um
como vão falar do fim de semana passado, tempo verbal novo, o perfeito. Assinale as
precisam da forma do passado (foi, teve). formas novas. Qual é o infinitivo?
3 Peça que se concentrem no conteúdo para §a OBJETIVO: Fazer uma releitura do texto para
fazer a atividade 1. Vão ter oportunidade localizar as formas do perfeito.
para conhecer e praticar a nova forma ao §a PROCEDIMENTO: Fazer segundo a instrução
longo da lição. Explique que devem olhar as no LC.
fotos e fazer suposições sobre como foi o fim §a SOLUÇÃO: a. ficou – ficar, liguei – ligar,
de semana dessas pessoas. atendeu – atender; c. dormi – dormir,
§a SOLUÇÃO: a. Juliana parece que teve um fim fui (2x) – ir, voltei – voltar, almoçou – almoçar,
de semana tranquilo; b. Alice parece que fiz – fazer.
teve problemas; c. Américo parece que teve
um fim de semana cansativo. 5 Nossa! Por quê?

2 Leia os textos e confira. Relacione os 5a Procure nos textos as formas que faltam.
textos com as pessoas da atividade 1. Complete a tabela.
§a OBJETIVO: Ler e comprovar suposições. §a OBJETIVOS: Apresentar, sistematizadamente,
§a PROCEDIMENTO: as formas do perfeito para a primeira e ter-
1 Peça para três alunos lerem os textos. Escla- ceira pessoa §f Focalizar o uso do pretérito
reça dúvidas de vocabulário, mas não entre perfeito simples.
em detalhes com as formas do perfeito. §a PROCEDIMENTO:
Converse um pouco sobre os tipos de textos, 1 Os alunos completam a tabela com as for-
talvez em alemão, se necessário. Faça algu- mas que já apareceram nos textos. Mostre
mas perguntas: Que tipos de textos há nesta que ir e ser têm a mesma forma no perfeito.
atividade? Que tipo de informação se espera 2 Leia com eles a caixa de gramática e explique
em cada texto? (e-mail: comunicar algo; diá- o uso do pretérito perfeito simples. Mostre
rio: anotação pessoal dos acontecimentos que marcadores temporais como no fim
do dia; lista de coisas para fazer: listagem de semana passado, no domingo passado,
de coisas urgentes ou importantes que não indicam o ponto definido no passado e
devem ser esquecidas). acompanham esse tempo verbal. Compare
2 Os alunos releem os textos e dizem quem com o alemão (Letztes Wochenende habe ich
escreveu qual texto. einen Film gesehen.).
3 Peça para assinalarem as passagens que §a LEMBRETE: Na tabela só aparecem as formas
levaram à solução. Por exemplo, no e-mail: que são usadas e praticadas nesta parte A.
Meu filho ficou doente, leva à pessoa que Aqueles que querem ver a tabela completa
teve problemas no fim de semana, Alice. podem consultar a pág. 15. No LE são exerci-
tadas todas as formas.

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 10


O QUE FOI QUE ACONTECEU? 10
§a ATIVIDADE ADICIONAL: Faça um exercício de 8 Pergunte a seus colegas. Se o colega
fixação. responder positivamente, escreva o nome
1 Primeiro exercitam só os verbos regulares. dele. O objetivo é ter um nome diferente
Escreva no quadro alguns verbos regulares para cada pergunta. Quem tem a lista
no infinitivo. mais completa?
2 Os alunos fazem o exercício em pares. Para §a OBJETIVO: Fazer perguntas sobre o fim de
isso precisam de uma moeda. Colega A joga semana passado.
a moeda. Se der cara, diz o verbo na primeira §a PROCEDIMENTO:
pessoa. Se der coroa, diz o verbo na terceira 1 Mostre no diálogo-modelo a pergunta e a
pessoa. A seguir, é a vez do colega B e assim resposta positiva (Jantei, sim). Pratique, rapi-
por diante. damente, fazendo algumas perguntas para
3 Da mesma maneira exercitam os verbos irre- responderem positivamente.
gulares fazer, ir/ser, ter. 2 Esclareça eventuais dúvidas de vocabulário
nas perguntas a–f. Explique que vão fazer as
5b Quem fala com quem? Complete com o
perguntas a–f a diferentes colegas e para
perfeito dos verbos e com os nomes das
isso têm que circular pela sala. O nome do
pessoas da atividade 2. Depois leia os
colega só pode aparecer uma vez na lista.
diálogos com um colega.
Avise que terão oito minutos para fazerem
§a OBJETIVO: Praticar o uso do perfeito.
perguntas uns aos outros.
§a PROCEDIMENTO:
3 Os alunos relatam no plenário.
1 Os alunos fazem esta atividade em pares.
Primeiro devem reler rapidamente o diálogo 9 O que é que você fez?
para identificarem as pessoas que falam.
2 Preenchem as lacunas com o perfeito e com 9a Dois colegas se encontram na
os nomes. Faça o controle no plenário. segunda-feira. Complete o diálogo.
§a SOLUÇÃO: 1. Alice, foi, tive, ficou; 2. Américo, Depois ouça e confira suas respostas.
Juliana, teve, fui, fiz, fez, trabalhei. §a OBJETIVO: Introduzir alguns marcadores
conversacionais.
6 Veja a lista do Américo da atividade 2. §a PROCEDIMENTO:
O que ele fez e o que ele não fez? Por que 1 Esclareça o significado das palavras propos-
ele está cansado? tas na lista. Os alunos preenchem as lacunas.
§a OBJETIVO: Praticar o uso do perfeito. Ouvem a gravação e conferem.
§a PROCEDIMENTO: Os alunos, em grupos ou 2 Chame a atenção para os marcadores con-
em pares, releem a lista do Américo e dizem versacionais. Peça para localizarem como é
o que ele fez (assinalado com ) e o que não formulada a reação de empatia à frase: Eu
fez. Faça o controle no plenário. tive uma gripe muito forte. (→ Ai, coitado!);
como o colega incentiva a Mila a falar sobre
7 Escreva três perguntas sobre o fim de
seu próprio fim de semana? (→ E você, Mila,
semana da Alice, da Juliana e do Américo.
conta aí…). Como se faz para mostrar inte-
Pergunte ao colega.
resse? (→ Ah, é?) e continuar a conversação
§a OBJETIVO: Praticar o uso do perfeito.
(→ E que filme você viu?). Mostre e explique
§a PROCEDIMENTO:
né? viu? É mesmo?
1 Em pares, os alunos escrevem três perguntas
3 Em pares, leem o diálogo. Enquanto leem,
sobre o fim de semana de cada uma das três
circule e incentive-os a lerem os marcadores
pessoas da atividade 2 Explique as mudan-
conversacionais com a devida entonação.
ças ortográficas no perfeito de verbos como
4 Explique que no português falado é comum
ficar, ligar, almoçar. Enquanto escrevem,
repetir o não no final da frase. Chame a
circule pela sala e corrija, se necessário.
atenção para o perfeito irregular de ver.
2 Cada par junta-se a outro par. Fazem pergun-
§a SOLUÇÃO: Horrível! Bem melhor. Olha, foi
tas uns aos outros.
superlegal.

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 11


O QUE FOI QUE ACONTECEU? 10
9b Marque no diálogo as formas do perfeito Por exemplo, 5b, diálogo 1, cumprimentar:
dos verbos. Qual é o infinitivo? Oi Juliana…, abordar o tema: Como foi o seu
§a OBJETIVO: Fazer uma releitura do texto para fim…?, responder: Tive um fim de semana
localizar as formas do perfeito. horrível, mostrar interesse: Nossa!, fazer
§a PROCEDIMENTO: continuar a conversação: Por quê? Peça aos
1 Fazer segundo a instrução no LC. alunos para continuarem o diálogo 1 em 5b,
2 Mostre que a avaliação de um acontecimento, reagindo a: Meu filho ficou doente. Faça o
realizado e encerrado no passado, é feita mesmo com o diálogo 2. Peça para reagirem
com o perfeito: Olha, (o filme) foi superlegal, a: Eu trabalhei no sábado e domingo.
(meu fim de semana) foi horrível. §a PROCEDIMENTO:
§a ATIVIDADE ADICIONAL: 1 Os alunos leem os adjetivos propostos na
1 Para fixar as formas dos verbos (primeira e lista. Esclareça dúvidas de vocabulário.
terceira pessoa), prepare cartões. Num lado, 2 Em grupos de três ou em pares, conversam
escreva em letra grande a primeira pessoa sobre o fim de semana. Incentive-os a
(fiz), no outro lado, em outra cor, a terceira desenvolverem uma conversação, demons-
pessoa (fez). Para contextualizar, escreva, trando interesse e incentivando o colega
em letra menor, uma frase curta e fácil a falar, usando os recursos ativados na
(Não … nada.). atividade prévia.
2 Misture bem os cartões (de modo que a 3 No plenário, cada grupo relata se os colegas
primeira pessoa e a terceira apareçam mis- fizeram coisas semelhantes ou diferentes.
turadas). Mostre uma face do cartão com Falam, brevemente, sobre o que fizeram.
uma forma (você fez) e os alunos têm que
dizer a forma que está no verso (eu fiz).
Devem dizer a forma do verbo com a frase B Acontecimentos passados
(Não fiz nada.), por isso a frase tem que ser §a COMUNICAÇÃO: Falar sobre acontecimentos
curta e fácil. Faça assim com todos os ver- passados na cidade, no país §f Formular
bos. Pode misturar irregulares e regulares, notícias.
ou exercitá-los separadamente. §a GRAMÁTICA: Pretérito perfeito simples dos
uma face do cartão verso do cartão verbos dar, estar §f Advérbios e locuções
temporais.
fiz fez 11 Em que seções de um jornal costumam
Não … nada. Não … nada.
aparecer estas notícias?
§a OBJETIVOS: Ler títulos de jornais §f
§a LEMBRETE: Pode fazer a atividade em grupos.
Introduzir os nomes de algumas seções
Prepare, então, um jogo para cada grupo.
de um jornal.
Os cartões são colocados sobre a mesa,
§a PROCEDIMENTO:
misturados. Cada aluno, por vez, lê a forma
1 Individualmente, os alunos leem as notícias
do verbo de um dos cartões e diz a forma
e anotam as seções em que aparecem.
que está no verso. Ele controla logo a seguir,
Enquanto fazem a tarefa, circule pela sala
virando o cartão. Se acertar, ele fica com o
e oriente-os.
cartão. Caso contrário, o cartão é recolocado
2 Comparam os resultados com um colega.
no mesmo lugar. Ganha quem tiver o maior
3 Peça para sublinharem os verbos e dizerem
número de cartões.
em que tempo estão (Os textos são títulos
§a SOLUÇÃO: foi-ser (3x), tive-ter (2x), fez-fazer,
de notícias e como tal, aparecem, em geral,
fiz-fazer, fui-ir, viu-ver (2x), gostou-gostar,
no presente.).
gostei-gostar.
§a LEMBRETE: Esclareça dúvidas de vocabulário
10 Como foi seu fim de semana? Fale com ou chame a atenção para vocabulário que
os colegas. Fizeram coisas parecidas ou considera importante, mas antes incentive
diferentes? os alunos a resolverem primeiro a tarefa,
§a OBJETIVOS: Desenvolver uma conversação tentando deduzir o significado, ativando
sobre o fim de semana. seus conhecimentos de mundo e de outras
§a ATIVIDADE PRÉVIA: Retome os diálogos (5b e línguas. Depois de feita a tarefa, peça para
9a) e peça para destacar as fases do diálogo. dizerem quais pistas foram decisivas para

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 12


O QUE FOI QUE ACONTECEU? 10
deduzirem o significado, tematizando, assim, 14 Você tem algum fato para contar?
as estratégias que desenvolvem para a com- Converse com seu colega sobre uma coisa
prensão do texto. que aconteceu ontem, na semana
§a SOLUÇÃO: c. O ex-campeão…; e. O presidente passada, há … meses…
da…; c. O Flamengo…; a. A cantora de…; b. A §a OBJETIVOS: Contar um fato acontecido.
empresa mineira… §a ATIVIDADE PRÉVIA: Para ajudar a inspiração,
leve algumas fotos de pessoas famosas,
12 Você é o apresentador de notícias de uma
sobre as quais saiu alguma notícia nas duas
rádio local. Apresente duas notícias da
últimas semanas. Ou procure na internet
atividade 11 e acrescente mais duas
títulos em português sobre fatos conhecidos
novas. Hoje é o dia 21 de janeiro.
dos alunos, acontecidos na Alemanha,
§a OBJETIVO: Narrar um acontecimento.
Áustria, Suíça ou outros países europeus ou
§a PROCEDIMENTO:
sobre fatos interessantes acontecidos no
1 É importante deixar claro para os alunos
Brasil ou no mundo. Lembre-se de que o
que a data a partir da qual os alunos vão
vocabulário tem que ser conhecido ou facil-
apresentar as notícias da atividade 11 é o
mente deduzível. Mostre as fotos e os títulos,
dia 21 de janeiro. Localize esse dia no calen-
deixe os alunos comentarem, faça você tam-
dário. Chame a atenção para a lista de
bém alguns comentários. Pergunte também
advérbios e locuções temporais que acom-
aos alunos o que aconteceu na cidade ou
panham o perfeito. Localize-as no calendário:
no trabalho.
ontem = 20 de janeiro, na semana passada =
§a PROCEDIMENTO:
de 8 a 14, no mês passado = dezembro,
1 Individualmente, os alunos escolhem entre
há dois meses = novembro, na última
a–d o que querem contar e fazem anotações
quinta-feira = 18 de janeiro.
sobre o que vão falar.
2 Se achar necessário, revise o infinitivo dos
2 Cada um conta o seu fato ao colega.
verbos da atividade 11 e as respectivas for-
§a LEMBRETE: Para não ficar cansativo, essa
mas (3ª pessoa) do perfeito. Em pares, os
atividade pode ser feita como revisão em
alunos preparam duas notícias para contar;
outro dia.
podem acrescentar outros dados. Apresen-
tam no plenário, na medida do possível, de 15 Kettenübung. Pergunte aos colegas.
forma livre e dramatizada. §a OBJETIVO: Praticar a resposta positiva ou
§a ATIVIDADE ALTERNATIVA: Os alunos podem negativa a uma pergunta com já.
preparar e apresentar só uma notícia da ati- §a PROCEDIMENTO:
vidade 11. Preste atenção para que escolham 1 Pergunte a alguns alunos: Você já bebeu
notícias diferentes. As duas notícias novas caipirinha? Já viu um filme brasileiro?
(indicadas na instrução da atividade) têm Explique as formas usuais para a resposta
como data o dia da aula e as notícias devem positiva (Já.) e a negativa (Não, ainda não.).
ser atuais em relação a essa data. 2 Faça a atividade em cadeia, em grupos
ou com a classe toda se achar mais conve-
13 Pergunte aos colegas.
niente.
§a OBJETIVO: Praticar o uso do perfeito junta-
mente com advérbios e locuções temporais. 16 Teste os seus conhecimentos.
§a PROCEDIMENTO: §a OBJETIVO: Testar os conhecimentos sobre
1 Faça o diálogo-modelo com alguns alunos, o Brasil.
mostrando que devem usar na resposta as §a PROCEDIMENTO:
expressões temporais que acompanham o 1 Em grupos, os alunos respondem ao questio-
perfeito (atividade 12: há 3 meses; no ano nário e conferem os resultados (escritos
passado, etc.). Explique perder o avião. verticalmente, à direita, na mesma página).
2 Os alunos continuam a atividade em grupos. Circule pela sala, oriente, esclareça dúvidas
Circule pela sala, participe em diferentes de vocabulário.
grupos, corrija se necessário. 2 Peça para falarem o que sabem sobre as
pessoas.

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 13


O QUE FOI QUE ACONTECEU? 10
§a ATIVIDADE ADICIONAL: Os alunos procuram §a PROCEDIMENTO:
na internet e trazem mais informações sobre 1 Peça para cobrirem o texto “Tom Jobim e a
as quatro pessoas. O descobrimento do Bossa Nova”. Ou copie numa transparência
Brasil deve ser ainda muito complexo, mas as frases a–g, não se esquecendo de aumen-
se quiserem procurar, podem fazê-lo. Avise tar o tamanho da letra. Leia as frases e
que devem ler com a intenção de captar esclareça o significado de algumas palavras
algumas informações (onde nasceu, onde novas como nascer, dedicar-se a, parceria,
viveu, o que fez?) e trazê-las para a classe, criador, pintor, compositor.
expondo-as aos colegas de modo que 2 Em pares, os alunos releem as frases e assi-
entendam. nalam as alternativas. Os pares comparam
entre si.
17 Prepare um questionário sobre pessoas §a SOLUÇÃO: a. no Rio de Janeiro; b. música;
e fatos passados do seu país. Os colegas c. um compositor; d. Vinícius de Moraes;
dos outros grupos respondem ao seu e. Bossa Nova; f. no final da década de 50;
questionário. g. em Nova York.
§a OBJETIVOS: Preparar um questionário sobre
fatos e pessoas §f Responder ao questionário. 19 Leia o texto e confira suas suposições.
§a PROCEDIMENTO: §a OBJETIVOS: Comprovar as suposições.
1 Em grupos, os alunos preparam um questio- §a PROCEDIMENTO:
nário semelhante ao da atividade 16. Os fatos 1 Peça para numerarem as linhas do texto de
e as pessoas devem ser do conhecimento cinco em cinco (25 + 2 linhas). Avise que
dos colegas. Por isso as perguntas devem devem ler o texto, tendo em vista comprovar
ser sobre fatos e pessoas do país do aluno. as suposições feitas em 18. Não devem se
Podem ser também sobre fatos ou pessoas preocupar com palavras desconhecidas.
internacionais, de conhecimento geral. 2 Leia os dois primeiros parágrafos. Peça para
2 Enquanto preparam as perguntas, circule controlarem as suas soluções em 18 e dize-
pelos grupos, ajudando e corrigindo. rem as passagens que comprovam a alterna-
3 Os grupos trocam os questionários e tiva correta. Assim, a passagem no texto, na
respondem. linha 4: nasceu no Rio de Janeiro em 1927,
indica que a alternativa correta na frase a é
no Rio de Janeiro. Para a frase b, a alterna-
C O que aconteceu nas décadas de tiva correta é música. Passagens no texto, na
50 e 60? linha 1: pianista, cantor, compositor e na
linha 5: tocar violão, flauta, piano, estudar
§a COMUNICAÇÃO: Conhecer um compositor
harmonia e composição. Para a frase c, a
brasileiro §f Conhecer a origem da bossa
alternativa correta é compositor, linha 1: foi o
nova §f Situar ações no tempo §f Ouvir a
compositor brasileiro e linha 6: estudar com-
canção Garota de Ipanema.
posição.
§a GRAMÁTICA: Pretérito perfeito simples
3 Em pares, os alunos continuam. Leem o
de pôr §f Locuções temporais.
texto, ajudando-se mutuamente. Isto é,
18 O que vocês já sabem sobre Tom Jobim? quando um colega descobrir a passagem
Façam suposições sobre a alternativa no texto referente às alternativas em 18,
correta. mostra-a ao outro. Confirmam ou corrigem
§a OBJETIVO: Apresentar um compositor brasi- as suposições feitas.
leiro dentro do contexto histórico. 4 Faça o controle no plenário, pedindo sempre
§a ATIVIDADE PRÉVIA: Leve uma foto grande do para mostrarem a passagem no texto (frase
Tom Jobim. Ponha a Garota de Ipanema como d: linha 8, frase e: linhas 3 e 9, frase f: linha 8,
música de fundo. Peça para falarem o que frase g: linha 19).
sabem sobre Tom Jobim, sobre a Bossa Nova 5 Incentive-os a falar o que sabem sobre Viní-
e sobre a música que estão ouvindo. Se não cius de Moraes, João Gilberto, Sarah Vau-
souberem nada, fale, brevemente, sobre a ghan, etc. (pode ser em alemão).
Bossa Nova. 6 Dedique-se ao vocabulário, sem tratá-lo
exaustivamente. Diga que cada aluno pode
perguntar pelo significado de uma palavra.

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 14


O QUE FOI QUE ACONTECEU? 10
Peça para dizerem sempre o número da linha 22 Cada um prepara duas perguntas sobre o
onde a palavra se encontra para que os cole- texto. Os colegas respondem às perguntas.
gas também saibam de que palavra se trata §a OBJETIVOS: Trabalhar com o texto §f
e em que contexto aparece. Antes de respon- Elaborar perguntas §f Praticar o vocabulário.
der, deixe que os próprios colegas expliquem §a PROCEDIMENTO: Cada aluno escreve duas
ou tentem explicar. Esclareça algumas cons- perguntas sobre o texto da atividade 19. Em
truções novas como deu início (na linha 3, pares, fazem as perguntas uns aos outros e
sinônimo: começar, iniciar), além de estudar respondem.
harmonia e composição (linha 5, construção §a LEMBRETE 1: Se constatar que os alunos já
equivalente estudou harmonia e composição), exercitaram o suficiente, faça essa atividade
em parceria com Newton Mendonça (linha 13, em outro dia como revisão.
juntamente com). §a LEMBRETE 2: Sugira aos alunos que procu-
7 Explique que compor (linha 8), é um composto rem informações sobre a Bossa Nova e na
de pôr; mostre a caixa com a conjugação próxima aula dedique alguns minutos para
de pôr. troca de informações sobre o tema. Leitura
§a LEMBRETE: Para resolver a tarefa da para os interessados: Augusto de Campos,
atividade 19 (ler o texto para conferir a Balanço da bossa e outras bossas, Editora
alternativa escolhida em 18), os alunos não Perspectiva.
devem se preocupar com as palavras desco-
nhecidas. Depois de resolvida a tarefa, 23 Ordene estes acontecimentos de acordo
pode-se esclarecer o vocabulário que os com uma possível biografia de uma pes-
alunos acharem necessário. No entanto, soa. Compare com um colega. Vocês têm
dependendo da classe, se o professor achar a mesma ordem?
mais conveniente, ele pode, primeiro, §a OBJETIVO: Introduzir e sistematizar o voca-
esclarecer o vocabulário. bulário para uma biografia.
§a PROCEDIMENTO:
20 Sublinhe no texto as expressões Esclareça dúvidas de vocabulário. Individual-
alternativas usadas para expressar mente os alunos ordenam os acontecimentos,
as datas. A que ano se referem estas comparam a sequência com um colega.
expressões?
§a OBJETIVOS: Localizar no texto diferentes 24 Pense em três acontecimentos
expressões para datas. importantes em diferentes fases da sua
§a PROCEDIMENTO: Peça aos alunos para vida. Anote só as datas. Fale, então, com
sublinharem as formas usuais para expressar seu colega sobre eles.
datas (→ em 1927, em 1956, em 1959, etc.) e as §a OBJETIVOS: Falar sobre marcos importantes
expressões alternativas, isto é, outras formas da sua própria vida.
para expressar datas (→ dois anos depois) e §a PROCEDIMENTO:
a que ano se referem (→ 1961). Esta atividade é feita em pares ou em grupos
§a SOLUÇÃO: Dois anos depois = 1961; neste de três. Cada um anota três datas importan-
mesmo ano = 1962. tes em sua vida e mostra-as aos colegas.
Seguindo as frases-modelo e usando o voca-
21 O que aconteceu nestas datas na vida de bulário apresentado em 23, conversam sobre
Tom Jobim? Escolha cinco datas e fale os acontecimentos relacionados a essas três
sobre elas. datas.
§a OBJETIVOS: Datar acontecimentos.
§a PROCEDIMENTO: 25 Pesquise a canção “Garota de Ipanema”.
1 Os alunos escolhem cinco datas na vida de Com um colega numere as partes na se-
Tom Jobim e escrevem sobre o que aconteceu quência correta. Confira com outros
nessas datas. Circule pela sala, corrija se colegas.
necessário. §a OBJETIVOS: Ouvir uma das músicas mais
2 Em pares, falam sobre as datas que conhecidas da Bossa Nova.
escolheram.

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 15


O QUE FOI QUE ACONTECEU? 10
§a PROCEDIMENTO: Jetzt kann ich... : Lembre aos alunos que
1 Fotocopie, em cartolina, o texto separado devem fazer a atividade Jetzt kann ich … no
em partes (como no livro pág. 14), recortes- LE ao final de cada lição. O professor pode
-as e ponha-as em um envelope depois de usar essa atividade para fazer uma revisão.
bem misturadas. Prepare tantos envelopes Trabalhando em pares, os alunos formulam
quantos pares houver na classe. para cada item um exemplo. O professor
2 Distribua um envelope para cada par. Os pode também trabalhar com cartelas. Em
alunos põem os cartões sobre a mesa. cada cartela, escreve-se uma frase em letra
3 Ponha a canção para ouvirem. Em pares, grande, por exemplo: Jetzt kann ich ... über
movimentam os cartões para colocá-los na vergangene Ereignisse sprechen. Cada aluno
sequência que ouvem. recebe uma cartela, escreve no verso um
§a LEMBRETE: Preparar os cartões dá mais tra- exemplo em português consultando o colega
balho, mas é uma possibilidade para tornar se se sentir inseguro. A seguir lê/mostra a
a atividade mais motivadora, principalmente cartela em alemão para os colegas e diz
para os tipos cinestésicos, que aprendem como é em português. O professor recolhe as
através de movimentos. cartelas. Estas com as frases em português
§a SOLUÇÃO: 1. Olha, que...; 2. Que vem e que...; devidamente corrigidas servirão para revisão
3. Moça do corpo...; 4. É a coisa...; 5. Ah, a em outras oportunidades e em outros cur-
beleza...; 6. Ah, se ela soubesse...; 7. Se sos.
enche...
Português Europeu (PE) (pág. 194): A crité-
rio do professor ou dos alunos pode-se fazer
na aula (alguns d)os exercícios da L10 do PE.

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 16


11 Puxa! Que casaco lindo!
A No verão só uso bermudas. – Mencionam os meses de cada estação, na
Alemanha e no Brasil.
§a COMUNICAÇÃO: Descrever peças de
– Associam as peças de vestuário da ativi-
vestuário §f Falar sobre cores preferidas §f
dade 1 às estações. Faça essa prática em
Introduzir as estações do ano §f Dizer o que
cadeia. Escreva exemplos no quadro: Asso-
vestir nas diferentes estações do ano §f Fazer
cio o pulôver ao…; Associo a camiseta sem
elogios a peças de vestuário e reagir.
manga à…
§a GRAMÁTICA: Verbo vestir no presente do
§a PROCEDIMENTO:
indicativo §f Uso impessoal do verbo fazer
1 Os alunos observam as fotos das pessoas,
(faz frio) §f Adjetivos de cores §f Usos dos
os nomes e de onde são. Em pares, fazem
verbos calçar, vestir e usar §f ser + de +
suposições sobre o que vestem nas estações
material (é de seda).
indicadas, seguindo as frases-modelo.
1 Ordene as peças de vestuário. Quais Diga-lhes que devem anotar as suposições
são para mulheres (M), para homens (H) feitas.
e quais são unissex (U)? 2 Chame a atenção para a caixa com o verbo
§a OBJETIVO: Introduzir o vocabulário relativo vestir e sua irregularidade. Pergunte que
a peças de roupa, calçado e material. outros verbos já conhecem com a mesma
§a PROCEDIMENTO: irregularidade (preferir, servir, seguir). Revise
1 Os alunos, em pares, observam as peças de rapidamente a conjugação desses verbos.
roupa e calçado. Escrevem quais são para Esclareça os usos dos verbos calçar (calça-
homens (H), mulheres (M) ou unissex (U). dos), vestir (roupas) e usar (calçados, roupas,
Faça a correção no plenário. acessórios). Esclareça que se usa o verbo
2 Os alunos observam a caixa de vocabulário fazer para descrever o tempo e que o verbo
com os tipos de material. Com a ajuda dos é impessoal (faz frio, faz calor).
símbolos internacionais, eles poderão dedu-
3 Ouça e confira as suas suposições.
zir o significado das palavras. Depois, peça
§a OBJETIVO: Ouvir e comprovar as suposições.
para procurarem: Quais peças têm indicação
§a PROCEDIMENTO: Diga aos alunos que vão
de material? (→ malha de lã, casaco de couro,
ouvir uma conversa com as três pessoas da
etc.). Devem notar que os materiais estão
atividade 2 e devem anotar o que cada uma
acompanhados da preposição de.
veste nas estações indicadas. Ouvem quan-
3 Remeta os alunos ao “Lerntipp” 3 e comente
tas vezes for necessário. Comparam com as
a estratégia usada nessa atividade para
suposições que fizeram. Que diferenças e
memorizar o vocabulário: agrupar as pala-
semelhanças há?
vras segundo critérios temáticos, por exem-
§a LEMBRETE: O diálogo entre as três pessoas
plo, o sexo do usuário, as estações do ano,
de regiões diferentes do Brasil mostra as
ou segundo a finalidade (trabalho, festa,
diferenças climáticas, naturais num país com
praia, etc.).
a extensão do Brasil. O professor pode falar
§a SOLUÇÃO POSSÍVEL: M(ulher): h, i, j, m, o;
sobre o clima da sua própria região. Convide
H(omem): b, l; U(nissex): a, c, d, e, f, g, k, n.
os alunos que já estiveram no Brasil a fala-
2 O que você acha que eles vestem? Anote rem de suas experiências em relação ao clima.
suas suposições. §a SOLUÇÃO:
§a OBJETIVOS: Introduzir as estações do ano §f Francisca (Recife): veste no verão saia ou
Fazer suposições sobre o que as pessoas bermuda com camiseta sem manga. Só calça
vestem. sandálias. Sempre usa roupa leve.
§a ATIVIDADE PRÉVIA: Bruno (Porto Alegre): veste no inverno uma
1 Chame a atenção dos alunos para as fotos camiseta, dois blusões de lã, calça, meias de
com as estações do ano. lã, e por cima um casacão.
2 Revise os meses e pratique as estações: Noêmia (São Paulo): veste no outono e na
– Peça para dizerem em que estação do ano primavera, de manhã e de tarde, uma malha
estão no momento da aula (→ Estamos n…). de lã.
– Os alunos dizem qual é a sua estação pre-
ferida, explicando por quê.

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 17


PUX A! QUE C ASACO LINDO! 11
🔊 2 desenhe coisas que são vermelhas (tomate,
§a TRANSCRIÇÃO: pág. 245 morango). Para ver o que se pode fazer com
o cartão e para outras ideias, vá ao “Lern-
4 Vocês estão planejando uma visita para tipp” 7.
o Brasil. Decidam: §a SOLUÇÃO: a. camisa verde; b. terno cinza;
§a OBJETIVO: Prática interativa dos recursos c. malha de lã cinza; d. pulôver vermelho;
aprendidos. e. casaco de couro marrom; f. camiseta
§a PROCEDIMENTO: Em grupos, os alunos deci- amarela; g. vestido sem manga azul;
dem para onde vão no Brasil, em que época h. blusa de manga curta rosa; i. sandálias
do ano (estação) e que peças de roupa vão marrons; j. bermuda lilás.
levar. Depois relatam no plenário.
6b De quantas cores você se lembra?
5 Kettenübung: Qual é a sua cor preferida? Compare com o seu colega.
Que roupas tem na sua cor preferida? §a OBJETIVOS: Concordância dos adjetivos
§a OBJETIVOS: Introduzir cores §f Praticar o de cores com os substantivos §f Introduzir
vocabulário de cores. vocabulário que indica padrão: listrado,
§a PROCEDIMENTO: estampado, xadrez.
1 Os alunos leem os nomes das cores na caixa §a PROCEDIMENTO:
de vocabulário. 1 Os alunos comparam com o colega: De quan-
2 Diga que vão fazer a atividade em cadeia tas cores conseguiram se lembrar?
dizendo a cor preferida e o que tem nessa 2 Verifique se a concordância dos adjetivos
cor seguindo as frases-modelo. de cores com os substantivos foi observada.
3 Comece a cadeia: A cor azul é a minha prefe- Esclareça quais nomes de cores são variáveis
rida. Tenho uma camisa nessa cor. Pergunte em gênero e número (terminados em -o:
ao aluno ao lado: E a sua? e assim sucessiva- branco/-a, brancos/-as), quais só em
mente. número (terminados em -e: verde/verdes e
§a LEMBRETE: em consoantes: azul/azuis, marrom/marrons,
1 Para evitar longos e, por vezes, constrange- lilás/lilases) e quais são invariáveis (rosa,
dores silêncios porque o aluno não se lem- laranja e cinza).
bra de nada quando chega a vez dele, antes 3 Chame a atenção para os padrões. Peça para
de começar a cadeia, dê alguns segundos denominarem as peças da atividade 1 que
para cada um anotar (mentalmente ou no têm esses três tipos de padrão (→ camisa
papel) a cor e a peça de roupa. xadrez, maiô listrado, sunga estampada).
2 As cores à esquerda já apareceram na lição 2. §a ATIVIDADE ADICIONAL: Para fixar o vocabu-
6 Você tem boa memória para cores? lário, os alunos observam as imagens em 1.
Em pares, fazem perguntas um ao outro
6a Observe durante 30 segundos as sobre a cor, o material, o padrão (De que cor
imagens da atividade 1. Complete é a saia? De que cor são as sandálias? De que
a lista com as cores. material é…? O maiô é estampado?). Ao res-
§a OBJETIVO: Praticar o uso dos adjetivos de ponder o aluno deve tentar fazê-lo de me-
cores. mória. Depois ele vê as imagens para confe-
§a PROCEDIMENTO: rir sua resposta.
1 Os alunos leem a lista de roupa a–j. Obser-
vam as imagens da atividade 1 durante 7 Descreva um colega. O que ele está usando
alguns segundos. Sem voltar a ver as ima- hoje? Os outros adivinham quem é.
gens, completam rapidamente a lista de §a OBJETIVO: Prática personalizada dos recur-
roupas com as respectivas cores. sos aprendidos.
2 Para conferir, observam de novo a atividade §a PROCEDIMENTO: Os alunos, em grupos,
1. Corrigem, se necessário. descrevem-se uns aos outros (o que vestem
3 Fale com os alunos sobre o uso das cores e calçam) e adivinham de quem se trata.
para ajudar a memorizar o vocabulário. Por §a ATIVIDADE ALTERNATIVA 1: Cada par senta-se
exemplo, tem problema em se lembrar da de costas um para o outro, se possível, dis-
palavra vermelho? Escreva num cartão a tante de outros pares. Fecham os olhos e
palavra vermelho em vermelho, cole ou um descreve o outro (o que veste, calça,

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 18


PUX A! QUE C ASACO LINDO! 11
cores, material, padrão). Abrem os olhos 10 Ponha o diálogo na ordem certa. Depois
e conferem. ouça e confira.
§a ATIVIDADE ALTERNATIVA 2: Dê a cada aluno §a OBJETIVOS: Introduzir recursos para comprar
um cartão onde descreverão uma peça de roupa §f Uso dos demonstrativos §f Uso de
roupa de que gostam muito (Tenho uma muito como advérbio e como adjetivo.
camisa amarela listrada, de algodão, etc.). §a PROCEDIMENTO:
Não devem escrever o nome. Recolha os 1 Os alunos observam e descrevem a foto e a
cartões e redistribua-os. Cada aluno lê o seu ilustração para terem uma ideia do tema do
cartão em voz alta e os outros adivinham a diálogo.
quem se refere (Acho que a camisa amarela 2 Ordenam as partes do diálogo, escrevendo
listrada… é da Sabine, porque ela gosta os números 1–8 nos quadrados. Para com-
muito de amarelo.). provar, ouvem uma ou duas vezes.
3 Faça uma rápida pergunta de compreensão:
8 “Você acha? Muito obrigado!” Associe
Qual é o tamanho (→ 46) e a cor (→ azul) da
o elogio com a reação adequada.
calça que o freguês comprou?
§a OBJETIVO: Introduzir maneiras de elogiar
4 Esclareça dúvidas de vocabulário. Em pares,
e de reagir.
treinam a leitura do diálogo.
§a PROCEDIMENTO:
5 Peça que leiam nos balões o diálogo entre
1 Leia com os alunos as informações sobre
a vendedora e o freguês. Anime-os a deduzir
elogios no Brasil que estão na caixa ponti-
a diferença entre este (o objeto mostrado
lhada. Como exemplo, leia os elogios a–e,
está próximo do falante) e aquele (o objeto
com a devida entonação.
mostrado está distante dos interlocutores).
2 Os alunos, em pares, associam os elogios
Mostre a ocorrência frequente dos pares
a–e às reações 1–5.
este-aqui e aquele-ali.
3 Faça o controle no plenário: em voz alta, um
6 Chame a atenção para a caixa de gramática
aluno, por vez, lê um elogio, você lê a reação
com os demonstrativos e esclareça que con-
com a entonação adequada. Esclareça dúvi-
cordam em gênero e número com os subs-
das de vocabulário.
tantivos ao qual se referem. Peça para subli-
4 Os alunos leem em pares. Caminhe pela sala,
nharem os demonstrativos no diálogo. Faça
ajude-os na entonação adequada.
uma breve prática, pedindo para substituir,
§a SOLUÇÃO: a. 5; b. 1; c. 4; d. 3; e. 2
no diálogo, calça por casaco.
9 Katrin, seu casaco é muito bonito! Elogie 7 Chame a atenção para a segunda caixa de
as roupas, os acessórios, os sapatos ou as gramática. Pela visualização dos exemplos,
cores usadas por um colega. os alunos podem deduzir as regras de uso.
§a OBJETIVO: Praticar fazer um elogio e reagir. Muito bonita, muito bonitas: é um advérbio,
§a ATIVIDADE ALTERNATIVA: Os alunos se levan- modificando adjetivos e é invariável. Muitas
tam e fazem um círculo no meio da classe. camisas…, muitos vestidos: trata-se de inde-
Faça o primeiro elogio: coloque-se, primeiro, finidos; acompanham substantivos, com os
ao lado do aluno, dirija-se a ele e faça seu quais concordam em gênero e número.
elogio. Este reage. Da mesma maneira, um §a LEMBRETE: Pode explicar a existência dos
aluno faz o próximo elogio. Participe nos pronomes esse/esses/essa/essas (o objeto
elogios e incentive-os a irem além de dizer mostrado está próximo da pessoa com quem
obrigado/-a. Para isso coloque-se ao lado da se fala), mas a diferença com este/estes/
pessoa elogiada e “assopre” uma resposta. esta/estas muitas vezes não é observada
na língua falada.
§a ATIVIDADE ADICIONAL:
B Qual é o seu tamanho? 1 Para praticar, escreva no quadro ou numa
transparência muito (advérbio), e muito/-a,
§a COMUNICAÇÃO: Comprar roupa §f Mostrar
muitos/-as (indefinidos). Desenhe um círculo
algo §f Dizer como ficou a roupa.
e dentro dele escreva, misturados e não em
§a GRAMÁTICA: Demonstrativos este(s), esta(s),
forma de lista, alguns adjetivos e substanti-
aquele(s), aquela(s) §f Advérbio e adjetivo
vos: elegante, grande, pessoas, filhos, bonita,
muito §f Comparativo §f Superlativo.
gente, apertado, trabalho, confortável, diver-

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 19


PUX A! QUE C ASACO LINDO! 11
tidas, nervoso, loja, vestido, blusas, ofertas, 2 Cada um diz o que gostaria de comprar,
sandálias, etc. explicando as razões da sua escolha (→ Eu
2 Peça para combinarem as palavras do círculo gostaria de comprar a camiseta vermelha.
com muito ou muito/-a, muitos/-as. Dê Está barata e estou precisando de uma cami-
alguns exemplos: muito grande, muitos seta sem mangas).
filhos, etc. Os alunos continuam em pares. §a ATIVIDADE ALTERNATIVA: Em pares, fazem
§a SOLUÇÃO: 2, 3, 7, 1, 4, 6, 5, 8 uma atividade em que praticam o vocabulá-
rio e revisam os números. Exemplo:
11 O que o freguês responde ao vendedor? §h Você compraria a peça que custa 65 reais?
Alterne com seu colega o papel de §f Qual? A bermuda azul?
vendedor e freguês. §h Não.
§a OBJETIVO: Apresentar e praticar os recursos §f A gravata azul?
para descrever como uma roupa fica numa §h É.
pessoa. §f ...........................
§a PROCEDIMENTO:
1 Os alunos associam os adjetivos propostos 14 Observe os preços da atividade 13. Leia e
na lista com as ilustrações (→ largo/-a: ilus- escreva o nome da peça.
tração c, etc.). §a OBJETIVO: Introduzir e sistematizar as com-
2 Em pares, praticam perguntando (E então, parações e os superlativos.
como está o vestido? ou Como ficou…?) e §a ATIVIDADE PRÉVIA:
respondendo. 1 Dê exemplos de comparativo, usando as ima-
§a LEMBRETE: Os adjetivos estão apresentados gens da Loja Virtual Alina. Mostre o esquema
na lista com seus antônimos. Essa é uma boa da caixa de gramática.
técnica para ajudar a memorização (ver “Ler- 2 Faça uma breve prática: alguns alunos fazem
ntipp” 2.) frases comparando as peças da Loja Virtual
Alina.
12 Prepare um diálogo de compra e depois
represente a cena. A bolsa verde é mais cara (do) que a marrom.
§a OBJETIVO: Prática dos recursos para comprar. A bolsa branca é menos cara (do) que a bolsa
§a ATIVIDADE PRÉVIA: Para sistematizar e prati- marrom.
car os recursos de comprar roupa, escreva A bolsa branca é tão cara como a calça vermelha.
no quadro vendedor e freguês. Peça que os
alunos escrevam as perguntas do vendedor §a PROCEDIMENTO:
e as expressões que o freguês usa para fazer 1 Nas frases a–g, as comparações são feitas
o pedido. em forma de jogo de adivinha. A frase a
serve de modelo. Individualmente ou em
vendedor freguês pares, os alunos leem as frases, observam
Boa tarde. Já foi Eu queria ver uma as imagens da atividade 13 e procuram iden-
atendido/-a? camisa. tificar a coisa comparada. Faça o controle no
............................................. .............................................
plenário.
............................................. .............................................
............................................. ............................................. 2 Chame a atenção para as frases g, f: a quali-
............................................. .............................................
dade é apresentada em seu grau mais alto.
Explique que é o superlativo absoluto e que
§a PROCEDIMENTO: Os alunos preparam
há duas formas: com -íssimo/-a ou com
(ensaiam) um diálogo de compra. Voluntários
muito + adjetivo.
representam no plenário, sem ler, isto é, o
3 Mostre o superlativo relativo nas frases d, e:
mais livremente possível.
a qualidade de uma coisa (a bolsa verde) é
13 Que peças você gostaria de comprar? destacada (a mais cara) em relação a um
Comente com seu colega. grupo (da loja). Mostre que este último ele-
§a OBJETIVOS: Introduzir vocabulário de calça- mento (da loja) pode ser omitido, como nas
dos e acessórios §f Revisar números. frases d e e. Os alunos leem o esquema do
§a PROCEDIMENTO: superlativo na segunda caixa (na altura do
1 Os alunos observam as imagens. exercício 15).

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 20


PUX A! QUE C ASACO LINDO! 11
§a SOLUÇÃO: b. a gravata listrada; c. a bolsa C Lá tem de tudo.
branca; d. a bolsa verde; e. os sapatos mar-
§a COMUNICAÇÃO: Falar sobre hábitos de com-
rons; f. a camiseta verde e a camiseta verme-
pra §f Ler e entender texto §f Falar sobre uma
lha; g. a bolsa verde.
rua comercial ou mercado ou feira.
15 Compare as peças expostas. Os colegas
18 Leia o questionário e marque suas
adivinham de que peça se trata.
respostas.
§a OBJETIVO: Prática oral interativa do compa-
§a OBJETIVO: Responder ao questionário sobre
rativo e superlativo.
o tipo de consumidor.
§a PROCEDIMENTO:
§a PROCEDIMENTO: Os alunos, individualmente,
1 Em grupos, os alunos escrevem num papel
leem e assinalam os itens que correspondem
duas a cinco comparações em forma de jogo
a si mesmos. Enquanto respondem ao ques-
de adivinha, como na atividade 14. De acordo
tionário, circule pela sala e esclareça dúvidas
com o exemplo, usando os adjetivos propos-
de vocabulário.
tos na lista, fazem comparações entre as
§a LEMBRETE: Se achar mais conveniente,
peças da atividade 13.
esclareça o vocabulário novo antes de os
2 Os grupos trocam as perguntas do jogo e
alunos começarem a responder.
procuram identificar as peças comparadas.
§a LEMBRETE: Para não ficar cansativo, essa 19 Compare com os colegas os resultados da
atividade 15 poderia ser feita numa aula atividade 18. O que há de comum entre
posterior ou mais tarde como revisão. vocês? Que tipo de consumidor você é?
§a OBJETIVO: Falar sobre hábitos de compra
16 Complete.
e dizer que tipo de consumidor é.
§a OBJETIVOS: Praticar o comparativo e super-
§a PROCEDIMENTO:
lativo §f Introduzir o comparativo e o super-
1 Os alunos observam os três tipos de consu-
lativo de grande e bom.
midores: o gastador, o ecônomico e o espon-
§a PROCEDIMENTO:
tâneo. Em grupos, procuram responder à
1 Os alunos leem os adjetivos propostos na
pergunta: Como esses três consumidores
lista.
responderiam ao questionário da atividade
2 Mostre na caixa de gramática que melhor e
18?
maior são as formas irregulares do compara-
2 Comparam com suas respostas, constatam o
tivo e superlativo de bom e grande.
que há de comum entre si. Depois decidem
3 Os alunos completam as frases com os adje-
que tipo de consumidores são.
tivos propostos na lista. Faça a correção no
§a LEMBRETE: Participe também das atividades
plenário.
18 e 19.
17 Discuta as afirmações da atividade 16.
20 Puxa, quanta gente! Observe a foto e faça
Você é da mesma opinião?
suposições.
§a OBJETIVO: Dizer a opinião.
§a OBJETIVOS: Fazer suposições sobre uma
§a PROCEDIMENTO:
rua §f Preparar a leitura do texto.
1 Lance uma afirmação provocativa e peça a
§a PROCEDIMENTO:
opinião dos alunos: Os homens são muito
1 Diga aos alunos que vão ler um texto, mas
conservadores. Sempre usam calça. Devem
antes, devem observar a foto e, em pares,
variar, por exemplo, usar saia, sapato alto e
fazer suposições sobre o que veem (pergun-
meia de seda. O que vocês acham?
tas a–c.).
2 Para dar opinião os alunos já conhecem eu
2 Peça para cobrirem o texto.
acho que… Introduza as outras frases (dizem
que…, na minha opinião…, para mim…). 21 Leia o texto e confira as suas suposições.
3 Em grupos, trocam ideias, dão as suas opini- §a OBJETIVO: Ler e comprovar as suposições.
ões sobre as afirmações feitas na atividade §a PROCEDIMENTO:
16 (ou sobre outros temas). 1 Os alunos leem o texto. A tarefa é somente
comparar as informações do texto com as
suposições feitas em 20 (compreensão glo-
bal de leitura). Durante a leitura não devem

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 21


PUX A! QUE C ASACO LINDO! 11
se preocupar com as palavras novas ou des- §a SOLUÇÃO: a. tem tempo e paciência; b. pes-
conhecidas. Faça o controle no plenário. soas de todas as classes sociais; c. passam
2 Explique que as atividades 22 e 23 vão facili- por lá entre 400 a 700 mil pessoas. d. imi-
tar o entendimento do texto, por isso vão grantes sírios e libaneses; e. a sujeira e os
fazê-las antes de esclarecer dúvidas de ambulantes ilegais.
vocabulário e entrar em detalhes. Avise que §a LEMBRETE: O procedimento adotado de
as dúvidas de vocabulário serão esclarecidas levar os alunos a resolverem tarefas antes
depois, se ainda for necessário. de se dedicarem ao vocabulário desconhe-
cido tem por objetivo fazê-los se concentra-
22 Quais subtítulos correspondem aos rem no que conhecem para entender o texto.
parágrafos? Compare com o colega. Mas dependendo da ansiedade ou da resis-
§a OBJETIVO: Reler e dar subtítulos aos pará- tência dos alunos é melhor não se ater a
grafos. esse princípio de maneira inflexível.
§a PROCEDIMENTO:
1 Os alunos leem os subtítulos. Certifique-se 24 Conhece algo parecido? Existe na sua
de que tenham entendido as palavras pará- cidade? É uma rua? Ou um mercado?
grafo e começo. Uma feira? Como se chama? Onde fica?
2 Individualmente, releem o texto para indica- O que vende?
rem qual é o subtítulo adequado a cada §a OBJETIVO: Desenvolver uma conversa sobre
parágrafo (compreensão global de leitura). um tema semelhante ao do texto.
Comparam com um colega. Se necessário, §a PROCEDIMENTO: Peça aos alunos que falem
faça o controle no plenário. sobre algo semelhante ao tema do texto. Tal-
§a SOLUÇÃO: a. produtos; b. preços populares; vez acabem falando em alemão. Para a pró-
c. o começo; d. os problemas xima aula, eles podem, então, preparar
o que vão falar, procurando informações na
23 Marque a alternativa correta. internet, em português. Devem anotar ape-
§a OBJETIVO: Fazer uma releitura do texto para nas palavras-chave que vão precisar para
verificar determinadas informações. relatar. Aconselhe-os a treinarem em casa,
§a PROCEDIMENTO: fazendo um relato para si mesmo a partir
1 Individualmente, leem as afirmações a–e e das palavras-chave anotadas.
marcam as alternativas corretas (compreen- §a LEMBRETE: Os alunos podem falar sobre
são seletiva de leitura). Peça para marcarem festas tradicionais, já que muitas feiras ou
as passagens no texto que justificam a sua vendas nas ruas estão associadas a festas
decisão. Comparam com um colega. Faça o tradicionais. Podem também falar sobre
controle. ruas, mercados, festas de outros países que
2 Peça para numerarem as linhas do texto de presenciaram.
cinco em cinco (15 + 3 linhas). Cada aluno
pode perguntar pelo significado de uma Jetzt kann ich... : Veja proposta a pág. 16.
palavra. Para garantir que os colegas saibam
de que palavra se trata e em que contexto Português Europeu (PE) (pág. 195): A crité-
aparece, peça para localizarem a palavra, rio do professor ou dos alunos pode-se fazer
dizendo o parágrafo e a linha. Antes de expli- na aula (alguns d)os exercícios da L11 do PE.
car, deixe os colegas tentarem primeiro.

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 22


12 Saúde, mente e corpo
A Vida moderna: vida estressante? §a PROCEDIMENTO:
1 Explique, se for necessário, o significado das
§a COMUNICAÇÃO: Falar sobre estresse §f
palavras doença e pressa. Peça que supo-
Ler e entender texto §f Dar conselhos e fazer
nham pela expressão doença da pressa o
recomendações.
que vai ser tratado no texto. Escreva as
§a GRAMÁTICA: Imperativo.
ideias no quadro.
1 O que você associa a cada uma destas 2 Leem o texto e comparam com as suposições
pessoas? que fizeram sobre o tema. Esclareça dúvidas
§a OBJETIVO: Falar sobre hábitos relacionados de vocabulário: cada aluno pode perguntar
à saúde. pelo significado de uma palavra. Antes de
§a PROCEDIMENTO: responder deixe que os outros colegas expli-
1 Diga aos alunos que vão falar sobre hábitos quem ou deduzam.
relacionados à saúde. Peça para observarem 3 Comparam com o que responderam no ques-
as duas pessoas das fotos e lerem as frases tionário da atividade 2. Relatam alguns pon-
da lista: Quais são hábitos saudáveis e quais tos coincidentes (por exemplo: na pesquisa
pouco saudáveis? Esclareça dúvidas de voca- as pessoas trabalham mais de 10 horas. De
bulário. vez em quando eu também trabalho mais de
2 Os alunos associam as frases às duas pes- 10 horas por dia.). Ou pontos totalmente
soas. Faça o controle no plenário. diferentes (por exemplo: Eu sempre tenho
§a SOLUÇÃO: a. dormir 8 horas; frutas e legu- tempo para a família e para os amigos.)
mes; subir e descer a escada a pé; b. cinco §a ATIVIDADE ADICIONAL:
xícaras de café ao dia; batata frita e hambúr- 1 Para organizar as ideias do texto e para pra-
guer; só pensar no trabalho; fumar muito. ticar o vocabulário, depois que leram, peça
para localizarem o parágrafo correspondente
2 Você vive correndo? Marque o que a cada uma das perguntas seguintes e darem
corresponde a você. Depois compare com exemplos:
o colega. a. Como é a vida das pessoas que sofrem
§a OBJETIVO: Responder a um questionário dessa doença? Cite dois exemplos.
para verificar se leva uma vida estressante. b. Quais são as consequências dessa
§a ATIVIDADE PRÉVIA: Peça aos alunos que doença? Cite dois exemplos.
digam quais hábitos da pessoa b da ativi- §a SOLUÇÃO POSSÍVEL: a. Não têm tempo para
dade 1 têm a ver com estresse (→ só pensar almoçar, têm poucas horas para dormir.
no trabalho, beber cinco xícaras de café, b. Têm problemas cardíacos, depressão,
fumar muito). Respondendo às perguntas fumam e bebem em excesso.
a–g, eles podem verificar se estão levando
uma vida estressante. Esclareça o significado 4 Leia os conselhos destas pessoas para
de viver correndo. combater a “doença da pressa”. Depois
§a PROCEDIMENTO: Os alunos leem as frases. escute e relacione.
Explique correndo substituindo por expres- §a OBJETIVOS: Apresentar conselhos para com-
sões semelhantes aprontar-se correndo: bater a “doença da pressa”.
aprontar-se em poucos minutos; sair de casa §a PROCEDIMENTO:
correndo: sair rapidamente. Individualmente, 1 Os alunos leem os conselhos nos balões.
assinalam as alternativas a–g. Comparam Esclareça dúvidas de vocabulário. Não é
com um colega para verem que semelhanças necessário abordar o imperativo ainda. Diga
e diferenças há. Quem respondeu com mui- somente que, como se trata de conselhos,
tos “sim”? os verbos estão no imperativo.
2 Ouvem as entrevistas e relacionam os balões
3 Você também está sofrendo da “doença com as fotos dos entrevistados (compreensão
da pressa”? Leia o texto e compare com auditiva global). Comparam com o colega.
as suas respostas em 2. Faça o controle. Peça para lerem os conselhos
§a OBJETIVO: Ler e entender um texto de um em voz alta.
jornal online §f Comparar com as respostas §a SOLUÇÃO: a. (Sr. Walter) deu o conselho 2;
do questionário. b. (D. Cleusa) deu o conselho 1; c. (Dra.
Juliana) deu o conselho 3.

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 23


SAÚDE, MENTE E CORPO 12
🔊 4–6 6 “Ande a pé sempre que possível”. Quais
§a TRANSCRIÇÃO: pág. 245–246 são os dois itens mais importantes de
cada coluna para uma vida saudável?
5 Aprenda a dizer não.
Escreva seis conselhos.
5a Na atividade 4 há uma forma nova dos §a OBJETIVO: Praticar o imperativo.
verbos, o imperativo. Sublinhe as termi- §a PROCEDIMENTO: Os alunos escolhem de
nações do imperativo. Qual é o infinitivo? cada coluna duas atividades que acham mais
§a OBJETIVO: Reler os textos nos balões para importantes e escrevem seis conselhos. Aju-
focalizar os imperativos. de-os na formulação para que os conselhos
§a PROCEDIMENTO: Os alunos sublinham nas não saiam muito reduzidos, por exemplo,
frases dos balões as formas do imperativo. não só Faça esporte, mas Faça esporte com
Faça o controle no plenário. moderação. Depois comparam com o colega
§a SOLUÇÃO: a. aprenda – aprender; desligue – e elaboram uma lista do grupo, partindo dos
desligar; durma – dormir; saia – sair; itens mais repetidos. Se a escolha foi muito
b. esperem – esperar; divirtam-se – diferente, justificam a escolha e procuram
divertir-se; pratiquem – praticar; tenham – chegar a um acordo. Ao fazer o controle no
ter; c. trabalhe – trabalhar; tenha – ter; pense plenário, cada grupo apresenta a sua lista. O
– pensar; faça – fazer. próximo grupo tem que prestar atenção e só
apresentar os itens diferentes.
5b Complete as formas do imperativo. §a ATIVIDADE ALTERNATIVA:
§a OBJETIVOS: Apresentar, sistematizadamente, 1 Divida a classe em grupos de três ou quatro
as formas do imperativo correspondentes a alunos. Distribua 12 fichas para cada grupo.
você / vocês §f Uso do imperativo. O grupo escolhe as 10 atividades mais
§a PROCEDIMENTO: importantes para uma vida saudável e escre-
1 Os alunos completam a tabela com as formas vem nas fichas, com o verbo no infinitivo
do imperativo que apareceram na atividade 4. (beber um copo de vinho tinto, fazer ioga
2 Deixe que deduzam a regra (→ A terminação duas vezes por semana, dançar sempre que
do imperativo para os verbos regulares em possível, etc).
-ar é -e e verbos em -er e -ir é -a.). Mostre 2 As fichas são colocadas sobre a mesa viradas
que nos verbos irregulares o imperativo tem para baixo. Um aluno tira uma ficha e dá o
a mesma forma irregular da 1ª pessoa singu- conselho correspondente no imperativo.
lar do presente do indicativo (ver: eu vejo
→ vej-; dormir: eu durmo → durm-; passear: 7 Que conselhos você daria a alguém que
eu passeio → passei-) e a terminação segue respondeu com muitos “sim” às perguntas
a regra da terminação (ver → veja; dormir da atividade 2?
→ durma; passear → passeie). Neste primeiro §a OBJETIVO: Praticar o imperativo.
contato não há necessidade de falar sobre §a PROCEDIMENTO: Os alunos releem as frases
as exceções (seja, esteja). da atividade 2. Em grupos, verificam quem
3 Chame a atenção para a caixa de gramática, respondeu sim a que perguntas, dando os
para a mudança ortográfica em verbos com conselhos correspondentes.
terminação -car (pratique) e -gar (desligue). §a LEMBRETE: Para que os alunos fixem mais
4 Peça aos alunos que leiam de novo as frases facilmente o imperativo, aconselhe-os a
e deduzam o uso do imperativo neste con- darem conselhos a si mesmos, que acham
texto (→ para dar conselhos). que são importantes para a sua vida.
§a ATIVIDADE ADICIONAL: Escrevem-nos em cartões (Post-its). Depois
1 Em cartões, escreva frases curtas com verbos podem pendurá-los pela casa, em lugares
no infinitivo (subir a escada, não tomar café, visíveis, por ex., na cozinha, coma frutas, no
etc.). Os alunos fazem a atividade em pares. corredor, faça jogging, na sala da estar, não
Para isso, prepare a quantidade necessária fume, etc. Para uma pessoa visual é uma
de conjuntos de cartões. técnica de fixação muito boa.
2 Aluno A tira um cartão e joga uma moeda. Se
der cara, diz o verbo no imperativo singular.
Se der coroa, diz o verbo no plural. A seguir
é a vez do colega B e assim sucessivamente.

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 24


SAÚDE, MENTE E CORPO 12
B Nossa, o que é que você tem? Quando vi a feijoada, fiquei com água
§a COMUNICAÇÃO: Nomear as partes do corpo §f
na boca.
Hoje fiz tudo errado. Levantei com o
Descrever dores, sintomas, doenças §f Dar
pé esquerdo.
recomendações e conselhos relacionados
Para ele eu conto ele é o meu amigo
a doenças.
tudo, do peito.
§a GRAMÁTICA: Verbo estar + com dor João trabalha para Ele é o meu braço
de… §f Expressões para aconselhar (ter de…, mim há muito tempo. direito.
dever…, precisar…, é melhor…). Não quebre a cabeça com estes problemas.
Isto é fácil. Posso fazer de olhos
8 Leia as partes do corpo. O que você usa fechados.
para as atividades a – f listadas abaixo? Não meta o nariz onde não é chamado.
§a OBJETIVO: Introduzir o vocabulário das
partes do corpo. §a LEMBRETE: Esta atividade serve também
§a ATIVIDADE PRÉVIA: Pergunte o que a pessoa para formar pares.
da foto é ou está fazendo (→ É um capoei-
rista e está jogando capoeira.). Se alguém da 9 O que estas pessoas têm? Associe as
classe participa de um grupo de capoeira, fotos com as frases.
convide-o a fazer uma apresentação e uma §a OBJETIVO: Descrever dores e doenças.
demonstração. Pode pedir também para pes- §a PROCEDIMENTO:
quisarem na internet e trazerem informações 1 Os alunos leem e associam as frases com as
que achem relevantes. fotos. Provavelmente não deverão ter pro-
§a PROCEDIMENTO: blemas para resolver esta atividade, pois
1 Os alunos observam a foto e leem os nomes mesmo que não saibam o significado de uma
das partes do corpo. Em pares, faça uma ou outra palavra, podem deduzir por elimi-
breve prática do vocabulário: um cobre o nação. Mas, se for necessário, esclareça
vocabulário e diz os nomes que lembra. O o significado de palavras que ainda não
colega, olhando no livro, controla e ajuda no conhecem como resfriado, ouvido, garganta.
vocabulário. Depois trocam os papéis. 2 Ao fazer o controle, teatralize com gestos
2 Completam a–f: esclareça que a atividade e mímicas cada uma das “doenças” das
consiste em escrever as partes do corpo que fotos. Os alunos leem a frase e dizem o
são usadas para as atividades indicadas. número correspondente (Estou com dor de
Faça o controle no plenário. dente. → número 2.).
§a ATIVIDADE ADICIONAL: Algumas sugestões 3 Chame a atenção para a expressão estou
para fixar o vocabulário. com + dor de… usada para descrever dores
1 Escreva os vocábulos do corpo em cartõezi- e doenças e estou + resfriado/-a.
nhos. Todos ficam em pé, fazendo um círculo. §a SOLUÇÃO: a. 5; b. 3; c. 6; d. 1; e. 4; f. 2
Cada participante (o professor inclusive) 10 Ai, ai! Está doendo muito!
recebe dois ou três cartõezinhos. Esses não
devem ser mostrados aos outros. Cada um, 10a O que é que o Raul fez ontem? Como ele
por vez, indica no seu corpo, com gesto, está se sentindo? Conte o que aconteceu.
o que está escrito no seu cartão. Todos os As palavras abaixo dão uma pista.
outros colegas repetem o gesto e dizem §a OBJETIVO: Supor o que aconteceu com o
o nome. Raul.
2 Pode-se introduzir algumas expressões idio- §a PROCEDIMENTO:
máticas com as partes do corpo. Escreva as 1 Esclareça as palavras da lista. Usando estas
frases em tiras e corte-as no meio. Misture palavras, em pares, trocam ideias sobre o
bem e ponha tudo em envelopes. Em pares, que aconteceu com o Raul e escrevem uma
os alunos montam as duas partes da frase. pequena história.
Circule pela sala, ajude no vocabulário e no 2 Os pares trocam suas histórias e corrigem-se
entendimento da expressão idiomática. mutuamente. Em casos de dúvida consultam
Incentive-os também a consultarem o dicio- o professor.
nário. Faça o controle no plenário, pergunte
pelas expressões correspondentes na sua
língua. Eis aqui alguns exemplos:

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 25


SAÚDE, MENTE E CORPO 12
10b Leia o diálogo e complete. Depois ouça §d Ai, coitado! (ou Nossa! Puxa, que coisa!)
e confira. §b Você precisa tomar muita água.
§a OBJETIVO: Ler e completar o diálogo. §c É mesmo, eu preciso tomar bastante água.
§a PROCEDIMENTO: (ou É mesmo, é bom tomar água.)
1 Os alunos leem o diálogo e completam com 2 Leia a lista de recomendações e esclareça
as palavras da lista da atividade 10a. dúvidas de vocabulário (uma pastilha para
2 Ouvem a gravação para conferir. Esclareça a garganta, passar uma pomada, etc.). Às
dúvidas de vocabulário. expressões da lista, acrescente: É melhor e É
3 Comparam com o que contaram em 10a. bom. Dê alguns exemplos, com as expressões
Leem o diálogo em pares. que introduzem conselhos ou recomenda-
ções: Você devia fazer massagens. Ou: É
11 Como se diz em português? melhor ir ao médico.
§a OBJETIVO: Sistematizar recursos para des- 3 Os alunos fazem a atividade em grupos. Um
crever doenças e desejar melhoras. aluno teatraliza com gestos e mímicas uma
§a PROCEDIMENTO: Os alunos leem as frases das doenças da atividade 9 e, ao mesmo
a–h, procuram no diálogo em 10b ou em 9 os tempo, explica verbalmente o que sente. Os
recursos correspondentes e escrevem-nos. colegas mostram empatia, dão conselhos.
Comparam com o colega. Faça o controle Eles devem desenvolver um diálogo, como
no plenário. fizeram anteriormente com o professor.
§a SOLUÇÃO: a. Não estou me sentindo bem. §a ATIVIDADE ALTERNATIVA: Se preferir, fotoco-
b. Não dormi bem. c. Estou com dor de bar- pie as fotos da atividade 9, pág. 27 (para
riga. / Minha barriga está doendo. d. Estimo cada grupo de três ou quatro pessoas, uma
as melhoras. e. Ai, ai! Que dor de cabeça! cópia), recorte-as e cole-as em cartões. Os
f. O senhor vai ficar bom logo. g. Não é nada cartões são colocados em cima da mesa,
grave. h. Não se preocupe. virados para baixo. Um aluno tira um cartão,
expressa a doença que está no cartão com
12 Nossa, o que é que você tem?
gestos e, ao mesmo tempo, explica verbal-
12a Sublinhe os conselhos da médica no mente o que sente. Os colegas dão conselhos.
diálogo da atividade 10b. §a JOGO:
§a OBJETIVO: Sistematizar os recursos para dar Para praticar dar conselhos e recomenda-
conselhos. ções, prepare o “jogo dos conselhos”.
§a PROCEDIMENTO: 1 Prepare tantos jogos quantos forem neces-
1 Os alunos leem novamente e sublinham os sários para grupos de quatro pessoas.
conselhos da médica no diálogo da atividade 2 Para um jogo, faça uma fotocópia ampliada,
10b. em cores diferentes, das folhas 12.1 e 12.2,
2 Comparam com o colega. Faça o controle no pág. 68–69. Recorte nos lugares indicados.
plenário. 3 Distribua um jogo para cada grupo. Os car-
3 Chame a atenção para as construções impes- tões são colocados em cima da mesa, vira-
soais seguidas de infinitivo: é bom… / é dos para baixo: uma pilha com as situações
melhor… e a outra pilha com os recursos para dar
§a SOLUÇÃO: Não devia comer…; o senhor pre- conselhos.
cisa tomar…; não tome bebida…; é melhor 4 Em cada grupo formam-se dois pares, A e B,
tomar…; tem de tomar…; não se preocupe. que competem entre si. Por turno, um aluno
do par A levanta um cartão com a situação-
12b Um colega está doente e descreve o que -problema, descreve-a verbalmente e, se
sente. Os outros dão conselhos a ele. possível, através de mímica também.
§a OBJETIVO: Descrever interativamente doen- O colega levanta um cartão da pilha dos
ças, dar conselhos e recomendações. recursos, lê e formula o conselho. Se as
§a PROCEDIMENTO: formulações estiverem corretas, ficam com
1 Leia o diálogo-modelo com um aluno. Acres- os cartões. Os colegas decidem. Em caso de
cente mais alguns turnos. Por exemplo, dúvida, chamam o professor. Depois é a vez
encaixe uma reação de empatia, mostre do par B.
como poderia ser a reação ao conselho.
§a Acho que estou com gripe.

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 26


SAÚDE, MENTE E CORPO 12
5 Se tirar o cartão com o papagaio, o par não presunto). Os alunos fazem a atividade
joga nesta rodada. Os dois cartões são colo- seguindo o exemplo.
cados embaixo das respectivas pilhas. §a LEMBRETE: Diga que alguns produtos estão
6 Ganha quem conseguir ter o maior número como representantes e que, ao comparar
de cartões. com os colegas, podem substituí-los por um
produto equivalente. Por exemplo, se nunca
comem maçã, eles podem mencionar a fruta
C Dieta saudável mais frequente no seu cardápio (laranja,
§a COMUNICAÇÃO: Falar sobre hábitos alimen- banana, etc.). Podem fazer o mesmo com
tares §f Conhecer critérios para hábitos de cenoura, alface, lentilha, iogurte, presunto.
alimentação saudáveis. Podem acrescentar também o produto fre-
§a GRAMÁTICA: Advérbio (bem) §f Adjetivo quente no seu cardápio e que não está na
(bom, boa). lista.

13 Adoro um hambúrger! 14b Leia o texto e compare com seus hábitos


alimentares.
13a Quem costuma comer o quê? Leia e §a OBJETIVOS: Apresentar a pirâmide alimen-
relacione. tar §f Ler o texto e entender os critérios para
§a OBJETIVO: Apresentar hábitos alimentares montar uma alimentação saudável.
de algumas pessoas. §a ATIVIDADE PRÉVIA: Os alunos observam a
§a PROCEDIMENTO: Os alunos, individual- pirâmide. Pergunte se conhecem essa forma
mente, leem as frases e associam às fotos. de apresentação dos alimentos para montar
Esclareça dúvidas de vocabulário e depois um cardápio variado e saudável. Deixe fala-
peça aos alunos que leiam. rem o que sabem. Podem falar em alemão.
§a SOLUÇÃO PROVÁVEL: a. Joel; b. Flávio; §a PROCEDIMENTO:
c. Luana; d. Taís. 1 Peça para numerarem as linhas do texto de
cinco em cinco (15 + 4 linhas).
13b Os hábitos alimentares dessas pessoas
2 Diga-lhes que devem concentrar a leitura
são saudáveis? Por quê? Se você acha que
nos parágrafos com a descrição da pirâmide
não são saudáveis, apresente uma alter-
e, ao mesmo tempo, observar a ilustração da
nativa.
pirâmide em 14c. Eles devem identificar na
§a OBJETIVO: Expressar opinião sobre os
pirâmide os produtos mencionados no texto.
hábitos alimentares.
Depois dessa leitura, faça algumas perguntas
§a PROCEDIMENTO:
de controle do entendimento. Por exemplo:
1 Os alunos, em pares, trocam opinião sobre
os hábitos alimentares das quatro pessoas. Cite alguns produtos que estão na base da
Justificam suas opiniões, procuram dar alter- pirâmide.
nativas melhores. Para dar opinião já conhe- Quais são os dois grupos do segundo andar?
cem eu acho que…, na minha opinião… Cite um produto de cada grupo do terceiro
Introduza concordo com você, não concordo. andar.
2 Os alunos apresentam os resultados da troca Cite um produto do topo da pirâmide.
de opiniões e as alternativas para as dietas
3 Os alunos podem perguntar pelo significado
no plenário.
de uma palavra por linha. Se ainda sobrarem
14 Você come estes alimentos? palavras desconhecidas, ajude-os a adivi-
nhar o significado pelo contexto.
14a Preencha individualmente. Depois com- 4 Individualmente, os alunos leem o texto e
pare com os colegas. Os hábitos alimenta- comparam com seus hábitos alimentares.
res são muito diferentes? Ou semelhan- 5 Peça para relatarem algumas das compara-
tes? Relate ao grupo. ções, tendo em vista as seguintes perguntas:
§a OBJETIVO: Atividade para preparar a leitura Você tem que mudar seus hábitos? Como?
do texto em 14b. Tem que variar? O que (não) vai deixar de
§a PROCEDIMENTO: Verifique se ainda se lem- comer?
bram do vocabulário de alimentos (lição 5) e
esclareça as palavras novas (lentilha, cereais,

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 27


SAÚDE, MENTE E CORPO 12
14c Em qual parte da pirâmide entram os §a ATIVIDADE PRÉVIA: Peça para relerem o
alimentos da atividade 14a? último parágrafo (linhas 16–19), que
§a OBJETIVO: Visualizar na pirâmide os produ- menciona a adaptação que especialistas
tos dos seus hábitos alimentares. brasileiros fizeram na pirâmide para dar o
§a PROCEDIMENTO: Definem em que parte da devido lugar ao feijão, muito importante na
pirâmide entram os alimentos de 14a. alimentação brasileira. Peça para localizarem
§a SOLUÇÃO: na base: cereais; no segundo o feijão na pirâmide. Mencione outros pro-
andar, nos legumes (e verduras): alface, dutos importantes na alimentação diária dos
cenoura (ou outro), nas frutas: maçã (ou outra brasileiros, como o arroz, a mandioca, a
fruta); no terceiro andar, junto com o leite e carne bovina.
o queijo: iogurte, manteiga; junto com a §a PROCEDIMENTO:
carne: presunto; junto com o feijão e a soja: 1 Os alunos discutem os hábitos alimentares
lentilha; no topo da pirâmide: geléia, pudim. do seu país que devem ser destacados. Aju-
de-os com o vocabulário, se necessário.
14d Escreva, ao lado da pirâmide, a Montam a pirâmide, anotando os nomes dos
quantidade recomendada para cada alimentos ou desenhando-os.
grupo de alimentos. 2 Cada grupo relata à classe. Para não ficar
§a OBJETIVO: Reler o texto para encontrar as repetitivo, os alunos têm que prestar aten-
porções indicadas para cada grupo de ali- ção ao que os relatores apresentam e,
mentos. quando chegar a sua vez, só acrescentar o
§a PROCEDIMENTO: que fizeram diferente. Faça a conclusão
1 Os alunos releem o texto para extrair as por- geral: há semelhanças e diferenças entre os
ções indicadas para os alimentos e preen- grupos? Há diferenças regionais?
chem nos lugares indicados. Comparam com §a LEMBRETE: Fale sobre o prato típico de
um colega. quase todos os dias do brasileiro: bife,
2 Chame a atenção para a caixa de gramática e salada de tomate, arroz e feijão. Fale sobre
explique a diferença (bem advérbio, invariá- a variedade de feijão e de nomes: preto,
vel; bom, boa adjetivos, concordam com os branco, mulatinho, fradinho, rajadinho, ube-
substantivos que acompanham). Peça para raba, de corda, etc. Leve fotos (prospectos,
sublinharem no texto (título: comer bem; embalagens, Google, etc.).
linha 2: alimentando bem, boa alimentação;
linha 9: bom funcionamento). Jogo IV (pág. 32–33)
§a ATIVIDADE ADICIONAL: Segundo as lições da Não se esqueça de levar números suficientes
pirâmide alimentar, faça um plano de refei- de dados e pedras (Spielfiguren).
ções (café-da-manhã, almoço, jantar) para §a LEMBRETE: Nas regras do jogo está estabe-
duas pessoas da atividade 13a. lecido que os alunos devem fazer no mínimo
§a SOLUÇÃO: (de baixo para cima, da esquerda dois diálogos, mas a critério do professor ou
para a direita) arroz… 5 a 9 porções; legumes dos alunos pode ser mais.
4 a 5 porções; leite… 3 porções; carne… 1 a 2
porções; óleos… 2 porções; feijão… 1 porção; Jetzt kann ich... : Veja proposta a pág. 16.
frutas 3 a 5 porções.
Português Europeu (PE) (pág. 196): A crité-
15 Faça, de acordo com o exemplo, uma rio do professor ou dos alunos pode-se fazer
pirâmide alimentar para o seu país. na aula (alguns d)os exercícios da L12 do PE.
Decida quais hábitos alimentares devem
ter um destaque numa pirâmide adaptada
para seu país.
§a OBJETIVO: Fazer uma pirâmide adaptada
para o seu país.

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 28


13 Recordar é viver!
A Antigamente era diferente. 3 Na sua opinião, quais alternativas são
corretas? Compare com seu colega.
§a COMUNICAÇÃO: Descrever situações e hábi-
Justifique sua escolha.
tos no passado.
§a OBJETIVOS: Inferir a resposta adequada a
§a GRAMÁTICA: Formas regulares do pretérito
partir dos indícios fornecidos no diálogo §f
imperfeito §f Formas irregulares do pretérito
Fundamentar a opinião.
imperfeito (ser, ter, pôr) §f Uso do imperfeito.
§a PROCEDIMENTO:
1 Você gostaria de morar num lugar assim? 1 Individualmente, os alunos assinalam as
Por quê? alternativas a–d.
§a OBJETIVOS: Sensibilizar os alunos para 2 Comparam suas soluções e justificam suas
aspectos da vida rural no Brasil §f Introduzir escolhas.
vocabulário relevante para o diálogo da §a SOLUÇÃO: respostas possíveis
atividade 2. a. Acho que não tinha rádio. Na fazenda
§a PROCEDIMENTO: não tinha luz, então não podia ter rádio. E
1 Avise que as fotos retratam algumas cenas naquele tempo acho que não tinha bateria.
rurais no Brasil de mais de 40 anos atrás. b. Acho que sim. Como não havia luz, eles
Peça para observarem as fotos e comenta- iam cedo para a cama.
rem o que veem. Esclareça: sem luz, água c. Acho que sim, pois ele ficava o dia inteiro
encanada, sossegado, mato, fogão a lenha. fora. Quando chovia tinha que ficar dentro
Para os comentários podem usar as palavras de casa. Não podia correr, nadar, etc. E acho
propostas na lista. Dê, a partir das fotos, que não tinha brinquedos e jogos como os
informações que ache relevantes sobre a de hoje, como futebol de mesa e monopoly.
vida rural no Brasil. d. Acho que sim. Ele tinha muito contato com
2 Passe depois à opinião pessoal, se gostariam a natureza, tinha muita liberdade. Brincava
de morar num lugar assim. Peça para justifi- muito com outras crianças.
carem a resposta.
4 No diálogo aparece um tempo novo, o
§a LEMBRETE: As fotos foram tiradas em 1976,
pretérito imperfeito. Assinale as formas
em diversos sítios na região de Diamantina,
novas. Qual é o infinitivo?
em Minas Gerais.
§a OBJETIVO: Fazer uma releitura do diálogo
2 Naquele tempo muitas cidades não para localizar as formas do imperfeito.
tinham luz. A Elisa, de 13 anos, conversa §a PROCEDIMENTO: Os alunos sublinham as
com o tio-avô de 66 anos. Complete o formas do imperfeito no diálogo da ativi-
diálogo. Depois ouça e confira. dade 2 e anotam o infinitivo. Faça o controle
§a OBJETIVOS: Ler e completar um diálogo no plenário.
sobre situações e hábitos do pas- §a SOLUÇÃO: morava – morar; era – ser;
sado §f Introduzir as formas do imperfeito. gostava (2x) – gostar; tinha, tinham – ter;
§a PROCEDIMENTO: existia – existir; era (3x) – ser; podia – poder;
1 Individualmente, os alunos completam o diá- brincava – brincar; ficava – ficar; nadava –
logo, anotando as frases a–f na sequência nadar; pescava – pescar; andava – andar;
adequada. Comparam com o colega e, para conhecia – conhecer; queria – querer.
conferir, ouvem o diálogo. Esclareça dúvidas
5 Complete a tabela. Procure nas atividades
de vocabulário.
2 e 3 as formas do imperfeito que faltam.
2 Em pares, treinam a leitura do diálogo.
§a OBJETIVO: Apresentar sistematizadamente
§a ATIVIDADE ALTERNATIVA: Se achar mais con-
as formas regulares e irregulares (ser, ter)
veniente, antes de os alunos começarem a
do imperfeito.
completar, leia as frases do diálogo e escla-
§a PROCEDIMENTO: Os alunos completam a
reça dúvidas de vocabulário (naquele tempo,
tabela com as formas que já apareceram nas
chato, perigoso, naquela época, empregado,
atividades 2 e 3.
o dia inteiro, roça, interior).
§a LEMBRETE:
§a SOLUÇÃO: d, f, a, c, b, e.
1 Chame a atenção para as formas iguais para
os verbos em -er e -ir.

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 29


RECORDAR É VIVER! 13
2 Insista na entonação adequada das formas 2 Individualmente, cada um lê e assinala as
da 1ª pessoa do plural (morávamos, fazía- afirmações que são corretas para si, isto é,
mos, etc.). as que correspondem à sua infância. Acres-
§a ATIVIDADE ADICIONAL: Faça um exercício de centa duas frases.
fixação das formas do imperfeito. 3 Depois entrevista o colega.
1 Digite, em letra grande, uma lista de frases. 4 Relata à classe um ponto que acha interes-
Por exemplo: Antigamente … (fazer) passeios; sante, por exemplo: Eu não brincava de cor-
Antes … (nadar) todos os dias; Naquele rer nas ruas da cidade porque morava numa
tempo … (sair) todas as noites; Antigamente cidade grande e era perigoso. Peter podia
… (escrever) um diário; Quando … (ser) brincar de correr nas ruas porque morava
criança… (morar) com meus avós; Quando … numa cidade pequena.
(ter) 10 anos … (gostar de) jogar futebol; 5 Chame a atenção para a forma irregular do
Naquela época … não (ir) ao cinema. imperfeito do verbo pôr.
2 Imprima a lista numa folha de papel (DIN A5).
Faça tantas cópias quantas forem necessá- 7 Recordações de quando eu era criança.
rias para pares ou grupos de três. 7a Leia as perguntas e anote as suas
3 Cada par ou grupo recebe uma folha com respostas.
a lista de verbos e um dado. A cada face do §a OBJETIVO: Praticar o uso do imperfeito.
dado corresponde um pronome pessoal: §a PROCEDIMENTO: Depois de esclarecidas
1 ponto = eu; 2 pontos = tu; 3 pontos = você, eventuais dúvidas de vocabulário, cada um
ele, ela; 4 pontos = nós; 6 pontos = vocês, responde às perguntas a–i.
eles, elas. Quem tirar 5 pontos joga de novo.
4 Por turno, cada aluno joga o dado e conjuga 7b Entreviste seu colega e anote algumas
uma frase da lista. Não pode repetir a frase palavras-chave das respostas dele.
do colega anterior. Há pontos em comum?
§a LEMBRETE: Como os jogos são atividades de §a OBJETIVO: Prática oral interativa do uso do
recapitulação e fixação, é bom que os alunos imperfeito.
façam em pequenos grupos, como pede a §a PROCEDIMENTO: Cada um procura um par-
atividade, e não em plenário. ceiro, faz as perguntas a–i da atividade 7a
e anota as palavras-chave na coluna “meu
6 Antigamente … Assinale a alternativa colega”. Depois é a vez de o parceiro fazer
correta. Acrescente mais duas atividades. as perguntas e anotar.
Depois entreviste seu colega. Relate
à classe. 7c Com as palavras-chave de 7a sobre seu
§a OBJETIVO: Focalizar o uso do pretérito colega, escreva um texto sem o nome
imperfeito §f Prática oral do uso do imperfeito. dele. O professor vai recolher e redistri-
§a ATIVIDADE PRÉVIA: Leia com os alunos a buir os textos. Quem se reconhece?
caixa com a explicação do uso do imperfeito. §a OBJETIVO: Prática escrita do uso do imper-
A seguir, os alunos devem reler o diálogo feito.
da atividade 2, concentrando-se no uso do §a PROCEDIMENTO: Fazer segundo a instrução
imperfeito. Peça para assinalarem os marca- no LC. Corrija os textos antes de serem redis-
dores temporais que situam a descrição tribuídos. Cada um lê, em voz alta, o texto
no tempo passado (→ quando era criança, que recebeu: quem se reconhece na descri-
naquele tempo). Peça para destacarem ção que ouviu? Ou se os colegas se conhecem
exemplos de descrições de situação (→ mui- bem, podem adivinhar de quem se trata.
tas cidades também não tinham luz, etc.)
e descrições de ações habituais (→ a gente
nadava no rio, pescava, etc.). B Já te contei o que aconteceu?
§a PROCEDIMENTO: §a COMUNICAÇÃO: Narrar acontecimentos no
1 Mostre que as frases a–g são descrições passado.
de situações e hábitos no passado (tempo §a GRAMÁTICA: Usos do pretérito perfeito e
da infância), estabelecido pelo marcador imperfeito §f Advérbios em -mente §f Verbo
temporal antigamente (no título da atividade). vir no pretérito imperfeito.

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 30


RECORDAR É VIVER! 13
8 A bofetada 9 Havia um clima de suspense.

8a Coloque as partes do texto na ordem 9a No texto os verbos aparecem no imper-


certa. O que o garçom disse? Complete. feito e perfeito. Marque as formas do
§a OBJETIVOS: Introduzir o uso combinado do imperfeito e perfeito em cores diferentes.
imperfeito e perfeito em narrativas §f Fazer §a OBJETIVOS: Conscientizar para o uso do
suposição sobre o final de uma história. imperfeito e perfeito §f Facilitar o entendi-
§a PROCEDIMENTO: mento das regras de uso através de uma
1 Mostre, com gestos, o significado de bofe- visualização.
tada e avise que o texto é uma narrativa sim- §a PROCEDIMENTO:
ples e segue a estrutura de uma narrativa. 1 Faça uma transparência do texto na sequên-
Recorde (em alemão) rapidamente a estru- cia certa, não se esquecendo de aumentar o
tura da narrativa: descrição do cenário, isto tamanho da letra. Como exemplo, marque
é, descrição da situação, das pessoas, do algumas formas do imperfeito e algumas do
ambiente; relato de um fato que acontece perfeito em cores diferentes. Os alunos mar-
nesse cenário: início do acontecimento, cam nos seus livros.
desenvolvimento e clímax, desfecho e ava- 2 Faça o controle, marcando os verbos na
liação. transparência.
2 Individualmente ou em pares, os alunos 3 Peça para deduzirem quando se usa o
leem as partes do texto e colocam-nas na imperfeito e quando se usa o perfeito. Para
ordem certa. Comparam com os colegas. confirmar, leem a informação na caixa de
3 Faça o controle no plenário. Esclareça dúvi- gramática.
das de vocabulário. Os alunos escrevem a §a LEMBRETE: Leve cópias do texto, em papel,
frase que o garçom poderia ter dito. para os alunos marcarem os verbos (9a) e os
4 Chame a atenção para a caixa com os advér- marcadores temporais (9c). Depois, se quise-
bios em –mente. Através da visualização, os rem, “passam a limpo” no livro.
alunos podem deduzir a regra. Peça para
localizarem esses advérbios no texto. 9b Escreva alguns exemplos de frases do
§a ATIVIDADE ALTERNATIVA: Se achar mais texto 8a que…
conveniente, leia os parágrafos do texto e §a OBJETIVO: Assegurar o entendimento das
esclareça dúvidas de vocabulário antes do regras de uso através de exemplos.
passo 2. §a PROCEDIMENTO: Enquanto os alunos procu-
§a SOLUÇÃO: 2, 1, 4, 3 ram no texto de 8a exemplos de descrição
(no imperfeito) e relato de acontecimento
8b Ouça e confira. A frase do garçom coincide (no perfeito), circule pela sala, oriente e
com a sua? corrija se necessário.
§a OBJETIVO: Ouvir e comparar a frase do gar- §a LEMBRETE: A diferenciação em descrição
çom com a sua frase. (imperfeito) e ação (perfeito) se refere ao
§a PROCEDIMENTO: contexto apresentado no texto em 8a.
1 Os alunos ouvem a gravação. Escreva a frase Dependendo das suas intenções, o narrador
do garçom no quadro e esclareça a expressão escolheu entre o uso do imperfeito ou per-
Só faltava essa (= Das fehlte mir noch. oder feito. Assim, para o que ele desejou apresen-
Na, so was.). Incentive comentários sobre a tar como descrição (as pessoas, o lugar, o
frase e certifique-se de que a entenderam que as pessoas faziam) ele usou o imper-
(O casal encenou uma briga para não pagar feito. Para o que ele desejou relatar como
a conta.). um acontecimento, ele usou o perfeito.
2 Quem quiser, pode ler a frase que escreveu §a SOLUÇÃO (exemplos possíveis):
e apresentar a sua interpretação do fato. 1. descrevem
§a SOLUÇÃO: Frase do garçom: Só faltava essa. a. o espaço e o ambiente: Naquele dia o
Um método muito deselegante, mas, sem pequeno restaurante estava cheio. O silêncio
dúvida, eficiente de não pagar a conta. era total.
b. o aspecto físico das pessoas: A moça pare-
cia ter uns 25 anos e o rapaz, 30. Estavam
vestidos elegantemente.

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 31


RECORDAR É VIVER! 13
c. o que as pessoas faziam: Conversavam incêndio e vinha em nossa direção. Aí um
calmamente enquanto tomavam o café. objeto circular alaranjado parou no lugar
2. relatam os acontecimentos: De repente, onde estávamos. O Johnny latia muito e eu
ela começou a falar alto e ele mais alto estava morrendo de medo. Subitamente a
ainda. Os fregueses voltaram a conversar. porta se abriu e quando percebi já estava lá
dentro. O calor era terrível e a luz era intensa.
9c Assinale os marcadores temporais no Uns segundos depois, vi o Johnny lá
texto. Use as mesmas cores de 9a e assi- embaixo. Ele continuava latindo e aí, então,
nale diferentemente os marcadores do pulei para fora. Quando acordei… estava no
imperfeito e do perfeito. chão e suava.
§a OBJETIVOS: Conscientizar para o uso do
imperfeito e perfeito §f Facilitar o entendi- 11 Construa o começo das histórias.
mento das regras de uso através de uma §a OBJETIVOS: Praticar o uso combinado do
visualização. imperfeito e perfeito §f Praticar começar a
§a PROCEDIMENTO: Os alunos assinalam os contar uma história.
marcadores temporais do imperfeito e do §a PROCEDIMENTO: Dê alguns minutos para
perfeito nas mesmas cores usadas para assi- cada um formar as frases e depois faça o
nalar os verbos em 9a. Faça o controle, assi- controle no plenário.
nalando, na transparência, os marcadores §a SOLUÇÃO:
nas cores adequadas. a. Um dia eu estava passeando no centro da
§a SOLUÇÃO: imperfeito: naquele dia, cidade. De repente, um ladrão pegou minha
enquanto; perfeito: de repente, em seguida, bolsa e correu.
então, depois de um longo minuto. b. Certa noite estava voltando para casa.
Subitamente o trânsito parou e eu bati no
10 Você já viu um disco voador? O seguinte carro da frente.
texto só contém o relato dos aconteci- c. Uma vez estava andando no parque. De
mentos. Acrescente as descrições a–f. repente eu vi um cachorro enorme. Fiquei
§a OBJETIVOS: Praticar o uso do imperfeito morrendo de medo.
(descrição) e perfeito (ação). d. Naquele dia eu estava indo a pé para o
§a ATIVIDADE PRÉVIA: Aproveitando a ilustra- supermercado. Subitamente começou a
ção, incentive os alunos a falarem sobre o chover. Fiquei totalmente molhada.
tema disco voador. O que sabem sobre os
discos voadores? Acreditam neles? 12 A conversa estava animada. De repente…
§a PROCEDIMENTO:
1 Leia os textos e esclareça dúvidas de voca- 12a Ouça e associe as frases às histórias.
bulário. Explique ou deixe que expliquem a §a OBJETIVO: Ouvir diferentes histórias (casos)
diferença: para o relato das ações, usa-se que aconteceram no passado.
o perfeito: De repente vi uma coisa cor de §a PROCEDIMENTO:
laranja, etc. Para as descrições, frases a–f , 1 Os alunos descrevem as ilustrações. Depois
usa-se o imperfeito. associam as frases a–i às ilustrações.
2 Individualmente ou em pares, os alunos 2 Eles ouvem três histórias e conferem as
encaixam as descrições no relato. Faça o associações que fizeram (compreensão audi-
controle pedindo a dois alunos que leiam tiva seletiva).
o texto, alternando-se no relato e nas §a SOLUÇÃO: história 1: b, d, f, g; história 3: a, c,
descrições. h; história 2: e, i.
3 Em pares treinam a leitura. 🔊 10–12
4 Chame a atenção para a forma irregular do §a TRANSCRIÇÃO: pág. 247
imperfeito de vir. Explique que só há quatro 12b Das frases a–i, quais fazem descrições
verbos com formas irregulares no imperfeito: e quais relatam os acontecimentos?
ser-era, pôr-punha, ter-tinha, vir-vinha. §a OBJETIVO: Reconhecer o uso do imperfeito
§a SOLUÇÃO: e, a, c, b, d, f. e perfeito em descrições e relatos de aconte-
Certa noite estava passeando com o meu cimentos.
cachorro na praia. O mar estava calmo. Havia §a PROCEDIMENTO: Depois de distinguirem as
muitas estrelas no céu. De repente vi uma frases de descrição e de relato, os alunos
coisa cor de laranja na floresta. Parecia um

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 32


RECORDAR É VIVER! 13
podem ainda diferenciar as frases de descri- §a OBJETIVOS: Sensibilizar os alunos para
ção (descrição de pessoas: c, de coisas: e, de alguns fatos e personagens da história do
situação: g, de hábito: h). Brasil §f Preparar para a leitura dos textos da
§a SOLUÇÃO: atividade 14b.
Fazem descrições: c, e, g, h. §a ATIVIDADE PRÉVIA: Peça aos alunos que
Relatam acontecimentos: a, b, d, f, i. observem e descrevam o que veem nas
fotos. Pergunte, por exemplo, de quando é
12c Como acha que as histórias terminam? a foto do futebol (→ da copa de 1958).
Cada grupo termina uma história diferente. Se sabem onde estão jogando (→ na Suécia)
§a OBJETIVO: Praticar contar o final de uma e se conhecem o jogador que está no meio e
história. não está de braço levantado (→ Pelé). Não há
§a PROCEDIMENTO: Cada grupo escolhe uma necessidade ainda de esclarecer os fatos, só
história, trocam ideias e procuram dar um deixe que descrevam e falem o que sabem
desfecho a ela. Peça para anotarem pala- sobre as pessoas e os fatos. Podem expres-
vras-chave para depois contarem à classe. sar-se em alemão.
Escolhem um representante ou tiram a sorte §a PROCEDIMENTO:
para decidir quem vai apresentar a versão 1 Individualmente, os alunos leem as alter-
do grupo. nativas a–f e associam-nas às fotos (duas
12d Ouça o final das histórias. Coincidem com alternativas estão sem fotos). Esclareça o
as suas versões? vocabulário se for necessário. Comparam
§a OBJETIVO: Ouvir para comprovar. com os colegas. Faça o controle no plenário.
§a PROCEDIMENTO: 2 Dê, a partir das fotos, informações que ache
1 Os alunos ouvem o final de cada história relevantes sobre esses fatos no Brasil. As
e conferem com as suas versões (compreen- fotos e as frases nesta atividade servem para
são auditiva seletiva). ativar conhecimentos e através da associação
2 Cada grupo conta, com o auxílio de facilitar a leitura dos textos na atividade 14b.
palavras-chave, a sua versão. §a SOLUÇÃO: b-4; c-2; d-1; e-3; sem fotos: a, f.
🔊 13 §a LEMBRETE: Sugira aos alunos que procurem
§a TRANSCRIÇÃO: pág. 247 informações sobre o movimento LGBT no
Brasil e na aula troque ideias com os alunos.
13 Conte agora uma história. Pode continuar
uma das histórias de 11. Não revele o 14b Leia os depoimentos e relacione-os com
título: Os colegas vão escolher um título. os acontecimentos da atividade 14a.
Coincide com o seu? §a OBJETIVO: Apresentar depoimentos pesso-
§a OBJETIVO: Praticar contar uma história. ais relacionados com os acontecimentos
§a PROCEDIMENTO: Para ativar a inspiração, históricos.
reapresente, com a devida dramaticidade, o §a ATIVIDADE PRÉVIA:
começo de uma das histórias da atividade 11, 1 Peça aos alunos que, observem as fotos das
fazendo sinal para os alunos continuarem. três pessoas, releiam as frases a–f da ativi-
Exclua o final da frase. Por exemplo: Naquele dade 14a e suponham qual acontecimento
dia eu estava indo a pé para o supermercado. está relacionado com qual pessoa.
Subitamente… 2 Dê alguns minutos para relerem as frases
a–f. Dois ou três alunos apresentam suas
suposições.
C Marcos importantes §a PROCEDIMENTO:
§a COMUNICAÇÃO: Conhecer fatos ou datas 1 Os alunos leem os textos a–c para fazer uma
importantes da história do Brasil §f Falar compreensão global: a tarefa é relacioná-los
sobre acontecimentos históricos no próprio com os acontecimentos em 14a.
país ou no mundo. 2 Faça o controle e peça para assinalarem nos
textos as palavras ou datas das frases da ati-
14 Uma data que marcou minha vida. vidade 14a que se repetem nos textos e que
fundamentam a solução. Por exemplo, no
14a Que acontecimentos ou pessoas das fotos
primeiro texto: os militares, 1964, (governo)
você (re)conhece? Relacione.
militar. No segundo texto: 1992, Collor, cam-

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 33


RECORDAR É VIVER! 13
panha, caras-pintadas. No terceiro texto: §a SOLUÇÃO:
1958, copas, copa. Comparam com os cole- Ano: Fato: O que Atitude: O Resultado
Quando aconteceu? que fez? hoje: Como
gas. Faça o controle no plenário. aconte- marcou sua
3 Os alunos, em pares, esclarecem um ao ceu? vida?
Marcos 1992 Campanha Participou Jornalista,
outro o significado das palavras, anotam as contra o Pre- das passea- luta contra a
sidente tas contra corrupção.
que não sabem e perguntam no plenário.
Collor por Collor.
4 Praticam a leitura: individualmente, cada um causa da Foi cara-pin-
corrupção. tada.
lê os textos, se quiser, em voz alta, mas não Abílio 1964 Os militares O pai atuava Hoje atua
tão alta que atrapalhe os outros colegas. tomaram o no sindicato também no
poder. Fugiu para a sindicato.
§a SOLUÇÃO: Abílio: c-2; Marcos: e-3; Lucinda: Suécia. Ficou
9 anos sem
d-1 pai.
Lucinda 1958 Copa do Começou a Hoje ainda
14c Releia os depoimentos e complete o qua- mundo na se interessar torce pelo
Suécia. A por futebol. Brasil nas
dro. Compare, então, com um colega. grande reve- copas.
§a OBJETIVO: Sistematizar as ideias principais lação foi Frustrada
Pelé. com os joga-
dos textos em 14b. dores da
copa 2006.
§a PROCEDIMENTO: Os alunos releem os textos
e, em pares, completam o quadro (compre- 15 Fale sobre um acontecimento histórico
ensão seletiva de leitura). Faça o controle no importante no mundo, ou no seu país,
plenário. cidade, região. Ou um acontecimento
§a ATIVIDADE ADICIONAL 1: pessoal. Como ele marcou a sua vida?
1 Em grupos de três, cada um escolhe um §a OBJETIVO: Falar sobre um acontecimento
depoimento para recontar. A partir dos histórico ou pessoal.
dados da tabela, cada um treina recontar o §a PROCEDIMENTO:
seu depoimento. Deve acrescentar mais um 1 Os alunos leem os acontecimentos propos-
ou dois fatos que não estão na tabela, por tos na lista e acrescentam outros. Para isso,
isso relê o seu texto. faça com eles uma chuva de ideias de fatos
2 Depois de treinar, cada um reconta o depoi- que aconteceram no país, na cidade ou
mento para os colegas, sem ler, na medida região.
do possível. 2 Pergunte: Qual deles foi relevante para a sua
§a ATIVIDADE ADICIONAL 2: vida? Como ele marcou a sua vida? Podem
1 Desenhe no quadro dois círculos e escreva escolher também um fato pessoal. Dê-lhes
dentro de cada um deles a palavra Política tempo para pensarem e fazerem anotações.
e Futebol. Os alunos, em pares, procuram Os depoimentos da atividade 14b podem
nos três textos as palavras relacionadas a servir como modelo.
esses dois temas e escrevem nos círculos 3 Em pares, fazem perguntas um ao outro
correspondentes. Depois faça o controle no sobre o acontecimento escolhido: O que
plenário. aconteceu? Quando? Onde estava? O que fez?
2 Juntam-se a um outro par e, usando as pala- Como ele marcou sua vida? Mudou a sua
vras dos campos temáticos que levantaram, vida? Circule pela sala e oriente-os.
fazem quatro ou seis perguntas uns aos 4 No plenário, o colega faz um resumo do que
outros. Por exemplo: Quando os militares o parceiro contou. Ou, se a classe for grande,
tomaram o poder? Onde foi a copa do mundo cada par junta-se a outro par e fazem um
em 1958? etc. resumo do que os parceiros contaram.
§a SOLUÇÃO DA ATIVIDADE ADICIONAL 2: §a ATIVIDADE ALTERNATIVA: Os alunos podem
Política – textos a e b: tomar o poder, fazer essa atividade por escrito, em casa.
governo militar, opositores ao regime, mili- Depois de corrigidos os textos, relatam à
tantes de esquerda, sindicato, golpe militar, classe.
(exílio), presidente, campanha, corrupção,
democracia, impeachment, passeata; Futebol 16 Sueli Lopes, nascida em 1963. Observe as
– texto c: taça Jules Rimet, jogador, Pelé, fotos e faça suposições sobre a Sueli nas
seleção brasileira, jogo, jogar, torcer, torce- diferentes fases da sua vida.
dor, copa do mundo. §a OBJETIVO: Fazer suposições sobre a vida de
uma pessoa baseando-se em fotos.

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 34


RECORDAR É VIVER! 13
§a PROCEDIMENTO: §a LEMBRETE: Há três cartões-palavras a mais.
1 Em grupos, observam as fotos e fazem supo- Tire-os. Ou combine com os alunos que
sições sobre o que aconteceu nas diferentes podem ser usados como curingas. Estes
fases da vida de Sueli Lopes. As palavras devem ser colocados sobre a mesa, separa-
propostas na lista podem servir de inspira- dos dos outros. Se tiver dificuldade em for-
ção na resolução da tarefa. mar uma frase, o jogador pode trocar seu
2 Cada grupo monta a vida da Sueli, cobrindo cartão-palavra com um curinga.
as diferentes fases. Avise que devem anotar §a ATIVIDADE ALTERNATIVA 1:
para o relato à classe. 1 Distribua os cartões-palavras para metade
3 Cada grupo relata a sua história à classe, o da classe. A outra metade recebe os cartões-
que pode ser feito através de um represen- -ilustrações. Coloque os cartões que sobra-
tante ou dividindo-se entre os membros do rem sobre a mesa, virados para cima e avise
grupo a tarefa de apresentação. que são curingas.
§a JOGO: Para praticar o uso combinado do 2 Os alunos circulam pela sala. Quem tem o
perfeito e imperfeito, faça o jogo “De cartão-ilustração procura o colega que tem
repente…” o cartão-palavra que combina com o seu.
1 Para um jogo são necessários um maço de Ou vice-versa. Se não puder formar a frase,
cartões-ilustrações e um maço de cartões- continua procurando. Ou pode trocar por um
-palavras. Prepare tantos jogos quantos curinga. Se os cartões combinarem e os par-
forem os grupos de três ou quatro alunos. ceiros puderem formar uma frase, ficam jun-
Para os cartões-ilustrações, fotocopie a folha tos e tentam desenvolver uma história.
13.1, pág. 70, em cartolina e recorte nos luga- Circule pela sala e ajude, se necessário.
res indicados. Proceda da mesma forma com 3 Os pares contam a sua história; os colegas
a folha 13.2, pág. 71, para preparar os car- escolhem a história mais interessante, mais
tões-palavras. divertida, mais original, etc.
2 Revise o vocabulário dos cartões-palavras, §a ATIVIDADE ALTERNATIVA 2: Cada par recebe
explique apagar, nevar. Dê um exemplo. um cartão-ilustração e um cartão-palavra.
Mostre um cartão-ilustração: um homem Não mostram aos colegas. Ensaiam um
toma banho e um cartão-palavra: cair e bater pouco e, sem falar, só por gestos e mímica,
a cabeça. Combine-os numa frase: Pedro reproduzem a situação dos cartões. Os cole-
estava tomando banho quando, de repente, gas adivinham de que situação se trata e
caiu e bateu a cabeça. dizem as frases.
3 Distribua os jogos para os grupos. Os dois
maços de cartões são colocados sobre a Jetzt kann ich... : Veja proposta a pág. 16.
mesa, virados para baixo. Um aluno levanta Português Europeu (PE) (pág. 197): A critério
um cartão-ilustração e um cartão-palavra. Se do professor ou dos alunos pode-se fazer na
os cartões combinarem e ele conseguir fazer aula (alguns d)os exercícios da L13 do PE.
uma frase, ele fica com os cartões. Se não
combinar, recoloca os cartões nos respecti-
vos lugares. Os colegas decidem se a frase
está correta ou não, ou consultam o profes-
sor. Se a frase não estiver correta, os cartões
voltam igualmente para os seus lugares. O
próximo colega continua. Ganha quem tiver
o maior número de cartões.

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 35


14 Lar doce lar
A Encontrei um apartamento muito bom. c) área de serviço, isto é, onde se lava e
passa a roupa; d) armário embutido nos
§a COMUNICAÇÃO: Descrever os cômodos de
dormitórios, não havendo necessidade de
um apartamento §f Apresentar tipos de
comprar guarda-roupa.
moradia §f Entender anúncios imobiliários §f
Falar sobre as vantagens e desvantagens do 2 Responda, individualmente, às perguntas.
imóvel e do lugar onde mora §f Descrever o Depois, troque informações com seu
apartamento ou a casa dos sonhos. colega. Qual é o cômodo mais citado?
§a GRAMÁTICA: Indefinidos (algum/a, §a OBJETIVO: Praticar o vocabulário relativo
nenhum/a, alguém) §f Dupla negação (não aos cômodos.
há nada). §a PROCEDIMENTO:
1 Os alunos respondem individualmente às
1 Este é o apartamento do Sr. Edson.
perguntas. Depois, em pares, trocam infor-
1a Veja a planta e escreva os números dos mações, seguindo o modelo. Verificam qual
cômodos. foi o cômodo mais citado.
§a OBJETIVO: Introduzir o vocabulário dos 2 Relatam no plenário.
cômodos de um apartamento.
3 O banheiro fica à direita da porta de
§a PROCEDIMENTO: Os alunos observam a
entrada. Numa folha de papel, desenhe
planta do apartamento do Sr. Edson. Em
o contorno da sua casa ou do seu aparta-
pares, localizam os oito cômodos que já
mento. Marque a porta de entrada. Troque
estão relacionados. Escrevem os números
esta folha com seu colega. Cada um des-
dos quatro restantes. Faça o controle no
creve sua casa ou seu apartamento e o
plenário.
colega desenha a planta. Depois compare
§a ATIVIDADE ADICIONAL: Para praticar o voca-
e corrija.
bulário, faça uma atividade de associação.
§a OBJETIVO: Descrever uma moradia.
1 Fotocopie as folhas 14.1, pág. 72 e 14.2,
§a PROCEDIMENTO: Faça de acordo com as
pág. 73. Recorte nos lugares indicados. Mis-
instruções do LC. Esta é uma atividade de
ture bem as partes e coloque tudo dentro de
interação em que os alunos exercitam a des-
um envelope. Prepare a quantidade de enve-
crição do imóvel onde moram: À direita da
lopes de acordo com o número de pares na
porta de entrada fica o banheiro social. A
classe.
cozinha ... Incentive o uso de perguntas de
2 Cada par recebe um envelope. Juntos mon-
esclarecimento: Como? Desculpe, mas não
tam as partes, observando, ao mesmo
entendi. Mais uma vez, por favor! Pode repe-
tempo, a planta da casa.
tir? É assim? Etc. Circule pela sala e ajude
1b Compare com um apartamento do seu com o vocabulário.
país. Que semelhanças e diferenças há?
4 Aluga-se…
§a OBJETIVO: Comparar o apartamento brasi-
leiro com um do próprio país. 4a Leia os anúncios. Para entender as abre-
§a PROCEDIMENTO: viações veja a atividade 1a.
1 Os alunos observam novamente a planta §a OBJETIVO: Familiarizar-se com anúncios
do apartamento e comparam com um apar- imobiliários.
tamento do seu país, dizendo em que se §a PROCEDIMENTO: Peça aos alunos que leiam
diferenciam e em que se assemelham. os anúncios (a leitura será feita de maneira
2 Aproveite para dar esclarecimentos relevan- detalhada para poderem entender todas as
tes sobre o apartamento no Brasil. Geral- informações contidas nos anúncios). No
mente os apartamentos médios e grandes primeiro anúncio aparecem abreviações de
têm a) duas entradas: a social (reservada às algumas palavras. Se compararem com o
pessoas da família, visitantes) e a de serviço segundo e terceiro anúncios ou voltarem a
(reservada aos empregados, carga e des- ler o vocabulário em 1, não será difícil dedu-
carga de móveis, compras ou coisas pesa- zir os seus significados. Mas se tiverem pro-
das); b) quarto de empregada, para o caso blemas, esclareça-os, assim como o signifi-
de a família ter uma empregada que faz todo cado das palavras novas: vaga, quintal e
o serviço da casa e mora com a família; churrasqueira.

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 36


L AR DOCE L AR 14
§a LEMBRETE: No Brasil especifica-se, nos 6 Dá para uma praça arborizada.
anúncios imobiliários, o número dos dormi-
tórios separado da sala de estar e jantar. 6a Leia as alternativas e depois ouça a con-
Assim, são citados: 2 dormitórios, 1 sala de versa entre o Fernando e a Paula. Assinale
estar, 1 sala de jantar. Ao contrário da Alema- as alternativas corretas.
nha, onde a sala de estar e dormitórios são §a OBJETIVO: Introduzir recursos para descre-
contados em conjunto. ver uma moradia.
§a PROCEDIMENTO:
4b Relacione as palavras com as explicações. 1 Os alunos leem as alternativas a–h. Esclareça
§a OBJETIVO: Definir os diferentes tipos de o vocabulário. Explique a expressão dar para.
moradia. §f Fixar o vocabulário de 4a. Peça para relerem a alternativa b (a suíte dá
§a PROCEDIMENTO: Os alunos resolvem a para os fundos, para uma praça arborizada).
tarefa; primeiro, individualmente, depois, Acrescente outros exemplos: dá para a rua,
comparam com um colega. Faça o controle para o mar, para a frente, para o jardim.
no plenário. 2 Os alunos ouvem o diálogo e assinalam as
§a LEMBRETE: Caso ache necessário, fale sobre alternativas corretas. Comparam com o
as peculiaridades dos prédios de aparta- colega do lado. Repita a audição. Faça o
mentos. (Em geral, há portões altos com gra- controle no plenário.
des que ficam sempre trancados. Quem 3 Chame a atenção para os indefinidos na
chega deve tocar a campainha e dizer ao caixa de gramática: algum, alguma, nenhum,
porteiro o seu nome e para onde vai. Este nenhuma. (São variáveis em gênero e
pergunta pelo interfone à pessoa do aparta- número e concordam com os substantivos
mento se pode receber o/a visitante. Só que acompanham; no Brasil a forma no
então é que o portão é aberto manual ou plural de nenhum, nenhuma é pouco usada.
automaticamente.) No caso de nenhum estar depois do verbo
§a SOLUÇÃO: b. é um apartamento pequeno, acrescenta-se não antes do verbo: Não tem
em geral, de um só cômodo com cozinha; nenhum bar.) Peça que localizem esses inde-
c. fica no último andar; d. tem só o andar finidos nas frases a–h. Aproveite para escla-
térreo. recer que as formas alguém, ninguém se
referem a pessoas e algo e nada a coisas.
5 Procura-se… Leia os dados dos clientes de
Esses indefinidos não acompanham substan-
uma imobiliária. Escolha o imóvel mais
tivos, aparecem sozinhos. Já foram apresen-
adequado para cada cliente na atividade
tados em lições anteriores (ninguém: L10,
4a. Justifique a sua escolha.
alguém: L03-jogo; algo: L11; nada: L05, LE 9).
§a OBJETIVO: Relacionar os anúncios imobiliá-
§a SOLUÇÃO: a. Os dormitórios são grandes.
rios com os clientes.
b. A suíte dá para uma praça arborizada.
§a PROCEDIMENTO:
c. A sala de estar é clara e ensolarada.
1 Os alunos leem os dados dos clientes. A
d. O prédio é um pouco antigo. e. O prédio
seguir, leem os anúncios em 4a novamente.
fica numa zona mista. f. O prédio fica numa
2 Em pares, decidem qual moradia é mais ade-
zona um pouco barulhenta. g. Perto do pré-
quada a qual cliente, marcando os números
dio tem alguns bares. h. O aluguel não é
dos anúncios nas fichas dos clientes e justifi-
muito caro.
cando a escolha. Depois faz-se o controle no
🔊 14
plenário.
§a TRANSCRIÇÃO: pág. 247–248
§a ATIVIDADE ADICIONAL: Os alunos leem os
anúncios, escolhem o apartamento ou a casa 6b A Paula fala das desvantagens. Mas ela vê
de sua preferência e justificam. Depois com- sempre um lado positivo. Relacione. Ouça
param as suas preferências. mais uma vez e confira.
§a SOLUÇÃO POSSÍVEL: a. anúncios 1 e 2 (mas §a OBJETIVO: Introduzir recursos para falar de
muitos condomínios não permitem cachor- vantagens e desvantagens.
ros); b. anúncio 4; c. anúncio 3 §a PROCEDIMENTO:
1 Os alunos leem as frases e relacionam para
cada desvantagem o ponto positivo corres-
pondente. Comparam com um colega. Escla-
reça dúvidas de vocabulário.

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 37


L AR DOCE L AR 14
2 Ouvem mais uma ou duas vezes para confe- §a PROCEDIMENTO:
rir. Em pares, leem as frases. 1 Os alunos observam as fotos dos móveis e
§a SOLUÇÃO: a. 3; b. 4; c. 1; d. 2 objetos e leem os respectivos nomes. Expli-
que a palavra mudança.
6c E no seu caso? Você pode citar pontos 2 Antes de ouvirem o diálogo, diga que a
positivos para as desvantagens do lugar tarefa é assinalar os móveis que Paula e
onde mora? Ou o contrário, para as vanta- Luís vão levar na mudança (compreensão
gens, quais são os pontos negativos? auditiva seletiva). Depois comparam o que
§a OBJETIVO: Falar sobre as vantagens e as assinalaram com o colega. Repita a audição
desvantagens da própria moradia e do lugar mais vezes, se for necessário. Faça o controle
onde mora. no plenário.
§a PROCEDIMENTO: Individualmente, anotam 3 Chame a atenção dos alunos para a impor-
num papel as vantagens e as desvantagens tância das imagens para aprender e fixar o
do lugar onde moram. Em grupos, segundo vocabulário; remeta-os ao “Lerntipp” 6.
o diálogo-modelo, falam sobre os pontos §a ATIVIDADE ADICIONAL: Para fazer revisões
positivos que compensam as desvantagens nas aulas seguintes, fotocopie, recorte e cole
do lugar onde moram. Devem citar também as fotos em cartões; apague as palavras com
os pontos negativos que relativizam as Tippex. Em classe, mostre um cartão e os
vantagens. alunos dizem a palavra. Ou prepare conjun-
7 Como é a casa ou o apartamento de seus tos de cartões para pares ou grupos de três
sonhos? Compare com o colega. Há mais ou quatro alunos. Escreva as palavras em
semelhanças ou mais diferenças? cartões separados. Associam, então, as fotos
§a OBJETIVO: Descrever a casa dos sonhos. com os nomes.
§a PROCEDIMENTO: §a SOLUÇÃO: sofá, poltronas, camas, rede,
1 Os alunos leem as palavras propostas na espelhos, quadros, cadeira de balanço.
lista, as quais poderão ajudá-los na sua 8b Por que eles não vão levar … ? Ouça mais
descrição. uma vez.
2 Individualmente, pensam na casa de seus §a OBJETIVO: Ouvir novamente o diálogo para
sonhos. Depois, em pares, descrevem e com- captar determinadas informações.
param anotando as semelhanças e diferenças. §a PROCEDIMENTO: Ouvem mais uma vez para
3 Peça a alguns voluntários para relatarem à anotarem porque não vão levar o fogão, a
classe. geladeira e o aparelho de som (compreensão
auditiva seletiva). Comparam com o colega.
Faça o controle no plenário.
B A mudança
§a ATIVIDADE ADICIONAL 1: Os alunos, individu-
§a COMUNICAÇÃO: Falar sobre móveis e almente, respondem à pergunta: Quais
objetos de casa §f Localizar móveis e móveis ou objetos você acha indispensáveis?
objetos §f Discutir e desenhar um plano de Nomeiam de três a cinco. Depois em grupos
decoração §f Conversar sobre os lugares explicam aos colegas, interagindo entre si.
prediletos na casa. Por exemplo: → §a Para mim o mais importante
§a GRAMÁTICA: Locuções prepositivas de é o fogão. → §f É necessário, mas nem tanto.
lugar §f Pronome objeto direto (o, os, a, Eu, por exemplo, não cozinho.
as) §f Verbos pôr e trazer no presente e no §a ATIVIDADE ADICIONAL 2: Introduza a estru-
perfeito do indicativo. tura: É uma coisa que serve para + infinitivo
ou: É algo de que preciso para…. Dê exemplos,
8 Que móveis e objetos a Paula e o Luís vão
como: É uma coisa que serve para guardar e
levar na mudança?
conservar alimentos. Peça que os alunos adi-
8a Ouça e assinale P (Paula) e L (Luís). vinhem o que é (→ geladeira). Dê mais alguns
§a OBJETIVO: Introduzir vocabulário de móveis exemplos para os alunos fixarem melhor.
e objetos de casa. Depois, fazem o exercício em pares. Esta ati-
vidade pode ser feita como recapitulação.

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 38


L AR DOCE L AR 14
§a SOLUÇÃO: fogão: já tem na casa nova; gela- 5 Quando terminarem comparam “os quartos”.
deira: está velha, vão comprar uma nova; O objetivo é terem no final o mesmo
aparelho de som: está velho e não funciona “quarto”, isto é, devem ter os mesmos obje-
direito. tos e móveis, igualmente localizados.
🔊 15
§a TRANSCRIÇÃO: pág. 248 11 Ajudem a Paula a decorar a sala de estar
e de jantar. Façam uma lista de móveis,
9 Cadê o celular? Descreva. objetos e plantas. A seguir, individual-
§a OBJETIVO: Recapitular e praticar as preposi- mente, façam numa folha de papel um
ções de lugar. esboço do seu plano de decoração.
§a PROCEDIMENTO: Depois comparem, entrem em acordo e
1 Escreva no quadro as preposições e locuções desenhem um plano comum.
prepositivas de lugar já vistas na lição 8: §a OBJETIVOS: Praticar a localização de móveis
entre, atrás de, ao lado de, em/na frente de, e objetos §f Prática do verbo pôr.
à esquerda de, à direita de. Os alunos leem §a PROCEDIMENTO:
as outras preposições na caixa de gramática. 1 Em pares, fazem uma lista de coisas com as
2 Explique a expressão cadê. Dê um exemplo: quais vão decorar a sala: móveis, objetos e
Cadê o celular 1? (→ Está entre o abajur e o plantas.
computador.) 2 Individualmente, cada um faz o esboço da
3 Em grupos, fazem a atividade. Circule pela decoração.
classe e ajude. 3 Leia com eles o diálogo-modelo. Chame a
§a LEMBRETE: Lembre aos alunos que a pre- atenção para as formas do perfeito e do pre-
posição de se contrai em do, da quando sente do verbo pôr na caixa de gramática.
precede o artigo o, a. (em frente do armário) 4 Comparam os esboços, comentam, justifi-
§a SOLUÇÃO: 1. Está entre o abajur e o compu- cam, chegam a um acordo quanto à melhor
tador. 2. Está embaixo da estante (ou em solução. O objetivo é desenhar um plano
cima da mesa). 3. Está dentro da gaveta. comum.
4. Está em/na frente do computador. 5. Está
atrás do computador. 6. Está ao lado do tele- 12 Leia o e-mail da Paula. As afirmações a–e
fone. são verdadeiras ou falsas? Assinale-as.
§a OBJETIVO: Ler e entender um e-mail.
10 Puxa! Que bagunça! Onde está … / estão §a ATIVIDADE PRÉVIA: Leve plantas de casas
… ? Pergunte ao colega onde estão locali- com quintal ou fotos (revistas, Google).
zados os objetos e desenhe. Colega A vai à Esclareça que, no Brasil, o quintal, depen-
pág. 87, colega B à pág. 88. dendo do tamanho, tem várias funções: os
§aOBJETIVO: Praticar a troca de informações. mais antigos têm muitas árvores frutíferas,
§aPROCEDIMENTO: horta com verduras e legumes. É o local
1 Explique a expressão Puxa! Que bagunça! onde as crianças brincam. Para muitos é o
2 Esclareça os alunos que vão fazer a atividade ponto de encontro diário da família, onde o
“lacuna de informação”. Os alunos trabalham almoço é servido ou é feito o churrasco. É
em pares: o aluno A vai à pág. 87 e o aluno B onde os amigos se reúnem para bater papo,
vai à pág. 88. É importante que um não veja tomar cervejinha ou caipirinha. Ou para fazer
a página do outro. música, cantar e dançar.
3 O aluno A tem alguns objetos ou móveis que §a PROCEDIMENTO:
são iguais ao de B e igualmente localizados, 1 Leia o e-mail em voz alta. Depois, os alunos,
mas faltam-lhe outros que só o aluno B tem. em pares, esclarecem o vocabulário entre
O mesmo acontece com o aluno B. Os obje- si e o que desconhecem perguntam ao pro-
tos que faltam são cinco e estão na lista. fessor.
4 Através da interação oral, A e B completam 2 Leem as alternativas, assinalando as falsas e
os dados que lhes faltam. Por exemplo, A as verdadeiras. Ao fazer o controle no plená-
pergunta: Onde estão os quadros? B, olhando rio, peça que corrijam as alternativas falsas.
a sua ilustração, dá-lhe a informação: Estão
embaixo da mesa. A desenha os quadros,
embaixo da “sua mesa”.

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 39


L AR DOCE L AR 14
3 Chame a atenção dos alunos para a caixa de §a SOLUÇÃO:
gramática com o verbo trazer no perfeito do Qual era o lugar predileto?
indicativo. A seguir, faça-os ver a caixa com meu quarto (F)
os pronomes usados como objeto direto. o quarto dos meus pais (L)
Explique que os pronomes o(s), a(s) servem O que tinha lá?
para substituir substantivos na função de uma poltrona velha e baixa (L)
objeto direto (Akkusativobjekt). Concordam discos e um aparelho de som, cartazes… (F)
com os substantivos em gênero e número. O que fazia lá?
Explique também a alteração que ocorre, ouvia música bem alto com amigos (F)
quando eles vêm depois do verbo no infini- lia contos de fadas, olhava fotos (L)
tivo: arrumar-a → arrumá-la. Peça que locali-
zem as ocorrências dos pronomes no texto. 14 Fale com seu colega sobre a casa da sua
Peça para identificarem o que substituem infância ou juventude e sobre sua casa
(vou acabar de arrumá-las: as substitui as atual.
coisas; para recebê-los: os substitui vocês). §a OBJETIVO: Falar sobre a casa onde morou
§a LEMBRETE: Se, antes de mostrar a forma e onde mora atualmente.
-lo(s), -la(s), preferir mostrar a forma o(s), §a PROCEDIMENTO: Os alunos, em pares, falam
a(s), veja exemplos na pág. 49. Pode mostrar sobre a casa da infância ou juventude e
também exemplos de mudanças com os ver- sobre a casa atual. Podem seguir estes três
bos terminados em -er e -ir. itens: qual era (é) o lugar predileto, o que
§a SOLUÇÃO: a. F; b. V; c. F; d. V; e. F. tinha (tem) lá, o que fazia (faz) lá. Circule
entre os grupos e oriente-os. Alguns voluntá-
13 Meu lugar predileto rios relatam no plenário.

13a Três amigos falam dos seus lugares


prediletos nas suas casas da infância C Morar em São Paulo
e juventude. Ouça e escreva os nomes
§a COMUNICAÇÃO: Apresentar tipos de
das pessoas.
moradias no Brasil §f Falar sobre moradias §f
§a OBJETIVO: Apresentar os lugares prediletos
Ler e entender textos.
de três pessoas.
§a PROCEDIMENTO: 15 Morar num apartamento é mais seguro.
1 Os alunos descrevem as ilustrações.
2 Antes de pôr a gravação, avise que a tarefa é 15a Veja as fotos e as relacione aos depoi-
relacionar as ilustrações com as pessoas que mentos. Comente com seu colega.
falam sobre seus lugares prediletos e anotar §a OBJETIVO: Sensibilizar os alunos para tipos
os nomes (compreensão auditiva seletiva). de moradia no Brasil.
Repita a audição e depois faça o controle. §a PROCEDIMENTO:
§a SOLUÇÃO: a. Felipe; b. Laura; c. Bruno. 1 Os alunos observam as fotos de diferentes
🔊 16 tipos de moradia. Peça que descrevam o que
§a TRANSCRIÇÃO: pág. 248 veem (→ na foto 1, um edifício grande em
forma de S; na foto 2 a casa tem portão com
13b Leia as alternativas e ouça mais uma grades altas; na foto 3, na frente do edifício,
vez os depoimentos do Felipe (F) e da vê-se a casinha com janelas em vidro fumê
Laura (L). Marque quem disse o quê. onde fica o porteiro; na foto 4 vê-se uma
§a OBJETIVO: Ouvir novamente o diálogo para favela). Pergunte se alguém já esteve no
captar mais informações. Brasil e se viu algo semelhante. Peça que
§a PROCEDIMENTO: Os alunos leem as alterna- falem sobre o que conhecem no Brasil.
tivas. Ouvem novamente: vão se concentrar Podem expressar-se em alemão.
nos depoimentos de Felipe e Laura e marcar 2 Peça para lerem as afirmações a–d. Esclareça
as alternativas que correspondem a cada um o significado de algumas palavras como
deles (compreensão auditiva seletiva). Com- porteiro, controle remoto, as suas funções e
param com um colega. Faça a correção no o porquê da sua necessidade no Brasil.
plenário.

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 40


L AR DOCE L AR 14
3 Em pares, relacionam as fotos aos depoi- 17 Como é morar no Copan? Leia os depoi-
mentos. Para fazer o controle no plenário, mentos a–d e escolha um título para cada
alguns alunos leem as frases em voz alta. um deles.
§a SOLUÇÃO: 1-c; 2-b; 3-a; 4-d. §a OBJETIVO: Ler os textos para saber como é
morar no Copan, sob o ponto de vista de
15b O que você acha do edifício da foto 1 da
alguns moradores.
atividade 15a?
§a PROCEDIMENTO:
§a OBJETIVO: Manifestar opiniões sobre o
1 Esclareça o vocabulário dos títulos (defi-
edifício Copan em São Paulo.
ciente, baixaria).
§a PROCEDIMENTO: Escreva no quadro a
2 Peça aos alunos para numerarem as linhas
palavra COPAN e diga que esse é o nome
em cada texto de cinco em cinco. Os alunos
do edifício da foto 1. Peça para imaginarem
leem os textos para fazerem uma compreen-
e anotarem as respostas às perguntas:
são global de leitura: a tarefa é escolher o
Onde fica? (cidade, centro, periferia, bairro
título adequado a cada depoimento. Não há
elegante, bairro de classe média);
necessidade ainda de se preocuparem com
Quantos andares tem?
as palavras desconhecidas. Nos textos há
Que tipo de gente mora nesse prédio?
passagens que os capacitam a resolver a
É prédio só para escritórios ou só aparta-
tarefa. Os alunos comparam entre si. Faça o
mentos ou misto?
controle no plenário.
Há apartamentos? Quantos há? São peque-
3 Dedique-se agora às dúvidas de vocabulário.
nos ou grandes?
Primeiro, em pares, devem tentar deduzir o
O que se pode fazer em cima do edifício, na
significado pelo contexto ou por outras pis-
cobertura?
tas como internacionalismos, mesma palavra
Pergunte ainda se acham bonito, elegante,
em outras línguas, etc.
se gostam.
4 Individualmente, cada um relê os textos, se
§a LEMBRETE: Procure na Internet outras fotos
quiser, em voz alta, mas não tão alta que
para mostrá-las aos alunos.
atrapalhe os outros colegas. Circule pela
16 O Copan foi inaugurado em 1966 e … sala e, se necessário, corrija a pronúncia.
Complete as frases da direita com as da §a LEMBRETE: No plenário, ao mencionarem
esquerda para obter mais informações a palavra a ser esclarecida, devem dizer o
sobre o prédio. texto e a linha (acesso: texto 1, linha 3) para
§a OBJETIVO: Obter informações sobre o Copan que os colegas vejam em que contexto apa-
como preparação para a atividade 17. rece.
§a PROCEDIMENTO:
18 Leia o texto mais uma vez e assinale em
1 Os alunos leem as frases.
cores diferentes os aspectos positivos e
2 Em pares, completam as frases da esquerda
negativos apontados pelos moradores.
com as da direita. Esclareça dúvidas de voca-
Compare com o colega.
bulário. No plenário, para controlar os resul-
§a OBJETIVO: Reler o texto para distinguir
tados peça aos pares que leiam as frases.
aspectos positivos e negativos na opinião
3 Os alunos retomam as anotações das res-
dos entrevistados.
postas às perguntas sugeridas acima em 15b
§a PROCEDIMENTO:
e comparam com as informações obtidas
1 Os alunos, em pares, releem os textos e assi-
nesta atividade 16.
nalam em cores diferentes os pontos positi-
§a ATIVIDADE ADICIONAL: Em pares ou em gru-
vos e negativos apontados.
pos, formulam de três a cinco perguntas
2 A seguir, relatam os resultados no plenário.
para entrevistar uma pessoa que mora no
Escreva no quadro pontos positivos e pontos
prédio. Circule entre eles, oriente-os e cor-
negativos e anote os resultados. O que pre-
rija as perguntas. Sugira que umas das per-
domina?
guntas seja: Você gosta de morar no Copan?
§a ATIVIDADE ADICIONAL:
§a SOLUÇÃO: a-7; b-5; c-8; d-10; e-1; f-4; g-3;
1 Peça aos alunos para retomarem as pergun-
h-6; i-2; j-9
tas feitas na atividade adicional sugerida em
16. Devem verificar o seguinte: Que novas
perguntas podem acrescentar depois que

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 41


L AR DOCE L AR 14
leram os depoimentos? Precisam reformular §a PROCEDIMENTO:
as perguntas feitas? Circule pela sala, ajude- 1 A atividade pode ser feita em forma de
os e corrija o que for necessário. entrevista. Decidem quem é o entrevistador
2 Em pares, um colega assume o papel de um e quem é o entrevistado. Avise que eles
dos quatro moradores, o outro entrevista-o, terão de cinco a oito minutos para treinarem
usando as perguntas preparadas por ele. a entrevista. Para a entrevista, podem fazer
Depois trocam os papéis. as perguntas que estão na instrução da ativi-
dade: Conhece algo semelhante na sua cidade
19 Você gostaria de conhecer o Copan? ou em outra cidade? Ou em outro país? Fale
Gostaria de morar lá? Por quê? sobre o prédio ou lugar.
§a OBJETIVO: Manifestar opinião pessoal em É um prédio ou lugar histórico? Etc. Devem
relação ao Copan. procurar também acrescentar outras
§a PROCEDIMENTO: Orientando-se pelas per- perguntas.
guntas da instrução da atividade, incentive 2 Apresentam as entrevistas no plenário, na
os alunos a darem sua opinião pessoal e, medida do possível, sem ler, e com a drama-
sobretudo, justificá-la. ticidade necessária.
20 Conhece algo semelhante na sua cidade, §a LEMBRETE: Se preferirem, os alunos podem
em outra cidade ou país? Onde fica? Por fazer um relato abordando um dos itens
que é interessante: arquitetura, decora- sugeridos. Eles podem preparar em casa.
ção, história? Vantagens e desvantagens? Jetzt kann ich... : Veja proposta a pág. 16.
Como são os vizinhos? Gosta(ria) de morar
lá? Por quê? Português Europeu (PE) (pág. 198): A crité-
§a OBJETIVO: Falar mais livremente sobre os rio do professor ou dos alunos pode-se fazer
diversos aspectos abordados tanto na parte na aula (alguns d)os exercícios da L14 do PE.
C como em toda a lição.

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 42


15 O trabalho de cada dia!
A Procurando emprego alunos; cada um tem que procurar os colegas
com as palavras do mesmo conceito geral.
§a COMUNICAÇÃO: Ler e entender anúncios
Por exemplo, para grupos de três:
de ofertas de emprego §f Ler e entender
CV (currículo de vida) / VR (vale-refeição) /
currículo de vida §f Ler e entender carta
VT (vale-transporte)
de apresentação §f Expressar desejos em
contador / office-boy / motoboy
relação ao trabalho §f Ouvir e entender uma
inglês fluente / falante nativo / bons
entrevista de emprego.
conhecimentos de alemão
§a GRAMÁTICA: Futuro do pretérito simples
comparecer na Alameda Franca / telefonar
(condicional) §f Uso do futuro do pretérito.
para… / tratar aqui…
1 Leia os anúncios de ofertas de emprego precisa-se / exige-se / admite-se
e complete. Fortaleza (CE) / São Paulo (SP) / Belo Hori-
§a OBJETIVOS: Ler e entender anúncios de zonte (MG)
ofertas de emprego §f Apresentar diferentes §a PROCEDIMENTO:
tipos de anúncios. 1 Em grupos, leem os textos das quatro pes-
§a ATIVIDADE PRÉVIA: Peça para darem uma soas e procuram a oferta adequada a cada
lida rápida nos anúncios e dizerem onde um (compreensão global de leitura). Justifi-
podem aparecer (anúncio a: num jornal, cam a escolha. Esclarecem o vocabulário:
revista especializada ou numa página de primeiro, entre si, depois, consultando o
emprego-online; b: num jornal; c: na porta professor. Faça o controle no plenário.
do restaurante; d: num mural da faculdade). 2 Chame a atenção para a caixa com a forma
§a PROCEDIMENTO: do futuro do pretérito (condicional). Pela
1 Leia as palavras da lista, esclareça dúvidas visualização, podem ver a formação (infini-
de vocabulário. Explique estas palavras dos tivo + terminação -ia, -ia, etc.). Explique que
anúncios: contador, office-boy, motoboy, o verbo fazer perde a sílaba ze (fazeria); o
doutorando, comparecer, tratar aqui. Se mesmo acontece com dizer e trazer. Leia
achar conveniente, explique as abreviaturas: algumas frases e peça que deduzam quando
CV (currículo de vida), VR (vale-refeição), VT se usa esta forma: Gostaria de comprar uma
(vale-transporte), Al. (alameda). Avise que, Honda (para expressar o desejo que tem no
para resolver a tarefa, não é necessário se pensamento). Falaríamos meia hora em por-
preocupar com as outras palavras que não tuguês (uma ação que poderia se realizar).
conhecem. Para outros usos, veja pág. 57.
2 Individualmente ou em pares, leem os anún- §a SOLUÇÃO: Aldo: c; Marcos: b; Christoph: d;
cios e preenchem com as palavras da lista. Maria Luísa: a.
Comparam com os colegas, tiram dúvidas.
3 Quais são seus desejos em relação ao
3 Faça o controle no plenário. Faça uma sessão
trabalho?
de esclarecimento do vocabulário restante:
§a OBJETIVOS: Expressar seus desejos em rela-
os próprios alunos dizem as palavras que
ção ao trabalho §f Praticar o uso do futuro do
deduziram pelo contexto; pela semelhança
pretérito (condicional).
com o alemão ou outra língua.
§a PROCEDIMENTO:
§a SOLUÇÃO: a. nível superior, conhecimentos;
1 Leia a frase-modelo; acrescente seu exemplo
b. salário; c. admite-se; d. horário e preço,
pessoal, escolhendo uma das alternativas.
exige-se.
Peça para um aluno ler as alternativas.
2 Estas pessoas estão pensando em procu- Certifique-se de que entenderam o signifi-
rar emprego. Para quem as ofertas acima cado das palavras.
poderiam ser interessantes? Compare 2 Individualmente escolhem, das alternativas,
com seu colega. três coisas que desejam (ou não) em relação
§a OBJETIVO: Escolher o emprego adequado ao trabalho.
para cada pessoa. 3 Em grupos, cada um expressa seu desejo.
§a ATIVIDADE PRÉVIA: Para formar os grupos, Junte-se a eles e participe também. Incenti-
faça uma atividade para associar palavras. ve-os a usarem a nova forma verbal.
Digite as palavras e recorte-as. Distribua aos

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 43


O TR ABALHO DE C ADA DIA! 15
4 Complete os dados do currículo do 5b Compare a carta de apresentação com
Marcos Pedroso. o anúncio da atividade 1 e responda.
§a OBJETIVOS: Ler e entender um currículo de §a OBJETIVO: Ler dois tipos diferentes de tex-
vida §f Apresentar uma possível estrutura de tos e comparar.
currículo. §a PROCEDIMENTO: A atividade é feita em
§a PROCEDIMENTO: Leia e esclareça as palavras pares. Perguntas a e b: um aluno lê as quali-
da lista (são subtítulos de um currículo). ficações exigidas no anúncio, item por item,
Fazem uma rápida leitura do currículo do e o outro verifica na carta de apresentação
rapaz da atividade 2, Marcos Pedroso, que se a Maria Luísa tem ou não a qualificação.
se interessa pelo emprego de office-boy. Pergunta c: discutem as chances da Maria
Associam os subtítulos a cada parte (com- Luísa; podem discutir também que outros
preensão global de leitura). Esclareça o fatores ainda poderiam pesar na escolha.
vocabulário do currículo. §a SOLUÇÃO:
§a LEMBRETE 1: a. Qualificações Profissional com diploma de nível superior
1 Os alunos podem fazer a atividade concen- exigidas
b. Qualificações Graduada em ciências Contábeis com CRG (SP)
trando-se na tarefa, sem se preocuparem da Maria Luísa Pós-graduação em Direito Fiscal
com as palavras desconhecidas. Eles podem, a. Qualificações Três anos de experiência como contador
exigidas
por exemplo, fazer a atividade usando a
b. Qualificações Quatro anos como contadora no escritório de
estratégia de partir do conhecido (dados da Maria Luísa advocacia Martins e Cunha; dois anos como
pessoais = primeiro bloco do currículo; for- coordenadora da equipe de contadores
a. Qualificações Experiente em balanços
mação escolar = terceiro bloco, começa com exigidas
Escola Estadual…). b. Qualificações Como atuou como contadora, provavelmente
da Maria Luísa tem experiência em balanços.
2 Se, no entanto, achar mais conveniente,
a. Qualificações Bons conhecimentos de informática inglês
explique o vocabulário novo antes de faze- exigidas fluente
rem a atividade. b. Qualificações Atuou na informatização do escritório.
da Maria Luísa Bom domínio da língua inglesa
§a LEMBRETE 2: Traga informações sobre o c. Chances: As chances da candidata são boas, ainda mais porque
SENAC, SENAI, carteira de trabalho e troque ela está disposta a mudar de cidade.

ideias com os alunos sobre formação profis-


6 Procura-se monitora de recreação.
sional dos jovens, salário mínimo, carteira
assinada etc. 6a Leia o anúncio. Ouça a entrevista e
assinale no item “exige-se” os requisitos
5 Canditando-se para uma vaga
preenchidos pela candidata Vera de
5a Leia a carta de apresentação da Maria Freitas.
Luísa. O que ela colocaria nos seguintes §a OBJETIVO: Apresentar uma entrevista de
itens do CV dela? emprego.
§a OBJETIVOS: Ler e entender uma carta de §a PROCEDIMENTO:
apresentação §f Apresentar um modelo de 1 Peça para dois alunos lerem o anúncio e
carta de apresentação. esclareça dúvidas de vocabulário. Fale um
§a PROCEDIMENTO: Os alunos leem a carta pouco sobre este tipo de hotel-fazenda,
para procurar as informações para preencher especializado em crianças (procure informa-
a–c (compreensão seletiva de leitura). Faça o ções e fotos na internet). As crianças ficam
controle e o esclarecimento de vocabulário. sob a supervisão de monitores durante o dia
§a SOLUÇÃO: inteiro. Estes organizam brincadeiras, pas-
a. Formação acadêmica: seios, gincanas, corridas, teatrinho, etc.
Graduada em Ciências Contábeis – Sob os cuidados dos monitores, as crianças
CRG (SP) fazem natação, jogam futebol, andam a
Pós-graduação em Direito Fiscal cavalo, etc.
b. Experiência profissional: 2 Vera se candidata para o cargo de monitora.
Martins e Cunha – contadora – coordena- Peça para relerem o item “exige-se”:
dora da equipe de contadores vão ouvir uma entrevista e devem assinalar
Atuação na informatização do escritório os requisitos preenchidos pela candidata
c. Idiomas estrangeiros: (compreensão auditiva seletiva). Avise que
Bom domínio da língua inglesa nem todos os itens são mencionados pela

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 44


O TR ABALHO DE C ADA DIA! 15
entrevistadora. Comparam com um colega. 7b Escolha outro anúncio da atividade 1 e
Repita a audição. Faça o controle. prepare perguntas para os candidatos.
§a SOLUÇÃO: §a OBJETIVO: Treinar fazer perguntas.
• Curso superior em esporte (diploma em §a PROCEDIMENTO: Cada um escolhe um
esporte) anúncio da atividade 1 e prepara perguntas
• Ser flexível , esportista , saber nadar , para candidatos interessados no emprego.
ativo/-a , sociável
• Idade entre 25–30 anos 7c Forme grupos de três com os colegas que
🔊 17 escolheram o mesmo anúncio. Comparem
§a TRANSCRIÇÃO: pág. 249 e escolham as perguntas mais adequadas
para uma entrevista pessoal.
6b Compare com os colegas. Você acha que §a OBJETIVO: Interagir com os colegas para
a candidata é adequada para a posição? escolher as perguntas mais adequadas.
Por quê? §a PROCEDIMENTO:
§a OBJETIVO: Trocar opinião sobre a candidata 1 Circulando pela sala, cada um procura quem
entrevistada na atividade 6a. escolheu o mesmo anúncio até formar um
§a PROCEDIMENTO: grupo de três.
1 Chame a atenção para o item “oferece-se” 2 Comparam suas perguntas e chegam a um
no anúncio. Explique, ou deixe que tirem acordo sobre as mais adequadas para uma
suas conclusões sobre: Moradia, alimentação, entrevista pessoal.
ônibus grátis para Sorocaba (A monitora tem
que morar na fazenda e a cidade mais pró- 7d O grupo entrevista um colega do outro
xima da fazenda é Sorocoba. Para uma pes- grupo que se apresenta como candidato
soa acostumada a uma cidade grande como voluntário. A classe decide, então, qual
São Paulo, não é fácil morar em fazenda.). é o candidato mais adequado para cada
2 Em grupos, discutem se acham a candidata posto.
da atividade 6a adequada (ou não). Devem §a OBJETIVO: Entrevistar um colega.
justificar a sua opinião. A entrevistadora §a PROCEDIMENTO:
não mencionou todos os pontos do item 1 Cada grupo diz para qual anúncio preparou
“exige-se”, mas os alunos podem discutir se as perguntas. Um colega de outro grupo se
a candidata atende aos requisitos ou não. Os apresenta como voluntário para o papel do
grupos que quiserem podem ouvir o diálogo candidato. Se ninguém se apresentar, um
novamente. colega do próprio grupo faz o papel do can-
didato. Ou o professor se apresenta como
7 Estou telefonando por causa do anúncio. candidato. Dê tempo para que “os candida-
tos” e o resto da classe releiam os anúncios.
7a Leia o anúncio c da atividade 1. Colega A é
2 O primeiro grupo começa a entrevista.
o autor do anúncio. Colega B se interessa
Havendo mais de um grupo que tenha feito
e telefona para o colega A.
o mesmo anúncio, a classe decide qual é o
§a OBJETIVO: Telefonar por causa do anúncio.
candidato mais adequado. Havendo só um
§a PROCEDIMENTO: Releem o anúncio c da
candidato, a classe decide se o candidato
atividade 1. Decidem quem faz o papel de A
é ou não adequado. Justificam a decisão.
e quem faz o de B e telefonam.
§a LEMBRETE: Ao telefonarem, devem sentar-se
de costas um para o outro. Ou podem telefo- B Como é o seu trabalho?
nar, usando o celular. Não devem se ver e
devem ter o cuidado de falar de tal maneira §a COMUNICAÇÃO: Falar sobre sua experiência
que não atrapalhem os colegas. Se a sala for profissional §f Falar sobre as qualidades exi-
muito pequena, um aluno sai da sala e tele- gidas para sua profissão §f Falar sobre como
fona, os outros colegas ouvem e ajudam. avalia sua profissão §f Exprimir espaço de
tempo.
§a GRAMÁTICA: Expressão temporal (desde…,
há…, faz…) §f Perífrase verbal (acabei de…).

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 45


O TR ABALHO DE C ADA DIA! 15
8 O que você acha importante no trabalho? 9b O colega A sublinha, no texto de 9a, os
Marque os cinco aspectos mais importan- aspectos negativos da experiência da
tes para você. Compare com os colegas. Adriana. O colega B, os aspectos positivos.
Qual é o aspecto mais repetido? A seguir, trocam informações. Fazem
§a OBJETIVO: Falar sobre o que acha impor- uma lista do que a Adriana acha mais
tante no trabalho. importante.
§a PROCEDIMENTO: §a OBJETIVO: Reler o texto para verificar deter-
1 Cada um escolhe os cinco aspectos que acha minadas informações.
mais importantes. Continuam a atividade em §a PROCEDIMENTO: A atividade é feita em
grupos. Os colegas comparam suas priorida- pares. De acordo com as instruções do LC,
des, na medida do possível, explicando a colegas A e B procuram, respectivamente, os
sua escolha; podem relatar sua experiência pontos positivos e os negativos que se des-
pessoal que os leva a considerar um deter- tacam do relato da Adriana. Trocam informa-
minado item importante ou não. ções. Fazem uma lista do que a Adriana acha
2 Cada grupo apresenta à classe os itens mais mais importante.
repetidos. §a SOLUÇÃO POSSÍVEL:
aspectos positivos da experiência:
9 Como ingressou na vida profissional? – Consegui um emprego logo que acabei de
9a Leia o artigo da Adriana Nagata e coloque me formar.
os parágrafos na sequência certa. – Gosto da minha chefe, dos colegas e do
§a OBJETIVO: Ler um relato pessoal ordenan- ambiente de…
do-o, recompondo a estruturação feita pela – Tenho um emprego numa firma boa.
autora. – Trabalho na área de recrutamento e sele-
§a PROCEDIMENTO: ção…( tarefas de uma psicóloga).
1 Individualmente ou em pares, os alunos – Pude logo assumir tarefas de responsabili-
leem o texto, procurando colocá-lo na se- dade.
quência certa. – Vou ter chances de crescer profissional-
2 Comparam com os colegas. Faça o controle. mente.
3 Os alunos releem o texto, se quiserem em
voz alta, mas tendo o cuidado de não atrapa- aspectos negativos da experiência:
lhar os colegas. – Não gostei nada do chefe. Ele não valori-
4 Chame a atenção para a expressão temporal zava o trabalho de um psicológo.
desde o início de 2015, no terceiro parágrafo – Fiquei mais de um ano praticamente
e na caixa de gramática. Indica espaço de desempregada.
tempo no passado com um ponto de partida – Tive experiências negativas com três firmas.
definido. Mostre a diferença com há dois – Só queriam o meu registro do CRP para
anos: só há indicação do espaço de tempo aplicar testes de psicologia e ganhar
(já apareceu na L03, 10). Falantes do alemão dinheiro com isso.
podem usar indiferentemente seit para – Eles queriam me dar só o cargo de recep-
desde e há…, o que pode induzir o apren- cionista.
dente ao uso inadequado de desde para os – Tarefas não relacionadas com o trabalho
dois casos. de uma psicológa.
§a LEMBRETE: Introduza a expressão faz dois
anos que também indica espaço de tempo e Possível lista do que a Adriana acha mais
é sempre usada com o verbo no singular. São importante:
equivalentes: Moro aqui há/faz dois anos. – Ter bom ambiente de trabalho; ter chefes
Podem vir no início da frase em combinação e colegas simpáticos.
com que. Com há a palavra que é opcional: – Trabalhar na área dela, isto é, fazer o tra-
Há dois anos (que) moro aqui. Com faz a balho de uma psicológa.
palavra que ocorre sempre: Faz dois anos – Assumir tarefas de responsabilidade.
que moro aqui. – Chances de crescer profissionalmente.
§a SOLUÇÃO: 1. Estudei...; 2. Depois fiquei...;
3. Felizmente...; 4. No começo...

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 46


O TR ABALHO DE C ADA DIA! 15
9c Procure no texto as expressões em §a SOLUÇÃO:
português. Matilde Dra. Gardênia
§a OBJETIVO: Localizar perífrases verbais no Meu trabalho exige

texto. a. habilidade manual x x

§a PROCEDIMENTO: b. muita concentração x


c. senso de proporção x
1 Mostre na frase a perífrase verbal em portu-
d. boas condições físicas x
guês que expressa o começo de uma ação:
e. rápido poder de decisão x
Comecei a trabalhar. f. ser sociável x x
2 Os alunos procuram no texto as perífrases
verbais para as frases b–d. 11b Como cada um avalia o seu trabalho?
§a SOLUÇÃO: b. quero continuar trabalhando; Ouça mais uma vez e marque.
c. desisti de trabalhar; d. acabei de me §a OBJETIVO: Ouvir novamente o diálogo para
formar. captar outras informações.
§a PROCEDIMENTO: Leem as vantagens e as
10 Escolha um dos temas e fale sobre sua
desvantagens de cada profissão. A seguir,
experiência.
ouvem as entrevistas novamente. Desta vez
§a OBJETIVOS: Falar sobre sua própria experi-
devem prestar atenção em como cada uma
ência no mundo do trabalho.
avalia sua profissão.
§a PROCEDIMENTO:
§a SOLUÇÃO:
1 A atividade é feita em grupos. Cada um esco-
lhe um tema e anota de sete a dez palavras Matilde Dra. Gardênia
Vantagens
relevantes para seu relato. Por exemplo, para
a. é gratificante x
o tema a: 2000 – Stuttgart – Leipzig – escritó-
b. é criativo x
rio de arquitetura – pequeno – colegas – c. é divertido x
ambiente de trabalho… A partir dessas pala- Desvantagens
vras, faz seu relato. Os outros colegas não a. é cansativo x

devem somente ouvir, mas devem participar: b. é estressante x


c. fico muito tempo em pé x
incentive-os a perguntar, pedir esclareci-
d. trabalho no sábado x
mentos ou fazer comentários. Dê exemplos,
entrando nos grupos e participando. 🔊 18–19
2 Faça uma sessão de plenário: cada grupo §a TRANSCRIÇÃO: pág. 249
apresenta uma experiência que achou muito
12 Fale sobre seu emprego ou sobre o
interessante.
emprego de outra pessoa.
11 Habilidades profissionais §a OBJETIVO: Prática personalizada: falar sobre
o emprego.
11a Na sua opinião, que habilidades estas §a PROCEDIMENTO: À semelhança dos depoi-
profissionais têm de ter? Converse com o mentos da cabeleireira e da cirurgiã, cada
colega e marque. Depois ouça e confira. um pensa nas habilidades exigidas na sua
§a OBJETIVO: Ouvir e comparar com suas profissão. Pensam também nos pontos posi-
opiniões. tivos ou vantagens e nos pontos negativos e
§a PROCEDIMENTO: desvantagens das suas profissões. Podem se
1 Observam as fotos da cabeleireira e da cirur- orientar pelas palavras sugeridas na lista.
giã. Peça que falem sobre seu cabeleireiro: Ajude-os com o vocabulário. Em grupos,
Vai sempre ao mesmo? É bom? Por que o apresentam seus depoimentos. Os colegas
considera bom? Leia com eles a lista a–f. devem participar ativamente, pedindo escla-
Na opinião deles, quais habilidades tem que recimentos, fazendo comentários, coope-
ter cada uma dessas profissionais? rando na formulação, etc.
2 Ouvem as entrevistas da Matilde e §a LEMBRETE: Muitos alunos não gostam de se
da Dra. Gardênia e assinalam o que cada expor. Nesse caso podem falar sobre a pro-
uma diz sobre as habilidades exigidas em fissão de uma outra pessoa (Um amigo meu
suas respectivas profissões (compreensão é policial...).
auditiva seletiva). Comparam com as suas
opiniões anteriores.

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 47


O TR ABALHO DE C ADA DIA! 15
13 Medo de tirar férias. Leia o texto e com- são essas profissões? (→ xx e yy). Devem
pare com o seu país. Como é a situação separar as palavras em três grupos, depen-
em outros países? dendo de como estão relacionadas a uma
§a OBJETIVO: Ler e entender um texto de ava- das profissões ou às duas: a. xx; b. yy; c. rela-
liação de pesquisa. cionadas a xx e a yy.
§a ATIVIDADE PRÉVIA: Fale um pouco sobre ofício (= profissão) – só abre de terça a
férias. Faça algumas perguntas: Quantas sábado – prancheta (= espécie de mesa (alta)
semanas têm de férias? Prefere tirar férias usada por arquitetos) – régua – escritório –
várias vezes ou de uma vez só? Quantas só atende com reserva – maître – vida estres-
semanas pode tirar de uma só vez? Sempre sante – vida cheia de compromissos – aju-
tira todas as férias a que tem direito? Todos dante – universidade pública – 20 pessoas
os colegas tiram férias? Etc. por noite – chef – resolveu mudar de profis-
§a PROCEDIMENTO: são.
1 Leia o título do texto. Peça para fazerem 2 Faça o controle. Abrem o livro, leem o título
suposições sobre as causas do medo de tirar desta parte C e a instrução da atividade.
férias. Peça para fazerem suposições sobre o que
2 Explique como se lê, em português, o sím- vem no texto. Peça também para observarem
bolo % em 38 % (trinta e oito por cento). Em a foto. Que tipo de restaurante a foto
pares, ajudam-se no vocabulário. Esclareça sugere?
dúvidas que restaram. §a PROCEDIMENTO:
3 Faça uma breve discussão no plenário: 1 Fazem uma primeira leitura para dar um
A situação no seu país é a mesma? Qual título ao texto (compreensão global de lei-
causa também pesa no seu país? Sabem tura). Recolha as sugestões para o título,
como é a situação em outros países? escreva-as no quadro. A classe escolhe o
título mais adequado (titulo original: Da
14 Você acha que o trabalho é importante prancheta às facas de cozinha).
para ser feliz? Por quê? 2 Peça para numerarem as linhas do texto de
§a OBJETIVO: Dar um espaço para uma tomada cinco em cinco. Releem o texto e localizam
de posição pessoal em relação ao tema as palavras da atividade prévia (→ prancheta:
trabalho e vida feliz. linha 7, etc.). Esclareça dúvidas de vocabulá-
§a PROCEDIMENTO: Em grupos ou no rio.
plenário, trocam opiniões sobre o tema, 3 Faça uma breve prática de pós-leitura. Peça
justificando-as. para colocarem as datas na ordem cronoló-
gica. Dizem, então, o que aconteceu nessas
datas. (→ 1951: nasceu em Jundiaí, etc.)
C Você mudaria de profissão?
§a SOLUÇÃO DA ATIVIDADE PRÉVIA:
§a COMUNICAÇÃO: Falar sobre mudança de arquiteto cozinheiro arquiteto e
profissão §f Relacionar acontecimentos no cozinheiro
– prancheta (= espé- – faca – ofício (= profissão)
passado. cie de mesa (alta) – só atende com – vida cheia de
§a GRAMÁTICA: Particípio passado dos verbos usada por arquite- reserva compromissos
tos) – maître – vida estressante
regulares §f Pretérito mais-que-perfeito com- – escritório – ajudante – resolveu mudar de
– universidade – 20 pessoas por profissão
posto §f Uso do Pretérito mais-que-perfeito
pública noite
composto. – chef

15 Leia o texto sobre a vida de Augusto 16 Cada um prepara quatro perguntas sobre
Ramos. Depois dê um título adequado ao o Augusto para o colega responder.
texto. §a OBJETIVO: Praticar interativamente o voca-
§a OBJETIVOS: Entender as ideias principais do
bulário e o entendimento mais detalhado
texto §f Dar um título ao texto.
do texto.
§a ATIVIDADE PRÉVIA:
§a PROCEDIMENTO: Cada par prepara quatro
1 Antes de abrir o livro, faça uma atividade em
perguntas, mais uma como curinga. Junta-se
pares. Distribua uma folha para cada par com
a outro par. Um par faz suas perguntas ao
as palavras abaixo. Avise que as palavras
outro.
estão relacionadas a duas profissões: Quais

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 48


O TR ABALHO DE C ADA DIA! 15
17 No texto 15 há uma nova forma verbal, nasceu, já tinha ficado desempregado;
o mais-que-perfeito composto. Sublinhe d. Quando ele entrou na faculdade, a namo-
os verbos nesse tempo e complete, então, rada dele já tinha saído; e. Quando ele se
as frases a–d. candidatou para o emprego, mais de 50 pes-
§a OBJETIVOS: Localizar no texto uma nova soas tinham estado lá antes dele.
forma verbal.
19 Relacione alguns fatos passados na vida
de Augusto com fatos da sua vida ou de
§a PROCEDIMENTO:
pessoas da sua família.
1 Em pares, procuram as formas do mais-que-
§a OBJETIVOS: Prática personalizada do uso do
-perfeito no texto. Observando os exemplos
mais-que-perfeito.
no texto e a tabela na caixa de gramática,
§a PROCEDIMENTO: Seguindo as frases-modelo,
podem deduzir como é formado o mais-
em pares, relacionam cinco fatos da vida de
que-perfeito composto (→ verbo ter no
Augusto com fatos da sua própria vida, ou de
imperfeito tinha + particípio passado).
pessoas da família.
2 Preenchem as frases a–d. Esclareça que o
uso do mais-que-perfeito é semelhante ao 20 Você conhece alguém que mudou de pro-
do alemão. Para explicitar, apresente dois fissão? Fale sobre essa pessoa. E você
acontecimentos no passado e relacione-os: gostaria de mudar de profissão?
o acontecimento anterior vem expresso com §a OBJETIVOS: Falar livremente sobre mudar
o mais-que-perfeito. Exemplo: de profissão.
O Augusto abriu o seu primeiro restau- §a PROCEDIMENTO:
rante. 1 Pergunte: Alguém já pensou em mudar de
Trabalhou como arquiteto. profissão? Para qual gostaria de mudar?
O Augusto abriu o seu primeiro restau- Qual é a que exerce atualmente? Por que
rante. Antes já tinha trabalhado como gostaria de mudar?
arquiteto. 2 Em grupos, falam sobre o desejo de mudar
3 Explique ou deixe que expliquem como se de profissão. Se não quiserem falar de si
forma o particípio dos verbos regulares. próprios, ou não conhecerem ninguém que
§a SOLUÇÃO: a. tinha; b. resolvido; c. tinha (se) tenha mudado de profissão, podem escolher
tornado; d. tinha estudado. uma das pessoas das quatro fotos e imaginar
que mudaram de profissão. Contam por que
18 O que aconteceu na vida do Jair?
mudaram, o que estão fazendo atualmente,
Relacione os dois fatos acontecidos
onde moram, se estão contentes e se são
no passado.
bem sucedidas.
§a OBJETIVOS: Relacionar fatos acontecidos no
passado §f Praticar o uso do mais-que-per-
Jogo V (pág. 58–59)
feito.
Não se esqueça de levar números suficientes
§a PROCEDIMENTO: Individualmente, relacio-
de dados e pedras (Spielfiguren).
nam os acontecimentos. Faça o controle no
plenário. Jetzt kann ich... : Veja proposta a pág. 16.
§a SOLUÇÃO: b. Quando ele decidiu aceitar o
emprego, a empresa já tinha admitido outra Português Europeu (PE) (pág. 199): A crité-
pessoa.; c. Quando ficou desempregado, seu rio do professor ou dos alunos pode-se fazer
filho já tinha nascido ou: quando seu filho na aula (alguns d)os exercícios da L15 do PE.

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 49


16 Boa viagem!
A O meu estilo de férias 2 Faça o controle no plenário.
§a ATIVIDADE ADICIONAL: Para trabalhar com o
§a COMUNICAÇÃO: Apresentar estilos de
vocabulário, faça com os alunos uma classifi-
férias §f Falar de gostos e preferências em
cação das atividades por temas. Peça que
relação a viagens e férias §f Falar sobre
digam, para cada tema, as atividades men-
tendências e preferências de viagens dos
cionadas nas alternativas e vá escrevendo
brasileiros.
no quadro:
§a GRAMÁTICA: Perfeito composto do
indicativo §f Particípio passado dos verbos Viagem / Férias
irregulares §f Uso do perfeito composto. aventura e esporte cultura bem-estar e descanso
andar de bicicleta ir a museus passar férias num spa
1 Nas férias, o que é mais importante para praticar windsurf visitar centros caminhar na praia,
históricos tomar sol
estas pessoas? Relacione as fotos com fazer escaladas experimentar fazer massagens para
os textos. a cozinha local relaxar
§a OBJETIVO: Apresentar estilos de fazer rapel ir a apresen- descansar
tações de música
férias §f Introduzir vocabulário para falar de
fazer surf e dança ....................................
atividades nas férias. mergulhar .................................. ....................................
§a ATIVIDADE PRÉVIA: Para ativar o vocabulário, .................................. .................................. ....................................
peça aos alunos para dizerem o que associam §a SOLUÇÃO: Beatriz: f, h, k; Mauro: b, d, i;
às palavras viagem e férias. Pergunte se já Luís: a, c, g; Eliana: e, j.
foram ao Brasil e deixe que falem um pouco, 🔊 20–23
mas sem se estenderem. §a TRANSCRIÇÃO: pág. 250
§a PROCEDIMENTO: O tema da lição é introdu-
zido, abordando-se quatro diferentes estilos 3 Que tipo de férias você prefere? O que faz?
de viagem. Estes podem ser vistos nas fotos §a OBJETIVO: Falar de gostos e preferências em
e nos textos em que cada pessoa fala sobre relação a férias.
seus gostos e preferências. Os alunos obser- §a PROCEDIMENTO:
vam as fotos e descrevem o tipo de férias 1 Os alunos leem as palavras sugeridas na
que veem. Depois associam os textos às lista. Peça que revejam o quadro do vocabu-
fotos. Comparam com o colega. Faça o con- lário da atividade adicional em 2b.
trole no plenário. Esclareça o vocabulário 2 A seguir, em grupos, falam sobre o que pre-
§a SOLUÇÃO: a. Mauro Vilar; b. Beatriz ferem fazer nas férias. Anime-os a usarem:
Nogueira; c. Eliana Cruz; d. Luís Torres. Para mim , o mais importante é…, o que me
interessa é…, o principal é… Diga que devem
2 O que fazem nas férias? anotar palavras-chave.
3 O representante de cada grupo relata no
2a O que você acha: quem faz o quê?
plenário. Enquanto relatam, marque no qua-
§a OBJETIVO: Supor o que as pessoas fazem
dro, nas colunas dos temas, para constatar
nas férias.
no final qual tipo de férias predomina.
§a PROCEDIMENTO:
1 Em pares os alunos observam de novo as 4 Viagens e férias: tendências e preferências
fotos, escolhem que alternativas podem ser
atribuídas a que pessoas na atividade 1, jus- 4a Leia as perguntas enviadas à Maria Clara
tificando sua escolha. Andrade, uma agente de turismo do Brasil.
2 Faça o controle no plenário. Esclareça dúvi- §a OBJETIVO: Apresentar questões para prepa-
das de vocabulário, mas antes deixe que eles rar a leitura das respostas em 4b .
mesmos tentem deduzir os significados. §a PROCEDIMENTO: Os alunos leem as pergun-
tas a–e e fazem suposições. Esclareça dúvi-
2b Ouça as entrevistas e confira. das de vocabulário.
§a OBJETIVO: Comprovar as suposições.
§a PROCEDIMENTO: 4b Leia as respostas da Maria Clara. Relacio-
1 Ouvem e assinalam as atividades correspon- ne-as com as perguntas de 4a.
dentes a cada pessoa. Ouvem mais uma vez §a OBJETIVO: Conhecer as tendências e prefe-
e, em pares, comparam com as suposições rências dos brasileiros relativas a viagens e
que fizeram. férias.

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 50


BOA VIAGEM! 16
§a PROCEDIMENTO: 2 Leia com os alunos a caixa com a formação
1 Os alunos, em pares, leem as respostas e desse tempo: é conjugado com o verbo auxi-
relacionam às perguntas em 4a (compreen- liar ter no presente do indicativo (tenho) +
são global de leitura). Nessa fase não é particípio passado do verbo. Revise a forma-
necessário que se ocupem com o vocabulá- ção do particípio passado dos verbos regula-
rio novo. Recorrendo às palavras-chave (as res. Veem que os particípios passados de
mesmas que aparecem nas perguntas), fazer e ver são irregulares.
podem resolver a tarefa. Faça o controle no 3 Chame a atenção para o uso do perfeito
plenário. composto na segunda caixa: o perfeito com-
2 Peça a alguns alunos que leiam, em voz alta, posto expressa uma ação ou estado inicia-
as respostas da Maria Clara. Ao esclarecer as dos no passado e que se estendem até o
dúvidas de vocabulário, anime-os a inferirem presente. Ressalte que os marcadores tem-
o significado das palavras, partindo do con- porais do tipo ultimamente, nas últimas
texto ou do conhecimento de outras línguas semanas, nos últimos anos/dias/meses
ou da sua própria. Por exemplo: meia pen- acompanham essa forma. Peça para assina-
são, na moda (pela sua língua materna), larem esses marcadores em 4b.
traslado, alta temporada, (pelo contexto), §a LEMBRETES:
rafting, cânions (pelo conhecimento de lín- 1 Em alemão essa forma pode ser traduzida
gua estrangeira). pelo Präsens: Tem feito calor ultimamente:
§a SOLUÇÃO: b, a, d, e, c. Es ist heiß in der letzten Zeit.
2 Mostre a diferença com o pretérito perfeito
5 Seguindo as perguntas da atividade 4a, simples: ação única, encerrada no passado
fale sobre suas preferências e as tendên- com marcadores do tipo ontem: fui ao
cias de turismo no seu país. cinema ontem.
§a OBJETIVO: Prática interativa para falar das §a SOLUÇÃO:
tendências e preferências do turismo no 1. têm viajado → viajar
próprio país. 2. tem sido → ser
§a PROCEDIMENTO: 3. tenho vendido → vender
1 Em grupos, falam sobre as tendências e pre- 4. têm saído → sair
ferências de turismo em seu país, orientan- 5. tem crescido → crescer
do-se pelas perguntas da atividade 4a: Para 6. tem feito → fazer
onde…? Que tipo de viagem…? Com quem…? 7. temos visto → ver
Em que época…? O que fazem?
2 Relatam no plenário. Para que todos falem, 7 O que você tem ou não tem feito ultima-
cada aluno do grupo relata os resultados mente? Responda individualmente. Com-
correspondentes a uma pergunta. Há concor- pare depois com um colega. Há pontos em
dância ou divergência? Se houver muitos comum? Quais? Escreva no seu caderno.
grupos e também para não ficar cansativo, §a OBJETIVO: Prática do uso do perfeito
cada grupo apresenta os resultados de uma composto.
pergunta, escolhendo para isso um repre- §a PROCEDIMENTO:
sentante. 1 Escreva no quadro algumas expressões rela-
cionadas a férias: ir a lugares exóticos, fazer
6 Nas respostas da atividade 4b aparece viagens para o exterior, ver programas sobre
uma nova forma, o perfeito composto. viagens na televisão, conhecer novos países,
Marque-a e complete. ficar em casa nas férias, viajar muito etc.
§a OBJETIVOS: Localizar as formas do perfeito Usando essas expressões ou outras que se
composto no texto §f Sistematizar as formas referem à sua experiência, escrevem as frases.
do perfeito composto. 2 Comparam com um colega, anotando os pon-
§a PROCEDIMENTO: tos em comum e depois relatam à classe.
1 Os alunos releem as respostas em 4b para
sublinharem as formas do perfeito composto
B Aventurando-se pelo Brasil
e depois completarem a atividade. Comparam
com o colega. No plenário leem os itens a–g, §a COMUNICAÇÃO: Descrever lugares e
isto é, as novas formas com os respectivos paisagens §f Avaliar uma viagem §f Contar
infinitivos: um aluno, um item. uma viagem que fez §f Falar sobre as

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 51


BOA VIAGEM! 16
vantagens e as desvantagens de viajar 4 Chame a atenção para a caixa de gramática
sozinho ou acompanhado. com o futuro do presente. Mostre que é for-
§a GRAMÁTICA: Futuro do presente §f Tão, mado a partir do infinitivo + terminação -ei,
tanto(s), tanta(s). -ás, -á, -emos, -ão. Escreva no quadro, desta-
cando as terminações em uma cor diferente.
8 Quais destes lugares gostaria de visitar? Mostre que o verbo fazer perde a sílaba ze
Escolha duas fotos e explique por quê. (fazerei). O mesmo acontece com os verbos
§a OBJETIVO: Falar sobre alguns lugares turísti- dizer e trazer. Peça que sublinhem o futuro
cos no Brasil. nos textos. Lembre aos alunos que o futuro
§a PROCEDIMENTO: do pretérito (L15, 2) tem formação seme-
1 Observam e descrevem as fotos. lhante. Ressalte que, geralmente, o futuro do
2 Escolhem dois lugares que gostariam de presente se usa na linguagem escrita. Na lin-
visitar, dizendo o porquê. guagem falada é mais frequente o uso do
9 Associe os textos às fotos. presente do indicativo ou o verbo ir + infini-
§a OBJETIVOS: Ler textos informativos sobre tivo.
atrações turísticas §f Preparar para a ativi- §a ATIVIDADE ADICIONAL: Faça um exercício de
dade 10. fixação das formas do futuro.
§a PROCEDIMENTO: 1 Digite, em letra grande, uma lista de verbos.
1 Os alunos associam os textos às fotos. Por exemplo: fazer uma visita guiada na
2 Faça o controle no plenário, esclarecendo o cidade, dançar forró, conhecer muita gente,
vocabulário, se necessário. fazer o passeio de buggy, ficar alguns dias na
§a LEMBRETE: Procure na internet e leve à praia, nadar nas lagoas, trazer presentes, ver
classe fotos, como por exemplo, da cidade as pinturas nas rochas, comprar artesanato,
de São Luís para que os alunos tenham uma ir à praia, ler um livro, etc.
visão melhor do centro antigo, com o famoso 2 Imprima a lista numa folha de papel. Faça
casario revestido de azulejos. tantas cópias quantas forem necessárias
§a SOLUÇÃO: foto A: Fortaleza; foto B: São Luís; para grupos de três ou quatro.
foto C: Lençóis Maranhenses; foto D: Parque 3 Cada grupo recebe uma folha com a lista de
Nacional de Sete Cidades. verbos e um dado. A cada face do dado cor-
responde um pronome pessoal: 1 ponto = eu;
10 A Diva e a Mara resolveram fazer o roteiro 2 pontos = tu; 3 pontos = você, ele, ela; 4
“Beleza e magia no Nordeste” juntas. Leia pontos = nós; 6 pontos = vocês, eles, elas.
os e-mails. Elas estão gostando de viajar Quem tirar 5 pontos joga de novo.
juntas? Por quê? 4 Por turno, cada aluno joga o dado e conjuga
§a OBJETIVO: Ler e-mails. um verbo da lista. Não pode repetir o verbo
§a PROCEDIMENTO: do colega anterior.
1 Os alunos leem o roteiro “Beleza e magia no §a SOLUÇÃO: Não estão gostando de viajar jun-
Nordeste” e comparam com as fotos e textos tas porque têm gostos muito diferentes.
em 8 e 9.
2 Depois leem os e-mails e, em pares, decidem 11 Quem gostou ou não gostou do quê e
se Diva e Mara estão gostando de viajar jun- por quê? Leia os e-mails mais uma vez
tas, justificam e relatam os resultados no e complete a tabela. Use uma folha sepa-
plenário. Passe ao esclarecimento do voca- rada se necessário.
bulário. A seguir, cada aluno lê, em voz alta, §a OBJETIVO: Sistematizar o conteúdo dos
uma parte dos e-mails. e-mails.
3 Chame a atenção para a caixa de gramática: §a PROCEDIMENTO:
faça-os ver as diferenças entre tão (acompa- 1 Em pares, os alunos fazem uma releitura dos
nhado de adjetivos e advérbios, é invariável), e-mails (compreensão seletiva de leitura)
tanto (verbo + tanto, é invariável), tanto(s), e completam a tabela. Circule pela sala
tanta(s) (acompanhados de substantivos, são e oriente-os.
variáveis). Peça que sublinhem essas pala- 2 Faça o controle no plenário. Para tanto,
vras nos e-mails, para que as vejam no con- faça uma transparência ampliada da tabela.
texto. Enquanto os alunos relatam, escreva
palavras-chave dos resultados no quadro.

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 52


BOA VIAGEM! 16
Os alunos têm que prestar atenção para não onde, quando, o que, onde, como, com quem,
repetirem o que já foi dito. quanto tempo, etc.
§a LEMBRETE: A solução está apresentada de 2 Em pares, entrevistam uns aos outros sobre
forma detalhada; dependendo da classe, uma viagem interessante que fizeram.
o professor não deve insistir nos detalhes. Tomam notas do que o colega diz e no ple-
§a SOLUÇÃO: nário apresentam um resumo.
Para onde O que §a ATIVIDADE ALTERNATIVA: Durante a entre-
Como vivenciaram o que fizeram?
foram fizeram?
vista o aluno que faz as perguntas anota
Ambas Mara Diva
Fortaleza Dançaram Gostaram Gostou da Achou a palavras-chave das respostas em forma de
forró. do forró. cidade movi- cidade baru- desenhos. No plenário, cada um faz o relato
Acharam as mentada e lhenta.
pessoas sim- das noites da viagem do colega, explicando o desenho
páticas. animadas.
à classe: Petra foi à Itália na primavera. Ela
Fizeram Achou Foi às
compras. lindas as compras só foi de carro e este é o carro. Esta é a amiga
coisas que para acom-
comprou. panhar a
com quem ela foi, este é o hotel onde ela
Mara. ficou e o hotel se chama… Aqui está o museu
Sete Viram pin- Para ela só Gostou das
Cidades turas pré- havia pinturas
que ela visitou. O museu… etc.
históricas e pedras. pré-históri- §a ATIVIDADE ADICIONAL: Para conhecer e pra-
monumentos Achou cas e das
geológicos. monótono. formações ticar interativamente informações sobre o
rochosas.
Sentiu uma
Brasil faça a atividade “Viagens no Brasil”.
magia indes- 1 Copie as folhas 16.1, pág. 74 e 16.2, pág. 75 e
critível
envolvendo recorte os 15 textos: cada texto traz informa-
o lugar. ções sobre atrações turísticas no Brasil. Leve
Lençóis Fizeram Fez o passeio Achou belís-
Mara- passeio de de buggy sima a um mapa do Brasil, de preferência dividido
nhenses buggy pelas porque a paisagem em regiões. Pendure-o na parede e mostre
dunas. Diva queria. de dunas e
lagoas. as regiões Nordeste, Norte com a Amazônia,
Fizeram Não gostou A quebra do Centro-oeste, Sudeste e Sul do Brasil.
uma parte porque o buggy não
do passeio a buggy que- foi problema 2 Distribua um ou dois textos a cada par de
pé porque o brou. para ela.
buggy que- Achou hor-
alunos. Dê alguns minutos para que verifi-
brou. rível a quem no mapa onde se localizam as atra-
caminhada
e o sol forte. ções turísticas mencionadas nos textos.
Nadaram Acharam Todos ficam perto do mapa. Cada um lê
numa lagoa maravilhoso.
de águas Adoraram o seu texto, colando-o no mapa na região
cristalinas. nadar na
lagoa.
correspondente.
3 Escreva em cartões, com letra grande, as
12 Converse com o seu colega. possíveis viagens. Pendure-os na parede,
§a OBJETIVO: Trocar ideias sobre viajar sozinho perto do mapa:
ou acompanhado. Viagem ao Viagem ao Viagem à Viagem ao
Nordeste do Rio de Janeiro Amazônia e Centro do
§a PROCEDIMENTO: Brasil e Sul do Nordeste do Brasil:
1 Os alunos, em pares, leem as perguntas que Brasil (cata- Brasil Pantanal,
ratas…) cidades his-
servem de fio condutor para falar ou trocar tóricas, etc.

ideias sobre o tema viajar sozinho ou acom-


4 Cada um escolhe a viagem que quer fazer.
panhado. Anotam os pontos importantes.
As informações dos textos que leu no passo
Caminhe pela sala e ajude-os.
2 servem para orientar a escolha. Depois,
2 Relatam os resultados no plenário.
caminham pela classe, procuram os colegas
13 Uma viagem interessante que eu fiz. Em que escolheram a mesma viagem para, com
pequenos grupos, prepare uma lista de eles, formar um grupo.
perguntas sobre o tema. Depois, em 5 Dê a tarefa: eles têm 15 dias para viajar no
duplas, entreviste o colega. Brasil e devem planejar um roteiro; devem
§a OBJETIVO: Prática oral: entrevistar o colega fazer um cartaz com o roteiro e com ilustra-
sobre uma viagem que fez. ções. Para o roteiro podem inspirar-se nos
§a PROCEDIMENTO: textos do passo 2. Para as ilustrações leve
1 Os alunos, em grupos, preparam as pergun- prospectos ou fotos de revistas ou da inter-
tas, partindo das perguntas clássicas: para net. Disponha-os na mesa para que todos
possam ver e consultar e para que sejam

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 53


BOA VIAGEM! 16
utilizadas nos cartazes (leve papel para os nublado). Comparam com o colega. Faça o
cartazes, rolinhos de cola, tesouras). controle no plenário. Deixe que os alunos,
6 Discutem e decidem: A que lugares vão? entre si, esclareçam o vocabulário
Quando vão (verão, outono, etc.)? Que ativi- do texto; esclareça, então, as dúvidas que
dades vão fazer? Veja abaixo a lista de ativi- restarem.
dades. Escreva-as no quadro ou copie numa 3 Leia com os alunos os verbos apresentados
transparência. Na discussão ou troca de na caixa de gramática. Explique que os ver-
idéias devem usar recursos como: Vamos…, bos que expressam fenômenos meteorológi-
Que tal…? De acordo…, Bem…, não é melhor cos ventar, chover, nevar são impessoais, isto
fazer…? Acho que…, etc. Caminhe pela classe é, sem sujeito e usados só na terceira pessoa
e ajude-os. do singular. Referindo-se ao tempo, são tam-
7 Os roteiros são expostos num mural. Cada bém impessoais: fazer + substantivo e estar +
grupo explica o seu roteiro à classe. adjetivo.
§a ATIVIDADES
– mergulhar, surfar – visitar reservas 14b Leia o texto novamente e complete.
– dançar no carnaval naturais §a OBJETIVO: Sistematizar e praticar as expres-
– observar animais, – navegar por rios sões de tempo.
plantas – ver e participar de §a PROCEDIMENTO: Os alunos fazem a
– visitar sítios festas populares releitura do texto e completam as frases.
arqueológicos – visitar cidades com Comparam com o colega. Faça o controle
– visitar cidades influência alemã no plenário.
históricas – provar vinhos §a ATIVIDADE ADICIONAL: Faça uma prática dos
– comer comida típica – fazer caminhadas recursos para falar sobre o tempo. Os alu-
nos, em pares, devem observar o mapa e
§a LEMBRETE: Os próprios alunos devem
perguntar um ao outro sobre o tempo em
conhecer sites interessantes sobre turismo
várias cidades. Como exemplo, pergunte:
no Brasil. Incentive-os a trocarem informa-
como está o tempo em Goiânia? Um aluno
ções sobre esses sites, por exemplo,
observa o mapa, localiza a cidade e o picto-
www.embratur.gov.br
grama e responde (→ Em Goiânia faz bom
tempo, faz sol e está quente, com temperatu-
C O tempo ras entre 16 a 32 graus.). A seguir, os alunos
continuam.
§a COMUNICAÇÃO: Entender a previsão do §a SOLUÇÃO: a. Faz frio; b. Faz calor; c. Faz sol /
tempo §f Ler e entender um boletim tempo bom; h. Está chovendo. / Chove; j. Está
meteorológico §f Falar sobre o tempo. nublado; k. Está parcialmente nublado; l. Há
§a GRAMÁTICA: Verbos impessoais (chover, pancadas de chuva.
ventar, nevar) §f Uso impessoal dos verbos
fazer e estar. 14c Observe o mapa. As afirmações a–f são
verdadeiras ou falsas? Assinale.
14 Qual é a previsão do tempo para hoje? §a OBJETIVO: Fazer uma releitura do mapa para
conferir informações.
14a Leia o texto e localize as regiões e cidades
§a PROCEDIMENTO: Os alunos releem as
no mapa.
afirmações e assinalam se são falsas ou
§a OBJETIVO: Introduzir o vocabulário relativo
verdadeiras. Para fazer o controle, peça que
a tempo.
cada aluno leia uma frase. Peça para corrigi-
§a PROCEDIMENTO:
rem as afirmações falsas.
1 Os alunos observam o mapa e os pictogramas
§a SOLUÇÃO: a. F; b. V; c. V; d. F; e. V; f. V.
com seus respectivos significados na legenda.
Com o apoio dos pictogramas não será difícil 15 Será que vai estar frio? Ouça o telefonema
deduzir o significado das expressões. e marque as alternativas corretas.
2 Leem os textos e sublinham as palavras rela- §a OBJETIVO: Ouvir para obter informações
tivas ao tempo (faz tempo bom, sol e calor sobre o tempo.
durante o dia, pancadas de chuvas, alta umi- §a PROCEDIMENTO: Os alunos leem as alterna-
dade do ar, temperaturas entre 21 e 31 graus, tivas. Assegure-se de que entenderam e não
frente fria, chuvas fracas, frio, parcialmente têm dúvidas de vocabulário. Explique que

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 54


BOA VIAGEM! 16
vão ouvir um telefonema e a tarefa é marcar §a PROCEDIMENTO:
as alternativas corretas (compreensão 1 Os alunos leem o texto. Antes de esclarecer
auditiva seletiva). Comparam com o colega. as dúvidas de vocabulário, peça que usem
Repita a audição e faça o controle no estratégias para deduzir o significado das
plenário. Peça para lerem em voz alta as palavras desconhecidas.
alternativas corretas. 2 Em pares comparam as informações do texto
§a SOLUÇÃO: com as suposições feitas em 17a. Faça o con-
a. … em Curitiba está frio e úmido; trole no plenário.
em Goiânia faz sol e calor.
b. No sábado o tempo em Curitiba vai estar 17c Marque a alternativa correta.
quente. §a OBJETIVO: Reler o texto para verificar deter-
c. A Dora não precisa levar roupa de lã. minadas informações.
🔊 24 §a PROCEDIMENTO:
§a TRANSCRIÇÃO: pág. 250–251 1 Os alunos releem o texto. Individualmente
ou em pares, leem as questões a–c e marcam
16 O que você faz ou gosta de fazer quando as alternativas corretas.
chove, faz sol, neva … ? 2 Ao fazer o controle, peça para mostrarem as
§a OBJETIVO: Prática interativa personalizada passagens no texto que comprovam a sua
dos recursos para falar do tempo. decisão.
§a PROCEDIMENTO: 3 Peça aos alunos que digam o que a escultura
1 Os alunos, em pares, trocam ideias sobre o de barro representa e qual é a relação com
que gostam de fazer quando faz sol, neva, o texto (→ representa pessoas fugindo da
chove, quando o tempo está nublado, frio, região da seca com seus animais e poucos
etc. Circule pela sala e ajude-os pertences).
2 Peça a alguns voluntários para relatarem §a SOLUÇÃO: a. agrava o problema da seca.
à classe. b. é cíclica. c. migram para as cidades e
outras regiões do país.
17 Migração: viagem sem volta?

17a Faça suposições sobre as fotos. 18 Você conhece uma situação ou fato
§a OBJETIVO: Descrever e fazer suposições sobre semelhante na sua região, no seu país
a foto para preparar para a atividade 17b. ou em outros países? Explique.
§a PROCEDIMENTO: §a OBJETIVO: Desenvolver uma conversa sobre
1 Peça aos alunos que cubram o texto em 17b. um tema semelhante ao do texto.
Eles observam e descrevem o que veem na §a PROCEDIMENTO: Incentive os alunos a
foto: paisagem seca, triste, desolada, a terra falarem sobre algo semelhante ao tema do
rachada de tão seca, é o leito seco de um rio texto (incêndio em florestas, enchentes, etc).
ou lago. Eles podem preparar o que vão falar, procu-
2 Peça aos alunos que façam suposições: Onde rando informações na internet, em portu-
pode ser? Por que há a seca? Quando ou em guês. Devem anotar apenas palavras-chave
que época do ano acontece? O que acontece que vão precisar para relatar. Para adquiri-
com a população? O que fazem para resolver rem fluência, incentive-os a treinarem em
o problema? Incentive-os a perguntar Como casa.
se diz… em português? Talvez ainda tenham §a LEMBRETE: Uma boa fonte para temas fami-
que se expressar em alemão. Escreva as liares aos alunos, relacionados à Alemanha,
palavras-chave no quadro. à Europa ou temas atuais internacionais é a
Deutsche Welle em português.
17b Leia o texto e compare com as suas
suposições em 17a. Jetzt kann ich... : Veja proposta a pág. 16.
§a ATIVIDADE PRÉVIA: Para ativar os conheci-
Português Europeu (PE) (pág. 200): A crité-
mentos dos alunos, peça que falem o que
rio do professor ou dos alunos pode-se fazer
sabem sobre o fenômeno El Nino: o quê,
na aula (alguns d)os exercícios da L16 do PE.
quando, por quê, onde.
§a OBJETIVO: Ler e comparar com as suposições.

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 55


17 Mosaico étnico e cultural
A Quem somos nós? 3 Nossas raízes: os grupos étnicos básicos.

§a COMUNICAÇÃO: Fazer suposições sobre 3a Onde se observa a influência do portu-


a população brasileira §f Falar sobre a guês (P), do indígena (I), e do negro (N)?
influência dos três grupos étnicos básicos Marque.
no Brasil §f Apresentar alguns problemas da §a OBJETIVOS: Relacionar as manifestações
população afro-brasileira. culturais às influências dos três grupos étni-
§a GRAMÁTICA: Voz passiva no presente e cos básicos §f Preparar para a leitura do
perfeito do indicativo. texto em 3b.
§a PROCEDIMENTO:
1 A multiplicidade de rostos. Veja a foto e
1 Em pares, descrevem as fotos, que retratam
os nomes da lista telefônica e faça supo-
as influências dos três grupos étnicos bási-
sições sobre a população brasileira.
cos. Conforme suponham que a influência
§a OBJETIVOS: Apresentar a diversidade étnica
seja portuguesa, indígena ou africana, mar-
da população brasileira §f Fazer suposições.
cam (P), (I) e (N) nas fotos correspondentes.
§a PROCEDIMENTO:
Não será difícil, pois muitas já são conheci-
1 Os alunos observam e descrevem a foto.
das.
2 Peça a eles que façam suposições sobre a
2 Faça o controle no plenário. Talvez seja
descendência das pessoas a partir dos nomes
necessário esclarecer a = grupo de um curso
da lista telefônica, seguindo o modelo.
de capoeira, c = divindades africanas, d =
§a LEMBRETE: Essa é uma lista telefônica pos-
óleo extraído do fruto de uma palmeira.
sível no sul do Brasil, onde a presença dos
§a SOLUÇÃO: (P): b, g, i; (I): e, f, h; (N): a, c, d.
imigrantes é maior. O professor poderia levar
recortes de listas telefônicas de sua cidade 3b Escolha o título mais adequado a cada
ou região. texto.
§a SOLUÇÃO POSSÍVEL: sobrenomes que indi- §a OBJETIVO: Ler e entender textos informati-
cam descendência de sírios, libaneses: Saad; vo-explicativos.
japoneses: Sakamoto; portugueses: Sampaio, §a PROCEDIMENTO: Os alunos leem os títulos.
Santos, Silva, Siqueira, Souza; espanhóis: Certifique-se de que tenham entendido o
Sanchez; italianos: Saparolli, Sposito; ale- seu significado. A tarefa é ler os textos e
mães, austríacos ou suíços: Schmitt; eslavos: escolher o título adequado a cada um (com-
Sklodowska; indígena: Cauê Suaçuna; judeus: preensão global de leitura). Nessa primeira
Swartz. leitura não devem se preocupar com as pala-
vras novas. Faça o controle no plenário.
2 Leia o texto e compare as informações
§a SOLUÇÃO: texto 1: A primeira herança euro-
com suas suposições.
peia; texto 2: Os ensinamentos dos nativos;
§a OBJETIVOS: Comprovar as suposições §f
texto 3: Raízes negras da cultura brasileira.
Ler porcentagens.
§a PROCEDIMENTO: 3c Leia os textos mais uma vez e confira suas
1 Leia o texto em voz alta. Revise como se lê respostas em 3a e 3b.
em português os números com as porcenta- §a OBJETIVO: Reler o texto para relacionar as
gens (já viram na lição 15). Peça a alguns alu- respostas de 3a com o texto em 3b.
nos que leiam em voz alta o último trecho §a PROCEDIMENTO:
com as porcentagens da composição da 1 Os alunos releem os textos e esclarecem, em
população brasileira. pares, as palavras novas; as que não sabem
2 Comprovam as suposições que fizeram na procuram no glossário ou perguntam ao
atividade 1 com o que leram e fazem comen- professor.
tários sobre a população brasileira. Ajude-os 2 Releem as respostas em 3a e assinalam nos
a formularem os comentários e dê algumas textos as palavras ou frases que correspon-
informações. Por exemplo: a miscigenação dem às imagens em 3a, por exemplo, no pri-
foi intensa, como se vê na porcentagem de meiro texto: religião católica (corresponde à
pardos. Hoje a denominação afro-descen- imagem b), tipo de construção (b e i), festas
dente ou afro-brasileiro engloba todo des- (g). Faça o controle no plenário.
cendente de negro-africano, em qualquer §a ATIVIDADE ADICIONAL: Para praticar o voca-
grau de mestiçagem. bulário, faça um jogo entre dois grupos.

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 56


MOSAICO ÉTNICO E CULTUR AL 17
Escreva em cartões, em letra grande, quatro ocorre mais facilmente. Remeta-os ao “Lern-
ou cinco influências de cada grupo étnico (a tipp” 23.
rede, a mandioca, Perequê-açu etc.). Divida a §a SOLUÇÃO: ser.
classe em dois grupos, A e B. Cada grupo
recebe o mesmo número de cartões. Um 5b Preencha as lacunas com a forma ade-
aluno do grupo A tira um cartão, lê em voz quada foi ou foram e complete as termi-
alta e diz de qual grupo étnico é a influência. nações.
Se ele acertar a resposta, o grupo ganha dois §a OBJETIVO: Praticar o uso da voz passiva.
pontos; não acertando a resposta, o grupo §a PROCEDIMENTO: Para se familiarizarem com
pode ajudar; nesse caso o grupo ganha só o uso da voz passiva, os alunos fazem uma
um ponto. Depois é a vez do grupo B. Avise prática guiada: preenchen as lacunas das
que a resposta tem que ser rápida. Alter- frases a-f.
nam-se até terem visto todos os cartões. §a SOLUÇÃO:
Ganha o grupo que tiver mais pontos. a. O Brasil foi colonizado pelos portugueses.
b. A língua tupi foi falada pelos colonos
4 Escolha de cada texto da atividade 3b o durante quase dois séculos.
aspecto que você acha mais importante e c. Os primeiros escravos negros foram trazi-
justifique sua opinião. Discuta as opiniões dos nos meados do século XVI.
em grupo. d. As festas europeias foram introduzidas
§a OBJETIVOS: Falar sobre as contribuições dos pelos portugueses.
três grupos étnicos §f Fundamentar a opinião. e. O azeite de dendê foi introduzido na cozi-
§a PROCEDIMENTO: nha brasileira pelos escravos negros.
1 Individualmente, os alunos escolhem de f. A língua portuguesa e a religião católica
cada texto, uma contribuição que considera foram trazidas pelos portugueses.
ser a mais importante e pensam na sua justi-
ficativa. 6 Comentem as influências culturais dos
2 Depois, em grupos, discutem as opiniões, povos que se estabeleceram em seu país.
seguindo o modelo. Como elas se manifestam?
§a OBJETIVO: Falar sobre as influências
5 A religião católica foi trazida pelos culturais dos povos que se estabeleceram
portugueses. em seu país.
§a PROCEDIMENTO:
5a A voz passiva. Leia as frases e complete. 1 Faça com os alunos um levantamento dos
§a OBJETIVO: Introduzir a voz passiva. povos que se estabeleceram no país, na
§a PROCEDIMENTO: Os alunos leem os exem- cidade ou região (por exemplo, os romanos,
plos de frases na voz passiva. Chame a aten- os poloneses na região do Ruhr, os hugueno-
ção para a forma composta dos verbos nas tes, etc.)
frases (é formado, foi introduzida etc.). Per- 2 Em grupos falam sobre as contribuições e
gunte qual é o infinitivo do primeiro verbo as influências desses povos. Os textos da
(ser) e em que tempo estão as formas (é, são: atividade 3b podem servir de fio condutor:
presente do indicativo; foi, foram: perfeito Quando esses povos se estabeleceram? Em
do indicativo). Peça que observem as termi- que influenciaram (culinária, religião, arqui-
nações dos particípios passados e deixe que tetura, festas, língua, esporte, etc.)? Circule
expliquem por que houve mudanças nas ter- pela sala e oriente-os.
minações (→ concordam em gênero e número 3 Apresentam um resumo da discussão no
com o sujeito). A seguir, completam a regra. plenário.
§a LEMBRETE 1: Mostre que, quando mencio-
nado, o agente da ação vem expresso pela 7 O Brasil negro hoje e a luta pela igualdade
preposição "por" e suas combinações
"pelo(s)", "pela(s)". 7a Relacione as imagens com os textos.
§a LEMBRETE 2: O aluno é chamado a tomar §a OBJETIVOS: Sensibilizar os alunos para os
parte na formulação da regra. Quando com- problemas dos afro-brasileiros §f Introduzir
pleta a regra, após ter analisado os exem- vocabulário relevante como preparação para
plos que mostram o seu uso, a interiorização a atividade 7b.

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 57


MOSAICO ÉTNICO E CULTUR AL 17
§a ATIVIDADE PRÉVIA: Peça aos alunos que 7c O que diz Janice? Ouça a segunda parte
falem o que sabem sobre a situação dos da entrevista. Marque as afirmações
afro-brasileiros no Brasil (podem express- corretas.
ar-se em alemão). §a PROCEDIMENTO:
§a PROCEDIMENTO: 1 Os alunos leem as afirmações a-e. Esclareça
1 Descrevem as imagens e fazem suposições: dúvidas de vocabulário.
Por que o dia 20 de novembro está desta- 2 Ouvem a segunda parte da entrevista e mar-
cado? O que se pode deduzir da foto com os cam as afirmações corretas (compreensão
mapas? Onde se encontra o grupo de mulhe- auditiva seletiva). Comparam com o colega.
res? Repita a audição, fazendo uma pausa nos
2 Leem as frases a–d. Esclareça dúvidas de trechos onde as afirmações são menciona-
vocabulário. Depois associam a–d às imagens. das.
Comparam com o colega. Faça o controle no 3 Faça o controle no plenário.
plenário. §a SOLUÇÃO: a, b, c, e.
3 Informe que nas últimas décadas os movi- 🔊 26
mentos negros se fortaleceram. Eles têm §a TRANSCRIÇÃO: pág. 251
feito propostas de mudanças, muitas das
quais foram aceitas pelo governo. Desde 8 Que projetos para a preservação da diver-
1995 o governo federal começou a tomar sidade cultural há no seu país? Fale sobre
medidas para pô-las em prática, criando, eles (grupos étnicos, nomes dos projetos
por exemplo, o Seppir. e datas comemoradas).
§a SOLUÇÃO: a-3; b-4; c-1; d-2. §a OBJETIVOS: Falar sobre os grupos étnicos no
seu país §f Falar sobre projetos para preser-
§a LEMBRETE: Sugira aos alunos que procurem
vação da diversidade cultural.
informações sobre o Quilombo de Palmares
§a PROCEDIMENTO:
e as atuais comunidades quilombolas. Na
1 Peça para dizerem quais são as minorias
próxima aula dedique alguns minutos para
étnicas no seu país. Por exemplo, na Alema-
troca de informações sobre o tema.
nha: os dinamarqueses em Schleswig-
7b O colégio Pedro Amaral está realizando a Holstein, os frísios, os ciganos, os sorábios
Semana da Consciência Negra. Ouça a pri- (ou lusácios) em Brandemburg; na Áustria:
meira parte da entrevista com Janice Cruz os croatas, os eslovenos, os húngaros e os
do Movimento Negro Unificado, MNU, do tchecos.
Rio de Janeiro. Numere as imagens na 2 Faça com os alunos um levantamento dos
sequência das situações mencionadas. projetos para a preservação da diversidade
§a OBJETIVO: Ouvir uma entrevista com uma cultural no seu país.
participante do Movimento Negro. 3 Em grupos, falam sobre um grupo étnico.
§a PROCEDIMENTO: Alternativamente, escolhem um projeto que
1 Peça aos alunos que descrevam as ilustra- conhecem: Qual é o nome do projeto? O que
ções. Diga que vão ouvir a entrevista com fazem? Quais são as datas comemoradas?
uma participante do movimento negro e Anotam e depois relatam no plenário.
vão ouvi-la em duas partes. §a LEMBRETE: Os alunos podem preparar esta
2 Eles ouvem a primeira parte da entrevista e atividade em casa. Podem procurar algumas
a tarefa é enumerar as imagens na sequência informações na internet. Sem se estenderem
das situações mencionadas (compreensão muito, anotam palavras-chave sobre o grupo
auditiva global). Repita a audição, fazendo étnico escolhido ou sobre um projeto e na
uma pausa quando uma situação mencionada aula seguinte relatam à classe.
na entrevista corresponder a uma ilustração.
Comparam com o colega. Faça o controle no
plenário. B Entre as culturas
§a SOLUÇÃO: b, c, a. §a COMUNICAÇÃO: Buscar informações numa
🔊 25 página da internet sobre a imigração §f Falar
§a TRANSCRIÇÃO: pág. 251 sobre a imigração no Brasil e no seu país.

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 58


MOSAICO ÉTNICO E CULTUR AL 17
9 Museu da Imigração 11 Três colegas de trabalho se encontram no
restaurante da empresa. Leia as frases,
9a Veja a página da internet. Ela é a página ouça a conversa de Ariovaldo (A), Célia (C)
de abertura de: e Giovana (G) e marque quem fala o quê.
§a OBJETIVO: Ler e entender uma página da §a OBJETIVO: Ouvir uma conversa entre des-
internet. cendentes de imigrantes.
§a ATIVIDADE PRÉVIA: §a PROCEDIMENTO:
1 Peça aos alunos para dizerem quais foram 1 Os alunos leem as frases. Esclareça o voca-
os imigrantes que o Brasil recebeu. Aproveite bulário. Ouvem a conversa e marcam. Com-
para dar algumas informações sobre a param com o colega. Ouvem mais uma vez e
imigração. comparam novamente. Faça o controle no
2 Pergunte se têm parentes que emigraram plenário.
para o Brasil, se sabem onde moram, se têm 2 Peça para dizerem qual é a origem das famí-
contato com eles, etc. lias das três pessoas do diálogo (→ Giovanna:
§a PROCEDIMENTO: família de italianos; Célia: família de japone-
1 Os alunos supõem que relação tem o prédio ses; Ariovaldo: não tem ideia).
de "Visitas Monitoradas" com a imigração. §a SOLUÇÃO: a. G; b. C; c. A; d. A; e. C; f. G; g. C;
2 Leem as alternativas a-c, fazem uma leitura h. G.
rápida da página do Memorial do Imigrante e 🔊 27
assinalam a alternativa correta. §a TRANSCRIÇÃO: pág. 251–252
§a SOLUÇÃO: c
12 E como se processou a imigração no seu
9b O que você encontra na página do país? Quais os períodos em que entraram
Museu da Imigração? mais imigrantes? Quais as nacionalidades
§a OBJETIVO: Ler a página para informar-se desses imigrantes? Vieram para trabalhar
sobre as ofertas da programação do em que áreas?
Museu da Imigração. §a OBJETIVO: Falar sobre a imigração no seu
§a PROCEDIMENTO: Os alunos releem a página país.
e dizem quais são as ofertas da programação §a PROCEDIMENTO:
do Museu da Imigração. 1 Em grupos, os alunos falam sobre a imigra-
ção no seu país. Escreva no quadro os aspec-
10 O Museu da Imigração oferece muitas ati-
tos que devem ressaltar: nacionalidades,
vidades. Onde deve clicar para obter as
períodos em que entraram, área de trabalho,
seguintes informações?
contribuições culturais.
§a OBJETIVO: Reler a página da internet para
2 Relatam no plenário. Devem prestar atenção
obter informações mais detalhadas.
ao que os colegas dizem para não repetirem
§a PROCEDIMENTO: Os alunos leem as frases
o que eles já falaram.
a-e e assinalam onde clicar. Fazem uma
releitura rápida da página em 9a e conferem
se clicaram acertadamente. Comparam com C As populações tradicionais –
o colega. Faça o controle no plenário.
Resistência, luta e meio ambiente
§a ATIVIDADE ADICIONAL:
1 Individualmente, escolhem uma atividade §a COMUNICAÇÃO: Expressar desejos e
que acham interessante fazer. Depois, em esperança.
grupos, apresentam a atividade que escolhe- §a GRAMÁTICA: Formas do presente do subjun-
ram, justificam, discutem, chegam a um tivo §f Uso do presente do subjuntivo.
acordo sobre uma atividade que vão fazer
13 Os pequenos heróis da história
juntos.
2 Relatam no plenário. Quais foram as ativida- 13a Construa as colocações e complete o texto.
des mais escolhidas? §a OBJETIVOS: Associar as palavras em suas
§a SOLUÇÃO: a. Túnel do tempo; b. Bistrô do combinações usuais §f Preparar o vocabulário
Imigrante; c. Filmes no Cine Vídeo; d. Festa para a leitura do texto.
do Imigrante; e. Arquivo Virtual sobre o §a PROCEDIMENTO:
Antissemitismo. 1 Caso seja necessário, explique meio ambiente
e preservar. Os alunos associam as palavras

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 59


MOSAICO ÉTNICO E CULTUR AL 17
em suas combinações usuais, isto é, associam 13c Forme novos grupos com um leitor
as palavras que aparecem frequentemente representante de cada texto. Relate
juntas, formando uma expressão usual. aos colegas o conteúdo do seu texto
Comparam com os colegas. Faça o controle e preencha a tabela.
no plenário. §a OBJETIVO: Relatar para os demais colegas
2 Leem o texto, completam as lacunas com as ideias principais do texto que leu.
um dos termos das colocações. Faça o con- §a PROCEDIMENTO:
trole no plenário. Esclareça dúvidas de 1 Formação de novos grupos: todas as pessoas
vocabulário. que receberam o número um na atividade
§a SOLUÇÃO (COLOCAÇÕES): a. preservar o 13b formam um grupo; todas com o número
meio ambiente; b. povos indígenas; c. sis- dois formam outro grupo, as com os núme-
tema econômico; d. modo de viver; e. relação ros três e quatro fazem o mesmo.
com a natureza. 2 Nos novos grupos cada pessoa leu um texto
§a SOLUÇÃO (LACUNAS NO TEXTO): povos diferente e anotou as palavras-chave do seu
(indígenas); (sistema) econômico; modo (de texto. A partir dessas palavras-chave, cada
viver); relação (com a natureza); preservar o pessoa passa as informações do seu texto
meio ambiente. ao grupo. Os colegas anotam os dados dos
textos que lhes faltam na tabela.
13b Resistência, luta e meio ambiente. Forme
§a LEMBRETE: Seria interessante ver e discutir
4 grupos de 2–4 pessoas. Cada grupo lê
com os alunos o filme: Agrokalipse – Der Tag,
um texto (texto A – D, págs. 87–88) e
an dem das Gensoja kam. É um filme do
responde às perguntas 1–4.
diretor Marco Keller. Trata da destruição da
§a OBJETIVO: Ler os textos para obter as ideias
floresta tropical e também da expulsão dos
principais.
índios de suas terras com a expansão da
§a PROCEDIMENTO:
soja.
1 Divida a classe em quatro grupos, A, B, C, D,
§a SOLUÇÃO POSSÍVEL:
com quatro pessoas. Cada pessoa recebe um
texto população grupos tipo de reação
número 1, 2, 3, 4. (Para a relevância dessa ameaçada econômicos ameaça
atribuição de números ver passo 1 da ativi- A 60 famílias de empresas imo- comprar as Eles se organi-
pescadores biliárias terras para zaram e assi-
dade 13c.) Dê para cada grupo um texto construção de naram o com-
grandes hotéis promisso de
(págs. 87–88), grupo A – texto A; grupo B – e casas de não vender
texto B, etc. veraneio suas terras.
B 500 famílias de fazendeiro destruição das Representan-
2 Cada grupo lê o seu texto e responde às per- quilombolas casas tes foram à
guntas 1– 4. Consultam o mapa do Brasil para delegacia de
polícia para
localizarem os lugares mencionados. Primeiro registrar bole-
tim de ocor-
tentam esclarecer o vocabulário entre si,
rência.
antes de procurarem no glossário ou se C índios Kaiapós madereiros, destruição das Fizeram mani-
posseiros, comunidades festações con-
dirigirem ao professor. Enquanto fazem a
garimpeiros, indígenas e e tra o asfalta-
atividade, caminhe pela sala, oriente-os. hidrelétrica expulsão de mento da
suas terras estrada
3 Cada aluno anota, na tabela em 13c, pala- BR-163.
vras-chave do seu texto. (Texto A sob o item D moradores do empresa de inundação de Ocuparam a
Vale do Ribeira alumínio grandes áreas BR-116.
"população ameaçada": 60 famílias de pesca- (SP) do vale
dores; sob o item "grupos econômicos":
empresas imobiliárias etc.) Para a relevância 14 Nos textos há uma nova forma de verbo:
das palavras-chave anotadas nessa tabela o presente do subjuntivo. Sublinhe os ver-
ver passo 2 da atividade 13c. bos de vontade, desejo ou esperança, que
§a LEMBRETE: Com menos grupos ou menos exigem o uso do subjuntivo. Acrescente
alunos, o professor terá que fazer adapta- mais três exemplos.
ções, por exemplo, fazendo a atividade em §a OBJETIVOS: Apresentar as formas do
dois dias ou dando mais de um texto a presente do subjuntivo §f Fazer uma releitura
alguns grupos. dos textos para localizar as formas do pre-
sente do subjuntivo.

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 60


MOSAICO ÉTNICO E CULTUR AL 17
§a PROCEDIMENTO: 15 Leia as frases e escolha os verbos
1 O subjuntivo será apresentado em suas adequados.
características básicas e não se espera ainda §a OBJETIVO: Praticar o presente do subjuntivo.
que os alunos já o usem ativamente. Leem §a PROCEDIMENTO:
as três frases a–c. Peça para sublinharem os 1 Peça aos alunos que sublinhem o verbo na
verbos que exprimem vontade, desejo, espe- oração principal e escolham na oração
rança (queremos, esperamos). Mostre que subordinada o verbo adequado.
esses verbos levam os verbos das orações 2 Comparam com um colega. Faça o controle
subordinadas para o subjuntivo (desfrute, no plenário.
continue, atenda). Mostre também que as §a SOLUÇÃO: a. espera… ganhem; b. esperam…
subordinadas são introduzidas por que. respeitem; c. queremos… comprem;
2 Antes de entrar nos detalhes da forma do d. exigem… fiscalize; e. esperam… mude;
subjuntivo, peça para procurarem exemplos f. esperamos… expulse.
semelhantes nos textos A–D e anotarem no
livro. Faça o controle no plenário. 16 Relate ao grupo sobre algum movimento
3 Chame a atenção para a caixa com as formas ou projeto semelhante ao apresentado
do presente do subjuntivo dos verbos. Escla- nos textos (no seu país ou em outra parte
reça que essas formas são derivadas da pri- do mundo).
meira pessoa do singular do presente do §a OBJETIVO: Falar sobre um movimento social
indicativo (desfruto, atendo, discuto, venho). ou projeto social no seu país ou no mundo.
A terminação -o é substituída pela termina- §a PROCEDIMENTO:
ção do subjuntivo -e (nos verbos com infini- 1 Faça uma chuva de ideias com os alunos
tivo em -ar) e -a (nos verbos com infinitivo sobre movimentos sociais ou projetos sociais
em -er, -ir). Para visualizarem melhor, se que conhecem no seu país ou no mundo (por
achar necessário, escreva os verbos no qua- exemplo: Attac, Poema, Bonn-Potsdam-
dro, destacando as terminações com cores Petrópolis, Kinderland Brasilien, projetos
diferentes. da Misereor, etc.). Em grupos, escolhem um
§a LEMBRETE: movimento ou projeto, falam sobre ele
1 Mostre, ainda, que os sujeitos da frase prin- (nome, o que, onde, quem).
cipal e da frase subordinada têm que ser 2 Apresentam no plenário.
diferentes: (Nós) queremos que o turista des-
Jetzt kann ich... : Veja proposta a pág. 16.
frute a beleza da praia. Quando os sujeitos
são iguais, usa-se o infinitivo: (Nós) quere- Português Europeu (PE) (pág. 202): A crité-
mos desfrutar a praia (sujeito de querer e rio do professor ou dos alunos pode-se fazer
desfrutar: nós). na aula (alguns d)os exercícios da L17 do PE.
2 Não há necessidade, no momento, de mos-
trar as exceções, como ser – seja. Mas, se o
professor achar conveniente, pode remeter
o aluno à pág. 75.
§a SOLUÇÃO (EXEMPLOS POSSÍVEIS):
texto A – Queremos que o turista venha. Não
queremos que os hotéis de luxo tomem o que
é nosso. Texto B – Esperamos que aprendam
a respeitar nossos direitos. Texto C – Quere-
mos que o governo venha conversar conosco.
Queremos que o governo construa estradas
de acesso às aldeias.Texto D – Queremos que
as empresas discutam os projetos. Queremos
que tudo ocorra sem causar prejuízos…

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 61


18 Hoje é dia de festa!
A Parabéns a você! 🔊 28
§a TRANSCRIÇÃO: pág. 252
§a COMUNICAÇÃO: Apresentar algumas festas
de caráter privado §f Falar de festas e 3 A que festas se referem os diálogos?
costumes §f Expressar felicitações e reagir §f Leia e depois sublinhe as expressões
Convidar, aceitar um convite, recusar e de felicitação.
justificar §f Planejar uma festa. §a OBJETIVO: Apresentar expressões de
§a GRAMÁTICA: Presente do subjuntivo §f felicitação.
Objeto indireto (te, lhe, lhes) pronominal. §a PROCEDIMENTO:
1 Os alunos leem os diálogos e dizem a que
1 Felicidades!
festas se referem (compreensão global de
1a Que festas são estas? Relacione. leitura). Sublinham as expressões de felicita-
§a OBJETIVO: Introduzir o tema apresentando ção e as frases que as acompanham.
algumas festas. Comparam com o colega. Faça a correção
§a PROCEDIMENTO: no plenário.
1 Os alunos observam as fotos e escrevem em 2 A seguir, faça-os ver a caixa com os prono-
a–d o nome da festa. mes na função de objeto indireto te, lhes
2 Ao fazer o controle, pergunte o que os levou (Dativobjekt). Nos casos exemplificados, eles
à sua decisão. (→ A primeira foto é de aniver- se referem à forma de tratamento você(s),
sário porque as pessoas estão batendo pal- o(s) senhor(es), a(s) senhora(s). Explique que
mas. Além disso, há um bolo; na última foto, te (dir) no uso informal é muito frequente e
a beca na cabeça indica uma festa de forma- que lhe (dir, Ihnen), assim como lhes (euch,
tura.). Ajude-os na formulação, fornecendo o Ihnen) é de uso mais formal. Peça que locali-
vocabulário necessário. zem as ocorrências dos pronomes nos diálo-
§a SOLUÇÃO: a. aniversário; b.casamento; gos, identificando as pessoas a que se refe-
c. debutante; d. formatura. rem (→ diálogo 3: Cristina e Augusto; diálogo
4: Denise).
1b Discuta em grupo: 3 Leia os diálogos para mostrar aos alunos a
§a OBJETIVO: Falar sobre festas e comparar ênfase e a entonação. Depois, eles praticam
os costumes. e representam.
§a PROCEDIMENTO: Começando pelo que §a LEMBRETE: Como não ocorreu aqui, não há
observam nas fotos, eles falam sobre as necessidade de explicar neste momento,
diferenças e as semelhanças. Podem falar mas se achar conveniente, esclareça também
também sobre o que mudou no decorrer do que lhe, lhes se referem também à 3ª pessoa
tempo: como se comemorava antigamente e (ihm, ihr, ihnen).
como se comemora hoje. §a ATIVIDADE ADICIONAL 1: Peça que procurem
§a ATIVIDADE ADICIONAL: Os alunos falam no diálogo 4 as frases que os falantes usa-
sobre a última festa a que foram. Podem ram ao dar o presente, ao agradecer e ao
orientar-se nos seguintes pontos: Que tipo reagir ao agradecimento. Escreva as situa-
de festa? Quem fez a festa? Quando? Onde? ções no quadro e os alunos completam com
Com quem foi? Como foi? as expressões encontradas.

2 Ouça e relacione o que você ouviu à foto, dar o presente agradecer reagir
isto é, à festa adequada. - Isto é para - Oh! - É só uma
§a OBJETIVO: Apresentar o refrão falado em você. Obrigada. lembrancinha.
Não Espero que
coro, que se segue ao "Parabéns pra você".
precisava. goste.
§a PROCEDIMENTO: - Ah! que - Que bom que
Os alunos associam o que ouvem à foto brincos lindos! você gostou.
adequada. Numa situação ideal, algum aluno Muito
obrigada.
faz aniversário justamente no dia dessa aula. - Adorei.
Cante "Parabéns pra você" com os alunos.
Coloque logo a seguir a gravação "E para a §a ATIVIDADE ADICIONAL 2: As expressões de
Denise, nada..." Explique o uso no Brasil, felicitação podem vir acompanhadas de
cante com os alunos o refrão (ver pág. 252). frases que exprimem desejo e esperança.
§a SOLUÇÃO: o refrão se refere à foto a.

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 62


HOJE É DIA DE FESTA! 18
Peça para localizarem, nessas frases, os ver- 5 Leia as frases. Depois escute e marque
bos que expressam desejo, esperança e os a alternativa correta.
verbos no presente do subjuntivo. §a OBJETIVO: Ouvir um convite por telefone.
§a SOLUÇÃO: diálogo 1: formatura; 1diálogo 2: §a ATIVIDADE PRÉVIA: Converse com os alunos
debutante; diálogo 3: casamento; diálogo 4: sobre os diferentes costumes relacionados
aniversário. a convites. Faça algumas perguntas: Em que
Expressões de felicitação e frases que as ocasiões vocês convidam pessoas à sua casa
acompanham: diálogo 1: Vai aí um abração (para um jantar, um almoço, festejar um ani-
bem… Meus parabéns. Espero que você tenha versário, fazer uma despedida, para café e
prazer… Muito sucesso para você…; diálogo 2: bolo, tomar um aperitivo, etc.)? A quem vocês
Meus parabéns! Você está linda…; diálogo 3: convidam? Se não convidam: Por que (não
Meus parabéns… Desejo que vocês dois… têm tempo, porque moram com os pais, etc.)?
Olha, desejo-lhes muitas felicidades; diálogo Com quantos dias de antecedência fazem o
4: Meus parabéns, Denise. Eu te desejo muita convite? Levam presente? Que presente?
saúde e muitos anos de vida. Aproveite para comparar com seus costumes
pessoais e com os costumes do Brasil em
4 Exercício em cadeia: Um colega escolhe
geral.
uma situação e faz um comentário. O pró-
§a PROCEDIMENTO: Diga aos alunos que vão
ximo reage com uma felicitação ade-
ouvir um telefonema e que devem marcar a
quada.
alternativa correta. Comparam com o colega.
§a OBJETIVO: Prática interativa dos recursos
Repita a audição para confirmarem as res-
para felicitar.
postas. Faça o controle no plenário.
§a PROCEDIMENTO:
§a SOLUÇÃO: a. despedida; b. na sexta;
1 Dê um exemplo. Escolha uma das situações
c. às 20:00 h; d. um pudim.
sugeridas na lista (nascimento do filho) e
🔊 29
diga: Meu filho nasceu ontem. Faça gestos
§a TRANSCRIÇÃO: pág. 252
para os alunos reagirem (→ Meus parabéns!
Você e sua mulher devem estar felizes, não é?). 6 Muito obrigado pelo convite!
2 Dê um tempo para que os alunos escolham
uma situação e formulem suas frases. Peça 6a Elsa telefonou para os outros amigos.
para pensarem também nas possíveis frases Ouça os recados na secretária eletrônica
que acompanham a expressão meus para- dela. Marque os nomes das pessoas que
béns (→ Que bonito! Vinte e cinco anos de não podem ir.
casados! Meus parabéns.). Os alunos podem §a OBJETIVO: Ouvir recados na secretária
fazer essa preparação em pares ou em eletrônica.
grupos de três. §a PROCEDIMENTO:
3 Comece então a cadeia, dizendo a situação: 1 Peça aos alunos que leiam os nomes das
Hoje comemoro 25 anos de casamento. pessoas.
O aluno ao lado reage: Meus parabéns, dese- 2 Os alunos ouvem e marcam. Comparam com
jo-lhe muitas felicidades. Você responde: o colega. Repita a audição para que eles
Muito obrigado/-a. O próximo aluno diz a possam conferir.
situação, o colega seguinte reage e assim §a SOLUÇÃO: b. Bruno; c. Elaine.
sucessivamente. 🔊 30
§a ATIVIDADE ALTERNATIVA: Os alunos, em §a TRANSCRIÇÃO: pág. 252
pares, escolhem uma situação (dentre as 6b Leia as frases da tabela abaixo. Depois
sugeridas na lista ou outra que preferirem) e ouça mais uma vez o diálogo em 5 e as
preparam um diálogo: §h Meu filho nasceu há mensagens em 6a. Marque na tabela as
duas semanas. §f Meus parabéns!
frases que foram usadas.
§h Muito obrigado. §f É menino ou menina?
§a OBJETIVO: Sistematizar os recursos para
§h É uma menina. §f Como é o nome? É o
convidar, aceitar ou recusar.
primeiro filho? Etc.). A seguir, os pares
§a PROCEDIMENTO:
apresentam os diálogos à classe, sem ler.
1 Peça aos alunos para lerem as frases da
tabela.

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 63


HOJE É DIA DE FESTA! 18
2 Eles ouvem o convite feito por telefone e §a OBJETIVO: Organizar uma festa.
assinalam a alternativa que foi usada na §a PROCEDIMENTO:
coluna “fazer o convite”. Comparam com um 1 Forme grupos de três ou quatro alunos.
colega. Apresente a situação: vão organizar uma
3 Ouvem os recados na secretária eletrônica e festa e convidar os colegas dos outros gru-
assinalam nas colunas “aceitar” e “recusar/ pos. Devem considerar os seguintes pontos:
justificar” as frases usadas. Novamente com- – o tipo de festa: o motivo, dia, hora, lugar
param com um colega. Repita a audição, se – de que precisam: comida, bebida, música
necessário. Faça o controle. – divisão de tarefas: quem faz o quê
§a SOLUÇÃO: a, d, e, g, i, j. 2 Cada grupo elabora um convite com um
programa. Enquanto trabalham, ajude-os
7 Você planeja uma festa e convida um na resolução das dúvidas de vocabulário e
colega. Ele aceita ou recusa. E se ele gramática. Corrija a produção escrita de cada
aceitar? Tem que trazer alguma coisa? grupo.
§a OBJETIVO: Prática interativa dos recursos 3 Os grupos trocam os convites. Respondem,
para convidar, aceitar ou recusar justificando. aceitando ou não.
§a PROCEDIMENTO: §a ATIVIDADE ADICIONAL: Se tiverem oportuni-
1 Peça aos alunos para imaginarem que vão dade, poderiam fazer uma pequena festa na
convidar um colega da classe para uma das sala de aula ou na casa de algum aluno.
festas sugeridas na lista. Dê-lhes alguns Cada aluno traz um prato de comida ou uma
minutos para pensarem na situação: motivo, bebida. Na festa devem pôr em prática os
lugar, hora. recursos aprendidos, o que significa, devem
2 Fazem a atividade em grupos. Anime-os a falar em português.
usarem as expressões apresentadas para
convidar, aceitar ou recusar. Quem recusa,
deve justificar. Os que aceitarem, perguntam B Festas e tradições
se devem levar algo. Circule pela sala e
§a COMUNICAÇÃO: Apresentar o calendário das
ajude-os.
festas e feriados no Brasil §f Apresentar uma
3 Grupos voluntários apresentam à classe.
festa popular §f Descrever festas.
4 Chame a atenção para o uso dos verbos levar
§a GRAMÁTICA: Voz passiva com se (comemo-
e trazer apresentado na caixa. Repita a parte
ram-se…)
do diálogo da audição em 5 (faixa 29),
mostrando o uso desses dois verbos. 10 Calendário dos feriados e das festas no
§a LEMBRETE: Revise o uso semelhante de ir Brasil
e vir (A1, L8, 19).
10a Complete as lacunas.
8 Você já passou por alguma destas §a OBJETIVO: Introduzir o calendário dos feria-
situações? Como foi? E o que fez lá? dos e festas no Brasil.
Converse com seu colega. §a PROCEDIMENTO:
§a OBJETIVO: Falar sobre a experiência vivida 1 Os alunos completam o calendário com os
em vários acontecimentos sociais. nomes das festas.
§a PROCEDIMENTO: 2 Faça o controle no plenário. Esclareça even-
1 Peça aos alunos para criarem situações, tuais dúvidas de vocabulário.
combinando a segunda coluna com a ter- §a SOLUÇÃO: 1° de janeiro: Ano Novo; fevereiro
ceira. Esclareça dúvidas de vocabulário. ou março: Carnaval; 1° de maio: Dia do
Leem o diálogo-modelo. Trabalho; 2° dom. de maio: Dia das Mães;
2 Em pares, perguntam um ao outro, seguindo 2 de novembro: Finados; 25 de dezembro:
o modelo. Não devem responder só sim ou Natal.
não. Anime-os a descreverem como foi a
situação, como se sentiram e o que fizeram. 10b Quais destas festas e feriados são de
origem popular, religiosa e histórica?
9 Planeje uma festa no curso. Fale sobre os Compare também com o calendário dos
seguintes pontos: dia, hora, lugar, convite, feriados do seu país.
convidados, presentes, música, comida, §a OBJETIVO: Distinguir em 10a quais são
bebida e dança. festas religiosas, populares e históricas.

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 64


HOJE É DIA DE FESTA! 18
§a PROCEDIMENTO: §a ATIVIDADE PRÉVIA:
1 Os alunos retomam o calendário em 10a e 1 Os alunos leem o título do cartaz e localizam
marcam (P) para as festas populares, (R) Campina Grande no mapa. Pergunte: Por que
para as religiosas e (H) para as históricas. a festa têm o nome de junina? É derivada de
Depois faça o controle no plenário. qual palavra? Alguém já esteve nessa festa?
2 Peça que comparem com o calendário de 2 Leem o texto As festas juninas. Faça algumas
festas e feriados do seu país. Quais coinci- perguntas de compreensão: Quais são os
dem e quais não? santos comemorados? Quando são comemo-
rados? Onde? Que atividades são típicas des-
11 Qual é a festa de que você mais gosta? sas festas?
Leia e relacione os depoimentos com as §a LEMBRETE: Leve material sobre as festas
festas. juninas para os interessados: fotos, ilustra-
§a OBJETIVO: Ler depoimentos sobre algumas ções, sites na internet.
festas no Brasil. §a PROCEDIMENTO:
§a ATIVIDADE PRÉVIA: Peça aos alunos que 1 Os alunos, em pares, leem a programação da
digam o que associam ao Natal e Ano-novo. festa.
§a PROCEDIMENTO: 2 Dê as explicações necessárias. Peça que
1 Os alunos observam as cinco ilustrações e comparem: Quais atividades das festas juni-
descrevem-nas. Peça para lerem os depoi- nas são feitas nas festas populares do seu
mentos das pessoas e relacioná-los com as país? Por exemplo, a árvore de maio (Mai-
ilustrações (compreensão global de leitura). baum) corresponde ao mastro de São João.
Faça o controle no plenário. 3 Pergunte: Que outras atividades são feitas
2 Voltam a ler, esclarecem o vocabulário entre nas festas populares do seu país?
si; as dúvidas restantes são esclarecidas no 4 Chame a atenção para a frase: Comemoram-
plenário. -se três santos católicos… Explique que essa
3 Pergunte quais festas são semelhantes em construção com se corresponde à passiva
seu país. com ser: Três santos católicos são comemo-
§a ATIVIDADE ADICIONAL: Cada aluno escolhe rados… Para mais exemplos e mais informa-
a festa de que mais gosta para contar como ções, remeta os alunos à pág. 83.
costuma festejá-la ou como a festejou da
última vez. Dê-lhes tempo para anotarem 14 De quais atividades essas pessoas
palavras-chave para o relato. As pessoas que participaram? Faça suposições.
escolheram a mesma festa, sentam-se juntas §a OBJETIVOS: Fazer suposições sobre a parti-
e contam como costumam festejá-la ou cipação de duas pessoas §f Preparar para a
como foi a última festa. Comparam: há mais atividade de audição.
semelhanças ou mais diferenças? §a PROCEDIMENTO: Peça que leiam os dados
§a SOLUÇÃO: a. 2; b. 1; c. 5; d. 3; e. 4 sobre as duas pessoas. Em grupos, supõem
de quais atividades participaram justificando
12 Num grupo de três, decidam qual das as suposições.
festas apresentadas em 11 pretendem
comemorar juntos. O que vocês querem 15 Escute o que as pessoas em 14 fizeram
fazer lá? e marque no programa a atividade de
§a OBJETIVO: Chegar a um acordo para come- Rodrigo (R) e Cleide (C).
morarem juntos uma das festas. §a OBJETIVO: Ouvir para comprovar suposições.
§a PROCEDIMENTO: Em grupos de três, os §a PROCEDIMENTO: Os alunos ouvem a grava-
alunos escolhem uma festa. Justificam sua ção e anotam (C) e (R) no programa em 13
escolha e chegam a um acordo sobre o que de acordo com o que Cleide e Rodrigo men-
gostariam de fazer. cionam.
§a SOLUÇÃO: C: 12 de junho – oficina de ban-
13 Pula a fogueira, Iaiá! Leia o programa da deirinhas e fantoches; 13 de junho – recital
Festa Junina. Quais atividades também de literatura de cordel, grupo musical de
são feitas em seu país nas festas popula- repentistas, cerimônia dos casamentos
res? múltiplos. R: 12 de junho – cancioneiros de
§a OBJETIVO: Apresentar uma festa popular. modinhas, quadrilha; 13 de junho – rodeio,
baile de forró.

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 65


HOJE É DIA DE FESTA! 18
🔊 31 §a ATIVIDADE ALTERNATIVA: Leve e mostre
§a TRANSCRIÇÃO: pág. 252 fotos ou ilustrações, por exemplo, de apito,
fantasia, carro alegórico, bateria, bloco
16 Você visita as festas juninas. Escolha carnavalesco, rei Momo, mestre-sala, etc.
cinco atividades que deseja participar. Depois os alunos associam as imagens às
Compare com os colegas. Quais atividades definições.
vocês podem fazer juntos?
§a OBJETIVO: Descobrir com quem pode fazer 18 Leia as manchetes de jornais e escolha a
as mesmas atividades. notícia mais surpreendente para você.
§a PROCEDIMENTO: §a OBJETIVO: Ler e comentar as manchetes de
1 Os alunos releem o programa da festa junina jornais sobre o carnaval.
e escolhem cinco atividades que gostariam §a PROCEDIMENTO:
de participar ou de ver. 1 Peça aos alunos para lerem as manchetes e
2 Depois circulam pela sala e procuram o certifique-se de que entenderam.
colega ou colegas que escolheram as mesmas 2 Localizam nas manchetes da atividade 18, as
atividades. palavras que apareceram em 17. Por exemplo,
3 Juntos relatam à classe que atividades esco- na manchete ‘g’ aparece a palavra folia.
lheram, justificando a escolha. 3 Escolhem a manchete mais surpreendente
e dizem o porquê.

C Carnaval: a festa da alegria! 19 Carnaval: um gasto insensato ou uma


manifestação cultural? Discutam.
§a COMUNICAÇÃO: Apresentar vocabulário
§a OBJETIVO: Discutir sobre o carnaval.
relacionado ao carnaval §f Ler manchetes
§a PROCEDIMENTO:
de notícias sobre o carnaval no Brasil §f
1 Escreva o título em uma folha grande:
Ler texto sobre o carnaval no Rio de Janeiro §f
Carnaval – um gasto insensato e em outra, o
Falar sobre o carnaval §f Apresentar os
outro título: Carnaval – uma manifestação
passos básicos do samba.
cultural. Pendure as folhas em um mural.
§a GRAMÁTICA: Expressões impessoais com
2 Divida a classe em dois grupos, A e B. Grupo
infinitivo.
A se ocupa do tema sob o enfoque do gasto
17 Você já ouviu falar em “carnavalês”? insensato. Grupo B, sob o enfoque manifes-
Relacione as expressões às definições. tação cultural. Para isso, distribua canetas e
§a OBJETIVO: Apresentar vocabulário relativo quantidade suficiente de cartões para os
ao carnaval. dois grupos. Os membros dos grupos, rapi-
§a ATIVIDADE PRÉVIA: Peça aos alunos que damente, anotam tudo o que lhes vem à
observem e descrevam a foto (→ desfile de cabeça: uma palavra-chave por cartão.
uma escola de samba no Rio de Janeiro). Depois de alguns minutos, eles param de
Pergunte se alguém já presenciou tal desfile. escrever.
Deixe que falem sobre sua experiência. 3 Cada grupo pendura seus cartões no mural
§a PROCEDIMENTO: sob o título correspondente. Todos fazem
1 Os alunos, individualmente, leem a primeira uma rápida leitura dos cartões.
coluna de palavras e depois as frases na 4 Escolha um dos cartões do grupo A e peça ao
segunda coluna. Faça uma sessão de esclare- autor para explicitar a ideia. Os outros cole-
cimento do vocabulário, em que cada aluno gas também podem ajudar. Quem escreveu a
faz uma pergunta. mesma palavra-chave pode acrescentar
2 Em pares, relacionam as expressões às novos aspectos, ou simplesmente confirmar
definições. o que diz o colega. O ideal seria se alguém
3 No plenário, para fazer o controle, peça que do grupo B colocasse seu ponto de vista,
cada par leia a palavra com a sua respectiva contrastando com o que dizem os colegas do
definição. grupo A. Se isso for ainda difícil, alguém do
§a SOLUÇÃO: f, i, b, a, e, g, h, c, d, k, j. grupo B explicita a ideia que anotou no car-
tão. Fazem assim até terem explicitado as
palavras-chave dos cartões e apresentado as
ideias principais dos dois enfoques.

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 66


HOJE É DIA DE FESTA! 18
§a LEMBRETE: Escreva algumas frases úteis 2 Distribua um envelope para cada par. Os
para a discussão: Concordo com Xy. Xy tem alunos põem as tiras com os versos sobre
razão. Não concordo muito com o colega. a mesa.
O problema é o seguinte:… Etc. 3 Ponha a canção para ouvirem. Em pares,
movimentam as tiras e colocam-nas na
20 Leia o texto. Depois marque qual assunto sequência que ouvem. Repita a audição
corresponde ao parágrafo. várias vezes, até os alunos conseguirem
§a OBJETIVO: Ler e associar os subtítulos aos colocar as tiras na sequência certa.
parágrafos. §a SOLUÇÃO: c, d, b, a
§a PROCEDIMENTO:
1 Os alunos leem os subtítulos. Depois leem o 21 Vamos sambar? Aprenda os passos bási-
texto. A tarefa é marcar os subtítulos corres- cos! Relacione as frases com as fotos.
pondentes aos parágrafos (compreensão §a OBJETIVO: Entender as indicações de como
global de leitura). Comparam com o colega. dançar samba.
Faça o controle no plenário. §a PROCEDIMENTO:
2 Releem o texto e, em pares, esclarecem um 1 Os alunos leem as frases e depois observam
ao outro o vocabulário, perguntam o que os passos da sambista nas fotos.
não sabem no plenário. 2 Relacionam as frases às fotos (compreensão
3 Chame a atenção para as expressões impes- detalhada de leitura).
soais que introduzem frases com verbos no 3 Ligue o som para ouvirem o samba. Os alu-
infinitivo: Basta relaxar o corpo, soltar os nos se levantam, ensaiam os passos. Todos
quadris… É impossível ficar parado. Em geral caem no samba para comemorar o sucesso
essas expressões impessoais são construí- no aprendizado da língua portuguesa.
das com é + adjetivo (é emocionante/triste/ §a SOLUÇÃO: c, d, a, e, f, b.
bom, etc.). A expressão vale a pena, que os
alunos já conhecem, também introduz frases Jogo VI (pág. 84–85)
com verbos no infinitivo: Vale a pena ver o Não se esqueça de levar números suficientes
desfile de carnaval. de dados e pedras (Spielfiguren).
§a ATIVIDADE ADICIONAL 1: Cada aluno escreve §a LEMBRETE: Para o jogo o professor deve
três perguntas sobre o texto. As perguntas preparar as cartelas. Ver LC págs. 89–90. As
devem ser sobre parágrafos diferentes. Em cartelas da primeira metade da pág. 89 têm
grupos de três, fazem as perguntas uns aos no verso o mapa do Brasil. As cartelas da
outros e respondem. segunda metade da pág. 89 têm as bandeiras
§a ATIVIDADE ADICIONAL 2: no verso.
1 Faça uma fotocópia ampliada da letra de
"Samba da minha terra" de Dorival Caymmi. Jetzt kann ich... : Veja proposta a pág. 16.
Recorte os versos (verso por verso) e ponha- Português Europeu (PE) (pág. 203): A crité-
-os em um envelope depois de bem mistura- rio do professor ou dos alunos pode-se fazer
dos. Prepare tantos envelopes quantos pares na aula (alguns d)os exercícios da L18 do PE.
houver na classe.

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 67


Lição 12 Folha 12.1: Atividade B12b

Deixo o meu Trabalho


Estou com dor celular ligado muito e
nas costas. o dia inteiro. durmo pouco.

Não tomo Trabalho


o café-da- sentado/-a Quase tive
manhã porque o dia inteiro. um enfarte.
não dá tempo.

Fumo muito
Estou com por causa do Ando muito
dor de cabeça. estresse. nervoso/-a.

Como carne
Não gosto do vermelha Estou triste.
meu trabalho. todos os dias.

Não tenho
tempo para Bebo umas Estou muito
sair com 10 xícaras de cansado/-a.
os amigos. café por dia.

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 68


Lição 12 Folha 12.2: Atividade B12b

Verbo no (Você ) É bom…


imperativoel precisa…

(Não) deve…

Verbo no Verbo no
imperativo imperativo

(Não) devia… É melhor… (Você)


precisa…
Illustrationen: Jörg Plannerer, Regensburg

Tem que… É melhor…

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 69


Lição 13 Folha 13.1: Atividade C16
Illustrationen: Jörg Plannerer, Regensburg

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 70


Lição 13 Folha 13.2: Atividade C1

começar ladrão entrar


motor – parar
a chover na casa

acontecer cair e bater


o celular – tocar
o acidente a cabeça

começar a tocar
ouvir um barulho
luz apagar uma música
muito grande
brasileira no rádio

ladrões – entrar um disco voador –


telefone – tocar
no supermercado aparecer no céu

ver dois cachorros começar o cachorro –


enormes a nevar começar a latir

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 71


Lição 14 Folha 14.1: Atividade A1a

lavabo WC para visitas

Área onde são feitos os


área de serviço trabalhos de
casa, como passar roupa.

entrada para prestadores


entrada de serviço
de serviço, como a empregada

dormitório quarto de dormir

cozinha grande que


copa-cozinha
serve de copa.

Cômodo perto da cozinha


onde se encontram os armários
copa
para os pratos, xícaras, talheres
(= faca, garfo, colher).

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 72


Lição 14 Folha 14.2: Atividade A1a

Móvel onde se guarda


armário alguma coisa, a roupa,
por exemplo.

armário embutido armário integrado na parede

sala de estar sala de visita, living

sala de jantar Cômodo onde se janta.

entrada para os donos


entrada social
da casa e visitas

quarto de dormir
suíte
com banheiro

quarto destinado
quarto de empregada
à empregada

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 73


Lição 16 Folha 16.1: Atividade B13

As fazendas pantaneiras,
Ouro Preto, Mariana,
a pesca, a fauna e a flora.
Sabará e Diamantina: as
cidades históricas, barro-
cas, do ciclo do ouro e
dos diamantes.

Rota do Vale do Vinho e colô-


nias de imigrantes alemães no
Rio Grande do Sul, em Santa
Trilhas, mergulho e os golfinhos Catarina e Paraná.
na Ilha de Fernão de Noronha.

Manaus: metrópole no meio da


A estrada Rio-Santos mata, a suntuosa ópera, o contato
com a idílica Parati, direto com a floresta, hospedando-
antigo porto colonial se nos hotéis da selva.
do ouro, a paradisíaca
Ilha Grande e Angra
dos Reis.

Rio de Janeiro,
cidade maravil-
hosa, situada
Búzios, cidade próxima do Rio, com entre o mar, as
belíssimas praias, para apreciad- montanhas e a
ores de arte e ecologia. floresta.
Landkarte: © Getty Images/iStock/dashadima

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 74


Lição 16 Folha 16.2: Atividade B13

O conjunto arquitetônico colonial


Brasília localizada
de Salvador, a “Roma da América do
no centro do Brasil,
Sul”, com suas igrejas, a cidade
planejada por Nie-
afro-brasileira por excelência, com
meyer, Lúcio Costa e
suas festas populares, seus sabores
Burle Marx.
culinários, sua música e o carnaval.

A beleza deslumbrante das gigan- São Paulo “a locomotiva do Brasil”,


tescas Cataratas da Foz do Iguaçu. a capital dos negócios, da cultura e
da gastronomia.

A Olinda colonial e
Recife, a “Veneza” A costa litorânea do Nordeste com
do Brasil. suas festas populares, cidades
históricas, comida típica, gente
hospitaleira e praias magníficas, do
sul da Bahia até o Maranhão,
próprias para a prática do surfe,
windsurf, mergulho e vela.
O Museu Goeldi e o mercado
“Ver-o-Peso” em Belém.
Landkarte: © Getty Images/iStock/dashadima

Oi, Brasil! aktuell A2 – Lehrerhandbuch | ISBN 978-3-19-205420-4 | © 2018 Hueber Verlag 75